Você está na página 1de 11

Licenciatura em Enfermagem - ESEnfC

Bioquímica e Biofísica

Ácidos Carboxílicos
Ácidos gordos - Lípidos

AC Santos - 2020/2021
Gordos

Compostos poliprenóis
• -

Glicerofosfolípideos

Plasmalogénios
(ác. orgânicos)

Compostos que contêm o grupo carboxilo

C1 = ác. metanóico ou fórmico H

C2 = ác. etanóico ou acético

C3 = ác. propanóico ou propiónico

a partir de 4 C têm propriedades de ácidos gordos


Ácidos gordos saturados com nº par de C + comuns:

C4 ácido butírico (ác. butanóico) H3C (CH2)2COOH


(butter)

[C5 ácido valérico (ác. pentanóico)] H3C (CH2)3COOH


(valeriana)

C6 ácido capróico H3C (CH2)4COOH

C8 ácido caprílico Lã dos caprinos H3C (CH2)6COOH

C10 ácido cáprico H3C (CH2)8COOH


Ácidos gordos saturados com nº par de C + comuns:

C12 ácido láurico (loureiro) H3C (CH2)10COOH

C14 ácido mirístico (gorduras vegetais e animais) ) H3C (CH2)12COOH

C16 ácido palmítico (óleo de palma) H3C (CH2)14COOH

C18 ácido esteárico (estearina - velas) H3C (CH2)16COOH

C20 ácido araquídico (aracnídeos) H3C (CH2)18COOH

C22 ácido beénico (mostarda) H3C (CH2)20COOH

C24 ácido lignocérico (ceras de insectos) H3C (CH2)22COOH

C26 ácido cerótico (ceras, gordura da lã) H3C (CH2)24COOH

C28 ácido montânico (ceras) H3C (CH2)26COOH


Ácidos Gordos
Saturação
• saturados
• monoinsaturados
• poli-insaturados

• Hidrogenação – dá origem a um produto mais saturado, mais longo e mais


resistente à oxidação

As ligações duplas são portadoras de uma pequena carga negativa, o que faz com que estas
aceitem facilmente átomos de Hidrogénio carregados positivamente, dando assim origem a
ácidos gordos saturados.

Ác. gordo poli-insaturado Ác. gordo hidrogenado (saturado)


• As ligações duplas existentes na cadeia de hidrocarbonetos podem ser
de dois tipos:

• cis – os átomos de Hidrogénio


encontram-se no mesmo lado da
ligação dupla (tipo de ligação mais
comum)

•trans – átomos de Hidrogénio em


lados opostos da ligação dupla
Ácidos gordos insaturados
C16 Þ 1 ligação = no C9 ( D9) tipo cis ác. palmitoléico
1 9 9 1
(CH2)7 CH CH (CH2)7
ou

=
=
H3C (CH2)5 CH CH (CH2)5 CH3
16 10 10 16
C18 Þ 1 ligação = no C9 ( D9) tipo cis ác. oléico ou ác. cis-D9 octadecenóico

1 9 9 1
(CH2)7 CH CH (CH2)7
ou
=

=
H3C (CH2)7 CH CH (CH2)7 CH3
18 10 10 18
C18 Þ 1 ligação = no C9 ( D9) tipo trans ác. eleídico ou ác. trans-D9 octadecenóico

1 9 9 1
(CH2)7 CH CH (CH2)7
=

=
HC (CH2)7 CH3 ou H3C (CH2)7 CH
10 10
ÁCIDOS GORDOS

• Ácidos gordos essenciais


• tanto os ácidos gordos ómega 3, como os ómega 6, são importantes
componentes das membranas celulares, constituindo em simultâneo
precursores para variadas substâncias do nosso organismo, tais como as
envolvidas na manutenção da pressão arterial e na resposta inflamatória.

O número Ómega(ω) indica a primeira


ligação dupla do ácido gordo a contar do
grupo metilo.

• Ómega-3 – ácidos gordos poli-


insaturados com a primeira ligação dupla
em C3

Ómega-6 – ácidos gordos


poliinsaturados com a primeira ligação
dupla em C6
• Na formação de um triglicérido, três ácidos gordos ligam-se a
um glicerol numa reacção de condensação:

Por cada ligação


palmitoléico
glicerol–ácido
esteárico gordo é removida
uma molécula de
mirístico água e são
criadas ligações
Glicerol
C–O–C,
(propanotriol)
respectivamente.