P. 1
AUDITORIA E CLASSIFICAÇÃO DE AUDITORIA

AUDITORIA E CLASSIFICAÇÃO DE AUDITORIA

|Views: 4.405|Likes:
Publicado porfrankelia
Consiste no exame sistemático e independente dos fatos obtidos através da observação, medição, ensaio ou outras técnicas apropriadas
Consiste no exame sistemático e independente dos fatos obtidos através da observação, medição, ensaio ou outras técnicas apropriadas

More info:

Categories:Types, Brochures
Published by: frankelia on May 24, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/16/2013

pdf

text

original

AUDITORIA E CLASSIFICAÇÃO DE AUDITORIA

Grupo Normativo de Auditoria e Controle de Saúde – GNACS Elisabeth Mendes Marques Auditora do GNACS 4/10/2007

TEMAS
       O que é a auditoria Finalidade Classificação Competências Planejamento Auditoria Analítica Auditoria de Denúncia

O que é auditoria
 Consiste no exame sistemático e independente dos fatos obtidos através da observação, medição, ensaio ou outras técnicas apropriadas  De uma atividade, elemento, ou sistema  Para verificar a adequação aos requisitos preconizados pelas leis e norma vigentes  E determinar se as ações de saúde e seus resultados estão de acordo com o planejado  Comprovação da qualidade da atenção a saúde

Para quem?
 Usuários SUS / CF art 5º Defesa  Direito à saúde  Direito a vida  Direito a igualdade  Acesso a informação  Lei 8078 de 1990 Código Defesa do Consumidor - Adequada e eficaz prestação de serviços públicos em geral

Finalidade da Auditoria
 Aferir a preservação de padrões estabelecidos e levantar dados qualidade /quantidade/ custos e gastos  Avaliar os componentes dos processos de um sistema ou serviço detectando desvios para melhoria do serviço  Verificar o cumprimento das normas e requisitos  Proporcionar ao auditado aprimorar a assistência a saúde /qualidade.

Finalidade da Auditoria
 Verifica se o atendimento ao cidadão está sendo executada em conformidade com os padrões regulamentares, avaliando eficiência, eficácia e efetividade

Classificação da Auditoria
         Execução: analítica e operativa Objeto: faturamento hospitalar e ambulatorial serviço denúncia / atendimento recursos sistema gestão ressarcimento

Classificação da Auditoria
 Periodicidade:  Regular ou ordinária : planejada anual  Especial ou extraordinária: apuração de denúncia / demandas  Forma:  Direta – pela equipe da DRS  Integrada – com auditores dos diversos níveis de gestão  Compartilhada_ com auditores de outras instiuições ( CGU, TCU )

Como fazemos?
Decreto 1651 de 28/9/1995:  Análise / planeja  Verificação /execução  Relatório / conclusão  Encaminhamento do Relatório  Acompanhamento das ações propostas DE QUEM?

Competências - Decreto 1651
 a) a aplicação dos recursos estaduais repassados aos Municípios. de conformidade com a legislação específica de cada unidade federada;  b) as ações e serviços previstos no plano estadual de saúde;  c) os serviços de saúde sob sua gestão, sejam públicos ou privados, contratados ou conveniados;  d) os sistemas municipais de saúde e os consórcios intermunicipais de saúde;  e) as ações, métodos e instrumentos implementados pelos órgãos municipais de controle, avaliação e auditoria;

Competências auditor municipal
 a) as ações e serviços estabelecidos no plano municipal de saúde;  b) os serviços de saúde sob sua gestão, sejam públicos ou privados, contratados e conveniados;  c) as ações e serviços desenvolvidos por consórcio intermunicipal ao qual esteja o Município associado.

Planejamento da Auditoria
         Qual é o objetivo da auditoria? O que deve ser procurado? Qual a legislação que regula? Quem comporá a equipe? Quem e como será informado? Em que tempo? Quem será o coordenador da equipe? Quando deverá ser realizada? Quando deverá ser apresentado o relatório final?

Vantagens do Planejamento
 Melhor utilização do tempo  Preparo técnico do auditor  Preparo do auditor e postura profissional  Qualidade do trabalho e conclusões focadas.

Trabalho em equipe
 Trabalho participativo com divisão de tarefas e cronograma de atividades e coordenador da equipe  Analisa a objeto  Elabora quesitos – Foca o olhar  Analisa dados e informações  Verifica  Conclue  Relatório

Auditoria Analítica
 Levantamento e análise dos dados disponíveis / exame preliminar:  CNES, S.I.A/SUS, S.IH/SUS, caderno do município,SIM,SINASC, FPO, indicadores, contrato/convênio  Legislação pertinente /check list /roteiros  Relatórios de auditorias anteriores  Exigência de confidencialidade  Elaborar relatório.

Trabalho de equipe
 Comunicar auditoria enviando previamente solicitando documentos a serem providenciados, apresentando a equipe e o objetivo do trabalho. Exemplo –Alguns documentos na auditoria de serviço Cópia da criação dos conselhos e as 3 • ultimas atas. listagem de profissionais por categoria / • RG / CPF /nº conselho, escala mensal Licença estabelecimento farmácia • expedida pela visa

Operativa
Auditoria in loco: Operativa  Deslocamento até a unidade a ser auditada com o objetivo de constatar a verificação do funcionamento dentro da regularidade ou não

Auditoria de Denúncia
Analisa Elabora quesitos a serem apurados Analisa os dados e informações Verifica: ouvindo os dois lados – o usuário e o prestador  Anexa documentos de comprovação de irregularidade ou da improcedência – evidencias objetivas, documentais, testemunhais e analítica- cópia do prontuário, cópia do recibo do pagamento, cópia da AIH.    

Auditoria de Denúncia
 Denúncia anônima – procede por amostragem, para ser verificada a constatação do fato  Avalia-se necessidade de visita técnica à instituição, para auditoria de atendimento ou de serviço  Usuário solicita sigilo: apurar sem quebrar o segredo, devendo o usuário tomar conhecimento após a conclusão.

Anexar documentos
 Entrevista, declaração e depoimento deve incluir data , nome e assinatura.  Coletar as evidencias que embasem a constatação objetiva  Documental: cópia do recebo de pagamento , cópia do prontuário, fotografias  Testemunhais: várias pessoas testemunharam o fato denunciado.  Analítica: a análise dos indicadores dos vários sistemas de informação: ex: mortalidade materna é alta no hospital.

Concluir
 Relatório com conclusão denúncia foi confirmada ou não, se é procedente ou improcedente.  e recomendação das propostas.  Prazos?  60 dias MS  30 dias SES/SP  15 dias atendimento SES/SP

Denúncias
 Processos SIPAR – 60 dias para apurar Port 401 de 2001  Carta Usuário SUS – atualização junto a ouvidoria do MS  Ministério Público  Outros

Bibliografia
 Decreto nº 1651 de 28/9/1995  Caderno do Auditor- março de 2006, site da auditoria da SES/SP  Manual de Normas de Auditoria –MS 1998, site da auditoria da SES/SP

Obrigada

 E-mail – auditoria@saude.sp.gov.br

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->