P. 1
Ministério de Oração por Cura e Libertação

Ministério de Oração por Cura e Libertação

|Views: 1.519|Likes:
I. INTRODUÇÃO
O Ministério de Oração por Cura e Libertação é um serviço
prestado à Igreja dentro do movimento da Renovação Carismática Católica,
que visa à evangelização dos membros participantes dos Grupos de Oração
e das demais pessoas que necessitarem. Esse ministério continua a missão
de Jesus: levar a Palavra de Deus, a cura aos enfermos e a libertação aos
cativos (Is 61, 1).
Sua função se resume em acolher todas as pessoas, ouvi-las,
orar por elas e encaminhá-las conforme a sua necessidade, em especial
para frequentarem as Reuniões de Oração e a terem uma vida sacramental e
de intimidade com Deus.
O ministro de oração por cura e libertação deve ser um facilitador
do encontro pessoal dos irmãos e irmãs com Jesus Cristo através do
exercício contínuo do amor e da misericórdia de Deus. Ele deve ser um canal
para esse encontro com o Senhor que ama, cura e liberta seus filhos. Para
isso, todos os servos deste Ministério precisam alicerçar suas vidas sobre
três pilares:
1) Ter uma profunda intimidade com Deus, ou seja, uma
vivência contínua e disciplinada das práticas espirituais (Projeto
Amigos de Deus),
2) Viver em unidade com a RCC Nacional através da vivência de
suas moções proféticas e
3) Estar em formação permanente para o exercício deste
ministério da misericórdia e do amor.
A RCC está vivendo um tempo de construção e reconstrução,
uma nova primavera, um tempo de portas abertas. E o Ministério de Oração
por Cura e Libertação precisa contribuir na construção desse novo tempo,
estando em unidade e obediência com a Coordenação Nacional. As moções
que o Espírito Santo está suscitando nesse movimento precisam ser
aderidas e seguidas por todos os servos do Ministério de Oração por Cura e
Libertação.
I. INTRODUÇÃO
O Ministério de Oração por Cura e Libertação é um serviço
prestado à Igreja dentro do movimento da Renovação Carismática Católica,
que visa à evangelização dos membros participantes dos Grupos de Oração
e das demais pessoas que necessitarem. Esse ministério continua a missão
de Jesus: levar a Palavra de Deus, a cura aos enfermos e a libertação aos
cativos (Is 61, 1).
Sua função se resume em acolher todas as pessoas, ouvi-las,
orar por elas e encaminhá-las conforme a sua necessidade, em especial
para frequentarem as Reuniões de Oração e a terem uma vida sacramental e
de intimidade com Deus.
O ministro de oração por cura e libertação deve ser um facilitador
do encontro pessoal dos irmãos e irmãs com Jesus Cristo através do
exercício contínuo do amor e da misericórdia de Deus. Ele deve ser um canal
para esse encontro com o Senhor que ama, cura e liberta seus filhos. Para
isso, todos os servos deste Ministério precisam alicerçar suas vidas sobre
três pilares:
1) Ter uma profunda intimidade com Deus, ou seja, uma
vivência contínua e disciplinada das práticas espirituais (Projeto
Amigos de Deus),
2) Viver em unidade com a RCC Nacional através da vivência de
suas moções proféticas e
3) Estar em formação permanente para o exercício deste
ministério da misericórdia e do amor.
A RCC está vivendo um tempo de construção e reconstrução,
uma nova primavera, um tempo de portas abertas. E o Ministério de Oração
por Cura e Libertação precisa contribuir na construção desse novo tempo,
estando em unidade e obediência com a Coordenação Nacional. As moções
que o Espírito Santo está suscitando nesse movimento precisam ser
aderidas e seguidas por todos os servos do Ministério de Oração por Cura e
Libertação.

More info:

Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/09/2013

pdf

text

original

Projeto Nacional

Ministério de Oração por Cura e Libertação (MOCL)

Biênio 2011-2012

“Meu filho, ouve as minhas palavras:...pois são vida para aqueles que as encontram, saúde para todo o corpo”.

(Provérbios 4, 20a.22)

SUMÁRIO
I.INTRODUÇÃO........................................................................................ II.OBJETIVOS........................................................................................... III. ESTRUTURA DO PROJETO................................................................ 1.NÍVEL NACIONAL............................................................................ 2.NÍVEL ESTADUAL............................................................................ 3.NÍVEL DIOCESANO......................................................................... IV.CONCLUSÃO....................................................................................... 2 4 5 5 7 9 14

Anexo 1: Estrutura Nacional do Ministério de Oração por Cura e 15 Libertação................................................................................ . Anexo 2: Orientações para implantar o S.O.S. Oração nas Dioceses 16

Janeiro/2011

1

I. INTRODUÇÃO
O Ministério de Oração por Cura e Libertação é um serviço prestado à Igreja dentro do movimento da Renovação Carismática Católica, que visa à evangelização dos membros participantes dos Grupos de Oração e das demais pessoas que necessitarem. Esse ministério continua a missão de Jesus: levar a Palavra de Deus, a cura aos enfermos e a libertação aos cativos (Is 61, 1). Sua função se resume em acolher todas as pessoas, ouvi-las, orar por elas e encaminhá-las conforme a sua necessidade, em especial para frequentarem as Reuniões de Oração e a terem uma vida sacramental e de intimidade com Deus. O ministro de oração por cura e libertação deve ser um facilitador do encontro pessoal dos irmãos e irmãs com Jesus Cristo através do exercício contínuo do amor e da misericórdia de Deus. Ele deve ser um canal para esse encontro com o Senhor que ama, cura e liberta seus filhos. Para isso, todos os servos deste Ministério precisam alicerçar suas vidas sobre três pilares: 1) Ter uma profunda intimidade com Deus, ou seja, uma vivência contínua e disciplinada das práticas espirituais (Projeto Amigos de Deus), 2) Viver em unidade com a RCC Nacional através da vivência de suas moções proféticas e 3) Estar em formação permanente para o exercício deste ministério da misericórdia e do amor. A RCC está vivendo um tempo de construção e reconstrução, uma nova primavera, um tempo de portas abertas. E o Ministério de Oração por Cura e Libertação precisa contribuir na construção desse novo tempo, estando em unidade e obediência com a Coordenação Nacional. As moções que o Espírito Santo está suscitando nesse movimento precisam ser aderidas e seguidas por todos os servos do Ministério de Oração por Cura e Libertação.
Janeiro/2011

2

A estratégia e a motivação para a realização deste projeto será baseada e inspirada no livro de Neemias, que conta a história de um israelita (Neemias) que conseguiu unir o seu povo em torno do grande projeto de reconstrução dos muros de Jerusalém e que, ao fazer isso, iniciou também uma grande reforma e restauração da espiritualidade do povo. E o principal pilar desta reforma e reconstrução foram as Práticas Espirituais (oração, jejum e a confissão dos pecados) (Ne 1,6). Através das práticas espirituais, Neemias conseguiu que a mão favorável de Deus estivesse com ele, alcançando-lhe o favor do rei e a possibilidade de organização do povo de Israel em vista do trabalho a ser realizado. É exatamente como nos dias de Neemias! Com suas moções nos tempo de hoje, Deus está direcionando o Ministério de Oração por Cura e Libertação para realizar uma missão semelhante neste biênio 2011/2012: Construir e estruturar o Ministério de Oração por Cura e Libertação e reconstruir e restaurar a espiritualidade nos corações de todos os servos do Ministério. E para isso serão desenvolvidas ações visando:
• •

A reestruturação do Ministério em cada Estado e Diocese, A atualização e a produção de materiais de apoio a todos os servos do Ministério A utilização dos meios de comunicação da RCC Nacional para evangelizar com maior rapidez e abrangência e para a publicação on line de materiais de apoio à formação dos servos.

Tudo isso para que possamos, com a nossa intimidade com Deus, com nossa formação, testemunho e serviço ao Senhor, reconstruir a fé pura e verdadeira nos corações de nossos irmãos e irmãs que vem nos nossos Grupos de Oração ou que encontramos no nosso dia a dia.

Janeiro/2011

3

II. OBJETIVOS
1) Promover a vivência concreta das práticas espirituais (Projeto Amigos de Deus) 2) Resgatar a importância de o Ministério caminhar em unidade e obediência com as moções proféticas da RCC Nacional 3) Promover formação permanente de todos os servos do MOCL 4) Implantar o Plantão de Atendimento nos GO 5) Implantar o SOS Oração nas Dioceses 6) Atualizar e produzir materiais de formação do MOCL 7) Construir e reconstruir as estruturas do Ministério 8) Utilizar com maior frequência os meios de comunicação da RCC.

Janeiro/2011

4

III. ESTRUTURA DO PROJETO
Para que os objetivos sejam atingidos, há necessidade de se desenvolver uma série de ações em diversos níveis do Ministério: Diocesano, Estadual e Nacional. Todos devem participar ativamente no desenvolvimento deste projeto nacional, para que a vontade do Senhor aconteça. Cada servo tem sua parcela de contribuição dentro da realidade em que está inserido no Ministério de Oração por Cura e Libertação. As ações a serem desenvolvidas no Ministério de Oração por Cura e Libertação são:

1) NÍVEL NACIONAL
a) Incentivar os Coordenadores Estaduais do Ministério a viverem no dia a dia as práticas espirituais do Projeto Amigos de Deus (Adoração ao Santíssimo Sacramento e participação das Santas Missas, Oração pessoal, Confissão, Lectio Divina, Meditação do Terço e Jejum). Esse projeto está disponível no site da RCC Brasil: http://www.rccbrasil.org.br/download.php. a1) Promover mensalmente uma vigília com seu núcleo. b) Fazer chegar aos Coordenadores Estaduais do Ministério todas as moções proféticas da RCC:
      

Reavivar a chama Levanta-te Brasil de joelhos Assumi os vossos postos, ampliai a visão Apóstolos da Efusão do Espírito Santo Senhorio de Jesus Proclama a Palavra e anuncia a boa notícia Por causa da Tua Palavra, lançaremos as redes

Janeiro/2011

5

b1) Incentivar para que estas moções proféticas sejam trabalhadas e vivenciadas pelos Coordenadores Estaduais e os servos de seus núcleos, através dos encontros presenciais e do uso da internet. c) Organizar anualmente um encontro nacional com todos os Coordenadores Estaduais do Ministério para orarem juntos e direcionar o Ministério a caminhar em unidade e obediência quanto à formação dos servos. d) Dar suporte às coordenações estaduais com materiais de apoio às formações e) Incentivar o uso dos materiais específicos do Ministério nas formações dos servos ministradas pelas coordenações estaduais. São eles:
   

APOSTILA – 1: EM JESUS, O SENTIDO DA NOSSA MISSÃO APOSTILA – 2: DEIXAR-SE RENOVAR E SER TESTEMUNHA APOSTILA – 3: A BATALHA É DO SENHOR Diretrizes para Orações de Cura - Livro da Comissão Doutrinal do ICCRS (International Catholic Charismatic Renewal Services), da Editora RCC-BRASIL Manual de Orientação – Ministério de Oração por Cura e Libertação (Reinalda Delgado dos Reis) - Editora Santuário RCC Responde – Nº 3

Nota: Os materiais acima são parte do módulo básico de formação do Ministério de Oração por Cura e Libertação. Isso quer dizer que deve ser dada prioridade à formação através desses materiais. f) Revisar os materiais de formação do Ministério e produzir novos materiais. g) Apresentar o modelo de estrutura do Ministério para ser implantado em cada Estado (item 3 - página 16 a 18 do Manual de Orientação do Ministério), que se resume em:

Formar um Núcleo de Serviço de 3 a 7 pessoas (Item 4 da Apostila 3 - Orientações para composição do Núcleo). No anexo 1 consta a estrutura nacional do Ministério, com o Coordenador e seu núcleo.

Janeiro/2011

6

Esse núcleo deve se reunir no mínimo duas vezes por mês para orar e discernir os temas de formação e tratar assuntos do Ministério Esse núcleo deve organizar as formações e os eventos do Ministério Manter um cadastro atualizado dos Coordenadores Estaduais e dos membros dos seus núcleos.

 

g1) Cadastrar os Coordenadores Estaduais do Ministério e os membros de seus núcleos para contatos, orientações e formações. h) Utilizar os meios de comunicação disponíveis para manter os Coordenadores Estaduais atualizados nos assuntos relacionados ao MOCL (eventos, moções, artigos, reuniões on line etc.).

2) NÍVEL ESTADUAL
a) Incentivar os Coordenadores Diocesanos do Ministério a viverem no dia a dia as práticas espirituais do Projeto Amigos de Deus (Adoração ao Santíssimo Sacramento e participação das Santas Missas, Oração pessoal, Confissão, Lectio Divina, Meditação do Terço e Jejum). Esse projeto está disponível no site da RCC Brasil: http://www.rccbrasil.org.br/download.php. a1) Promover mensalmente uma vigília com seu núcleo. b) Fazer chegar aos Coordenadores Diocesanos do Ministério todas as moções proféticas da RCC:
      

Reavivar a chama Levanta-te Brasil de joelhos Assumi os vossos postos, ampliai a visão Apóstolos da Efusão do Espírito Santo Senhorio de Jesus Proclama a Palavra e anuncia a boa notícia Por causa da Tua Palavra, lançaremos as redes

b1) Incentivar para que estas moções proféticas sejam trabalhadas e vivenciadas pelos Coordenadores Diocesanos do Ministério e os servos de seus núcleos, através dos encontros presenciais e do uso da internet.
Janeiro/2011

7

c) Organizar anualmente um encontro estadual com todos os Coordenadores Diocesanos do Ministério e seus núcleos para orarem juntos e direcionar o Ministério a caminhar em unidade e obediência quanto às formações dos servos. Esse encontro deve ser fechado, ou seja, exclusivo para os Coordenadores e seus núcleos. d) Dar suporte às coordenações diocesanas com materiais de apoio às formações. e) Incentivar o uso dos materiais específicos do Ministério nas formações dos servos ministradas pelas coordenações diocesanas. São eles:
   

APOSTILA – 1: EM JESUS, O SENTIDO DA NOSSA MISSÃO APOSTILA – 2: DEIXAR-SE RENOVAR E SER TESTEMUNHA APOSTILA – 3: A BATALHA É DO SENHOR Diretrizes para Orações de Cura - Livro da Comissão Doutrinal do ICCRS (International Catholic Charismatic Renewal Services), da Editora RCC-BRASIL Manual de Orientação – Ministério de Oração por Cura e Libertação (Reinalda Delgado dos Reis) - Editora Santuário RCC Responde – Nº 3

Nota: Os materiais acima são parte do módulo básico de formação do Ministério de Oração por Cura e Libertação. Isso quer dizer que deve ser dada prioridade à formação através desses materiais. f) Apresentar o modelo de estrutura do Ministério para ser implantado em cada Diocese (item 3 - página 16 a 18 do Manual de Orientação do Ministério).  Formar um Núcleo de Serviço de 3 a 7 pessoas (Item 4 da Apostila 3 - Orientações para composição do Núcleo)  Esse núcleo deve se reunir no mínimo duas vezes por mês para orar e discernir os temas de formação e tratar assuntos do Ministério  Esse núcleo deve organizar as formações e os eventos do Ministério  Manter um cadastro atualizado dos Coordenadores Diocesanos e dos membros dos seus núcleos.

Janeiro/2011

8

Pastorear o Ministério nas Dioceses, cuidando para que todas elas tenham coordenadores deste Ministério.

f1) Cadastrar os Coordenadores Diocesanos do Ministério e os membros dos seus núcleos para contatos, orientações e formações. g) Utilizar os meios de comunicação disponíveis para manter os Coordenadores Diocesanos do Ministério atualizados nos assuntos relacionados ao MOCL (eventos, moções, artigos, reuniões on line etc.).

3) NÍVEL DIOCESANO
a) Incentivar os servos do Ministério a viverem no dia a dia as práticas espirituais do Projeto Amigos de Deus (Adoração ao Santíssimo Sacramento e participação das Santas Missas, Oração pessoal, Confissão, Lectio Divina, Meditação do Terço e Jejum). Esse projeto está disponível no site da RCC Brasil: http://www.rccbrasil.org.br/download.php. a1) Promover mensalmente uma vigília com seu núcleo e todos os servos do Ministério na Diocese para: • Adorar e ouvir o Senhor • Reavivamento dos servos • Orar pelo Ministério na Diocese, no Estado e no Brasil • Orar pelos servos e seus familiares • Orar pelos Plantões de Oração e pelas formações do Ministério. b) Fazer chegar aos servos do Ministério todas as moções proféticas da RCC:
      

Reavivar a chama Levanta-te Brasil de joelhos Assumi os vossos postos, ampliai a visão Apóstolos da Efusão do Espírito Santo Senhorio de Jesus Proclama a Palavra e anuncia a boa notícia Por causa da Tua Palavra, lançaremos as redes.
9

Janeiro/2011

b1) Incentivar para que estas moções proféticas sejam trabalhadas e vivenciadas pelos servos, através dos encontros presenciais e do uso da internet. c) Organizar mensalmente um encontro diocesano de formação para todos os servos do Ministério. Esses encontros de formação podem ser realizados por setor ou decanato ou conforme a realidade de cada diocese. c1) Essas formações devem ser planejadas anualmente com a definição dos locais, datas e horários das mesmas. c2) Elaborar um cronograma de todos os eventos do Ministério na Diocese divulgando antecipadamente para os servos (utilizar também os recursos da internet). Cópia desse cronograma deve ser encaminhada ao Coordenador Estadual do Ministério. c3) Preparar antecipadamente as formações, que devem ser ministradas pelo Coordenador Diocesano do Ministério ou um membro de seu núcleo. O Coordenador Estadual, quando visitar a Diocese, pode ministrar as formações. c4) Convidar o Coordenador Estadual do Ministério, pelo menos uma vez por ano, para ministrar formações e passar as orientações necessárias. c5) Manter um cadastro atualizado dos servos do Ministério c6) Para cada formação deve-se elaborar uma lista de presença para pastoreio dos servos. Pode ser elaborado um crachá para ajudar a identificar os servos e promover a integração. c7) Nos encontros de formação deve haver momentos de oração antes de se iniciar a formação de fato. c8) Cada tema abordado deve ser exercitado em grupos de TRÊS servos: dois rezam e um recebe a oração. Depois se revezam até que todos rezem e recebam oração (exercício para valer mesmo). Os servos do núcleo e outros mais experientes devem acompanhar esses exercícios para orientar e corrigir quando necessário. c9) O servo do Ministério, que frequenta as formações, deve buscar preparação para atuar no Grupo de Oração, dentro de suas limitações:

Janeiro/2011

10

• Quando solicitado pelo Coordenador do Grupo de Oração, conduzir momentos de oração entre os servos do Grupo de Oração. • Na condução de momentos de oração durante a Reunião de Oração • Para ajudar as pessoas que necessitarem nos momentos de oração na Reunião de Oração • Quando solicitado, para visitar as pessoas em seus domicílios • Atendendo as pessoas no Plantão de Oração. d) Implantar o Plantão de Oração nos Grupos de Oração O Plantão de Oração é o atendimento de oração feito às pessoas que precisarem e/ou buscam esse serviço no Grupo de Oração. Para implantar o Plantão é necessário: • No Grupo de Oração haver pelo menos DOIS servos do Ministério de Oração por Cura e Libertação que fazem formação mensal específica do Ministério. Esses servos precisam estar preparados para o atendimento. Caso necessário, ministrar formação específica antes de abrir para atendimento. O atendimento deve ser feito sempre em dois, salvo em casos excepcionais onde se encontre apenas um servo. Nesse caso ele deve atender a pessoa com muita prudência e discernimento. • Agendar reunião para conversar com o Coordenador do Grupo de Oração e com o Padre responsável pela Paróquia/Capela onde o Plantão funcionará. É preciso que todos saibam o que é e como funciona esse plantão. É preciso obter o apoio dessas lideranças. • Definir local, dia da semana e o horário em que o Plantão deverá funcionar. É importante lembrar que esse Plantão deve ser, preferencialmente, em dia diferente da Reunião de Oração. Caso não seja possível, ele deve ser em horário diferente. A recomendação é que não seja marcado atendimento para antes ou para depois da Reunião de Oração. Exemplo: A Reunião de Oração do Grupo de Oração é toda quinta-feira das 20h às 21h30 e o Plantão de Oração é toda segunda-feira das 19h30 às 21h30. • Se houver vários servos do Ministério no Grupo de Oração, pode-se fazer uma escala para atendimento.

Janeiro/2011

11

• É imprescindível que os servos deste Ministério tenham uma profunda vida de oração, sejam íntimos de Deus. Para o atendimento das pessoas devem se preparar com orações, jejum e Eucaristia. Pouco antes de se iniciar o atendimento, os servos que vão trabalhar naquele dia devem rezar juntos. • No caso de Grupos de Oração que não possuírem servos em formação, a Coordenação Diocesana deste Ministério ou algum membro do núcleo deve solicitar aos Coordenadores desses Grupos de Oração para encaminharem servos para a formação. Devem-se mostrar os benefícios para o Grupo de Oração, quando se tem servos preparados neste Ministério. e) Implantar o SOS Oração nas Dioceses • O S.O.S. Oração é o Atendimento de Oração feito através do telefone às pessoas necessitadas. Para isso é necessário ter uma estrutura, uma organização de como implantar e fazer funcionar esse serviço prestado pelo Ministério de Oração por Cura e Libertação. • No anexo 2 deste projeto consta as orientações de como implantar o S.O.S. Oração nas Dioceses. f) Utilizar os materiais específicos do Ministério nas formações dos servos. São eles:
   

APOSTILA – 1: EM JESUS, O SENTIDO DA NOSSA MISSÃO APOSTILA – 2: DEIXAR-SE RENOVAR E SER TESTEMUNHA APOSTILA – 3: A BATALHA É DO SENHOR Diretrizes para Orações de Cura - Livro da Comissão Doutrinal do ICCRS (International Catholic Charismatic Renewal Services), da Editora RCC-BRASIL Manual de Orientação – Ministério de Oração por Cura e Libertação (Reinalda Delgado dos Reis) - Editora Santuário RCC Responde – Nº 3

Nota: Os materiais acima são parte do módulo básico de formação do Ministério de Oração por Cura e Libertação. Isso quer dizer que deve ser dada prioridade à formação através desses materiais.

Janeiro/2011

12

g) Estudar com seu núcleo o Manual de Orientação do Ministério de Oração por Cura e Libertação, em especial o item 3 (páginas 16 a 18), onde detalha como implantar este Ministério.

Formar um Núcleo de Serviço de 3 a 7 pessoas (Item 4 da Apostila 3 Orientações para composição do Núcleo). Esse núcleo deve se reunir no mínimo duas vezes por mês para orar, discernir os temas de formação, tratar assuntos do Ministério, além de exercitar a comunhão fraterna. Esse núcleo deve organizar as formações e os eventos do Ministério.

g1) Mensalmente deve ser elaborado um relatório contendo: • Síntese de como anda o Ministério na Diocese, as dificuldades, os eventos etc. • Resumo das formações contendo: local, data, horário, temas abordados, formadores, quantidade de servos participantes e outras informações consideradas relevantes para registro. • Como está cada Plantão de Oração e o S.O.S. Oração (caso tenha na Diocese). • Esse relatório deve ser encaminhado ao Coordenador Estadual do Ministério. h) Utilizar os meios de comunicação disponíveis para manter os servos do MOCL atualizados dos assuntos relacionados ao MOCL (eventos, moções, artigos, reuniões on line etc.).

Janeiro/2011

13

IV. CONCLUSÃO
Ao final de cada Santa Missa todos os participantes são enviados em missão para colocar em prática tudo aquilo que ouviram e aprenderam durante a celebração. Não é fim, pois termina a Missa e começa a missão do batizado. Da mesma forma, ao concluir este projeto, todos os servos do Ministério de Oração por Cura e Libertação estão sendo enviados em missão, como ministeriados, para construir e reconstruir as estruturas do Ministério. Para isso todos precisam colocar em prática cada ação indicada neste projeto. O Senhor suscitou à Coordenação Nacional do Ministério e seu núcleo de serviço que há um novo caminho a ser seguido, através do qual o Ministério produzirá muitos frutos (Jo 15, 16). Para que isso aconteça, a vida de cada servo deve estar alicerçada em três pilares: intimidade com Deus (Projeto Amigos de Deus), unidade com a RCC Nacional em torno da vivência das moções proféticas e formação permanente. Cada liderança deve se empenhar para que este projeto chegue a todos os servos deste Ministério. Todos precisam trabalhar para o sucesso deste projeto. O comprometimento com esta obra do Senhor é o ponto de partida. É preciso que cada servo assuma seu posto de ministeriado e se empenhe a cumpri-lo de forma dedicada e fiel. Através deste projeto colocado em prática e pela intercessão de Nossa Senhora e São Rafael Arcanjo, o Espírito Santo levantará no Ministério de Oração por Cura e Libertação um grande exército de servos formados, unidos e íntimos de Deus prontos para levantarem a bandeira vitoriosa de Jesus Cristo.

Ministério de Oração por Cura e Libertação – RCC Brasil

Janeiro/2011

14

Anexo 1: Estrutura Nacional do Ministério de Oração por Cura e Libertação

Estrutura Nacional do Ministério de Oração por Cura e Libertação
COORDENADOR NACIONAL - MOCL
Nome Diocese Telefones
Res. 41-3029-1865 Onazir Conceição Curitiba Cel. 41-8418-9268 Com. 41-3340-5050 onazir@aluforte.com

E-Mail

NÚCLEO NACIONAL DE SERVIÇO - MOCL
Nome
Elenita Fátima dos Santos

Diocese
Curitiba

Telefones
Res. 41-3347-7320 Cel. 41-8811-5394 Res. 41-3342-3846 Cel. 41-9979-2924 Res. 41-3367-3588 Cel. 41-8417-1679 Res. 41-3367-3588 Cel. 41-8485-2884 Res. 41-3346-2711

E-Mail
elenitamcl@hotmail.com lfdornelles@brtubo.com.b r mariamocl@bol.com.br

Luiz Fernando Dornelles Maria Auxiliadora Moura dos Santos Silva Silvério José de Albuquerque Silva

Curitiba

Curitiba

Curitiba

silveriojas@bol.com.br

Sueli Salsas Hanrejszkow

Curitiba

Cel. 41-8812-4810 Com. 41-3077-6759 Res. 41-3604-3231

sueli.salsa@terra.com.br

Vilanir da Costa Carvalho

Curitiba

Cel. 41-9188-3550 Cel. 41-9151-0555

Janeiro/2011

15

Anexo 2: Orientações para implantar o S.O.S. Oração nas Dioceses

S.O.S. ORAÇÃO: ORAÇÃO DE CURA E LIBERTAÇÃO PELO TELEFONE
1- INTRODUÇÃO:
Um serviço de misericórdia e de amor Temos atendido a grandes urgências de oração por cura e libertação, apoio e consolo pelo telefone. Pessoas que não podem sair de casa, que estão doentes, são idosas ou têm algum tipo de impedimento, usam o telefone para pedir ajuda para seus problemas e para receber oração. As comunidades, grupos, paróquias, podem oferecer este serviço de misericórdia e amor, organizando equipes treinadas para o ministério de oração por cura e libertação da Renovação Carismática Católica. Passamos agora através destas linhas, um Modelo de como formar este ministério. Os carismas se expressam de maneiras diferentes nos diversos grupos, por isso, as sugestões que oferecemos são frutos de uma experiência, com resultados concretos de curas e transformações de vida.

2- OS PRIMEIROS PASSOS:
O Coordenador Diocesano do Ministério de Oração por Cura e Libertação deve reunir pessoas com o chamado para este Ministério, que já possuam a formação básica da RCC e também a formação específica do Ministério de Oração por Cura e Libertação. Vamos orientar posteriormente como rezar por cura física e cura interior ao telefone; como usar de palavras de consolo e apresentar as promessas de Deus na Bíblia. Depois, dividimos a equipe em duplas, para plantões de 2 em 2 horas, por todos os dias da semana.

3- A EQUIPE
Janeiro/2011

16

A equipe para fazer atendimento ao telefone deve ser formada por pessoas maduras na fé, de vida de oração intensa e que tenham experiência em oração por cura e libertação. Precisamos de pessoas que tenham a vivência do batismo no Espírito Santo ou do uso dos carismas, principalmente o de cura e libertação. As pessoas que integram a equipe devem ser abertas aos dons. Palavra de ciência, palavra de sabedoria, profecia e discernimento dos espíritos, são os instrumentos usados durante todo o tempo do acolhimento Aconselha-se que a equipe, no total, seja de cerca de 30 servos, se for possível, para que não haja desgaste e possamos trabalhar sem repetir as duplas de servos durante a mesma semana. O trabalho é feito em plantões, sempre com duplas atendendo. Geralmente, os plantões são de 2 horas cada dupla, a começar das 8 horas da manhã, ou conforme for discernido pela coordenação. O horário de cada plantão semanal é fixo. As duplas dos plantões devem orar juntas antes de começar a ministrar e um servo orar pelo outro. Se possível, no dia do plantão, a equipe de 2(dois) deve ir à missa ou fazer uma adoração como preparação. A equipe toda deve reunir-se com o coordenador diocesano do ministério uma vez por mês, ou mais se for necessário. Nas reuniões devem orar, fazer as devidas avaliações, procurar soluções em comum e partilhar as graças recebidas. Algumas funções do coordenador: • • • • • estar atento ao cumprimento dos horários dos plantões; verificar diariamente o livro de registros; dar as orientações necessárias aos servos; comunicar-se freqüentemente com todos; dirigir a reunião mensal, para escutar o Senhor, corrigir a rota e traçar novas metas.

4- COMO FUNCIONA O ATENDIMENTO:
Enquanto um servo atende ao telefone, o outro fica em oração, ouvindo o Senhor. Acompanha o atendimento com palavras de revelação e pela Sagrada Escritura. Os textos revelados ajudam a encaminhar a oração e, muitas vezes são consolo e edificação para a pessoa que está sendo atendida

Janeiro/2011

17

5- AS LINHAS TELEFÔNICAS E A SECRETÁRIA ELETRÔNICA:
Basicamente, usa-se 2 aparelhos de telefone, com 2 linhas diferentes. Se o movimento de telefonemas for muito grande, deve haver mais telefones e linhas disponíveis. Uma das linhas será para receber as chamadas e a outra, para retornar os telefonemas que ficaram registrados na secretária eletrônica. Como são 2(dois) os servos de plantão, isto pode dar-se simultaneamente, falando a uma certa distância um do outro para não atrapalhar. A secretária eletrônica fica ligada nas horas em que não há plantão. O tipo de mensagem a ser gravada, deve ser encorajadora e evangelizadora, pedindo que a pessoa deixe seu nome e telefone para que se possa retornar o telefonema. Um exemplo de mensagem gravada: "SOS-Jesus! A paz de Jesus esteja com você! Meu irmão, minha irmã, o Pai te ama e enviou Jesus para te salvar, curar e te dar a paz! Confia nEle e entregue a Ele todo o seu sofrimento. Deixe seu nome e telefone e retornaremos a você com uma palavra do Senhor Jesus!" Ao assumir o plantão, a dupla que encontrar a secretária ligada, deverá ouvir todas as mensagens, anotar cada uma no caderno, desligar a secretária e retornar os telefonemas pelo outro telefone.

6- O SERVO OU A SERVA QUE ATENDE:
Quando o servo ou a serva atende ao telefone, deve identificar o atendimento: SOS-Oração, a paz de Jesus! Porém, em nenhuma circunstância deve revelar seu nome ou telefone pessoal As pessoas sabem para onde estão ligando, mas não devem saber os nomes das pessoas que as atendem para não criar nenhuma dependência ou clientela particular. É bom preservar a privacidade de quem ministra e isentar de mal-entendidos. Pode acontecer que a pessoa atendida pelo telefone sempre' ligue naquele dia e naquela hora do plantão e seja sempre a mesma serva que a atende. Neste caso, continuar a atender naturalmente. É preciso sempre lembrar-se de dar toda a glória a Deus. Se uma pessoa alcançou a paz ou foi curada, que ela possa reconhecer que a pessoa que a atendeu foi um simples instrumento de Deus para a graça alcançada.
Janeiro/2011

18

No atendimento ao telefone o servo que atende deve: 1. Falar sempre com muita delicadeza e clareza. 2. Ouvir o que a pessoa tem a dizer, sem interromper, mas também sem deixá-la perder-se em detalhes irrelevantes. 3. Discernir o problema através de tudo o que é colocado. 4. Fazer o mínimo de perguntas, a não ser as necessárias, para esclarecimentos 5. Evitar perguntas pessoais, a não ser que a pessoa revele espontaneamente, para evitar constrangimento. 6. Não dar conselhos. Nunca dizer: "Comigo também foi assim... e eu fiz tal coisa...". Ou: "Comigo foi pior, minha filha, se eu fosse você, faria..." 7. Evitar atendimentos e conversas longas. 8. Depois de ouvir, orar com a pessoa, Se for um caso de' libertação, encaminhar para um sacerdote ou para um grupo de oração (comunidade), de preferência que tenha o ministério de cura e libertação. 9. Quando for sofrimento pessoal, de qualquer origem que seja, usar de palavras de consolo e de misericórdia, conforme a inspiração do Espírito Santo. 10. Usar a Sagrada Escritura e os textos das promessas do Senhor para as diferentes situações. Passar os textos para a pessoa atendida. 11. Colocar o nome das pessoas atendidas numa caixinha de orações, para a intercessão. 12. As chamadas ao vivo terão prioridade sobre as chamadas que ficam para retorno na Secretária eletrônica." No atendimento, o servo que acompanha ao lado deve: 1. Orar em línguas baixinho. 2. Acompanhar o atendimento ouvindo o Senhor através do discernimento e de palavras da Sagrada Escritura. 3. Passar os textos da Sagrada Escritura para o servo que está atendendo ao telefone, para que ele os revele à pessoa atendida, se for necessário. 4. Não deixar transparecer sua presença à pessoa atendida, para respeitar a sua privacidade. 5. Terminado o atendimento, os 2 servos agradecem ao Senhor.

7- O CADERNO DOS RELATÓRIOS:
19

Janeiro/2011

Cada atendimento deve ser registrado. Anota-se: * hora, dia, o nome e o telefone de cada pessoa que telefona durante o plantão. * a situação de sofrimento, as palavras inspiradas para o apoio e os textos da Sagrada Escritura. É-' importante que o servo que atende deixe suas impressões e avaliação. Caso outro atender a mesma pessoa, toma conhecimento do problema. O caderno de relatórios é sigiloso, não deve ser levado para casa, mas guardado em lugar que só a equipe tem conhecimento. Anota-se também: * os telefonemas gravados: Nome e telefone; * os telefonemas dados em retorno com resposta; * os telefonemas dados em retorno e que não foram atendidos. A equipe do plantão seguinte continua os telefonemas de retorno que não foram atingidos pela equipe anterior. Se uma pessoa telefona freqüentemente, anotar a evolução do atendimento. É importante registrar os testemunhos de libertação, cura, consolo ou outra graça recebida. Os recados para o plantão seguinte também podem ser escritos no caderno. Tempo do plantão: 2 horas. Se durante este tempo não houver muitos atendimentos, os servos devem ficar em oração de intercessão por todos os outros que já foram atendidos. Nunca usar este tempo de ministério para conversar.

Janeiro/2011

20

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->