Você está na página 1de 7

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL

Instituto de Filosofia e Ciências Humanas


Departamento de História

Disciplina:
HUM03034 – HISTÓRIA ANTIGA I – 2 0 1 5 / 1 – 5 0 8 4
p r o f . D r. F r a n c i s c o M a r s h a l l
marshall@ufrgs.br
Súmula:
introdução ao estudo das civilizações antigas

Objetivos:
• apresentar aos alunos os conceitos fundamentais para o estudo das
sociedades antigas orientais;
• estudar e discutir as principais referências e problemáticas históricas das
civilizações antigas;
• iniciar o acadêmico na pesquisa histórica com fontes primárias;
• preparar o aluno para a prática de ensino, pesquisa e extensão com
conteúdos de História Antiga.

Programa:
1. Estudo dos primórdios da história da civilização;
2. R e c o n h e c i m e n t o d o q u a d r o h i s t ó r i c o a m p l o : c a r t o g r a f i a , r e f e r ê n c i a s
políticas, aspectos ambientais e arqueológicos;
3. Problemáticas históricas: mito, religião, mentalidades, cidade, trabalho,
Estado, poder, escrita, sexualidade e iconologias;
4. Leitura e exegese de fontes primárias traduzidas e iconográficas.

UFRGS-IFCH-Depto. de História – Francisco Marshall – Programa de História Antiga I HUM 03034 – 2015/1
2

ATIVIDADES
(15 + 4 encontros):

1. 05/03/2015: Apresentação da disciplina e organização de atividades.

Texto complementar:
HARTOG, François. Os Antigos, o Passado e o Presente. Brasília, Ed. UnB., 2003. Cap. O
Confronto com os Antigos, p. 115-154.

2. 12/03/2015 – Aula expositiva - multimídia

A A n t i g u i d a d e n o t e m p o e n o e s p a ç o : geografia histórica,
cronologias e referências fundamentais. A interpretação da cartografia histórica. História e
meio ambiente, entre Heródoto e a Hipótese causal hidráulica. Çatal Hüyük e os conceitos
de mito e memória.

Tarefa final: organizar 08 grupos para a próxima aula.

3. 19/03/2015 – Seminário de discussão de textos:


Mito e interpretação histórica: religião, sociedade, escritas e
representações.

ELIADE, Mircea. Mito e Realidade. São Paulo, Editora Perspectiva, 1972 (especialmente capítulos
I e VI).
ELIADE, Mircea. Tratado de História das Religiões. Lisboa, Cosmos, 1990: Prefácio (por G.
Dumézil) e Capítulos I (Aproximações: estrutura e morfologia do sagrado), XII (Morfologia e
Função dos Mitos) e X (Templo, Palácio e “Centro do Mundo”).
BAUZÁ, Hugo Francisco. Hacia un intento de definición. In Bauzá, Hugo (org.) Que és un mito?
Una aproximación a la mitologia clásica. Buenos Aires, Fondo de Cultura Econômica, 2006.

Discussão: o que é mito? Qual é sua dimensão histórica nas sociedades antigas? Como interpretar o
mito (o mito nas Ciências Humanas)? Como interpretar a sociedade através do mito?

4. 26/03/2015: Cinema e história: M i t o s e m i t o l o g i a s

a. Filme: O Sacrifício, de Andrei Tarkowsky (1986). Discussão: mito, rito, o sagrado e a


ordem do mundo; o pensamento mágico; Nietzsche, Eliade e o eterno retorno;
paganismo e cristianismo;

Lista de filmes e história antiga: http://www.fordham.edu/halsall/ancient/asbookmovies.html

UFRGS-IFCH-Depto. de História – Francisco Marshall – Programa de História Antiga I HUM 03034 – 2015/1
3

5. 02/04/2015: Seminário:
Literatura no Egito faraônico
ARAÚJO, Emanuel. Escrito para Eternidade. Brasília, UnB, 2000. Apresentações em grupo –
capítulos selecionados.

6. 09/04/2015: Seminário (continuação):


Literatura no Egito faraônico

7. 16/04/2015: Trabalho em grupo:

C ó d i g o d e H a m m u r a b i : direito e pré-direito, lei escrita na Mesopotâmia.


BOUZON, Emanuel. O Código de Hammurabi. Rio de Janeiro: Vozes, 1986.
___________. Ensaios Babilônicos – sociedade, economia e cultura na Babilônia pré-cristã. Porto
Alegre, Edipucrs, 1998 (Direito e Ciência no processo de composição das coleções jurídicas
cuneiformes, p. 91 a 124).
A Gincana Hammurabi

8. 23/04/2015: Seminário: E s c r i t a s , m i t o e e p o p é i a : G i l g a m e s h

BOUZON, Emanuel. Ensaios Babilônicos. Porto Alegre, EDIPUCRS, 1998. (A Epopéia de


Gilgamesh e suas fontes, p. 125-156).
BUDGE, E. Wallis. Versão Babilônica Sobre o Dilúvio e a Epopéia de Gilgamesh. São Paulo,
Editora Madras, 2004.
SANTOS, Dominique. Grandes epopeias da antiguidade e do medievo. Blumenau,
Editora da FURB, 2014.

9. 30/04/2015: Palestra profa. Dra. Katia Pozzer:


A escrita cuneiforme e as sociedades do Oriente próximo,
em texto e imagem.
BOTTÉRO, Jean; MORRISON, Ken et alii. Cultura, Pensamento e Escrita. (Jean Bottéro, A Escrita
e a formação da inteligência na Mesopotâmia, p. 9-46).
HOOKER, J.T.. Lendo o Passado – do cuneiforme ao alfabeto. A história da escrita antiga. São
Paulo, Edusp Melhoramentos, 1996.

10. 07/05/2015:
a) orientações para os trabalhos de grupo.
b) Seminário:
Arqueologia, cultura e patrimônio no Oriente Próximo
estudos de caso.

UFRGS-IFCH-Depto. de História – Francisco Marshall – Programa de História Antiga I HUM 03034 – 2015/1
4

11. 14/05/2015 - Prova. Matéria:

A . O q u a d r o h i s t ó r i c o a m p l o : cartografia, referências políticas,


cronologias, aspectos ambientais e arqueológicos.
AYMARD & AUBOYER. História Geral das Civilizações. São Paulo: Difusão Européia do Livro,
1955. Vol. II.
CROUZET, Maurice. História geral das civilizações. O Oriente e a Grécia Antiga. As civilizações
imperiais. Vols. 1 e 2. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1993.
GARELLI, Paul. O Oriente Próximo Asiático – das Origens às invasões dos povos do Mar. São
Paulo, Pioneira-Edusp, 1982.
LÉVÊQUE, Pierre (org.). As primeiras civilizações. Volume 1. Os Impérios do bronze. Lisboa:
Edições 70, 1990.
__________. As primeiras civilizações. Vol. II. A Mesopotâmia/Os Hititas. Lisboa: Edições 70,
1990.
LIVERANI, Mario. El antiguo oriente - historia, sociedade y economia. Barcelona: Crítica, 1995.
TRIGGER, B. G. et alii. Historia del Egipto Antiguo. Barcelona: Crítica, 1985.
VERCOUTTER, Jean. O Egito Antigo. São Paulo: DIFEL, 1980.

B. A interpretação das sociedades a n t i g a s : tópicos e textos


trabalhados nos seminários.

12. 21/05/2015: atividade programada: desenvolvimento dos trabalhos de grupo.

13. 28/05/2015: atividade programada: desenvolvimento dos trabalhos de grupo.

14. 04/06/2015: feriado - Corpus Christi (!).

15. 11/06/2015: apresentações de seminários:


a. Egito Antigo: economia, política e sociedade, do pré-dinástico ao médio império;
b. Egito Antigo: economia, política e sociedade, do novo império à era helenística.

16. 18/06/2015: Apresentações de seminários:


a. Egito Antigo: religião e cultura, do pré-dinástico ao médio império;
b. Egito Antigo: religião e cultura, do novo império à era helenística.

17. 26/06/2015: Apresentações de seminários:


a. Mesopotâmia: economia e política;
b. Mesopotâmia: religião e cultura.

UFRGS-IFCH-Depto. de História – Francisco Marshall – Programa de História Antiga I HUM 03034 – 2015/1
5

18. 03/07/2015: Apresentações de seminários e encerramento:

a. Fenícios: sociedade, economia e cultura;


b. Hebreus: sociedade, história religiosa e cultura.

1 9 . 1 0 / 0 7 / 2 0 1 5 - R e c u p e r a ç ã o - Seminário de Encerramento.

PROCEDIMENTOS DE A VA L I A Ç Ã O :

• Atividades e tarefas dirigidas


• Participação
• Prova escrita
• Desempenho coletivo e individual nos seminários

BANCO DE TEXTOS:
http://www.4shared.com/folder/CJxL2pXY/My_4shared_of_nuhaufrgs.html

BIBLIOGRAFIA GERAL:
ARAÚJO, Emanuel. Escrito para Eternidade. Brasília, UnB, 2000.
ARMSTRONG, Karen. Uma História de Deus - quatro milênios de busca do Judaísmo,
Cristianismo e do Islamismo. São Paulo, Companhia das Letras, 1994.
AYMARD & AUBOYER. História geral das civilizações. São Paulo, Difusão Européia do Livro,
1955. Vol. II.
BINFORD, Lewis. En busca del pasado. Barcelona, Editorial Crítica, 1988.
BOTTÉRO, Jean; MORRISON, Ken et alii. Cultura, Pensamento e Escrita. São Paulo, Ática, 1995.
BOUZON, Emanuel. O Código de Hammurabi. Rio de Janeiro, Vozes, 1986.
______. Ensaios Babilônicos – sociedade, economia e cultura na Babilônia pré-cristã. Porto Alegre,
Edipucrs, 1998
BRIGHT, John. História de Israel. São Paulo: Paulinas, 1978.
BUDGE, E. Wallis. Versão Babilônica Sobre o Dilúvio e a Epopéia de Gilgamesh. São Paulo,
Editora Madras, 2004.
CAHILL, Thomas. A dádiva dos judeus. Rio de Janeiro, Objetiva, 1998.
CARDOSO, Ciro Flamarion. Deuses, Múmias e Ziggurats – uma comparação das religiões antigas
do Egito e da Mesopotâmia. Porto Alegre, Edipucrs, 1999.
______. O Egito Antigo. São Paulo: Brasiliense, 1982. Col. Tudo é História, nº 36.
______. Sociedades do Antigo Oriente Próximo. São Paulo: Ática, 1986. Série Princípios, nº 47.
CHABROL, C.; Marin, L.. Semiótica narrativa dos Textos Bíblicos. Rio de Janeiro, Forense
Universitária, 1980.
CHILDE, Gordon. A revolução urbana. IN: PINSKY, Jaime. Modos de produção na Antiguidade. 2ª
e. São Paulo: Global, 1984.

UFRGS-IFCH-Depto. de História – Francisco Marshall – Programa de História Antiga I HUM 03034 – 2015/1
6

CROUZET, Maurice. História geral das civilizações. O Oriente e a Grécia Antiga. As civilizações
imperiais. Vols. 1 e 2. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1993.
DONADONI, Sergio. O Homem egípcio. Lisboa, Presença, 1994.
ELIADE, Mircea. História das crenças e das idéias religiosas. Rio de Janeiro, Zahar, 1983. Tomo I,
vol. 1; Tomo 2, Vol. 1.
______. O mito de eterno retorno. Lisboa: Ed. 70, 1988.
______. Tratado de História das Religiões. Lisboa, Edições Cosmos, 1990.
FINKELSTEIN, Israel; SILBERMAN, Neil. A Bíblia Não Tinha Razão, São Paulo, A Girafa, 2003
(original: The Bible Unearthead)
FOX, Robin Lane. Bíblia. Verdade e ficção. São Paulo, Companhia das Letras, 1993.
FRYE, Northrop. Código dos Códigos – a Bíblia e a Literatura. São Paulo, Boitempo Ed., 2004.
GAUCHET, Marcel. A dívida do sentido e as raízes do Estado. In: CLASTRES, P. et ali. Guerra
religião e poder. Lisboa, Ed. 70, 1980.
GOODY, Jack. Domesticação do pensamento selvagem. Lisboa, Editorial Presença, 1988.
HARTOG, François. Os Antigos, o passado e o presente. Brasília, Ed. UnB, 2003.
HOOKER, J.T.. Lendo o Passado – do cuneiforme ao alfabeto. A história da escrita antiga. São
Paulo, Edusp Melhoramentos, 1996.
LEICK, Gwendolyn. Mesopotâmia – a invenção da cidade. Rio de Janeiro, Imago, 2004.
KEMP, Barry. El Antiguo Egipto. Barcelona: Crítica, 1996.
KIRK, G.S. El mito. Su significado y funciones en la Antiguedad y otras culturas. Barcelona,
Paidós, 1985.
KRAMER. S. N.. Os sumérios. Amadora, Bertrand, 1977.
LÉVÊQUE, Pierre (org.). As primeiras civilizações. Volume 1. Lisboa: Edições 70, 1990.
__________. As primeiras civilizações. Vol. II. A Mesopotâmia/Os Hititas. Lisboa, Edições 70,
1990.
LIVERANI, Mario. El antiguo oriente - historia, sociedade y economia. Barcelona, Crítica, 1995.
ROMER, John. Testamento. Os textos sagrados através da história. Rio de Janeiro, Melhoramentos,
1991.
_____________. O Vale dos Reis. O mistério das tumbas reais do Antigo Egito. Rio de Janeiro:
Melhoramentos, 1994.
SANTOS, Dominique. Grandes epopeias da antiguidade e do medievo. Blumenau,
Editora da FURB, 2014.
TRIGGER, B. G. et alii. Historia del Egipto Antiguo. Barcelona, Crítica, 1985
TRAUNECKER, Claude. Os deuses do Egito. Brasília, UnB, 1992.
VERCOUTTER, Jean. O Egito Antigo. São Paulo, DIFEL, 1980.
WAGNER, C.G.. Assíria y su imperio. Madrid, Akal, 1988.

Pequena Bibliografia de História da Índia:


ELIADE, Mircea. História das Crenças e das Idéias Religiosas – T I, 1 e 2. Rio de Janeiro, Zahar
Ed., 1983.

UFRGS-IFCH-Depto. de História – Francisco Marshall – Programa de História Antiga I HUM 03034 – 2015/1
7

IANNI, Octavio. Teorias de estratificação social. São Paulo, Cia. Ed. Nacional, 1973.
MEILE, Pierre. Historia de la India. Buenos Aires, EDUBA, 1965.
Os Upanishades. Sintra, Pub. Europa-américa (lb 317), s/d.
RENOU, Louis. O Hinduísmo. Lisboa, Publicações Europa-América, c. 1978.

UFRGS-IFCH-Depto. de História – Francisco Marshall – Programa de História Antiga I HUM 03034 – 2015/1