Você está na página 1de 7

73

ESTUDO COMPARATIVO DOS MÉTODOS DE


MEDIÇÃO DE VAZÃO – UMA APLICAÇÃO EM
COMISSIONAMENTO DE TURBINAS HIDRÁULICAS
Grupo: (Turbomáquinas)

Luiz Augusto de Andrade1, Carlos Barreira Martinez1, Jair Nascimento Filho1, Luís Antônio Aguirre1

Universidade Federal de Minas Gerais1


Centro de Pesquisas Hidráulicas e de Recursos Hídricos - Av. Presidente Antônio Carlos,
6627, Belo Horizonte - MG CEP: 31270-010.
luiz7@ig.com.br Martinez@cce.ufmg.br Jair@demec. ufmg.br aguirre@cpdee.ufmg.br

Resumo: A precisão na determinação do rendimento de turbinas hidráulicas é fundamental para o comissionamento


desse equipamento. Valores de rendimento abaixo do esperado podem inviabilizar economicamente o
empreendimento. Além disso, o conhecimento do rendimento em tempo real das máquinas hidráulicas permite a
otimização dos despachos de energia elétrica pelos centros de operação do sistema. O objetivo do presente trabalho é
confrontar os métodos de medição de vazão utilizados na determinação do rendimento de turbinas hidráulicas, uma
vez que a precisão do cálculo do rendimento depende fortemente dos métodos utilizados. São analisados os métodos
segundo: viabilidade de implementação; interferência no funcionamento da unidade; relação custo x benefício; tipo de
utilização: sistema permanente na máquina e sistema não permanente. Em seguida, faz-se uma avaliação do estado da
arte dos medidores de vazão: Gibson; tubo de Pitot; Molinetes; Winter-Kennedy; sistemas diferenciais; medidores tipo
vórtice; medidores magnéticos e ultra-sônicos. Os resultados, apresentados sob a forma de gráficos de tendência,
mostram qual a viabilidade de implementação de cada método para a medição de vazão em tempo real, com ênfase no
cálculo rendimento das turbinas hidráulicas para aplicação em Centrais Hidroelétricas com capacidade instalada de
até 30 MW.

Palavras chave: turbina hidráulica, rendimento, comissionamento, vazão.

1. INTRODUÇÃO , apresentamos os métodos de medição de vazão


estudados nesse trabalho.
A obtenção dos valores do rendimento das turbinas
hidráulicas permite ao comprador aferir o rendimento 3. TABELA COMPARATIVO DOS MÉTODOS
proposto pelo fabricante. O conhecimento do DE MEDIÇÃO DE VAZÃO
rendimento “on-line” das máquinas hidráulicas é
aplicado na otimização dos despachos de energia Os métodos de medição de vazão estudados neste
elétrica pelos centros de operação do sistema, onde se trabalho são apresentados de forma esquemática na
determinam quais unidades geradoras estão em TAB. 1.
operação a cada momento.Este trabalho apresenta um
levantamento de métodos de medição de vazão que se 4. ANÁLISE E DISCUSSÃO
adaptam à utilização em turbinas hidráulicas, e faz uma No procedimento de levantamento da curva de
análise da sua influência no cálculo de seu rendimento. rendimento das turbinas hidráulicas é necessário
O objetivo do presente trabalho é fornecer uma determinar os elementos que compõe a seguinte
avaliação crítica do problema de determinação, com expressão:
elevada precisão, da vazão e conseqüentemente do N= Q . H. γw . η , (1)
rendimento de turbinas hidráulicas.
Sendo: N = potência elétrica (MW);
2. MÉTODOS DE MEDIÇÃO DE VAZÃO
Q = vazão (m3/s);
UTILIZADOS EM TURBINAS HIDRÁULICAS
H = altura de queda livre (m);
Um estudo do estado da arte de métodos de
γw = peso específico da água (Kgf/m3);
medição de vazão foi realizado, cobrindo métodos
como: tubos de Pitot, sistemas deprimogênios, η = rendimento bruto.
medidores de vórtices, medidores de área variável,
medidores turbinas e medidores magnéticos, todos Os valores de N, H, e γ são determinados com boa
esses citados por Delmée [3]; método dos molinetes, precisão. Desta forma, a precisão da curva de
método da cortina salina e método de Gibson, citados rendimento levantada a partir desses dados depende
na referência [2]; método Winter-Kennedy citado por fortemente do método de medição da vazão.
Müller [5] e Souza, [6], e medidores ultra-sônicos Para serem aplicados, os métodos de medição de vazão
citados por Voser et all [7] e Accusonic [1]. Na TAB. 1 devem ser apropriados às característica das instalações
74

Tabela 1. Comparação dos Métodos de Medição de molinetes; método pressão por tempo (Gibson);
Vazão. método de Winter-Kennedy; método magnético;
método ultra-sônico.
Diâme-
Interferência da
Preci- tro de
Método qualidade da Dificuldades 4.1. DEFINIÇÃO DOS CRITÉRIOS DE
são aplica-
água
ção COMPARAÇÃO
Gibson – - Parada de máquina; Esses métodos foram analisados segundo os
pressão - Grandes trechos Acima de
± 1,5% Baixa retos;
critérios definidos como:
por 3m
tempo - Medir vazamentos. a) viabilidade de implementação: facilidade e
- Parada de máquina; tempo de instalação, possibilidade de se utilizar mão-
Cortina - Água limpa; Acima de de-obra menos especializada, facilidade de acesso ao
±3% alta
Salina - Três inserções no 3m conduto, entre outros;
conduto; b) interferência no funcionamento da unidade:
- Baixa pressão
Tubos de operacional; Acima de
perda de carga imposta ao sistema pelos equipamentos
± 1,5% baixa de medição de vazão, e o fato de a unidade geradora
Pitot - Difícil inserção na 200 mm
tubulação. poder estar ou não em operação durante a medição;
- Difícil inserção na c) relação custo X benefício:
tubulação.
Molinetes ±5% baixa - Calibração dos
Acima de Parâmetro custo: foram levantados os valores
1,2 m praticados atualmente no mercado, apresentados na
molinetes;
- Baixa precisão. Tabela 2;
- Necessidade do Parâmetro benefício: os aspectos positivos, como
Winter ±1 a modelo reduzido para Qual-
baixa boa precisão, foram considerados como fatores que
Kennedy 3% definir os quer
coeficientes. levam a alto benefício; os aspectos negativos, como
Placa de - Longos trechos retos; 50 a 760
dificuldade de instalação, foram considerados como
± 1,8% baixa fatores que levam a baixo benefício;
Orifício - Baixa largura de faixa. mm
Tubo de - Alto custo de 100 a
d) tipo de utilização (permanente X ensaio): foi
± 1,7% baixa considerado como sistema permanente aquele que foi
Venturi fabricação. 800 mm
- Alto custo de projetado para permanecer instalado na unidade (usado
Bocal de
fabricação.
50 a 760
para monitoramento do desempenho). Sistema para
± 2,2% baixa - Usinagem mais ensaio é aquele no qual se realizam medições, porém
vazão mm
elaborada que a
placa de orifício.
não permanece instalado na unidade.
- Alto custo de
Magnétic 0,5 a
baixa
fabricação. 25 a Tabela 2. Custo de instalação dos métodos de
o ±2% - Manutenção 3000 mm medição de vazão.
especializada.
- Alto custo de
Ultra- 0,5 a fabricação. Mínimo MÉTODO CUSTO (R$) FONTE DE INFORMAÇÃO
baixa
Sônico ±2% - Manutenção 12 mm Winter-Kennedy ~15.000,00 Setor elétrico [Martinez (2000)]
especializada.
- Alto custo de Pitot ~17.000,00 Setor elétrico [Martinez (2000)]
Medidor fabricação. 25 a 300 Molinetes ~180.000,00 Setor elétrico [Martinez (2000)]
±1% alta
de vórtice - Manutenção mm
especializada. Gibson ~110.000,00 Setor elétrico [Martinez (2000)]
- Peças móveis com
±0,5 a 25 a 500 Magnético ~450.000,00 YOKOGAWA [Yokogawa (2000)]
Turbinas alta maior possibilidade
1% mm
de desgaste. Ultra-Sônico ~50.000,00 ACCUSONIC [Accusonic (1997)]
- Requer acessórios
Área 3 a 150
±2% baixa para aquisição 4.2. ANÁLISE DOS MÉTODOS DE MEDIÇÃO
Variável mm
analógica de dados.
DE VAZÃO
de turbinas hidráulicas, grandes vazões e grandes 4.2.1. Método Winter-Kennedy
diâmetros. Deste modo alguns métodos apresentam
restrições técnicas que os tornam não aplicáveis a este Viabilidade técnica e econômica de
fim. Os métodos que têm limitação de diâmetro implementação: uma limitação técnica deste método é
máximo (até aproximadamente 700mm) são: método a necessidade de se ter um modelo reduzido, uma vez
de tubo de Venturi; método de placa de orifício; que o fator que relaciona a vazão com a diferença de
método de bocal de vazão; método medidor de vórtice; pressão, medida entre dois pontos, deve ser
método de turbinas; método de área variável. determinado no modelo reduzido e depois aplicado na
A baixa utilização do método de cortina salina instalação. A construção de um modelo reduzido, para
apresenta se deve à interferência da qualidade da água uma usina já existente, somente para este fim é
nos resultados. economicamente inviável. Assim, as máquinas que não
Dentre os métodos estudados, os mais indicados têm o modelo não utilizam este método. É mais
para serem utilizados para o cálculo do rendimento em indicado para novos projetos. Uma vantagem deste
turbinas hidráulicas quanto à sua viabilidade de método é utilizar equipamentos de tomada de pressão
implementação são: método de Pitot; método de
75

de baixo custo e fácil utilização, fato este que torna o mesmas. Os custos de instalação são baixos, uma vez
método W.K. (Winter-Kennedy) bastante utilizado. que não requer equipamentos especiais. É necessário
Interferência no funcionamento da unidade (parada que o elemento regulador de vazão (distribuidor com
de máquina): outra vantagem é que o método W.K. não pás móveis) tenha mecanismos de regulagem e leitura
interfere no funcionamento da turbina. Uma vez para diferentes posições de abertura, pois será
instaladas as tomadas de pressão, a unidade opera sem importante medir a vazão para diferentes ângulos de
interferência. abertura das pás do distribuidor.
Relação Custo X Benefício: considerando que já Interferência no funcionamento da unidade (parada
existe um modelo reduzido e que a instalação dos de máquina): segundo o princípio de funcionamento
sensores foi prevista no projeto, o custo é reduzido e a deste método, a vazão que passa pelo conduto deverá
precisão é de ±1 a 1,2%. Além da precisão, a facilidade ser interrompida, portanto, a unidade não poderá estar
de instalação e manutenção dos equipamentos também operando em regime normal.
é uma vantagem. Estes fatores definem uma vantajosa Relação Custo X Benefício: a simplicidade dos
relação, baixo custo e alto benefício. equipamentos (transdutores de pressão) e sua
Tipo de utilização – Medição permanente X Ensaio instalação tornam o custo de instalação baixo. Porém,
de medição: devido às suas características de há de se considerar que, o fato de ser demorada a seção
concepção, o método W.K. é utilizado, de ensaios e a máquina estar fora de operação (sem
predominantemente, para monitoramento permanente gerar energia) leva a um custo adicional, representado
da vazão. pelo dinheiro que deixa de ser arrecadado pela energia
que deixa de ser vendida. A boa precisão ±1,2% e a
4.2.2. Método Molinetes facilidade de operação são benefícios deste método, e
leva a uma relação de custo médio-baixo com
Viabilidade técnica e econômica de benefícios satisfatórios.
implementação: sua aplicação está sujeita à Tipo de utilização – Medição permanente X Ensaio
possibilidade de inserção da grade de molinetes em de medição: devido a suas características de concepção
uma seção do conduto, que pode ser na tomada d’água o método Gibson é usado sempre para a realização de
ou, mesmo, nas ranhuras de stoplog (comportas ensaios.
ensecadeiras) da tomada d’água. A construção ou
aquisição dos equipamentos (molinetes, grade de 4.2.4. Método de Pitot
fixação dos molinetes) também é um fator dificultador,
uma vez que é alta a complexidade destes mecanismos. Viabilidade técnica e econômica de
Interferência no funcionamento da unidade (parada implementação: este método tem como característica
de máquina): a inserção dos molinetes, dependendo do predominante a medição da velocidade do fluxo em um
local de medição, poderá ser feita com uma demorada determinado ponto da seção de escoamento. Existem
parada de máquina. Pode ainda, em alguns casos, ser diversos modelos de equipamentos comercialmente
necessário esvaziar o conduto para avaliação das disponíveis, de fácil manuseabilidade e baixo custo. Os
condições de como proceder ao ensaio, antes de se equipamentos podem ser fixos ou móveis (de rápida
fazerem as medições. Durante a medição, os molinetes instalação). Devem ser feitas medições, ao longo de um
aumentam a perda de carga localizada no conduto. diâmetro da seção do escoamento, a fim de se obter o
Relação Custo X Benefício: este sistema requer perfil de velocidades. Isto pode ser feito com um
equipamentos montados em estruturas especiais, conjunto de medidores montados em uma estrutura ou
levando a um custo alto, em relação à precisão de ±2 a por um único medidor, que deve fazer leituras de
5%. Devido à complexidade das montagens velocidades em pontos pré-determinados da seção do
necessárias, a facilidade de instalação é baixa. conduto. Este processo, de leituras com um medidor, é
Portanto, o método molinetes apresenta uma relação bastante utilizado por empresas de abastecimento de
pouco satisfatória de custo benefício. água.
Tipo de utilização – Medição permanente X Ensaio Interferência no funcionamento da unidade (parada
de medição: este sistema pode ser usado para os dois de máquina): as leituras podem ser feitas com fluxo de
fins. Um inconveniente da medição permanente é a água no conduto, desde que exista um dispositivo
possibilidade de galhos, folhas ou sujeira de um modo especial que dá acesso ao interior do conduto sem
geral, agarrarem-se nos molinetes, sendo necessária a permitir vazamento de água. Feita assim, a operação de
inspeção de limpeza periódica. Por isto, ele é mais medição não interfere no funcionamento da unidade,
indicado para ensaios, pois ocorrem em curto espaço não sendo necessária a parada de máquina.
de tempo. Relação Custo X Benefício: os equipamentos de
medição são simples e de baixo custo de instalação.
4.2.3. Método Pressão por Tempo (Gibson) Não há a necessidade de mão-de-obra especializada,
levando a um baixo custo operacional. A boa precisão
Viabilidade técnica e econômica de ±1,5% e a facilidade de implementação, levam a uma
implementação: considerando que as tomadas de relação de baixo custo e alto benefício.
pressão no conduto forçado foram previstas no projeto, Tipo de utilização – Medição permanente X Ensaio
a instalação dos sensores é simples e não exige mão- de medição: a possibilidade de entupimentos e
de-obra especializada. Se não foram previstas, deve-se obstruções dos elementos de medição é uma
considerar a viabilidade técnica de instalação das desvantagem do Pitot. Porém, a facilidade de
76

instalação (rapidez e baixo custo) dos medidores vantagens são a excelente precisão ±0,5%, pouca
permite que estes sejam inspecionados com maior interferência no desempenho da unidade e a
freqüência. Assim, o método pode ser usado tanto para possibilidade de utilização em condutos de grandes
medições permanentes como para ensaios. diâmetros. Uma desvantagem é que para sensores
internos há a necessidade de parada e esvaziamento do
4.2.5. Método Magnético conduto. Portanto, é uma relação de alto benefício e
baixo custo.
Viabilidade técnica e econômica de Tipo de utilização – Medição permanente X Ensaio
implementação: existe uma limitação do diâmetro de medição: devido às suas características de
máximo a 3,0 metros. Teriam de ser feitas adaptações implantação, este método pode ser utilizado tanto para
para medições em condutos maiores. Os níveis de medições permanentes quanto para ensaios de
condutividade da água permitem a utilização deste medição. Com este método, pode ser prestado o serviço
método sem problemas. O equipamento magnético de de realização de ensaios de medição de vazão com
medição de vazão consiste na montagem de um grande vantagem competitiva em relação a outros
segmento de tubo, substituindo um trecho do conduto métodos (que podem ter boa precisão, porém com
forçado, o que representa uma importante dificuldade custo elevado).
de instalação. O custo do equipamento é muito
elevado, sendo maior ainda para grandes diâmetros 4.3. ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE OS
(mais caro dos métodos), o que torna o método MÉTODOS
magnético economicamente inviável para grandes
diâmetros. Através de uma representação gráfica, foi realizada
Interferência no funcionamento da unidade (parada uma análise comparativa entre os métodos. Os métodos
de máquina): sua instalação é feita normalmente na foram classificados quantitativamente (do menor para o
construção da usina hidrelétrica. Uma vantagem deste maior), ou qualitativamente (da menor intensidade para
método é que o conduto é deixado livre, não havendo maior intensidade), segundo os critérios de comparação
interferência no fluxo e no funcionamento da unidade descritos no item 4.1. Os conceitos utilizados para a
geradora. comparação se seguem:
Relação Custo X Benefício: o custo de instalação e Viabilidade de implementação: foi representada
de manutenção muito alto, e a necessidade de mão-de- graficamente como Viabilidade Técnica e se refere à
obra especializada são desvantagens do método facilidade de instalação, mão-de-obra menos
magnético. A excelente precisão de ±0,5% e a não especializada, tempo de instalação, facilidade de acesso
obstrução do conduto, são vantagens importantes. ao conduto, entre outros. Assim, quanto maior a
Assim, temos uma relação alto custo e médio benefício facilidade de instalação, maior a viabilidade técnica;
para este método, o que explica a baixa utilização Interferência no funcionamento da unidade: foi
destes métodos em usinas hidrelétricas. considerado como interferência na operação da unidade
Tipo de utilização – Medição permanente X Ensaio geradora a perda de carga imposta ao sistema pelos
de medição: as características intrínsecas do método o equipamentos de medição de vazão, e o fato de a
indicam para o regime de medição permanente, sendo unidade geradora poder estar ou não em operação
utilizado para monitoramento da vazão em tempo real. durante a medição;
Relação custo X benefício: custo: foram
4.2.6. Método Ultra-Sônico levantados os valores praticados atualmente no
mercado. Os valores obtidos e as fontes
Viabilidade técnica e econômica de correspondentes estão na Tabela 2; Benefício: aspectos
implementação: os equipamentos (transdutores positivos, como boa precisão, foram considerados
acústicos), bem como sua instalação, são de baixo como fatores que levam a alto benefício. Pelo
custo. A instalação dos mesmos deve ser feita no contrário, aspectos negativos, como dificuldade de
interior do conduto vazio, portanto qualquer instalação instalação, foram considerados como fatores que levam
que permita acesso ao seu interior pode receber este a baixo benefício;
sistema de medição de vazão. Os transdutores devem Tipo de utilização - permanente X ensaio: foi
ser posicionados de forma precisa, com as distâncias considerado como sistema permanente aquele que foi
entre elementos exatamente conhecidas, o que leva à projetado para permanecer instalado na unidade (usado
necessidade de mão-de-obra especializada para a para monitoramento do desempenho). Sistema para
instalação e operação do sistema de medição. ensaio é aquele que realiza medições, porém não
Interferência no funcionamento da unidade (parada permanece instalado na unidade.
de máquina): é necessário não só a parada de máquina, Os gráficos foram construídos considerando-se a
como também o esvaziamento do conduto para Viabilidade Econômica (menor custo), sempre
instalação dos transdutores. Após a montagem o representada na ordenada, em relação aos outros
sistema pode operar sem interferir no funcionamento parâmetros, representados no eixo das abscissas. O
da unidade, ou seja, com pouco (ou desprezível) objetivo desta sistemática é simplificar a visualização e
aumento da perda de carga localizada. memorização dos conceitos relativos, possibilitando
Relação Custo X Benefício: o custo total deste identificar claramente o desempenho de um método em
sistema é baixo, uma vez que os instrumentos, sua relação aos demais, de acordo com sua posição no
instalação e manutenção têm baixo custo. As principais gráfico. Mostra-se na Tabela 3 a classificação dos
77

métodos segundo cada critério de comparação, considera os quatro parâmetros que aparecem na
ordenados de forma crescente, do mais favorável para Tabela 3 (classificação dos métodos), que são, custo,
o menos favorável. viabilidade técnica, interferência no funcionamento e
precisão.
Tabela 3. Análise comparativa e classificação dos
métodos (*, do menor para o maior ; **, do maior para

Precisão
(maior
o menor). precisão)

± 0,5% -
Viabilidade Interferên- Magnético Ultra-Som
MÉTODO Custo* Precisão**
Técnica** cia*
Winter-Kennedy 1° 1° 1° 2° ± 1,0% -

Ultra-Sônico 3° 3° 3° 1° Winter Kennedy


Pitot 2° 2° 4° 3° ± 1,5% -
Gibson Pitot
Gibson 4° 4° 6° 3°
Molinetes 5° 5° 5° 4° ± 5,0% -
(menor
Magnético 6° 6° 2° 1° custo)
Molinetes

Uma representação gráfica da análise comparativa Viabilidade Econômica (menor custo)


entre os métodos segundo sua viabilidade técnica e sua Figura 3. Precisão X viabilidade econômica
viabilidade econômica é apresentada pela Fig. 1. A
interferência provocada pelo sistema de medição no Uma pontuação do melhor para o pior é dada, de
funcionamento da unidade geradora está representada modo que o método com um somatório menor de
na FIG. 2. O gráfico, apresentado na FIG. 3, relaciona pontos é o melhor situado. Este critério será
dois parâmetros importantes na escolha de um método representado no gráfico como Relação Custo X
de medição de vazão: a precisão e a viabilidade Benefício, uma vez que ele contempla todos os
econômica. parâmetros atribuídos aos métodos. Assim, quanto
Os eixos dos gráficos foram orientados para que se melhor posicionado estiver o método, melhor será a
possa colocar os melhores métodos mais para cima e sua relação de custo benefício, neste gráfico.
para direita. A classificação dos métodos segundo sua
pontuação é apresentada na TAB. 4 para o caso de
monitoramento, e sua visualização gráfica é
(maior
viabilidade) apresentada na FIG. 4.
Winter Kennedy

Tabela 4. Análise dos métodos para monitoramento.


Viabilidade Técnica

Pitot

Ultra-Som Viabili- Interfe- Preci- ∑


MÉTODO Custo
dade rência são I,II,III,IV
0
Gibson Winter-Kennedy 1 1 1 2 =5 (1 )
0
Molinetes Ultra-sônico 3 3 3 1 =10 (2 )
0
(menor Pitot 2 2 4 3 =11 (3 )
Magnético custo)
Gibson - - - - -
0
Magnético 5 5 2 1 =13 (4 )
0
Molinetes 4 4 5 4 =17 (5 )
Viabilidade Econômica (menor custo)

Figura 1. Viabilidade técnica e econômica dos métodos Tipo de utilização: Monitoramento de vazão
de medição de vazão.
Relação Custo X Benefício

(menor
interferênrcia)
Winter Kennedy

Ultra-Som

Winter Kennedy Pitot


Magnético

Magnético Molinetes

Ultra-Som (menor
Pitot custo)
(menor
Molinete custo)

Gibson
Viabilidade Econômica (menor custo)

Viabilidade Econômica (menor custo)


Figura 4. Tipo de utilização do método: sistema
Figura 2. Interferência no funcionamento da unidade permanente na máquina.
geradora X viabilidade econômica

Em relação ao tipo de utilização que se pretende Os três métodos Winter-Kennedy, Ultra-Sônico e


fazer com o método de medição, seja ensaio ou Pitot aparecem em posição de destaque em quase todos
monitoramento da vazão, foi utilizado um critério que os gráficos. O método Winter-Kennedy é um dos mais
78

antigos e mais utilizado mundialmente em instalações O Método Magnético apresenta excelente precisão,
hidrelétricas. Dentre grandes usuários deste método porém seu altíssimo custo e dificuldades de instalação
podemos citar a Hydro Québec (maior concessionária o colocam em uma posição de espera. É possível que o
de energia do Canadá) e a CEMIG (concessionária de avanço das pesquisas indique outras formas mais
energia em Minas Gerais). O método Pitot também é eficientes de explorar o princípio magnético;
antigo e bastante utilizado, principalmente para O Método de Gibson apresenta ótima precisão,
diâmetros de conduto não muito grandes (até 3,0m). mas seu alto custo, dificuldades de instalação e grande
Uma empresa que se utiliza bastante deste método é a interferência no funcionamento da unidade, dificulta a
Copasa (distribuição de água). O método ultra-sônico, sua utilização. Estes inconvenientes são efeitos do
ao contrário dos outros dois, é mais recente e possui próprio princípio de funcionamento do método, o que
características que o tornam bastante atraente para as não sugere possíveis evoluções com o avançar da
empresas que ainda não o utilizam. tecnologia;
O Método Winter-Kennedy apresenta ótima
5. MÉTODOS DE MEDIÇÃO DE VAZÃO precisão, além de outras vantagens como, baixo custo,
UTILIZADOS PELA CEMIG baixa interferência na unidade e viabilidade técnica.
Estes pontos positivos explicam porque este é o
O método mais usado nas usinas da CEMIG é o método mais utilizado. Um inconveniente é a
Winter Kennedy, presente na Usina Hidrelétrica de necessidade da existência do modelo reduzido das
Três Marias, construída em 1960. Outro exemplo é a máquinas.
Usina Hidrelétrica de Igarapava mais recente obra O Método Ultra-Sônico apresenta excelente
construída em 1999. precisão, com custo médio-baixo, com baixa
Foram usados também outros métodos de medição interferência na unidade, relativa facilidade de
de vazão ao longo dos anos em outras usinas. Na Usina instalação (exceto pela necessidade de se esvaziar o
Hidrelétrica de Nova Ponte, foi usado o método dos conduto) e versatilidade de utilização, para ensaios ou
molinetes para os testes de início de operação à época monitoramento. Este método apresenta o conjunto mais
de sua construção, em 1982. homogêneo de características. Tem alta precisão e os
A empresa se concentra atualmente no demais parâmetros estão bem próximos aos do método
monitoramento do rendimento das máquinas existentes. Winter-Kennedy. Outra vantagem sobre este último é a
Atenção especial tem sido dada pela empresa para abrangência maior, uma vez que não necessita de
os possíveis projetos de repotenciação de algumas modelo reduzido.
usinas. Neste sentido, há o interesse em se medir o O Método de Pitot apresenta ótima precisão com
rendimento atual destas máquinas para que se proceda baixo custo de instalação. A necessidade de se fazer o
um estudo de viabilidade de repotenciação nestas levantamento do perfil de velocidades ponto a ponto
usinas. Para isto, é importante que se determine com representa uma desvantagem. Enquanto este método
precisão a vazão. A empresa tem interesse em estudar a mede velocidades em um ponto, o método ultra-sônico
utilização de métodos modernos, como o ultra-sônico, mede velocidades ao longo de uma trajetória
tanto para solução de problemas de repotenciação (unidimensional), o que representa vantagem para a
como para a incorporação destes sistemas nos projetos precisão das leituras.
das novas usinas hidrelétricas que a empresa pretende Portanto, dos métodos descritos acima, atualmente
construir. a ordem de prioridade de escolha do método de
medição de vazão a ser utilizado deve obedecer à
6. CONCLUSÕES seguinte seqüência:
1o) Método Ultra-sônico;
De acordo com os critérios estabelecidos para a 2o) Método Winter-Kennedy;
análise comparativa dos métodos de medição (item 3o) Método de Pitot;
4.1), podemos definir quais são os parâmetros 4o) Método Gibson.
desejáveis e quais as fronteiras de máximo Ao se levar em consideração que a precisão do
desempenho que podem ser alcançadas por estes método ultra-sônico depende de vários fatores, tais
métodos. As principais características de um método como característica da tubulação (encrustamento, etc.),
idealizado seriam: fica-se em dúvida quanto ao valor a se adotar para a
Viabilidade técnica de implementação; sua precisão.
Viabilidade econômica de implementação; Testes em laboratório têm demonstrado que,
Relação Custo x Benefício; quando devidamente aferido, o método de Pitot tem
Tipo de utilização. alcançado precisão próxima de 1%. Analisando a TAB.
Objetivamente, pode-se concluir que a precisão do (1), podemos ainda observar que a faixa de precisão
método de medição de vazão é o parâmetro de maior dos métodos é muito próxima, o que levanta dúvida
relevância e que impacta diretamente na precisão do quanto à ordem de prioridade de utilização, devendo
rendimento. Com base nesta premissa, podem-se esta ser definida de acordo com avaliação técnica para
identificar os métodos que apresentam maior precisão, cada caso.
e dentre estes, selecionar aquele que melhor se
aproxima do conceito ideal, ou o que menos apresenta 7. REFERÊNCIAS
aspectos negativos:
79

[1] Accusonic, “Multipath Flowmeter Systems Theory


and opening príncipe”, Accusonic Technologies Inc.,
Massachusetts, 1997.

[2] Associação Brasileira de Normas Técnicas. NB-


228.”Ensaios de recepção de turbinas hidráulicas”, Rio
de Janeiro, 1978.

[3] Delmée, Gérard J. “Manual de Medição de Vazão”


2ª Edição, Edgard Blücher , São Paulo, 1982.

[4] Martinez, C. B., Aguirre, L. A., 2000, “Relatório do


Programa Anual de Pesquisa e Desenvolvimento,
Ciclo– Fundação Christiano Ottoni / Companhia Força
e Luz Cataguases Leopoldina”, Centro de Pesquisas
Hidráulicas, UFMG, Belo Horizonte, 1999/2000.

[5] Müller, Hans P., “Measurements of the pressure in


the spiral casing”, Voith Research and Construction,
vol. 19, Paper 4, 1969.

[6] Souza, Zulcy, “As bases teóricas do modelo


Winter-Kennedy para medida de vazão em máquinas
de fluxo”, Laboratório Hidromecânico, EFEI, Paper 1,
1979.

[7]Voser, A., Bruttin, Ch., Prénat, J.-E., Staubli,


T.,“Improving Acoustic flow measurement”,
International Water Power & Dam Construction, 1996.

[8]Yokogawa, “Medidores de Vazão”, Catálogo


Técnico, Yokogawa América do Sul, 2000.