P. 1
1492

1492

|Views: 3.709|Likes:
Publicado poranon-385758

More info:

Published by: anon-385758 on Oct 02, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/01/2013

pdf

text

original

1492 - A Conquista do Paraíso (1942

)
Elenco: Gerard Depardieu, Sigourney Weaver, Armand Assante, Arnold Vosloo. Direção: Ripley Scott Gênero: Ação, Aventura Distribuidora: --Estréia: --Sinopse: 1492 - A Conquista do Paraíso é uma grande aventura com cenas deslumbrantes captadas pelo diretor Ripley Scott (Gladiador, Alien e Blade Runner- O Caçador de Andróides) estrelada por Gérard Depardieu, Armand Assante e Sigourney Weaver. Depardieu interpreta Cristóvão Colombo, um intrépido navegador que descobre uma nova rota para chegar às índias, porém não deixa de estar sujeito às traições e carnificinas que suas viagens trariam como conseqüência. O filme trata das duas primeiras viagens que se tornaram um marco na vida desse almirante e nos leva a terceira e última etapa da deslumbrante aventura. Bravura e cegueira, triunfo e desespero e a arrogância do Velho Mundo, em contraste a inocência do Novo Mundo, sucedem, nessa ordem, uma história adiada porque o de paixão extremados. É a Conquista do Paraíso, o começo de uma nova era.

1492 - A Conquista do Paraíso

TÍTULO DO FILME: 1492 - A CONQUISTA DO PARAÍSO (1492: Conquest of Paradise, ESP/FRA/ING 1992) DIREÇÃO: Ridley Scott ELENCO: Gérard Depardieu, Sigourney Weaver, Armand Assante, Ângela Molina, Fernando Rey, Tcheky Kario, 150 min, Vídeo Arte. RESUMO A viagem de Cristóvão Colombo, que acreditava ser possível atingir "el levante por el poniente", ou seja, o Oriente navegando para o Ocidente, é o cenário épico desse filme de Ridley Scott. A odisséia de Colombo está presente no filme através do cotidiano desgastante, dos motins da tripulação e de toda incerteza que cercava uma expedição daquela época quanto ao rumo e ao prosseguimento da viagem. Sem apoio financeiro de Portugal, a maior potência da época, Colombo dirigiu-se à Espanha e associou-se aos irmãos Pinzon, recebendo ainda uma ajuda dos reis católicos Fernando de Aragão e Isabel de Castela. Com uma nau (Santa Maria) e duas caravelas (Pinta e Nina), o navegador de origem controversa (genovês ou catalão) partiu do porto de Palos em 3 de agosto de 1492 fazendo escala nas ilhas Canárias para reparo de uma das embarcações. Em 12 de outubro do mesmo ano avistou a ilha de Guanani (atual São Salvador). Sem duvidar que estava no Oriente, realizou ainda mais quatro viagens, tentando encontrar os mercados indianos. O filme focaliza também espírito vanguardista de Colombo, suas negociações com a coroa espanhola e a tentativa de estabelecer colônias na América, retratando até a velhice, aquele que é considerado um dos navegantes mais ousados de sua época. CONTEXTO HISTÓRICO A viagem de Cristóvão Colombo insere-se no cenário da expansão ultramarina liderada por Portugal e Espanha entre os séculos XV e XVI, constituindo-se em um dos principais acontecimentos na passagem da Idade Média para Idade Moderna. Assim, para compreende-la, é necessário inseri-la no quadro das transformações por que passou a Europa na Baixa Idade Média (século XII ao XV), durante transição do feudalismo para o capitalismo comercial. O desenvolvimento do comércio monetário associado à projeção da burguesia, que aliada ao rei, irá promover a formação dos Estados Nacionais, são as principais transformações estruturais para consolidação do Antigo Regime europeu. Nesse contexto a expansão marítima européia visava atingir as Índias (terra das valiosas especiarias), para atender as necessidades de ampliação dos mercados europeus afetados pela crise do século XIV ("guerra, peste e fome"), bem como, para eliminar o monopólio comercial italiano no Oriente. Com a conquista de Constantinopla pelos turcos em 1453, os preços das especiarias orientais elevaram-se bruscamente, o que incentivou ainda mais a busca de um novo caminho marítimo para as Índias.
(http://www.historianet.com.br/conteudo/default.aspx?codigo=298)

Música de fundo Midi de: Vangelis - Conquest of Paradise Comentários Extraordinário! Tanto pelo lado histórico quanto pelo humano. O filme narra as peripécias de Cristóvão Colombo, sua determinação, perseverança e fé naquilo que acreditava: chegar à Índia. O jogo do poder a que foi submetido Colombo também está presente no filme. A sede pelo trono e pelo ouro dos súditos da rainha, explicáveis - mas não aceitáveis - pela época da história. Nos primeiros minutos o filme traz cenas da deplorável Inquisição. O filme mostra cenas belíssimas, combinadas com a ainda mais bela trilha sonora de Vangelis. A música principal do filme (Conquest of Paradise) é utilizada em programas esportivos televisivos para mostrar imagens de triunfos e glórias. Algumas cenas memoráveis: - A partida do porto de Palos, com o tema principal de fundo; - A chegada na terra; - O primeiro contato com os índios, que encararam os visitantes como deuses; - O suicídio de Moxica. Algumas frases inesquecíveis: - "Não estaremos perdidos se tivermos fé em Deus e em nós mesmos", de Colombo para os marinheiros, impacientes por não chegarem a terra; - Em uma de suas cartas, Colombo mencionara que "não levava nem ouro nem especiarias, mas aquela terra o contaminara -Éden, um novo começo"; - "O paraíso e o inferno podem ser terrenos. Nós os levamos onde queremos"; - Na tempestade Cristóvão diz para o índio: "Utapan, fale comigo!". Ele respondeu: "Nunca aprendeu a falar a minha linguagem". Há muito que se falar sobre o filme. Historiadores podem até contestá-lo, mas o lado humano do filme é muito forte e nos deixa lições fortíssimas. Sinopse O filme de Ridley Scott que tem Gerard Depardieu no papel principal, focaliza o principal momento da expansão marítima espanhola, quando em 1492 Cristóvão Colombo tentou atingir o Oriente navegando para o Ocidente. Gênero Aventura Ano de produção 1992 Países Espanha, França e Inglaterra

Direção Ridley Scott Atores Gerard Depardieu, Sigourney Weaver, Armand Assante, Frank Langella, Loren Dean, Angela Molina, Fernando Rey, Michael Wincott.
(http://74.125.45.104/search?q=cache:mJ-n3ZS7NEJ:br.geocities.com/clayton1399/1492conq.html+resumo+filme+1492&hl=p t-BR&ct=clnk&cd=7&gl=br&lr=lang_pt)

1492 - A Conquista do Paraíso O diretor Ridley Scott (Chuva Negra) leva às telas a luta do navegador Cristóvão Colombo em conseguir financiamento para levar adiante seu sonho de encontrar um caminho marítimo para as Índias. Com Gérard Depardieu, Armand Assante e Sigourney Weaver no elenco.
Ficha Técnica Elenco

Sinopse Críticas

Pôsters Imagens / Trailers

Premiações Curiosidades

Ficha Técnica Título Original: 1492: Conquest of Paradise Gênero: Drama Tempo de Duração: 155 minutos Ano de Lançamento (EUA / Inglaterra / França / Espanha): 1992 Estúdio: Paramount Pictures / Gaumont / Cyrk / Due West / French Ministry of Culture and Communication / Légende Enterprises / Spanish Ministry of Culture Distribuição: Paramount Pictures Direção: Ridley Scott Roteiro: Roselyne Bosch Produção: Alain Goldman e Ridley Scott Música: Vangelis Fotografia: Adrien Biddle Desenho de Produção: Norris Spencer Direção de Arte: Martin Hitchcock, Antonio Patón, Kevin Phipps e Luke Scott Figurino: Charles Knode e Barbara Rutter

Edição: William M. Anderson, Françoise Bonnot, Leslie Healey, Armen Minasian e Deborah Zeitman Efeitos Especiais: The Computer Film Company

Elenco Gérard Depardieu (Cristóvão Colombo) Armand Assante (Sanchez) Sigourney Weaver (Rainha Isabel) Loren Dean (Fernando) Ángela Molina (Beatrix) Fernando Rey (Marchena) Michael Wincott (Moxica) Tchéky Karyo (Pinzon) Kevin Dunn (Capitão Mendez) Frank Langella (Santangel) Mark Margolis (Bobadilla) Kario Salem (Arojaz) Billy L. Sullivan (Fernando - 10 anos) Arnold Vosloo (Guevara) Sinopse Vinte anos da vida de Colombo, desde quando se convenceu de que o mundo era redondo, passando pelo empenho em conseguir apoio financeiro da Coroa Espanhola para sua expedição, o descobrimento em si da América, o desastroso comportamento que os europeus tiveram com os habitantes do Novo Mundo e a luta de Colombo para colonizar um continente que ele descobriu por acaso, além de sua decadência na velhice.

Pôsters - Clique nos cartazes para vê-los ampliados em uma nova janela.

Imagens - Clique nas imagens para vê-las ampliadas em uma nova janela.

Trailers - Clique aqui para ver o trailer. Você precisa do Windows Media Player para isso.

Premiações - Recebeu uma indicação ao Globo de Ouro, na categoria de Melhor Trilha Sonora.

Curiosidades - A idéia em realizar um filme sobre a descoberta da América por Cristóvão Colombo partiu da roteirista Roselyne Bosch, enquanto pesquisava sobre um artigo sobre a vida de Colombo. Em suas pesquisas Roselyne encontrou vários pergaminhos da época ainda não-traduzidos, sendo que após esta descoberta ela se associou com um produtor francês para fazer com que o filme fosse então realizado. - O diretor Ridley Scott fez apenas uma única condição para aceitar dirigir 1492 - A Conquista do Paraíso: que o personagem Cristóvão Colombo fosse interpretado por Gérard Depardieu. - 1492 - A Conquista do Paraíso foi lançado comercialmente nos cinemas norte-americanos em meio às comemorações pelos 500 anos de descoberta da América. - Esta é a 2ª vez em que o diretor Ridley Scott e a atriz Sigourney Weaver trabalham juntos em um filme. A anterior fora em Alien, o 8º Passageiro. - O orçamento de 1492 - A Conquista do Paraíso foi de US$ 47 milhões.

(http://www.adorocinema.com.br/filmes/1492/1492.asp#Imagens)

Comentários
1 16/06/2007 Nota: Ótimo Enviado por: Sharleny O filme é muito bom, gostei muito, é um dos melhores filmes que o nosso professor Carlos poderia ter levado para a gente assistir. Este é filme, não é ótimo, ele é nota 1000. 2 29/08/2007 Nota: Bom Enviado por: Rafael Lemos Em especial o início do filme, trata-se de umas direções de arte das mais belas que conheço. 3 22/09/2007 Nota: Bom Enviado por: Admirador Achei muito interessante. 4 22/09/2007 Nota: Ótimo Enviado por: Admirador Gostei muito, logo no início quando Cristovão mostra a seu filho que a Terra é redonda como a laranja! 5 07/11/2007 Nota: Bom Enviado por: Kel Achei muito bom só acho que algumas cenas são mal empregadas nesse filme. 6 13/11/2007 Nota: Péssimo Enviado por: Elizabeth Almeida Não posso dizer que o filme é ruim porque tenho que respeitar a opinião dos outros, mas no meu ponto de ver é apenas um filme chato, arrastado. Eu assisti em três escolas diferentes e em turmas de quase 50 alunos só eu fiquei acordada porque valia nota. É sim uma história interessante e real, mas o filme, para mim, não convence. É tedioso demais(e, convenhamos, nojento...). 7 19/12/2007 Nota: Bom Enviado por: Gessica Gostei muito do filme... Apesar de não gostar muito de história, esse foi um dos poucos filmes históricos que prendeu a minha atenção! 8 20/02/2008 Nota: Regular Enviado por: Felippe Dou nota 6. 9 03/04/2008 Nota: Regular Enviado por: Luiz Assisti ao filme, apenas interessante! 10 23/07/2008 Nota: Ótimo Enviado por: Jeane É um filme ótimo para estudo e principalmente para entender a verdadeira história da descoberta das Américas. Mostra a ousadia de um homem que desafiou as leis de um mundo desconhecido onde a religião

explicava que havia um abismo nos mares e que nenhum homem poderia sobreviver a este abismo. Esse filme é muito bom. 11 06/08/2008 Nota: Ótimo Enviado por: Nùbia Gostei do filme é uma ilustre história real e fascinante. 12 19/08/2008 Nota: Ótimo Enviado por: Higor Bom demais. Quem pretende ver, go go go, realife. 13 19/08/2008 Nota: Ótimo Enviado por: Calácio É um filme mais histórico, portanto, não há de agradar a ótica dos mais sedentos por ação e aventura, pois, trata-se de uma película chata, desprovida de qualquer elemento que atraia o espectador para o roteiro do filme. Este que alias, condiz com a história real, e é muito bem feito, mas que por ser um tanto que contextualizado historicamente não é tão bom. Não é dos melhores filmes de Ridley scot, mas é um filme de conteúdo histórico muito rico. 14 09/09/2008 Nota: Péssimo Enviado por: Cul Uma porcaria, não gostei e é de gente velha!

http://64.233.169.104/search?q=cache:BQHblBW8TVoJ:www.interfilmes.com /filme_17718_1492.a.Conquista.do.Paraiso(1492.Conquest.of.Paradise).html+resumo+filme+1492&hl=ptBR&ct=clnk&cd=10&gl=br&lr=lang_pt)

15/03/2008
Atividade de Estudo Interdisciplinar - Ciências / História / Geografia (http://64.233.169.104/search?q=cache:MCJDgZzXaYJ:diario4seried.blogspot.com/2008_03_15_archive.html+resumo+filme+14 92&hl=pt-BR&ct=clnk&cd=22&gl=br&lr=lang_pt)

Filme: "1492 - A Conquista do Paraíso"

Olá, turma! Esta é a primeira tarefa de vocês, via blog. Legal, não?

Observem que vocês não deverão fazer todas as tarefas; elas estão organizadas pelo número de chamada. Identifique a sua tarefa e mãos à obra. Leia as instruções, atentamente, e caso tenha alguma dúvida, basta postar algum comentário ou deixar para conversarmos em sala. Bom trabalho para todos!
Do número 01 ao número 07 Escrever um resumo do filme. Mas, como fazer o resumo de um filme? Para ajudar-lhe nesta tarefa, leia algumas dicas que encontrei na web.
Quer seja um livro, um capítulo de um livro ou um filme, você precisa citar, no caso do filme, o nome do filme, do diretor, elenco (optativo), ano de produção. A sinopse ou resumo, não é um trabalho de elaboração, mas, de extração de idéias. É uma síntese das idéias do filme e não das palavras nele ditas. Escreva um resumo das idéias do filme, com suas próprias palavras, de forma a manter-se fiel às idéias do autor que está sendo sintetizado. No resumo ou sinopse não se utiliza julgamentos de valor. Não se trata de gostar ou não, concordar ou não. Trata-se de resumir a idéia que o filme transmite, que seu autor/diretor quis passar.
Fonte: br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20071017062524AAcXvH2 - 28k -] Acessado em 16 de março de 2008.

Alguma dúvida acerca do filme? Pode consultar:
http://www.historianet.com.br/conteudo/default.aspx?codigo=298 http://www.adorocinema.com/filmes/1492/1492.htm http://www.planetaeducacao.com.br/novo/artigo.asp?artigo=9

Do número 08 ao número 13 Procure informações sobre o personagem principal do filme - Cristóvão Colombo -, e produza uma pequena biografia a respeito dele.

Abaixo, alguns endereços de sites que lhe poderão ser bastante úteis:
http://www.suapesquisa.com/pesquisa/colombo.htm http://www.discoverybrasil.com/navios/pioneiros/cristovao_colombo/index.shtml http://educacao.uol.com.br/biografias/ult1789u207.jhtm http://veja.abril.com.br/historia/descobrimento/cristovao-colombo.shtml http://www.museucolombo-portosanto.com/museu_colombo.html

Do número 14 ao número 19
Sobre a conquista da América, informe:

• • • • • •

quando aconteceu. local de partida da expedição. embarcações que compunham a frota de Colombo. local de chegada na América. tempo de duração da viagem - da partida até a chegada à América. principais dificuldades encontradas durante a viagem.

Você pode dar uma olhadinha nestes endereços:
http://www.instituto-camoes.pt/cvc/navegaport/d10.html http://www.colegiosaofrancisco.com.br/alfa/colonizacao-da-america/descobrimento-da-america-5.php

Do número 20 ao número 25
Sobre os instrumentos de navegação utilizados à época da grandes navegações, faça o que se pede:
• • • Informe quais eram eles. Como cada uma deles funcionava? Ilustre-os.

Endereços para pesquisa...
http://descobrimentos.no.sapo.pt/instrumentos.htm http://www.cienciaviva.pt/projectos/concluidos/inventions/instrumentos.asp http://mat.fc.ul.pt/doc/ClNav/instrumentos2/InstNavApres.pdf ( só imagens)

Cinema na Educação João Luís de Almeida Machado
Editor do Portal Planeta Educação; Doutorando em Educação pela PUC-SP;

Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (SP); Professor Universitário e Pesquisador; Autor do livro "Na Sala de Aula com a Sétima Arte – Aprendendo com o Cinema" (Editora Intersubjetiva).

1492

-

A

Conquista

do

Paraíso

Superando as barreiras

Um dos grandes desejos da humanidade sempre foi o de transpor barreiras, principalmente aquelas que pareciam fadadas a perdurar, a existir para sempre, impossíveis de serem derrubadas. Quando as cidades italianas dominavam o Mar Mediterrâneo, entre o final da Idade Média e o início da modernidade, e de forma inclemente impediam as demais nações européias em formação de trafegar por essa região, parecia aos homens de então que superar os medos, os mitos, as distâncias e o poder dos árabes (e de seus aliados italianos) era algo tão distante e inatingível quanto chegar a Lua. O que os fazia superar todas as dificuldades era o ardente desejo de atingir as fontes das tão badaladas especiarias (cravo, canela, gengibre, pimenta do reino, noz moscada,...) e, dessa forma, garantir para seus próprios reinos, fortunas incalculáveis provenientes do comércio desses produtos em terras européias. Portugueses, espanhóis, ingleses e franceses não tinham idéia de como seu empenho iria mudar a face do planeta. A América era ainda uma terra desconhecida, povoada por diversos grupos indígenas, alguns dos quais vivendo em níveis civilizacionais muito evoluídos (como os Astecas ou os Incas), outros (entre os quais se incluem os grupos que viviam no Brasil), segundo relatos dos próprios europeus que aqui chegaram no início do século XVI, pareciam viver no Paraíso Terrestre (o Éden). A envergadura de tão grandiosa conquista ganhou em 1992, em virtude da comemoração mundial em torno dos 500 anos do "descobrimento" da América, um filme da autoria do diretor inglês Ridley Scott (responsável por filmes cultuados como "Os Duelistas", "Blade Runner" e "Gladiador"). Uma das grandes qualidades dos trabalhos de Ridley Scott é o apuro visual com que realiza suas obras, caracterizadas por efeitos visuais de primeira qualidade, locações que tentam nos passar uma idéia clara do ambiente em que ocorreram os

acontecimentos, figurinos baseados em pesquisas aprofundadas sobre os padrões de vestuário do período e reprodução de objetos e artefatos característicos das épocas que procura apresentar em seus filmes. Com as atenções internacionais voltadas para o produto final de seu trabalho, Scott fez com que "1492 - A conquista do Paraíso" viesse a ser um épico de grandes qualidades, principalmente nos quesitos em que é mestre (figurino, locações, reprodução de época,...). Além disso, contou com o apoio da música de Vangelis para dar uma aura mais clara de vitória, conquista e êxtase, assim como de religiosidade, a chegada de Colombo a América.

A atuação de Gerard Depardieu como Colombo é convincente, assim como a história que nos é contada. Tudo começa com a grande luta que o navegador teve que empreender para conseguir o apoio necessário para realizar sua viagem, sofrendo restrições por parte dos religiosos, enfrentando o desdém dos políticos e a indiferença dos comerciantes. Somente com o apoio do banqueiro Santangél e da rainha Isabel da Espanha (protagonizada por Sigourney Weaver, um tanto quanto deslocada no papel) foi possível reverter sua perspectiva e permitir que ele viesse a increver seu nome na eternidade. O grande mérito do filme reside em nos colocar lado a lado com a trajetória de Cristóvão Colombo, acompanhando-o nas caravelas, sofrendo com ele os reveses de uma viagem longa e desgastante e triunfando com o desembarque em terras americanas em 1492. A seqüência da chegada é deslumbrante, os homens se jogando ao chão, os passos de Colombo, as cores das bandeiras e os sons que acompanham esse momento permitem-nos entender como foi grandioso esse acontecimento (a magia do cinema reside em dar ao espectador a oportunidade de vivenciar situações como a da chegada dos europeus na América, dando a esse momento um certo glamour, uma sensação de realização, de grandiosidade; se pudéssemos estar vendo Colombo no instante em que desembarcou, provavelmente ficaríamos desapontados, faltariam os quesitos que tornam os filmes tão charmosos e encantadores). Como a história dos homens é marcada por vitórias e derrotas, os momentos de sofrimento e humilhações também aparecem no filme. Colombo passou rapidamente de homem festejado a inimigo do estado, seus méritos como navegador foram considerados como indiscutíveis, porém, sua capacidade como administrador deixou muito a desejar. Seus projetos em terras americanas foram

grandes fracassos e, as despesas que realizou tornaram-no indesejado na corte espanhola.

Como aula de história o filme funciona bem, cabe ao professor destacar os aspectos relacionados à liberdade artística e a capacidade de criação de diretores, atores e roteiristas de forma a mostrar que, por mais que se tente reproduzir da forma mais aproximada possível um longa-metragem e um acontecimento histórico, muitas são as diferenças e as lacunas não preenchidas. Além do mais, na análise da história, muitas são as interpretações e várias foram às obras produzidas sobre cada tema. Vale a pena ver, mas, deve-se ter em mente a necessidade de procurar e ler material de apoio para comparar as imagens com o que foi escrito!

(http://www.planetaeducacao.com.br/novo/artigo.asp?artigo=9)

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->