Você está na página 1de 4

UTILIZAÇÃO DOS RENDIMENTOS

As famílias possuem rendimentos que vão gastar (para satisfazer as necessidades básicas) e
outra parte vão poupar.

Rendimento = Consumo + Poupança

Poupança = Rendimento – consumo

Interpretar gráfico da pg 246, do manual

Destinos da Poupança:

1. Entesouramento – guardar valores monetários e bens valiosos (obras de arte, joias, …)


em casa. Bens que ao serem retirados do circuito económico não constituem mais
riqueza.
2. Aplicações financeiras – o dinheiro é aplicado em produtos financeiros como,
depósitos a prazo, títulos de divida pública, PPR, …. e recebem juros.
3. Investimento – com o dinheiro as famílias adquirem bens de produção (ou bens
reprodutivos), com o objetivo de aumentar a produção da economia. Quem investe
espera ter um retorno ou seja mais rendimento do que aquele que investiu (compra
de uma casa, de um terreno, de uma empresa, ….)

FORMAÇÃO DE CAPITAL

É a aplicação da poupança em novos bens de produção.

A formação de capital tem duas componentes a formação bruta de capital fixo e a variação de
existências.

Formação de capital ou Investimento = Formação Bruta de Capital Fixo + Variação de


Existências
I = FBCF + Δ Exist

FBCF – Significa o aumento dos bens de equipamento ou bens de produção duradouros feitos
pelas empresas e pelo Estado.

- As empresas adquirem: máquinas, constroem novas fábricas, compram equipamentos como


ferramentas, novas tecnologias, …

- O Estado constrói: estradas, pontes, aeroportos, escolas, hospitais, …

Variação de Existências – são exemplo: as matérias-primas, as matérias subsidiárias e os


produtos semiacabados que ainda se encontram em laboração. São bens que não estão
prontos para consumo.

Na variação deste tipo de bens regista-se a diferença entre o que existe no final e no início do
período (normalmente um ano).

A Variação de Existências é positiva se o seu valor no fim do período for superior ao seu valor
do início do período.

Página 3 de 3
A Variação de Existências é negativa se o seu valor no fim do período for inferior ao seu valor
do início do período.

Δ Exist = Existências finais – Existências iniciais

I = FBCF + Δ Exist.

Investimento (I) – é o acréscimo de bens de capital que contribui para o aumento da


produção.

Pg (manual) 249, gráfico e ex 3 e Ex. 3

A IMPORTÂNCIA DO INVESTIMENTO

O investimento é importante porque aumenta a produção, no futuro, contribuindo para o


crescimento, a longo prazo, da economia. Significa o sacrifício dos consumos de hoje pelos
consumos futuros.

TIPOS DE INVESTIMENTO

1. MATERIAL – Novos bens de produção (ex: matérias-primas, máquinas, meios de


transporte de distribuição, …)

2. IMATERIAL – Traduz-se na melhoria das condições de trabalho (ex: qualificação dos


recursos humanos, com formação, investigação, …)

3. FINANCEIRO – Compreende as aplicações da poupança em valores mobiliários (ex:


ações, obrigações, títulos de dívida pública, …)

Pg 250 do manual, Ex 5

FUNÇÕES DO INVESTIMENTO

1. De Substituição – Repor o capital que se gastou no processo produtivo (ex: matérias-


primas) para possibilitar a manutenção da capacidade produtiva da economia.

2. De Formação de Capital – Formar novo capital adquirindo máquinas e outros


equipamentos modernos para renovar e ampliar as instalações das empresas,
aumentando a capacidade produtiva da economia.

Esquema da Pg 251 do manual

Página 3 de 3
INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA INVESTIGAÇÃO

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA – Traduz-se na criação de algo de novo, um produto, um processo /


técnica, …, para obter maior produtividade.

Pg 251 do manual

BENEFÍCIOS / CONSEQUÊNCIAS DE UMA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

- Melhores produtos e em maior quantidade

- Menores custos

- Maior produtividade

- Maior competitividade

- Redução de preços

- Mais riqueza

- mais prosperidade (progresso)

O conjunto das Inovações Tecnológicas de uma economia constitui o chamado “Progresso


Técnico” que é o motor do crescimento e desenvolvimento económico.

INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO (I&D)

Toda a Inovação é conseguida com Investigação. Esta exige elevados investimentos, tanto do
Estado como do setor privado.

Os novos produtos, as novas técnicas e os novos equipamentos exigem formação, maior


qualidade dos recursos humanos.

Mais investigação mais inovações mais conhecimento mais riqueza

Maior nível de vida mais desenvolvimento

Consequências negativas das inovações tecnológicas:

Desemprego tecnológico, aumento das desigualdades e a destruição ambiental.

Página 3 de 3
Página 3 de 3

Você também pode gostar