Você está na página 1de 5

Teoria de Química – 2º Trim

Professora: Suzan Padilla


Data: 20/07/2006
Turma: 21__
Aluno (a): ________________________________________________________ nº_______

"Guardar ressentimento é como tomar veneno e esperar que a outra pessoa morra" William Shakespeare

RESUMO LIGAÇÕES QUÍMICAS

CARACTERÍSTICAS DA LIGAÇÃO IÔNICA OU ELETROVALENTE OU HETEROPOLAR:


♦ Ocorre entre átomos de metais e ametais.
♦ Ocorre transferência (doação) de elétrons. Os metais cedem elétrons aos ametais.
♦ Como conseqüência dessa transferência de elétrons, formam-se íons (partículas dotadas de cargas
elétricas): o metal origina um íon positivo (cátion) e o ametal um íon negativo (ânion).
♦ A substância formada será uma substância iônica ou composto iônico, pois é formada por íons.
♦ Essa substância é um aglomerado de íons positivos e negativos, conhecido como retículo cristalino iônico.
CARACTERÍSTICAS DE COMPOSTOS IÔNICOS:
Os íons se unem devido às forças de atração eletrostática.
No retículo cristalino iônico, cada cátion atrai vários ânions, e cada ânion atrai vários cátions. Assim cada
cátion está circundado por vários ânions e cada ânion está circundado por vários cátions. Esse arranjo dos
cátions e ânions dá grande estabilidade aos compostos iônicos, determinando suas principais características:
♦ São sólidos nas condições ambientes (25 0 C e 1 atm). ♦ Apresentam elevados pontos de fusão e
ebulição.
♦ São duros e quebradiços. ♦ São, de modo geral, solúveis em água.
♦ Conduzem corrente elétrica quando em solução aquosa ou no estado líquido (fundido).
♦ São, de modo geral, solúveis em água.
CARACTERÍSTICAS DA LIGAÇÃO COVALENTE:
♦ Ocorre entre átomos que têm forte tendência para receber elétrons, ou seja, entre ametais ou
hidrogênio.
♦ Ocorre compartilhamento de elétrons entre os átomos
♦ Como conseqüência desse compartilhamento, formam-se moléculas , que são estruturas eletricamente
neutras. A substância formada será uma substância molecular ou composto molecular por ser formada por
moléculas.
CARACTERÍSTICAS DE COMPOSTOS MOLECULARES:
♦ Pontos de fusão e ebulição baixos, comparados aos das substâncias iônicas.
♦ Nas condições ambientes podem ser encontrados nos estados gasoso, líquido e sólido.
♦ Quando puros não conduzem corrente elétrica em nenhum estado físico.
♦ Poderão conduzir corrente elétrica em solução aquosa, dependendo de haver ou não a formação de íons.
LIGAÇÃO METÁLICA
A ligação metálica ocorre entre metais, isto é, átomos com alta eletropositividade.
TEORIA DA NUVEM ELETRÔNICA OU DO MAR DE ELÉTRONS:
Segundo essa teoria, alguns átomos do metal “perdem” ou “soltam” elétrons de suas
últimas camadas; esses elétrons ficam “passeando” entre os átomos dos metais e
funcionam como uma “cola” que os mantém unidos. Existe força de atração entre os
elétrons livres que movimentam-se pelo metal e os cátions fixos.
ESTRUTURA DOS METAIS: Os átomos se agrupam de forma geometricamente ordenada, originando
células, grades ou reticulados cristalinos.
PROPRIEDADES DOS METAIS: ♦ brilho metálico característico. ♦ resistência à tração
♦ condutibilidade elétrica e térmica elevadas ♦ alta densidade ♦ pontos de fusão e ebulição elevados
♦ ductibilidade (podem ser transformados em fios) e maleabilidade (podem ser reduzidos a chapas ou lâminas
bastante finas
LIGAS METÁLICAS: metais com propriedades metálicas que contêm dois ou mais elementos, sendo que pelo
menos um deles é metal. As ligas metálicas possuem algumas características diferentes dos metais puros e
por isso são muito utilizadas. Exemplos:
♦ Diminuição do ponto de fusão liga de metal fusível (Bi, Pb, Sn e Cd)
♦ Aumento da dureza – ouro de joalheiro (Au, Ag e Cu)
♦ Aumento da resistência mecânica – aço (Fe e C)
Liga metálica Composição Usos
Aço Fe + C
Latão Cu + Zn Armas, torneiras, tubos, radiadores
Bronze Cu + Sn Sinos, estátuas, moedas
Aço inox Fe + C + Cr + Ni Talheres, peças de carro
Solda Pb + Sn Solda usadas por funileiros e eletricistas
Amálgama de dentista Hg + Ag + Sn Obturações
liga de metal fusível Bi + Pb + Sn + Cd Fusível elétrico
Ouro para jóias Au + Ag + Cu Jóias

ESTADO FÍSICO
À temperatura ambiente, temos:
Compostos iônicos: são sólidos devido às
forças elétricas de atração entre seus
cátions e ânions.
Compostos metálicos: são quase todos sólidos
devido a forte união que a ligação metálica
exerce sobre seus átomos (força de
atração entre os elétrons livres e os
cátions).
Compostos moleculares: podem ser sólidos,
líquidos ou gasosos devido às variações de
intensidade das forças qu podem unir as
moléculas.

GEOMETRIA MOLECULAR
♦ moléculas diatômicas ♦ LINEAR ( 180º) (A)

♦ 2 nuvens ♦ LINEAR ( 180º) (A)

♦ 3 ligantes (sem par e- livres)→ TRIGONAL PLANA ( 120º ) (C)


♦ 3 nuvens
♦ 2 ligantes (1 par e- livres) → ANGULAR ( 120º) (B)

♦ 4 ligantes (sem par e- livres → TETRAÉDICA ou TETRAGONAL ( 109º 28’) (E)


♦ 4 nuvens ♦ 3 ligantes (1 par e- livres ) → PIRAMIDAL ( 109º 28’ ) (D)
-
♦ 2 ligantes (2 pares e livres ) → ANGULAR ( 109º 28’ ) (B)

♦ 5 nuvens ♦ bipiramidal (bipirâmide com base triangular) (F)


PCl5
♦ 6 nuvens ♦ octaédrica (bipirâmide com base quadrangular) (G)
SF6

A B C D E F G
POLARIDADE DAS LIGAÇÕES - LIGAÇÕES POLAR E APOLAR
Ligação iônica: toda ligação iônica é polar.
Ligação covalente apolar: ocorre entre átomos de um mesmo elemento químico ou entre átomos de elementos
diferentes, mas que apresentam a mesma eletronegatividade. Ex. O2
Ligação covalente polar: ocorre entre átomos de diferentes elementos químicos que apresentam
eletronegatividade diferentes. Ex. HCl
F > O > N = Cl > Br > I = S = C > P = H > Metais
Fila de eletronegatividade decrescente:

POLARIDADE DAS MOLÉCULAS


♦ Molécula apolar = molécula simétrica
Molécula simétrica nº de “nuvens” = nº de ligantes iguais
Ex. Cl 3 ■ Be ■ 3 Cl 2 nuvens = 2 ligantes iguais molécula apolar

♦ Molécula polar = Molécula assimétrica


Molécula assimétrica nº de “nuvens” ≠ n de ligantes
■■
Ex. H 3 ■ O ■3 H 4 nuvens ≠ 2 ligantes iguais molécula polar
■■
OBS. Moléculas diatômicas: átomos iguais → sempre apolares. Ex. O2 , Br2
átomos diferentes → sempre polares. Ex. HF , HBr

FORÇAS OU INTERAÇÕES (LIGAÇÕES) INTERMOLECULARES: são “forças” ou ligações que unem


moléculas nos estados sólidos ou líquidos.
1) Forças de London. ou de Dipolo Induzido (Forças de Van der Waals): Ocorrem entre moléculas
apolares ou entre átomos de gases nobres. Quando duas moléculas apolares se aproximam, ocorre uma
repulsão entre suas nuvens eletrônicas, que vão se acumular numa determinada região da molécula,
deixando a região oposta deficiente de elétrons. A molécula torna-se um dipolo induzido, que irá induzir as
outras moléculas a também formarem dipolos, originando uma força entre elas. Ex. H2 , O2 , F2 , Cl2 , CO2 ,
CH4 , C2H6
As forças de London são 10 vezes mais fracas que as forças dipolo- dipolo.
∗:∗ → ∗ :∗
molécula apolar dipolo induzido

2) Forças ou Ligações Dipolo-Dipolo ou dipolo permanente: são responsáveis pela atração em moléculas
polares. Ocorrem devido à diferença de eletronegatividade existente entre os átomos da molécula (dipolo
elétrico permanente). O pólo negativo de uma molécula é atraído pelo pólo positivo da outra. Ex. HC ,
HBr, H2S , CO , HCC 3 , SO3 , NO ,
σ+ σ- σ+ σ- σ+ σ- σ+ σ-
H - Cl H - Cl H - Cl H - Cl

3) Pontes de Hidrogênio: ocorre quando temos hidrogênio ligado a átomos fortemente


eletronegativos, como F, O e N. Existem nos estados sólido e líquido. Essas ligações
são suficientemente fortes para alterar as propriedades das substâncias, por
exemplo, pontos de fusão e ebulição. A ponte de é formada pela atração do átomo de
hidrogênio de uma molécula e o átomo mais eletronegativo de outra molécula. Ex. H2 O , HF , NH3.
As forças intermoleculares e os pontos de fusão e ebulição:
¾ Forças intermoleculares: quanto mais intensas as atrações intermoleculares, maiores seus PF e PE.
Ordem crescente de intensidade de interação:
Dipolo induzido – dipolo induzido < dipolo-dipolo < pontes de hidrogênio
¾ Tamanho das moléculas: quanto maior o tamanho (ou massa molecular) das moléculas, maior a sua
superfície, propiciando um maior número de interações com as moléculas vizinhas, acarretando em maiores
PF e PE.
LIGAÇÕES QUÍMICAS – RESUMO
Transferência de elétrons de metais para ametal.
Formam íons que se agrupam num arranjo cristalino.
Unidos por forças de atração eletrostática.
IÔNICA
OU Sólidos à temperatura ambiente.
ELETROVALENTE Conduzem corrente elétrica quando fundidos ou em solução.
OU
PF e PE elevados devido à forte atração eletrostática entre os íons.
HETEROPOLAR
Dureza elevada.
Baixa tenacidade (quebradiços).
Solúveis em solventes polares.
Compartilhamento de pares de elétrons entre átomos de ametais.
LIGAÇÕES INTRAMOLECULARES OU INTERATÔMICAS

Formam moléculas.
COVALENTE Não conduzem corrente elétrica.
OU PF e PE baixos em moléculas apolares, aumentando à medida que
MOLECULAR se tornam polares.
Sólidos, líquidos e gasosos à temperatura ambiente.
Baixa tenacidade (quebradiços).
Par eletrônico formado por um elétron desemparelhado de cada
COMUM
átomo da ligação.
DATIVA OU
Par eletrônico formado por elétrons emparelhados de um único átomo.
COORDENADA
Par eletrônico é igualmente distribuído entre os átomos, não há
diferença de eletronegatividade.
APOLAR Solúveis em solventes apolares.
Molécula simétrica: nº de nuvens = nº de ligantes iguais.
Par eletrônico se desloca para perto do átomo mais eletronegativo.
Ocorre formação de dipolos (δ+ ou δ-)
POLAR Solúveis em solventes polares.
Molécula assimétrica: nº de núvens ≠ nº de ligantes iguais.
Ligação entre átomos de metais.
Compartilhamento de elétrons livres entre ions positivos do metal.
Esses elétrons não são atraídos por nenhum núcleo em particular
(elétrons deslocalizados)
Sólidos. Exceção: mercúrio, césio (?) e frâncio (?).
METÁLICA
PF e PE elevados. Exceto: mercúrio, césio e frâncio.
Insolúveis.
Ótimos condutores elétricos.
Em geral apresentam baixa dureza. Algumas exceções: cromo e irídio.
Alta tenacidade, maleabilidade e ductibilidade.
DIPOLOS Atração muito fraca entre moléculas apolares.
LIGAÇÕES INTERMOLECULARES

INDUZIDOS ou
DE LONDON ou
VAN DER WALLS H2 , O2, F2 , Cl2 , CH4 , C2H6

DIPOLOS Atração permanente de natureza eletrostática entre moléculas polares.


PERMANENTES HCl , HBr , H2 S , CO , SO2

Molécula com H , F , O ou N.
PONTES
DE Muito intensa.
HIDROGÊNIO HF , H2O , NH3 .
EXERCÍCIOS
G. A) 1) Determine a geometria das moléculas das substâncias:
HCl H2S
PCl3 CHBr3
COCl2 SO3
NH3 CS2
CH4 Br2
2) Classifique as moléculas em polares ou apolares:
Cl2 H2S SO3
H2CCl2 CS2 CCl4
HCN SO2 PCl3
P4 CO CHCl3
CO2 CH4 HCl
NH3 BF3 BeCl2

G. B - 1) Dos elementos abaixo assinale o que apresenta ligação metálica: a) selênio b) argônio c) silício d)
zircônio e) iodo.
2) (Fatec) A condutibilidade elétrica dos metais é explicada admitindo-se: a) ruptura de ligações iônicas b) ruptura
de ligações covalentes c) existência de prótons livres. d) existência de elétrons livres e) existência de nêutrons
livres.
3) (Fuvest-SP) As unidades constituintes dos sólidos: óxido de magnésio (MgO), iodo (I2) e platina (Pt) são
respectivamente: a) átomos, íons e moléculas b) íons, átomos e moléculas c) íons, moléculas e átomos d)
moléculas, átomos e íons e) moléculas, íons e átomos.
4) (UFRS) O metal presente nas ligas de latão e bronze é: a) Fe b) Zn c) Sn d) Cu e) Al
5) (UFCE) O aço comum é uma liga de: a) C + Zn b) Cu + Zn c) Fe + Al d) Fe + Cu e) Fe + C
6) (PUC-SP) O ouro utilizado na fabricação de jóias pode apresentar diferentes tonalidades de cor vermelha. Esta
coloração é devida a maior ou menor porcentagem de: a) Al b) Ag c) Cu d) Pb e) Hg
7) No processo de ebulição do hidrogênio (H2), são rompidas: ligações covalentes b) pontes de hidrogênio
c) ligações covalentes e pontes de hidrogênio d) forças dipolo induzido e) forças dipolo induzido e ligações
covalentes
8) (UNIP-SP) O principal tipo de força atrativa que deve ser vencida para sublimar o gelo seco (CO2 sólido) é: a)
ligação covalente b) força de London (entre dipolos temporários) c) força entre dipolos permanentes (devido à
diferença de eletronegatividade) d) ligação coordenada e) ligação iônica.
9) Indique a molécula com ligações polares e ligações apolares: a) H2O b) CH4 c) CH3Cl d) BeCl 2 e) H2O2
10) Indique a molécula apolar com ligações polares: a) H2O b) H Cl c) O3 d) CH4 e) CHCl3
11) Assinale a afirmação incorreta:
a) NH3 é substância covalente apolar b) a molécula H2O tem dipolo elétrico permanente c)a molécula Cl2 é
apolar. d) o naftaleno é bastante solúvel no benzeno e) o gás carbônico CO2 possui ligações polares
12) São moléculas polares: a) H Cl e CH4 b) H2 O e NH3 c) O2 e HCCl d) CO2 e H2 O2 e) n.d.a.
13) O tipo de ligação de ligação nos compostos NaBr , SO2 e I2 , é respectivamente:
a) covalente apolar, iônica, covalente polar b) covalente polar, covalente apolar, iônica c) covalente polar,
iônica, covalente apolar d) iônica, covalente polar, covalente apolar e) iônica, covalente apolar, covalente
polar
14) A ligação covalente de maior polaridade ocorre entre H e átomos de: a) F b) Cl c) Br d) I e) At.
15) O gás carbônico (CO2) apresenta: a) 4 ligações covalentes comuns polares e molécula apolar. b) 4 ligações
covalentes comuns polares e molécula polar. c) 4 ligações covalentes comuns apolares e molécula apolar.
d) 4 ligações covalentes comuns apolares e molécula polar. e) 4 ligações covalentes dativas e molécula apolar
16) Considere um mecânico com as mãos sujas de graxa (derivado de petróleo). O melhor solvente para a
remoção desta graxa é: a) água b) água e sal (salmoura) c) vinagre d) gasolina e) álcool comum
17) Dos elementos cloro, fósforo e mercúrio, qual apresenta “caráter metálico” mais pronunciado?
18) (FEI-SP) Qual o tipo de ligação responsável pelas atrações intermoleculares nos líquidos e sólidos,
constituídas de moléculas apolares? Exemplifique
19) Das ligações intermoleculares, qual é a mais fraca? E a mais forte?
20) Quando a água líquida entra em ebulição, que tipos de ligações químicas são rompidas?
GABARITO:
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16
D D C D E C D B E D A B D A A D
17) Mercúrio (único metal). 18) Dipolo induzido. Molécula apolar
19) Mais fraca: dipolo induzido. Mais forte: pontes de hidrogênio. 20) Pontes de hidrogênio.