Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia do Maranhão ± IFMA. Departamento Acadêmico de Química ± DAQ.

Química Orgânica Experimental Prof.: Dr. Fernando Carneiro Aluno: Rodrigo Césio Duarte Gondim LQ 0911039 -21.

Extração por Solventes Quimicamente Ativos

São Luís 2011

o composto e ser extraído e insolúvel ou parcialmente solúvel num solvente. empregado na separação e isolamento da substancias componentes de uma mistura. Incluem -se. pelo tratamento com solução aquosa acida. Para o desenvolvimento da técnica de extração pode-se usar um solvente extrator que reaja quimicamente com o composto a ser extraído. através da agitação com um segundo solvente. Neste tipo de extração o composto estará distribuído entre os dois solventes. mas e muito solúvel no outro solvente. um composto orgânico básico pode ser removido de uma solução em um solv ente orgânico. A técnica da extração envolve a separação de um composto presente na forma de uma solução ou suspensão em determinado solvente. bicarbonato de sódio. O sucesso da separação depende da diferença de solubilidade do composto nos dois solventes. ou para remover impurezas acidas presentes num solido ou liquido insolúvel em água. Este ultimo processo é geralmente denominado lavagem. no qual o composto orgânico seja mais solúvel e que seja pouco miscível com o solvente que inicialmente contem a substancia. ou ainda na remoção de impurezas solúveis indesejáveis. acido clorídrico. o método e conhecido como µextração liquido-liquido¶. . Geralmente. Quando as duas fases são líquidos imiscíveis. INTRODUÇÃO O processo de extração com solventes é um método simples.1. entre tais solventes: soluções aquosas de hidróxido de sódio. Pode-se empregar uma solução aquosa básica para remover um acido orgânico de sua solução em um solvente orgânico. A seleção do solvente dependerá da solubilidade da substancia a ser extraída e da facilidade com que o solvente possa ser separado do soluto. Nas extrações com água e chamada µfase aquosa¶ e a fase do solvente orgânico e chamado µfase orgânica¶. Da mesma maneira. etc.

4 erlenmeyer de 125 mL .Solução de NaOH a 10% e 30% .Proveta de 50 e 100mL . REAGENTES .Solução de NaHCO3 a 10% .Anilina .3.Espátula 3. OBJETIVO Aplicar a extração por solventes quimicamente ativos em líquidos imiscíveis.Pisseta .Xileno .Papel de filtro .ß-naftol .Funil de Buchner .Solução de HCl a 10% .2.Funil .Sulfato de sódio anidro .1. MATERIAIS.Éter etílico 3.Funil de separação de 250mL . 3. MATERIAIS . REAGENTES E VIDRARIAS 3.HCl concentrado . VIDRARIAS .2.

  5.. ES L SE ISC SÕES a mistura da sust ncia com ter etílico. nessa etapa o composto extraído foi o acido enzóico. anilina e mL de ter j ntou-se tudo em um erlenmeyer de mL de dissol eu -se tudo em etíli o. por onde ini iou -se a extração om sol ente. E m HC : mL de solução de . Á i o -se e st : ileno. no processo de neutralização com aOH. m HCl: X com a uantia de mL de solução l epetiu-se o experimento por misturando-se a solução et rea para extrair o composto. no processo de neutralização com HCl. nessa etapa o composto extraído foi o xileno. . ouve a formação de uma solução avermel ada e com essa µsolução et rea¶. enzói o. ara um funil de separação. P P t t i CE I E EXPE I E L -naftol. 5.2. E uer. epetiu-se o experimento por X com a uantidade de aHCO3 misturando-se a solução et rea para extrair o composto.kit -B l -B -B 4. assou-se esta solução ue assou a ser denominada de µsolução et rea¶. iniciou-se a extração com um sistema incluindo um funil de separação com argola e suporte universal com o material recol ido em um 5.

. nessa etapa o composto extraído foi o -naftol.5. E m H: epetiu-se o experimento por 3X com a uantidade de 30mL de solução de aOH misturando-se a solução et rea para extrair o composto. Em todo esse processo de extração. recol eu-se o a solução et rea em um para a absorção da gua da solução adicionou -se cristais de sulfato de sódio. no processo de neutralização com HCl concentrado. A escol a de um solvente adequado para a solubilização das amostras também entra como fator determinante para o processo de extração.3. os compostos foram identificados pelo aspecto inicial: acido enzóico (cristais rancos). anilina 6. para ue aja uma precipitação do material fazem parte de uma das etapas do processo. uer e esta -naftol (pó avermel ado). a ultima etapa da extração. etapa o composto extraído foi à anilina. C CL S esta aula de uímica orgânica experimental. observou-se ue no processo de extração de substancias os fatores como a solubilidade e a reação Ácido-base ue envolve um processo de neutralização. e xileno (li uida incolor). na qual o composto orgânico deve ser mais sol vel e pouco miscível com o solvente que inicialmente contenha a substancia.

Química orgânica. Rio de janeiro: Guanabara. Química orgânica. 1 e 2. V. PIRES. BRUCE.N. Y. de. purificação e identificação de compostos orgânicos. T. P. 4 ed.D. X. SOUZA.A.W.G. 8 ed. Pearson Prentice Hall. V.B.B. 1 e 2.1988. . 2006. C.FRYHLE. PIRES. LTC. Rio de janeiro. Química orgânica teoria e técnicas de preparação. 2006..G.REFERÊN IAS SOLOMONS. São Paulo. SOARES.

essencialmente imiscível com o primeiro solvente. ou mais de um.ANEXOS 1) A Extração com solvente. a fim de provocar uma transferência de um. 3) Anilina. soluto para o segundo solvente. . é uma técnica em que uma solução usualmente aquosa ) é posta em contato com um segundo solvente usualmente orgânico). ou a extração líquido a líquido.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful