Você está na página 1de 11

CENTRO DE ENSINO NOSSA SENHORA AUXILIADORA/MS

Nome: _______________________________________________ Nº:_____ Série: 1ª


Professor(a): Rosana M. F. Karimata Disciplina : Biologia
Atividade: EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO Data:
EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO COM RESPOSTAS.EXBIOLOGIA – 1o ANO DO ENSINO MÉDIO –
Capítulo 5 – p. 87
Questões de vestibular
QUESTÕES OBJETIVAS
1. (Unitau) Considere as descrições a seguir:
I - Conjunto de todos os organismos de um ecossistema com o mesmo tipo de nutrição.
II - Conjunto das várias cadeias alimentares de um ecossistema.
III - Sequência linear de seres vivos em que um serve de alimento para o outro.
Indique a alternativa que corresponde corretamente às descrições I, II e III respectivamente.
a) cadeia alimentar, nível trófico e teia alimentar.
b) teia alimentar, cadeia alimentar e nível trófico.
c) nível trófico, cadeia alimentar e teia alimentar.
d) teia alimentar, nível trófico e cadeia alimentar.
e) nível trófico, teia alimentar e cadeia alimentar.

2. (UFRN) Um organismo capaz de fabricar seu próprio


alimento é chamado:
a) autotrófico.
b) heterotrófico.
c) simbionte.
d) consumidor.
e) decompositor.

3. (Fuvest) O cogumelo shitake é cultivado em troncos, onde suas hifas nutrem-se das moléculas
orgânicas componentes da madeira. Uma pessoa, ao comer cogumelos shitake, está se compor-
tando como:
a) produtor.
b) consumidor primário.
c) consumidor secundário.
d) consumidor terciário.
e) decompositor.

4. (Mackenzie) Os microrganismos decompositores são elementos necessários em uma comuni-


dade, porque:
a) transformam matéria inorgânica em orgânica, para os
consumidores aproveitarem.
b) fazem a fotossíntese, produzindo matéria orgânica,
que é aproveitada pelos consumidores primários.
c) a maior quantidade de biomassa é retida nesse nível.
d) permitem a reciclagem da matéria, que é aproveitada
pelo primeiro nível trófico.

5. (PUC-RS) No dia 7 de março de 2003, o Portal Terra divulgou na Internet a notícia de que
imagens de satélite analisadas pela NASA comprovam ter ocorrido o impacto de um asteroide ou
cometa na América do Norte no final do período Cretáceo, o qual teria sido o responsável pela
extinção de 75% dos seres vivos de nosso planeta, incluindo os dinossauros. No entanto, não se
sabe como o impacto causou essa extinção em massa. Várias hipóteses têm sido propostas. Uma
delas sugere que a colisão teria causado a dispersão de grande quantidade
de sedimentos na atmosfera, afetando inicialmente os seres .......... por meio do comprometimento do
processo de ...........
a) autotróficos decomposição d) heterotróficos fotossíntese
b) autotróficos fotossíntese e) heterotróficos respiração
c) autotróficos respiração
6. (Fuvest) “O tico-tico tá comendo meu fubá / Se o tico-tico pensa / em se alimentar / que vá comer /
umas minhocas no pomar [...] / Botei alpiste para ver se ele comia /Botei um gato, um espantalho e
um alçapão [...]” (Zequinha de Abreu, Tico-tico no Fubá).
No contexto da música, na teia alimentar da qual fazem parte tico-tico, fubá, minhoca, alpiste e gato,
a) a minhoca aparece como produtor, e o tico-tico como consumidor primário.
b) o fubá aparece como produtor, e o tico-tico como
consumidor primário e secundário.
c) o fubá aparece como produtor, e o gato como consumidor
primário.
d) o tico-tico e o gato aparecem como consumidores
primários.
e) o alpiste aparece como produtor, o gato como consumidor
primário, e a minhoca como decompositor.

7. (UFRJ) A cidade de Seropédica, onde está a Universidade Rural, recebeu esse nome devido ao
grande desenvolvimento da sericicultura na região muito tempo atrás. As larvas do bicho-da-seda
“Bombyx mori”, produtoras da seda, atacavam as folhas da amoreira, comuns na região.
Sob o ponto de vista ecológico, um predador dessas larvas se comporta como:
a) produtor.
b) decompositor.
c) consumidor primário.
d) consumidor secundário.
e) consumidor terciário.

8. (Fuvest) O homem estará ocupando o nível trófico em que há maior aproveitamento de energia
fixada pelos produtores, quando escolher como cardápio:
a) carne com creme de leite.
b) peixe com camarão.
c) frango com toucinho.
d) pão com geleia de frutas.
e) ovos com queijo.

9. (UFSM) Se fosse possível fazer um controle biológico nas plantações das cerejas-vacina, introdu-
zindo uma espécie de sapo predador das moscas “Anastrepha fraterculus”, como você classificaria
os organismos da cadeia trófica formada? O sapo, a mosca “Anastrepha fraterculus” e aplanta de
cereja-vacina seriam, respectivamente:
a) produtor, decompositor, consumidor primário.
b) produtor, consumidor primário, consumidor secundário.
c) consumidor primário, decompositor, produtor.
d) consumidor secundário, consumidor primário, decompositor.
e) consumidor secundário, consumidor primário, produtor.

10. (Fuvest) Os organismos que desempenham em um ecossistema terrestre o mesmo papel do


fitoplâncton em um ecossistema aquático são:
a) gramíneas.
b) bactérias do solo.
c) fungos.
d) gafanhotos.
e) protozoários ciliados.

11. (Ufscar) No final da década de 1970, foram descobertas comunidades biológicas vivendo no
fundo dos oceanos, em profundidades de 2,5 mil metros, próximo a fendas por onde extravasa
magma quente que superaquece a água ao redor. Essas comunidades são formadas principalmente
por bactérias que obtêm energia pela oxidação de H2S formado nas fendas e por animais que
se nutrem delas. Entre os animais dessas comunidades,estão vermes tubulares gigantescos, com
mais de 1 metro de comprimento, que se nutrem às custas de bactérias quimiossintetizantes que
vivem como simbiontes dentro de seus corpos. Nessas comunidades submarinas, as bactérias que
obtêm energia pela oxidação de H2S e os vermes gigantes mencionados no texto atuam, respec-
tivamente, como:
a) produtores e consumidores primários.
b) produtores e decompositores.
c) consumidores primários e consumidores secundários.
d) decompositores e produtores.
e) decompositores e consumidores primários.

12. (Mackenzie) Supondo a teia alimentar a seguir, com os vários níveis tróficos, não estaria errada
a colocação de fungos e bactérias em:

a) A.
b) A e B respectivamente.
c) A e E respectivamente.
d) A e F respectivamente.
e) F.

13. (UEL) A expressão popular “com os olhos que a terra há de comer” é uma alusão:
a) ao ciclo biogeoquímico do nitrogênio.
b) à atividade predatória de pequenos vermes terrestres.
c) à atividade de organismos quimiossintetizantes.
d) à necrofagia e suas implicações filosóficas.
e) à atividade dos decompositores.

14. (UFPE) Identifique, no ecossistema abaixo ilustrado, os


componentes de uma comunidade biótica:

a) Produtor: 1 a 6; Consumidor secundário: 3 e 4;


Consumidor primário: 4; Consumidor terciário: 5.
Consumidor secundário: 5;
Consumidor terciário: 2 e 3. d) Produtor: 1 a 6;
Consumidor primário: 4;
b) Produtor: 1 a 6; Consumidor secundário: 2 e 3;
Consumidor primário: 2 e 4; Consumidor terciário: 5.
Consumidor secundário: 5;
Consumidor terciário: 3. e) Produtor: 1 a 6;
Consumidor primário: 2;
c) Produtor: 1 a 6; Consumidor secundário: 4;
Consumidor primário: 2; Consumidor terciário: 3 e 5.

15. (Unesp) Considere a cadeia alimentar formada por grama, gafanhotos, sapos e cobras.
Sobre essa cadeia alimentar, pode-se afirmar que:
a) se o número de gafanhotos aumentar, a biomassa de grama aumenta, o número de sapos
aumenta, e o número de cobras diminui.

b) se a biomassa de grama aumentar, o número de gafanhotos e cobras diminui, e o número de


sapos aumenta.

c) se o número de sapos aumentar, a biomassa de grama e o número de gafanhotos diminuem, e o


número de cobras aumenta.

d) se o número de gafanhotos diminuir, o número de sapos e cobras aumenta, e a biomassa de


grama diminui.

e) se o número de cobras diminuir, a biomassa de grama e o número de sapos aumentam, e o


número de gafanhotos diminui.

16. (Fuvest) “Da noite para o dia são capazes de depenar completamente um arbusto de pomar. No
entanto, não usam as folhas como alimento e sim como adubo para suas hortas subterrâneas. No
formigueiro, os pedaços de folhas transportadas são mastigadas e empapados de
saliva até se transformarem em uma espécie de massa esponjosa sobre a qual se desenvolve um
mofo. Desse bolor as saúvas cuidam com o maior carinho. À força de mandíbulas, destroem
qualquer “erva daninha” que tente proliferar e podam o mofo, cortando-lhe as extremidades dos
filamentos, o que provoca, no lugar cortado, a formação de umas bolinhas que - estas sim -
constituem o alimento das saúvas.”
(Texto reproduzido de Frota-Pessoa, O. Biologia na escola
secundária. Rio de Janeiro, Ministério da Educação e Cultura,
1962.)
Na situação descrita no texto, os níveis tróficos ocupados
pelo mofo e pela saúva são, respectivamente, de
a) consumidor primário e consumidor primário.
b) consumidor primário e consumidor secundário.
c) consumidor primário e decompositor.
d) decompositor e consumidor primário.
e) produtor e consumidor primário.

17. (ENEM) Um agricultor, que possui uma plantação de milho e uma criação de galinhas, passou a
ter sérios problemas com os cachorros-do-mato que atacavam sua criação. O agricultor, ajudado
pelos vizinhos, exterminou os cachorros-do-mato da região. Passado pouco tempo,
houve um grande aumento no número de pássaros e roedores que passaram a atacar as lavouras.
Nova campanha de extermínio e, logo depois da destruição dos pássaros e roedores, uma grande
praga de gafanhotos, destruiu totalmente a plantação de milho e as galinhas
ficaram sem alimento.Analisando o caso anterior, podemos perceber que houve
desequilíbrio na teia alimentar representada por:
18. (UFC) Leia com atenção o texto a seguir. “Todo ano o ciclo da vida se repete no Pantanal Mato-
grossense. Durante a estação das chuvas, os rios transbordam e alagam os campos onde se formam
banhados, lagoas e corixos temporários. O gado é levado em comitivas para as partes altas.
Aproveitando a inundação, os peixes saem dos rios e espalham-se por toda a área inundada.
Quando as chuvas param e os rios voltam a seus leitos, milhões de peixes ficam aprisionados nas
lagoas. É um banquete para aves, jacarés e ariranhas. Os pastos, renovados pela matéria orgânica
trazida pela água, crescem verdes atraindo cervos, capivaras e outros animais que
convivem com o gado, os quais, por sua vez, atraem onças e jaguatiricas.”
(Veja. São Paulo: 2-6-1999.)
Com base no texto anterior, assinale a alternativa que representa
uma cadeia alimentar, começando pelos produtores
e terminando com os consumidores secundários.
a) rios, ariranhas e peixes;
b) pastos, capivaras e onças;
c) campos, gado e capivaras;
d) pastos, jacarés e aves;
e) campos, jaguatiricas e cervos.

19. (PUC-Campinas) Flora e fauna dos manguezais apresentam grande diversidade. Bem
adaptadas a esses ambientes ricos em nutrientes, estão plantas lenhosas,
herbáceas, epífitas, hemiparasitas. Em toda sua extensão, são habitados por diversos animais,
desde formas microscópicas até grandes peixes, aves, répteis e mamíferos.
Observe a descrição a seguir. Na água de um manguezal, o fitoplâncton serve de alimento
tanto para microcrustáceos como para as larvas de crustáceos. Esses animais são comidos por
peixes os quais, por sua vez, são ingeridos por garças. As folhas das árvores de mangue, que caem
na água, são comidas por caranguejos que são caçados por guaxinins. Estes
mamíferos são picados por insetos que se alimentam de seu sangue.
Pode-se concluir que, nessas relações tróficas do manguezal,
a) os crustáceos são consumidores primários.
b) os peixes são consumidores terciários.
c) as garças são consumidores secundários.
d) os guaxinins são consumidores terciários.
e) os insetos são consumidores quaternários.

20. (FGV) Na goiabeira do quintal de uma casa, eram muitas as goiabas que se apresentavam
infestadas por larvas de moscas. Nos galhos da árvore, inúmeros pássaros
se alimentavam dos frutos enquanto, ao pé da goiabeira, pássaros iguais aos dos galhos se
alimentavam das larvas expostas pelas goiabas que haviam caído e se esborrachado no chão.
Sobre a cadeia alimentar aqui representada, é correto afirmar que:
a) os pássaros dos galhos e os pássaros do chão ocupam diferentes níveis tróficos e, portanto, a
despeito da mesma aparência, não pertencem à mesma espécie.
b) as larvas são decompositores, enquanto os pássaros são consumidores primários.
c) as larvas são consumidores primários e os pássaros
podem se comportar como consumidores primários e secundários.
d) a goiabeira é produtor, os pássaros são consumidores primários e as larvas são parasitas, não
fazendo parte desta cadeia alimentar.
e) as larvas ocupam o primeiro nível trófico, os pássaros dos galhos e os pássaros do chão ocupam,
respectivamente, o segundo e o terceiro níveis tróficos.

21. (UEL) Uma cadeia alimentar marinha de quatro níveis tróficos pode ser composta pelos
seguintes elementos: fitoplâncton como produtores, zooplâncton como consumidores
primários, anchovas como consumidoras secundárias e atuns como consumidores terciários. Com
base no texto e nos conhecimentos sobre cadeias alimentares
marinhas, é correto afirmar:
a) Fitoplâncton são organismos macroscópicos de vida longa, com pouca energia disponível.
b) Zooplâncton são organismos macroscópicos de vida longa, com muita energia disponível.
c) A maior quantidade de energia está disponível nos produtores.
d) Atuns são consumidores de vida curta, devido à baixa disponibilidade de energia interna.
e) O nível de energia da cadeia determina os ciclos de vida dos produtores.
22. (PUC-RJ) Em relação à transferência nutricional entre os seres vivos, é correto afirmar:
a) Não existe perda de biomassa ao longo de uma cadeia alimentar.
b) A magnificação trófica é maior nos indivíduos autotróficos.
c) Os heterotróficos produzem O‚ como subproduto de sua respiração.
d) Somente os indivíduos fotossintéticos podem ser autotróficos.
e) Os onívoros podem ocupar vários níveis tróficos de uma teia alimentar.

23. (PUC-SP) Analise o esquema que se segue. Em uma comunidade marinha, os organismos
indicados por A e B poderiam ser, respectivamente,

a) peixes herbívoros e peixes carnívoros.


b) peixes herbívoros e microcrustáceos.
c) algas planctônicas e microcrustáceos.
d) planctônicos em geral e bentônicos em geral.
e) algas microscópicas e algas filamentosas.

24. (PUC-RS) O DDT é um inseticida do grupo dos hidrocarbonetos clorados que atua como um
veneno de contato, afetando a transmissão de impulsos nervosos. Descoberto em 1948, nos Estados
Unidos, foi banido na década de 1970, por causar efeitos colaterais nefastos sobre diversos
organismos das comunidades ecológicas. Sabendo-se que o DDT é acumulado ao longo da cadeia
alimentar no corpo dos organismos, é correto afirmar que uma maior concentração de DDT é
observada no nível:
a) do fitoplâncton.
b) do zooplâncton.
c) dos carnívoros.
d) dos herbívoros.
e) dos produtores.

25. (UFSC) Considere que em determinada região existam 6 populações de seres vivos. A
população 1 é constituída de vegetais e a população 6 de microrganismos decompositores. A
população 2 se alimenta da população 4 que, por sua vez, se alimenta somente da população 1. A
população 5 se alimenta da população 2 e da população 4. Por fim, a população 3 se alimenta
da população 5. De acordo com essas informações, assinale a(s)
proposição(ões) CORRETA(S).
(01) Se a população 3 desaparecer, espera-se que as populações 2 e 4 diminuam.
(02) A única população que ocupa mais de um nível trófico é a 3.
(04) A população 3 ocupa o primeiro nível trófico e a população 1 ocupa o último.
(08) Existem relações de predatismo e competição entre as populações 2 e 5.
(16) Todas as populações, exceto a 1, são carnívoras.
(32) A situação apresentada caracteriza uma teia com duas cadeias alimentares.
SOMA:__________

26. (UFSM) A história da maioria dos municípios gaúchos coincide com a chegada dos primeiros
portugueses, alemães, italianos e de outros povos. No entanto, através dos vestígios materiais
encontrados nas pesquisas arqueológicas, sabemos que outros povos, anteriores
aos citados, protagonizaram a nossa história. Diante da relevância do contexto e da vontade de
valorizar o nosso povo nativo, “o índio”, foi selecionada a área temática CULTURA e as questões
foram construídas com base na obra “Os Primeiros Habitantes do Rio Grande do
Sul” (Custódio, L. A. B. (Org.). Santa Cruz do Sul: Edunisc;
Iphan, 2004). “Os primeiros habitantes da nossa região conviviam com herbívoros e carnívoros.”
Os herbívoros desempenham importante papel dentro
do ecossistema, pois são parte integrante das cadeias tróficas e possibilitam a circulação de
nutrientes e energia. Considerando essa informação, assinale a afirmativa
INCORRETA.
a) Os herbívoros são organismos heterótrofos que podem ainda ser classificados como
consumidores primários, pois são os primeiros a consumir as plantas na cadeia alimentar.
b) Muitos herbívoros são mamíferos pastadores, como antílopes e cervos, que apresentam o rúmen
ou pança, local onde ocorre o mutualismo com bactérias que digerem a celulose.
c) A grande variedade de espécies de mamíferos pastadores na África e na América do Sul existe
devido ao fenômeno da simbiose entre estas espécies pastadoras, e não da competição entre elas,
ao longo do processo evolutivo.
d) O predatismo ocorre geralmente sobre os animais herbívoros, sendo que os predadores
acumulam menores biomassa e energia que os herbívoros, na pirâmide trófica.
e) Uma das razões que explica a perda de energia ao longo da cadeia trófica, como no caso da via
capim - herbívoro - carnívoro, é a perda de calor do organismo para o ambiente.

27. (UFMG) Analise este esquema, em que está representado o fluxo de energia em um
ecossistema. Considerando-se as informações desse esquema e outros conhecimentos sobre o
assunto, é INCORRETO afirmar que as setas significam,

a) em I, a energia luminosa a ser transformada em energia química.


b) em II, a quantidade de energia disponível para detrívoros e decompositores.
c) em III, a energia calorífica a ser convertida em energia química.
d) em IV, a energia da biomassa de herbívoros disponível para carnívoros.

28. (Fuvest) As bactérias diferem quanto à fonte primária de energia para seus processos
metabólicos. Por exemplo:

I. “Chlorobium sp.” utiliza energia luminosa.


II. “Beggiatoa sp.” utiliza energia gerada pela oxidação de compostos inorgânicos.
III. “Mycobacterium sp.” utiliza energia gerada pela degradação de compostos orgânico componentes
do organismo hospedeiro.

Com base nessas informações, indique a alternativa que


relaciona corretamente essas bactérias com seu papel
nas cadeias alimentares de que participam.

Chlorobium sp. Beggiatoa sp. Mycobacterium sp.


a) consumidor produtor consumidor
b) consumidor decompositor consumidor
c) produtor consumidor decompositor
d) produtor decompositor consumidor
e) produtor produtor consumidor

29. (UEL) Analise as figuras a seguir: Com base nas figuras A e B e nos conhecimentos sobre
o tema Energia nos Sistemas Ecológicos, considere as afirmativas a seguir.
I. Na cadeia alimentar natural (fig. A), uma pequena biomassa de predadores apresenta uma
qualidade energética 100 vezes menor que a biomassa similar de herbívoros; por outro lado, na
cadeia energética que leva à geração de eletricidade (fig. B), a quantidade
de energia aumenta ao longo da cadeia, mas a qualidade de energia (ou a capacidade de realizar
trabalho), diminui a cada conversão.
II. Os combustíveis fósseis (fig. B) apresentam uma qualidade ou potencial de trabalho 2.000 vezes
maior que a luz solar, assim, para a energia solar fazer o trabalho realizado pelo carvão mineral ou
pelo petróleo, ela deve ser concentrada 2.000 vezes.

III. Uma devida adequação da qualidade da fonte de energia e principalmente do seu uso deveria ser
uma consideração importantíssima nas estratégias nacionais e globais para o futuro, a fim de que a
população mundial conserve e utilize de maneira responsável e
eficiente, as fontes hoje disponíveis.

IV. Como parte das adequações de qualidade, a energia do Sol seria reservada para as demandas
de energia de alta qualidade, como, por exemplo, mover máquinas, evitando assim que essa
propriedade seja desperdiçada no aquecimento doméstico, cabendo aos combustíveis fósseis
realizaremtal tarefa.

Estão corretas apenas as alternativas:


a) I e IV.
b) II e III.
c) II e IV.
d) I, II e III.
e) I, III e IV.

30. (UERJ) O gráfico a seguir é uma pirâmide ecológica e demonstra as relações tróficas em uma
comunidade.

consumidores secundários
consumidores primários
produtores

A alternativa que indica, respectivamente, o tipo de pirâmide e o aumento que ela representa, é:
a) de biomassa – do peso seco em função do tamanho dos organismos.
b) de energia – do teor de calorias, pela maior velocidade de ciclagem.
c) de energia – das populações de consumidores primários e secundários.
d) de números – da quantidade de organismos, sem considerar a biomassa.
31. (UFRS) Considerando que, nas pirâmides ecológicas apresentadas nas alternativas, P (produtor)
= fitoplâncton, C1 (consumidor primário) = zooplâncton e C2 (consumidor secundário) = peixes,
assinale a que representa uma pirâmide de biomassa.

32. (Unifesp) Considere as definições seguintes.


I. Pirâmide de números: expressa o número de indivíduos por nível trófico.
II. Pirâmide de biomassa: expressa a massa seca (“peso seco”) de matéria orgânica por nível trófico
(g/m£).
III. Pirâmide de energia: expressa a energia acumulada por nível trófico (kJ/m£).
Se o fluxo de energia no cerrado brasileiro for representado por esses três tipos de pirâmides, o
resultado obtido quanto à forma de cada uma será:

QUESTÕES DISSERTATIVAS
1. (Fuvest) Esquematize duas cadeias alimentares em que você participe como consumidor primário
e terciário, respectivamente.

2. (UFRJ) “À transferência de energia, desde os produtores até os decompositores, através de uma


série de organismos que consomem e são consumidos, dá-se o nome de cadeia alimentar ou trófica.
Assim, as plantas verdes ocupam o primeiro nível trófico, os herbívoros o segundo nível e os
carnívoros os níveis superiores.” Baseado nessa afirmativa, justifique por que os vegetais são
qualificados como produtores.

3. (Fuvest) Fungos, minhocas e urubus têm hábitos alimentares que permitem reuni-los num mesmo
grupo.
a) Que papéis esses organismos desempenham nos ecossistemas?
b) Qual é a importância de sua atividade para o ambiente?

4. (Unicamp) Pesquisadores têm encontrado altas concentrações


de DDT, um inseticida não biodegradável que se acumula no meio ambiente, em tecidos de focas e
leões marinhos de regiões polares onde ele nunca foi usado. Utilizando seus conhecimentos de
ecologia, explique como esse fato pode ocorrer.

5. (UFRJ) Nas cerca de 120 redes tróficas estudadas até hoje, o número de níveis tróficos (planta –
herbívoro – carnívoro primário – etc.) é, muito frequentemente, igual ou inferior a 4. Por que cadeias
com 8 ou 10 níveis tróficos são muito pouco frequentes?

BIOLOGIA – 1o ANO DO ENSINO MÉDIO – Capítulo 5 – p. 87


Respostas das questões de vestibular
Questões objetivas
1. e) Nível trófico, teia alimentar e cadeia alimentar.
2. a) Autotrófico.
3. c) Consumidor secundário.
4. d) Permitem a reciclagem da matéria, que é aproveitada pelo primeiro nível trófico.
5. b) Autotróficos – fotossíntese.
6. b) O fubá aparece como produtor, e o tico-tico como consumidor primário e secundário.
7. d) Consumidor secundário.
8. d) Pão com geleia de frutas.
9. e) Consumidor secundário, consumidor primário, produtor.
10. a) Gramíneas.
11. a) Produtores e consumidores primários.
12. e) F.
13. e) À atividade dos decompositores.
14. b) Produtor: 1 a 6;
consumidor primário: 2 e 4;
consumidor secundário: 5;
consumidor terciário: 3.
15. e) Se o número de cobras diminui, a biomassa de grama e o número de sapos aumentam, e o
número de gafanhotos diminui.
16. b) Consumidor primário e consumidor secundário.
17. Alternativa: b.
18. b) Pastos, capivaras e onças.
19. a) Os crustáceos são consumidores primários.
20. c) As larvas são consumidores primários, e os pássaros podem comportar-se como consumi-
dores primários e secundários.
21. c) A maior quantidade de energia está disponível nos produtores.
22. e) Os onívoros podem ocupar vários níveis tróficos de uma teia alimentar.
23. c) Algas planctônicas e microcrustáceos.
24. c) Dos carnívoros.
25. Soma (1 + 8 + 32) = 41.
26. c) A grande variedade de espécies de mamíferos pastadores na África e na América do Sul
existe devido ao fenômeno da simbiose entre essas espécies pastadoras e não da competição entre
elas ao longo do processo evolutivo.
27. c) Em III, a energia calorífica a ser convertida em energia química.
28. Alternativa: e.
29. b) II e III.
30. d) De números – da quantidade de organismos, sem considerar a biomassa.
31. Alternativa: b.
32. Alternativa: a.
Questões dissertativas
1. Alface → Homem.
Alga → Microcrustáceo → Peixe → Homem.

2. Porque são os principais seres vivos capazes de produzir matéria orgânica por fotossíntese.

3. a) Os fungos são organismos decompositores. Os urubus e as minhocas são organismos que se


alimentam de matéria em decomposição.
b) Esses organismos, são os responsáveis pela reciclagem dos nutrientes nos ecossistemas
terrestres.
4. O DDT normalmente é utilizado em ecossistemas terrestres como defensivo agrícola. As chuvas
carregam esse agrotóxico não biodegradável, que tem efeito cumulativo, para os rios que
desembocam nos estuários. O agrotóxico é então incorporado à teia alimentar marinha por meio do
plâncton que serve de alimento aos peixes. Estes, num deslocamento migratório, chegam ao Polo
Norte onde são devorados pelas focas e leões-marinhos. Como focas e leões-marinhos estão no
final da teia alimentar apresentam maior concentração de DDT em seus tecidos.

5. Por causa da diminuição da energia que vai dissipando-se ao


longo da cadeia alimentar.