Você está na página 1de 5

TRABALHO

Cálculo para Sistemas Hidráulicos

1. Calcular a Força de avanço (Fav) e a Força de retorno (Fret) com os seguintes dados:
D =63mm (Ø do êmbolo)
d = 36mm(Ø da haste)
P = 100 Kgf / cm²

2. Calcular o diâmetro do êmbolo e selecionar o cilindro no catálogo. Dados:


Fav = 5000 Kgf
P = 150 Kgf / cm²

3. Calcular qual deverá ser a pressão ajustada no S.H. para a seguinte situação e dados:
D = 25 mm
d = 18 mm
P=?

4. Calcular a pressão em (psi) para a seguinte situação e dados abaixo:

5. Calcular a pressão de avanço (Pav) e pressão de retorno (Pret) com os dados:


D = 50 mm
d1 = 28 mm
d2 = 18 mm
( µ = 0.02 coef. de atrito )

6. Calcular a vazão de avanço (Q1) vazão de retorno (Q2) para uma velocidade de avanço igual à
de retorno.
D = 100 mm
d = 70 mm
v = 10 cm / seg.

7. Calcular a velocidade de avanço (Vav) e a velocidade de retorno (Vret). Dados:


D = 80 mm
d = 56 mm
Q = 50 l/min

8. Determinar o diâmetro do êmbolo e selecionar o cilindro para uma haste de êmbolo pesada.
Dados: Vav = 10 cm/s Q = 32 l/min P=100 bar
Determinar também a velocidade de retorno (Vret) para uma haste pesada.
Calcular: At = ? Vret = ? Fav = ?
Ac Vav Fret

9. Calcular a vazão induzida Q1 e Q2 em que para os dois casos entra do lado oposto uma vazão de
60 l/min. Dados:
D = 125 mm
d = 90 mm

Sugestão: Usar somente a relação de áreas At para resolver esse problema.


Ac
10. Dados
Q = 40 l/min D = 80 mm d = 36 mm L = 500 mm P = 100 bar
Calcular:
Avanço Retorno
Q1 (l/min)
Q2 (l/min)
V (cm/s)
F (Kgf)
T (s)

11. Dados:
D = 80 mm d = 36 mm P = 100 bar L = 500 mm Q = 60 l/min
Para Sistema Regenerativo: ganho de velocidade em detrimento da Força.
Calcular:

Avanço Retorno
Q1 (l/min)
Q2 (l/min)
Q3 (l/min)
V (cm/s)
F (Kgf)
T (s)
Q4 (l/min)

12. Para um motor hidráulico, determinar o momento torçor (Mt).


Dados:
de = 18 cm³/rot P = 100 bar ηmec = 0,9
13. Dados:
∆p = 150 Kgf/cm²
Q = 30 l/min
ηmecH = 0,80 (atrito e ajustes)
ηv = 0,95 (Vaz. P/ dreno)
Calcular: usar catálogo p/
de = ? (cm³/rot)  adotar o existente
n = ? (rpm)
N = ? (KW)

14. Determinar a potência de acionamento da bomba N (KW) = ? Dados:


Q = 30 l/min ∆p = 170 bar ηt = 0,9
15. Determinar o deslocamento volumétrico por rotação “de “(cm³/rot) = ?). Dados:
Q = 40 l/min n = 1800 rpm ηv = 0,95
16. Determinar o “de “e selecionar no catálogo, e também a potência de acionamento (N). Dados:
Q = 15 l/min n = 1200 rpm P = 200 bar ηvol = 0,95 ηt = 0,85
Calcular a nova vazão para esse deslocamento volumétrico selecionado, depois calcular a
potência de acionamento p/ essa bomba selecionada.

17. Para as tubulações indicadas abaixo determinar a vazão, velocidade, área e diâmetro interno nas
tubulações.

Q (l/min) V (CM/S) A (cm²) D (mm)


A
B
P
R
S
Qr
Dados: Q = 50 l/min
D = 80 mm
d = 56 mm
Informações complementares:
Velocidade na linha de sucção = 50 cm/s
Velocidade na linha de pressão = 500 cm/s
Velocidade na linha de retorno = 300 cm/s
Sistemas Hidráulicos – Formulário geral

π .D 2 P  kg.s 2 
At =
4
(
→ cm 2 ) m= →  
g  m 

πd 2 m
AH =
4
(
→ cm 2 ) a=
∆V
→ 2 
∆t s 
π
Ac =
4
(D 2
) (
− d 2 → cm 2 ) n=
Q.1000.η v
→ (rpm )
de
F = P. A → (kgf )
Q.∆p
N= → (kw)
Q.16,67 m 600.η T
v= → 
A s
M T = 0,159.d e .∆p.η MH → ( N .m )
F = m.a → (kgf )

d e .n.ηVol  l 
Q= → 
1000  min 

D, d , L → (cm ) p → (bar )

A → (cm 2 )  cm 3 
d e →  
 rot 
t → (s )
M t → ( N .m )
 cm 
v→ 
 s  F → (kgf )

 l  n → (rpm )
Q→ 
 min 
1,34.kw = 1HP

Potência máxima da bomba


∆p na tubulação (bar)
Q.∆p 0,15.L.Q
N= → (kw) ∆p = onde: d t = mm e
600.η T dt
L=m
Velocidade na tubulação

m cm
Dreno/sucção = 0,5 = 50
s s m cm
Retorno = 3,0 = 300
s s
m cm
Pressão = 5 = 500
s s

Unidades Inglesas

1 in = 2,54 cm 1 bar = 14,3 Psi 1 Gl =3,785 l 1 lbf =0,453 kg

Cont. Formulario – S.H. (Acumuladores)

Adiabático
Descarregamento < 1 min
∆V 1 1 
V0 = 0, 71 0 , 71
→ (l )  n = 1,4 = 0,71 onde n =1,4 do nitrogênio
 P0   P0   
  −  
 P1   P2 

Isotérmico
Descarregamento >1 min
P
∆V . 2
P0
V0 = 0 , 71
→ (l )
 P2 
  − 1
 P1 

P = Pn2 → (bar ) “nitrogênio”


P1 = Pmín → (bar )
P2 = Pmãx → (bar )
∆V = Vol. _ utíl → (l )
V0 = Vol. _ do _ acumulador → (l )
P0 = 0,9 P1 → p/ que a borracha não fique no fundo das peças mecânicas.