Você está na página 1de 4

Contrato de Arrendamento para Habitação

Entre:
xxxxx, casado, maior, portador do C.C. n.º xxxxx com data de validade até
xxxxx, NIF n.º xxxx e xxxxx, casada, maior, portadora do C.C. n.º xxxx com
data de validade até xxx, NIF n.º xxxx, residentes na Rua xxxxx, na
qualidade de legítimos proprietários e como primeiros contraentes,
E
xxxxx, maior, portadora do C.C. n.º xxxxcom data de validade até xxx, NIF
n.º xxx, residente em Rua xxxx, na qualidade de arrendatária e segunda
contraente,

é celebrado o presente contrato, constante das cláusulas seguintes:

Cláusula primeira
Os primeiros contraentes são legítimos proprietários da fração autónoma xx,
de tipologia T2, sito na R. xxx, na freguesia de xxx concelho de xxx, do
prédio urbano afeto ao regime de propriedade horizontal, inscrito na matriz
da freguesia de xxx, concelho de xxx, sob o n.º xxxx.

Cláusula segunda
O presente contrato terá uma duração de um ano, renovável nos termos do
art. 1096.º do Código Civil, a contar de 01/02/2013, e a terminar em
01/02/2014.

Cláusula terceira

o recebe. em bom estado de conservação. através de transferência bancária. não lhe sendo lícito atribuir outro fim ou uso. no oitavo dia útil do mês anterior a que respeita. total ou parcial. a segunda contraente deverá restituir aos primeiros contraentes o imóvel com todas as suas partes integrantes no mesmo estado de conservação e funcionalidade em que. onerosa ou gratuita. Cláusula sexta O imóvel objeto deste contrato destina-se a habitação da segunda contraente. Cláusula oitava O imóvel é entregue à segunda contraente com todas as suas partes integrantes.00 (duzentos e trinta euros) aos primeiros contraentes. Cláusula décima . sem consentimento expresso e por forma escrita dos primeiros contraentes.00 (dois mil setecentos e sessenta euros). Cláusula sétima À segunda contraente fica vedada a sublocação ou cedência do arrendado. indemnizando os primeiros contraentes de eventuais danos causados. em duodécimos de Euros 230.A renda anual acordada é de Euros 2760. a pagar pela segunda contraente. Cláusula quinta A renda será paga aos primeiros contraentes. NIB xxxx. Cláusula nona Cessando o contrato. Cláusula quarta A renda será atualizada anualmente de acordo com os coeficientes legais. pelo presente título.

Em tudo o que estiver omisso regulam as disposições legais aplicáveis. 23 de Janeiro de 2013 . com vista ao exame do seu estado de conservação. Cláusula Décima Segunda Todas as obras indispensáveis à conservação e limpeza dos interiores do prédio ficam a cargo da segunda contraente.A segunda contraente deve permitir o acesso ao arrendado. como atualmente se encontram. d) A cumprir o Regulamento de Condomínio existente. b) A manter em bom estado as paredes. Cláusula Décima Terceira A segunda contraente obriga-se ao pagamento da água municipalizada que consumir para os seus usos domésticos ou sanitários e bem assim da energia elétrica que gastar. pelos primeiros contraentes ou seu representante. esgotos. Cláusula Décima-Primeira A segunda contraente obriga -se. pagando à sua custa as reparações relativas a deteriorações e danificações. xxxx. sob pena de indemnização: a) A conservar em bom estado. soalhos e vidros. também. desde que avisada com antecedência mínima de oito dias. todas as instalações sanitárias e de luz e respetivos acessórios. c) A cumprir e fazer cumprir pelos seus dependentes o regulamento da escada do prédio. as canalizações de água. incluindo a colocação dos vidros que se partirem.

Primeiros contraentes ___________________________________________________ ___________________________________________________ Segunda contraente ___________________________________________________ .

Interesses relacionados