1

CLUBE MONTE LÍBANO
2
CLUBE MONTE LÍBANO
3
CLUBE MONTE LÍBANO
Estamos nos aproximando de uma festivida-
de que faz parte da cultura brasileira desde
muito tempo e que já se tornou tradição na
vida de cada um de nós: a Copa do Mundo
FIFA, um evento que irá mobilizar brasileiros
nas ruas ou em suas casas, assistindo partidas
que prometem ser emocionantes – e que des-
pertam a paixão de ser brasileiro.
Depois de 64 anos sem sediar uma compe-
tição dessa importância, fnalmente o Brasil
acolhe e recebe 32 delegações da mais alta
qualidade técnica para dar um show de ale-
gria, fortalecendo a nossa convicção de que
nossa terra é sim, a terra do futebol.
Ninguém duvida que essa modalidade esporti-
va foi criada na Inglaterra, mas apesar disso,
foi aqui no Brasil que o futebol encontrou sua
mais sólida representação artística e espor-
tiva, que chamou a atenção do mundo para
uma nova forma de se praticá-lo: com alegria
e desenvoltura. Foi aqui que surgiram gênios
como Pelé, Garrincha.... Foi aqui que sedia-
mos a primeira Copa do Mundo do pós-Guer-
ra, em 1950, onde todas as nações poderiam
apaziguar os traumas de uma guerra em uma
competição fraterna e alegre, como um claro
sinal de que aqui era o país do futebol.
Era não. É e sempre será.
Não é pelo fato de que times europeus se
destacaram nas mais variadas competições
Palavras do Presidente
Edward Assemany
mundiais e nem é pelo fato de a seleção bra-
sileira de futebol nem sempre conquistar os
títulos que disputa que o Brasil deixa ou dei-
xará de ser o país do futebol.
O futebol no Brasil é algo muito além de
competições esportivas. Está muito além da
seleção brasileira, mesmo que essa nos inspi-
re e nos encha de orgulho de pátria. Futebol,
aqui em nossas terras, é o instrumento de
lazer e de alegria, de descontração e brinca-
deira, de educação e inclusão social. Aqui, o
futebol é o encontro entre amigos – a agora,
mais do que nunca, entre amigas também.
Por isso, por esse signifcado maior do fu-
tebol, coroado com uma competição que
receberá turistas dos mais variados cantos
do Brasil e do mundo, estamos felizes em
mais uma vez poder demostrar não só a ha-
bilidade do nossa seleção em campo, mas
também, praticar a simpatia, a generosida-
de e a alma boa do povo brasileiro aos que
os visitam.
Dia 12 de junho, a exemplo da copa de 1950,
esqueçamos as diferenças que nos afastam e
nos aproximemos nos ideais que nos unem,
para que sejamos uma torcida atuante e fe-
liz, torcendo para mais do que sermos cam-
peões, ofereçamos um espetáculo inesquecí-
vel a todos os que aqui chegarem.
Boa sorte, Seleção Brasileira!!!
4
CLUBE MONTE LÍBANO
Biênio 2014/2015
Conselho Deliberativo
Presidente: Gilberto Adib Couri
Vice-presidente: Eduardo Nagib Gaui
1° Secretário: Omar Koury Jr.
2° Secretário: Bruno Felício Asmar
Secretário Suplente: Rubens Baracat Dip
Consultor Jurídico: Hélio de Moraes Sarmento
Conselho Diretor
Presidente: Edward Caram Assemany
Vice-presidente Financeiro: João Randolfo Arbex
Vice-presidente Administrativo: Paulo César de Azevedo Ritto
Vice presidente Social, Cultural e Comunicações: José Roberto Pires
dos Santos
Vice-presidente de Patrimônio: Frederico Landim Machado
Vice-presidente de Sede, Compras e Manutenção: Guilherme Neder
Tanus
Vice-presidente de Esportes: Paulo Roberto G. da Cunha
Vice-presidente Executivo e Assessor da Presidência: João Pedro Costa
Leite
Vice-presidente Executivo de Cultura Libanesa e Árabe: Antonio Hamid
Hamdar
Tesoureiro Geral: Raphael Luiz P. Siqueira
Secretário Geral: Paulo Edde Filho
Diretor Jurídico: Marco Antonio Couri
Procurador: Michel Eduardo Chaachaa
Conselho Consultivo
Presidente: Roberto Salomão Couri
Vice-presidente: Ramez Saade
Secretário: Munir Murad
Membros: Gilberto Adib Couri, João Randolfo Arbex, José Elias Jacob
Aloan, Paulo Cezar Assed, Ramez Saade, Américo José Oakim e Edward
Caram Assemany.
Conselho Fiscal
Presidente: Paulo Cezar Assed
Membros: Adib Jamil Amin, Luiz Carlos Sabbak Tomé, Sérgio Chucri
Merhy, Osmar Fernandes Terra e Roberto Jorge e Guilherme Adib Couri.
Beirute. Vista aérea
Clube Monte Líbano
Av. Borges de Medeiros, 701 - Leblon
CEP 22430-041 - Rio de Janeiro - RJ
Tel. (21) 2512-8833
www.clubemontelibano.com.br
CLUBE MONTE LÍBANO
Fundado em 12 de setembro de 1946
Declarado de Utilidade Pública pela Lei Estadual n
o.
1.952 de 1971
Benemérito do Estado por Resolução do Poder Legislativo.
Lei n
o.
2.297 de 1974
Tombado por sua imagem cultural e fachadas arquitetônicas ins-
critas no Compêndio Internacional de Arquitetura.
Lei n
o.
3796 de 7 de julho de 2004.
Rua da Lapa, 120 / 601 - Centro
Tel.: (21) 3923-5155
e-mail: widebrasil@widebrasil.com
www.widebrasil.com
A revista Clube Monte Líbano é uma publicação ofcial do Clube Monte Líbano do
Rio de Janeiro e é produzida pela WideBrasil Comunicação Integrada.
As opiniões emitidas nas entrevistas concedidas e os textos assinados são de res-
ponsabilidade de seus autores, não refetindo, necessariamente, a posição dos
editores nem do Clube Monte Líbano do Rio de Janeiro.
Maio / Junho de 2014 - Tiragem: 1.500 exemplares
Editor e Jornalista Responsável
Ricardo Da Fonseca, MTb RJ23267JR
Conselho Editorial
Conselho Diretor do Clube Monte Líbano
Jornalismo e Redação
Ricardo Da Fonseca
Felipe Lucena
Design
R. Gatto
Fotografa
Felipe Lucena
Humberto Souza
Publicidade
WideBrasil Comunicação Integrada
(21) 3923-5073
(21) 3923-5155
Produção
5
CLUBE MONTE LÍBANO
6
CLUBE MONTE LÍBANO
Trabalhar (do ponto de vista convencional) ou viver de arte? Eis a questão. Muitas pessoas
passam por esse dilema e em diversos casos acabam frustradas após optar por um lado.
Entretanto, existem casos diferenciados, como o do associado Sérgio da Costa e Silva,
que conseguiu encontrar uma esquina entre a labuta cotidiana e a produção artística.
Advogado e administrador de empresas bem sucedido, tendo no currículo trabalhos de
alta patente no BNH (Banco Nacional da Habitação) e na Caixa Econômica Federal, atuou
também na Justiça do Trabalho, foi diretor por 12 anos da Associação Comercial do Rio de
Janeiro (uma entidade de mais de 200 anos, a mais antiga do Brasil), entre outros cargos
de responsabilidade em grandes instituições. Na área artística, como diretor da Carpex,
criou o Musica no Museu.
O projeto Música no Museu consiste em levar mú-
sica clássica para o maior número de pessoas,
fazendo com que essas canções sejam tocadas
em museus. A ideia foi inspirada em alguns dos
maiores museus do mundo, como o Metropolitan
e MoMa (New York), Louvre e Picasso (Paris), Gul-
benkian (Lisboa) e o Prado (Madrid). Os resultados
da iniciativa no Brasil têm sido muito favoráveis.
Iniciado em 1997, o Música no Museu tornou-se
a maior Serie de música clássica nacional, reco-
nhecido pelo RankBrasil - a versão brasileira do
Guinness Book. Seus números são impressionan-
tes, chegando a fazer mais de 500 concertos por
ano, de norte a sul do País, empregando cerca de
2.500 músicos/ano, além de uma vertente inter-
nacional. Desde 2006, cidades de Portugal, Espa-
nha, França, USA (inclusive no Carnegie Hall, em
Nova Iorque), Republica Tcheca, Marrocos, Índia e
Austrália, Áustria, Argentina, Chile recebem mú-
sicos e a música do Brasil. O reconhecimento da
imprensa (nacional e internacional) é outro moti-
vo de orgulho. Além disso, o MM conquistou prê-
mios e honrarias nacionais, como Ordem do Mé-
rito Cultural e Golfnho de Ouro e internacionais:
Cultura Viva da Unesco e Latin American Quality
Awards, em Buenos Aires.
Nesta edição da Revista Clube Monte Líbano, Sér-
gio contará um pouco de sua história pessoal e
profssional em uma agradável entrevista.
RCML - Quando e como começou sua contribuição
para o cenário cultural?
Sérgio da Costa e Silva - A partir de minhas incur-
sões no exterior, quando chefava a Assessoria Interna-
cional do BNH e também com os estágios que realizei
no Middland Bank, em Londres e Dresdner Bank e em
Frankfurt, e gostando muito de visitar museus, verif-
quei que os maiores museus do mundo faziam concer-
tos em suas dependências. Voltando ao Brasil, sugeri a
então diretora do Museu Nacional de Belas Artes que
ali fzesse o mesmo. Daí surgiu Música no Museu.
RCML - É difícil promover eventos eruditos no Brasil?
Sérgio da Costa e Silva - O objetivo do Música no Mu-
seu é democratizar o acesso à cultura através da música.
Ao mesmo tempo em que levamos alunos de escolas para
assistirem os concertos, convidamos os seus pais para
que visitem estes espaços culturais que são verdadeiros
templos e que retratam a nossa história e a história uni-
versal. Por que não agregar a música a estes espaços? E é
isto que fazemos diariamente, nos nossos 500 concertos
anuais, todos sendo sucesso de critica, mídia e público.
Com todas estas difculdades vamos ultrapassando bar-
reiras e conseguindo êxitos em uma área difícil, mas que
para nós soa a desafos e que enfrentamos no dia a dia.
Promover eventos eruditos no Brasil é difícil, mas com
garra, determinação e apoios vamos crescendo.
RCML - Como analisar a política cultural do Rio de
Janeiro e do Brasil?
6
CLUBE MONTE LÍBANO
PERSONAGEM DA CIDADE
Sergio da Costa e Silva
7
CLUBE MONTE LÍBANO
Sérgio da Costa e Silva - Existe um esforço grande,
mas que esbarra em recursos e patrocínios. No orça-
mento da Prefeitura, por exemplo, menos de 1% é des-
tinado à cultura. Já em âmbito federal, o Ministério
da Cultura conseguiu chegar aos 1% na gestão dos Mi-
nistros Gilberto Gil e Juca Ferreira que, aliás, sempre
apoiaram Música no Museu assim como a Ministra Ana
de Holanda e Marta Suplicy.
RCML - Além de promover eventos artísticos e cultu-
rais, o senhor pratica algum tipo de arte? Toca algum
instrumento, compõe, escreve etc.?
Sérgio da Costa e Silva - Gostaria muito de tocar
um instrumento o que não acontece, infelizmente.
Gosto muito de música, mas não sou especialista,
porém aprimoro-me ano a ano com os concertos e
convívio com músicos importantes além dos jovens
que gravitam em torno do Música no Museu. A grande
contribuição que acho estar dando à cultura brasilei-
ra é ter montado um projeto com método de planeja-
mento e adequado às nossas necessidades. Dai ser um
projeto vitorioso.
RCML - Quais são os principais projetos da Carpex?
Sérgio da Costa e Silva - Fundada em 1978, com
sede própria, voltada inicialmente ao marketing inter-
nacional quando realizamos uma serie de projetos e
eventos, em 1997 deu uma guinada para a área cul-
tural e não parou mais. Hoje é uma empresa sólida
e destacada no panorama da cultura brasileira e que
foca no Música no Museu seu único projeto.
RCML - Quais as expectativas e os desejos futuros em
relação aos seus projetos?
Sérgio da Costa e Silva - Obter patrocínios para a
sua continuidade e levar música e músicos brasileiros
para o exterior, além de renovar a música clássica no
Brasil.
RCML - Quando você se tornou sócio do Clube Monte
Líbano e de que forma isso se deu?
Sérgio da Costa e Silva - Uma época de minha vida,
ainda estudante, escrevia em jornais e daí frequentava
os clubes em busca de divulgar as suas atividades. Fiz
muitos amigos em vários clubes da cidade, mas desta-
co o Monte Líbano e Sírio, onde fui muito bem recebi-
do pela sua colônia. Então comprei um titulo do Monte
Líbano e do Sírio. No Monte Líbano fui indicado pelo
então presidente Salomão Saad, acabei me tornando
Conselheiro, o que muito me honra. Anteriormente
fui Vice-Presidente Cultural e, em dobradinha, com o
Samir Badouy, fzemos uma programação constante e
muito elogiada à época.
RCML - Como avalia o Clube Monte Líbano e sua atua-
ção como centro de promoção da cultura árabe e li-
banesa?
Sérgio da Costa e Silva - Trata-se de um esteio na
divulgação e propagação das tradições libanesas no
Brasil. Reconhecido por todos, sua função é de estrei-
tar ainda mais os laços Brasil-Líbano e a prova disto
são os inúmeros eventos que recebem a chancela dos
órgãos vinculados aos dois países.
RCML - Gostaria de deixar alguma mensagem para os
leitores da revista?
Sérgio da Costa e Silva - Tenho orgulho de fazer
parte do seu quadro social, ser seu conselheiro e, mui-
to mais, pela aceitação recebida por parte de uma co-
lônia operosa, vibrante e lutadora em prol da melho-
ria de vida e da relação dos dois países. Sinto-me em
casa ao frequentar o clube e na sauna, aos sábados,
compartilho da amizade de muitos e muitos que fomos
conquistando no decorrer do tempo.
Sergio da Costa e Silva
7
CLUBE MONTE LÍBANO
8
CLUBE MONTE LÍBANO
COMO VAI FUNCIONAR A
CIDADE MARAVILHOSA
DURANTE A COPA?
Chegou a hora de torcer pelo país pentacampeão, afinal
a Copa vai começar no próximo dia 12. E dessa vez a
festa é aqui na nossa casa. Para organizar a torcida pelo
Brasil, a Revista Clube Monte Líbano mostra nesta edi-
ção como o Rio de Janeiro irá funcionar durante a Copa
do Mundo de Futebol.
A Cidade Maravilhosa, que sediará a final do Mundial,
no dia 13/07, terá feriado a partir do meio-dia nos dias
18 e 25 de junho, duas quartas-feiras. Já na disputa
de quartas de final, no dia 4 de julho, que cai em uma
sexta-feira, o feriado será integral. A regra vale tanto
para funcionários públicos como para a iniciativa privada.
A cidade receberá sete partidas da Copa, mas quatro
delas cairão em finais de semana, não sendo necessário
decretar feriado.
O prefeito do Rio, Eduardo Paes, optou pelos feriados
na Cidade Maravilhosa durante os jogos para facilitar a
organização das partidas e aliviar o trânsito. Entretanto,
os feriados não serão válidos para serviços essenciais
como hospitais e transporte público, polícia e bombeiros.
Já os comércios de rua, bares, restaurantes, shoppings,
teatros, cinemas e pontos turísticos estão autorizados a
funcionar regularmente. Porém, entre as áreas de lazer
há exceções: a Quinta da Boa Vista e o Jardim Zoológico
ficarão fechados ao público em todos os dias de jogos
no Maraca. A Rio Eventos (empresa municipal ) informou
que a Quinta será usada como área de estacionamento
de convidados especiais dos jogos.
Cada uma das 12 cidades-sede definiu um esquema
próprio de feriados e horários de trabalho durante os dias
de jogos da Copa do Mundo. De acordo com a Lei Geral
da Copa, os estados, o Distrito Federal e os municípios
que sediarão os eventos podem declarar feriado ou ponto
facultativo nos dias das partidas em seu território. Algu-
mas, cidades, por exemplo, optaram por mudar o horário
do expediente em dias de jogos na cidade, para facilitar
a ida de torcedores ao estádio.
A expectativa do governo do estado e da prefeitura do
Rio de Janeiro é que a população não tenha transtornos
para conseguir chegar aos locais desejados para assistir
os jogos. Aos que vão ao Maracanã é recomendável sair
um pouco mais cedo de casa, pois a movimentação no
entorno do estádio deve ser intensa.
O Clube Monte Líbano terá a transmissão dos jogos do
Brasil, o que é uma ótima pedida, afinal no clube teremos
atrações como Roda de Samba do Me Esquece, grupo
Empolga às 9, Carrossel de Emoções, DFunkinsamba,
Dj Kabul e Dj Nelsinho. Agora é só reunir a família, os
amigos e cair na torcida em busca do hexa!
Telefones úteis:
Polícia Militar 190
Ambulância 192
Serviço Público de Remoção de Doentes
Corpo de Bombeiros 193
Polícia Federal 194
Polícia Civil 197
Defesa Civil 199
9
CLUBE MONTE LÍBANO
Partidas que serão realizadas no Maracanã durante o Mundial
Argentina e Bósnia
Domingo, dia 15/06 às 19h
Espanha e Chile
Quarta, dia 18/06 às 16h
Bélgica e Rússia
Domingo, dia 22/06 às 13h
Equador e França
Quarta, dia 25/06 às 17h
Oitavas de final
1º colocado do grupo C contra o 2º da chave D
Sábado, dia 28/06 às 17h
Quartas de final
Uma das partidas
Sexta, dia 04/07 - 13h
Final
Domingo, dia 13/07
10
CLUBE MONTE LÍBANO
ALMOÇO BENEFICIENTE DA
COMISSÃO DE SENHORAS
Os sentimentos de solidariedade e alegria sempre normalmente caminham de mãos dadas. Foi assim
no almoço benefcente da Comissão de Senhoras, no Clube Monte Líbano. Muitos sorrisos e carinho
pelo próximo.
11
CLUBE MONTE LÍBANO
12
CLUBE MONTE LÍBANO
DIA DAS MÃES
O dia das mães foi comemorado no Clube Monte Líbano como manda o fgurino. Primeiro as senhoras
ganharam um belo almoço de culinária árabe, brasileira e de outros países. No fm da tarde, as ma-
mães participaram de uma missa de ação de graças. As progenitoras ainda puderam se divertir com
seus flhos e netos em um alegre show de mágica.
Um carinhoso abraço para todas as mães do Monte Líbano!
Edward e Lucila Assemany
Márcio Dib, família e convidados Daniele Amar e convidados
13
CLUBE MONTE LÍBANO
Sandra Pires, família e convidados
Edward e Lucila Assemany Paulo Edde, família e convidados
José Roberto. Rubens Baracat e Cely Baracat Lucila Assemany e Cely Baracat
André Rotstein e família Marcio Carajuru, família e convidados
Humberto, Fátima Moutinho e Leonardo
14
CLUBE MONTE LÍBANO
????????
Georges Ghazi e família João Wehbi Dib, Marcia Dib, família e convidados
Nelson Assemany, família e convidados
Berico, família e convidados Teresa Cristina, Renee Ghazi e convidados
15
CLUBE MONTE LÍBANO
Mãe merece todos os carinhos e bençãos possí-
veis. Partindo desta ideia, o Monte Líbano ofe-
receu no último dia das mães uma missa em fa-
vor delas. A cerimônia foi comandada pelo Frei
Salvador, da Igreja Santa Mônica, no Leblon.
Durante a missa, a importância maternal, tão
frisada no catolicismo, foi destacada por Frei
Salvador. E é essa importância que a Revista
Clube Monte Líbano quer valorizar cada vez
mais em relação as senhoras que frequentam
o Clube.
Um abraço carinhoso para todas as mamães!
16
CLUBE MONTE LÍBANO
Buffet de comidas libanesas e árabes
Todas as quintas-feiras, à partir das 20:00.
BUFFET DE CULINÁRIA LIBANESA E
SHOW DE DANÇAS DO ORIENTE
As noites de quintas-feiras, se tornam um encanto
com a deliciosa culinária libanesa e árabe com
um buffet de qualidade inigualável e um preço
especial.
Degusta-se deliciosos pratos, inclusive o carneiro
à moda das montanhas do Líbano.
No comando do Buffet Brilhante, os irmãos Cha-
gas e Neto, com seu cozinheiro Marruá e equipe.
O ambiente é de pura harmonia e alegria conta-
giante nas mesas sob o comando de Samyr Ba-
douy, e com a arte das mais belas bailarinas de
danças do oriente.
A presença de personalidades, como artistas,
poetas, escritores e diplomatas de vários países e
naturalmente nossos associados, fazem acontecer
este sensacional evento semanal, que nos deixa
mais leves e libera todo o estresse.
Venha se sentir feliz.
Antonio Hamdar
Vice-presidente de Cultura Libanesa e Árabe
17
CLUBE MONTE LÍBANO
A
d
ir
e
to
r
ia
d
o
C
lu
b
e
M
o
n
te
L
íb
a
n
o
, fe
-
liz
c
o
m
o
c
r
e
s
c
im
e
n
to
d
a
fa
m
ília
M
o
n
te

L
íb
a
n
o
,
d
e
s
e
ja

a
o
s


n
o
v
o
s

a
s
s
o
c
ia
d
o
s

e

s
e
u
s
d
e
p
e
n
d
e
n
te
s
q
u
e
e
n
c
o
n
tre
m
a
q
u
i
u
m
a
m
b
ie
n
te
d
e
a
le
g
r
ia
, tra
n
q
u
ilid
a
d
e

e
f
a
te
r
n
id
a
d
e
.
N
o
v
o
s

s
ó
c
i
o
s
16
4
0

H
u
d
so
n
d
e
C
a
r
v
a
lh
o
N
e
to
14
8
7

R
e
n
a
ta
O
liv
e
ira
d
o
s R
e
is V
ie
ira
0
8
10

G
iu
se
p
p
e
C
h
in
d
a
m
o
0
2
3
9

M
a
r
ia
C
la
ra
K
a
y
a
t B
o
u
e
r
i
0
5
7
0

D
a
n
ie
la
P
ire
t
a
M
a
ie
r
h
o
f
e
r
0
3
2
9

F

v
ia
M
o
u

o
G
ra
m
in
h
o
0
18
8

G
a
b
r
ie
la
W
e
e
k
s
0
9
6
7

P
ie
r
re
A
n
to
n
io
L
im
a
V
ie
ira
0
2
12

M
a
r
ia
n
a
P
ie
ra
n
to
n
i L
o
p
e
s
0
4
14

L
e
o
n
a
rd
o
B
u
r
la
m
a
q
u
i d
a
C
u
n
h
a
0
0
19

M
a
r
iste
la
S
ilv
e
ira
d
e
F
a
r
ia
10
9
5

C
e
sa
r G
o
n
ç
a
lv
e
s d
a
S
ilv
a
13
3
0

R
o
d
r
ig
o
M
a
t
a
r C
o
sta
A
. d
a
S
ilv
a
0
6
9
8

M
a
rc
ia
G
a
y
P
o
z
a
s
18
CLUBE MONTE LÍBANO
A BELA ITÁLIA
No último 25/04, o Clube Monte Líbano
ofereceu aos seus associados e convida-
dos uma noite mágica, ondem os presen-
tes puderam se deliciar com a boa música
italiana, um bom vinho e a inesquecível
culinária Italiana.
A música e a culinária do País da Bota
renderam algumas horas saborosas e di-
vertidas aos associados.
Viva a Bela Itália!
19
CLUBE MONTE LÍBANO
20
CLUBE MONTE LÍBANO
NÃO FOI SÓ O COELHINHO QUE
PASSOU POR AQUI!!!
O domingo de Páscoa da criançada não teve apenas a presença do Coelhinho, que generoso e brinca-
lhão, brincou muito e distribuiu presentes e chocolates.
Além das atividades recreativas organizadas pelo clube, descobrimos que o coelhinho da Páscoa tem
vocação para artista, brindando as famílias presentes ao auditório com uma maravilhosa peça de tea-
tro.
21
CLUBE MONTE LÍBANO
22
CLUBE MONTE LÍBANO
23
CLUBE MONTE LÍBANO
24
CLUBE MONTE LÍBANO
DE OLHO NA GORDUCHINHA!!!
O Clube Monte Líbano já está em clima de Copa do Mundo.
E com essa energia e clima de confraternização que a criançada e os adultos suaram muita a camisa
para não fazer feio na terra do futebol.
25
CLUBE MONTE LÍBANO
NO TATAME,
SE BATER DE FRENTE...
Os grandes atletas não desistem diante de uma difculdade. Foi assim com Raphael Abi-Rihan. Após fcar
11 meses sem competir devido a uma cirurgia no joelho, o lutador de jiu-jitsu voltou a competir. E foi
logo em um grande campeonato. No último dia 18/04, Raphael disputou em Abu Dhabi (Emirados Árabes
Unidos) a sexta edição do World Professional Jiu-Jitsu Championship reunindo atletas de todo o mundo.
Após vencer duas lutas por fnalização, ele perdeu a fnal em placar apertado - 3x2 em vantagens.
Depois dessa verdadeira vitória, Raphael continuou triunfando, dessa vez fora dos tatames. Ele pales-
trou dois seminários técnicos em Abu Dhabi, sendo bastante elogiado pelos presentes.
Retornando a sua terra natal, Raphael competiu em terras tupiniquins. Ele disputou campeonato
brasileiro de Jiu-Jitsu da CBJJ/IBJJF no dia 03/05. Lutou
em Barueri (SP), acompanhado de mais cinco alunos re-
presentando a academia (Família Abi-Rihan Jiu-Jitsu) e
alcançou o bicampeonato Brasileiro da faixa-preta, fna-
lizando as quatro lutas com chave de braço (armlock) em
menos de três minutos.
Raphael Abi-Rihan, sócio do Monte Líbano, comanda a
academia de jiu-jitsu no Clube, passando conhecimentos
e técnicas para seus alunos.
Parabén, Raphael!
O Clube Monte Líbano torce pelas suas vitórias e de todos
os atletas do clube.
26
CLUBE MONTE LÍBANO
01
Barbara Alves Buissa Bousso, Enzo Pisetta
Maierhoffer, Guilherme Poope Bertozzi, João
Victor Moraes Bezerra Sousa, Maria C. P.E. de
Franca Santos, Mateus Maracaja Tabach e Tho-
mas Gonçalves Moreira Lopes
02
Betina Calmon Barreto, Clara Buissa Bousso,
Elias Gazal, Fernando Antonio Severino Dos
Santos, Marcelo Arab Murad e Rosemary Perei-
ra Pestana Edde
03
Adriana Costa Jazbik, Gabriel Pini Fragoso S.
Vieira, Glaycon Augusto de Paiva, Luiz Arthur
Tiago Q. Pedrosa, Luiz Edmundo Gravata Maron
Junior, Matheus Rigueira Bumachar e Rafael Pini
Fragoso S. Vieira
04
Andrea Alvarenga do Nascimento, Claude Mar-
dini Nasr, Guilherme Lauria Reis Franco Hen-
riques, Marcia Bodas Alvarez, Maria Regiane
Alves Moreira, Mariluza Anunciação Caruso,
Monica Mota di Filippo e Sonia Chreem
05
Deborah Requena Galli Crespo Ferreira de Car-
valho, Jose Roberto Mortari Annibal, Marcio
Gunter Studart de Lima e Vinicius Costa de Ma-
deiros Ribeiro
06
Ana Paula Castanho M. C. Barbosa, Bruna Vi-
nha Fernandes Dib, Djanira Bouças do Amaral e
Silva, Gilda Maria Radler de Aquino Schaum,
Marcelo Ferreira Maffei, Marcia Dourado Caval-
lieri, Marcia Janete Kelab, Maria Fatima R. de
Marins, Osmar Fernandes Terra e Renata de
Carvalho Gaui
07
Bernardo Filippo Barbosa Pompili, Gabriela Ta-
bet de Almeida, Giovana Morais Daibes Rachid
e Regina Coeli Grecco Ferreira
08
Fabio Menescal de Holanda e Jose Roberto Pi-
res Dos Santos
19
Karim Youssef Nasr, Lucas Anelli de Paula, Mar-
celo Henrique da Silva Herrmann, Rafaela Mace-
do Leão, Ramzy Youssef e Sandra Kattan
20
Mariana Pierantoni Lopes
21
Alfredo Felix Canalini, Ana Carolina Britto Boechat
Capita, Bruna Caram Assemany Moreira, Cesar
Augusto Simões Goudouris, Cesar Gonçalves da
Silva, Elham Kanaan, Eliane Edde Azevedo S.
Mendes, Eliony Delgado da S. Paixao, Felipe
Passos Aboudib, Geraldo Viegas Filho, Joselia de
Souza Ribeiro, Maria Emilia Oakim de Carvalho,
Marluce Cristina Ponte Goudouris, Michel Mendes
Meireles Silva, Pedro Carvalho Koury e Ricardo
Gomes Tabach
22
Erik Guedes Laus Brodbeck, Gilson Freitas de
Souza, Giselle Gabriel Ghazi, Pedro Schnoor
W.Bollmann, Raphael Luiz P. A. de S. M. de Si-
queira, Vania Eloy Gadelha, Victor Gabriel Costa
Poubel e Walter Demian Roitman
23
Alessandra Maximino Assemany Goncalves, Ga-
briela Durso Romano, Neide Pereira Motta, San-
dra Maria Faroni, Valesca Cardoso Junqueira,
Victore Mattar Mucare e Yves Jean R. Gounot
24
Carolina Escher Canalini, Joao Jose Jallad, Joao
Ricardo Silvares Serta e Neide de Almeida Ferré
Coutinho
25
Bruno Monteiro Cardoso, Christian de Souza
Polini, Fernando Luiz Cysneiros, Gisele Cecer-
ski Balassiano, Luiz Fernando Cysneiros, Marcia
de Paula Castro Oliveira, Nicolau Sada, Rosana
Tostes Machado, Sergio Antonio Monteiro Fontes
e Sofia Ponte Goudouris
26
Ana Julia, Daniela Carvalho Issa Maffei, Maria
Cecilia Dias Guimarães, Maria da Graca D.B.De
Medeiros, Maria Eduarda Ghazi Goulart, Maria-
na Jardim Leiderman, Michel Eduardo Chaachaa,
Roberto Maksoud, Salvador Paulo Diacovo e Vic-
tor Gabriel Mathias
27
Ana Julia Pinto Pacheco, Barbara Fernandes M.
Zacharias, Beatriz Felipe Amaro Pereira, Danie-
la Monteiro T.Mendes, Jawad Salim Ghazi, Joao
Pedro Pereira de Oliveira e Monica Cury de Souza
28
Anabelle Dias Winter Salimena, Maria Elza Gui-
maraes Regadas, Maristela Travassos, Regina
Helena F. Costa Jorge e Roberta Alexandre
29
Adriana Nassar Felicia, Carolina Palmer Rebou-
ças, Lucas Andrade Ribeiro e Maria Leticia Butti
Simões
30
Bruna Engelke Wanderley, Rafael Caram Asse-
many Moreira e Samantha Tavares Sotello
JUNHO
09
Adib Jamil Amim, Antonio Carlos da Costa, Bian-
ca di Menno, Caio Santana Niemeyer Santana,
Claudia Perracini Valladares, Daniela Brazao Ma-
ksoud, Greyce Flavia Pepe de A. Mezher, Maria
Clara K. de M. Bairral.
Marisa Aloe e Renato Aguiar
10
Alexandre Guimarães de Almeida C. Cesar, Ema-
nuela Bahia Duarte Nogueira, Johnny Alexandre
Guedes, Sara Siciliamo e Tiago Granez Rodrigues
de Oliveira
11
Clara Ferreira Marques Moreira, Gustavo Soares
Pereira Espinho, Henry Daniel Hadid, Marcelo
Maximino Assemany, Pedro Abeid Guimarães,
Sara Dias Torazzi e Solange Calmon N. da Gama
12
Alexandre Tahanabdu Barbosa, Ana Claudia Mot-
ta da Silva, Clarissa de Alcantara Couri, Hamilton
de Mesquita Pinto, Lilian Mara Sobral Anelli de
Paula e Rui Haddad
13
Barbara Maluhy Ritto e Maria Cristina A P Bur-
lamaqui
14
Alexey Rodrigues Dantas, Carla Duby Coscio
Cravo, Guilherme Mendes Tabach, Juliana Sen-
cond Curi, Lucas Taulois Barreto Maio, Maria
Cecilia Gouvea Galhardo, Mariana Lobo Ribeiro,
Natalia Jazbik Silva, Sonia Maria Rasuck, Tatiana
Cecerski Balassiano e Tiago Maurano M Belchior
15
Alexandre Costa Jorge, Ana Paula Couri de Car-
valho, Katia Wolk Taam, Luis Felipe Bellintani Ri-
beiro, Maria Jose Saboia Lima de Souza, Maria
Rodrigues Bueno, Roberto Siqueira Caparica e
Rogério Leone Gomes do A. Xavier
16
Carlos Alberto de Castro Rodrigues, Cesar Ro-
berto de Lima e Silva Junior, Henrique Bragunci
Adayme, João Paulo Ewald A.Bluhm, Jorge Be-
dran Jettar e Maria Claudia C. G. da Cunha
17
Andrea Elizaeth Bodur Lima, Bernardo R. C. Ca-
valer Diuana, Carolina Helena P.A.De S.Miranda
Siqueira, Elisabeth Dias Winter Salimena, Frede-
rico Augusto Kalache de Paiva, Maria Eunice M.
Ribeiro Guedes, Paulo Roberto Meira de Araujo,
Roberta Saad Pedrusian de Souza e Roberto Fla-
vio Rezende
18
Fatima S.Lobo Gazal, Maria Alice S. C. A. Pinho,
Taissa Maria Edde Azevedo S. Mendes e Tatiana
Flavio Rezende
27
CLUBE MONTE LÍBANO
JULHO
09
Luzia Ganem Serrao, Nadia Bedran de Jettar e
Ruben Marcos Tonietto
10
Adalcy Augusto Dos Santos, Luciana Pamplona
Khair, Delma Catalano Tatagiba, Nadia Ferreira,
Simone Edwige Couri, Adriana Menezes de An-
drade, Ilka Maria W. A. T. L. Francalacci , Ali-
ne T. Matias de Sousa e Silva e Vinicius Felicia
Colao
11
Sueli de Aquino Chaim, Adriana Botelho Bastos
Zaverucha, Claudia Regina H. P. Aiex, Laura
Myrian Tavares Viegas, Pierre Saade, Isabela
Pedrosa Daltro Santos, Rafael Galhardo Manela,
Christian Philipe Gonçalves Mecclaskey, Sol Dias
Torazzi e Lara do Rio Asmar
12
Roberto Brugger da Costa, Ivan Gabriel Habib Fi-
lho, Raphael Rebello Gandara, Luciano de Barros
Paes e Maria Fernanda Barros Vasquez
13
Norma Morgado Paiva e Gislene Zapata Franco-
vich Aldabalde
14
Marylka Mendes, Carlos Roberto Lavalle da Silva,
Homero de Araujo Torres Junior, Marcio Maga-
lhaes Lessa, Fernanda Brandão Andre de Medei-
ros Ribeiro, Mariana Passini Rangel C. Branco,
Renata Leite P. Gomes de Oliveira, Guilherme
Gondim Khazen, Juliana Bodas de Figueiredo,
Luiza Curado F. Silva e Maria Cecilia G.Maron
Torres
15
Mauricio Zaki Taam Filho, Paula Muller Araguez,
Marcos Porto Gadelha Junior e Soraya Lage Es-
cher
16
Mario Odiniz Nacif, Eliana Marques B. Flores, Ana
Luisa M. do Amaral Xavier, Evandro de Figueiredo
Quinaud, Beatriz Vargas Tonietto, Maria Carolina
S. L. Gazal e Rafael Pierantoni Carneiro
17
Maria Helena de Mesquita Santos, Grace Abbud
Safady, Gianna Oliveira B. Roque, Luiz Gustavo
Fontenla Jassus, Paulo Cesar Marques Gonçal-
ves, Bianca Maria Abreu Mazurec, Yasmin Mu-
chaluat Saade, Isabella Medeiros Galeria e Luiza
de Souza Tabach
18
Maria de Fatima de Miranda, Sara Jane Leite de
Farias, Andreia Fernandes Stephano, Christiane
Moreira Lima Fonseca, Antonio Claudio Ahouagi
Cunha Filho, Victor C. Raposo da Camara e Ar-
thur Menasche de Sequeira
19
Otavio Luis Pinto, David de Aguiar Gutman, Sofia
Medeiros Galeria, Luana do Nascimento Rabello
Rocha, Maria Valentina Jordão Raposo Spinola e
Clara Cuellar Cravo
20
Marie Rose Deccache, Margaret Vitori C. Asse-
many Moreira, Cleyde Engelke Dos Santos, Ceci-
lia Atta e Bernardo Mariz Maffei
21
Manoel Simoes Caram Assemany, Renee Louise
Jeanine Planche, Maria Cristina M.D’albuquer-
que, Ana Cristina Pimenta D`Aguiar, Maria Agusta
Castro Farias Japiassu, Alexandre Batista de Se-
queira, Agatha Fernandes P. Y Guerrero, Ianick
R. C. Cavaler Diuana, Gabriel Oliveira David, Ma-
ria Fernanda Firpo Henninggsen e Gabriel Rehfeld
22
Jose Tarcisio Soares, Andre Luiz da Cost. Santos,
Ubirajara de Barros Junior, Luiz Fernando Gil de
Sousa e Camille Guedes Laus Brodbeck
23
Cresomilda Costa Cruxen, Laura Luiza Costa de
Souza, Marco Magno Manela, Leonardo Vaz Si-
queira Valle, Jorge Salem Schaefer, Pedro Hen-
rique Araujo D. da Conceição e Linda Hadid Mo-
retto
24
Marcio Barbosa Cordeiro, Geysa M. Bellintani Ri-
beiro, Aldo Henrique Botelho, João Felipe Franklin
Bueno do Prado, Marcia Couri Vieira, Martha Ma-
ria Duailibe Tome, Hudson de Carvalho Neto e
Maria Eduarda da Silva Baroni
25
Hamilton Chichierchio da Silva, Francisco Bar-
ros da Silva, Regina Rocha Dos Santos Conrad,
Valmir Dos Santos Ferreira, Daniela Guimaraes
Furtado, Ronaldo Salomao Couri, Ricardo Alves
Ferreira, Fabio Assuf Martins, Julia Siqueira Pe-
roba e Leticia Nejaim Ribeiro de Bulhoes
26
Deborah Safady Kaiuca, Marcos Gutman, Luciana
Mendes Tabach, Caio Philadelpho Marins, Ma-
riana Souza Machado e Fernando Diniz Werneck
Guimarães Lontro
27
Jose Fernandes, Agenor Augusto Moreira, Claudia
Maria Carvalho Pereira, Marcos Augusto Amorim
e Maria Vitoria Sufan Berlinsky
28
Maria da Penha Tupogi Diab, Roberto da Silva
Mello, Flavia Barbosa Peixoto Guida, Toni Yous-
sef Haddad e Jose Gabriel Haddad Filho
29
Daibes Rachid, Maria Edith Kalache de Paiva,
Olavo Lobo Cazal, Jorge Antonio Boueri Rebel-
lo, Joao Roberto de Castilho Maksoud, Soraia A.
Motta Araujo, Tatiana Garcia Palmer Rebouças,
Gabriella Edde Delforge, Joana Pires Pereira e Lis
Lorenzi de Carvalho Barroso
30
Vera Lucia Mauadie Souza, Roberto Jundi Ma-
cedo, Victor Chamun Costa, Daniela Dos Santos
Rodriguez, Stine Sofie Garde Nielsen da Silva e
Marina de Medeiros
31
Elias Georges Mathias, Rosamaria Carneiro Ri-
beiro, Leila Guimaraes Fadel, Jose Asmar Filho,
Maria Fernanda Pinto R. da Costa, Karla Matura-
na Werneck e Pedro Salomão Lage
01
Sergio Caldeira de Araujo, Ana Ligia Estrela da
Silva, Ana Maria de Almeida Araujo, Denise Gay
Pozas, Paulo Edde Filho, Monica Ferruggini Cha-
mi, Patricia Gomes de Lima Abi-Riham e Julia
Rocha Ferreira
02
Edilza da Silva Camargo, Sandra Silva Pires Dos
Santos, Angela de Carvalho Dalloz, Androlico
Trindade Neto, Nicole Ossaille Beltrame, Ricar-
do Monteiro Rebello, Ana Maria de Oliveira, Luiz
Carlos Martins do Amaral, Aline Coelho Barrios e
Gabriela Lahoud B Shalders
03
Gabriel Penido Avelar Sampaio, Rosana Maria
A. da F. Dias, Helena Taranto Haddad, Marce-
lo Souza Ribeiro, Ivo Correia Pereira, Daniela
Barbosa Duailibe Bassil, Miguel Angelo Iskandar
Kanaan, Bruna Chilaze Fonseca, Paula Pereira
Gonçalves e Pedro Souza Cardoso
04
Francisco Habib Otoch, Jorge Dias Teixeira, Al-
varo Cesar Perrota Saraiva Pontes, Joao Laba,
Marcus Vinicius Lima Cortes, Dina Maria F. M.
Velloso, Andrea Silva Lopes e Bernardo Henrique
Schoen Tocantins
05
Thereze Ramez Saade, Nely Habib Keldani, Paula
Cristina Netto Gonçalves Guerra Gama, Marcus
Vinicius de O.Dudkiewicz, Sylvia Figueiredo Lag-
den e Ana Carolina Barcellar Martins
06
Denise Furtado Moreira, Laila Daibes Rachid, Pa-
tricia Jorge Costa Netto, Antonia Lana de A. Ceva
e Vivian de Carvalho Miceli
07
Nadia Oakim de Carvalho, Ricardo Carneiro Mon-
teiro, Flavio Machado Bueno, Daniela Pisetta
Maierhoffer, Mateus Scabbia Assem, Lais Andrade
Ribeiro, Mariana Campos Banholi, Erick Carvalho
Gravata, João Felipe Carvalho Youssef, Beatriz
Poyares Pazos e Matheus Azevedo Vellasco
08
Rodrigo Sanches V Andrade, Eduardo Simoes
Vieira, Raphael Ferreira de Mattos, Isabelle Za-
rour S. Vieira, Marcelo Pupo Ribeiro, Carolina
Baptista Zarur, Daniela Baptista Zarur, Paulo Ro-
berto Costa V. Silva, Luisa Barbosa Peixoto Guida
e Mariana Barbosa Peixoto Guida
28
CLUBE MONTE LÍBANO
E AS MELHORIAS NÃO PARAM!!!
Dando andamento às ações de modernização das instalações e da estrutura do Clube Monte Líbano,
informamos que já estamos operando com um novo sistema de eletricidade, com a instalação de dis-
juntores modernos e mais efcientes, oferecendo ao associado mais qualidade e segurança no abaste-
cimento e recebimento de energia elétrica.
Além disso, foi instalado o novo gerador Stemac, adquirido pelo Clube com o objetivo de manter em
funcionamento as instalações do prédio principal do Monte Líbano. O modelo em uso, além de silen-
cioso, atende os limites acústicos exigidos em áreas públicas e tem a capacidade de restabelecer a
energia após apenas quatro segundos da suspensão da alimentação da rede principal.
29
CLUBE MONTE LÍBANO
30
CLUBE MONTE LÍBANO
31
CLUBE MONTE LÍBANO
32
CLUBE MONTE LÍBANO

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful