Você está na página 1de 30

MÉTODOS ÁGEIS

MANIFESTO ÁGIL

• Os clientes/usuários não tem certeza do que eles querem.


• Os clientes/usuários tem dificuldade de expressar tudo o que querem e
pensam.
• Muitos detalhes do que eles querem (clientes/usuários) só serão revelados
durante a execução do projeto.
• Incapacidade da equipe de se comunicar e entender os clientes/usuários.
Pressões por tempo, falta de preparo da equipe, pode levar a esta situação.
• Na medida em que clientes/usuários vêem o produto sendo construído,
eles podem mudar de ideia.
• Forças externas (como um produto ou serviço da concorrência) trazem
mudanças ou melhorias na definição de requisitos.
TRADICIONAIS X ÁGIL

 TODAS metodologias de projetos exigem


planejamento antes da execução.

 Tradicionais (PMI e PRINCE) se planeja com


antecedência:
 Declaração de Escopo/EAP
 Plano de Projeto.
 Cronograma detalhado de atividades.
 Orçamento....

 Ágeis (SCRUM, DSDM, XP e FDD) se planeja


de forma iterativa (ações repetitivas) e
incremental (entregas graduais),
descobrindo o percurso no caminho.
TRADICIONAIS X ÁGIL

• Tradicionais: As especificações são mais


importantes que o prazo e custo: o
cliente pode querer um carro com 140
HPs, 5 portas, completo e não menos do
que isso.

• Ágeis: Focam em resolver o problema


com um orçamento e prazo fixo. O
cliente precisa de um veículo e está
disposto a aceitar uma bicicleta, uma
moto um carro.
CONCEITO ÁGIL

Modelo Iterativo/Incremental:
Devido a complexidade, tamanho, mudanças de requisitos,
urgência, é quase inconcebível desenvolver software
utilizando o modelo cascata, ou seja, desenvolver todo o
software vinculando o mesmo a uma entrega final. Hoje
sabemos que o software tem que necessariamente ser Modelo Waterfall (Cascata):
desenvolvido em partes, ou seja, em ciclos (iterações), a Conhecimento profundo
cada iteração é feito um novo incremento (uma nova do que deve ser entregue.
funcionalidade é testada e entegue), até a entrega final. Requisitos já conhecidos.
SCRUM - FUNDAMENTOS

O scrum não é uma metodologia, não é uma nova tecnologia, não


é uma ferramenta e nem um cheklist de avaliação de processo.
Trata-se apenas de um framework, que baseia-se em um processo
iterativo e incremental para o desenvolvimento de qualquer
produto e gerenciamento de qualquer projeto. Deve ser
considerada também, como uma filosofia de trabalho que envolve
a atitude das pessoas envolvidas no projeto.

Visibilidade Detecção de falhas Ajustes rápidos


SCRUM - FUNDAMENTOS

Scrum, é fundamentado na teoria de controle de processos empíricos*,


emprega uma abordagem iterativa e incremental para otimizar a previsibilidade e
controlar riscos.
 O que são processos empíricos ?
Antes de responder a pergunta, precisamos saber que existem dois tipos de
processos:
 Processo Definido:
São processos que se conhece todas as variáveis, têm poucas ou nenhuma
mudança ao logo do processo, são repetitivos e são previsíveis.
Geralmente existe uma documentação aplicada a execução do processo.
Exemplo: Linha de produção
 *Processos Empíricos:
 São aqueles processos que não se conhece todas as variáveis, têm mudanças
ao logo do processo, não são repetitivos e são imprevisíveis. Geralmente
baseado na experiência e no conhecimento de quem executa o processo.
Exemplo: Desenvolvimento de Software.
SCRUM TEM SIDO EMPREGADO PARA:

 Softwares comerciais;
 Aplicações Financeiras;
 Sistemas de gestão empresarial;
 Desenvolvimento de Games;
 Equipamentos/Sistemas para área médica;
 Desenvolvimento de satélites;
 Desenvolvimento de Websites;
 Aplicativos para smartphones e computadores;
 Aplicativos para gestão de redes;
 Aplicativos para e-Commerce;
 Desenvolvimento de novos produtos e serviços.
COMPONENTES DO SCRUM
PAPÉIS: PRODUCT OWNER (PO)

• Define as funcionalidades do produto;


• Product Owner (PO) • Decide datas de releases e conteúdos;
• Responsável pelo retorno do investimento
(ROI) do projeto;
• Pode ser o representante de um cliente
(Gerente de Conta), ou o próprio cliente;
• Entende do negócio;
• Define o objetivo da Sprint;
• Gerencia o Backlog;
•Supervisiona toda a preparação e
refinamento do Product Backlog, o que inclui:
criar, atualizar, estimar e priorizar as histórias.
• Responsável por definir os critérios de
aceitação para cada item do Product Backlog
(o Scrum Master é quem o ajuda com isso).
•Aceita ou rejeita o produzido.
PAPÉIS: PRODUCT OWNER (PO)
PAPÉIS: SCRUM MASTER (SM)

• Responsável pelo processo, incluindo a


realização do Daily Scrum e datas e horários
• Scrum Master das reuniões;
• Remove os impedimentos, restrições de
trabalho, interferências externas;
• Garante que o time está sempre
trabalhando colaborativamente e de forma
produtiva;
• Facilita a sinergia entre todos os membros
do time;
•Auxilia o Product Owner a maximizar o
retorno do investimento;
• Representa a gestão do projeto durante um
Sprint;
• Agente de mudança organizacional;
• Tem o dever de garantir que todos da
equipe Scrum conheçam os valores,
princípios e práticas do Framework em todos
os níveis organizacionais.
PAPÉIS: SCRUM MASTER (SM)

Exemplo ilustrativo de ações do Scrum Master durante o projeto


PAPÉIS: EQUIPE/TIME SCRUM

• Define a Sprint e define como será feito o


• Equipe/Time Scrum trabalho, ajustando prioridades;
• Tem o direito de fazer o que estiver ao seu
alcance para alcançar a Sprint;
• Gerencia seu próprio progresso, o time se
organiza e se gerencia, sem poder hierárquico;
• Demonstra o que foi feito para o Product
Owner ao fim de cada Sprint;
• Responsável pela entrega, ações de
construção do projeto;
• Equipe multi-funcionais. Equipe hábil em
todas as funções necessárias para oferecer as
entregas;
• Geralmente equipes pequenas (até 10).
• Responsável por produzir uma ou mais
funcionalidades do produto em cada Sprint.
• Importante profissionais COMPROMETIDOS
COM O DESAFIO.
PAPÉIS: EQUIPE/TIME SCRUM

Os membros da equipe devem entender que a responsabilidade das entregas é do time, e não de uma pessoa. Por
isso um deve colaborar com o outro. Isto é a ATITUDE MOSQUETEIRA.
PAPÉIS: EQUIPE/TIME SCRUM

A descoberta de novos itens, assim como


alteração e remoção de itens antigos;
Quebrar Estórias muito grandes (épicos).
Fluxo de trabalho Scrum detalhado
RESUMO DO PROCESSO SCRUM

Stories/Estórias/Histórias
Fundamentos do Scrum: User Stories

O planejamento pode começar com o uso de USER STORIES. O usuário/cliente


escreve histórias que representam o que o projeto deve fazer por ele, evitando usar
qualquer terminologia técnica. Ferramentas de Mapas mentais podem ser utilizados.
Facilitando a visão do produto.

User Stories ou “história de usuário” é uma descrição concisa de uma necessidade do usuário do produto (ou
seja, de um “requisito”) sob o ponto de vista desse usuário.
Fundamentos do Scrum: Product Backlog

Depois de identificados os requisitos expressos no User Stories (histórias) estes deverão ser
reunidos e priorizados no Product Backlog. Este artefato representará a visão do produto e
assim, o time poderá estabelecer uma estratégia para as entregas.
A priorização dos itens do Product Backlog serão definidos através de uma nota numérica
que é definido pelo Product Owner. Uma única pessoa que garante a visibilidade das entregas.
Esta pontuação é definida a partir da visão de importância para o projeto.
Abaixo veremos um exemplo de um Product Backlog:
Fundamentos do Scrum: Conceito da Sprint

Sprint deve ter uma duração fixada;


Esta Iteração/sprint deve ter uma duração de 2 a 4 semanas definida para cada
projeto e não pode ser alterado, a sua duração, ao longo do projeto;
Cada sprint deve possuir metas bem definidas, mensuráveis e exequíveis;
São iniciados com reuniões de planejamento;
São encerrados com reuniões de retrospectiva;
O time se compromete a realizar o trabalho definido na reunião de planejamento;
O Scrum Master deve garantir que não será feita nenhuma mudança que possa
afetar a Meta da Sprint. Tanto a composição da equipe quanto os compromissos
de entrega devem permanecer constantes durante a Sprint;
Ao final de cada sprint novas funcionalidade são integradas ao projeto.
Fundamentos do Scrum: Conceito da Sprint

 Definido a importância das histórias que se agregam com histórias/atividades identificadas pelo
time Scrum, sabendo que as Sprints tem duração fixa são definidos quais histórias serão
implementadas/entregues, em cada Sprint.
SPRINTS
Fundamentos do Scrum: Sprint Backlog

Sprint Backlog: consiste nas histórias e tarefas/atividades que a equipe executa para
transformar os itens do Product Backlog em um incremento “pronto”.
Muitas delas são identificadas durante a Reunião de Planejamento da Sprint (atividades).
A Sprint Backlog é todo trabalho que a equipe identifica como necessário para alcançar
a Meta da Sprint. Os itens do Sprint Backlog podem ser decompostos.
A decomposição deve ser suficiente para que mudanças no progresso do projeto possam ser
entendidas na Reunião Diária.
Fundamentos do Scrum: Sprint BurnDown Chart
x Kanban

Técnica de apresentação conhecida como: Gestão à Vista, que tem como objetivo
facilitar a comunicação e dar visibilidade (transparência).
Ferramenta: Kanban

Iniciado

Não Iniciado

Pronto

KanBan
Integrando PMBoK® e SCRUM
Ciclo de vida SCRUM
Abordagem ágil
Processo Abordagem tradicional Abordagem ágil

• Grande foco no • Grande foco na execução e na


Planejamento do planejamento. adaptação.
gerenciamento • Visão preditiva. • Visão adaptativa.
dos custos

• Devido ao alto • Devido à alta incerteza sobre o


conhecimento sobre o escopo a ser entregue, as
escopo a ser entregue, as estimativas detalhadas são feitas
estimativas detalhadas são apenas para um horizonte de
feitas para o projeto todo, curto prazo.
Estimação dos no momento de seu • Estimativas detalhadas são mais
custos planejamento. rápidas e são modificadas à
• Estimativas detalhadas medida que a compreensão do
são mais demoradas. produto do projeto aumenta.
Abordagem ágil
Processo Abordagem Abordagem ágil
tradicional

• Orçamento • O orçamento é calculado com base na


elaborado com base quantidade de horas que o contratante
na necessidade de quer investir no projeto
Orçamentação do recursos para • O foco é na produção das entregas
projeto entregar o escopo mais impactantes para o cliente
definido. (80/20), até o limite orçamentário
acordado.

• O monitoramento e • O controle existe com o objetivo de


controle dos custos é fazer com que as alterações sejam
feito com o fim de rapidamente incorporadas ao projeto.
Controle dos que o orçamento
custos inicialmente
aprovado seja
cumprido.
Trabalho em Grupo

 Escolham um grupo (5 a 7)
 Definam um projeto
 Desenvolvam um TAP
 Projeto será mantido durante
todo o curso