Você está na página 1de 3

EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA

9ª CLASSE
TEMA: A DEMOCRACIA E OS JOVENS
- EU E A CIDADANIA RESPONSÁVEL

Vamos fazer uma breve situação histórica:

Antigamente a forma mais comum de governo era a Monarquia, onde todos os


poderes estavam concentrados no rei que era soberano ou seja, aquele que
tinha todo poder sobre um povo, essa pessoa era considerada como o Estado.
A relação entre governante e governados era totalmente desigual. Os
governados eram súditos, isso é, sob a vontade de outrem, assim, a vontade do
rei era lei e aos súditos apenas cabia obedecer àquele que teoricamente sabia
o que era melhor para o povo.
Essa situação começou a mudar com dois momentos históricos no final do sec.
XVIII com a revolução americana que resultou na declaração da independência
dos Estados Unidos da América e com a revolução francesa. Esses
movimentos foram marcados pelo desejo que a população desses países tinha
de reivindicar o exercício da própria soberania.
Esses movimentos deixaram heranças muito importantes que mudariam os
nossos dias como:
Valores
Ideais
Tradições
Documentos
Ex: Declaração dos direitos do homem e do cidadão, produzida pelos
revolucionários franceses, direitos esses que são inalienáveis como o direito à
vida por exemplo.

Ser cidadão é bem diferente de ser súdito, o cidadão também está sob um
governo mas a sua obediência aos governantes e às leis tem como contraponto
o respeito aos seus direitos.
Quando só há deveres a cumprir não há cidadania como é o caso dos súditos
mas também não há cidadania só com direitos.
A cidadania é uma construção colectiva, onde cada um deve cumprir os seus
deveres perante a Comunidade e o Estado, permitindo que todos possam
cumprir os seus. Assim se constroi uma comunidade forte, política. E esses
valores quando incorporados na cultura de um povo, tornam-se patrimônio
colectivo.
O bom cidadão deve participar activamente nos assuntos do governo, isso
chama-se cidadania activa.
No exercício da cidadania a pessoa agem a favor do bem comum, pois, os
problemas da comunidade afectam a todos.

É importante lembrar que o termo cidadania tem outros significados também,


dentre eles definir a condição de membro de um estado ou nação, é o que diz-
se por exemplo “Eu tenho cidadania angolana” .

Cidadania vem da palavra latina CIVITAS que significa a situação política de


uma pessoa, ou seja, a posse e o exercício de um conjunto de direitos e deveres
de natureza política, civil e social, o exercício da soberania de um indivíduo
dentro de um estado.
Como?
Exercendo a condição do cidadão protegido pelo estado, respeitando as
liberdades individuais, igualdades de direitos perante a lei e participação na vida
política.
Quem é o cidadão então?
Aquele que conhece os seus direitos e respeita os seus deveres.
Quais os seus direitos?
- Direitos civís
- Direitos sociais
- Direitos políticos
- Direitos humanos

Assim, o cidadão participa activamente dentro da sua comunidade e País.

Luanda, aos 20 de Julho de 2020