Você está na página 1de 20

Aula de Redação prof.

Robson Moraes 1

Qualidades e defeitos de um texto

Há sempre uma grande discussão sobre a fórmula que nos ensinaria a


redigir um bom texto ou produzir uma redação “nota dez”.Não há, é certa, uma
receita mágica. Mas, caminhos a seguir: a leitura de bons textos, a crítica
atenta aos vários textos que se apresentam no nosso dia-a-dia, o domínio de
alguns recursos linguísticos, a reflexão sobre a realidade, entre outros. Assim
é possível, ao longo do tempo e da prática contínua, aprimorar nossos próprios
textos.É claro que produzir um bom texto não significa produzir uma obra
literária.

QUALIDADES DE UM TEXTO

1 - Concisão: Significa não abusar de palavras para exprimir uma idéia. Deve-se
ir direto ao assunto, não ficar “enchendo lingüiça”, enfim tudo aquilo que é
desnecessário.
ex.: Eu, na minha opinião, acho que...

2 - Correção: A linguagem utilizada na redação deve estar de acordo com a


norma culta, isto é, obedecer aos princípios estabelecidos pela gramática.
Assim, o conhecimento das normas que regem o uso da língua é fundamental.
Desvios de linguagem que aparecem em redações são frutos do
desconhecimento de algumas dessas normas. Eis os desvios mais comuns:

a) Grafia – tome cuidado com a grafia de palavras que não conheça. Se não
puder usar o dicionário, não hesite em substituir a palavra cuja grafia não
conheça por outra conhecida. Nossa língua é muito rica em sinônimos. Observe,
também, a acentuação das palavras.

b) Flexão das palavras – cuidado com a formação do plural de algumas palavras,


principalmente as composta.

c) Concordância - não se esqueça de que o verbo sempre concordará com o


sujeito e os nomes devem estar concordando entre si.

d) Regência - cuidado com a regência de verbos e nomes, sobretudo os que


exigem a preposição A, para que não cometa erros no emprego da crase.
Aula de Redação prof.Robson Moraes 2

e) Colocação dos pronomes - observe a colocação dos pronomes oblíquos átonos


(me, te. Se, nos, vos, lhe, lhes, o, a, os, as). Embora na linguagem coloquial seja
comum iniciar frases com os pronomes oblíquos átonos, na linguagem formal
deve-se evitar esse tipo de construção.

3 - Clareza: Consiste na manifestação da ideia de forma que possa ser


rapidamente compreendida pelo leitor. Ser claro é ser coerente, não se
contradizer, não confundir o leitor. São inimigos da clareza: a desobediência às
normas da língua, os períodos longos, o vocabulário rebuscado, a imprecisão
vocabular.
ex.: a – O Flamengo o Vasco venceu. (ambiguidade)
O flamengo ao Vasco venceu. (não há ambiguidade)

4 - Elegância: Consiste em tornar a leitura do texto agradável ao leitor.


Consegue-se quando são observadas as qualidades apontadas anteriormente e
também quando o conteúdo da redação é desenvolvido de modo original
criativo. É importante lembrar que a elegância começa pela própria estética do
texto que deve apresentar-se limpo, sem borrões ou rasuras e com letra
legível.

EXERCÍCIOS

1 – Torne o texto abaixo mais enxuto, mas conciso. Elimine palavras


desnecessárias.
A árvore oca por dentro, era muito elevada, tinha vinte metros de altura total,
do chão ao topo, estava, por esta razão, preste a cair, daí a instante, para
baixo.

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

2 - O período feito regido de cinco formas diferentes. Assinale a


alternativa correspondente ao período que tem melhor redação, considerando
correção, clareza, concisão e elegância.
Aula de Redação prof.Robson Moraes 3

a) E foi assim que ele, pela derradeira vez na vida, é que viu Maria Eduarda,
grande, muda, toda negra na claridade, à portinhola daquele vagão que para
sempre a levara.

b) E ele assim. na derradeira vez na vida, é que viu Maria Eduarda, grandona,
emudecida, toda de preto naquela claridade, na portinhola daquela vagão, que a
levara para nunca mais.

c) E foi assim, que ele, pela vez derradeira na sua vida, viu Maria Eduarda,
grande, muda, toda negra naquela claridade, na portinhola daquele vagão que a
levara para jamais.

d) E, então, pela última vez na sua longa vida, ele viu a Maria Eduarda, grande e
muda, toda de negro naquela claridade, debruçada na portinhola em cujo vagão
ela partiu para sempre.

e) No vagão em que foi embora para sempre, a Maria Eduarda apareceu para
ele – pela última vez na vida deste – muito grande e muda, toda negra numa
claridade; ela estava debruçada na portinhola.

3- Identifique entre os itens sublinhados, aquele que deve ser corrigido


para que a sentença onde ocorre este erro se torne correta e adequada.

“Encontrar seu meio de expressão próprio(1) é problema sério para um


artista. Casos têm havido(2) em que, até o(3) envelhecer, o artista não o
encontra. Em nossos dias, isso é menos freqüente(4), pela simples razão de
que a Tendência dominante não é a do confinamento individual em um só gênero
ou ramo, mas a da experimentação generalizada de todos ou de muitos,
simultaneamente(5).” (M. Pedrosa – adaptação)

a) 5
b) 4
c) 3
d) 2
e) 1
Aula de Redação prof.Robson Moraes 4

4- Assinale a opção cujo período apresente erros na sintaxe ou morfologia


das formas verbais.

a) ë necessário que se intermedeiem os conflitos étnicos para que a paz seja


reservada.

b) Segundo Pressupuseram especialistas, novas bactérias, de extraordinária


resistência, estão surgindo nos hospitais.

c) Ao não se aterem aos limites previstos para pesquisa, corriam o risco de


falsear os resultados.

d) Sem que se transgridem os modelos convencionais, os prejuízos poderão ser


reavidos.

e) Se não sobrevirem novos problemas, serão satisfeitas todas as exigências


do contrato assinado.

5- Leia com atenção:


“ Estacionamento permitido, de 2ª a Sábado, período matutino, exceto aos
domingos.” O texto está mal construído e permite mais de uma interpretação.
Esse defeito é denominado:
a) concisão
b) barbarismo
c) cacofonia
d) ambigüidade
e) prolixidade

6- Leia com atenção:


“Infelizmente, vocês, enviaram uma carta ao diretor sem assinatura.”
Na frase há ambigüidade, pois a expressão desta pode ser entendida como
adjunto adnominal:
a) do sujeito ou do objeto direto
b) do adjunto adverbial de modo ou do objeto direto
c) do objeto direto ou do aposto
d) do objeto direto ou do objeto indireto
e) do sujeito ou do predicativo do objeto direto
Aula de Redação prof.Robson Moraes 5

7- A frase a seguir apresenta um vício de linguagem. Identifique-o:


“João encontrou o amigo sem sua casa.”
a) eco
b) preciosismo
c) cacofonia
d) anfibologia
e) colisão

8- Qual o vício de linguagem que se observa na frase: “Eu vi ele não faz
muito tempo”?
a) solecismo
b) cacófato
c) arcaísmo
d) barbarismo
e) colisão

9- Leia o período a seguir:


“O protagonista deste romance diz que não quer casar no primeiro capítulo,
mas concorda em fazê-lo no quarto.”
Observe que, no texto, há um vício de linguagem. Identifique-o:
a) redundância
b) ambigüidade
c) cacofonia
d) pleonasmo
e) silepse

10 - Assinale a alternativa cujo texto desrespeita as normas de clareza,


concisão e correção.

a) De relanço, momentos depois, aventurou um novo olhar e logo uma sensação


nervosa de calor lhe tomou a face, ao sentir-se observada. Pareceu-lhe que o
Alípio e o senhor ruivo falavam a seu respeito. Fez-se hirta de pálpebras
descidas, as mão sempre no regaço, torcendo nervosamente as contas.

b) No mundo medieval, o homem era capaz de administrar com competência


quase todo espaço que o rodeava e não tinha necessidade da especialização.
Ele era capaz de plantar o trigo e de moer o grão, de fabricar o azeite e a
lamparina, de semear o linho, fiá-lo e com ele coser suas roupas.
Aula de Redação prof.Robson Moraes 6

c) chegando à vila, tive mais notícias do coronel. Era homem insuportável,


estúrdio, exigente, ninguém lhe aturava, nem os próprios amigos. Gastava mais
enfermeiros que remédios. A dois dele quebrou a cara. Respondi que não tinha
medo de gente sã, mesmo ainda de doentes.

d) Desceu no andar térreo do banco, pela luzidia escadaria de mármore,


pensando no gerente, com intenção de fazer uma ligação telefônica para sua
genitora, mas cujo aniversário da data natalícia não se lembrava do dia exato.
Nesse ínterim, lamentava as vultuosas somas de dinheiro despendidas nessas
construções de luxúria ofensivas à pobreza geral de massa popular sem
recursos.

11 - O Texto que não apresenta defeito algum quanto às normas gramaticais


da expressão culta é:
a) Terminado as férias, prestou exame para engenharia e, quando ia pagar a
taxa para reserva de vaga, foi convocado para exame médico da Escola Naval.

b) Antes dos exames terminarem, procurem informar-se das datas em que se


tornarão públicas as médias e os nomes dos convocados para os exames de
sanidade física.

c) A Policia Militar chegou à praça pouco depois que o comício se iniciara e


começaram a atirar para o alto e alçar bombas de gaz lacrimogêneo contra a
multidão.

d) Sábado próximo, haverá um casamento que não posso deixar de comparecer:


a moça, cujos pais forma nossos vizinhos na casa que moramos antes, trouxe o
convite e insistiu que comparecêssemos todos.

12 - O texto que não transgride as normas de expressão culta encontra-se na


alternativa:

a) Deixe ele vir falar comigo, que lhe mostro a maneira como deveria Ter-se
aproximado do guarda e pedido-lhe informações sobre o local da Prova.
Aula de Redação prof.Robson Moraes 7

b) Pensa algum de vocês que poderão esmorecer-me? enquanto tiver ânimo,


saúde e idade, não me frustarei com a concorrência maciça e pertinaz que me
fazem esse grupo de ais de dois mil candidatos.

c) A parte que mais gostei na peça foi aquela que o rapaz pede à moça para ser
sua companheira de travessia da floresta, e ela, conversando com ele, mostra-
lhe que excitar ante o perigo não é próprio de quem se diz corajoso.

d) A pouco dias das provas, o senhor não imagina quão inseguro fico dos mês
conhecimentos de gramática, embora, sem falsa modéstia, possa declara que,
nos testes de português, no cursinho, sempre tenho obtido a nota máxima em
todos.

Defeitos de um texto

Muitas vezes, ao escrever, você deve ter tido algumas preocupações,


como: esta palavra se escreve com s ou com z? E esta com x ou com ch? Será
que esta frase ficou clara? Será que não estou me estendendo demais sobre o
assunto? Ao escrever evitar defeitos que possam prejudicar a compreensão do
texto. Assim, eis alguns defeitos que empobrecem o texto e que, portanto,
devem ser evitados.

1 - Ambiguidade - Ocorre quando a frase apresenta mais de um sentido. Dá –se


por má pontuação ou mau emprego de palavras ou expressões. É considerado um
defeito da prosa, porque atenta contra a clareza. Veja alguns exemplos de
frases ambíguas:
ex.: a - O guarda deteve o suspeito em sua casa.
B - Pedro saiu com sua irmã.
* Nesses exemplos, a ambigüidade decorre do emprego do pronome possessivo
sua. Portanto, cuidado no emprego desse pronome. Você pode evitar a
ambigüidade, substituindo-o por dele (s) ou dela (s).

2 - Obscuridade – Significa falta de clareza. Vários motivos podem


determinar a obscuridade de um texto: períodos muito longos, linguagem
rebuscada, má pontuação.

3 - Pleonasmo – Consiste na repetição desnecessária de um conceito ou de um


termo. Veja:
Aula de Redação prof.Robson Moraes 8

ex.: a - A brisa matinal da manhã enchia-o de alegria.


B - Ele teve uma hemorragia de sangue.
* Entretanto, há pleonasmo com funções com função estilística, empregados
por bons autores para tornar a mensagem mais expressiva. Nesse caso, o
pleonasmo não é considerado um defeito. Exemplos:
ex.: a - A mim, ensinou-me tudo. (Fernando Pessoa)
b - A ti, trocou-te a máquina mercante. (Gregório de Matos)

4 - Cacofania – Consiste num mau som obtido pela união das sílabas finais de
uma palavra com as iniciais de outra.
Exemplos: Uma mão lava a outra. Olhou para a boca dela.

5 - Eco – Consiste no emprego de uma sequência de palavras terminadas pelo


mesmo som. Veja:
ex.: a - A decisão da eleição não causou comoção na população.
B - O aluno repetente mente alegremente.

6 - Prolixidade - Consiste em utilizar mais palavras do que necessário parar


exprimir uma ideia. É o oposto da concisão. Ser Prolixo é ficar “enrolando”,
“enchendo lingüiça”, não ir direto ao assunto. O uso oposto de expressão que
não acrescentam nada ao texto, também pode torná-lo prolixo.
ex.: Antes de mais nada, pelo contrário, por outro lado, por sua vez. Cuidado!

7 – Barbarismo - Consistem em gravar ou pronunciar uma palavra em desacordo


com a norma culta. Eles acontecem:
a) na grafia: analizar por analisar, pretensioso ou pretensioso;
b) na pronúncia: rúbrica por rubrica, interim por ínterim;
c) na morfologia: deteu por deteve, precavenho, reavi;
d) na semântica: o iminente jurista presidiu a seção.

* O estrangeirismo, quando usado desnecessariamente, também,


constituem barbarismo:
Ex.: Carnet (Talão de compras, carnê) (Francesismo), Penalty (penalidade
máxima) (angliciscmo)

8 – Solecismo - Qualquer erro de sintaxe.


a) de concordância: Fazem dois anos que não o vejo. (por faz)
b) de regência: Esqueceram de mim. (por esqueceram-se de mim)
c) de colocação: Não coloque-a na água
Aula de Redação prof.Robson Moraes 9

9 – Arcaísmo - Emprego de palavras ou construções antigas, que já caíram em


desuso.
Ex.: Antanho (no passado), O boticário (farmacêutico), O físico (Médico)

10 – Preciosismo - Exagero na linguagem, em prejuízo da naturalidade e clareza


da frase.
Ex.: Isso é colóquio flácido para acalentar bovino.(por; Isso é conversa
mole para boi dormir)

* Além desses defeitos, procure evitar as frases feitas, os chavões, pois


empobrecem o estilo.
Exemplos: Inflação galopante, vitória esmagadora, caixinha de surpresa,
caloroso abraço, silêncio sepulcral, nos píncaros da glória, etc.

Exercícios

1) Aponte o vício de linguagem:


a) pleonasmo
b) anfibologia
c) cacófato
d) eco
e) colisão
f) hiato
g) barbarismo
h) solecismo
( ) Pensei pedir perdão ao padre, mas desisti.
( ) Há alguns anos atrás, não havia televisão.
( ) Sei muito bem que José é ébrio.
( ) Mandei comprar meias para senhoras claras.
( ) Procure, no passo municipal, um funcionário de cabelos russos.
( ) Abraça-lhe o filho que muito o quer
( ) Somente o Padre Clemente rezava piedosamente.
( ) Paguei cinco mil reais por cada.
( ) Basta aos inteligentes poucas palavras.
( ) Quando você ver o João, diga-lhe que já requis meu afastamento.
( ) Àquele que protegerem-te não furtar-se-ão ao castigo.

2) Encontramos uma oração sem ambiguidade em:


Aula de Redação prof.Robson Moraes 10

a) Venceu o mal o remédio.


b) O polícia prendeu o ladrão em sua casa.
c) Matou-o a faca.
d) Ninguém perguntou se tudo correu bem.
e) A mulher viu a batida da porta.

3) Emprega-se o termo “solecismo” para indicar o uso errado de


regência, concordância ou colocação. Aponte a única alternativa em que não
ocorre tal erro:
a) Devem haver explicações satisfatórias para esse fato.
b) Era cinco horas, quando começou a prova.
c) O jornal começará aos dez para as nove.
d) Fazem cinco anos completos que não visito o Rio.
e) Haviam vários objetos espalhados sobre a mesa.

4) Considerando as afirmativa(s) abaixo assinale a(s) verdadeira(s)


Na frase “O carrasco não teve dó: decapitou a cabeça do condenado”, ocorre
o que chamamos de REDUNDÂNCIA.

Na frase “A literatura portuguesa nos deu dois grandes escritores: Camões,


grande poeta renascentista e Fernando Pessoa, grande poeta moderno”, fica
claro que os dois autores são poetas renomados.

Na frase ”Uma biópsia do tumor retirado do pâncreas do imperador Hiroito (...)


mostrou que ele não era maligno”, o pronome ele tanto pode referir-se ao
substantivo tumor quanto ao Hiroito. Este é um exemplo típico de
AMBIGÜIDADE.

Na frase “Os meninos, esperavam inquietos, o resultado do pedido, a pontuação


está correta

Na frase “O projeto, de cuja realização sempre duvidara, exigiria toda a


dedicação de que fosse capaz”, as expressões de cuja e de quem foram
empregadas corretamente.

Modos Textuais
Aula de Redação prof.Robson Moraes 11

Tudo o que se escreve recebe o nome genérico de redação (ou composição).


Existem três tipos de redação: descrição, narração e dissertação. É
importante que você consiga perceber a diferença entre elas. Leia,
primeiramente, as seguintes definições:

Descrição – é o tipo de redação na qual se apontam as características que


compõem um determinado objeto, pessoa, ambiente ou paisagem.
“Sua estatura era alta e seu corpo, esbelto. A pela morena refletia o sol
dos trópicos. Os olhos negros e amendoados espalhavam a luz interior de sua
alegria de viver e jovialidade. Os traços bem desenhados compunham uma
fisionomia calma, que mais parecia uma pintura.”

Narração – é a modalidade de redação na qual contamos um ou mais fatos que


ocorreram em determinado tempo e lugar, envolvendo certos personagens.
“Em uma noite chuvosa do mês de agosto, Paulo e o irmão caminhavam
pela rua mal-iluminada que conduzia a sua residência: Subitamente foram
abordados por um homem estranho. Pararam, atemorizados, e tentaram saber
o que o homem queria, receosos de que se tratasse de um assalto. Era,
entretanto, somente um bêbado que tentava encontrar, com dificuldade, o
caminho de sua casa.”

Dissertação – é o tipo de composição na qual expomos idéias gerais, seguidas


da apresentação de argumentos que as comprovem.
“Tem havido muitos debates sobre a eficiência do sistema educacional
brasileiro. Argumentaram alguns que ele deve Ter por objetivo despertar no
estudante a capacidade de absorver informações dos mais diferentes tipos e
relacioná-las com a realidade circundante. Um sistema de ensino voltado para
a compreensão dos problemas sócio-econômicos e que despertasse no aluno a
curiosidade científica seria por demais desejável.”

Como você pode perceber, não há como confundir estes três tipos de
redação. Enquanto a descrição aponta os elementos que caracterizam os seres,
objetos, ambientes e paisagens, a narração implica uma idéia de ação,
movimento empreendido pelos personagens da história. Já a dissertação
assume um caráter totalmente diferenciado, na medida em que não fala de
pessoas ou fatos específicos, mas analisa certos assuntos que são abordados
de modo impessoal.
Vamos agora treinar o reconhecimento dessas três modalidades de
composição.
Aula de Redação prof.Robson Moraes 12

EXERCÍCIO

Numere os parágrafos a seguir, identificando o tipo de redação apresentado:


1 ) descrição
2) narração
3) dissertação

( ) Acreditamos firmemente que só o esforço conjunto de toda a nação


brasileira conseguirá vencer os gravíssimos problemas econômicos, por todos
há muito conhecidos. Quaisquer medidas econômicas, por si só, não são
capazes de alterar a realidade. Se as autoridades que as elaboram não
contarem com o apoio da opinião pública, em meio a uma comunidade de
cidadãos conscientes.

( ) Nas proximidades deste pequeno vilarejo, existia uma chácara de beleza


incalculável. Ao centro avista-se um lago de águas cristalinas. Através delas,
vemos a dança rodopiante dos pequenos peixes. em volta deste lago pairam,
imponentes, árvores seculares que parecem testemunhas vivas de tantas
histórias que se sucederam pelas gerações. A relva, brilhando ao sol, estende-
se por todo aquele local, imprimindo à paisagem um clima de tranqüilidade e
aconchego.

( ) As crianças sabiam que a presença daquele cachorro vira-lata em seu


apartamento seria alvo da mais rigorosa censura de sua mãe. Não tinha
qualquer cabimento: um apartamento tão pequeno que mal acolhia Álvaro,
Alberto e Anita, além de seus pais, ainda que de dar abrigo a um cãozinho! Os
meninos esconderam o animal em um armário próximo ao corredor e ficaram
sentados na sala à espera dos acontecimentos. No fim da tarde a mãe chegou
do trabalho. Não tardou em descobrir o intruso e a expulsá-lo, sob os olhares
aflitos de seus filhos.

( ) Joaquim trabalhava em um escritório que ficava no 12º andar de um


edifício da Avenida Paulista. De lá avistava todos os dias, a movimentação
incessante dos transeuntes, os freqüentes congestionamentos dos automóveis
e a beleza das arrojadas construções que se sucediam do outro lado da avenida.
Aula de Redação prof.Robson Moraes 13

Estes prédios moderníssimo alternavam-se com majestosas mansões, podia-se,


por alto, imaginar o que fora, nos tempos de outrora, a paisagem desta mesma
avenida, hoje tão modificada pela ação do progresso.

( ) Dizem as pessoas ligadas ao estudo da Ecologia que são incalculáveis os


danos que o homem vem causando ao meio ambiente. O desmamamento de
grandes extensões de terra, transformando-as em verdadeiras regiões
desérticas, os efeitos nocivos da poluição e a matança indiscriminada de
muitas espécies são apenas alguns aspectos a serem mencionados. Os que se
preocupam com a sobrevivência e o bem-estar das futuras gerações temem que
a ambição desmedidas do homem acabe por tomar esta terra inabitável.

( ) O candidato à vaga de administrador entrou no escritório onde iria ser


entrevistado. ele se sentia inseguro, apesar de Ter um bom currículo, mas
sempre se sentia assim quando estava por ser testado. O dono da firma
entrou, sentou-se com ar de extrema seriedade e começou a lhe fazer
perguntas mais variadas. Aquele interrogatório parecia interminável. Porém,
toda aquela sensação desagradável dissipou-se quando ele foi informado de que
o lugar era seu.

Dicas para uma boa redação

1 - Por ser a dissertação uma expressão de opinião pessoal, é desnecessário


dizer frases do tipo “eu acho”, “ na minha opinião”, “a meu ver”.
Obs: Evite a 1ª pessoa (eu) em uma dissertação. Não é erro, mas é óbvio e
redundante
2 - Nunca use “tu” ou “você ”!
3 - Nunca comece a redação sem ter total certeza do tema desejado pela
banca.
4 - Se o tema for uma pergunta, não diga “sim” ou “não”, “ na minha opinião”, “a
meu ver”.
5 - Cuidado com as afirmativas muito radicais ou que possam conter erro de
conteúdo.
6 - Evite parágrafos e períodos longos. Curtos ficam mais moderados e
acessíveis a qualquer leitor.
7 - Use as palavras com os seus sentidos corretos e de dicionário. A redação
deve ter precisão, exatidão.
Aula de Redação prof.Robson Moraes 14

8 - A redação da prova requer certa formalidade na construção do texto, o


que, porém, não se deve confundir com pedantismo ou preciosismo, que
poderiam conduzir à falta de clareza.
9 - A clareza e a correção do texto são qualidades que podem tornar a redação
bem fácil de ser entendida.
10 - Evite a preposição acidental que nas locuções verbais. Prefira usar de.
Ex: O povo brasileiro tem de preocupar [... ]
11 - Se a banca definir o número de linhas com mínimo e máximo (entre 20 e 30
linhas) obedeça. Caso se determine “em torno de x linhas” use a margem de
duas a mais ou a menos.
12 - Cuidado com a apresentação! Limpeza e boa organização ajudam o
examinador a ter menos “má vontade” na hora de analisar a sua redação.
Podem ser essenciais na hora da nota...
13 - A letra é do alfabeto e não sua! Faça as letras legíveis, não esquecendo
que o texto deve ser lido pelos outros, e não só por você. Não adianta
reclamar... Melhore a letra!
14 - Aproveite ao máximo o tempo disponível. Se são 4 horas por que terminar
em uma hora?
15 - Quem lê habitualmente sabe pensar e é capaz de fazer qualquer coisa. O
aluno deve ler e interpretar.
16 - Não copie! Aproveite idéias, mas não as transcreva.
17 - Planeje sua redação. Um bom plano previne as falhas mais graves de
redação, ou seja, evita a má organização das suas partes.
18 - A introdução, além de não fugir ao tema, deve ser atraente e, se possível,
criativa.

O esquema básico da dissertação

Imagine que você queira dissertar sobre o seguinte tema:

Chegando ao terceiro milênio, o homem ainda não conseguiu resolver graves


problemas que preocupam a todos.

Sua primeira providência é fazer a pergunta: Por que?


Procure, então, recordar-se do que já leu ou ouviu a respeito do tema proposto.
O ideal é que você obtenha duas ou três respostas para a questão formulada.
Essas respostas chamam-se argumentos. Vejamos quais os argumentos
Aula de Redação prof.Robson Moraes 15

poderíamos encontrar para esse tema. Uma possibilidade é pensar que um dos
sérios problemas que o homem não conseguiu resolver é o da miséria. Assim, já
teríamos o primeiro argumento.
I – Existem populações imersas em completa miséria:
II - A paz é interrompida frequentemente por conflitos internacionais.

* Refletindo um pouco mais sobre as questões que afligem a humanidade,


lembramos do desequilíbrio ecológico, que pode ser o nosso terceiro
argumento:

III - O meio ambiente encontra-se ameaçado por sério desequilíbrio ecológico.

É fácil, pois os argumentos selecionados são exaustivamente notificados por


qualquer meio de comunicação.
Recapitulando: Eis o quadro que formamos:
TEMA - Chegando aos terceiro milênio, o homem ainda não conseguiu resolver
graves problemas que preocupam a todos.
POR QUE?
– 1. Existem populações imersas em completa miséria.
- 2. A paz é interrompida freqüentemente por conflitos internacionais.;
- 3. O meio ambiente encontra-se ameaçado por sério desequilíbrio ecológico.

Você pode encontrar outros argumentos além desses. A única exigência é


que eles se relacionem com o assunto sobre o qual está escrevendo.
Com o tema e os 3 argumentos, você já pode começar a redigir a sua
dissertação. Ela deverá constar de: introdução( tópico frasal / tese ),
desenvolvimento( argumentos e exposições ) e conclusão.
Vamos agora redigir o 1º parágrafo, ou seja, a introdução, baseando-se
no quadro acima. Para compô-la, basta que você copie o tema e a ele acrescente
os 3 argumentos, assim como aparecem no quadro. Veja:
Chegando ao terceiro milênio, o homem ainda não conseguiu resolver
graves problemas que preocupam a todos, pois existem populações imersas em
completa miséria, a paz é interrompida. Frequentemente por conflitos
internacionais e, além do mais, o meio ambiente encontra-se ameaçado por
sério desequilíbrio ecológico.
Observe que, na introdução, os argumentos são apenas mencionados. Nesse 1º
parágrafo informamos o assunto de que a dissertação vai tratar; cada
argumento será desenvolvido nos parágrafos seguintes. Repare nas palavras,
Aula de Redação prof.Robson Moraes 16

pois e além do mais, colocados no texto para ligar as diferentes partes da


introdução. São elas que reúnem o tema aos argumentos. Depois de ter
terminado o parágrafo da introdução, você passará ao desenvolvimento,
explicando cada um dos argumentos.

Assim, no 2º parágrafo, escreva tudo o que souber sobre o fato de


existirem populações miseráveis.
Embora o planeta disponha de riquezas incalculáveis – estas, mal
distribuídas, quer entre Estados, quer entre indivíduos - , encontramos legiões
de famintos em pontos específicos da Terra.
Nos países do Terceiro Mundo, sobretudo em certas regiões da África, vemos,
com tristeza, a falência da solidariedade humana e da colaboração entre as
nações.
No 3º parágrafo, desenvolve-se o 2º argumento:
Além disso, nestas últimas décadas, temos assistido, com certa
preocupação, aos inúmeros conflitos internacionais que se sucedem. Muitos
trazem na memória a triste lembrança das guerras do Vietnã e da Coréia, as
quais provocam grande extermínio. Em nossos dias, testemunhamos conflitos na
antiga Iugoslávia, em alguns países membros da Comunidade dos Estados
Independentes, sem falar na Guerra do Golfo, que tanta apreensão nos causou.
E, agora, a guerra que se instalou no Iraque.
Note a presença da expressão Além disso no início do parágrafo, que
estabelece a ligação com o parágrafo anterior. Ele deve ser colocado para
evidenciar o fato de que os parágrafos se relacionam.
Falemos agora do 3º argumento:
Outra preocupação constante é o desequilíbrio ecológico, provocado pela
ambição desmedida de alguns, que promovem desmatamento desordenados e
poluem as águas dos rios. Tais atitudes contribuem para que o meio ambiente,
em virtude de tantas agressões, acabe por se transformar em local inabitável.
Observe a expressão Outra preocupação constante, colocada no início
do parágrafo. Ela é o elemento de ligação com o parágrafo anterior.
Estabelece a conexão entre os argumentos apresentados.
Para que a dissertação fique completa, falta o último parágrafo que se
denomina conclusão. Para isso, é preciso que analisemos suas pares
constitutivas.
A conclusão pode iniciar-se com uma expressão que remeta ao que foi
dito nos parágrafos anteriores. A ela deve seguir-se uma reafirmação do tema
proposto no início da redação. No final do parágrafo,é interessante colocar
Aula de Redação prof.Robson Moraes 17

uma observação, fazendo um comentário sobre os fatos mencionados ao longo


da dissertação.
Em virtude dos fatos mencionados (expressão inicial), somos levados a
acreditar que o homem está muito longe de solucionar os graves problemas que
afligem diretamente uma grande parcela da humanidade e, indiretamente a
qualquer pessoa consciente e solidária (reafirmação do tema). É desejo de
todos nós que algo seja feito no sentido de conter essas forças ameaçadoras
para podermos suportar as diversidades e construir um mundo que, por ser
justo e pacífico, será mais facilmente habitado pelas gerações vindouras.

OBS: Caso deseje, a conclusão pode ser formada apenas pelo comentário final.
Dispensando o início, constituído pela expressão inicial e reafirmação do tema:
eles atuam apenas como reforço, como ênfase ao problema abordado.
Se você preferir, pode usar dois argumentos apenas.

Eis o esquema da dissertação:

Tópico frasal
– 1º Parágrafo: tema + argumento 1 + argumento 2 + argumento 3
Desenvolvimento
– 2º parágrafo: desenvolvimento do argumento 1
- 3º parágrafo: desenvolvimento do argumento 2
- 4º parágrafo: desenvolvimento do argumento 3
Conclusão
– 5º parágrafo: expressão inicial + reafirmação do tema + observação final.

Esse esquema pode ser utilizado para redigir qualquer dissertação. Ele
lhe será útil para que você possa estruturar satisfatoriamente os argumentos;
garantirá ainda a organização e coerência à sua composição. Observando essas
orientações, você usará o número de parágrafos adequado, certificando-se de
que cada um deles corresponda a uma nova idéia e de que, sobretudo os
diferentes parágrafos evidenciem as partes componentes de sua dissertação.

Exercitando

Tema - Os habitantes de cidade do Rio de Janeiro passam diariamente por


algumas dificuldades.
Argumentos
Aula de Redação prof.Robson Moraes 18

− 1. O trânsito está cada vez mais congestionado.


− 2. Assaltos ocorrem a todo instante.
- 3. A miséria está chegando a níveis altíssimos.

Experimente o seguinte procedimento:

a) Construa inicialmente a introdução. Lembre-se de que você deve copiar o


tema, acompanhado dos 3 argumentos. Use, quando necessário, algumas
palavras de ligação, como porque, e, etc.
b) Em seguida, componha um parágrafo desenvolvendo o 1º argumento, de
aproximadamente 5 ou 6 linhas. Diga o que o souber sobre as dificuldades do
trânsito no Rio de Janeiro.
c) Ainda no desenvolvimento, explique o argumento 2. Construa um parágrafo
de tamanho semelhante ao anterior sobre os problemas dos assaltos que
ocorrem com muita freqüência na cidade. Como sugestão, inicie o parágrafo
com a expressão de ligação além do mais. Mas você pode usar outras
expressões que tenham o mesmo sentido. O uso de uma expressão como esta é
necessário para que se estabeleça relação entre os 2 parágrafos do
desenvolvimento.
d) No próximo parágrafo desenvolva o argumento 3. Fale o que souber sobre a
miséria na cidade (suas causas e como afeta a população de um modo geral ).
Procure iniciar o parágrafo por uma expressão que o relacione com o
anterior.Pode ser, por exemplo, outro fator existente.
e) Agora, toda a atenção é pouca para compor o último parágrafo, ou seja, a
conclusão. Veja o esquema proposto: deve conter expressão inicial,
reafirmando do tema proposto e uma observação final, na qual você manifesta a
sua opinião pessoal sobre tudo o que você escreveu. Pode começar pela
expressão inicial levando-se em consideração esses aspectos.
f) Não esqueça de atribuir um título adequado à dissertação que acabou de
redigir.
OBS: Sugestões de expressões iniciais: dessa forma, sendo assim em vista dos
argumentos apresentados, em virtude do que foi mencionado, assim levando-se
em conta o que foi observado por todas essas idéias apresentadas, tendo em
vista os aspectos observados, por tudo isso, dado o exposto, etc.

Componha uma dissertação sobre:


1 - O aumento dos preços tem sido muito superior ao reajuste salarial
concedido aos trabalhadores.
Aula de Redação prof.Robson Moraes 19

2 -Torna-se cada vez mais difícil para os jovens escolher uma profissão.
3 - Homens e mulheres disputam no campo profissional.

Na avaliação do texto, serão levados em conta os seguintes itens:

1 - Adequação do texto ao tema proposto.


2 -Desenvolvimento lógico do tema.
3 - Estruturação do texto: introdução, desenvolvimento e conclusão.
4 - Unidade e coerência na construção dos parágrafos.
5 - Uso adequado dos elementos de coesão textual.
6 - Adequação e expressividade do vocábulo.
7 - Respeito à norma gramatical escrita contemporânea.

Atribuição do grau.

O texto que estiver em consonância com as qualidades relacionadas nos


critérios de avaliação receberá grau 40 (quarenta). O texto em que es atestar
fuga ao tema proposto pela banca Examinadora, inclusive no caso de
tergiversação, receberá grau zero. Caso haja no texto falhas de desempenho,
proceder-se-á ao desconto cumulativo de pontos segundo a tabela abaixo:

Código Falha de desempenho Pontos


descontados
1 Incoerência textual Até 24
2 Argumentação incipiente Até 16
3 Má estruturação do texto em parágrafos Até 12
4 Clichês e lugares comuns Até 8
5 Erro de pontuação 4,0
6 Erro de concordância verbal ou nominal 4,0
7 Erro de regência verbal ou nominal 4,0
8 Anacoluto 4,0
9 Pleonasmo vicioso 4,0
10 Ambigüidade viciosa 4,0
11 Mau emprego do infinitivo pessoal e impessoal 4,0
12 Erro de flexão verbal 4,0
13 Erro de flexão nominal 4,0
14 Uso inadequado do pronome relativo 4,0
15 Inadequação do vocabulário 4,0
Aula de Redação prof.Robson Moraes 20

16 Mau uso dos tempos verbais 2,0


17 Mau uso das vozes verbais 2,0
18 Erro de colocação nominal e pronominal 2,0
19 Uso inadequado de conectivos 2,0
20 Uso inadequado de pronomes e advérbios 2,0
21 Neologismo inexpressivo 2,00
22 Erro ortográfico (emprego de letras 1,0
maiúsculas e minúsculas, sinais diacríticos, divisão
silábica e acentuação gráfica)