Você está na página 1de 13

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARA

MESTRADO ACADÊMICO EM SAÚDE DA FAMÍLIA

DISCIPLINA: METODOLOGIA CIENTÍFICA

2013
COORDENADORAS: Profa. Izabelle Mont ’ Alverne e Profa. Socorro Carneiro

Maio - 2013

mediante os quais os problemas científicos são formulados e hipóteses são examinadas. um instrumento formado por um conjunto de procedimentos.MÉTODO CIENTÍFICO E SUAS APLICAÇÕES Método científico é um instrumento utilizado pela ciência na sondagem da realidade. as .

no sentido mais amplo. A pesquisa científica se distingue de outra modalidade qualquer de pesquisa pelo método. . pelas técnicas. por estar voltada para a realidade empírica e pela forma de comunicar o conhecimento obtido.O QUE É PESQUISA? Pesquisa. é um conjunto de atividades orientadas para a busca de um determinado conhecimento.

as técnicas e a forma de comunicar o conhecimento obtido nas pesquisa científicas são orientados pelo tipo abordagem empregada. .O método.

Pesquisa Quantitativa Pesquisa Qualitativa .

crenças. etc. aspirações. de uma organização. valores e atitudes. 2002). dos processos e dos fenômenos que não podem ser reduzidos à operacionalização de variáveis(MINAYO. Influenciada pelo positivismo. Pesquisa Qualitativa Centrada no aprofundamento da compreensão de um grupo social. o que corresponde a um espaço mais profundo das relações.Conceitos Pesquisa Quantitativa Centrada na objetividade. 2005) . motivos. Trabalha com o universo de significados. recolhidos com o auxílio de instrumentos padronizados e neutros (FONSECA. considera que a realidade só pode ser compreendida com base na análise de dados brutos.

Fatos (vistos e descritos) Estabelecimento matemático das relações causa -efeito Ocorrências mais frequentes. gerais. universais. como referido pelas pessoas Ocorrências específicas e em cenários específicos (setting) Quantitativa Positivismo Busca pela explicação das coisas Ambiente Instrumento da pesquisa Força do método Objeto do estudo Objetivos da pesquisa Controle de variáveis Levantamento e experimentos Atribuída à alta confiabilidade /reprodutibilidade dos resultados obtidos. Abrangência .Principais diferenças entre as características das abordagens Característica Paradigma mais influente Atitude do pesquisador Qualitativa Fenomenologia Busca dos significados ou compreensão das coisas Natural do objeto O próprio pesquisador Maior rigor da validade dos dados coletados (Reliability versus validity) Fenômenos (observados ou apreendidos) Interpretações das relações de significados dos fenômenos.

questionários fechados. O número é definido no campo. Os sentidos do pesquisador com: observação livre. com complementação de coleta intencional em prontuários e testes eventuais. classificações nosográficas. Amostragem e Perfil da amostra Intencionada: busca proposital de indivíduos que vivenciam o fenômeno. O “N” é indispensável. entrevistas semidirigidas. Randomizada: sujeitos pegos por acaso. Maior número com característica de toda população. escalas. dados randomizados de prontuários. Poucos sujeitos que representem característica de certa população. Tamanho da amostra Não tem preocupação com o “N”. .Principais diferenças entre as características das abordagens Característica principal Desenho do projeto Tipos de instrumentos de pesquisa Qualitativa Recursos em aberto e flexíveis Quantitativa Recursos preestabelecidos Observação dirigida. exames laboratoriais. Prévia e estatisticamente definida. diagnósticos.

Categorização por para organização dos achados. relevância teórica ou habitualmente tabulados por reiteração dos dados. integrada na secção da discussão. Quantitativa Quantificações matemáticas Apresentação dos Resultados Tratamento dos Resultados Linguagem matemática: Números com proporções. Usualmente apresentada separada discussão. Uso de análise de conteúdo e Uso de técnicas bioestatísticas outras. etc apresentados em tabelas e gráficos.Principais diferenças entre as características das abordagens Característica principal Resultados Qualitativa Conceitos construídos ou conhecimentos originais produzidos. medianas. pelo pesquisador . realizada especialista. médias. Descrição de observações de campo e citações literais(falas).

Generalização dos resultados e conclusões Conclusão sobre as hipóteses . Quantitativa Estabelecimento das correlações entre os resultados matemáticos. conceitos construídos.Principais diferenças entre as características das abordagens Característica principal Alvo da discussão dos resultados Qualitativa Interpretação dos dados categorizados. Confirmação ou refutação das hipóteses previamente definidas. simultaneamente à apresentação destes. Hipóteses teórica inicial e posteriores revistas numa perspectiva crescente.

vivencias. mecanismos de defesa. simbolizações. representações sociais. Estigmas. papéis.Construtos habituais das pesquisas nas áreas da saúde Qualitativa Significados. fatores facilitadores e barreiras. Metáforas. experiência de vida. . metassíntese. cuidados. Adesão ou não a tratamentos e prevenções. revisão narrativa de literatura. representação psíquicas. significações. Reações.

Construtos habituais das pesquisas nas áreas da saúde Quantitativa Frequências. surto. preditores. prevalência. Medicina baseada em evidencias. . Estresse e mecanismos de enfrentamento. surveys. sinais e sintomas. Relação custo-benefício. estilo de vida. crenças e atitudes. fatores de sobrevida. marcadores. comportamentos. estudo retrospectivos. incidência. prognósticos. Metanálise. prospectivos. Revisão sistemática da literatura. fatores de risco. evolução. efeitos. achados clínicos. diagnósticos.

• Turato ER. 42(3): 563-68. n. ER. Revista de Saúde Pública. diferenças e seus objetos de pesquisa. (org. 2005. Rio de Janeiro. 39. Métodos qualitativos e quantitativos na área da saúde: definições.Bibliografias de referência •Minayo.) Avaliação por triangulação de métodos: abordagem de programas sociais. 2005. MCS. Assis. Utilizando as abordagens quantitativa e qualitativa na produção do conhecimento. P. Parpinelli MA. 507-514. . 2008. Souza. •Brüggemann OM. SG. Rev. Esc Enferm USP. 3. V. Editora Fiocruz.