Você está na página 1de 3

Escola EB 2,3 Professor Gonçalo Sampaio

Curso EFA –Secundário

Ficha de trabalho n.º 2


Áreas de Competência - Chave: Cidadania e Profissionalidade/Cultura Língua e Comunicação e
Sociedade Tecnologia e Ciência
Núcleo Gerador: Argumentação e Assertividade/Equipamentos e Sistemas Técnicos

CP
Argumentação e Assertividade (DR2)
Competência: Identificar e compreender a interacção dos vários âmbitos problemáticos do dia-a-dia
Critérios de Evidência
• Capacidade de elaborar um plano de acção pessoal em situações pessoais complexas.
CLC
(DR2)
Competência : Agir perante equipamentos e sistemas técnicos em contexto profissional conjugando saberes especializados e
rentabilizando os seus variados recursos no estabelecimento e desenvolvimento de contactos.
Critérios de Evidência
• Actuar perante equipamentos do contexto profissional de modo a dominar o seu funcionamento e a conseguir articular competências
próprias com as de outros profissionais especializados.
• Actuar face aos equipamentos técnicos no contexto profissional interpretando correctamente instruções contidas em manuais de
utilização em língua portuguesa e/ou língua estrangeira.
• Actuar no contexto profissional face aos diferentes equipamentos técnicos que possibilitam a comunicação entre indivíduos
compreendendo o seu funcionamento (telefones, telemóveis, redes internas e externas, extensões, microfones, entre outros).
(DR3)
Competência : Utilizar conhecimentos sobre equipamentos e sistemas técnicos para facilitar a integração, a comunicação e a intervenção
em contextos institucionais
Critérios de Evidência
• Actuar no sentido de estar apto a lidar com alguns aspectos mais inovadores no funcionamento de equipamentos culturais e percebendo
as suas virtualidades.
• Actuar numa situação de relação institucional redigindo/apresentando oralmente ou por escrito, em língua portuguesa e/ou língua
estrangeira, uma reclamação e/ou sugestão, elaborada de forma argumentativa.
• Actuar em situações de relacionamento com instituições privadas ou públicas compreendendo as mudanças ocorridas nas formas de
comunicação pelo desenvolvimento dos equipamentos técnicos e contextualizando a sua intervenção face ao leque de escolhas possíveis
(correio electrónico, fax, telefone, internet, etc.).
STC(DR2)
Competência : Operar equipamentos e sistemas técnicos em contextos profissionais, identificando e compreendendo as suas
normas de boa utilização e seus impactos nas organizações.
Critérios de Evidência
• Actuar no quadro das qualificações profissionais para lidar com equipamentos e sistemas técnicos, no sentido da reconversão das
posições hierárquicas ocupadas pelos trabalhadores nas organizações.
• Actuar no sentido de clarificar as propriedades e limitações dos equipamentos e dos procedimentos técnicos disponíveis ou que possam
vir a ser disponibilizados num contexto profissional ou na interacção com profissionais especializados.

STC(DR3)
Competência : Interagir com instituições, em situações diversificadas com base nos direitos e deveres de utilizadores e consumidores de
equipamentos e sistemas técnicos
Critério de Evidência
• Actuar com base em conhecimentos técnicos no relacionamento com fabricantes, vendedores e fornecedores, em questões sobre
garantias, qualidade dos produtos e dos serviços prestados, etc.

Página 1 de 3
Escola EB 2,3 Professor Gonçalo Sampaio
Curso EFA –Secundário

1.Vai realizar um trabalho em formato powerpoint. Desse trabalho deverão constar as seguintes preocupações:
 Identificar um conjunto de equipamentos no âmbito profissional (ex: o computador, o telefone, a máquina de escrever…).
 Compreender a importância que esses equipamentos têm na prática profissional.
 Clarificar as propriedades e limitações dos equipamentos e dos procedimentos técnicos disponíveis ou que possam vir a ser
disponibilizados num contexto profissional ou na interacção com profissionais especializados.
 Interpretar e compreender correctamente as instruções contidas no manual de utilização/ instrução do equipamento que
escolheu.
 Reflectir sobre as competências ao nível das novas tecnologias e a reconversão e progressão profissional.
 Compreender, interagindo de que forma os equipamentos possibilitam a comunicação entre os indivíduos

Importante: Não se esqueça que deverá ter em conta os três critérios de evidência que estão na origem deste Domínio de Referência.

2.Imagine, em seguida, que o equipamento que escolheu avariou.


a)Como utilizador do equipamento vai fazer uma pesquisa sobre os vários
tipos de organismos existentes em Portugal que o podem ajudar enquanto
consumidor (Quais são e que tipo de ajuda proporcionam)
http://www.consumidor.pt/
http://www.deco.proteste.pt/
http://acop.planetaclix.pt/

 Portal do Consumidor

O Portal do Consumidor é um sítio na Internet que informa o consumidor sobre conflitos de consumo (recorrer à legislação e
defesa do consumidor, prevenir, a quem se dirigir), direitos do consumidor (acção colectiva no direito comparado, protecção de
dados pessoais, comércio electrónico, cláusulas contratuais gerais, legislação sobre vários assuntos, por exemplo, seguros, livros
de reclamações, publicidade, imobiliário, entre outros. Este portal permite também consultar várias publicações da especialidade,
bem como efectuar reclamações on-line.

 DecoProteste

Nas últimas três décadas, Portugal mudou profundamente. Além das óbvias mudanças na esfera política, as vertentes social e
económica conheceram igualmente revoluções marcantes. O país despertou para os direitos dos cidadãos enquanto
consumidores, uma revolução de mentalidades para a qual a DECO se orgulha de ter contribuído decisivamente.
Entre informação prestada ao consumidor, tomadas de posição sobre diversas polémicas surgidas na sociedade portuguesa, apoio
jurídico aos sócios, projectos educativos para as escolas, representação dos consumidores perante os poderes públicos, a DECO
tem-se desdobrado em diversas frentes de acção ao longo das últimas três décadas, construindo uma sólida credibilidade junto da
generalidade dos portugueses e, muito particularmente, dos órgãos de comunicação social. A DECO presta apoio em situações tão
diversas como análise à água, avaliação automóvel, cartão de crédito, cartão de saúde, corretagem on-line, crédito à habitação e
pessoal, condução defensiva, formação, seguros, entre outros.

Página 2 de 3
Escola EB 2,3 Professor Gonçalo Sampaio
Curso EFA –Secundário

 Associação de Consumidores de Portugal

A ACOP - Associação de Consumidores de Portugal - é uma associação de âmbito nacional, sem fins lucrativos, que se vota à
defesa dos interesses dos seus associados. É uma associação de carácter particular que tem como fim fornecer informação jurídica
a associados ou a quem necessitar única e exclusivamente de uma consulta e resolver extrajudicialmente os conflitos no âmbito
do Direito do Consumo.
Os consumidores poderão recorrer à ACOP para resolver os conflitos relativos a organismos da Administração Pública, a empresas
concessionárias de serviços públicos, e a empresas privadas de prestação de serviços ou de venda de bens, tendo os mesmos
direito à qualidade dos bens e serviços.
Se tiver algum conflito ou pretenda algum esclarecimento dirija-se à ACOP.
Poderão ser sócios da ACOP todos os indivíduos a título individual - os denominados sócios singulares - ou integrados em
empresas (ex. condomínios, empresas imobiliárias, câmaras municipais, empresas ligadas à área alimentar, cooperativas
agrícolas,...) que constituirão os sócios colectivos desta organização.
Para tal deverão inscrever-se e pagar uma jóia de inscrição (como acto único) e uma quota anual.
A ACOP funciona de 2ª a 6ª feira, das 9.00 h - 13.00 h e das 14.30 h - 17.30 h, na sua sede em Coimbra, na Villa Cortez, Rua Vilaça
da Fonseca, nº 5, 3030-321 Coimbra. Dispõe de um corpo de juristas que de modo gracioso fazem todo o apoio a quantos aos
seus serviços recorrem.

b)Em seguida, vai apresentar, por escrito, uma reclamação e/ou sugestão, elaborada de forma argumentativa, à entidade onde foi
produzido o seu equipamento.

c)Finalmente, ao comunicar com a entidade que produziu o seu equipamento, vai analisar as mudanças ocorridas nas formas de
comunicação pelo desenvolvimento dos equipamentos técnicos (correio electrónico, fax, telefone, internet, etc.).

Página 3 de 3