Você está na página 1de 3

DEUS PROÍBE-NOS DE FAZER IMAGENS DE JESUS

A IDOLATRIA PERMEANDO A IASD

Acordemos e despertemos para todas as abominações que se estão cometendo entre as igrejas adventistas em
geral ao redor do mundo. A idolatria faz hoje parte do culto de adoração em quase cada igreja adventista.
Destruam quaisquer livros, revistas ou quadros que contenham qualquer imagem de Cristo. Foi por meio
deles que a idolatria se insinuou no passado dentro da igreja cristã. A grande maioria dos pastores e oficiais,
uniu-se ao mundo e não só permitem como incentivam a idolatria dentro das igrejas. Estão unidos a Roma,
ao Ecumenismo, estão adorando e ensinando a adorar a “Grande Prostituta”.

“Assim diz o Senhor DEUS: Ai dos pastores de Israel que se apascentam a si mesmos! Não devem os
pastores apascentar as ovelhas? Comeis a gordura, e vos vestis da lã; matais o cevado; mas não
apascentais as ovelhas. As fracas não fortalecestes, e a doente não curastes, e a quebrada não ligastes, e a
desgarrada não tornastes a trazer, e a perdida não buscastes; mas dominais sobre elas com rigor e dureza.
Assim se espalharam, por não haver pastor, e tornaram-se pasto para todas as feras do campo, porquanto se
espalharam.” Is. 34:2-5.

A Bíblia, bem como a serva do Senhor proíbem tais coisas. Leiam com urgência:

“Culto de Imagens. - "O culto de imagens ... foi uma das corrupções do cristianismo que se insinuaram
na igreja furtivamente e quase sem serem notadas nem observadas. Esta corrupção, semelhante a outras
heresias, não se desenvolveu de pronto, pois que em tal caso teria encontrado decidida censura e reprovação:
antes, começando sob um belo disfarce, tão gradualmente foi uma prática introduzida após outra em
conexão com a mesma, que a igreja se tornou profundamente embebida no costume da idolatria, não
somente sem qualquer oposição eficaz, mas quase sem qualquer decidida admoestação; quando finalmente
fez um esforço para desarraigá-la, verificou-se que o mal estava muito profundamente fixo para se admitir a
sua remoção… Deve ser atribuído à tendência idolátrica do coração humano, e à propensão deste para servir
à criatura mais do que ao Criador …

"Imagens e quadros foram a princípio introduzidos nas igrejas, não para serem adorados, mas antes
em lugar dos livros, a fim de darem instrução àqueles que não sabiam ler, ou excitar devoção no
espírito de outros. Até que ponto corresponderam a tal propósito, é duvidoso; mas, concedendo, embora,
que este fosse o caso por algum tempo, logo deixou de ser assim, e notou-se que os quadros e imagens
obscureciam a mente dos ignorantes em vez de a esclarecer, degradavam a devoção do adorador em lugar de
a exaltar. Assim é que, por mais que tivessem sido destinadas a dirigir a mente dos homens a Deus,
acabaram por desviá-la dEle para o culto das coisas criadas." - J. Mendham, The Seventh General Council,
the Second of Nicea, Introdução, págs. III-VI.” Grande Conflito, págs. 685,686.

 “To make an image of God dishonors Him. No one should bring into service the power of
imagination to worship that which belittles God in the mind and associates Him with common
things. Those who worship God must worship Him in spirit and in truth. They must exercise living
faith. Their worship will then be controlled not by the imagination, but by genuine faith.” 4
Bible Commentary 1145.7.

“Fazer uma imagem de Deus desonra-O. Ninguém deve trazer para o serviço [de culto] o poder da
imaginação para adorar aquilo que rebaixa a Deus na mente e associa-O com coisas comuns. Aqueles
que adoram a Deus devem adorá-lO em Espírito e em verdade. Devem exercitar uma fé viva. Sua adoração
será então controlada não pela imaginação, mas por uma fé genuína.” (Tradução livre)
1
 “The second commandment prohibits man from worshiping the true God through any creature or
image. It forbids the making of any image which man might try to liken to the Creator. It
forbids the making of an image of any creature to represent God or to be associated in any
way with the worship of God.” Sermons and Talks Vol 2 Pg 181.

“O Segundo mandamento proíbe os homens de adorar o verdadeiro Deus através de qualquer criatura ou
imagem. Proíbe a produção de qualquer imagem que o homem possa tentar assemelhar ao Criador.
Proíbe a produção de imagens de qualquer criatura para representar Deus ou para estar associadas
de alguma maneira com a adoração a Deus.” (Tradução livre)

 “"The Ark Standing in the Midst of Jordan:" see the cherubim on either end of the ark. What a
misrepresentation of the heavenly angels looking with reverence upon the mercy seat, the
cover of the ark. A child might take the representation as a bird hunched up. But when the ark was
removed from the sanctuary, the cherubim were never exposed to view. That sacred ark, which
represented Jehovah amid His people, was always covered, that no curious eye might look
upon it. Let it ever be covered.--Letter 28a, 1897.” Ellen G. White Estate, Counsels to Writers and
Editors (1946), pages 171, 172, paragraph 4, Chapter Title: Illustrating Our Literature.

“ “A arca no meio do Jordão (ilustração):” vejam os querubins em ambas as extremidades da arca. Que
deturpação dos anjos celestiais a olhar com reverência para o trono da graça, a cobertura da arca.
Uma criança pode mal interpretar a representação como sendo um pássaro inclinado. Mas quando a arca foi
removida do santuário, os querubins nunca estavam à vista. Essa arca sagrada, que representava Jeová no
meio do Seu povo, estava sempre coberta, para que nenhum olho curioso pudesse olhar para ela.
Deixem-na estar sempre coberta.” (Tradução livre).

 “The artist may do his best to represent the things his eyes have never seen, but his representations
are so far beneath the reality that I am pained as I behold them. Neither God nor heaven nor
Christ, who is the image of the Father, can be truly represented by the art of man. If the Lord
had thought it advisable to represent Christ in this way, His person would have been described in the
writings of the apostle [Jonh].” Ellen G. White Estate, The Publishing Ministry (1983), page 219,
paragraph 5, Chapter Title: Book Sales and Illustrations.

“O artista pode fazer o seu melhor para representar as coisas que os seus olhos nunca viram, mas as suas
representações (ilustrações), são tão inferiores à realidade, que eu fico aborrecida quando olho para elas.
Nem Deus, nem o céu, nem Cristo, que é a imagem do Pai, podem ser correctamente representados
pela arte do homem. Se o Senhor achasse sensato representar Cristo desta maneira, a sua aparência pessoal
teria sido descrita nos escritos do apóstolo [João].” (Tradução livre)

 “The revealed Word is our photograph of Christ.” Upward Look 258


“A Palavra revelada é a nossa fotografia de Cristo.” (Tradução livre)

 “The glory of God must be kept before the mind's eye, not the cheap, earthly representations
that imprint in the memory scenes which give a false conception of Christ and heavenly
things.” Ellen G. White Estate, The Publishing Ministry (1983), page 217, paragraph 3, Chapter
Title: Book Sales and Illustrations.
2
“A glória de Deus deve ser mantida na imaginação, e não as baratas, terrenas representações que
imprimem na memória cenas que dão uma falsa concepção de Cristo e das coisas celestiais.” (Tradução
livre)

 “God can make pictures upon the mind's eye more beautiful and correct than can be made by the
greatest artist who has ever presented to the world a representation of heavenly things.”--Lt 137,
1899 Ellen G. White Estate, The Publishing Ministry (1983), page 219, paragraph 4, Chapter Title:
Book Sales and Illustrations.

“Deus pode imprimir na imaginação imagens mais bonitas e correctas do que as que podem ser pintadas
pelo maior artista que alguma vez apresentou ao mundo uma representação das coisas celestiais.” (Tradução
livre)

 “If this is A's work, I cannot accept him as a designer, and if he can accept such pictures I cannot
respect or honor his judgment. Do not spoil my book by disfigurements which lower the facts
and the matters they represent. Brother A needs the sanctification of the senses to understand the
spirituality of truth. He may study European artistic skill, but there will be seen in nearly all
designs the Catholic features.--Letter 81a, 1897, p. 1. (To C. H. Jones, Manager of the Pacific
Press, December 20, 1897.)” Ellen G. White Estate, Manuscript Releases, Volume Eight [Nos. 526-
663] (1990), pages 456, 457, paragraph 3, Chapter Title: MR No. 663 - Pictures in The Desire of
Ages.

“Se este é o trabalho de A [aqui poderíamos incluir muitos dos contratados designers das publicadoras
adventistas!], eu não posso aceitá-lo como designer, e se ele pode aceitar tais imagens eu não posso respeitar
nem honrar o seu parecer. Não envenene o meu livro com desfiguramentos que rebaixam os factos e os
temas que eles representam. O irmão A precisa de santificação dos sentidos para entender a santidade da
verdade. Ele pode estudar a perícia artística europeia, no entanto reflectirá muito de perto as
características das imagens católicas.” (tradução livre).

 “A warning has been given me in regard to our people. I have been instructed that they are certainly
in danger. God declares, "Thou shalt have no other gods before Me. Thou shalt not make unto thee
any graven image, or any likeness of any thing that is in the heaven above, or that is in the earth
beneath, or that is in the water under the earth: thou shalt not bow down thyself to them, nor serve
them: for I the Lord thy God am a jealous God, visiting the iniquity of the fathers upon the children
unto the third and fourth generation of them that hate Me; and showing mercy unto thousands of
them that love Me, and keep My commandments" [Exodus 20:3-6].” Ellen G. White Estate,
Manuscript Releases, Volume Fifteen [Nos. 1136-1185] (1990), page 114, paragraph 2 and 3,
Chapter Title: MR No. 1156 - Overuse of Pictures a Species of Idolatry.

“Foi-me dada uma advertência no que respeita a nosso povo. Fui instruída de que eles certamente estão em
perigo.
Deus declara, “Não terás outros deuses diante de mim. Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma
semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te
encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade
dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam. E faço misericórdia a milhares
dos que me amam e aos que guardam os meus mandamentos.” [Êxodo 20:3-6].” (tradução livre; texto
bíblico – versão ACF).

“Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas
suas pragas. Porque já os seus pecados se acumularam até ao céu, e Deus se lembrou das iniquidades
dela.” Ap. 18:4,5.

Se este pecados não forem retirados de cada igreja, retiremo-nos nós!


3