P. 1
Texto de Opinião - Ser Diferente (Língua Portuguesa)

Texto de Opinião - Ser Diferente (Língua Portuguesa)

|Views: 4.626|Likes:
Publicado porPatrícia Abreu

More info:

Categories:Types, School Work
Published by: Patrícia Abreu on Apr 10, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/04/2013

pdf

text

original

Diferença? O que é a diferença? Para que existe?

Diferença é não se deixar influenciar pelas pessoas à sua volta e manter uma perspetiva própria. Pessoa diferente é aquela que vê a vida de um modo fora do comum, com os seus próprios fundamentos, ideias e escolhas. Uma pessoa, ao ser diferente, sente-se como se não pertencesse ao meio em que está inserido. Nunca mostra realmente quem é, pois tem medo de não ser aceite. Uma pessoa que é diferente sente que está a remar contra a corrente. Ao nosso ver, uma pessoa que é diferente pode ser aquela que se veste de maneira diferente, que ouve música que não é comum ou que pode ter uma cor de cabelo estranha. A diferença está tanto no aspeto exterior de uma pessoa como no seu interior, desde a orientação sexual à religião. A primeira reação de alguém que se depara com uma pessoa diferente é afastar-se ou até satiriza-la. Mas, mesmo que socializem, há a tendência a puxá-la para ideias iguais e modos de vida comuns. É comum tentar “transformá-la” através da pressão (peer pressure) e torna-la uma igual a todos os outros. Todas as pessoas que rodeiam esse individuo são capazes de sentir receio pelo estranho ou pela imprevisibilidade que possui. Ser diferente sai fora da zona de conforto e, então, manter-se longe e ter medo pode ser uma forma de autoproteção contra a diferença. Ao contrário do que as pessoas pensam, ser diferente não é errado nem certo. Ser diferente é uma forma de viver e de se expressão em relação ao mundo. E, como tal, não devemos ter motivos para nos sentirmos inferiores ou estranhos quando estamos apenas a sermos nós próprios como também não devemos ser julgados pela ideia que os outros têm de nós. Pessoas diferentes chegaram a mudar o Mundo por não se deixarem seguir pelas ideias dos outros e por acreditarem em si mesmos. Martin Luther King lutou contra o racismo pela liberdade e direitos civis dos negros com uma campanha de não-violência e amor ao próximo. Seguiu o seu sonho e a sua ideia de “o que vale não é o quanto se vive, mas como se vive” para conseguir os seus ideais. Coco Chanel, por outro lado, destacou-se no mundo da moda por se ter recusado a usar as vestimentas próprias da época e criou um estilo próprio que ainda hoje é usado, seguindo o seu conceito de que “elegância é tudo aquilo que é belo seja no direito seja no avesso”. Charlie Chaplin é outro exemplo de pessoas que alcançaram grandes feitos. Chaplin atuou, dirigiu, escreveu, produziu e financiou os seus próprios filmes de mímica e comédia, desenvolvendo a arte do cinema. Uma das suas mais célebres frases foi: “Que os vossos esforços desafiem as impossibilidades. Lembrai-vos que as grandes coisas do Homem foram conquistadas do que parecia impossível”. É também de notar que toda a ciência tem por base o desafio contra ideias não fundamentadas, o que implica persistência e fé. Einstein, por exemplo, disse “A tradição é a personalidade dos imbecis.” e “ A mente que se abre a uma nova ideia nunca voltará ao seu tamanho normal.”. Por isso, não existem razões para sentir medo ou repulsa dos outros. Não há razões para colocarmos uma máscara sobre a nossa personalidade, pois, ao fazermos isso, estamos só a agradar os outros, enquanto sofremos por dentro por não sermos totalmente livres. Ser diferente é trazer originalidade ao mundo.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->