Você está na página 1de 3

Homem

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Um homem é um ser humano adulto do sexo masculino, animal bípede


da ordem dos primatas pertencente à espécie Homo sapiens. "Menino" é
o termo usado para uma criança humana do sexo masculino, e os termos
"rapaz" ou "moço" para um adolescente ou jovem adulto. Correspondem
a aproximadamente 50% da população humana mundial.[1] O termo
homem pode ser utilizado ainda para se referir ao ser humano de maneira
geral.[2][3]

Índice
Idade e terminologia
Biologia e sexo
Ver também
Homem de Vitrúvio por Leonardo
Referências
da Vinci (1485/90, Veneza,
Ligações externas Gallerie dell' Accademia)

Idade e terminologia
A condição de homem é normalmente vinculada ao período da vida após a juventude,
pelo menos fisicamente, durante a puberdade. Um menino é uma criança humana
masculina. Para muitos, a palavra homem implicam um determinado grau de maturidade
e a responsabilidade que homens jovens em especial não se sentem pronto para tal;
contudo, também podem se sentir demasiado velhos para serem chamados de menino,
por esta razão, muitos evitam usar o homem ou o menino para descrever um homem
Símbolo do
sexo masculino
jovem e preferem termos mais coloquiais tais como rapaz, cara e gajo.[4]

Os filósofos gregos buscaram durante séculos a definição exata do que é um homem,


sendo a mais conhecida a que o descreve como "um bípede implume" (duas pernas e sem penas). E Aristóteles
a concebeu quando afirmou que o Homem é o animal racional. Essa definição vale para ambos os sexos, pois
ambos são racionais, obviamente.

O feminismo critica a utilização do termo homem como sinônimo de ser humano designando toda a espécie.
Reivindica o uso dele significando, exclusivamente, ser humano do sexo masculino.

Biologia e sexo
Os seres humanos exibem dimorfismo sexual em muitas características, das quais diversas não apresentam
nenhuma ligação direta com a habilidade reprodutiva, porém a maioria destas característica têm um papel na
atração sexual. A maioria das expressões do dimorfismo sexual, nos seres humanos, são encontradas na altura,
no peso, e na estrutura do corpo, onde o homem geralmente apresenta
portes maiores comparado a sua fêmea, a mulher.

Alguns exemplos dos caracteres sexuais secundários masculinos, nos


seres humanos, adquiridos com a passagem da puberdade, como:
aumento da quantidade de pelo no corpo, desenvolvimento de pelos
na zona abdominal, barba, em média mãos e pés maiores que das
mulheres, ombros e tórax mais largos, estrutura mais pesada do
Crânio e dos ossos, maior massa múscular, Pomo-de-adão
proeminente e voz grave e depósitos da gordura principalmente em
torno do abdômen e da cintura.[4]

Nos termos da biologia, os órgãos sexuais masculinos estão


Cariótipo típico de um homem com
envolvidos no sistema reprodutivo, consistindo de pénis, Ducto
22 pares de cromossomo
ejaculatório, testículos, ducto deferente e glândulas anexas como a
autossômicos e um cromossomo X
Próstata. A função do sistema reprodutivo masculino é de produzir o
e um Y.
sémen que carrega o gameta masculino, o espermatozóide, e assim a
informação genética, para que possa se unir a um gameta feminino, o
óvulo, no útero uma mulher. O espermatozoide entra no útero e então nada até às trompas de falópio da mulher
onde se encontra o óvulo e o fertiliza, que posteriormente se tornará um embrião, mas o sistema reprodutivo
masculino não apresenta nenhum papel essencial durante a gestação.

O estudo da reprodução masculina e de órgãos associados é chamado Andrologia. A maioria, mas não todos,
homens têm o cariótipo 46/XY. A presença de um número atípica dos cromossomos é chamada Aneuploidia, e
os cromossomas sexuais extra podem causar a síndrome XXY ou a Síndrome XYY nos homens.

No geral, os homens sofrem de muitas das mesmas doenças que mulheres. No entanto, há algumas doenças
sexo-relacionadas que ocorrem unicamente ou mais frequentemente nos homens. Também, algumas doenças
de idade-relacionadas como Mal de Alzheimer que parecem ser menos comuns entre os homens.[5]

Nem sempre os fatores biológicos são suficientemente claros para determinar o género de uma pessoa. No
caso das pessoas que apresentam intersexualidade (que misturaram características físicas e/ou genéticas dos
dois géneros) podem ser usados outros critérios para justificar a decisão. Em termos legais esta decisão é
tomada por terceiros pois, obviamente, um bebé não tem capacidade de a tomar e há a obrigação legal de
classificar os cidadãos em termos de sexo. Há também pessoas que têm uma psicologia tipicamente feminina
e/ou se sentem socialmente como mulheres na totalidade ou em diversos graus, ver transgénero e
transexualidade.

Ver também
Homo sapiens, para considerações científicas sobre biologia e evolução do Homem.
Sexualidade
Humanismo
Mulher

Referências
1. «Population, male (% of total population)» (https://data.worldbank.org/indicator/SP.POP.TOTL.
MA.ZS?locations=1W). Banco Mundial. Consultado em 17 de junho de 2020
2. Moema Viezzer; Tereza Moreira, Carmen Lúcia Rodrigues (Maio de 1996). «Relações de
gênero na educação ambiental» (http://www.ecoar.org.br/avaliando2/downloads/EA3-Relacoe
s.doc) (DOC). Instituto ECOAR para a Cidadania. Consultado em 2 de maio de 2010
3. Ceismael. «Que é o homem?» (http://www.ceismael.com.br/filosofia/que-e-o-homem.htm).
Consultado em 3 de março de 2012
4. Brasil Escola. «Puberdade» (http://www.brasilescola.com/sexualidade/puberdade.htm).
Consultado em 3 de março de 2012
5. (em português) Azheimermed.com.br (http://www.alzheimermed.com.br/m3.asp?cod_pagina=1
013) - Doença de Alzheimer

Ligações externas
Projeto de Lei sobre a linguagem inclusiva na legislação e em documentos oficiais (http://www
2.camara.gov.br/proposicoes/loadFrame.html?link=http://www.camara.gov.br/internet/sileg/prop
_lista.asp?fMode=1&btnPesquisar=OK&Ano=2001&Numero=4610&sigla=PL)

Obtida de "https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Homem&oldid=59324266"

Esta página foi editada pela última vez às 19h19min de 11 de setembro de 2020.

Este texto é disponibilizado nos termos da licença Atribuição-CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada (CC BY-SA 3.0) da
Creative Commons; pode estar sujeito a condições adicionais. Para mais detalhes, consulte as condições de utilização.