Você está na página 1de 171

EMPRESAS PATROCINADORAS

EMPRESAS ANUNCIANTES

grupo
Vigna Brasil
®
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

2
2017

3
EXPEDIENTE
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

ABISOLO Diretor Técnico de Fertilizantes Orgânicos,


Associação Brasileira de Tecnologia em Nutrição Condicionadores de solo e Substratos para plantas
Vegetal Gean Carlos Silva Matias

Diretor de Meio Ambiente


Presidente Julio de Sousa
Clorialdo Roberto Levrero
Conselho Consultivo e Fiscal
Vice-presidente Antonio Ricardo de Figueiredo
Francisco Guilherme Romanini Gilberto Pozzan
Gestor de Projetos
Alexandre D’Angelo Consultores Técnicos
Antonio Arnaldo Rodella
Diretor Administrativo e Financeiro
Gustavo Branco Fernanda Latanze
José Carlos Olivieri
Diretor de Relações Institucionais e Comunicação
Kátia Goldschmidt Beltrame
Social
Anderson Nora Ribeiro Luiz Antônio Pinazza
Moacir Beltrame
Diretor Técnico de Fertilizantes Organominerais e
Paulo Cesar Alarcon
Minerais de Solo
Alessandro Olinda de S. Mesquita
Equipe Executiva
Diretor Técnico de Fertilizantes Foliares e Secretário Executivo: José Alberto Nunes da Silva
Biofertilizantes
Marcelo L. M. Santos Assistente Adm. Financeiro: Maria Cristina
Duvaizem Moura
Auxiliar Administrativo: Sabrina Coqueiro da Cruz

Expediente YEB Inteligência de Mercado

Coordenação Geral e Técnica Conteúdo Comercial


Jessica Gabriele dos Santos Carolina Okamoto Estevan do Nascimento
Gabriela Cazonato
Revisão Graziela Talarico Projeto Gráfico
Felix Yeboles Iara Santos Thais Lindo
Fernanda Latanze Jessica Gabriele dos Santos
Jesus Eduardo Mendonça Jessica Fernanda Bonatti Impressão
Kelvi Carvalho Cromosete
Luiz Antônio Pinazza
Rafael Zanão Soares

Av. Paulista, 726 - Ed. Palácio 5ª Avenida, 3º Anuário Brasileiro de Tecnologia em


Conjunto 1307, Bela Vista | São Paulo/SP Nutrição Vegetal - 2017
abisolo@abisolo.com.br Todos os direitos reservados. Permitida a
www.abisolo.com.br reprodução desde que citada a fonte.
4
2017

C R E AT I N G T O M O R R O W ’ S S O L U T I O N S

SOLUÇÕES INTEGRADAS E SUSTENTÁVES EM


ANTIESPUMANTES E AGENTES ESPALHANTES PARA
AGROQUÍMICOS

O constante crescimento da população mundial vem acompanhado de grandes desafios para a agricultura e
agroquímica. Os antiespumantes da linha SILFOAM® da WACKER asseguram um controle de espuma
eficaz e duradouro nos processos de produção para várias formulações de produtos agroquímicos e possuem
ampla gama de aplicação para agentes de proteção de plantas, enquanto os agentes espalhantes da
linha WACKER® auxiliam o processo de pulverização, contribuindo para a diminuição da tensão superficial das
gotas, proporcionando um melhor espalhamento dos ativos sobre as folhas.

Nosso Centro Técnico em São Paulo e nossos especialistas estão disponíveis para auxiliá-lo na seleção e
aperfeiçoamento do antiespumante mais adequado para sua aplicação. Consulte-nos!

Distribuidor: Orsil Comércio de Produtos Químicos Ltda, Tel. +55 11 3641-0013 | 3832-3896

Wacker Química do Brasil Ltda, Jandira/SP, Brasil, Tel. +55 11 4789-8300


5
info.brazil@wacker.com, www.wacker.com, www.wacker.com/socialmedia
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

ÍNDICE
1 ENTIDADES E EMPRESAS APOIADORAS

8 EDITORIAL ABISOLO

9 EDITORIAL YEB

12 A ABISOLO

23 SUMÁRIO EXECUTIVO

24 INTRODUÇÃO

25 CAPÍTULO 1 - TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

45 CAPÍTULO 2 - O MERCADO DE INSUMOS PARA A INDÚSTRIA DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

99 CAPÍTULO 3 - O MERCADO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

115 CAPÍTULO 4 - O MERCADO CONSUMIDOR DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

127 CAPÍTULO 5 - GUIA DE MERCADO

6
2017

7
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

PALAVRA DO PRESIDENTE
Clorialdo Roberto Levrero

Poderíamos abordar neste breve texto as já sociedade como um todo. O crescimento acima
conhecidas dificuldades do setor em termos dos de dois dígitos registrado nesses últimos anos é
crônicos problemas na infraestrutura e logística, fruto de um trabalho transparente. Apresentamos
na constituição dos marcos regulatórios, as propostas embasadas tecnicamente e de forma
políticas agrícolas insatisfatórias, sem contar os imparcial. Sabemos que temos muito ainda
casos vergonhosos de corrupção. a desenvolver. Nosso país possui dimensões
continentais, com desafios e oportunidades
No entanto, prefiro parabenizar a todos enormes a serem exploradas. Isso, de fato, é
que direta ou indiretamente fazem parte do motivador.
Agro brasileiro, e principalmente, ao setor que
a ABISOLO representa. É impossível fechar os Este anuário objetiva cada vez mais levar
olhos para a coragem, competência e patriotismo um conteúdo para que a sociedade entenda a
desses empresários, técnicos e produtores. Todos importância que o Agro tem em nossas vidas.
investem seu tempo e patrimônio para promover As novas tecnologias em nutrição vegetal
uma agricultura mais competitiva e sustentável. representam a competitividade do agricultor.

A cada ano, trazemos novas tecnologias, Para superarmos todas essas barreiras
opções de matérias-primas, produtos e serviços. impostas ao nosso dia a dia, precisamos trabalhar
Assistimos posicionamentos modernos na de forma unida e transparente. A sociedade,
aplicação, as regulamentações são discutidas como um todo, os órgãos regulatórios, a
para viabilizar as tecnologias aos agricultores pesquisa, o desenvolvimento e a inovação, junto
de forma mais segura. Tudo isso é um trabalho com o setor produtivo necessitam estar coesos e
muito sério e dedicado realizado pelas empresas alinhados na busca por objetivos comuns. Desta
para inserir a inovação na agricultura nacional. forma, continuarmos a dar exemplos positivos,
para construirmos um país melhor e com mais
A participação da academia, dos órgãos sustentabilidade.
regulatórios e da mídia tem sido um fator
importante na divulgação do nosso setor para a Desejo a todos uma boa leitura.

8
2017

PALAVRA DO DIRETOR
Felix Sanz Yeboles

Lançar a 3ª edição do Anuário Brasileiro de Tecnologia crescimento de 12%, alcançando o setor um faturamento de
em Nutrição Vegetal é motivo de satisfação para todos nós R$ 5,8 bilhões em 2016, uma geração de 17 mil empregos e
da Yeb. Configura-se a sequência para a construção de uma uma contribuição com impostos de R$ 2,3 bilhões no último
série econômica, iniciada em 2015, e que vem permitindo ano.
o acompanhamento anual da evolução de um segmento
promissor e dinâmico. As preocupações dos produtores de Tecnologia em
Nutrição Vegetal vão além de oferecer produtos de alto
Estendendo-se das matérias-primas até a produção desempenho aos produtores rurais. Eles também têm
agrícola, o setor de Tecnologia em Nutrição Vegetal contribui a consciência da importância de oferecer para toda a
para a vida, suportando a oferta – para toda a humanidade – sociedade, em especial para os agentes econômicos do
de alimentos, energia, insumos para a indústria de vestuário, agronegócio e autoridades, um conjunto de dados com o
princípios ativos farmacêuticos e cosméticos, suprimento objetivo de contribuir para a tomada de decisão, atração de
industrial para produção de gusa, celulose, papel, óleos investimento e formação de políticas públicas. Dessa forma,
vegetais, produtos químicos e uma longa série de materiais a parceria ABISOLO–Yeb preocupa-se em consolidar dados,
que compõem o nosso cotidiano. por meio de pesquisa direta com os participantes da cadeia,
e de disponibilizá-los livremente neste Anuário.
Engrenagem de um sistema muito maior, o setor de
Tecnologia em Nutrição Vegetal apoia a produção agrícola A obtenção destes dados e informações teria sido
no Brasil de forma notável e com crescente impacto na impossível sem a participação das empresas e de seus
oferta de produtos de maior qualidade. De forma destacada, profissionais, que compartilham conosco números e
os agentes da cadeia vêm atuando no incremento da impressões. A eles, o nosso sincero agradecimento por
tecnologia e oferecendo ano a ano soluções efetivas para o fundamentarem esta construção.
aumento da capacidade produtiva por área de plantio.
Desejamos a todos uma excelente leitura.
Prova disso é o exponencial crescimento do setor, que
ano após ano tem se mantido em dois dígitos.
Certificado da competência avalizada pelas
compras dos clientes, o produtor rural encontra
na Indústria de Tecnologia em Nutrição Vegetal
o amparo e suporte para o crescimento de seu
negócio.

Os indicadores econômicos do setor


revelam claramente que se vive um momento
especial e que grandes transformações estão
sendo implementadas na agricultura brasileira
pelos agentes do setor. Isso se atesta com um

Foto: Equipe Yeb Inteligência de Mercado.

9
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

A ABISOLO
10
2017

A ABISOLO

A Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em registrados no Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento
Nutrição Vegetal (ABISOLO) representa e defende os interesses (MAPA), com faturamento que perfazem a maior parte do setor
das empresas que atuam nos segmentos de: fertilizantes de Tecnologia em Nutrição Vegetal.
foliares, biofertilizantes, fertilizantes orgânicos, organominerais,
condicionadores de solo e substratos para plantas. Além dessas Com relação à representatividade geográfica, por meio de

indústrias, a associação possui as associadas setoriais, como as suas associadas, a ABISOLO está presente em oito estados dos

empresas fornecedoras de serviços, máquinas e equipamentos 20 que possuem indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal.

para o setor. Hoje, a sua maior representatividade se encontra em São Paulo,


onde 27% das empresas do estado são associadas.
Atualmente, a ABISOLO mantém em seu quadro associativo
96 empresas, representantes de 19% dos estabelecimentos

2 1

62

10

1
6

Mapa: Distribuição Geográfica de Associados ABISOLO.

11
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

Em 2017, todos os segmentos de Tecnologia em Nutrição Vegetal representados pela associação possuem no mínimo 20 associados
com produtos no portfólio. Isso deixa evidente o potencial de conhecimento técnico e representatividade da ABISOLO no setor, com
a elaboração de propostas e defesa dos pleitos realmente relevantes junto ao governo. Com 81% de participação das associadas na
oferta de produtos em seu portfólio, a maior representatividade de associadas se encontra no segmento de Fertilizantes Foliares.

78

51

30
21 20

Foliares Organominerais Orgânicos Condiconador de Solo Matéria-Prima Serviços


e Substratos

Gráfico: Distribuição das Associadas conforme portfólio de produtos.

REALIZAÇÕES ABISOLO 2016/2017

Durante o biênio 2016/2017, os Diretores da ABISOLO estiveram comprometidos com o desenvolvimento da entidade. A Missão, a
Visão e os Valores da associação foram sempre perseguidos em defesa dos interesses de cada segmento. A difusão de conhecimento,
novas tecnologias e marcos regulatórios, contribuíram para a sustentabilidade da agricultura e a conquista de novas vitórias no âmbito
da esfera pública e empresarial.

DIRETORIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS


E COMUNICAÇÃO SOCIAL

ANDERSON NORA RIBEIRO

O biênio 2016/2017, foi de realizações importantes na processo permitiu a geração de conclusões de curto prazo
diretoria de Relações Institucionais e Comunicação Social, onde exclusivas para os associados. Por sua vez, a pesquisa externa
as tecnologias do segmento foram promovidas com o objetivo de mercado se consolidou como a melhor fonte de informações
de fortalecer e valorizar de forma crescente o setor. mercadológicas dos segmentos da nutrição vegetal no Brasil. A
cada ano, a publicação de seus dados nos anuários da associação
Como destaque, podemos registrar a implementação de se consolidam como um guia para a tomada de decisões no
uma nova plataforma para pesquisa interna de mercado. Esse ambiente de negócios.

12
2017

O 1º evento de lançamento do Anuário da ABISOLO, foi


realizado no ano de 2016, com lotação total da sala de reuniões da
Hortitec. Estavam presentes presidentes, diretores e gerentes das
mais importantes empresas de insumos agrícolas do Brasil. Foram
mais de 1.200 downloads da versão digital do anuário 2016.

Foto: Lançamento do Anuário 2016.

A ABISOLO buscou melhorar o relacionamento institucional ↑ 96%


para alcançar melhorias nos canais de comunicação com os 46.501
associados. Com o aprimoramento da área restrita do site,
a adesão das empresas hoje apresenta uma média de 150
downloads de arquivos no mês.
↑ 63%
Já no relacionamento com a cadeia do segmento e a 23.736 22.863
sociedade, tivemos o lançamento da newsletter eletrônica da
ABISOLO. Essa publicação constitui uma fonte constante e 13.997
confiável de informações do setor: o seu mailing, com mais de
3.700 contatos, alcança uma taxa de abertura média de 20%.

O site da instituição, no comparativo entre 2015 e 2016, além


Jan/dez 2015 Jan/dez 2016
de ter seu número de acessos dobrado, passou a contar com
sessões constantes de fora do país, confirmando o seu grau de
Acessos Visitantes
representatividade no setor.
Gráfico: Número de acessos e visitantes do site ABISOLO.

13
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

Como iniciativa diferencial para aumentarmos a


representatividade no setor, destacamos o crescimento
da exposição nas mídias do trabalho e das realizações da
ABISOLO. Foram mais de 25 entrevistas promovidas por meio
da ABISOLO ao longo do biênio, com diretores, técnicos e
especialistas do setor em divulgações e esclarecimentos sobre
o mercado de Tecnologia em Nutrição Vegetal.

O ano de 2017 começou com a realização, com grande


sucesso, do 7º Fórum e Exposição ABISOLO, com recorde de
público - mais de 600 participantes - e alto nível de satisfação
dos expositores, visitantes e congressistas. O evento contou
com o envolvimento dos mais diversos elos da cadeia de
produção, com a participação de importantes autoridades
públicas, executivos de empresas e pesquisadores. Depois Foto: Entrevista coletiva - Diretoria ABISOLO.
desse sucesso, ainda temos o desafio de tornar o Fórum e Exposição
Abisolo um evento internacional, com maior participação de
empresas e público estrangeiro, consolidando o evento como
o maior encontro do mercado da Nutrição Vegetal da América
Latina. Como perspectivas futuras, temos na agenda a:

• Ampliação do uso das mídias sociais para divulgar ações e promover as


tecnologias disponíveis em cada segmento;
• Presença constante nas mídias especializadas para mostrar os
benefícios das tecnologias;
• Respostas às dúvidas dos jornalistas; e
• Demonstração da importância e o crescimento do setor.

Dentre os próximos passos desta Diretoria, devemos continuar


persistindo em melhorar a participação efetiva dos associados nas
reuniões da ABISOLO. Isso busca, ao mesmo tempo, capturar e dar
informações relevantes para o melhor posicionamento das empresas.

Dessa maneira, iniciaremos a transmissão das reuniões pela internet para os


associados sediados em regiões mais distantes, de modo a proporcionar comodidade,
redução de custos e possibilidade de interatividade às empresas. Além Foto: VII Fórum e Exposição ABISOLO.
disso, implementar melhorias nas pesquisas internas e externas, com a
geração de informações com credibilidade, precisas e utilizáveis pelos
diferentes stakeholders.

E, para fechar, com este Anuário 2017 alcançar um público ainda maior, com ampla cobertura da imprensa, na promoção, informação
e valorização do setor de Tecnologia em Nutrição Vegetal no meio agrícola brasileiro.

14
2017

DIRETORIA DE ORGANOMINERAIS

ALESSANDRO MESQUITA

A Diretoria de Organominerais foi criada com a divisão da Junho: palestra do Professor da Escola Superior de Agricultura
diretoria de Orgânicos e Organominerais, com o objetivo de Luiz de Queiroz Dr. José Marcos Leite com o tema “Substâncias
atender a demandas específicas das empresas deste segmento. Húmicas e Fertilizantes Nitrogenados”.
A partir daí, buscamos atrair seus representantes para reuniões
técnicas, enquetes virtuais, e assim, promover debates e dar Outubro: presença no 15º encontro técnico internacional de

abertura a possíveis solicitações dessas empresas. Não obstante, alto nível – Compostagem em escala industrial, realizado em

várias ações seguiram em conjunto com a Diretoria de Orgânicos. Campinas, estado de São Paulo.

Realizações no exercício de 2016: Durante os nossos encontros, outros temas também foram
abordados, como a Logística Reversa, as revisões da IN 25,
Fevereiro: palestra do Professor da Escola Superior de a resolução do CONAMA e o GHS (Sistema Harmonizado
Agricultura Luiz de Queiroz, Dr. Marcos Globalmente para a Classificação e Rotulagem de Produtos
Kamogawa - “Contribuição da Químicos).
Qualidade do Carbono no
Fertilizante Organomineral”. Até o presente, os principais objetivos desta diretoria foram
intensificar a visibilidade da indústria de organominerais e realizar
Abril: palestra do pesquisador reuniões com as empresas associadas para a definição das
da Embrapa Instrumentação, prioridades do segmento, e em busca desses objetivos a atual
Dr. Cauê Ribeiro - diretoria continuará atuando.
“Perspectivas e Avanços Sobre
o Uso da Nanotecnologia
para o Setor de Fertilizantes
Organominerais”

Foto: Reunião de Diretorias Técnicas.

DIRETORIA TÉCNICA DE FERTILIZANTES FOLIARES


E BIOFERTILIZANTES

MARCELO L. M. SANTOS

Mais um ano de desafios para a Diretoria de Fertilizantes Foliares e Biofertilizantes. Muitas conquistas alcançadas, mas também
diversos projetos ainda em andamento que podem parecer derrotas, porém quem conhece e trabalha em associações sabe que
as demandas são dinâmicas e precisamos contar com os órgãos reguladores. Por isso, temos sempre que trabalhar com paciência,
resiliência e saber dar o peso correto às conquistas.

15
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

Como exemplo, a publicação da IN 53 contempla 90% das


nossas requisições e estamos trabalhando junto ao Ministério
da Agricultura para rever e incluir as demandas não atendidas.
Acreditamos que algumas são cruciais para a nossa indústria e,
portanto, vamos continuar buscando o entendimento e o bom-
senso de todos.

Breve resumo dos Grupos de Trabalho:

BIOFERTILIZANTES

O objetivo é definir o conceito de Biofertilizantes e dos


grupos de produtos. As reuniões internas realizadas com os
fiscais do MAPA mostram que o trabalho é árduo. Atualmente,
o conceito de Biofertilizantes está definido nas Instruções Foto: Reunião MAPA.
Normativas do MAPA. Os grupos de produtos também já foram
criados, como: Substâncias Húmicas, Extratos de Algas, Extratos Vegetais, Proteínas Hidrolisadas, Microrganismos e Aminoácidos. Com
o apoio de professores e pesquisadores, já começamos as tratativas para a criação de Protocolos de Pesquisa. Muito há a ser feito. Os
desafios estão em como medir e garantir os componentes dos produtos Biofertilizantes, conforme os grupos criados, com declaração
no rótulo. As ações envolvem a participação de fiscais do MAPA e colaboradores da Comunidade Científica.

SUSPENSÃO CONCENTRADA

Buscamos definir junto ao MAPA o conceito de uma Suspensão Concentrada a partir de uma revisão bibliográfica. Depois de
várias reuniões internas e com os fiscais do MAPA, apresentamos a revisão bibliográfica e trabalhos de pesquisa. Debatemos com o
Prof. Douglas Guelfi, da Universidade Federal de Lavras, as principais dúvidas dos representantes do MAPA. Atualmente, discutimos a
metodologia de análise para a garantia dos produtos acabados; isso finalizado, o MAPA se comprometeu a emitir um anexo, a partir
do qual poderemos registrar produtos de suspensão concentrada para aplicação foliar.

FERTILIZANTES VIA TRATAMENTO DE SEMENTE

Trata-se de uma antiga demanda do setor para viabilizar o registro desses produtos de forma técnica e segura, sem restrições de
alguns nutrientes para limitados cultivos. Ao longo do ano, ocorreram várias reuniões internas e com os representantes do MAPA, nas
quais apresentamos vários trabalhos de pesquisa e tivemos um debate técnico em que foram apresentadas todas as justificativas aos
fiscais do MAPA.

Comprovamos que a discussão era sobre o modo de aplicação dos fertilizantes via semente e que não recomendaríamos a
totalidade da necessidade do cultivo neste momento, com exceção de alguns micronutrientes. A nutrição via semente é parcial,
pontual e complementar.

Em uma discussão franca e objetiva, mostramos o entendimento da indústria e dos agricultores de que a nutrição via semente é
uma ótima prática em termos de custo/benefício. A indústria já está preparada há anos para provar que esses produtos não causam
danos às sementes. Explicamos ao MAPA o que já fazemos e propusemos um protocolo para assegurar a mistura dos nossos produtos
com as sementes. Este protocolo foi aceito e já se encontra publicado na IN 53/2016.

16
2017

PROGRAMA INTERLABORATORIAL para o setor de fertilizantes. Este assunto


envolve todas as Diretorias da
É um projeto vencedor na ABISOLO. Trata-se do único ABISOLO e, portanto, tornou-se
programa em rede que certifica os laboratórios das empresas de um projeto independente.
fertilizantes líquidos em proficiência analítica.
Outros cursos e palestras
Muitas reuniões e ações aconteceram durante o ano de coordenados pela Diretoria
2016: “Workshop de Análise Química de Carbono Orgânico e de Fertilizantes Foliares e
Nitrogênio”, várias palestras técnicas, “Critérios de Preparo de Biofertilizantes: “Quelatos e
Amostras”, “Validação de Métodos Analíticos”, “Metodologia Complexos”, ministrado pelo
para determinação de metais pesados”, “Treinamento Carbono Prof. Dr. Arnaldo Rodella, e a palestra
Orgânico”, “Conceitos sobre Quelatos e implicações analíticas e “Tecnologia de Formulações:
agronômicas”, entre outros. É um grupo de mais de 33 empresas Desafios e Tendências”, proferida Foto: Workshop de Análise Química de
– com reuniões bimestrais – que se ajudam mutuamente e pelo Sr. Fernando Vinagre – Croda Carbono Orgânico e Nitrogênio.

influenciaram várias Instruções Normativas (IN 53/2016, IN LATAM.


06/2016 que altera a IN 53/2016, IN 46/2016, e IN 07/2016 que
altera a IN 27/2006). São vários desafios para os próximos anos e A Diretoria de Fertilizantes Foliares e Biofertilizantes também
com a certeza de que teremos a participação efetiva do Ministério colaborou e cedeu espaço nas reuniões para discussões sobre
da Agricultura através do LANAGRO. os temas da Logística Reversa (coordenada pela Diretoria de
Meio Ambiente), e da Pesquisa de Mercado Interna que se
tornou mensal (informações de faturamento) e uma anual
mais qualitativa, ambas agora coordenadas pela Diretoria de
Comunicação.

Muito trabalho, muito suor e muitas conquistas.

Agradecimento especial a todos os participantes e


coordenadores dos grupos de trabalho que contribuíram para
mais um ano de conquistas da Diretoria de Fertilizantes Foliares
Foto: Participantes do Programa Interlaboratorial. e Biofertilizantes: Fernanda Latanze, Flavio Matarazzo, André
Fattobene, Aparecido Renato de Deus dos Santos, Camila

Além disso, a Diretoria iniciou as discussões sobre o GHS Barcellos, Andrea Nhoato e Clayton G. Liberato.

(Sistema Globalmente Harmonizado). Foram feitas reuniões com


Contamos com sua colaboração nas ações futuras da Diretoria
a Abiquim e um curso específico sobre GHS, FISPQ e Rotulagem
de Fertilizantes Foliares e Biofertilizantes. Venha colaborar com
nosso grupo. Precisamos de novas ideias e pessoas que possam
contribuir com a ABISOLO.

Foto: Curso GHS, FISPQ e Rotulagem com ABIQUIM.

17
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

DIRETORIA DE MEIO AMBIENTE

JÚLIO SOUSA

A principal atividade da Diretoria de Meio Ambiente para o período de março de 2017 a fevereiro de 2018, em 3 pontos de coleta:
biênio 2016/2017 foi o aprofundamento no entendimento e busca
por alternativas ao cumprimento da Lei Federal de Resíduos • Rondonópolis/MT (Região do Alto

Sólidos (12.305/10), do Decreto 7.404/10 referente à Logística Taquari);

Reversa e à responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida • Patrocínio/MG (Regiões de


dos produtos (poder público, indústrias fabricantes, canais de Araxá, Carmo do Parnaíba,
distribuição, cooperativas e agricultores). Ibiá, Patos de Minas e São
Gotardo);
Após avaliação de várias situações, a diretoria da ABISOLO
• Ponta Grossa/PR
decidiu pela realização de projeto piloto em parceria com o
(Regiões de Arapoti, Castro,
inpEV (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens
Irati, Prudentópolis e Reserva).
Vazias), visando à utilização da estrutura já disponível e do arranjo
Ao final do projeto
operacional existente para o recolhimento legal das embalagens.
avaliaremos os resultados e a
Em 16/09/2016 realizou-se em Campinas reunião com viabilidade de sua implementação
as empresas integrantes da ABISOLO para apresentação em caráter definitivo. Caso aprovada,
detalhada do tema e suas implicações legais, além da a sua implementação em caráter Foto: Assinatura do projeto piloto em

necessidade e urgência do Projeto Piloto para mensuração de nacional será o principal objetivo da parceria com o inpEV.

volumes envolvidos, grau de dificuldade e despesas. Assim, Diretoria de Meio Ambiente em 2018.
nessa data, o projeto foi aprovado com a concordância de
Agradecemos pelo interesse e entendimento a todos os
ter seus custos divididos entre as empresas participantes.
associados da ABISOLO e pela orientação e prestatividade ao inpEV.
Criaram-se então uma equipe
de projeto e uma equipe de
campo, com a participação
dos próprios associados
e realização periódica
de reuniões para
divulgação nas regiões
e acompanhamento
de resultados.

O Projeto Piloto visa o


recolhimento monitorado das
embalagens vazias de Fertilizantes

Foto: Reunião de apresentação Foliares, Organominerais e Orgânicos,


do projeto aos associados. sem exceção para o tipo de embalagem
recebida (plástico, papel, ráfia, IBCs, etc).

O projeto consiste no recolhimento de embalagens vazias, pelo

18
2017

DIRETORIA DE FERTILIZANTES ORGÂNICOS

GEAN CARLOS SILVA MATIAS


Estudo Avançado para Compostagem – em formação – junto à
Esalq/USP. Foram realizadas reuniões para organização do 15°
Encontro Técnico Internacional de Alto Nível em Compostagem
junto à ABES e AIDIS, e organização da palestra: Substâncias
Húmicas e Fertilizantes Nitrogenados, proferida pelo Doutor em
Solos e Nutrição de Plantas, José Marcos Leite.

As ações tiveram resultados positivos como: Modernização da


legislação de fertilizantes orgânicos (MAPA), Complementação
com outros marcos regulatórios (CONAMA, CODEAGRO,
Foto: Encontro Técnico Internacional de Alto Nível - Compostagem em Escala Industrial.
CETESB e PNRS); Políticas Públicas para o Setor: Lei Estadual,
Durante o biênio, a Diretoria de Fertilizantes Orgânicos
Lei Federal, Plano ABC e PNRS; Crescimento do mercado de
realizou reuniões da Codeagro sobre Normas Técnicas para
Fertilizantes Orgânicos e Organominerais, e Valorização dos
Compostagem, que foram enviadas à Câmara Técnica, e reuniões
fertilizantes orgânicos como ferramentas para a Política Nacional
com a Secretaria da Agricultura do Estado de São Paulo sobre o
de Resíduos Sólidos.
Atendimento ao Protocolo de Intenções.
Para os próximos anos devemos continuar persistindo na
Na integração das ações para Política Estadual de Resíduos
realização de pesquisa interna de mercado do segmento de
Sólidos, da diretoria de Meio Ambiente, a Diretoria acompanhou
fertilizantes orgânicos e organominerais, levar as demandas dos
a elaboração do Projeto para o Banco Mundial sobre Logística
Fertilizantes Orgânicos para Frente Parlamentar de Agricultura,
Reversa, por intermédio da Secretária da Agricultura do Estado
aproximar a Universidade do Setor de Fertilizantes Orgânicos, e
de São Paulo.
trazer novos associados do Segmento de Fertilizantes Orgânicos.

Além disso, tivemos participação na formação do Centro de

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL – GESTÃO 2016/2017

Clorialdo Roberto Levrero Guilherme Romanini Alexandre D'Angelo Gustavo Branco Anderson Nora Ribeiro
Presidente Vice-Presidente Gestor de Projetos Diretor Administrativo e Financeiro Diretor de Relações Institucionais e
Comunicação Social

Alessandro Mesquita Marcelo L. M. Santos Gean C. Silva Matias Julio de Sousa


Diretor Técnico de Fertilizantes Diretor Técnico de Fertilizantes Foliares Diretor Téc. de Fertilizantes Orgânicos, Diretor de Meio Ambiente
Organominerais e Minerais de Solo e Biofertilizantes Cond. de solo e Substratos para plantas

19
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

CONSELHO CONSULTIVO E FISCAL

Antônio Ricardo Figueiredo Gilberto Pozzan


Agrocete Agrichem

EQUIPE EXECUTIVA

José Alberto Nunes da Silva Maria Cristina D. Moura Sabrina Coqueiro da Cruz
Secretário Executivo Assistente Administrativo-Financeiro Auxiliar Administrativo

CONSULTORES TÉCNICOS

Engº Agrônomo Prof° Fernanda Latanze M.Sc Eng° Químico Kátia Goldschmidt Beltrame
Antonio Arnaldo Rodella Consultora Técnica José Carlos Olivieri Engenheira Agrônoma
Consultor Programa Interlaboratorial Consultor Programa Interlaboratorial

Engº Agrônomo Luiz A. Pinazza Moacir Beltrame Dr. Paulo Cesar Alarcon
Diretor Técnico da ABAG e Engenheiro Agrônomo Consultor Jurídico
Presidente da CTIA/MAPA

20
EM FOCO: Indústria de Tecnologia em Nutrição Vegetal 2017

A INDÚSTRIA DE TECNOLOGIA EM
NUTRIÇÃO VEGETAL CONTRIBUI PARA...

459 EMPRESAS

+
são fabricantes de Tecnologia Geração de Arrecadação de
em Nutrição Vegetal no brasil mais de 17 mil R$ 2,3 bilhões em
e atuam em 19 estados e empregos no Brasil impostos e taxas
distrito federal.

314 milhões
investido em P&D

12% de
5,8 BILHÕES
crescimento em 2016
R$ 5,2 BI
de faturamento em
Perspectiva de R$ 4,6 BI 2016
crescimento de
23% para 2017

FATURAMENTO POR
SEGMENTOS
55%
das indústrias
indicaram
70,4% 13,2% 9,4% 4% 3% faturamento abaixo
Fertilizante Fertilizante Condicionador Fertilizante Substrato de 5 milhões de
Foliar Organomineral de Solo Orgânico para Plantas reais

PRINCIPAIS PRINCIPAIS
CULTURAS ESTADOS
Os Estados com maiores
consumos de Tecnologia
em Nutrição Vegetal são: SP,
MG, MT, PR e GO

1º 2º
3º SOJA
MILHO
FRUTAS, LEGUMES
E VERDURAS

21
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

INTRODUÇÃO

Neste ano, em sua terceira edição, o Anuário Brasileiro taxas pelas indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal;
de Tecnologia em Nutrição Vegetal traz diversas novidades,
• Entrevistas exclusivas com grandes cooperativas e
abordando em 4 capítulos importantes aspectos para a Indústria:
importantes consumidores de Tecnologia em Nutrição
a Tecnologia em Nutrição Vegetal, o mercado de insumos para
Vegetal;
a indústria, a Indústria de Tecnologia em Nutrição Vegetal e seu
mercado consumidor. • Inclusão de estudos sobre máquinas e equipamentos para
aplicação de Tecnologia em Nutrição Vegetal.
As novidades para este ano são:
Diante de todas essas novidades e do material apresentado, é
importante ressaltar que as análises e comentários neste trabalho
• Contribuição de 15 especialistas da Academia e do
para os capítulos 2, 3 e 4 são de responsabilidade da Yeb, e para
Mercado sobre produtos, processos, matérias-primas,
o capítulo 1 a autoria e opinião cabem aos colaboradores que
aplicações, benefícios e tendências em Tecnologia em
assinam os textos. O conteúdo desta publicação representa uma
Nutrição Vegetal;
visão imparcial do setor de Tecnologia em Nutrição Vegetal, sem
• Aprofundamento dos Estudos de mercado de Insumos a pretensão de esgotar todos os aspectos relativos aos temas
para a Indústria; aqui abordados.
• Inclusão de estudos sobre Corantes e Máquinas e
Dessa forma, a Yeb, através do e-mail js@yeb.com.br,
Equipamentos para a Indústria de Tecnologia em Nutrição
coloca-se à disposição para quaisquer esclarecimentos que se
Vegetal;
fizerem necessários sobre os dados e as análises dos resultados
• Levantamento inédito de arrecadação de impostos e aqui apresentados.

22
2017

TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

23
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

COLHA MAIS COM

24
2017

www.agrocete.com 25
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

INTRODUÇÃO compostos que têm como objetivo auxiliar na absorção deles


pelas plantas. Tais produtos podem ser aplicados diretamente
no solo ou via foliar, em forma sólida ou fluida.
A sociedade atual evolui no mesmo passo da tecnologia,
adaptando-se a essa nova realidade cheia de funcionalidades, Embora 35% dos alimentos consumidos pela humanidade
dispositivos e novos recursos, estudando as formas de manuseio tenham sido produzidos com uso de fertilizantes, apenas
e inserindo as muitas novidades em seu cotidiano. pequenos avanços tecnológicos nesses produtos foram
apresentados quando se compara com a revolução tecnológica,
Por sua vez, a Tecnologia em Nutrição Vegetal acompanha
científica e o avanço do conhecimento. Por exemplo, a ureia e
essa tendência, trazendo novas formas de aplicação e
os fosfatos de amônio foram desenvolvidos entre as décadas
composição para os produtos e garantindo uma produção
de 1950 e 60, e fazem parte de mais de 90% dos fertilizantes
que gere resultados ainda mais eficientes, por meio de todo o
utilizados no mundo. Sem esquecer o superfosfato simples e
conhecimento técnico e científico de quem o aplica.
sulfato de amônio, mais antigos ainda, que datam do fim do
século 19. Deve-se salientar que grande parte dos produtores
Dessa forma, seus produtos se baseiam na produção
no mundo se utiliza basicamente desses produtos.
de fertilizantes tradicionais que, acrescidos de matérias-
primas diferenciadas e aplicação de tecnologia nos processos
Nesse sentido, afirma-se que as inovações aparentam ser
industriais, geram valor agregado ao produto e eficiência na
escassas, embora, dia a dia, milhares de patentes de novos
aplicação e absorção dos nutrientes que disponibilizam às
processos e produtos sejam adicionadas aos registros de
plantas.
proteção intelectual em nível mundial. No entanto, tais avanços
nem sempre se tornam conhecidos comercialmente, apesar de
Aplicados em ciclos previamente determinados, os
muitos serem adotados de forma efetiva pela indústria. Alguns,
fertilizantes que possuem essa tecnologia apresentam respostas
ainda, possuem relação com a economia e segurança no
específicas na produção, além disso contribuem de forma
processo de produção, outros apenas asseguram uma melhor
significativa para os ganhos de produtividade e de eficiência
qualidade física, e somente a menor fatia representa um novo
dessas culturas.
produto lançado no mercado.
Nesse quesito, sua variedade de produtos e aplicações
Sendo assim, existem duas vias para que a inovação
cresce com o passar do tempo, tornando a Tecnologia em
tecnológica de um produto aconteça. A primeira, por meio
Nutrição Vegetal cada vez mais abrangente e eficaz, por isso se
de uma estratégia para a melhoria do processo de aplicação
torna imprescindível uma análise de especialistas para entender
dos fertilizantes; e a segunda, por meio de desenvolvimento
o cenário atual dessa tecnologia e os caminhos que ainda serão
de novos tipos de fertilizantes e aprimoramento dos que já
percorridos para que haja sempre um maior aproveitamento e
estão em uso. Enfim, o alvo é aumentar a eficiência no uso dos
uma boa capacitação aos que a utilizam.
nutrientes e diminuir o impacto ambiental dos que não são
utilizados no processo de nutrição das culturas.
O AVANÇO TECNOLÓGICO
DOS FERTILIZANTES Por esse lado, na inovação das tendências e aprimoramento
dos produtos destacam-se os fertilizantes de liberação lenta
e controlada, tecnologia voltada, quase exclusivamente,
ENG. AGR. PHD RICARDO MELGAR aos fertilizantes nitrogenados. Nesta categoria incluem-se
os fertilizantes estabilizados, compostos por materiais que

Os fertilizantes são fornecedores de nutrientes necessários impactam no ciclo biológico.

à nutrição e produção das plantas, fazendo com que as culturas


Já os fertilizantes fosfatados e potássicos apresentam poucas
se desenvolvam completamente. Em sua composição incluem-
inovações, visto que a cadeia de valor aplica-se às atividades na
se os macro e os micronutrientes, além de aditivos e outros

26
2017

mineração das rochas e matérias-primas, como apatita, rochas fosfáticas,


silvita e demais minerais potássicos.

Por outro lado, novos processos e tecnologias visam fornecer outros


nutrientes aos fertilizantes tradicionais, como o enxofre ou outras
composições de micronutrientes, procurando incorporar esse material em
alguma etapa do processo de granulação dos fosfatos, para que ele forneça
em um mesmo grânulo mais nutrientes.

Vários produtos no mercado atual incluem N, P e S. Também o zinco é


fornecido, incorporando-se como nanopartículas ou aderido à cobertura
dos grânulos dos fertilizantes. Apresentando um exemplo dessa tendência,
os produtores do mercado norte-americano dispõem de fertilizantes
potássicos que possuem boro nos grânulos.

No mercado brasileiro, o fornecimento dos micronutrientes sofreu


modificações nos últimos anos: em misturas físicas onde as fontes
concentradas de micronutrientes eram apenas mais um ingrediente das
formulações, as mesmas passaram a ser parte complexa do superfosfato
simples, sendo este um veículo dos micronutrientes, além de sua conhecida
contribuição como fonte de fósforo, enxofre e cálcio.

Uma estratégia para melhorar a eficiência no uso dos nutrientes,


principalmente nitrogênio e fósforo, é diminuir as suas perdas – por diversos
fatores – que se apresentam quando o fertilizante está em contato com o
solo.

Apesar disso, escassos avanços foram reportados a este respeito


para os fertilizantes fosfatados, podendo-se citar o uso de polímeros
recobrindo os grânulos no mesmo princípio que se faz com os fertilizantes
nitrogenados. Por exemplo, as adições de compostos para sequestrar os
cátions de cálcio, alumínio e ferro, responsáveis pela fixação do fósforo
no solo, até o momento não demonstraram grandes progressos. Embora
existam entusiasmo e sucesso comercial em alguns mercados, na opinião
dos cientistas do solo, esse processo não seria um mecanismo viável para
aumentar a eficiência para o uso de fósforo nos fertilizantes.

Por outro lado, avanços realmente significativos reportam-se aos


fertilizantes nitrogenados de liberação controlada. Como exemplo, a
pesquisa de novos materiais e processos tem permitido fabricar novas
gerações de produtos com capacidade para liberar o nitrogênio em
dois, seis e até oito meses após sua aplicação, atendendo desta forma à
necessidade nutricional durante o manejo das culturas.

Outros caminhos para aumentar a eficiência no uso dos nutrientes estão


sendo explorados por meio do aprimoramento dos fertilizantes. Nesse

27
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

sentido, a pesquisa das formulações fluidas ou microgranuladas suficiente para causar incrementos de produtividade. Pesquisas
que impliquem um aumento significativo na superfície de apontam que a quantidade de nitrogênio (N) e potássio (K)
contato entre a fonte de nutrientes com o solo e as raízes acumulada pelas plantas é superior às doses comumente
também recebe importantes aportes de empreendedores. aplicadas, além disso a dose utilizada de forma efetiva pela
planta é relativamente menor, já que a quantidade aplicada não
As mesmas considerações abrangem os fertilizantes é totalmente absorvida pelas folhas.
orgânicos e organominerais, suas formulações fluidas, aditivos
e todos os aspectos que fazem da indústria um dos pilares As avaliações sobre essas respostas fisiológicas e
fundamentais da agricultura e da produção de alimentos para sequenciamento dos genes têm sido utilizadas para esclarecer
toda a humanidade. como esses fertilizantes têm incrementado a produtividade e
como as respostas dadas na aplicação às culturas podem ser

*Autor: Eng. Agr. PhD Ricardo Melgar. potencializadas.


PhD em Ciência do Solo, especializado em Agronegócios e Alimentos e desen-
volvedor dos trabalhos relacionados aos fertilizantes e fertilidade de solos pelo Além disso, as pesquisas identificaram que os genes que
Instituto Superior de Teologia Aplicada (INTA).
não são responsivos em baixas concentrações de nutrientes
como o nitrogênio e o fósforo (P),

A TECNOLOGIA quando ativados, sinalizam respostas que


vão desde o incremento em atividades
NOS FERTILIZANTES
de enzimas relacionadas à absorção e
FOLIARES CONTRIBUI assimilação desses nutrientes a partir do
PARA ATENDER A solo, resistência das plantas aos estresses
DIFERENTES DEMANDAS bióticos e abióticos, até o estímulo na

FISIOLÓGICAS DAS manutenção de citocinina em formas


ativas, como o nitrogênio.
PLANTAS
Os resultados após a aplicação não

ENG. AGR. D.SC. LUÍS eram necessariamente dependentes da


função do elemento como componente
HENRIQUE SOARES
de algum composto na planta, mas de
sinalizações desencadeadas pelas baixas
Utilizados em diversas culturas, os doses dos elementos.
fertilizantes foliares complementam a adubação feita no solo,
trazendo os nutrientes minerais ou orgânicos que auxiliarão Quando o objetivo é fornecer macronutrientes, os produtos
no processo de nutrição da planta. Sua fórmula pode conter a devem contar com mais de um elemento, como misturas entre
mistura de alguns elementos como os aminoácidos, proteínas N, K, P, magnésio, enxofre e também os micronutrientes, que
hidrolisadas, extratos de alga, entre outros. aplicados atuam como ativadores ou componentes de enzimas
envolvidas em vias não ativadas ou potencializadas. As matérias-
Nesse caso, a aplicação desse insumo acontece quando primas que são fornecedoras de N apresentam uma liberação
a demanda fisiológica da planta é elevada, fornecendo os lenta, maximizando o tempo de ação do fertilizante na planta.
nutrientes necessários para que consiga se desenvolver de
maneira correta e saudável. Os produtos que contêm nutrientes necessitam de uma
associação de matérias-primas com os mesmos nutrientes e
Ainda existem algumas questões sobre esse processo que diferentes solubilidades. As fontes com base de cloretos são um
estão sendo analisadas, como a aplicação dos macronutrientes exemplo, nitratos e sulfatos apresentam uma alta solubilidade,
em forma de fertilização foliar, visto que ele pode não ser o rápida absorção e efeito imediato, já as fontes quelatizadas com

28
2017

EDTA mostram resposta, mas demoram e se prolongam por um passando a responder por 25% do total. Apesar das enormes
período de tempo muito maior do que o normal. dificuldades que o setor enfrenta, as perspectivas para os
próximos anos são de mais crescimento, devido, sobretudo, ao
Essa estratégia busca atender às diferentes demandas grande aumento da produtividade das lavouras. Dentro desse
fisiológicas das plantas, ou seja, fazer uso de um produto que contexto, os produtores agrícolas têm procurado aliar as novas
possua efeito rápido (como os que possuem base de cloreto, tecnologias para continuar investindo em práticas que não
nitrato e sulfato), mas ao mesmo tempo prolongado por meio alterem negativamente o solo, como a adubação orgânica.
de fontes quelatizadas. Outra forma é adotada quando são
aplicados micronutrientes utilizando fontes que proporcionam A constatação, com subsequente conscientização, da
maior mobilidade, visto que os principais micronutrientes importância da matéria orgânica na manutenção da fertilidade
não possuem grande mobilidade, como Zn, Cu, Fe, Mn, Ni dos solos e no melhoramento de suas características físicas,
e Mo, ou são imóveis (B), por sua vez as fontes quelatizadas químicas e microbianas tem adquirido cada vez mais
ou complexas apenas auxiliam, aumentando a redistribuição importância na nossa agricultura tropical, fazendo subir a
desses micronutrientes depois que foram aplicados. demanda por produtos tecnológicos de base orgânica. Para
aumentar a oferta desses produtos, o emprego da tecnologia é
Pensando em todas as possibilidades apresentadas para essencial para assegurar o atendimento da demanda, e também
a melhor aplicação dos fertilizantes foliares, o mercado tem no desenvolvimento de novos produtos que atendam diferentes
tentado se adequar e passado por grandes alterações nas especificidades de cada cultura. É importante destacar que os
últimas safras. insumos de base orgânica, como os fertilizantes orgânicos, são
feitos por meio da ciclagem da matéria orgânica, utilizando os
Não há como negar que é necessário evoluir mais, buscando
mais variados microrganismos.
atender a esses novos conceitos que têm sido propostos,
principalmente em relação aos efeitos que esse fertilizante No entanto, não há uma tecnologia que seja capaz de
proporciona pela aplicação de seus nutrientes via folhagem, substituir ou imitar as intrincadas e complexas reações e
porém os fertilizantes foliares continuam sendo uma boa interações que ocorrem durante a fabricação dos fertilizantes
alternativa para complementar a adubação de forma correta orgânicos. Por essa razão, a tecnologia é importante para
essa indústria, na medida em que auxilia em fornecer a esses
*Autor: Eng. Agr. Prof. Dr. Luís Henrique Soares microrganismos as condições ideais para que realizem o seu
Engenheiro Agrônomo e Doutor em Produção Vegetal, pesquisador do Núcleo
trabalho sem nenhum fator limitante de sua atividade.
de Pesquisa em Fisiologia e Estresse de Plantas (NUFEP) e professor adjunto do
Centro Universitário de Patos de Minas (UNIPAM).
Um bom fertilizante orgânico pode fornecer nutrientes para
as plantas, uma vez que possui uma pequena reserva deles, e
A IMPORTÂNCIA DA TECNOLOGIA pode nessa função ser facilmente substituído, com vantagens,

PARA OS FERTILIZANTES pela adubação mineral, porém nenhum produto sintetizado

ORGÂNICOS pelo homem consegue reproduzir os efeitos indiretos da


adubação orgânica nas culturas.

ENG. AGR. KÁTIA BELTRAME

O Brasil é um país extremamente dependente do


agronegócio, por sua vez estimativas da Confederação da
Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) relatam uma expansão
de 2% em 2017 e, em termos de Produto Interno Bruto (PIB),
o aumento esperado estava em torno de 2,5% a 3% em 2016,

29
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

TENDÊNCIAS DE rastreabilidade do processo de fabricação também tem

APRIMORAMENTO E INOVAÇÃO aberto uma nova e promissora possibilidade do emprego


da tecnologia na obtenção de fertilizantes orgânicos.
NOS PRODUTOS

O setor de fertilizantes orgânicos vem crescendo


NOVAS MATÉRIAS-PRIMAS
consideravelmente desde a sua regulamentação, a partir da PARA MELHORARIA DE
publicação do Decreto 4.954/2004 e suas posteriores Instruções EFICIÊNCIA DOS PRODUTOS
Normativas, que deixaram claro o que se esperar e exigir de
insumos de base orgânica no território nacional, dando
A Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), sancionada
estabilidade e orientação para que novos empreendimentos
pela Lei nº 12.305/2010 está mudando a maneira como o País
possam se estabelecer com segurança. A produção de
trata seu lixo, criando dispositivos que incentivam a reciclagem
insumos de base orgânica, como fertilizantes orgânicos e
e a sustentabilidade. Dentre as medidas a serem implantadas
condicionadores de solos, geralmente está atrelada a uma
para o atendimento da nova lei está o fechamento dos lixões,
vertente fortemente ambiental, uma vez que suas matérias-
cujo prazo se extinguiu em 3 de agosto de 2014. Infelizmente,
primas se constituem de resíduos orgânicos de inúmeras
a maioria dos municípios não conseguiu
atividades com diferentes origens. Dessa
cumprir essa meta. A obrigatoriedade
forma, a busca por novas tecnologias
do fechamento dos lixões traz consigo
de produção – as quais tragam menores
uma grande oportunidade de uso de
impactos ambientais – está cada vez mais
uma nova matéria-prima, uma vez que
presente nas fábricas desses produtos.
aproximadamente 50% do resíduo
domiciliar urbano é composto de matéria
Em indústrias onde a obtenção de
orgânica que pode ser utilizada para
produtos se dá por meio da compostagem,
a obtenção de fertilizantes orgânicos.
a procura por equipamentos mais
eficientes nos revolvimentos das leiras tem
Numa perspectiva lógica, a primeira
crescido muito, pois, além da eficiência,
alternativa a se considerar é, sem dúvida
com a consequente diminuição do tempo
alguma, a compostagem, pois se alia
trabalhado e da área a ser licenciada, a
à vocação agrícola do Brasil, porém há
melhoria na composição química e física
que se avaliar a qualidade do composto
do fertilizante orgânico é notável. Assim,
obtido a partir de resíduos sólidos urbanos
os investimentos para adquirir esses
(RSU) no país nas atuais condições de
equipamentos, que são, na maioria das vezes, importados,
saneamento. Embora nosso lixo seja rico em matéria orgânica,
acabam rapidamente pagos com a valorização do produto.
ele é também extremamente contaminado por inertes,
substâncias orgânicas persistentes e metais pesados. Portanto,
Com a regulamentação da atividade da compostagem pelo
muito cuidado deve ser tomado para que sua compostagem
CONAMA, torna-se obrigatória a apresentação de dados que
se torne uma prática que não cause impactos ambientais,
provem, sem sombra de dúvidas, a higienização do fertilizante
preservando o local e o entorno onde é realizada; não
orgânico, portanto a medição de temperatura torna-se obrigatória,
provoque danos à saúde das pessoas envolvidas no processo,
e abre-se aqui a oportunidade de inserção de tecnologia de
e que o produto final – seja ele um fertilizante orgânico ou
medição que facilite a tomada das temperaturas das numerosas
condicionador de solos – tenha qualidade para constituir-se em
leiras no campo, que podem atingir mais de mil metros de
um fator seguro de melhoramento dos solos e que promova
extensão e, aproximadamente, dois metros e meio de altura.
o aumento da produtividade das culturas que o receberão.
O desenvolvimento de softwares que realizam toda a
Para a separação dos inertes que contaminam os

30
2017

RSU, como plásticos de diferentes composições, metais, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Ainda, nessa época, também
vidros entre outros, há que se empregar muita tecnologia não existia qualquer manifestação formal de algum Órgão de
em equipamentos que separem automaticamente os Controle Ambiental quanto às medidas que, obrigatoriamente,
inertes e que estes possam ser devidamente reciclados. deveriam ser adotadas para o processo da compostagem.

Plantas de compostagem altamente tecnológica têm sido Para o licenciamento das Empresas de “composto
importadas por algumas prefeituras para atender às novas orgânico”, havia um embate entre estas e os Órgãos
diretrizes legislativas, porém temos que adaptá-las à nossa Ambientais, pois estes adotavam parâmetros subjetivos e
realidade, que é totalmente diferente de onde a planta foi mesmo absurdos, além de não haver equilíbrio entre unidades
concebida. Entendemos que essa é uma oportunidade única regionais do mesmo órgão, levando temor ao mercado e
para o desenvolvimento de plantas e equipamentos nacionais retraindo potenciais investidores devido ao horizonte incerto.
para atender a essa demanda. No entanto, a compostagem
dos RSU só será uma realidade salutar quando os resíduos A ABISOLO considera que é muito melhor ter uma legislação

se constituírem em matéria-prima minimamente confiável com muito a ser corrigido do que não haver nenhuma, e essa

para a produção de um composto de boa qualidade. Em posição comprova-se pelas “empresas de compostagem” que

um país como o Brasil, em que metade do lixo constitui- foram criadas no vácuo da inexistência legal. Algumas delas

se de resíduos orgânicos e a agricultura é sua principal base fecharam após algum tempo, infelizmente, não sem antes

econômica, o uso correto da compostagem, além de resolver “depor” contra a Compostagem. Nos dias atuais, ainda são

uma questão sanitária/ambiental, contribuirá para sanar um lembradas por aqueles contrários ao processo, prestando um

enorme débito que o Estado tem em relação ao resgate da grande desserviço para o segmento. Além disso, a existência

cidadania e da justiça social junto à sua população carente. de parâmetros legais estabelecidos dá ao investidor honesto
a certeza de clareza para decisões, incentivando a atividade.

*Autora: Eng. Agr. Kátia G. Beltrame.


Hoje os Órgãos de Controle Ambiental dos Estados da
Formada em Engenharia Agronômica e mestre em Microbiologia do Solo pela
Esalq - USP, realiza consultoria especializada em Compostagem e é membro do Região Sudeste já tem regras estabelecidas sobre o processo
Conselho Técnico da ABISOLO. de compostagem e podemos destacar a Companhia Ambiental
do Estado de São Paulo – CETESB (SP), a Fundação Estadual do
Meio Ambiente – FEAM (MG) e o Instituto Ambiental do Paraná

EVOLUÇÃO DOS MARCOS – IAP (PR) entre aqueles que se destacam pela objetividade

REGULATÓRIOS NOS PROCESSOS ao tratarem do tema. Entretanto, ainda existe a necessidade


de avançarmos no assunto por meio da criação de Câmaras
DE COMPOSTAGEM Técnicas nesses órgãos, para tratar junto com o setor produtivo
da evolução tecnológica e seu reflexo nas exigências ambientais
ENG. MOACIR BELTRAME feitas às empresas. Não se pode, no momento atual, conceber
a emissão de decretos, decisões e outros mandamentos
sem a discussão e participação de todos os envolvidos.
Desde a sua fundação, e lá já se vão 14 anos, a ABISOLO
sempre lutou e pautou seus atos pela legalidade e normalização Por outro lado, existem ótimos e louváveis exemplos de
dos procedimentos. Nessa época ainda não havia sido publicado câmaras nas quais a ABISOLO tem não só assento, mas também
o escopo legislativo referente aos novos produtos advindos do voz ativa, sendo a interlocutora do setor com esses órgãos.
processo de compostagem, como, por exemplo, os Substratos
para Plantas, Fertilizante Orgânico e Fertilizante Organomineral Neste momento, temos tramitando dentro da Câmara
feitos a partir de Lodos de Esgoto, Lodos Industriais e RSU. Para Setorial de Insumos Agrícolas e Pecuários da Secretaria
esses produtos, apenas no ano subsequente (2004) começariam de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
a ter seus parâmetros regularmente exigidos pelo Decreto 4.954 o texto de um Boletim Técnico que será de extrema
e suas Instruções Normativas (IN) do Ministério de Agricultura,

31
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

importância ao setor como um “Manual de Boas Práticas”. e secundários. Seguindo orientações previstas por lei federal,
a fabricação acontece em ambiente industrial e todo o seu
Também está sendo discutido dentro da Câmara processo é acompanhado por um laboratório, garantindo
Técnica de Qualidade Ambiental e Gestão de Resíduos, assim os níveis exigidos por lei e assegurando a sua eficácia ao
do Conselho Nacional do Meio Ambiente – CONAMA, consumidor final.
o texto de uma Resolução para definir Critérios para
Produção de Composto de Resíduos Sólidos Orgânicos. Os organominerais são utilizados em diversas culturas que
possuem baixo teor de matéria orgânica na composição do solo
Instalada no fim de 2015, a ABISOLO participou de todas – entre elas a de cana-de-açúcar –, e sua função é prepará-
as reuniões do Grupo de Trabalho de Compostagem e das lo para um plantio satisfatório e de qualidade. Além disso,
Câmaras Técnica e Jurídica, sendo mais uma vez a voz do apresenta melhoras significativas para a fertilidade do solo,
setor produtivo no diálogo com esse Conselho Federal. pois retém água e reduz a densidade aparente, aumentando a
porosidade do local.
Provavelmente em meados deste ano, teremos a conclusão
dessa normativa que servirá não para engessar, mas para O uso desse tipo de recurso está em crescimento e se
estimular o processo de compostagem em todo o nosso País. desenvolve de forma satisfatória com o passar dos anos, devido
aos efeitos fisiológicos que proporciona às plantas, bem como
Ao voltarmos o olhar para o nosso início e o
a melhor estrutura física e química que traz ao solo.
direcionarmos para o agora, observamos que muito
progredimos mas que ainda temos muito a percorrer, e Os efeitos fisiológicos nas plantas trazem potencialização,
é com os olhos mirando o futuro que a ABISOLO sempre como o aumento de raízes laterais, que só acontece em função
caminhou, sem se esquecer das lições do passado. da presença de substâncias húmicas com ação “likauxin”, além
dos precursores hormonais, como o triptofano. Tais substâncias
*Autor: Eng. Moacir Beltrame. trazem o auxílio no aumento de eficiência e absorção dos
Engenheiro pela EEP e mestre em Administração de Negócios pela FGV, trabalha nutrientes, pois a ação das moléculas aumenta o gradiente
com consultoria especializada em Compostagem e é membro do Conselho
Técnico da ABISOLO.
eletroquímico, proporcionando essa maior aderência aos
nutrientes que foram implantados.

O USO DE FERTILIZANTES Há também o acréscimo no número de transportadores de

ORGANOMINERAIS VEM nitrogênio e enxofre, característica que aumenta a absorção


desses alimentos, ocasionando assim uma potencialização no
AUMENTANDO NAS CULTURAS metabolismo do próprio nitrogênio.
DEVIDO AOS EFEITOS POSITIVOS
NA FISIOLOGIA DAS PLANTAS Algumas pesquisas apontam para uma ação direta de
substâncias húmicas na produção de óxido nítrico, molécula
finalizadora em condições de estresse e indutora da síntese
ENG. AGR. EVANDRO BINOTTO pelos radiculares. Nessas substâncias húmicas com apenas
algumas moléculas presentes nos organominerais também
Fabricado a partir da compostagem orgânica e enriquecido existem diversos aminoácidos que atuam como finalizadores
por nutrientes minerais que potencializam a nutrição do solo, o e possibilitam uma liberação mais lenta de nutrientes para a
fertilizante organomineral é importante para a nutrição vegetal planta, enviando assim pulsos de absorção.
ao auxiliar o desenvolvimento do solo e das plantas.
Um bom exemplo é a liberação excessiva de nitrogênio,
O fertilizante é composto por dois ou mais materiais proporcionando o rápido aumento da citocinina no sistema
orgânicos, acrescidos de macro e micronutrientes primários radicular, baixando as concentrações de N no solo e privilegiando
a formação de auxina.

32
2017

Importante deixar claro que a liberação desses nutrientes As possibilidades apresentadas por esses materiais são de
sem algum tipo de controle pode causar certo desequilíbrio extrema importância para o setor, entre elas a oportunidade
hormonal que terá ação direta no crescimento da planta. de produzir mudas de alta qualidade de forma individual e em
ambiente controlado, além da introdução do cultivo de plantas

*Autor: Eng. Agr. Prof. Dr. Evandro Binotto Fagan.


em recipientes semi-hidropônicos, que são considerados o que
Mestre em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria e doutor em há de mais moderno no segmento, apresentando menores
Produção Vegetal pela ESALQ-USP, professor e especialista em Fisiologia Vegetal.
riscos e uma produção de qualidade durante o ano todo.

Os substratos agrícolas podem se utilizar de aditivos com


SUBSTRATO AGRÍCOLA COM microrganismos úteis, transformando-se em um produto
TECNOLOGIA TEM IMPORTANTE autocontido ou em recipientes biodegradáveis que reduzem
PAPEL PARA EVOLUÇÃO DAS a utilização de recipientes retornáveis. É necessário aumentar
CULTURAS ou selecionar esses microrganismos úteis para a planta,
adequando-os para cada espécie e melhorando a absorção dos
nutrientes, com isso haverá o aumento de eficiência dos recursos
ENG. AGR. KEIGO MINAMI naturais e redução dos efeitos de microrganismos nocivos. Tal
possibilidade pode abrir caminhos e trazer inovação ao setor,
Ao longo dos últimos 35 anos, a horticultura mesmo que haja pouco uso desses materiais descartados pelas
passou por uma série de mudanças, principalmente indústrias do açúcar, álcool, milho, soja, café, entre outros.
no quesito de cultivo de hortaliças, flores, frutos,
condimentos e plantas ornamentais e medicinais. A utilização de fontes de materiais orgânicos como
lixo doméstico e lodo de esgoto contribui para o bem do
Com o tempo, o controle mais eficiente de suprimentos meio ambiente, além de não trazer quaisquer riscos para a
controlados, fatores ambientais e pragas, junto com os novos saúde humana e à natureza se utilizadas de forma correta.
métodos de aplicação de água localizada e o uso de recursos
naturais de forma sustentável transformaram a produtividade das Cada município é capaz de produzir esses substratos

culturas, fornecendo produtos melhores e com maior qualidade. de acordo com a sua realidade e o seu volume de
material orgânico, visto que a produção desses
Para essas mudanças, o substrato moderno de alta itens é diferente e varia entre os bairros e cidades.
qualidade foi decisivo e, utilizado parcial ou totalmente na
produção desses produtos hortícolas, ele é substituto do solo Além dessa preocupação, deve-se intensificar os estudos

e faz com que a planta fique “ancorada” durante a produção, sobre a viabilização de uso desses materiais, principalmente

evitando a presença de microrganismos indesejáveis e de sobre os riscos que podem apresentar à saúde humana,

plantas daninhas, além de possibilitar o controle de nutrientes e saúde das plantas, ao meio ambiente ou outros perigos.

fornecimento de água de acordo com a necessidade das plantas.

Além disso, o insumo auxilia no arejamento, fazendo *Autor: Eng. Agr. Keigo Minami.

o local propício para o crescimento radicular mais Engenheiro Agrônomo formado pela ESALQ-USP, é professor sênior do Departa-
mento de Produção Vegetal da mesma universidade.
acelerado e eficiente no cultivo sem solo, possibilitando
uma troca gasosa rápida e com melhores resultados.

Com a vantagem de ser ecologicamente mais adequado,


esse substrato possui características que auxiliam no
transporte, armazenamento e manipulação, visto que uma de
suas vantagens é ser leve, justamente por ser mais arejado.

33
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

CONDICIONADORES DE SOLOS profundas do solo. Estudo recente mostrou que sua aplicação
em dose de 7 t/ha em um Latossolo muito argiloso e muito
SÃO POTENCIALIZADORES
intemperizado condicionou crescimento de raízes do cafeeiro
DO ENRAIZAMENTO DE PLANTAS abaixo de 60 cm já no segundo ano, quando foi verificado
E CONTRIBUEM PARA O USO maior uso da água do subsolo nas profundidades entre 60 cm e
RACIONAL DA ÁGUA 80 cm, o que foi essencial para superação do veranico e estação
seca prolongada do ano estudado. Entretanto, em situação em
que não foi aplicado gesso, mas foi feito sulco de plantio mais
ENG. AGR. GERALDO CÉSAR DE OLIVEIRA /
profundo, até 60 cm, com incorporação de calcário e fertilizante,
ENG. AGR. BRUNO MONTOANI SILVA as raízes do cafeeiro cresceram e utilizaram água dessa camada.

Neste sistema também é apregoado o uso e manejo de


O uso de água de camadas mais profundas do solo é uma
braquiária nas entrelinhas da cultura, sendo que a gramínea
estratégia eficiente de uso da água na agricultura de sequeiro,
nos primeiros 2 anos é cortada periodicamente e todo resíduo
sobretudo nas regiões assoladas por veranicos e estação
vegetal proveniente dos cortes é direcionado para a linha
seca prolongada, em que o solo pode ressecar, ou seja, não
de plantio, constituindo-se em aporte contínuo de matéria
ter água disponível para a planta nas camadas superficiais.
orgânica para o solo, o que comprovadamente tem melhorado
Assim, das inovações que têm surgido na agricultura sobre
a agregação do solo e alterado positivamente a distribuição de
condicionadores de solo, merece destaque um sistema de
poros no solo com ganhos substanciais na
manejo do solo utilizado na cafeicultura
disponibilidade de água para as plantas.
das regiões sul e oeste de Minas Gerais,
objetivando uso da água do subsolo.
Outro condicionador que tem atraído
Este sistema de manejo tem merecido
à atenção do referido grupo de pesquisas
a atenção do grupo de pesquisas em
é o mineral zeólita. Por possuir grandes
manejo físico do solo do DCS/UFLA e
espaços vazios interconectados, isto lhes
de técnicos e pesquisadores da região
confere alto grau de hidratação e facilidade
por promover o condicionamento físico
de reter e liberar água. Em trabalho
do solo por meio do preparo profundo
publicado na revista Semina: Ciências
(subsolagem a 60 cm de profundidade),
Agrárias, Londrina, foi verificado que a
seguido do condicionamento químico até
adição de 20% de zeólita em material de
esta profundidade, graças ao revolvimento
Latossolo muito argiloso incrementou em
do solo associado à adição de calcário e
30% a água disponível para as plantas
fertilizantes, usando equipamento especial.
em relação ao material de solo puro, mas
Para complementar o condicionamento
mesmo o uso na concentração de 2,5% já
químico do solo em maiores profundidades,
foi suficiente para trazer benefícios expressivos na retenção de
são adicionadas em superfície e na linha de cultivo doses
água, promovendo ainda alterações na distribuição dos poros
de gesso agrícola superiores àquelas recomendadas na
intermediários do solo, melhorando assim a liberação de água
literatura, objetivando um maior enraizamento da cultura
para as plantas. Em trabalho do grupo relatando disponibilidade
e maior aproveitamento da água armazenada nas maiores
de água para cafeeiros em Argissolo Vermelho submetido a
profundidades do solo, particularmente nos anos mais secos. O
revolvimento profundo e adição de condicionadores Físico-
gesso agrícola é o sulfato de cálcio di-hidratado, um sal que se
Hídricos foi verificado que a adição do mineral zeólita ao
dissolve com a água da chuva e penetra facilmente no subsolo,
material de solo promoveu aumento significativo no volume
não corrigindo o pH, contudo reduzindo a fitotoxidade do
total de poros do solo e na macroporosidade, sendo observado
Al3+ e aumentando os níveis de Ca e SO4, podendo também
ainda que a melhor ação desse condicionador foi obtida
promover descida de Mg2+ e K+ para as camadas mais

34
2017

adicionando-o a um fertilizante organomineral, sendo neste caso observadas


melhorias físicas e hídricas no solo, haja vista ganhos na capacidade de água
disponível para plantas de cafeeiros.

Entretanto, quando o assunto é efetividade no aumento da retenção de


água no solo e diminuição de perdas diretas de água do solo para a atmosfera,
o destaque na literatura é dado para o uso de mulching na superfície do solo.
Objetivando confirmar a efetividade deste condicionador, Benevenute P.A.N.
(2017) estudou as possíveis alterações físico-hidricas em um Latossolo da
região dos cerrados, protegido com cobertura plástica e submetido ao cultivo
de citros, verificando que na profundidade de 0,05 m tanto o Plástico Branco
(PB) quanto o Plástico Preto (PP) promoveram aumentos na mesoporosidade,
trazendo como consequência melhorias na Capacidade de Água Disponível,
com destaque para aumentos na Água Prontamente Disponível para as plantas.
A confirmação de melhorias na retenção de água pelo uso de mulching na
superfície de Latossolos é muito importante porque, embora estes solos
em condições naturais apresentem condições físicas muito satisfatórias
condicionadas particularmente pela elevada macroporosidade, o percentual
de poros de tamanho intermediário neste solo é pequeno, tendo em vista
o caráter bimodal dos mesmos, ou seja, possuem muitos poros grandes e
também muitos poros extremamente pequenos, sendo que nestes últimos a
água fica fortemente retida, não sendo disponibilizada com facilidade para as
plantas.

Autores: Eng. Agr. Prof. Dr. Geraldo César de Oliveira


Graduado e Mestrado pela ESAL e Doutor em Solos e Nutrição de Plantas pela UFLA, é Pro-
fessor na área de Física e Conservação do Solo; Gênese, Morfologia e Classificação dos Solos;
Fertilidade do Solo e Adubação
Eng. Agr. Prof. Dr. Bruno Montoani Silva
Graduado em Agronomia, mestre e doutor em Ciência do Solo pela UFLA, é Professor Adjunto
da UFLA na área de Física do Solo

NOVAS TECNOLOGIAS EM
NUTRIÇÃO VEGETAL REFLETEM A
EVOLUÇÃO DA CIÊNCIA APLICADA,
SOBRETUDO DA QUÍMICA

ENG. AGR. ARNALDO RODELLA

Para fabricar os compostos orgânicos que necessitam


em sua alimentação, as plantas se utilizam de água, gás carbônico
e espécies químicas, que em sua maioria são inorgânicas, o que
demonstra de forma clara a ligação entre a química e a nutrição
vegetal. Quando falta água, se irriga. Quando o solo não supre
suas necessidades para obter produtividade aceitável, se aduba.

35
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

A partir de componentes básicos e através de as suas necessidades de nutrição para total desenvolvimento.
transformações químicas, a planta produz uma grande
variedade de compostos orgânicos que também proverão Inevitavelmente, as novas tecnologias em nutrição

o alimento dos animais. Esse processo demonstra o vegetal refletem os resultados da ciência aplicada, sobretudo

quanto a química é inseparável da vida que se conhece. da química. Cabe ao setor produtivo acreditar e investir
no segmento, procurando qualificação científica para a
Ela fundamenta o desenvolvimento tecnológico, visto fabricação de produtos de qualidade, podendo futuramente
que não há setor que não utilize em seus processos ou usufruir das vantagens econômicas e, acima de tudo,
produtos algum conceito de química, como, nesse exemplo, garantindo a sua contribuição eficaz à alimentação humana.
no método de aplicação e composição dos fertilizantes.
Com base na química, matérias-primas se transformam em *Autor: Eng. Agr. Prof. Dr. Arnaldo Antonio Rodella.
Graduado em Engenharia Agronômica pela USP, mestre e doutor em Química pela
fertilizantes solúveis para atender às necessidades imediatas UNICAMP, com pós-doutorado pela University of Wisconsin. Professor associado da
da planta na obtenção de nutrientes, ou de solubilidade USP, tem experiência na área de Agronomia com ênfase em Ciência do Solo.

controlada para disponibilizá-los ao longo do ciclo das culturas,


evitando que haja perda por lixiviação e poluição do solo.
CAFEEIRO E O
O entendimento de conceitos básicos minimizam a volatização, USO DE BIOFERTILIZANTES
incompatibilidades entre componentes e o
empedramento dos fertilizantes sólidos,
ENG. AGR. CARLOS ALBERTO
subsidiando a fabricação dos fertilizantes
fluidos estáveis, de concentração SILVA
adequada de nutrientes, aderindo e
sendo absorvidos por vias foliares. “Commodity” de alto valor agregado,
o café é o grão que sustenta o Brasil no
Os compostos orgânicos carreadores,
ranking de maior exportador e produtor
ou produtores de nutrientes, são inseridos
do mundo, sendo o país responsável
e incorporados às formulações a partir
por um terço das quase 150 milhões
da compreensão de seus métodos de
de sacas produzidas em nível global.
atuação. Materiais antes considerados
rejeitos podem se transformar em Já o mercado de fertilizante cresce
fontes de nutrientes, desde que a cada ano, para diferentes culturas e
sejam detectados de forma correta lavouras, mas o Brasil ainda importa
os elementos indesejáveis presentes. muita matéria-prima. Além disso, há uma
demanda reprimida no uso de fertilizantes em função das baixas
A biofortificação química emprega os fertilizantes não apenas
doses de adubo que são aplicadas em algumas lavouras do país.
com o propósito de obter produtividade de modo econômico,
pois utilizando doses elevadas é capaz também de alcançar o Apesar desse cenário que demonstra a forte dependência
enriquecimento dos produtos agrícolas em nutrientes que sejam de importação de nutrientes, existem ainda muitos espaços para
essenciais aos seres humanos, como o zinco, por exemplo. avançar em diferentes campos da nutrição vegetal, principalmente
com o aumento significativo na eficiência de uso desses nutrientes
Embora às vezes o adubo mineral seja considerado
e na formulação de biofertilizantes. Há grande disponibilidade
inadequado, comparado aos adubos naturais, orgânicos e
no Brasil de resíduos orgânicos e materiais humificados
outros, para uma planta carente de elementos químicos, como
que podem ser utilizados na síntese de biofertilizantes.
o potássio, manganês ou qualquer outro nutriente essencial,
não importam as fontes dessa adubação, desde que supram Há uma cultura preestabelecida de aplicação regular

36
2017

de fertilizantes nos cafezais – com uso, por área, de doses da adubação. Pode, ainda, permitir o uso de soluções foliares
de formulados NPK e de outros adubos – que supera a de mais concentradas em zinco e boro, em razão do maior
muitas culturas de alta produtividade. O cafeicultor tem tamponamento que a matriz orgânica confere aos adubos foliares.
consciência de que a utilização correta de fertilizantes
assegura uma produção com plantas mais saudáveis, O uso sucessivo desses condicionadores de solo

lavouras mais produtivas e um café de melhor qualidade. apresenta predominância de matrizes húmicas e pode
aumentar a capacidade do solo em reter água, além de evitar
A cultura de adubar cafezais é muito importante, pois, na a precipitação de nutrientes onde há o uso excessivo de
área de cafezais (mais de um milhão de hectares), há limitações calcário, já que as SHs são fontes de ligantes orgânicos que
nutricionais múltiplas, porém isso não implica em atuar somente dão origem aos complexos organometálicos solúveis no solo.
na modificação da dose de adubo que se aplica e, sim, aperfeiçoar
a adubação nas lavouras cafeeiras do país utilizando fertilizante A presença de matéria orgânica e seus componentes em

no modo, local, fonte e tempo requeridos pelo cafeeiro. maior nível, principalmente nas faixas de solo onde existe adição
de fertilizantes minerais, potencializa o efeito e a aquisição de
Os cafezais mais produtivos demandam adubações nutrientes pelas plantas, se ali houver condição para a plena
mais “pesadas” e, por ser uma cultura perene, a escolha de atividade das moléculas orgânicas. Possibilita, também, o uso mais
fontes e nutrientes deve propiciar máxima eficiência no uso eficiente de outros insumos, com redução do custo da adubação.
de nutriente e pleno crescimento do cafeeiro. Há, assim,
predileção por fontes que liberem nutrientes no tempo da O fato é que, na paisagem brasileira, muitos dos solos de

planta, ou seja, nos períodos de maior demanda nutricional. baixa fertilidade, em vez de suprir, podem atuar como dreno
para alguns nutrientes, gerando prejuízo real à nutrição vegetal.
Como em ambientes tropicais prevalecem condições de Por isso, ao contrário do que se preconiza nas adubações de
elevadas perdas de nutrientes para o ar e no solo, a escolha culturas em lavouras de países de regiões temperadas, aduba-se,
do adubo pode fazer toda a diferença, ampliando a cultura de aqui, para suprir a “fome” do solo por nutrientes e para que o
que fontes de minerais de nutrientes, ao serem combinadas restante não retido seja direcionado a atender à necessidade das
com matrizes orgânicas de forma correta, podem produzir plantas por nutrientes. Lembrando que, em qualquer regime de
adubos que proporcionam uma melhor nutrição ao seu cafeeiro. fornecimento de nutrientes, as plantas devem ser o foco principal
da adubação. Nessas condições, a matéria orgânica, seja nativa
O aumento de uso de fertilizantes organominerais nos cafezais ou presente nos biofertilizantes, é considerada alicerce para uma
é um exemplo dessa cultura moderna de nutrição vegetal, pois nutrição vegetal eficiente. Há lavouras em que a fertilidade do
os biofertilizantes apresentam em sua composição nutrientes solo é construída pelo aumento do teor de material orgânico,
que são associados à fração mineral e prontamente disponíveis porém, em áreas extensas do Brasil, isso não acontece, devido
ao cafeeiro, além de nutrientes que se associam à sua matriz às condições climáticas que limitam a produção de biomassa.
orgânica e que, por isso, são gradualmente liberados às plantas. Em casos assim, o uso de fertilizantes com base orgânica pode
suprir o papel da matéria no solo, de modo muito similar
O uso contínuo de fertilizantes de base mista (matrizes
ao que ocorre em solos com manejo mais conservacionista.
orgânicas combinadas com minerais) pode bloquear os sítios
de fixação de fósforo no solo, estimular o crescimento de raízes No século 19, o cientista alemão Justus Von Liebig lançou
e condicionar propriedades importantes dos solos brasileiros. as bases da química moderna que regulam a nutrição vegetal
A percepção e os resultados de pesquisas relacionadas ao uso praticada nos dias atuais. O seu princípio elementar era de
desses produtos consolidam a visão moderna no manejo da que a produtividade das culturas é regulada pelo nutriente em
adubação que utiliza, de modo combinado, formulados NPK, menor disponibilidade, independente de os outros nutrientes
adubos foliares e outros adubos com substâncias húmicas (SHs), estarem presentes no solo em níveis adequados para o pleno
aminoácidos e agentes quelatizantes, para aumentar a aquisição crescimento das culturas, um fundamento válido até hoje.
de nutrientes pelo cafeeiro e reduzir o número de parcelamento

37
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

As premissas de Liebig para a nutrição vegetal se produtivos, o desafio de aumentar a produtividade de café, que,
contrapunham ao princípio predominante da época de que o atualmente, varia entre 10 e 140 sacas de grãos de café por hectare.
húmus era fonte de C para as plantas, sabendo que o C fixado
pelas plantas provém do ar, como advogou Liebig à época. Com Outra demanda recorrente do setor, mesmo em

o avanço do tempo e depois da publicação de diversos estudos lavouras produtivas, é a voltada à melhoria de qualidade

na área, sabe-se, hoje, que o papel do húmus e de suas frações, da bebida e dos grãos colhidos, que não só elevará a renda

associadas à matéria orgânica ou a biofertilizantes, consolidou-se do agricultor, como será capaz de gerar mais divisas na

e ampliou-se, não como fonte de C, mas como fonte de nutrientes exportação de café e, consequentemente, mais empregos

e matriz capaz de aumentar a aquisição pelas culturas desses para essa importante e tradicional cadeia produtiva do Brasil.

elementos químicos, estimulando o crescimento das plantas.

*Autor: Eng. Agr. Prof. Dr. Carlos Alberto Silva.


Por isso, o uso de biofertilizantes ainda não substitui o Graduado em Engenharia Agronômica pela ESAL, mestre e doutor em solos e
papel dos fertilizantes minerais em suprir nutrientes ao cafeeiro, nutrição de plantas pela UFLA/ Michigan State University. Pesquisador do CNPq e
professor do Departamento de Ciência do Solo na UFLA.
pelo contrário, ele complementa essa manutenção, o que
explica a procura maior por fontes mistas, nas quais matrizes
orgânicas e humificadas são misturadas
CAFÉ: IMPORTÂNCIA
a formulados NPK e micronutrientes.
DO USO DE PRODUTOS
A base moderna que atualmente COM TECNOLOGIA PARA
sustenta os princípios fisiológicos e A PRODUTIVIDADE DA
bioquímicos de nutrição vegetal converge
CULTURA
e oferece respostas para os desafios
atrelados à agenda moderna de produção
de alimentos e preservação do meio ENG. AGR. TIAGO TEZOTTO
ambiente, como a ciclagem segura dos
resíduos orgânicos, o uso de matrizes
A adoção de produtos que contenham
orgânicas e minerais para a síntese de
tecnologia aliados à cafeicultura tem o
fertilizantes de alta eficiência agronômica e
papel de atender à demanda por nutrientes
o aumento de eficácia no uso de nutrientes
da cultura e a sua alta produtividade,
pela maior presença de matéria orgânica
mitigando os efeitos de estresses bióticos
e organismos benéficos nos adubos.
e abióticos, por meio de ferramentas de

A ampliação dessa cadeia de produção de biofertilizantes indução e defesa das plantas, e de biofertilizantes, com isso

também inclui os condicionadores de solo e fertilizantes garantindo a produtividade e também a qualidade do produto

diversificados com base de SHs, aminoácidos, proteínas, açúcares por meio de tecnologias que permitam atrasar ou acelerar a

e outros, sejam eles utilizados como adubos de solos ou foliares. maturação e facilitar o processo de colheita.

Isso representa uma revolução silenciosa que acontece dentro das


Todos esses temas têm sido demandados por cafeicultores
lavouras e cafezais do país, que visa à nutrição plena das culturas
da região do cerrado, sul de Minas e cidades que possuem
pela fusão de princípios da química mineral com os da orgânica.
regiões montanhosas para que se tenham parâmetros da

Os cafezais também se beneficiam com essa fusão e podem aplicação dessa tecnologia em condições diferentes.

fornecer matéria-prima, em função da produção elevada de restos


Nos próximos anos, além do uso dessas tecnologias que
vegetais e resíduos pós-colheita que são matérias-primas para a
garantem a nutrição do cafeeiro atendendo à demanda de
formulação de adubos de base orgânica. Os princípios modernos
nutrientes, as tecnologias que explorem a mitigação do estresse
de nutrição vegetal podem ajudar a superar, nos cafezais pouco

38
2017

biótico (principalmente ferrugem do cafeeiro e bicho-mineiro) e abiótico


(estresse hídrico e de altas temperaturas) serão tendência de uso dos
produtores.

Dentre elas, destacam-se os aminoácidos, biofertilizantes, indutores


de resistência e tecnologias com nutrientes que reduzem a síntese de
etileno nas plantas.

Além desses citados, os produtos tecnológicos que assegurem a


qualidade física (tamanho dos grãos) e química (bebida) do café serão
utilizados e explorados principalmente por serem independentes do
ambiente de produção do cafeeiro.

A cafeicultura passa por um momento de transição e, em sua versão


moderna, utiliza o cultivo de braquiária na rua do cafeeiro e podas de
condução na lavoura que maximizam a produtividade em conjunto com
o cultivo em safra zero, por isso ambos têm sido adotados com maior
frequência pelos cafeicultores.

Atualmente, o avanço da adoção de tecnologias em nutrição vegetal,


com indução de resistência, mitigação de estresse e manejo de colheita, é
significativo, garantindo a produtividade e a qualidade do cafeeiro.

Essa adoção, principalmente pelos produtores do cerrado e sul


de Minas, só tende a aumentar, ainda mais frente às tecnologias que
possuem relação com facilidade de aplicação desses produtos.

Na cafeicultura das regiões de montanha, avançam de forma mais


contida, principalmente pela dificuldade de aplicação foliar, ou seja, há
uma limitação operacional para o uso dessas tecnologias. No entanto, se
houver progresso no desenvolvimento de tecnologias nutricionais que
permitam a aplicação via “drench”, a demanda desses locais será atendida.

Essas inovações nos produtos de nutrição vegetal podem trazer


grandes avanços para o setor cafeeiro, como o auxílio no fortalecimento
de nutrientes, indução de resistência a doenças e pragas, aumento da
produtividade e mitigação de estresses ambientais de ordem hídrica
e térmica, garantindo uma melhor qualidade de grãos e bebidas do
cafeeiro para a apreciação de seus consumidores.

*Autor: Eng. Agr. Prof. Dr. Tiago Tezotto.


Graduado em Engenharia Agronômica pela ESALQ, mestre e doutor na área de concentração
em Fitotecnia pela ESALQ/USP. Atualmente é professor no curso de Engenharia Agronômica da
UNIFEOB.

39
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

CITRICULTURA: INOVAR É TAMBÉM aspecto, pois possui uma consultoria que sempre foi

RESGATAR CONCEITOS BÁSICOS muito valorizada, talvez por sua tradição no mercado
de frutas frescas, que exige qualidade e maior atenção
à nutrição mais adequada. A categoria formou
ENG. AGR. GILBERTO TOZATTI profissionais excelentes e competentes ao longo de sua
história, fazendo com que muitos procurassem grupos e
A citricultura é considerada um dos setores do agronegócio
associações para potencializar ainda mais o segmento, como o
de maior importância no Brasil, que atualmente é líder no ranking
Grupo de Consultores em Citros, GCONCI, que presta serviços de
mundial de produção de laranjas e o maior exportador de seu
consultoria com excelência há mais de vinte anos no país.
suco. De acordo com as estatísticas, a cada cinco copos de suco
de laranja consumidos mundialmente, três são de fabricação
Com a chamada “revolução verde”, partiu-se dos estercos
brasileira. Além disso, o setor é responsável por mais de dois
de animais e resíduos vegetais como fonte de matéria orgânica
bilhões de dólares em divisas e gera aproximadamente duzentos
para a tecnologia dos fertilizantes minerais, com respostas mais
mil empregos no país.
rápidas e potentes.

Um trabalho de mapeamento do setor citrícola realizado em


O mundo conheceu os benefícios
2010 apontou os fertilizantes foliares e
dessa tecnologia, matando a fome de
corretivos com uma representatividade
determinadas populações e evitando
em torno de 27,1% do total de oitocentos
possíveis conflitos de nações, mas, como
e dezenove milhões de dólares
ponto negativo, esqueceram os conceitos
movimentados na fazenda, conhecidos
básicos da fertilidade, como a qualidade
como “dentro da porteira”.
da matéria orgânica e o potencial de
seus microrganismos na nutrição para a
Em quase três décadas, a eficiência
sustentabilidade das culturas.
produtiva do setor dobrou, mesmo com
uma redução de 42% na área de citros,
Na ansiedade de atender às
a produção aumentou em 35%, elevando
demandas e o aumento de produtividade,
os indicativos de produtividade em 136%.
empobreceu-se o solo ao prepará-lo de
Esse aumento aconteceu devido a diversos
forma irracional, gerando desestruturação
fatores, como o adensamento, irrigação,
e perda de qualidades fundamentais para
produção de mudas em ambiente
uma boa fertilidade. Sendo assim, houve
conhecido e inovações tecnológicas na
ganhos em tecnologia e produtividade,
área de manejo nutricional.
porém há perdas de sustentabilidade,
aumentando a ocorrência de pragas e doenças, poluindo ainda
O conhecimento da adubação e nutrição em citros evoluiu
mais o meio ambiente e maximizando os custos de produção.
a partir dos estudos de pesquisas realizadas nos Estados Unidos
e, posteriormente, no Brasil, essas especialmente lideradas
Embora não se dê muita atenção, é necessário um cuidado
pelo Instituto Agronômico de Campinas, o IAC, que resultaram
maior na agricultura moderna para a nutrição sustentável,
em uma contribuição significativa para o setor. Além disso,
construindo uma fertilização que gere sustentabilidade da planta
os profissionais de campo, como os gerentes e consultores
no solo. Nessa busca desenfreada pela produtividade, o foco
especializados, partiram em busca de respostas rápidas diante
acaba ficando no fornecimento de nutrientes macro e micro
de suas demandas, trazendo grande contribuição para esse
essenciais e se perdendo no que diz respeito ao equilíbrio entre
conhecimento.
os elementos e suas relações, bem como à fisiologia das plantas
e aos aspectos que envolvem uma boa nutrição. Aumentar a
A citricultura paulista pode se considerar privilegiada nesse
matéria orgânica utilizada no solo a fim de potencializar a ação

40
2017

dos microrganismos é extremamente importante para que a é relacionado à fisiologia da planta e busca a diminuição
planta receba uma nutrição sustentável. do estresse, produção de fitoalexinas, equilíbrio osmótico e
a produção de hormônios específicos, como aminoácidos,
Assim também funcionam os solos das florestas, com altos compostos antioxidativos e etc. Isso ocorre por meio de diversos
teores de matéria orgânica que se tornam responsáveis pela produtos novos no mercado e que possuem base de algínicos,
retenção de nutrientes e água, servindo de alimento para ácidos húmicos, ácidos fúlvicos, microrganismos solubilizadores,
os microrganismos recicladores, solubilizadores de fósforo e que têm ocupado espaços de forma crescente no mercado.
outros elementos, contribuindo para a nutrição gradual e mais
equilibrada das plantas. Por meio da inovação há a oportunidade do experimento de
novas tecnologias, como a biotecnologia, agricultura de precisão
Com a chegada da doença mais devastadora de que se tem e a revolução da informação, mas é necessária a compreensão
notícia em citros, o Huanlongbing (ou Greening), um consultor da de que ela também se dá no resgaste de conceitos básicos
Flórida resolveu quebrar os paradigmas da nutrição, aumentando da fertilidade, fisiologia e nutrição das culturas, trazendo a
as doses de nutrientes em seu pomar já infectado e mantendo preocupação com o cultivo sustentável e saudável para a
a produção economicamente sustentável. Sua experiência alimentação do mundo.
provou que as plantas podiam responder com maior produção e
*Autor: Eng. Agr. Gilberto Tozatti.
qualidade do que as apontadas em pesquisa.
Engenheiro agrônomo formado pela UNESP, pós-graduado na Universidade da
Flórida, com treinamento no Program Cochran do Dep. de Agricultura dos Esta-
A resposta das culturas para uma nutrição que seja além dos Unidos e especialização em Administração pela FGV. É consultor em Citros
dos parâmetros já conhecidos ocorreu em outras experiências há mais de 26 anos e fundador do GCONCI - Grupo de Consultores em Citros.

também, como batata, café, uva, entre outras. Embora existam


avanços com pesquisas em relação à nutrição, isso comprova
que muitas vezes o olhar do produtor e do consultor especialista
CANA-DE-AÇÚCAR: INOVAÇÃO
pode acrescentar conhecimentos que esses estudos poderão TECNOLÓGICA É INDISPENSÁVEL
comprovar em um futuro próximo. PARA GANHOS DE PRODUTIVIDADE
E MAIOR RENTABILIDADE
A nutrição dos citros não tem como “drive” apenas a
produtividade e qualidade, mas aspectos de sustentabilidade,
como a tolerância ao estresse hídrico, às pragas e também às ENG. AGR. RAFAEL OTTO1 E
doenças, sendo necessário pensar em inovações tecnológicas ENG. AGR. GERSON JOSÉ MARQUESI DE
no campo nutricional que atendam a essa necessidade de uma SOUZA NETTO2
cultura mais sustentável.

A visão holística sobre os meios de produção mantida por A produtividade média da cana-de-açúcar no Brasil é de 80
alguns profissionais, conhecida como o famoso “pensar fora da t ha-1, mas em algumas unidades sucroenergéticas já se obtém
caixa”, pode resgatar alguns conceitos nobres. uma média de cinco cortes superiores a 100 t ha-1.

Quebrar paradigmas ao buscar uma melhor condição O segredo para alcançar esses níveis de produtividade
na fertilidade do solo faz a diferença no que diz respeito a é a otimização de todo o processo produtivo, com o manejo
proporcionar essa sustentabilidade de forma mais abrangente adequado do solo e nutrição das plantas, fazendo da inovação
às culturas. Exemplos como consórcio com gramíneas e uso tecnológica um item indispensável para esses ganhos e maior
de fertilizantes organominerais têm apontado para essas novas rentabilidade do processo.
tendências de cultura dos citros.
Dentre as tecnologias que já são utilizadas, as que são
O uso de fertilizantes que vão além dessa nutrição básica voltadas às soluções para a nutrição apresentam evolução

41
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

considerável, ficando cada vez mais comum a utilização em concentrações variadas é limitadora da tecnologia.
dos fertilizantes de eficiência aumentada e fertilizantes com Em contrapartida, surgem tecnologias de agregação de
micronutrientes. micronutrientes ao redor dos grânulos de NPK para enfrentar
esses desafios encontrados na atualidade, aumentando a
Dos fertilizantes de eficiência aumentada, destacam-se os flexibilidade de fórmulas e aperfeiçoando a possibilidade de
que possuem base de ureia com inibidores de urease, capazes distribuição homogênea dos micronutrientes.
de reduzir as perdas de amônia por volatilização em áreas de
cana-crua. Já os fertilizantes nitrogenados de liberação lenta Embora ainda existam restrições em relação à quantidade
ou controlada possuem o potencial para fornecer os nutrientes desses micronutrientes que serão aderidos aos macronutrientes,
seguindo as exigências nutricionais da cultura, porém o seu uso é há a busca por soluções que permitam aperfeiçoar a tecnologia
muito limitado devido ao custo elevado e e transformá-la em algo mais abrangente.
à falta de pesquisas que comprovem o seu
potencial no aumento de produtividade. As empresas atualmente se utilizam
de fontes solúveis, mesmo que exista a
Prática consolidada, a utilização dos desvantagem da menor concentração de
micronutrientes na cana-de-açúcar é nutrientes.
eficiente, sendo questionada apenas no
que se refere à forma de aplicação de seus A nova alternativa do setor é aplicada

micronutrientes nessa cultura. Uma opção ao desenvolvimento de nanomateriais para

muito utilizada nos dias atuais é a aplicação uso na agricultura, como o revestimento

de fontes solúveis de micronutrientes, sais, de fertilizantes com micronutrientes

na operação de cobrição. Outra conhecida fornecidos por meio de suspensões

é a aplicação de boro na operação do concentradas.

quebra lombo, seja via fertilizantes sólidos


Fonte de nutrientes no produto, o
ou por meio da aplicação conjunta com
óxido ou carbonato é moído (micronizado),
herbicidas.
trazendo a vantagem de apresentar níveis de concentração

Trabalhos recentes do Instituto Agronômico de Campinas, elevados dos seus compostos. Apesar de serem pequenas, em

IAC, apontaram resultados muito convincentes com doses mais média de 100 a 500 nanômetros, não se sabe se as partículas

elevadas de micronutrientes no plantio (até 10 kg ha-1 de zinco, 5 apresentam eficiência agronômica se comparadas às fontes

kg ha-1 de cobre ou manganês e até 600 g ha-1 de molibdênio), solúveis, constatação que deverá ser relatada em futuras

capazes de potencializar as respostas desses micronutrientes. pesquisas.

Ainda existem algumas questões a serem respondidas, como


A utilização de hormônios vegetais, produtos com ácidos
a forma de aplicação dessas doses na operação da sulcação,
húmicos e fúlvicos, aminoácidos e outros também aumentou nas
que serão resolvidas por meio de pesquisas e pelas indústrias
áreas de cultivo da cana-de-açúcar. A maioria desses produtos
produtoras desses materiais.
é utilizada no plantio, buscando a melhora no estabelecimento

Atualmente são utilizadas outras opções de fornecimento da cultura e na brotação, o que ainda é um desafio em áreas de

de micronutrientes nas formulações NPK, que na mistura nos plantio mecanizado.

grânulos tornam-se capazes de fornecer doses elevadas desse


Apesar desses grandes avanços da Tecnologia em Nutrição
material. A sua distribuição ainda não está adequada, bem
Vegetal, ainda há um universo de possibilidades a ser explorado
como os seus problemas de baixa solubilidade da fonte de
no que diz respeito ao aumento da produtividade, otimização de
micronutrientes que é normalmente empregada.
custos e sustentabilidade do sistema produtivo.

A inflexibilidade dessas fórmulas contendo micronutrientes

42
2017

Para que essa tecnologia continue a acompanhar a cultura nutrientes e o incremento de atividade biológica, proporcionando
de cana-de-açúcar é imprescindível a continuidade de estudos melhora no solo e potencializando um sistema de produção
que envolvam não só a indústria de fertilizantes, como os sustentável e mais viável economicamente.
produtores e institutos de pesquisas.
A produção de resíduos, fitomassa e palhadas é de suma
importância para compor o esquema de rotação de culturas
Autores: Eng. Agr. Prof. Dr. Rafael Otto.
Graduado em Engenharia Agrônoma, mestre e doutor em Ciência do Solo pela de forma mais sustentável, fazendo com que tudo ocorra da
ESALQ/USP. forma mais eficiente e correta possível. No entanto, grande
Docente de Adubos e Adubação do Departamento de Ciência do Solo da
parte da área agrícola que cuida da produção de grãos do Brasil
ESALQ/USP
Eng. Agr. Gerson José Marquesi de Souza Netto, coordenador técnico do Progra- está pautada no sistema de sequeiro e cultivo da soja na safra
ma Cooperativo de Experimentação em Manejo, ESALQ/USP primavera-verão, restringindo a introdução de plantas de grande
porte apenas na “safrinha”, ou outono-inverno, fazendo do milho
uma grande opção de inserção.

MILHO: A UTILIZAÇÃO DE
Devido ao risco da perda de safra por fatores climáticos, como
PRODUTOS COM LIBERAÇÃO frio, seca e geada, o nível de investimento para os fertilizantes
CONTROLADA E FERTILIZANTES minerais é mais restrito. Para culturas de grãos que possuem
ORGANOMINERAIS pouca competitividade financeira, como o trigo e o sorgo, o

TEM AUMENTADO sistema de rotação com a soja torna-se uma alternativa, a exceção

SIGNIFICATIVAMENTE, REDUZINDO acontece apenas para a cultura do feijoeiro, que como a soja
produz pouca quantidade de palhada, dificultando a viabilidade
PERDAS E MELHORANDO O SOLO do sistema de plantio direto de qualidade.

Os benefícios gerados por esse método de plantio dependem


ENG. AGR. LEANDRO BORGES LEMOS
da assertividade nas culturas conduzidas, influenciando a
Nas últimas décadas, a agropecuária brasileira tem apresentado preservação desses restos culturais da superfície do solo e
resultados extraordinários com recordes de produção e sendo estratégia para o fornecimento de nutrientes por meio da
produtividade, com isso o país passou de importador para utilização de plantas de cobertura e adubação verde nas culturas
grande produtor e exportador de alimentos, sejam eles de em rotação.
origem vegetal, animal, fibras ou de energia renovável.
Um exemplo é a utilização de braquiárias, pois elas integram
A sociedade atual exige uma nova forma de produção que seja o sistema de alternância de culturas por apresentarem alta
mais alinhada aos conceitos de sustentabilidade e, pensando relação C e N, favorecendo a permanência dos resíduos vegetais
nisso, sistemas de produção mais conservacionistas foram no solo por maior tempo. No entanto, se utilizadas de forma
adotados, tornando-se grandes aliados desse segmento. incorreta, podem desfavorecer o fornecimento de nutrientes
por mineração, devido à sua decomposição lenta, ocorrendo
Um desses sistemas é o plantio de forma direta na palha, que
inclusive a imobilização microbiana do nitrogênio.
promove o aumento da produtividade e de biodiversidade,
demandando menor quantidade de insumos externos, como os A utilização de culturas como a crotalária contribui como
fertilizantes minerais, agrotóxicos e o uso de água por irrigação. alternativa para o fornecimento de N para as plantas, pois
possuem baixa relação C e N e promovem a liberação de
Esse sistema de produção promove com qualidade a taxa de
nutrientes pela decomposição rápida. Além disso, são capazes de
infiltração, armazenamento de água no solo e aperfeiçoa o
realizar associação com as bactérias fixadoras de N atmosférico
controle de erosão. Além disso, ele traz o aumento de matéria
utilizando-se do nutriente em seu ciclo e fornecendo-o para
orgânica (MO) para o ambiente, melhorando a ciclagem de

43
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

o meio ambiente em forma de adubo verde após a sua Para que isso não ocorra, técnicos e produtores precisam
decomposição. compreender o funcionamento desse sistema de produção e não
apenas o cultivo isolado. No caso do cultivo de milho, o aspecto
O uso de plantas como braquiária e crotalária de forma exclusiva torna-se mais desafiador por existirem lavouras destinadas à
não se adapta à maioria dos sistemas agrícolas, devido à produção de grãos de silagem ou de pipoca, variando conforme
inexistência de renda imediata e que tenha como finalidade a necessidade do cultivo, além de outras variáveis como no
cobertura de solo ou o próprio adubo verde. Sendo assim, a sequeiro ou no irrigado; na primeira, segunda ou terceira safra;
consorciação de culturas aparece como uma excelente alternativa, no espaçamento reduzido ou em fileira dupla; no solteiro ou no
integrando o cultivo dessas plantas com uma cultura comercial. O consorciado, e outros fatores que podem determinar o cultivo.
consórcio de milho com a braquiária, por
exemplo, é denominado de Sistema Santa É de extrema importância a introdução de
Fé ou Integração Lavoura - Pecuária, já o novas tecnologias visando ao aumento de
de milho com crotalária é conhecido como produtividade, buscando uma evolução
Santa Brígida, ambos são desenvolvidos no segmento por meio das sementes
pela EMBRAPA e pesquisados por e híbridos, com maior performance de
instituições públicas e privadas, divulgando produção, aliados à tolerância e resistência
em congressos, cursos de extensão, dia de aos fatores bióticos e abióticos.
campo e principalmente aos produtores
rurais. O uso e o manejo dos fertilizantes e
corretivos estão se adequando a essas
O retorno econômico do comércio de tecnologias e passando por mudanças
grãos, a formação da palhada para o significativas no cenário de produção,
sistema de plantio direto de qualidade entre elas as novas recomendações de
com grande ciclagem de nutrientes e a doses, épocas e formas de aplicação,
melhoria na qualidade do solo acontecem auxiliando no equilíbrio do cultivo de
graças a esses consórcios. forma quantitativa e qualitativa.

Outro sistema de produção que tem despertado o interesse da A presença dos fertilizantes de liberação lenta ou controlada
comunidade científica brasileira é o “twin-row”. Pesquisado e nas lavouras tem aumentado significativamente, reduzindo
utilizado nos Estados Unidos, o novo sistema organiza as plantas problemas de imobilização no solo, perda por lixiviação,
em fileiras duplas para que tenham uma distância considerável, volatilização e desnitrificação. Além deles, o uso de fertilizantes
evitando a competição por água, luz e nutrientes na linha de organominerais cresce a cada dia, trazendo melhora física
cultivo e melhorando o seu desenvolvimento radicular e foliar, e química para o ambiente do solo, bem como a utilização
trazendo maior eficácia no processo fotossintético. de produtos antiestressantes para as plantas e de bactérias
promotoras de crescimento, aumentando a eficácia da utilização
O cultivo do milho passa por essas e outras mudanças significativas, dos fertilizantes minerais que aportam nitrogênio em sua fixação
como o grande aumento de área cultivada, principalmente na biológica.
“safrinha” e em áreas irrigadas, com semeadura que acontece
entre os meses de julho e agosto e denominada como cultivo Essa estratégia não só é viável economicamente, como tende
de inverno irrigado ou terceira-safra. Por meio dessa alternativa, a trazer benefícios ambientais ainda maiores associados ao
o cultivo do milho acontece praticamente durante todo o ano, controle e otimização do uso de fertilizantes.
o que pode ocasionar riscos de ordem fitossanitária, como o
aumento populacional de duas pragas que transmitem viroses:
a cigarrinha do milho (Dalbulus maidis) e o pulgão do milho
(Rhopalosiphum maidis).

44
2017

O MERCADO DE INSUMOS PARA A INDÚSTRIA


DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

45
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

46
2017

47
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

NITROGÊNIO
YARA
ARGIUM
CF
PCS
TOAZ
Os principais países produtores de fertilizantes nitrogenados ORASCOM
EUROCHEM
no mundo são a China, Rússia, Índia e EUA. URALCHEM

OUTRAS NÃO
CHINESAS KOCH

SABIC
EMPRESAS
CHINESAS

Gráfico: Participação de Mercado das Empresas produtoras de Fertilizantes


Nitrogenados.
Fonte: GlobalFert

LARANJEIRAS PETROBRAS
Ureia
657.000(t/ano)
CAMAÇARI PETROBRAS Sulfato de amônio
CANDEIAS
Ureia 303.000(t/ano)
474.000(t/ano)

UNIGEL
Sulfato de amônio
No Brasil, poucas empresas produzem
400.000(t/ano)
fertilizantes nitrogenados. A única produtora
de Ureia no país é a Petrobras e a produtora de
Nitrato de Amônio é a Vale Fertilizantes. O Sulfato
de Amônio é produzido pela Vale Fertilizantes,
VALE Petrobras e Unigel.
CUBATÃO
Nitrato de Amônio
solução
562.600(t/ano)
ARAUCÁRIA Nitrato de Amônio de
Baixa
Densidade (Ultraprill)
103.000(t/ano)
PETROBRAS Nitrato de amônio
perolado
Ureia 406.600(t/ano)
700.000(t/ano)
Sulfato de amônio
76.943(t/ano)

Mapa: Principais Produtores de Fertilizantes Nitrogenados no Brasil.


Fonte: GlobalFert.

A produção de Ureia, Nitrato e Sulfato de Amônio no Brasil brasileiro, que em 2015 foi de 27%.
em 2016 correspondeu a aproximadamente 17% da demanda
e as importações foram de 8,5 milhões de toneladas (83%). A Para o Nitrato de Amônio, a Rússia, com 98% das importações,

produção apresentou uma queda de 6% em relação ao ano de e a Holanda, com 2%, foram as principais origens. China, Bélgica

2015 e as importações aumentaram 28%. e Estados Unidos se destacaram, respectivamente, com 28%,
27% e 24% das importações do Sulfato de Amônio. Catar (35%) e
A Rússia, Catar e China, com respectivamente 24%, 19% e Rússia (14%) foram os principais responsáveis pelo fornecimento
8%, foram os principais locais de origem das importações de de Ureia ao Brasil.
nitrogenados. A Rússia diminuiu sua participação no mercado

48
2017

LITUÂNIA
3,1%
POLÔNIA
RÚSSIA
7,1%
98%
HOLANDA 14%
2%
7,2%
BÉLGICA
ESTADOS
UNIDOS 26,9% BAREIN CHINA
24%
8% 28,1%
ARÁBIA CATAR
VENEZUELA SAUDITA
35%
6% 8%

OMÃ
8%
BRASIL

UREIA

NITRATO

SULFATO

Mapa: Principais países de origem das importações de Fertilizantes Nitrogenados em 2016.


Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC). Elaboração: GlobaFert.

No ano de 2016, os preços da Ureia, Nitrato e Sulfato de Amônio nitrogenados observado nos últimos anos. O preço no limite ou
apresentaram queda de 26%, 27% e 10%, respectivamente, em abaixo do custo de produção praticado pelos produtores chineses
relação ao ano de 2015 devido à redução dos custos e ampla obrigou muitas empresas a reduzirem sua capacidade produtiva,
oferta em razão do aumento das exportações chinesas de o que ajudou a equilibrar a oferta e a demanda no fim de 2016.

300
280
260
240
Preço FOB (US$/ton)

220
200
180
160
140
120
100
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Ureia Nitrato de Amônio Sulfato de Amônio

Gráfico: Média do Preço (US$) FOB dos Fertilizantes Nitrogenados pago pelos importadores brasileiros em 2016.
Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC). Elaboração: GlobalFert.

A expectativa para 2017 é que a China reduza sua capacidade Ambiental da China. No entanto, muitos projetos americanos
de produção pela metade e também suas exportações, em razão de fábricas de nitrogenados devem iniciar a produção em 2017,
dos preços flutuantes do carvão e da pressão provocada pelas representando um significativo aumento na capacidade global de
regras ambientais e inspeções rigorosas do Ministério de Proteção nitrogênio.

49
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

FÓSFORO
OCP
OUTRAS NÃO
A China, os EUA, o Marrocos e a Rússia são os principais CHINESAS MOSAIC
países produtores de fosfatados no mundo.
PHOSAGRO

GCT
EMPRESAS
CHINESAS
PCS

JPMC

Gráfico: Participação de Mercado das Empresas produtoras de Fertilizantes


Fosfatados.
Fonte: GlobalFert.

O Brasil tem uma dependência menor em relação à produção de fosfatados. Em 2016 a produção de MAP, DAP, TSP e SSP
correspondeu a 60% e as importações totalizaram 4,64 milhões de toneladas (40%). A produção caiu 1% em relação ao ano de 2015
e as importações aumentaram 11%.

ITAFOS (MBAC) YARA


SSP SSP
500.000(t/ano) 540.000(t/ano)
ARRAIAS

LUÍS EDUARDO CAMAÇARI CIBRAFERTIL


MAGALHÃES CANDEIAS
SSP
300.000(t/ano)

VALE VALE TIMAC AGRO


SSP
SSP SSP
1.346.842(t/ano)
350.000(t/ano) 180.000(t/ano)
Granulação SSP
Granulação CATALÃO 1.208.000(t/ano)
325.000(t/ano)
ARAXÁ
CMOC UBERABA PETROBRAS
TSP Pó GUARÁ MAP
540.000(t/ano) 843.000(t/ano)
VALE VALE
MAP MAP Pó
540.000(t/ano) DAP/MAP 150.000(t/ano)
SSP
337.000(t/ano)
SSP Pó 400.521(t/ano) PAULÍNIA TSP ROP
540.000(t/ano) SSP Granulado 929.000(t/ano)
Granulação SSP/TSP CUBATÃO
560.549(t/ano)
373.300(t/ano) TSP granulado
SSP Pó 310.000(t/ano)
636.802(t/ano)
PARANAGUÁ YARA Granulação
SSP SSP/TSP
SSP Pó 300.000(t/ano) 254.000(t/ano)
460.000(t/ano)
SSP
FOSPAR CMOC 280.000(t/ano)

SSP SSP Pó
450.000(t/ano) 460.000(t/ano)

YARA
SSP Pó
RIO GRANDE 850.000(t/ano)

TIMAC AGRO
SSP Pó
300.000(t/ano)
TSP Pó
50.000(t/ano)

Mapa: Principais Produtores de Fertilizantes Fosfatados no Brasil.


Fonte: GlobalFert.

50
2017

Marrocos, Estados Unidos, Rússia, Arábia Saudita, China e Para o MAP, EUA, Marrocos, Rússia e Arábia Saudita com,
Israel, com respectivamente 27%, 22%, 13%, 8%, 7% e 6%, foram respectivamente, 28,5%, 28%, 21% e 12% foram as principais
os principais locais de origem das importações de fosfatados. origens. EUA, Marrocos e Arábia Saudita se destacaram,
Marrocos, o principal exportador de fosfatados para o Brasil, respectivamente, com 61%, 19% e 10% das importações de DAP.
aumentou sua participação no mercado de 23% em 2015 para Egito (28%), Israel (24%), Argentina (13%) e Espanha (12%) foram
27% em 2016, e China e Israel diminuíram sua participação, que os principais responsáveis pelo fornecimento de SSP ao Brasil.
foi de 15% e 9%, respectivamente, em 2015. 54% do volume importado de TSP foi proveniente do Marrocos,
19% da China e 17% de Israel.

BULGÁRIA
5%
HOLANDA
10%
ESPANHA RÚSSIA
ESTADOS 12% 21%
UNIDOS
EGITO ISRAEL CHINA
MARROCOS
28,5% 19%
54% 28% 24%
24% 6%
19%
4%
MÉXICO 28%
6% TUNÍSIA
12%
ARÁBIA
SAUDITA
12%
BRASIL
10%

MAP

DAP
ARGENTINA
SSP 13%
TSP 17%

Mapa: Principais países de origem das importações de Fertilizantes Fosfatados em 2016.


Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC). Elaboração: GlobaFert.

Em 2016 os preços do MAP, DAP, TSP e SSP registraram queda de 24%, 23%, 11% e 24%, respectivamente, em relação ao ano de
2015, devido à baixa demanda de importação indiana e queda no custo dos insumos.

450

400

350
Preço FOB (US$/ton)

300

250

200

150

100
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

DAP MAP SSP TSP

Gráfico: Média do Preço (US$) FOB dos Fertilizantes Fosfatados pago pelos importadores brasileiros em 2016.
Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC). Elaboração: GlobalFert.

51
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

A expectativa para 2017 é que a capacidade de produção de fosfatados aumente com as novas plantas de produção no Marrocos e
Arábia Saudita. No entanto, o retorno da demanda indiana e o potencial de redução das exportações chinesas – em razão da pressão
exercida pelas novas regras ambientais – podem reduzir a oferta do mercado.

POTÁSSIO
OUTRAS NÃO POTASHCORP
CHINESAS
EMPRESAS
CHINESAS
MOSAIC
Os principais países produtores de Cloreto de Potássio são o
K+ S
Canadá, Rússia, Bielorrússia e China. KALI

BELARUSKALY URALKALI/SILVINIT

Gráfico: Participação de Mercado das Empresas produtoras de Cloreto de


Potássio.
Fonte: GlobalFert.

O Brasil é extremamente dependente das importações


de Cloreto de Potássio e possui apenas uma unidade
produtora. Em 2016 importou 95%, 8,7 milhões de
toneladas, e produziu 5%. A produção de Cloreto
de Potássio caiu 4% em relação ao ano de 2015 e as
importações aumentaram 12%.
ROSÁRIO DO CATETE VALE
Cloreto de Potássio
655.000(t/ano)

Mapa: Principais Produtores de Cloreto de Potássio no Brasil.


Fonte: GlobalFert.

Os principais locais de origem das importações de Cloreto de Potássio foram Canadá, Bielorrússia, Rússia e Alemanha com
respectivamente 31%, 21%, 16% e 14%. O Canadá, principal exportador para o Brasil, Rússia e Alemanha reduziram sua participação no
mercado, que foi, respectivamente, de 34%, 17% e 15% em 2015. Já a Bielorrússia aumentou sua participação, que era de 20% em 2015.

52
2017

BIELORRÚSSIA
21%

ALEMANHA
CANADÁ
14% RÚSSIA
31%
16%

ISRAEL
7%

BRASIL

CLORETO DE CHILE
POTÁSSIO 6%

Mapa: Principais países de origem das importações de Cloreto de Potássio em 2016.


Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC). Elaboração: GlobaFert.

Em 2016, o preço do Cloreto de Potássio caiu 29% em relação a 2015, devido ao atraso no fechamento dos contratos da China e
Índia que, nos últimos 10 anos, finalizaram as transações comerciais entre janeiro e março. A queda no preço do Cloreto de Potássio
levou alguns produtores a cortarem a produção para reduzir sua oferta no mercado. Já para 2017 as perspectivas são de recuperação
do mercado com maior demanda e menor estoque global.

300
Preço FOB (US$/ton)

250

200

150
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Cloreto de Potássio

Gráfico: Média do Preço (US$) FOB do Cloreto de Potássio pago pelos importadores brasileiros em 2016.
Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC). Elaboração: GlobaFert.

53
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

CÁLCIO FONTE Ca %
CORRETIVOS
Calcário calcítico com > 12% MgO 32-38
Calcário magnesiano 28-30
Calcário dolomítico com < 5% MgO 15-25
Para acompanhar o mercado de Cálcio, por este não ser Cal 52-54
encontrado em sua forma livre, é necessário acompanhar o Gesso agrícola 22
mercado dos produtos que são fontes de Cálcio para a Agricultura. FERTILIZANTES FOSFATADOS
Superfosfato simples 18
Superfosfato triplo 10
OUTRAS
Cloreto de cálcio 25
Nitrato de cálcio 18

Tabela: Fontes de Cálcio para a Agricultura.

CALCÁRIO AGRÍCOLA

O Brasil é autossuficiente em Calcário e, segundo informações A China, os EUA, a Rússia, o Japão, a Índia, o Brasil, a
do DNPM – Departamento Nacional de Produção Mineral, possui Alemanha, o México e a Itália são alguns dos maiores produtores
reservas lavráveis de calcário para centenas de anos de produção de calcário do mundo.
nos níveis atuais. Segundo informações prévias da Abracal –
Associação Brasileira dos Produtores de Calcário Agrícola, a O preço médio do Calcário com teor de MgO superior a 12%

produção brasileira de Calcário em 2016 foi de aproximadamente em 2016 foi de R$ 147/t, queda de 2% em relação ao preço médio

34 milhões de toneladas, aumento de quase 6% em relação à de 2015. Já o preço médio do Calcário com teor inferior a 5% de

produção do ano anterior. óxido de magnésio (%MgO) aumentou 31%, foi de R$ 94,5/t em
2015 para R$ 123,9/t em 2016.

160

150
Preço CIF (R$/ton)

140

130

120

110
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Calcário Calcítico com > 12% MgO Calcário Dolomítico com < 5% MgO

Gráfico: Média de Preço CIF do Calcário com teor superior a 12% MgO e inferior a 5% MgO no Brasil em 2016.
Fonte: CONAB. Elaboração: GlobalFert.

54
2017

CAL PRODUÇÃO MUNDIAL DE CAL EM 2016

China 230,0
EUA 17,0
Em 2016 a produção de Cal no Brasil foi de Índia 16,0
Rússia 11,0
aproximadamente 8,3 milhões de toneladas, representando
Brasil 8,3
aproximadamente 2,5% da produção total de Cal do mundo. Japão 7,3
Os cinco maiores produtores de Cal foram a China, os EUA, Alemanha 6,4
a Índia, Rússia e o Brasil com, respectivamente, 66%, 4,9%, Coreia 5,1
Turquia 4,3
4,6%, 3,2% e 2,5%. França 3,7
Itália 3,5
Ucrânia 2,8
Iran 2,8
Austrália 2,0
Outros países 28,8
0 100 200 300

Milhões Toneladas

Gráfico: Produção Mundial de Cal em 2016.


Fonte: USGS Minerals Information. Elaboração: GlobalFert.

Os cinco principais fornecedores de Cal no mundo são ano de 2015. Foram de 42,8 mil toneladas em 2015 para 19 mil
Carmeuse, Graymont, Lhoist, Mississippi Lime, Minerals toneladas em 2016. O principal país exportador de Cal Virgem
Technologies Players. No Brasil os principais produtores de Cal para o Brasil foi o Uruguai, com 96% do volume. A Argentina
são empresas mineradoras de Calcário com destaque para o foi o segundo maior país exportador de Cal para o Brasil, com
Grupo Lhoist, Indústria de Calcinação ICAL, Votorantim Cimentos aproximadamente 4% das importações.
S/A, Mineração Lapa Vermelha, Guapiara Mineração, Indústria e
Comércio, Grupo Motin e Caltec. O preço médio da Cal Virgem pago pelos importadores
brasileiros em 2016 foi de US$ 162,43/t, aumento de 3% em
As importações de Cal Virgem caíram 55% em relação ao relação ao preço médio do ano de 2015.

55
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

300
280
260
Preço FOB (IUS$/ton) 240
220
200
180
160
140
120
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Cal

Gráfico: Média do Preço FOB da Cal Virgem pago pelos importadores brasileiros em 2016.
Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC).
Elaboração: GlobalFert.

O preço médio da Cal Hidratada pago em 2016 no Estado de São Paulo foi 3% superior ao valor praticado no ano de 2015.

490
Preço CIF (R$/ton)

480

470

460

450
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Cal Hidratada

Gráfico: Média do Preço CIF da Cal Hidratada no Estado de São Paulo em 2016.
Fonte: IEA. Elaboração: GlobalFert.

GESSO AGRÍCOLA (SULFATO DE CÁLCIO)

O Gesso Agrícola, denominado pela legislação como


condicionador de sodicidade, é um material secundário oriundo
da fabricação de Ácido Fosfórico, este utilizado na produção
de fertilizantes fosfatados como MAP, TSP e DAP e originado a
partir da reação do Ácido Sulfúrico com a Rocha Fosfatada. Para
cada tonelada de Ácido Fosfórico produzida produzem-se de 4 CATALÃO

Anglo American (CMOC)


a 5 toneladas de Gesso Agrícola. O Gesso Agrícola, além de ser
uma fonte de Cálcio, pode ser considerado um Condicionador
de Solo.

No Brasil, a produção de Gesso Agrícola é de UBERABA

Vale
aproximadamente 7 milhões de toneladas por ano e duas CUBATÃO

Vale
empresas são responsáveis por fornecer o produto no mercado, UBERABA
Anglo American (CMOC)
Vale
a Vale Fertilizantes e a Anglo American - Copebrás, esta que
teve suas operações de fosfato compradas em 2016 pela
Mapa: Localização das produtoras de gesso no Brasil.
chinesa CMOC.

56
2017

O preço do médio do Gesso Agrícola no Brasil em 2016 foi de R$ 116,6/t, 13% superior ao valor do produto em 2015.

130

125

Preço CIF (R$/ton)


120

115

110

105

100
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Gesso Agrícola

Gráfico: Média do Preço CIF do Gesso Agrícola no Brasil em 2016.


Fonte: CONAB. Elaboração GlobalFert.

NITRATO DE CÁLCIO

A produção de Nitrato de Cálcio no mundo é concentrada na Prathista Organic World, Aldon Corporation, All-Chemie, Rural
China e na Europa, sendo a China um dos principais produtores Liquid Fertilisers, Sterling Chemicals e Yara International.
no mercado global. Estima-se que a Ásia-Pacífico, Europa e
América do Norte sejam os principais blocos responsáveis pelas No Brasil a produção de Nitrato de Cálcio é realizada pela

exportações de Nitrato de Cálcio. Quirios, localizada em Barueri/SP.

Os principais players do mercado global de Nitrato de Cálcio O preço médio do Nitrato de Cálcio no Brasil em 2016 foi de

são a Agrium, Haifa-Group, Airedale Chemical, Gfs Chemicals, R$ 2.014/t, 11% superior ao valor médio do ano anterior.

2.400
Preço CIF (R$/ton)

2.200

2.000

1.800

1.600
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro NovembroDezembro

Nitrato de Cálcio

Gráfico: Média do Preço CIF do Nitrato de Cálcio no Brasil em 2016.


Fonte: CONAB. Elaboração: GlobalFert.

CLORETO DE CÁLCIO

O mercado mundial de Cloreto de Cálcio tem aumentado nos são Oxy Chem, Tetra Chemicals, BJ Services Company, Qingdao
últimos anos e deverá continuar sua elevação devido à crescente Huadong Calcium Producing, Solvay, Tiger Calcium, Ward
demanda e às adições de capacidade produtiva planejadas. A Chemical, Weifang Haibin Chemical, Zirax Limited, Aditya Birla
produção de Cloreto de Cálcio é destaque na América do Norte e Chemicals, The Dow Chemical, Nedmag and Gujarat Alkalies
os EUA, a China, Canadá, Japão e Rússia estão entre os principais
produtores do mundo. No Brasil, os produtores de Cloreto de Cálcio são a Abrafol,
Ipcnor e River para uso como fertilizante.
Os principais produtores de Cloreto de Cálcio no mundo

57
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

SSP E TSP

O Superfosfato Simples e o Superfosfato Triplo foram descritos no item Fósforo.

MAGNÉSIO
SULFATO DE MAGNÉSIO

No Brasil as importações de Sulfato de Magnésio em 2016 corresponderam a 3,76 mil toneladas, com redução de 36% em relação
ao ano de 2015. A China, principal produtor, possui 85% da participação nas importações brasileiras e foi a principal origem desse
produto em 2016, seguida pela Alemanha com 10%. Em relação ao início do ano, o preço do produto no Brasil reduziu-se em 68%.

700
600
Preço FOB (U$S/ton)

500
400
300
200
100
0
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Sulfato de Magnésio

Gráfico: Média de Preço FOB do Sulfato de Magnésio pago pelos importadores brasileiros em 2016.
Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC). Elaboração: GlobalFert.

MULTITÉCNICA
A seguir, as 7 principais empresas localizadas no Brasil que
AGROPLANTA
produzem Sulfato de Magnésio para fertilizantes: AGRÁRIA

MICROSAL
PRODUQUÍMICA
MCM INDUSTRIAL ELETRO MANGANÊS

Mapa: Principais empresas fornecedoras de Sulfato de Magnésio no Brasil.


Fonte: GlobalFert.

58
2017

Em 2016 o preço médio do Sulfato de Magnésio no Brasil foi de R$ 1.458/t. Em relação ao início do mesmo ano, o valor do produto
no país aumentou 10%.

1.620

1.520

1.420
Preço CIF (R$/ton)

1.320

1.220

1.120

1.020

920
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Sulfato de Magnésio

Gráfico: Média de preço CIF do Sulfato de Magnésio no Brasil em 2016.


Fonte: CONAB. Elaboração: GlobalFert.

NITRATO DE MAGNÉSIO

No Brasil as importações de Nitrato de Magnésio em 2016 corresponderam a 5,05 mil toneladas. A China – com 53% da participação
do mercado – foi a principal origem das importações do produto em 2016, seguida pela Polônia com 35%. Com relação ao preço
médio, no ano de 2016 o valor do Nitrato de Magnésio importado pelo Brasil sofreu uma redução de 5% em relação ao início do ano.

720

620
Preço FOB (U$S/ton)

520

420

320

220

120
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Nitrato de Magnésio

Gráfico: Média de Preço FOB de Nitrato de Magnésio pago pelos importadores brasileiros em 2016.
Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC).
Elaboração: GlobalFert.

59
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

ÓXIDO DE MAGNÉSIO
JUCÁS

A produção de Óxido de Magnésio no mundo é


FEIRA DE SANTANA
dominada pela China e parte da Europa. No Brasil, sua BRUMADO

produção concentra-se na Bahia, em Brumado, pois a Serra


das Éguas é o maior local com depósitos do produto no
país. Atualmente, no Brasil existem 8 empresas que são as
principais a produzir o Óxido de Magnésio para fertilizantes:
CONTAGEM
MAGNESITA
IBAR NORDESTE
ARCOS BRASILMINAS
J REMINAS
PORANGABA
GUARULHOS
BELOCAL
MOOCA
SAIS NORDESTE
IQP
XILOLITE

Mapa: Principais empresas fornecedoras de Óxido de Magnésio no Brasil.


Fonte: GlobalFert.

ENXOFRE
PRODUÇÃO MUNDIAL DE ENXOFRE EM 2016

EUA 9,8
China 8,8
A produção mundial de enxofre caiu 0,3% em
Rússia 6,7
2016, no entanto espera-se aumento da produção Canadá 5,5
do insumo nos próximos anos, devido à demanda Arábia Saudita 4,9
Alemanha 3,8
associada aos projetos de fosfatados na Argélia, Japão 3,3
Brasil, Egito, Marrocos e Arábia Saudita. Cazaquistão 2,8
Índia 2,7
Os principais países produtores de Enxofre em Emirados Árabes Unidos 2,4
Irã 2,2
2016 foram os EUA, a China, a Rússia, o Canadá e a Chile 1,7
Arábia Saudita com, respectivamente, 14%, 13% 10%, México 1,4
8% e 7%. O Brasil foi responsável por menos de 1%
Coreia do Sul 1,4
Polônia 1,0
da produção mundial de Enxofre no ano de 2016. Outros países 10,9
0 2 4 6 8 10 12

Milhões Toneladas

Gráfico: Produção Mundial de Enxofre em 2016.


Fonte: USGS Minerals Information. Elaboração: GlobalFert.

60
2017

Magnésio de alto desempenho

Os principais produtores de Enxofre no Brasil são a Petrobras, a Votorantim,


a Paranapanema e a Anglo Gold Ashanti.
AGROMAG é o ÓXIDO DE MAGNÉSIO
reativo e de alta pureza da IBAR

90% MgO

SÃO FRANCISCO
52% a 54% Mg garantido
DO CONDE
PRNT: 204%
100% natural. Isento de metais
pesados, asbestos ou outros
contaminantes.
CARAÍBA

Solubilidade em CNA+H2O: 90%


TRÊS MARIAS

BETIM NOVA LIMA


Solubilidade ácido cítrico 2%: 75%
JUIZ DE FORA
Altamente reativo e solúvel no
PAULÍNIA DUQUE DE solo, garantindo efeito imediato
CAXIAS
MAUÁ
CUBATÃO
CUBATÃO
Baixas dosagens*
SÃO MATEUS ARAUCÁRIA Efeito residual
DO SUL

Eficência agrônomica compravada


PETROBRÁS
Maior produtividade, melhor
CANOAS VOTORANTIM qualidade
ANGLO GOLD ASHANTI Relação custo/resultado imbatível
PARANAPANEMA
* Consulte sempre um Engenheiro Agrônomo.

Mapa: Localidades produtoras de Enxofre no Brasil.


Fonte: GlobalFert.

Os melhores produtores do
As importações de Enxofre no ano de 2016 foram de 1,78 milhão de
Brasil utilizam o AGROMAG
toneladas, 10% inferiores ao volume de 1,98 milhão de toneladas registrado para eliminar a deficiência
em 2015. de magnésio

VENDAS:
11 4636 6611
ibarvendas@ibar.com.br
www.agromag.agr.br
61
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

ALEMANHA
CANADÁ
1% RÚSSIA
2%
17%
ESTADOS
UNIDOS CAZAQUISTÃO
44% ESPANHA 18%
2% KUWAIT EMIRADOS
3% ÁRABES UNIDOS
13%

BRASIL

Mapa: Importação de Enxofre a Granel por país de origem em 2016.


Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC). Elaboração: GlobalFert.

As principais origens de importação do Enxofre no acumulado participação de, respectivamente, 23% e 19% em 2015 para 18%
de 2016 foram os EUA, o Cazaquistão, a Rússia e os Emirados e 17% em 2016.
Árabes Unidos, com respectivamente 44%, 18%, 17% e 13% do
volume. Os EUA e os Emirados Árabes Unidos aumentaram sua Em 2016 o preço médio do Enxofre importado pelo Brasil

participação no mercado brasileiro, que foi, respectivamente, caiu 37% em relação ao valor médio de 2015, devido ao fraco

de 37% e 8% em 2015. O Cazaquistão e Rússia reduziram a desempenho do mercado de fosfatados e pela desaceleração no
preço das commodities.

180
160
Preço FOB (US$/ton)

140
120
100
80
60
40
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro
Enxofre

Gráfico: Média do Preço (US$) FOB do Enxofre pago pelos importadores brasileiros em 2016.
Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC). Elaboração: GlobalFert.

62
2017

BORO

As duas principais fontes de Boro utilizadas no mercado são os próximos anos.


na forma de Bórax ou Borato de Sódio e Ácido Bórico, sendo
aplicadas largamente nos segmentos de cerâmicas, vidros, Em 2016, alguns fornecedores produziram Ácido Bórico e

nutrição vegetal, ligas metálicas e na indústria química em geral, Octaborato de Sódio em volumes inferiores a sua capacidade

principalmente de medicamentos e cosméticos. instalada de produção, mostrando que ainda há espaço para
aumento do volume que pode vir a ser produzido, porém as
Devido a sua ligação com a construção civil, o comportamento empresas produtoras têm uma perspectiva de mercado de que
observado nesses produtos está atrelado às oscilações do esse crescimento não irá ocorrer em 2017.
mercado, como disponibilidade e precificação. Com o crescimento
do setor imobiliário – principalmente na América do Norte – e Os principais produtores mundiais de derivados de boro,

também a maior demanda pelo micronutriente na agricultura, é como o Ácido Bórico, Bórax e Ulexita, estão na Argentina, Bolívia,

previsto um aumento do mercado desses derivados de Boro para Chile, Peru, China, Índia, Itália, Japão, EUA, Rússia e Turquia.

RÚSSIA
Russia Bor

ESTADOS JAPÃO
UNIDOS Tomiyama Pure
Rio Tinto ITÁLIA Chemical Industries
TURQUIA
Societa Chimica
Larderello (SCL) EtiMaden

CHINA
ÍNDIA Dalian Jinma Group
Searles Valley Reserves Fengcheng Chemical
PERU Gujarat Boron Derivatives Da shi Qiao Huaxin
Inkabor Searles Dan Borax and Liaoning
BOLÍVIA
Jiayuan
Sociedad Industrial Tierra
CHILE
Quiborax
ARGENTINA
Minera Santa Rita

Mapa: Principais produtores de derivados de Boro no Mundo.


Fonte: GlobalFert.

63
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

MULTITÉCNICA
Sete Lagoas
No Brasil o mercado de derivados de Boro é
predominantemente movimentado por meio da revenda
QUIRIOS
de produtos importados, uma vez que o país não possui Barueri
fontes próprias do elemento em seu território. PRODUQUIMICA
Suzano

SULBORO
Porto Alegre

Mapa: Principais distribuidoras de Boro para Fertilizantes no Brasil.


Fonte: GlobalFert.

Em 2016 o produto de maior volume


ESTADOS importado foi o ácido bórico, foram 22
UNIDOS
mil toneladas com entrada nos portos
5% TURQUIA
4% 91%
brasileiros. Deste montante, 52% foram
3% 10% trazidos do Chile e 22% da Argentina. O
10%
segundo produto de maior importação
foi o Bórax Penta hidratado com 4,7
mil toneladas de produto, sendo que
PERU BRASIL 90% tiveram como origem a Turquia. Já
11%
a importação do Borax decahidratado
CHILE
totalizou 1,9 mil toneladas.
53%

ARGENTINA
BORAX PENTAHIDRATADO
4%
ÁCIDO BÓRICO
22%
BORAX DECAHIDRATADO 87%

Mapa: Origens das importações de derivados de Boro realizadas pelo Brasil.


Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC). Elaboração GlobalFert.

64
2017

Os preços de importação dos produtos vindos da Turquia média de US$ 533/ton em 2016. No entanto, o produto turco se
foram os que apresentaram menor valor em relação às demais manteve estável ao longo de 2016, enquanto os produtos com
origens. Enquanto a média do ano para o ácido bórico vindo do origem nos outros países tiveram, em geral, uma leve queda de
Chile, Argentina e Peru foi de US$ 640/ton, o produto turco teve preço no mesmo período.

700

600
Preço FOB (US$/ton)

500

400

300

200
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Borax penta hidratado Ácido Bórico Borax hexa hidratado

Gráfico: Média de preço FOB de derivados de boro pago pelos importadores brasileiros em 2016.
Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC). Elaboração GlobalFert.

No mercado nacional, o preço do ácido bórico apresentou uma leve alta no último trimestre do ano enquanto, sendo que o
octaborato de sódio teve queda até agosto e se recuperou também nos últimos 3 meses.

12120

10120
Preço CIF (R$/ton)

8120

6120

4120

2120

120
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Ácido Bórico Octaborato de Sódio

Gráfico: Média de preço CIF pago no mercado nacional pelos derivados de boro em 2016.
Fonte: Conab. Elaboração GlobalFert.

CLORO

As fontes de Cloro se sobrepõem às de outros micronutrientes como o Cloreto de Cobalto, Cloreto de Magnésio, Cloreto de Cálcio
e até mesmo à fonte do macronutriente potássio, através do Cloreto de Potássio. Portanto, o acompanhamento de mercado pode ser
feito por meio destes outros sais.

65
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

COBALTO

O mercado de Cobalto é altamente vinculado à produção de baterias de Lítio-Cobalto utilizadas desde em Smartfones até veículos
elétricos, logo a forte demanda nesses setores impacta no aumento de preços e na oferta do elemento para o segmento de Nutrição
Vegetal, e a previsão é que os preços se mantenham em alta para 2017, segundo os maiores fornecedores.

FILÂNDIA
Freeport Cobalt

BÉLGICA
Solvay

FRANÇA
ALEMANHA
Umicore cobalt
Lanxess
Bayer
ESTADOS
ITÁLIA
UNIDOS ROMÊNIA
Todini
Dow READE Speciality
DuPont Chemicals
American Elements Cuprichem
Basf
CHINA
ÍNDIA Cixi Feilan Non-ferrous Metals
Anchor chemical industries Ningbo Yanmen
Nicomet Hunan Jufa
Maruti Enterprise Beijing Yunbang Biosciences
BRASIL M/S. JYOTI DYE CHEM AGENCY Neostar United
INCASA S.A. Triveni Aromatics And Perfumery Private Xiamen Hisunny
Yogi Dye Chem Industries Hubei Jusheng
Exemplar India Zhangjiagang Huayi
Suchem Industries Jinchuan Group
ARGENTINA Green Eco-manufacture Hi-tech
Jay Intermediates & Chemicals
Minera Santa Rita Madhu Processors Jinling Mining
JIGCHEM UNIVERSAL Huaze Nickel & Cobalt Metal
Vital Materials
Shanghai Shunbo Metal Materials

Mapa: Principais empresas fornecedoras de sais de Cobalto no Mundo.


Fonte: GlobalFert.

No Brasil, a produção de Cobalto está


Resimapi (Arujá)
representada por 3 minas em Niquelândia e
Americano do Brasil (GO) e Fortaleza de Minas IQP (Porangaba)
MCM (Cesário)
(MG). Com isso, o país também é capaz de produzir Microsal (Capivari)
Agroplanta (Batatais)
os derivados de cobalto, como Sulfato de Cobalto e
Cloreto de Cobalto.
Incasa (Joinville)
CLORETO DE COBALTO
SULFATO DE COBALTO
NITRATO DE COBALTO

Mapa: Principais empresas fornecedoras de sais de Cobalto no Brasil.


Fonte: GlobalFert.

66
2017

COBRE

Utilizado principalmente para a produção de fios e de investimentos em infraestrutura no mercado americano e


encanamentos, o consumo de cobre está relacionado a especulação de falta de produto devido à interrupção de
principalmente ao mercado de infraestrutura e construção fornecimento em 3 das maiores minas do mundo – impulsionaram
civil. Após alguns anos de altos estoques do produto, alguns o consumo pelo metal, que teve um crescimento considerável de
fatores – como o aumento da demanda na China, a perspectiva preço a partir de outubro/16.

6.000
LME Cobre (US$/ton)

5.500

5.000

4.500

4.000
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Gráfico: Preço médio mensal do LME de cobre praticado em 2016.


Fonte: LME.

Com o mercado aquecido, alguns produtores como Glencore, First Quantum Minerals, Highland Copper e a Excelsior Mining
Company estão reabrindo ou iniciando operações de minas de cobre para produção entre 2017 e 2020, de modo a suprir a perspectiva
de demanda.

CANADÁ
INGLATERRA
First Quantum Minerals
Glencore
Highland Copper
Excelsior Mining Company
ESTADOS
UNIDOS
TUTT Copper Sulfate
Old Bridge Chemicals

CHINA
Xintai Copper Industrial Co

BRASIL
Paranapanema
CHILE Salobo Metais
Codelco Vale
Chile Copper Mineração Maracá
Minera Maservi Mineração Caraíba
Cía. Mra. San Gerónimo
Sulfatos Chile

Mapa: Principais empresas produtoras de derivados de Cobre do mundo.


Fonte: GlobalFert.

67
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

No mercado de derivados de cobre, os preços pagos pelo Brasil em suas importações de óxido de cobre seguiram o comportamento
oscilatório do cobre metálico até outubro. Após esse período, com a alta abrupta no preço do metal, as importações do Brasil pelo
produto praticamente cessaram, retornando em 2017 a preços mais altos.

9.000
Preço FOB (US$/ton)

8.000

7.000

6.000

5.000

4.000
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Óxido de Cobre

Gráfico: Média de preço FOB de Óxido de Cobre pago pelos importadores brasileiros em 2016.
Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC). Elaboração GlobalFert.

NORUEGA
5%

ESTADOS
UNIDOS
No período o país importou cerca ITÁLIA
10%
de 340 toneladas de óxido de cobre, 7%
sendo que 77% desse volume teve
como origem o Peru.

PERU BRASIL
77%

Mapa: Origens das importações de Óxido de Cobre pelo Brasil.


Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC). Elaboração GlobalFert.

68
2017

No Brasil, os produtores de cobre são a Salobo


Metais, Paranapanema, Vale, Mineração Maracá e
Multitécnica Nutrientes Minerais (Sete Lagoas)
Mineração Caraíba, localizados nos estados do VMZ (Juiz de fora)

Pará, Goiás e Bahia.

Nos derivados, as empresas brasileiras


produzem basicamente Sulfato de Cobre, Acqua Madre (Cerquilho)
Agroplanta (Batatais)
que entre outros mercados atende também à Aksell (Indaiatuba)
BioSoja (São Joaquim da Barra)
demanda agrícola para o micronutriente. IQP (Porangaba)
MCM (Cesário Lange)
Produquimica (Suzano)
Microsal (Capivari)

Mapa: Principais empresas fornecedoras de Sulfato de Cobre no Brasil.


Fonte: GlobalFert.

FERRO

O Sulfato Ferroso, principal fonte do micronutriente ferro toneladas do sal disponíveis na sua planta. Segundo estimativas,
para a agricultura, também é utilizado na síntese de defensivos o mercado de Sulfato Ferroso deve alcançar 2 milhões de
agrícolas. Na indústria é utilizado como precursor da produção toneladas em 2017.
de outros compostos de ferro e no tratamento de água, seu maior
mercado. Segundo fornecedores, o mercado de Sulfato Ferroso As importações brasileiras de Sulfato Ferroso em 2016

esteve aquecido em 2016, com fábricas trabalhando com sua registraram a entrada de 1,84 mil toneladas do produto, sendo

plena capacidade, como a ISKYCHEM, que produziu as 20.000 que 1,05 mil toneladas vieram da China e outras 800 toneladas
da Malásia.

ALEMANHA
1%
CHINA
56%

MALÁSIA
43%
BRASIL

Mapa: Origens das importações de Sulfato Ferroso pelo Brasil.


Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC).
Elaboração GlobalFert.

69
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

Os preços pagos nas importações de Sulfato Ferroso pelo maior volume do produto com origem na Malásia, mais caro que
Brasil registraram alta ao longo de 2016. Os picos em maio e o produto chinês, que por sua vez se comportou com leve queda
nos últimos 3 meses do ano foram resultado de importação de no período.

300
Preço FOB (US$/ton)

250

200

150

100
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Sulfato Ferroso

Gráfico: Média de preço FOB de Sulfato Ferroso pago pelos importadores brasileiros em 2016.
Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC).
Elaboração GlobalFert.

Com a produção nacional de Ferro concentrada


em empresas como Vale (MG e PA), CSN (MG), Anglo
BELÉM American (MG), Congonhas Minérios (MG), Minerações
Brasileiras Reunidas (MG), Gerdau (MG), Usiminas (MG)
TERESINA e Itaminas (MG), alguns produtores fornecem Sulfato de
Ferro no país direcionado à nutrição animal, tratamento
RECIFE de água e nutrição vegetal.

FEIRA DE SANTANA

SALVADOR

MUCURI

NOVA LIMA
MATOZINHOS
AGROPLANTA
BATATAIS
HIDROMET
CATAGUASES
PORANGABA RIO CLARO IQP
BAUMINAS
SUZANO
PRODUQUIMICA
ARAPOTI
SAIS NORDESTE

RIO NEGRO
PRODUTOR
DISTRIBUIDOR
LAGES

Mapa: Principais empresas de Sulfato Ferroso no Brasil.


Fonte: GlobalFert.

70
2017

MANGANÊS

O Sulfato de Manganês é a principal fonte do elemento aumento da demanda na China e Índia, e também pela redução
químico como micronutriente para plantas e pode ser obtido na produção do minério na Austrália. Esse comportamento de
a partir do minério de dióxido de manganês. Além do Sulfato, alta nos preços refletiu diretamente nos valores de importação
também são fontes do nutriente: Óxido de Manganês e Carbonato do Sulfato de Manganês e Carbonato de Manganês, sendo
de Manganês. que o Sulfato teve elevação no primeiro semestre e retornou
aos patamares anteriores no segundo período, já o Carbonato
Em 2016, o preço do Manganês registrou alta devido ao mostrou mais oscilações ao longo do ano.

800
700
Preço FOB (US$/ton)

600
500
400
300
200
100
0
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Carbonato de Manganês Sulfato de Manganês

Gráfico: Média de preço FOB de sais de manganês pago pelos importadores brasileiros em 2016.
Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC).
Elaboração GlobalFert.

As principais origens das 4.900 toneladas importadas de produtos derivados de manganês em 2016 foram China e México, sendo
que este último participou com apenas 1% das entradas de Sulfato de Manganês.

CHINA
100%
99%
MÉXICO
1%

BRASIL

CARBONATO MANGANÊS
SULFATO MANGANÊS

Mapa: Origens das importações derivados de Manganês pelo Brasil.


Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC).
Elaboração GlobalFert.

Como players internacionais na produção dos derivados de Manganês destacam-se os situados na China, um dos maiores
produtores e consumidores deste elemento para produção de aço. A empresa ISKYCHEM, por exemplo, produziu 50.000 toneladas de
Sulfato de Manganês em 2016.

71
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

PAÍSES BAIXOS
Jost Chemical

ESTADOS
UNIDOS
ALEXANDER CHEMICAL CHINA
Anderson Chemicals
Jost Chemical CITIC Dameng MINING
Changsha JinHui
DaHua Chemical
ISKY Chemicals
ÍNDIA Rech Chemical
Shanghai Qiulong Chemical
Modasa Chemicals
Sulfozyme Agro India
Modasa Chemicals

ARGENTINA
Fast Chemical
AUSTRÁLIA
Mesa Minerals

Mapa: Principais produtores de derivados de Manganês no mundo.


Fonte: GlobalFert.

No Brasil a produção de Manganês está localizada


no Estado do Pará com a Vale Mina do Azul e Mineração
SÃO JOAQUIM DA BARRA ITAPECERICA

Buritirama, e no Mato Grosso do Sul com a Mineração BioSoja


JARDINÓPOLIS
Eletromanganês
Agroplanta BATATAIS
Agraria
Corumbaense Reunida. Na produção de Sulfato de Manganês,
GUARULHOS
o Brasil conta com 7 empresas conforme lista abaixo: Aksell INDAIATUBA
River
SUZANO
Produquimica

SULFATO DE MANGANÊS
CLORETO DE MANGANÊS

Mapa: Principais empresas fornecedoras de derivados de Sulfato de Manganês no Brasil.


Fonte: GlobalFert.

Com relação aos preços no mercado nacional, também foi observada uma alta no mês de novembro, com elevação de 12,5% em
relação ao mês anterior.

72
2017

4.200
4.100
Preço CIF (R$/ton) 4.000
3.900
3.800
3.700
3.600
3.500
3.400
3.300
3.200
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Sulfato de Manganês

Gráfico: Média de preços CIF pagos no mercado nacional por Sulfato de Manganês em 2016.
Fonte: Conab.
Elaboração GlobalFert.

MOLIBDÊNIO

Além de ser um nutriente utilizado na Agricultura, o em 2016. Além disso, houve redução na produção dos principais
Molibdênio é aplicado principalmente na produção de aço inox fornecedores, como Freeport McMoran e outros 9 grandes
e nas tubulações de extração de Petróleo. Com o aumento dos chineses. Com isso, os preços de Molibdênio aumentaram a
preços do petróleo em 2016, a demanda por equipamentos de partir de abril de 2016 e a tendência para 2017 é de que os preços
extração cresceu, assim como o aço inox na construção civil, o qual se mantenham em alta.
propiciou um aumento de 7,7% na demanda de Molibdênio só
LME Molibdênio (US$/ton)

18.000
16.000
14.000
12.000
10.000
8.000
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Gráfico: Preço médio mensal do LME de Molibdênio praticado em 2016.


Fonte: LME.

Esta alta se refletiu nos preços praticados pelo Brasil em suas importações de Molibdato de Sódio, que em 2016 registrou 223
toneladas importadas e um preço médio de US$ 8.420/ton, oriundas da China e Chile. O Molibdato de Amônio, com 12 toneladas
importadas da Polônia, também sofreu alta no segundo semestre de 2016.

73
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

14.000
Preço FOB (US$/ton)

12.000

10.000

8.000

6.000
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Molibdato de Sódio Molibdato de Amônio

Gráfico: Média de preço FOB de sais de molibdênio pago pelos importadores brasileiros em 2016.
Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC).
Elaboração GlobalFert.

No mercado interno brasileiro, o preço do Molibdato de Sódio também acompanhou a alta no último quadrimestre do ano,
subindo 2% entre setembro e outubro.

55.200
55.000
Preço CIF (R$/ton)

54.800
54.600
54.400
54.200
54.000
53.800
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Molibdato de Sódio

Gráfico: Média de preços CIF pagos no mercado nacional por Molibdato de Sódio em 2016
Fonte: Conab.
Elaboração GlobalFert.

SÃO JOAQUIM DA BARRA

BioSoja
JARDINÓPOLIS

Agroplanta BATATAIS
Agraria
O Brasil não apresenta produção de Molibdênio, pois não
possui minas para a lavra desse minério no território nacional. BARUERI

Assim, o produto vendido pelo Brasil é por importação direta de Quirios SUZANO
Produquimica

Molibdato de Sódio ou por meio de sua produção a partir do


trióxido de molibdênio, também importado.
MOLIBDATO DE SÓDIO
MOLIBDATO DE AMÔNIO

Mapa: Principais empresas fornecedoras de derivados de Molibdênio no Brasil.


Fonte: GlobalFert.

A produção mundial de Molibdato de Sódio está concentrada em empresas americanas, a Southern Copper e a Centerra, nas
chinesas China Molybdenum e Jinduicheng Molybdenum, e na chilena Codelco.

74
2017

ESTADOS
UNIDOS
Southern Copper CHINA
Centerra (Thompson Creek Metals)
China Molybdenum
Jinduicheng Molybdenum

MALÁSIA
Climax Molybdenum

CHILE
Codelco

Mapa: Principais produtores de derivados de Molibdênio no mundo.


Fonte: GlobalFert.

ZINCO

Como 48% do volume produzido de Zinco é destinado à galvanização e 25% para a produção de ligas e fundição, o preço
deste elemento é direcionado por esses mercados. Em 2016 o preço do Zinco registrou uma constante alta ao longo do ano devido
principalmente à falta de oferta do produto. Segundo especialistas, o preço do elemento deve manter-se em alta em 2017 até que
novas plantas entrem em funcionamento, o que não deve ocorrer antes de 2018.

3.000
LME Zinco(US$/ton)

2.500

2.000

1.500

1.000

500

0
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Gráfico: Preço médio mensal do LME de Zinco praticado em 2016.


Fonte: LME.

Este mesmo comportamento de alta é observado também nos preços praticados pelo Brasil nas importações de 2016. Produtos
vindos do Japão e Peru tiveram aumento de 18% ao longo do ano no óxido de zinco, enquanto no sulfato de zinco o aumento foi de
12% no produto vindo da China.

75
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

5.000
4.500
Preço FOB (US$/ton)
4.000
3.500
3.000
2.500
2.000
1.500
1.000
500
0
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Sulfato de Zinco Óxido de Zinco

Gráfico: Média de preço FOB de sais de zinco pago pelos importadores brasileiros em 2016.
Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC).
Elaboração GlobalFert.

O preço comercializado no Brasil de Sulfato de Zinco teve o mesmo comportamento de alta, fechando o ano a preço 2% acima
do praticado no início de 2016.

2.480
2.470
2.460
Preço CIF (R$/ton)

2.450
2.440
2.430
2.420
2.410
2.400
2.390
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Sulfato de Zinco

Gráfico: Média de preços CIF pagos no mercado nacional por Sulfato de Zinco em 2016.
Fonte: Conab.
Elaboração GlobalFert.

Os principais players mundiais na produção de óxido e sulfato de zinco estão situados nos países de maior produção do elemento,
como as chinesas Bohigh e ISKYCHEM que, juntas, produziram 200 mil toneladas de sulfato de zinco e 3 mil toneladas de óxido de
zinco em 2016.

76
2017

BÉLGICA
EverZinc
ESTADOS
UNIDOS
Mid South Chemical TURQUIA
CHINA
U.S. Zinc Colakoglu
Bohigh
MÉXICO Hunan Jingshi
ISKYCHEM
Zinc Nacional Hebei Yuanda Group
ÍNDIA Hengyang Best-selling Chemical
Gupta Agri Care Changsha Haolin Chemicals
Ravi Chem Industries Hengyang Dong Da Chemical

AUSTRÁLIA
Zinc Oxide Australia

Mapa: Principais empresas fornecedoras de derivados de Zinco no mundo.


Fonte: GlobalFert.

SÃO JOAQUIM DA BARRA


Microsal
No Brasil a produção de zinco é representada
BioSoja
pela Votorantim, que possui jazidas em MG e Agroplanta BATATAIS

CAPIVARI
JUIZ DE FORA
VMZ
projetos na BA e RS. Na produção dos derivados, GUARULHOS

pode-se citar a MCM e Microsal, com cerca de MCM CESÁRIO LANGE River
SUZANO
Produquimica
9 mil toneladas de sulfato de zinco por ano, e a MAUÁ
Brasóxidos
Brasóxidos com 10.750 toneladas/ano de óxido de
zinco.
SULFATO DE ZINCO
ÓXIDO DE ZINCO

AMINOÁCIDOS

O mercado de aminoácidos é dirigido prioritariamente pela mercados.


demanda do setor alimentício. Além de suplementos alimentares,
muitos aminoácidos são utilizados como saborizantes e No Brasil o volume consumido de aminoácidos é

suplementação esportiva, mercado que vem crescendo nos majoritariamente importado, entre os principais utilizados em

últimos anos. Assim, o segmento de aminoácidos direcionado nutrição vegetal a treonina registrou o maior volume importado

à nutrição vegetal acaba sendo influenciado por esses outros em 2016 com mais de 3 mil toneladas vindas da China, principal
origem das importações brasileiras.

77
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

L-treonina 3.038

L-Lisina 598

L-triptofano 193

L-valina 110

L-Leucina 90

Isoleucina 55

Ácido Glutâmico 19

Gráfico: Principais aminoácidos importados pelo Brasil em 2016.


Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC).
Elaboração GlobalFert.

Os preços de cada tipo de aminoácido variam de acordo com Em geral, os preços dos aminoácidos analisados registraram
sua aplicação, dificuldade de síntese e demanda. Assim, houve queda ao longo de 2016, com exceção do L-triptofano, que teve
entrada de produtos como a Isoleucina ao preço médio de US$ aumentado o preço no período, mas que fechou no mesmo
13.000 a tonelada e a L-Lisina ao preço médio de US$ 871/ton. patamar do início do ano.

18.000

16.000

14.000
Preço FOB (US$/ton)

12.000

10.000

8.000

6.000

4.000

2.000

0
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

L-treonina L-Lisina L-triptofano L-valina L-Leucina Isoleucina Ácido Glutâmico

Gráfico: Média de preços FOB de aminoácidos pagos pelos importadores brasileiros em 2016.
Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC).
Elaboração GlobalFert.

Por se tratar de síntese química, a produção de aminoácidos se espalha por uma grande quantidade de países, sendo que os
grandes fornecedores de produtos químicos se destacam também como os principais produtores de aminoácidos.

78
2017

COREIA DO SUL
Cj Cheil Jedang
Daesang Corporation

PAÍSES BAIXOS JAPÃO


ALEMANHA
Royal DSM Ajinomoto
Amino GmbH
Evonik Industries AG Sunitomo Chemical
ESTADOS
UNIDOS
Archer Daniels Midland CHINA
Fufeng Group
Global Bio-Chem Technology Group

Mapa: Principais empresas fornecedoras de aminoácidos no mundo.


Fonte: GlobalFert.

No Brasil, a Ajinomoto, localizada em 4 cidades do interior de São Paulo (Laranjal Paulista, Limeira, Pederneiras e Valparaíso), e a CJ
do Brasil em Piracicaba/SP representam a produção de aminoácidos principalmente para alimentação, suplementos e nutrição animal.

QUELATOS

Existem diversos tipos de quelatos no mercado, os quais se existe uma tendência do mercado em substituir os quelantes
diferenciam na aplicação, no tipo de elemento metálico a que convencionais pelos bioquelantes, que são basicamente agentes
eles irão se complexar, no tamanho da cadeia, entre outras quelantes biodegradáveis, porém estes ainda se encontram
características. Com isso, o mercado de cada quelato pode muito menos desenvolvidos que os convencionais.
variar conforme suas próprias características, assim como seus
respectivos produtores. Para o mercado de nutrição vegetal, o quelato mais utilizado
é o EDTA (ácido etilenodiamino tetra-acético), uma molécula
Esse segmento vem crescendo a cada ano, podendo alcançar que pode se ligar por meio de 6 pontos ao íon central metálico,
um aumento de até 4,27% em 2020 com relação a 2016 e o podendo este ser o Magnésio, Cálcio, Manganês, Ferro, Zinco,
principal motivo é a adequação de agentes quelantes nas mais Cobalto, Cobre, Chumbo e Níquel, dependendo do pH do meio.
variadas aplicações, como defensivos agrícolas, indústria têxtil,
limpezas doméstica e industrial, papel e celulose, tratamento de Existem muitas empresas químicas que sintetizam o EDTA

água, cosméticos e farmacêutica. Segundo especialistas, ainda ao redor do mundo e os grandes produtores são os maiores
fornecedores de produtos químicos, conforme lista a seguir:

79
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

FINLÂNDIA
Kemira Oyj

REINO UNIDO
Tate & Lyle ALEMANHA
BASF SE
ESTADOS Lanxess AG
UNIDOS
HOLANDA
Dow Chemical
Archer Daniel Midland AkzoNobel N.V.
Cargill Incorporated

Mapa: Principais empresas fornecedoras de EDTA no mundo.


Fonte: GlobalFert.

No Brasil as importações de quelatos chegam de duas maneiras: já complexados com os metais e também na sua forma pura. Em
2016, os maiores volumes de EDTA puro vieram dos EUA, China e Holanda, totalizando 2.450 toneladas.

HOLANDA
7%
ESTADOS CHINA
UNIDOS 41%
52%

Mapa: Origens das importações EDTA pelo Brasil.


Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC).
Elaboração GlobalFert.

Os preços praticados também variam de acordo com a redução no segundo trimestre e uma elevação gradual ao longo
origem. Os produtos chineses registraram uma média de US$ dos meses. Com isso, os preços importados pelo Brasil variam
2.132 a tonelada de EDTA puro, os vindos da Holanda US$ 1.054/ de acordo com os volumes de produtos com entrada no país,
ton e dos EUA, US$ 800/ton. Mesmo com a diferença de preço mostrando assim grande oscilação ao longo do ano.
entre as origens, o comportamento foi o mesmo, com uma

80
2017

81
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

2.500
Preço FOB (US$/ton)
2.000

1.500

1.000

500

0
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

EDTA

Gráfico: Média de preço FOB de EDTA pago pelos importadores brasileiros em 2016.
Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC).
Elaboração GlobalFert.

As entradas dos quelatos complexados com metais são em em média foi de US$ 4.000/ton e o quelato de cobre vindo da
menor escala de volume que o de EDTA puro, totalizando 117 Holanda a US$ 4.530/ton.
toneladas. As principais origens dos produtos foram China e
Holanda. Os produtos com origem na China entraram a preços No Brasil o principal produtor de EDTA é a Basf, que distribui

médios de US$ 4.300/ton, com exceção do complexo de ferro, seus produtos por intermédio de representantes. Ela divide sua

que entrou a US$ 2.500/ton em média. Da Holanda o preço pago produção entre os mercados de agro, cosméticos, tratamento de
água e indústria em geral.

CORANTES

Segundo a IN 46/2016 – que regulamenta as garantias os corantes à base de pó, pois colorem os fertilizantes sólidos
e especificações de fertilizantes –, os agentes corantes são devido a sua aderência a partir das cargas tanto do pigmento,
produtos autorizados para a utilização em fertilizantes em geral, quanto do fertilizante; já nos fertilizantes líquidos baseiam-se na
sendo sua principal função a de rastreabilidade. Muito usados em solubilidade dos mesmos no meio. No entanto, esses insumos
sementes – seu maior mercado –, os corantes têm conquistado apresentam alguns problemas devido à natureza em pó, como
espaço no segmento de fertilizantes por conta da demanda dos contaminação de outros produtos por conta de sua dispersão no
consumidores finais. meio, sujeira no local de armazenamento e possível entupimento
dos bicos aplicadores quando, diluídos, são aplicados no campo.
Nesse contexto, o uso do corante quando aplicado Por conta dessas condições operacionais, tanto os formuladores
nos produtos de Tecnologia em Nutrição Vegetal, como os quanto os consumidores finais estão procurando soluções com
fertilizantes, pode ter diferentes propósitos, de acordo com a maior preocupação ambiental. Com isso, novos formatos de
necessidade do cliente. Eles podem ser utilizados como forma pigmentos estão sendo desenvolvidos como, por exemplo, os
de indicação da presença de determinado material em um meio corantes poliméricos líquidos, que favorecem a aplicação no
em que se encontra, devido à similaridade do aspecto físico com fertilizante sólido por retirar o risco de contaminação cruzada nos
os demais quando aplicado no solo ou nas folhas. Outra função estoques, além da solubilidade dos produtos no campo.
pode ser a diferenciação do material com o uso das cores para
identificação de produtos conforme sua aplicação ou ainda para O mercado de corantes utilizados na agricultura é estimado
reconhecimento de uma marca. em US$ 1,63 bilhão para 2017 e prevê um crescimento que
pode chegar a US$ 2,03 bilhões em 2022, alavancado pelo uso
Para os formuladores, a maior preocupação está na qualidade em sementes, fertilizantes e defensivos agrícolas. Prevê-se este
do corante ou pigmento que será utilizado. Os mais usuais são aumento devido à adoção de melhores técnicas no campo por

82
2017

Experimente o Poder da Cor


Colorindo Fertilizantes com os Corantes Liquitint® Agro

Milliken desenvolveu uma Por que utilizar os Corantes Liquitint® Agro?


tecnologia única que traz um
grande avanço no uso de cor em
formulações agrícolas, superando
os atuais desafios existentes.
Os novos corantes Liquitint® Intenso, Amplo espaço Alta Ambientalmente
Brilhantes de Cor Visibilidade Amigável
Agro se diferem dos corantes e Transparentes
pigmentos tradicionais, criando
uma classe própria. É a única Benefícios dos Corantes Liquitint® Agro
tecnologia líquida de coloração
que exibe características de
não-manchamento, permitindo
assim propriedades diferenciadas
e benéficas aos fabricantes de Líquido Livre Minimiza Solúvel Cores
de Poeiras Manchamento Sem Sedimentação Estáveis
fertilizantes e seus clientes. Sem Entupimentos

Inovações que fazem o bem.


Para mais informações
Visite nosso website millikenchemical.com
ou entre em contato através:

AMÉRICA LATINA AMÉRICA DO NORTE


T: 55.11.3043.7940 T: +1 800 910 5592
E: lachem@milliken.com E: millichem@milliken.com

© Copyright 2017 All rights reserved. Milliken is a registered trademark of Milliken & Company. 83
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

parte dos usuários finais, mas ainda será muito restrito em alguns Atualmente, a Ásia é o maior comprador de corantes do
países devido a regulamentações rigorosas sobre produtos mundo, puxada principalmente pela China, que vem investindo
químicos aplicados na área agrícola. neste segmento no país. Pode-se destacar globalmente cerca de
10 empresas que produzem corantes para a agricultura.

INGLATERRA ALEMANHA
Croda Basf
Lanxess
ESTADOS JAPÃO
UNIDOS SUÍÇA DIC Corporation
Sensient Technology Clariant
Milliken Chemical
Organic Dyes & Pigments
Chromatech

SINGAPURA
DyStar Singapore

Mapa: Principais empresas fornecedoras de Corantes para a Agricultura no mundo.

TENSOATIVOS E SURFACTANTES

Tensoativos e Surfactantes existem em uma grande variedade em comum sua composição química que geralmente possui
de características químicas, como aniônico, catiônico e anfótero, cadeias carbônicas longas e tem como matérias-primas para
ou de aplicações na indústria como em cosméticos, limpeza, síntese o etileno ou benzeno. Em 2016 o etileno apresentou duas
tratamento de água, óleo e gás e também agricultura, seja como altas de preços, a primeira em março e a segunda em setembro
fertilizantes ou defensivos agrícolas. No entanto, todas elas têm com rápida queda aos patamares de julho.

40
US CTS (US$/Lb)

35

30

25

20
Janeiro Fevereiro Março Abril Junho Maio Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Gráfico: Preços de contrato de etileno praticados em 2016.


Fonte: ICIS.
Elaboração GlobalFert.

84
2017

Esta oscilação de preço foi sentida nos preços dos surfactantes com um atraso
de alguns meses nas importações do Brasil do surfactante Dimetil Amino Propil
Amina, onde, após uma redução em outubro, houve uma retomada nos preços a
partir de janeiro, mostrando a ligeira correlação entre os dois mercados.

2.500
Preço FOB (US$/ton)

2.000

1.500

1.000
Janeiro Fevereiro Março Abril Junho Maio Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Dimetil Amino Propil Amina

Gráfico: Média de preço FOB de Dimetil Amino Propil Amina pago


pelos importadores brasileiros em 2016. Qualidade
e eficiência
Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC).
Elaboração GlobalFert.

Para 2017 especialistas preveem preços apertados ainda para o etileno até
que novas capacidades produtivas estejam disponíveis, o que pode influenciar em insumos
para
nos preços dos principais surfactantes.

O mercado de surfactantes e tensoativos também está sofrendo algumas

nutrição
mudanças com relação à consciência ambiental por parte dos usuários. A
demanda por produtos especiais e biodegradáveis utilizados nos mercados de
personal care, químicos de limpeza, alimentos e bebidas está fazendo com que as

vegetal
grandes empresas invistam cada vez mais nesse tipo de produtos. Um exemplo foi
a Evonik, que em agosto de 2016 anunciou a sua produção de biossulfarctantes –
surfactantes originados como subprodutos do processo metabólico microbiano
– em escala industrial para serem utilizados em shampoos, gel de banho e
produtos de limpeza.
Sulfato de Cobalto Hepta,
No mercado brasileiro foram observadas em 2016 algumas movimentações
Nitrato de Potássio,
por parte dos players, como a parceria da Oxiteno, maior produtora nacional de
surfactantes, com a Ashland para o desenvolvimento de tensoativos e polímeros Nitrato Sódico Potássico
para o mercado agroquímico na América do Sul. Também em agosto de 2016
a empresa química americana Stepan anunciou a aquisição dos negócios
comerciais da TEBRAS (Tebras Tensoativos do Brasil) e da unidade de produção
da PBC Indústria Química Ltda.

INCASA S/A
Fone: (47)3205-7000
| Joinville|SC
www.incasa.ind.br
85
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

EXTRATO DE ALGAS

De acordo a Organização das Nações Unidas para a Kappaphycus alvarezii também vêm sendo estudadas e avaliadas
Alimentação e a Agricultura (FAO), a cada ano são recolhidas para potencial uso na agricultura.
aproximadamente 25 milhões de toneladas de algas, sejam elas
micro ou macroalgas. No mundo, a China possui a maior parte das empresas
produtoras de algas, no entanto pode-se ainda destacar como
Atualmente, as algas marrons são as mais utilizadas como grandes produtores de extrato de algas o grupo Roullier (França),
fertilizantes, principalmente a Ascophyllum nodosum. Entretanto, Algea (Noruega), Acadian (Canadá), além de Seawin Biotech
outras algas como a Laminaria spp, Ecklonia maxima, Sargassum (China).
spp, e Durvillaea spp, Enteromorpha intestinalis, Ulva lactuca e a

REINO UNIDO
Maxicrop
ISLÂNDIA
Thorverk
NORUEGA
Algea - The Artic Company

CANADÁ IRLANDA
BioAtlantis ALEMANHA
Acadian Seaplants
Celtic Moss
CHINA
Canada Oceanic Schott AG
Bright Moon Seaweed Group
Citymax Agro
ESTADOS Dongyang Lianfeng Biological Technology
UNIDOS FRANÇA King Deng Co.
A2BE Carbon Capture
Aleor Qingdao Future Group
North American Kelp Qingdao Jingling Ocean Biotechnology
Setalg (grupo Roullier)
Nutrients Plus Rizhao Eminent Group
Timac Agro (grupo Roullier)
Seawin Biotech
Shaanxi Sinuote Bio-Tech
Xian Jiaoda Kaida New Technology
ÍNDIA Yantai Jiate Bio-tech
PERU Vanshree Agriculture Yigeda Bio-Technology
PSW

BRASIL
Oceana Brasil
ÁFRICA DO SUL
TWB Mineração
Kelp Products International

Mapa: Principais empresas produtoras de algas no mundo.

Em 2016 foram importadas 3.364 toneladas de extrato de algas advindas do Canadá (84%), França (12%), Noruega (3%) e China
(1%). O preço médio da tonelada é de US$ 4.865, com o Canadá tendo o valor mais competitivo.

86
2017

NORUEGA
3%
CANADÁ
84% CHINA
1%

FRANÇA
12%

BRASIL

Mapa: Importações de extratos de algas em 2016.


Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio.
Elaboração: GlobalFert.

Os meses de outubro e dezembro apresentaram os maiores picos do ano, principalmente pela importação de extrato de alga
utilizado na fabricação de fertilizantes foliares. Em 2016, o preço médio da tonelada foi de US$ 1.266.

14.000,0

12.000,0

10.000,0

8.000,0

6.000,0

4.000,0

2.000,0

0,0
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Gráfico: Média do Preço FOB de Extrato de Algas pago pelos importadores brasileiros em 2016.
Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio.
Elaboração: GlobalFert.

MATÉRIA-PRIMA ORGÂNICA

A matéria-prima orgânica pode ser obtida a partir de resíduos Entre os usos que essas matérias-primas apresentam,
e subprodutos da agropecuária e agroindústria e seu uso tem sido destaca-se a produção de fertilizantes orgânicos, os quais têm se
bastante explorado, buscando-se evitar seu descarte. Além disso, mostrado como boa alternativa aos outros tipos por apresentar
a utilização destes produtos visa contribuir para uma redução um processo mais natural, auxiliar o solo a conseguir reter e
no consumo de recursos naturais e a respectiva diminuição armazenar um volume maior de água e a aumentar a atividade
de impactos no meio ambiente, tema de grande importância microbiana no solo, contribuindo para o desenvolvimento da
atualmente. planta e aumento da produtividade.

87
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

RESÍDUOS AGRÍCOLAS NAS PRINCIPAIS CULTURAS

297 316 327 323 355 349 363 (em milhões de toneladas)
3% 3% 3% 2% 3% 4% 2%
3% 3% 3% 3% 2% 2% 2%
10% 10% 10% 13% 13% 13% 14%

14% 16% 17% 15% 17% 18% 20%


Considerando a origem de resíduos das Outros
principais culturas no Brasil, estima-se que o Laranja

país gerou em 2015 mais de 363 milhões de Milho


Soja
toneladas e mais de 674 milhões de m³ de
Cana-de-açúcar
efluentes advindos da geração da vinhaça de 70% 68% 67% 67% 65% 63% 62%
cana-de-açúcar.

2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015

Gráfico: Geração de resíduos nas principais culturas.


Fonte: IPEA/ IBGE/ PAM.
Elaboração: GlobalFert.

RESÍDUOS NA PECUÁRIA

De acordo com informações do Ministério da Agricultura, Portanto, tais resíduos são uma grande preocupação, tendo
Pecuária e Abastecimento (MAPA), o Brasil produz em vista que podem causar poluição atmosférica e das águas,
aproximadamente 180 milhões de toneladas ao ano de resíduos sendo que seu tratamento traz uma série de benefícios, como
e efluentes oriundos de animais estabulados (aves, suínos e geração de produtos de Tecnologia em Nutrição Vegetal e
bovinos). Nesse caso, importante salientar que estes resíduos – redução nos custos de produção.
necessitando sempre de um tratamento adequado – tornam-se
um desafio para o setor pecuário, o qual enfrentará ao longo dos Visando a um tratamento adequado para esses resíduos, o

próximos anos a expectativa de aumento na produção de carne processo de compostagem se mostra como uma boa opção,

nacional e mundial. tanto em termos de redução de resíduos quanto de geração de


renda.
Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e
Estatística (IBGE), o Brasil possuía em 2014 cerca de 1,6 bilhão de Por meio do processo de compostagem é possível obter um

cabeças entre bovinos, suínos e galináceos, 6% a mais que no subproduto com nutrientes que podem ser utilizados na produção

ano anterior. Se um suíno, por exemplo, na faixa de 15 a 100 kg de de fertilizantes e, para isso, atualmente, o Brasil apresenta uma

peso vivo produz de 4,5% a 8,5% de seu peso corporal em dejetos, série de empresas que realizam esse tipo de processo, localizadas

estima-se que no total foram produzidos aproximadamente 20,3 principalmente no Estado de São Paulo.

milhões de toneladas de esterco no ano.

88
2017

Fertilizantes Norton Oliveira

Geociclo
IFB Biotecnologia Minasorganic
Terra de Cultivo
Valoriza
Agrodkv GRI
Base Substratos Minho Fértil
Armosia Brasil
Biofosfatos Nutrisafra Ecometano
Bioland Organosolví Vide Verde
Cardinali Soluções Provaso Compostagem
Ambientais LTDA - EPP Arco Iris Fertilizantes
Tera Ambiental
Compobras
Constroeste TERRA NUTRI Adubasul
K2 Agro
Ecomark Cepagro
Visafertil Oragano-Nipo
Composul
Embrafós
Procomposto
Adubare
Eco Citrus
Folhito Adubos Orgânicos
Promin

Mapa: Principais empresas de compostagem no Brasil.


Fonte: GlobalFert.

PREÇO DAS MATÉRIAS-PRIMAS ORGÂNICAS NO BRASIL

Em relação aos preços, a matéria orgânica em geral variou no ano de 2016 de R$ 225 até R$ 313, uma média anual de R$ 280. No
entanto, o esterco de galinha iniciou o ano com preço de R$ 200 por tonelada e em abril caiu para R$ 190, mantendo este valor até
dezembro.

350

300

250
Preço médio CIF (R$/ton)

200

150

100

50

0
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Esterco Galinha Cama de Aviário Matéria Orgânica

Gráfico: estimativa média do preço das matérias-primas orgânicas em 2016.


Fonte: Conab.
Elaboração: GlobalFert.

89
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

SUBSTÂNCIAS HÚMICAS

As Substâncias Húmicas – compostos orgânicos – são Por sua vez, o carvão mineral contém um teor muito baixo
classificadas em Ácidos Fúlvicos, Ácidos Húmicos e Humina, e de substâncias húmicas, portanto não é uma fonte atrativa para
podem ser extraídas a partir da leonardita, carvão mineral, lignite, extração desse material orgânico. Por outro lado, o composto
composto de vermes e turfa. de vermes e o lignite são matérias-primas que apresentam alto
custo para extração ou produção. Portanto, a opção disponível
Para a produção de fertilizantes, as substâncias húmicas mais acessível para obter os compostos orgânicos no Brasil é a
utilizadas usualmente são obtidas da leonardita, pois esta turfa, que apresenta teor de 20% a 40% do produto procurado.
matéria-prima apresenta maior teor do produto (até 90%).
O Brasil possui reservas de turfa no montante de 487
Já a leonardita pode ser encontrada nos depósitos de lignite milhões de toneladas, já as reservas globais estão estimadas
nos EUA (Dakota do Norte), Canadá (Alberta), Grécia (Achlada e em aproximadamente 12 bilhões de toneladas. A produção
Zeli), Turquia e na Austrália (Bacchus Marsh). mundial de turfa em 2016 foi de aproximadamente 28 milhões de
toneladas, sendo Finlândia, Irlanda, Suécia e Alemanha os quatro
No entanto, no Brasil os depósitos de leonardita são escassos,
principais produtores mundiais.
por isso outras fontes são utilizadas na obtenção de substâncias
húmicas, como o carvão mineral, composto de vermes, lignite e
turfa.

PRODUÇÃO MUNDIAL DE TURFA EM 2016

Finlândia 6,5
Irlanda 4,1
Suécia 3,6
Alemanha 3,0
Bielorrússia 1,8
Rússia 1,3
Letônia 1,2
Canadá 1,2
Polônia 0,9
Estônia 0,8
Ucrânia 0,6
Lituânia 0,6
Noruega 0,5
Moldávia 0,5
EUA 0,5
Outros países 0,7
0 1 2 3 4 5 6 7

Milhões Toneladas

Tabela: Produção Mundial de Turfa em 2016.


Fonte: USGS Minerals Information.
Elaboração: GlobalFert.

90
2017

No Brasil, a produção anual é baixa quando comparada à dos maiores


exportadores de turfa do mundo, sendo que as duas maiores unidades
produtoras brasileiras em 2016 obtiveram aproximadamente 67 mil
toneladas, que foram fornecidas para as indústrias de fertilizantes orgânicos,
condicionadores de solo e de energia.

SÃO SIMÃO MINERAÇÃO DARCY


40 mil
TONELADAS

FLORESTAL S/A CRICIÚMA


FLORESTAL S/A
FÁBRICA BALNEÁRIO ARROIO EXTRAÇÃO
27 mil DO SILVA

60 mil
TONELADAS
TONELADAS

Imagem: Localização e Capacidade Produtiva das duas maiores produtoras de turfa do Brasil.
Fonte: ABISOLO (pesquisa realizada com os fornecedores).

No ano de 2016 foram importadas 21,3 mil toneladas de turfa, aumento


de 21% em relação ao ano de 2015. Os principais países de origem foram
a Letônia com 57% do volume importado e o Canadá com 39%. O Canadá
aumentou sua participação nas importações em relação ao ano de 2015,
mas a Letônia diminuiu.

O preço médio da turfa importada no ano de 2016 foi de US$ 231,46/


ton e apresentou queda de 2% em relação ao ano de 2015.

270

250

230
Preço FOB (US$/ton)

210

190

170

150
Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Gráfico: Média do Preço (US$) FOB da Turfa paga pelos importadores brasileiros em 2016.
Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC).
Elaboração: GlobalFert.

91
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

MÁQUINAS PARA PRODUÇÃO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

O estado físico dos produtos de Tecnologia em Nutrição Vegetal é relevante para sua forma de fabricação. Os Condicionadores de
Solo e Substratos para plantas são em geral Sólidos, já os Fertilizantes Foliares, Orgânicos, e Organominerais podem ser tanto Sólidos
quanto Fluidos.

MÁQUINAS PARA FABRICAÇÃO DE PRODUTOS DE TECNOLOGIA


EM NUTRIÇÃO VEGETAL SÓLIDOS

Os principais processos de fabricação são por Granulação, forma de farelo e pode passar pelos processos de Peletização ou
Peletização, Compostagem, Biodigestão e Biorreação. Granulação. Algumas empresas no Brasil, como a Allbiom (Cajuru
Apresentando-se como: granulado, “pellets”, pó ou farelado. – SP), Sinuelo (Curitiba – PR), Máquina Solo (Cotia – SP), Avesuy
(Xanxerê – SC), MS Tecnopon (Piracicaba – SP), comercializam
A matéria-prima para a produção de Fertilizantes pode vir em máquinas para fabricação de Fertilizantes dos processos de
forma Orgânica ou Mineral. Compostagem, Biorreação e Biodigestão.

Os processos de Compostagem, Biodigestão e Biorreação O Fertilizante em farelo, “pellet” ou granulado é armazenado


podem utilizar resíduos de origem urbana, industrial, doméstica, em tanques, silos ou então pode ir para outros processos e
agrícola ou florestal para a produção do material orgânico sofrer mudança em sua forma, passando de farelo para “pellets”
que será utilizado para a produção de Fertilizantes Orgânicos, ou grânulos, sendo nestes casos comercializado a granel ou
Organominerais, Substratos para plantas, Condicionadores de embalado.
solo e Foliares. O produto desses processos apresenta-se em

Compostagem
Peletização

Matéria-Prima Biorreação Fertilizante Armazenagem Ensacamento

Granulação
Biodigestão

Figura: Fluxograma do processo de produção de Fertilizante Sólido.

COMPOSTAGEM

A Compostagem é um processo biológico de enriquecimento da matéria orgânica em


que os microrganismos transformam estrume, folhas, papel e restos de comida em um
material mais rico, que sofre uma melhora de qualidade a partir de fases como a mesofílica
(decomposição do lixo orgânico por fungos e bactéria), termofílica (degradação das
moléculas mais complexas) e maturação (estabilização do composto). Na produção
por Compostagem do Organomineral, o material gerado na compostagem passa pelo
enriquecimento mineral com adição e incorporação de nutrientes.

Foto: Sistema de Compostagem.


Fonte: Avesuy.
92
2017

BIODIGESTOR

A Biodigestão é um processo fermentativo semelhante à em Biogás, Biofertilizantes e matéria orgânica para fertilizantes.
compostagem, diferenciando-se pelo fato de ser anaeróbico, ou
seja, ocorre sem presença de oxigênio. Existem diversos modelos de Biodigestores (indiano,
paquistanês, chinês, tailandês, filipino, alemão e etc.) com
Na etapa inicial, a matéria orgânica recolhida é colocada nos características próprias de operação, como Biodigestor em
Biodigestores, que aceleram o processo de decomposição, no Batelada e Biodigestor de operação contínua.
qual milhares de bactérias realizam a transformação bioquímica

Foto: Biodigestor de Rosdorf. Foto: Biodigestor.


Fonte: Portal do Biogás. Fonte: Embrapa.

BIORREATOR

O material orgânico é destinado ao Biorreator, que é um reator químico onde ocorre uma série
de reações com biocatalizadores.

Os biorreatores são divididos quanto ao tipo de biocatalizador (células ou enzimas), quanto


à configuração (Células ou Enzimas Livres, Células ou Enzimas Imobilizadas) e quanto à forma de
agitação do meio.

Foto: Biorreator.
Fonte: Allbiom.

93
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

PELETIZADORAS

A Peletização é o processo de transformação de matéria- Após isso, o material segue ao expansor de alimentação,
prima ou produtos farelados em “pellets” através das máquinas onde é amassado, comprimido e tratado termicamente.
Peletizadoras.
Por fim, o material chega à Peletizadora tomando formato de
No processo de Peletização, o material passa primeiramente “pellets” e então é resfriado em um Resfriador que pode ser de
pelo tratamento térmico que se inicia no Condicionador, que Contrafluxo, Horizontal ou de Coluna e armazenado em tanques
pode ser Simples, Duplo ou Triplo, onde seu eixo pode ser de pá ou silos. A Andritz (Curitiba – PR), Saiton (Cascavel – PR), Incomac
dupla, simples ou helicoidal. (Chavantes – SP), Equipar (Campinas – SP) e Ferraz Máquinas
(Ribeirão Preto – SP) são algumas das empresas que fornecem
O Condicionador tem por função misturar eficazmente o Peletizadoras ao produtor brasileiro.
farelo, tornando-o adequado para o processo de peletização.

Foto: Peletizadora. Foto: Peletizadora. Foto: Processo final da peletização.


Fonte: Andritz. Fonte: Ferraz Máquinas e Engenharia Ltda. Fonte: Energia Biomassa.

GRANULADOR

A granulação tem por função converter o No processo de Granulação, se necessário,


fertilizante em grânulos de diâmetro uniforme o material passa pela moagem através de
com característica física para secagem, Moinhos, e geralmente o mais utilizado é o
classificação, manuseio e transporte. Moinho de Martelo. Empresas como BRAV
(Uberaba – MG), Nutrimec (Pará de Minas –
Existem vários processos ou métodos MG), Moinhos Tigre (São Paulo – SP), Dedine
de granulação, dentre eles há Aglomeração (Piracicaba – SP) são produtoras brasileiras de
por Crescimento, Aglomeração Esférica, diversos tipos de moinho.
Aglomeração Seletiva, Aglomeração por
Pressão, Sintetização e, por fim, o mais usado é o de Depois, faz-se necessário o ajuste de peso da
Aglomeração por Aspersão, no qual as suspensões bombeáveis formulação, através da dosagem correta, com o material
são atomizadas e o líquido gerado em gotas é evaporado por seguindo para o misturador.
uma corrente de ar quente em uma etapa preliminar de secagem.

Foto: Granulador de Prato.


94 Fonte: Aboissa.
2017

Em geral, a adição de matéria-prima é feita no topo do fabricantes.


misturador, onde a mistura é agitada por hélices. É comum o
fundo de um misturador ser cônico, o que permite um melhor As empresas também oferecem sistemas de granulação em

escoamento. que várias máquinas estão incorporadas ao processo. Esses


sistemas podem ser compactos, mantendo alto
Se o material não precisa sofrer as desempenho com baixa manutenção.
adequações, é diretamente encaminhado
para o Granulador, que é o responsável por Após a granulação, o material passa pelo

granular o material, ou seja, aumentar o processo de secagem e resfriamento através

tamanho do grânulo. dos Secadores e Resfriadores. Os Secadores


são responsáveis por fornecer uma secagem
Existem no mercado diversos tipos de rápida e eficiente sem danificar o produto. Já
granuladores, como NPK, química e com os Resfriadores dissipam o calor sem causar
vapor, Granuladores orgânicos e inorgânicos, danos ao material.
Granuladores de ureia, e etc. Empresas como
Aboissa (Santa Cecília – SP), Sutil Máquinas (Chapecó – SC), O material resfriado passa pela classificação

Dedine (Piracicaba – SP) e Sackett (Araxá – MG) são alguns dos granulométrica, da qual, se aprovado, segue destino ao produto
final ou pode ser misturado com macro ou micronutrientes.

Foto: Granulador.
Fonte: Alfa Instrumentos.

SISTEMAS DE EMBALAGEM

A comercialização é feita através de big bags e sacarias. O


processo de ensacamento do produto de Tecnologia em
Nutrição Vegetal nos big bags e sacarias é realizado pela
Ensacadeira, que pode ser manual, semiautomática ou
automática. Empresas como Insack (Ponta Grossa – PR),
Nippon (Barueri – SP), Alfa Instrumentos (São Paulo –
SP), Sat (Ponta Grossa – PR) E Premier Tech (São Paulo
– SP) fornecem Ensacadeiras no território nacional.

Foto: Ensacadeira rotativa de sacos. Foto: Ensacadeira de big bags.

95
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

MÁQUINAS PARA FABRICAÇÃO DE PRODUTOS DE TECNOLOGIA EM


NUTRIÇÃO VEGETAL FLUIDOS

Os Produtos de Tecnologia em Nutrição Vegetal Fluidos As matérias-primas utilizadas na produção de Fertilizantes


podem se apresentar tanto como uma solução, que é um Fluidos são os Macronutrientes primários e secundários,
produto fluido que não apresenta partículas sólidas, quanto em Micronutrientes e Quelatos, que misturados formam os
suspensão, na qual são verificadas partículas sólidas no produto. Fertilizantes Foliares, Orgânicos e Organominerais, sendo eles em
Para ambas as apresentações do produto fluido existem dois solução ou suspensão.
processos tradicionais de fabricação, podendo ser Mistura a frio
ou Mistura a quente.

MISTURADOR A FRIO

A Mistura a frio tende a ser mais simples por não envolver (atapulgita). Essa adição é feita no Misturador pelo Alimentador
geração de calor, favorecendo assim a instalação do maquinário de Argila, que aplica a quantidade correta, aumentando assim a
próximo às áreas de consumo. Nela a matéria-prima viscosidade e mantendo a suspensão.
é armazenada em Silos ou Tanques e, depois
de devidamente dosada, é despejada em um O produto final é armazenado em tanques

tanque de mistura onde é agitada dentro que podem ser de Aço Carbono, Alvenaria,

de um Misturador. A Nippon (Barueri – Aço Inox, Fibra de Vidro ou Materiais

SP), Instech (Paranaguá – PR), Super Steel Sintéticos, onde – para se evitar que alguns

(Atibaia – SP), Dedine (Piracicaba – SP), cristais não dissolvidos gerem o entupimento

Netzsch (São Paulo – SP), Sackett (Araxá – de bocais – instala-se na linha um Filtro de

MG), dentre outras, fornecem opções nacionais Cones e, para manter a homogeneidade do

de Misturador. produto, é instalado também um aspersor de ar


no fundo do tanque, que periodicamente é acionado
O Fertilizante Fluido em Suspensão mantém sua suspensão agitando a mistura.
graças à adição de uma pequena quantidade de argila

Armazenagem
Tanques
Matéria-Prima Misturador/Reator
Armazenagem
Caminhão Tanque
Argila

Foto: Misturador Rotativo.


Fonte: Nippon.
Figura: Fluxograma do processo de produção de Fertilizante Fluido (Mistura a Frio)

96
2017

MISTURADOR A QUENTE

A Mistura a Quente envolve reação química exotérmica, ou seja, há liberação de calor.


O processo segue a mesma lógica que a Mistura a Frio, mas devido à liberação de calor
é necessária no processo a instalação do Trocador de Calor, que tem por função resfriar o
fertilizante, permitindo o armazenamento em temperatura ideal.

Trocador de Armazenagem
Foto: Unidade de Mistura. Envazadora
Calor Tanques
Fonte: Instech.
Matéria-Prima Misturador/Reator
Armazenagem
Argila Caminhão Tanque

Figura: Fluxograma do processo de produção de Fertilizante Fluido (Mistura a Quente)

97
www.fortgreen.com.br /FortGreenBR
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

SISTEMAS DE GRANEL E ENVAZE

A comercialização de Fertilizante fluido é feita a granel ou em As bobonas são embalagens plásticas e se diferenciam pelo
vasilhames. Em alguns casos, o produto não é armazenado em seu formato, tamanho e capacidade volumétrica. Empresas como
tanques, pois precisa rapidamente ser distribuído ao consumidor Winning Pack (Cotia – SP), Global Pack (São Paulo – SP), Grupo
final na forma a granel. Dessa forma, os caminhões-tanques de Legal Embalagens (Itapecerica da Serra – SP) e Darhel (Santa
produtos líquidos são os utilizados para o transporte Isabel – SP) as fabricam no território brasileiro.
do produto, os quais para evitar a corrosão interna
são revestidos em Aço Inox, Polietileno, Fibra de Os materiais para a fabricação do IBC

Vidro e etc, e possuem também sistemas de são escolhidos de acordo com a aplicação

agitação para manter a homogeneidade do e podem ser plástico, aço, aço inoxidável,

produto. No Brasil, os tanques são fornecidos polietileno de alta densidade e geralmente

por empresas como Unifibra (Jardinóplis – possuem uma base em madeira ou plástico

SP), Biasi (Palmitos – SC), Tanques Moraes similar a um palete. A L2 Pack (Ribeirão Preto

(Limeira – SP) e Facchini (Votuporanga – SP). – SP), Alpina Termoplásticos (São Paulo – SP) e
Local Pack (São Paulo – SP) fornecem IBCs para o
O Fertilizante Fluido também é comercializado produtor brasileiro.
em pequenos volumes de vasilhames, bombonas e IBC. O
envazamento do fertilizante é realizado pela Envazadora, que é
comercializada no Brasil por empresas como Henac (São Paulo
– SP), Dedine (Piracicaba – SP) e Tecnoenvase (São Bernardo do
Campo – SP).

Foto: Envazamento de bombona.

98
2017

O MERCADO DE TECNOLOGIA EM
NUTRIÇÃO VEGETAL

99
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

CONTEXTO

Em seu terceiro ano, a pesquisa de mercado Yeb-ABISOLO contou com a contribuição de diversas empresas do setor que informaram
dados econômicos e financeiros de suas unidades. A pesquisa foi realizada no período de janeiro a março de 2017 e abordou as
empresas fabricantes de Tecnologia em Nutrição Vegetal registradas no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA)
com informações referentes ao ano de 2016.

Neste ano, a pesquisa obteve 16% a mais de respostas e participação em relação ao ano anterior, demonstrando a contribuição
e confiança das empresas neste trabalho. Esse aumento de participação gerou uma amostra com nível de confiança de 95% e erro
amostral de 7%.

AS INDÚSTRIAS DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

Em 2016, o mercado de Tecnologia em Nutrição Vegetal contabilizou 565 unidades produtoras, sendo 459 matrizes e 106 filiais, e
o Estado de São Paulo apresenta-se como responsável por 41% do total, com 231 unidades.

2
1 9 7

22
2
20 12 2
4

3 61
20 8
13

3
231
70

31

44

Mapa: Distribuição geográfica das unidades produtivas de Tecnologia em Nutrição Vegetal.

100
2017

BENEFÍCIOS: Bioamino® é uma linha de fertilizantes


Orgânicos Compostos e Organominerais
Melhora a nutrição das plantas; com alta concentração de compostos
orgânicos (caldo fermentado) e fluídos.
Maior desenvolvimento vegetativo das plantas;

Maior desenvolvimento radicular através da emissão


de novas raízes;

Maior resistência das plantas às condições climáticas


adversas, tais como, estresse hídrico, variações bruscas de
temperatura e baixas temperaturas do solo no inverno;

Maior pegamento e uniformidade da florada


e da frutificação;

Melhora a qualidade dos produtos agrícolas


(frutos, grãos, tubérculos e fibras);

Maior produtividade e rentabilidade das culturas.

101
www.biosoja.com.br
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

Das 459 empresas do setor, o segmento de fertilizantes organominerais está presente no portfólio de 230 empresas.

230
207
189

92

28

Fertilizante Fertilizante Fertilizante Condicionador Substrato para


Organomineral Foliar Orgânico de Solo Plantas

Gráfico: Número de empresas de Tecnologia em Nutrição Vegetal por segmento.


*Uma mesma indústria pode atuar em mais de um segmento

A idade média das indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal é de 15 anos, com 26% das empresas com idade inferior a 5 anos
e 21% com mais de 20 anos. Isso demonstra a oportunidade do setor para novos empreendimentos, além de consolidar as empresas
mais tradicionais.

<1 2%

1a5 24%

6 a 10 24%

11 a 15 14%

16 a 20 15%

> 20 21%

Gráfico: Distribuição das indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal por faixas de idade.

> 200 milhões 2,1%


150 a 200 milhões 0,7%
110 a 150 milhões 0,7%
90 a 110 milhões 1,4%
70 a 90 milhões 0,7%
Em 2016, 55% das indústrias indicaram 50 a 70 milhões 2,1%
40 a 50 milhões 3,4%
faturamento abaixo dos 5 milhões de reais e
30 a 40 milhões 4,2%
5% obtiveram receita superior a 90 milhões.
25 a 30 milhões 2,1%
20 a 25 milhões 2,8%
15 a 20 milhões 2,0%
10 a 15 milhões 7,6%
5 a 10 milhões 15,3%
2 a 5 milhões 18,1%
< 2 milhões 36,8%

Gráfico: Percentual de participação das empresas por faixas de faturamento.

102
2017

FATURAMENTO

3,0%
4,0%

9,4%
Em 2016, estima-se que o faturamento da indústria foi de R$ Fertilizante Foliar

5,8 bilhões, o que representa 3,3% do PIB “antes da porteira” e Fertilizante Organomineral
13,2%
0,4% do PIB do agronegócio brasileiro*. R$ 5,8 bi Condicionador de Solo

Fertilizante Orgânico
* Fonte: CEPEA
70,4%
Substrato para Plantas

Gráfico: Participação dos segmentos no faturamento da indústria de Tecnologia em


Nutrição Vegetal.

R$ 4,6 bi R$ 5,2 bi R$ 5,8 bi


2,8% 2,7% 3,0%
4,4% 4,1% 4,0%

9,8% 8,5% 9,4%

15,3% 14,2% 13,2% Em 2016 houve um crescimento de 12% no faturamento


da indústria de Tecnologia em Nutrição Vegetal, o que
comprova a necessidade de os produtores investirem em
tecnologia em busca de maior eficiência e produtividade
das áreas agrícolas brasileiras. Em números, os setores de
fertilizantes foliares e de condicionador de solo registraram
67,7% 70,5% 70,4% Substrato para Plantas os maiores crescimentos em comparação com o ano anterior.
Fertilizante Orgânico

Condicionador de Solo

Fertilizante Organomineral

Fertilizante Foliar

2014 2015 2016

Gráfico: Participação dos segmentos no faturamento da indústria de Tecnologia em


Nutrição Vegetal em 2014, 2015 e 2016.

103
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

PERSPECTIVAS PARA 2017


32%

Para o ano de 2017, as empresas de organomineral são as 23%


mais otimistas, prevendo um crescimento de aproximadamente 18% 18%
32% no faturamento. Com exceção de condicionador de solo,
11%
todos os segmentos estão tão ou mais confiantes no aumento
do setor em relação ao ano anterior.

Fertilizante Fertilizante Fertilizante Substrato Condicionador


Organomineral Foliar Orgânico para Plantas de Solo

Gráfico: Expectativa das indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal para o


faturamento de 2017.

ARRECADAÇÃO DE IMPOSTOS E TAXAS

Em 2016, estima-se que a indústria de Tecnologia em Nutrição Vegetal arrecadou R$ 2,32 bilhões entre impostos e taxas, o que
representou cerca de 40% do faturamento do segmento no ano.

COMPOSIÇÃO DOS CUSTOS

Dos principais custos de produção da Tecnologia em Nutrição Vegetal, utilizaram-se 40% com matéria-prima. Desse índice, quase
metade é importada diretamente pela empresa.

18% 18% 18% 19% 20%


25%
8% 7% 7% 7% 5%
7%
15% 15% 15% 15% 15%
13%

19% 19% 19% 18% 20%


19%

40% 41% 41% 41% 36% 40%

45%

Geral Fertilizante Fertilizante Fertilizante Substrato Condicionador


Foliar Orgânico Organomineral para Plantas de Solo

Matéria-Prima Mão de Obra Custo Fabril Embalagem Outros


Matéria-Prima Importada

Gráfico: Composição de custos da indústria de Tecnologia em Nutrição Vegetal.

104
2017

Aumento
20% médio de
As empresas reportaram um aumento médio de 14% nos
custos em 2016, sendo que apenas 20% delas informaram que
14%
não houve aumento dos custos.
80%
Aumento nos custos

Sem aumento de custos

Gráfico: Empresas que reportaram aumento de custos da indústria de Tecnologia


em Nutrição Vegetal.

GERAÇÃO DE EMPREGOS

9%

Produção
20%
Dos 17 mil empregos gerados pela indústria em 2016, 44% 17 mil 44% Comercial
encontram-se no setor de produção. A menor parcela, 9%, é de empregos Administrativo
técnicos agrônomos e técnicos agrícolas sem função de vendas. Técnico

27%

Gráfico: Distribuição dos empregos gerados na indústria de Tecnologia em


Nutrição Vegetal.

INVESTIMENTO EM PESQUISA E DESENVOLVIMENTO

6% 6%
5% 5%
Aproximadamente 5% do faturamento das empresas 5%
4%
de Tecnologia em Nutrição Vegetal é destinado à
pesquisa e desenvolvimento de produtos, tecnologias
e análises, sendo que as empresas de fertilizantes
orgânicos e organominerais são as que mais investem
na área.
Geral Fertilizante Fertilizante Fertilizante Condicionador Substrato
Orgânico Organomineral Foliar de Solo para Plantas

Gráfico: Percentual investido em pesquisa e desenvolvimento por segmento.

*Considera funcionários e terceirizados. 105


ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

PRODUTOS NO PORTFÓLIO
33
As empresas têm em média 29 produtos em seu portfólio, 29
sendo o principal setor o de fertilizantes foliares.

15

6 5 4

Geral Foliar Organomineral Substrato Condicionador Orgânico


para Plantas de Solo

Gráfico: Média de produtos no portfólio por segmento.

VOLUME VENDIDO

8%

Em 2016, estima-se que foi vendido 1,6 bilhão de litros


15%
de produtos de Tecnologia em Nutrição Vegetal, sendo que 1,6 bi Fertilizante Mineral
Fertilizante Orgânico
fertilizantes minerais prevaleceram. litros
Fertilizante Organomineral

77%

Gráfico: Percentual de volume vendido de fluidos por segmento em 2016.

31% Fertilizante Orgânico


34% Já no caso dos produtos de Tecnologia em Nutrição
3,77 mi Fertilizante Organomineral Vegetal sólidos, estima-se que foram vendidas 3,77 milhões
toneladas de toneladas, com destaque para fertilizante orgânico, que
Fertilizante Foliar
respondeu por 34% do volume.
Condicionador de Solo e
16%
19% Substrato para Plantas

Gráfico: Percentual de volume vendido de sólidos por segmento em 2016.

106
2017

EMBALAGENS

O descarte das embalagens utilizadas pelas empresas é 1% 1% 2% Não possui destinação de


embalagens
diversificado. Cerca de 10% das vendas são feitas a granel e não Não utiliza embalagens
10%
necessitam de recipientes. O mesmo percentual de empresas
Embalagens reutilizáveis
faz uso de embalagens reutilizáveis e outros 10% enviam para 10%
Envio para empresa
empresas especializadas que realizam a destinação. especializada em reciclagem
10%
A própria empresa recicla
66%
Envio para o aterro sanitário

Outra forma de tratamento de


embalagens

Gráfico: Percentual de tipos de destinação de embalagens.

SEGMENTAÇÕES DA INDÚSTRIA DE TECNOLOGIA EM


NUTRIÇÃO VEGETAL

FERTILIZANTES FOLIARES

O setor de fertilizantes foliares possui 220 unidades produtoras registradas em 2016, com o Estado de São Paulo concentrando
48% do total. Em média, as empresas apresentam 33 produtos em seu portfólio, o maior número da indústria de Tecnologia em
Nutrição Vegetal.

AF_AN_ABISOLO_SOJA_21X10CM.pdf 1 5/29/17 2:14 PM

107
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

1
1

3
1
1
1
13 28
8
4

1
27 105

22

Mapa: Distribuição geográfica das unidades produtoras de fertilizantes foliares.


Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA)

Com média de 16 anos de idade, as empresas de fertilizantes foliares mostram uma baixa taxa de novos entrantes, apresentando-se
como um segmento mais tradicional, com maiores barreiras para entrada na indústria.

<1 1%

1a5 23%

6 a 10 24%

11 a 15 14%

16 a 20 15%

> 20 23%

Gráfico: Distribuição das empresas de foliares por faixas de idade.

108
2017

FERTILIZANTES FOLIARES

O setor de fertilizantes foliares possui 220 unidades produtoras registradas em 2016, com o Estado de São Paulo concentrando
48% do total. Em média, as empresas apresentam 33 produtos em seu portfólio, o maior número da indústria de Tecnologia em
Nutrição Vegetal.

2%

10%

88%

Fertilizante Mineral Fertilizante Organomineral


Fertilizante Orgânico

Gráfico: Participação dos tipos de fertilizantes no segmento de foliares em 2016.

109
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

FERTILIZANTES ORGANOMINERAIS

Os fertilizantes organominerais são obtidos atualmente por 274 unidades produtoras registradas, com metade delas localizada
apenas no Estado de São Paulo. Em média, essas empresas possuem cerca de 15 produtos em seu portfólio.

4
1
1

2
1
1 1
15 3
8
24

7
5

30 138

13
20

Mapa: Distribuição geográfica das unidades produtoras de fertilizantes organominerais.


Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA)

A indústria de organominerais apresenta idade média de 16 anos, com baixa taxa de novos entrantes, e 53% estão acima dos 10
anos de idade.

110
2017

<1 2%

1a5 25%

6 a 10 20%

11 a 15 13%

16 a 20 14%

> 20 26%

Gráfico: Distribuição das empresas de organominerais por faixas de idade.

FERTILIZANTES ORGÂNICOS

Com 240 unidades produtoras no Brasil, o setor de orgânicos concentra-se na Região Sudeste, com aproximadamente 51% do
total. Em média, as empresas possuem 4 produtos em seu portfólio, o mais baixo da indústria de Tecnologia em Nutrição Vegetal.

4
6
1

1 1
9
3
3 19
4
9
6

1
34 96

20

19

Mapa: Distribuição geográfica das unidades produtoras de fertilizantes orgânicos.


Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA)

111
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

A média de idade das produtoras de orgânicos é de 14 anos, sendo 29% das empresas na faixa de 6 a 10 anos de idade, e apenas
2% do setor tem 1 ano completo.

<1 2%
1a5 22%
6 a 10 29%
11 a 15 18%
16 a 20 7%
> 20 22%

Gráfico: Distribuição das empresas de orgânicos por faixas de idade.

CONDICIONADORES DE SOLO

O segmento de condicionadores de solo contabilizou em 2016 um total de 111 unidades produtoras, com maior concentração na
Região Sudeste (55%), sendo que as empresas possuem em média 5 produtos em seu portfólio.

2
1

17

2
2

3
9
1
14
1
45
13

5
5

Mapa: Distribuição geográfica das unidades produtoras de condicionadores de solo.


Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA)

112
2017

A média de idade do setor é de 15 anos, e nenhuma empresa informou


ter menos de um ano de atividade.

<1 0%

1a5 26%

6 a 10 26%

11 a 15 14%

16 a 20 11%

> 20 23%

Gráfico: Distribuição das empresas de condicionadores de solo por faixas de idade.

SUBSTRATOS PARA PLANTAS

O mercado de substratos para plantas conta com 32 unidades


produtoras no Brasil, sendo 50% na Região Sudeste e 41% na Região Sul.
Cada empresa possui em média 6 produtos em seu portfólio.

113
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

13 2
4

5
4

Mapa: Distribuição geográfica das unidades produtoras de substratos para plantas.


Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA)

A média de idade em substratos é a maior da indústria de Tecnologia em Nutrição Vegetal: 19 anos. A elevada taxa de empresas
maiores de 10 anos demonstra a tradição do segmento.

<1 1%

1a5 7%

6 a 10 14%

11 a 15 21%

16 a 20 21%

> 20 36%

Gráfico: Distribuição das empresas de substratos para plantas por faixas de idade.

114
2017

O MERCADO CONSUMIDOR DE
TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

115
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

O mercado consumidor potencial de Tecnologia em Nutrição Vegetal no Brasil apresentou, ao final de 2016, cerca de 72 milhões de
hectares de área plantada, sendo quase metade (46%) com grãos de soja. Para daqui a 10 anos, a projeção é de 15% no crescimento,
chegando aos 83 milhões de hectares.

2025/2026
4%
1% %
2%
2

4% 2%
2% 5%
3%

Soja Grão
3%

3% Milho
4% Cana-de-Açúcar
13%
Feijão
46% 52%
12% Trigo
Café
Arroz

22% Mandioca
Outras
20%

2015/2016

Gráfico: Projeção de crescimento na área plantada com as principais culturas do Brasil.


Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA)

Nos próximos 10 anos, a produtividade deverá ser o principal fator de crescimento do setor agropecuário do país, saindo de 3,38
t/ha em 2015/2016 para 3,89 t/ha em 2025/2026. Arroz, milho e algodão deverão ter os maiores ganhos entre os grãos.

VENDAS DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL POR ESTADOS


E EXPORTAÇÕES

A localização de uma indústria de Tecnologia em Nutrição Vegetal é influenciada diretamente pela concentração das áreas plantadas
no país. As regiões Sudeste e Centro-Oeste reúnem o maior percentual de faturamento do setor, principalmente nos estados de São
Paulo (24%), Minas Gerais (17%) e Mato Grosso (12%). A liderança dos estados de São Paulo e Minas Gerais é reflexo da diversidade
em cultivos, tais como frutas, legumes, verduras, milho, café, cana, entre outros.

116
2017

117
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

100%
90% 23%
29% 29%
80% 41%
70% 60% 9%
7% 8%
60% 11% 12% 77%
11% 0%
50% 12% 11%
13% 24%
40%
2% 1% 3% 4% 17%
30% 17% 16%
17% 16% 0%
20%
24% 23% 28% 17%
10% 16% 16% 0% 1%
0% 5%
Geral Foliar Orgânico Organomineral Condicionador Substrato para
de Solo Plantas

SP MG MT PR GO Outros

Gráfico: Principais estados de venda de Tecnologia em Nutrição Vegetal por segmento em 2016.

Em 2016, apenas 2% das vendas foram atribuídas às exportações.

0,01% 0,01%

1%
0,3%
1%
0,1%
0,1%
1%
2% COM 0,4%
EXPORTAÇÕES 0,01%
1%

1% 0,1%
0,3% 0,1%
5%
12%
0,1%

4% 7%

1%
17%

24% 0,3%

11%

2%

8%

Mapa: Vendas de Tecnologia em Nutrição Vegetal por estados e exportações em 2016.

118
2017

VENDAS DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL POR CULTURAS

A soja é a maior cultura responsável pelo faturamento do setor de Tecnologia em Nutrição Vegetal, com 45% do total das vendas.
No setor de fertilizantes orgânicos, porém, 27% das vendas são para o milho e, em substrato para plantas, frutas, legumes e verduras
mostraram-se as mais representativas, com 33%.

1%
1% Soja
2%
3% 6% Milho
2%
FLV (Frutas, Legumes e Verduras)
3%
Café

5% Cana-de-Açúcar
45%
Feijão
8% Algodão
Citrus

11% Pastagem
Arroz

13% Reflorestamento
Outras

Gráfico: Venda de Tecnologia em Nutrição Vegetal por cultura em 2016.

14% 12% 15% 12%


22%
1% 3% 1%
3% 3% 5% 13% 37%
5% 3% 1%
8% 7% 3%
18% 15% 0% Outras
14% 13% 0%
13% 3% Reflorestamento
10% 0%
10% 10% 15% Citrus
11% 8%
27% 10% Cana-de-açúcar
7%
11% Café
10%
33% Milho
45% 48% 19% 7%
FLV (Frutas, Legumes
28% e Verduras)
21% Soja
14% 12%

Geral Foliar Orgânico Organomineral Condicionador Substrato para


de Solo Plantas

Gráfico: Venda de Tecnologia em Nutrição Vegetal por cultura e por segmento em 2016.

119
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

MERCADO CONSUMIDOR DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO


VEGETAL NO BRASIL APONTA CRESCIMENTO NA UTILIZAÇÃO DOS
PRODUTOS NOS ÚLTIMOS ANOS

Em contato com Cooperativas e Grandes Consumidores, que • Aumento de raiz, maior número de perfilhos e ATR
representam diversas culturas, foi possível levantar informações acumulado para a cana-de-açúcar.
sobre a utilização, fatores de escolha e melhorias na produtividade
com a adoção de Tecnologia em Nutrição Vegetal, além dos Além das melhorias na cultura, os consumidores de

principais desafios encarados pelo produtor rural. Tecnologia em Nutrição Vegetal apontam ganhos na aplicação
por conta de maior flexibilidade, maior eficiência com a redução
As principais melhorias percebidas pelos produtores rurais das perdas no campo, uso no momento mais adequado para a
com a adoção de produtos de Tecnologia em Nutrição Vegetal lavoura, menor custo no trato, menor compactação do solo e
foram: melhor aproveitamento dos nutrientes.

• Incrementos na produtividade e sanidade da planta; Os desafios gerais apontados pelos produtores rurais foram:
• Maior tolerância a efeitos abióticos;
• Fatores climáticos;
• Maior qualidade da matéria-prima final;
• Estresse hídrico;
• Frutos de maior tamanho e casca lisa;
• Perfil de solo;
• Produção fora de época;
• Controle de plantas invasoras.
• Incremento no teor de sólidos solúveis;
• Resistência a diversidades climáticas e a problemas
fitossanitários;

COOXUPÉ

COOPERATIVA REGIONAL DE CAFEICULTORES EM GUAXUPÉ

FUNDADA EM 1932
CULTURA: CAFÉ

A COOXUPÉ trabalha com as linhas de Organominerais, Liberação controlada, NPK no grânulo, Ureia protegida, Termofosfato,
além de algumas linhas de fertilizantes enriquecidos com macronutrientes secundários e micronutrientes. Dentro da cooperativa
tais produtos são chamados Especialidades e representam 36% dos fertilizantes comercializados. Segundo Mário Ferraz de Araújo,
Gerente de Desenvolvimento Técnico da Cooxupé, “a possibilidade de aplicar o produto com o solo seco, sem perder eficiência mesmo
com a falta de chuvas logo após a aplicação”, é levada em consideração na escolha do produto de Tecnologia em Nutrição Vegetal.

120
MATÉRIA-PRIMA
2017

COOPERCITRUS
SUSTENTÁVEL FAZ O
SEU PRODUTO SER
COOPERATIVA DE PRODUTORES RURAIS
ÚNICO.
FUNDADA EM 1976
CULTURAS: CITRUS, CAFÉ, CANA-DE-AÇÚCAR, MILHO E SOJA

A COOPERCITRUS é considerada
a maior cooperativa do Estado
de São Paulo com atendimento
incluindo o Triângulo Mineiro e
Sul de Minas. Além da cultura
de citros, a cooperativa atua
também no mercado de cana, café, soja e milho e conta com mais de 26
mil cooperados, que representam acima de 5,6 milhões de hectares de
área plantada. O Doutor em Fisiologia de plantas e Gerente de Nutrição
Vegetal da cooperativa, Chryz Melinski Serciloto, afirma que os fatores
que são levados em consideração pelo produtor para a escolha e compra
de um produto são as recomendações, a qualidade e o serviço de
acompanhamento técnico do fornecedor.

COAGRIL A ILSA oferece matérias-primas de origem


natural obtidas a partir de processos
COOPERATIVA AGRÍCOLA DE UNAÍ industriais de última geração (como
hidrólise enzimática e extração supercrítica
por CO2) para obter aminoácidos e outras
FUNDADA EM 1985
moléculas bioativas de alta qualidade e
CULTURAS: ALGODÃO, CAFÉ, FEIJÃO, MILHO, SOJA E SORGO funções específicas para as plantas.

Na COAGRIL, o engenheiro
agronômico, Anderson Notine
Batista, afirma que o produtor
considera a compatibilidade de
um novo produto com outros já
utilizados, compara os resultados
e escolhe avaliando a melhora
da produtividade. Destaca ainda
que o produtor também analisa, para a escolha, o volume de embalagens
gerado. ilsa@ilsabrasil.com.br (51) 3500.3043
ilsagroup.com 121
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

COAGRO

COOPERATIVA AGROPECUÁRIA CAPANEMA

FUNDADA EM 1970
CULTURAS: MILHO, SOJA E TRIGO

A estimativa da COAGRO para a taxa de adoção média por hectare de produtos com Tecnologia em Nutrição Vegetal é de 20% a
25%. O agrônomo Muriel Gustavo Lorscheider, afirma que o fertilizante diferenciado impõe um preço mais elevado, o que dificulta sua
maior adoção pelos produtores até a comprovação do resultado.

COPLACANA

COOPERATIVA DOS PLANTADORES DE CANA DO ESTADO


DE SÃO PAULO

FUNDADA EM 1948
CULTURAS: CANA-DE-AÇÚCAR, MILHO, SOJA E TRIGO

A COPLACANA possui cerca de 12 mil cooperados e abrange 1 milhão de hectares de cana-de-açúcar. O engenheiro agrônomo,
Felipe Luis Petrini comenta que, com a utilização de Tecnologia em Nutrição Vegetal, é possível ter lavouras mais sadias, menos
suscetíveis a ataque de pragas e também às condições climáticas adversas: “Uma lavoura mais sadia consequentemente produz mais
e traz mais retorno financeiro aos produtores”.

122
2017

SLC AGRÍCOLA

FUNDADA: 1977
CULTURAS: ALGODÃO, MILHO E SOJA

Na cultura de grãos, a SLC Agrícola é a segunda maior possibilidade de se misturar com outros produtos de modo a
empresa produtora de grãos com 14 unidades localizadas em 6 facilitar o processo operacional e também os resultados confiáveis
estados brasileiros, área plantada de mais de 395 mil hectares no obtidos nas áreas de pesquisa da empresa.
ano-safra 2016/17, sendo 58% soja, 22% algodão e 18% milho. O
Doutor em Agricultura Tropical e Subtropical, Vitor Vargas, atual Segundo Vargas, a visão é de que o mercado de Tecnologia

Coordenador Regional de Solos e Pesquisa da SLC, informou que em Nutrição Vegetal está crescendo com uma grande gama de

utiliza fertilizantes foliares para uso nas culturas, especialmente produtos, porém, para uso em grande escala, por apresentar

durante condições de estresse, e que normalmente são valor unitário alto, ainda inviabiliza o uso em grandes unidades

fertilizantes baseados em sais e que alguns produtos contendo agrícolas, devido aos projetos para redução de custo. Vargas

quelatos também têm sido utilizados atualmente. Relatou que os finaliza enfatizando que existem produtos muito bons no

pontos considerados pela empresa para selecionar um produto mercado de Tecnologia em Nutrição Vegetal, que vêm ano a ano

para melhorar sua produtividade são concentração do nutriente mostrando seu valor.

no fertilizante foliar, estabilidade da fórmula, solubilidade,

123
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

SUZANO PAPEL E CELULOSE

FUNDAÇÃO: 1924
CULTURA: EUCALIPTO

A Suzano Papel e Celulose, uma das dez maiores do mercado, O engenheiro agrônomo e florestal José Luiz Stape, atual
utiliza substratos orgânicos e fertilizantes foliares na produção Gerente Executivo de Pesquisa Florestal, afirma que a necessidade
de mudas, pois são vitais para as adequadas características é obter produtos do tipo mistura granulada, com todos os
morfológicas, fisiológicas e de sanidade das plantas nos viveiros. macronutrientes e micronutrientes na mesma partícula, e a preços
No campo, utiliza cinzas de caldeira de biomassa como corretivo competitivos. Em alguns casos, fertilizantes de lenta liberação
e condicionador de solo. também podem ser necessários para melhorar a produtividade.

RAÍZEN

FUNDAÇÃO: 2010 COM A JUNÇÃO DA SHELL E DA COSAN


CULTURA: CANA-DE-AÇÚCAR

A Raízen, principal empresa do setor sucroalcooleiro com um produto, a empresa analisa seu benefício, sem deixar de lado
moagem acima de 60 milhões de toneladas de cana, está o levantamento dos custos de aplicação e aquisição. A gigante
presente no Brasil com 24 usinas. O grande desafio em termos de da cana utiliza o fertilizante orgânico produzido internamente
produtividade é a otimização logística em conciliação com a melhor (torta de filtro, cinza e vinhaça) e aponta que a utilização desses
técnica de produção, segundo o Gerente de Desenvolvimento produtos resultou em acréscimos de produtividade, bem como
Agronômico, Rodrigo Amoroso. Ele explica que, para escolher em índices de qualidade e de fertilidade do solo.

APLICAÇÃO DOS PRODUTOS DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

Com a análise das necessidades do solo e da planta e definição Atomizadoras, tais como: Case (Assis – SP), Jacto (Pompéia – SP),
do fertilizante a ser utilizado, o agricultor aplica os nutrientes John Deere (Catalão – GO), New Holland (Curitiba – PR), Massey
necessários com máquinas como Adubadoras, Pulverizadoras e Ferguson (Canoas – RS), Stihl (São Leopoldo – RS), Herbimaq
Atomizadoras. (Matriz Vilhena – RO), Kamaq (Araras – SP), KO Máquinas
Agrícolas (Jaboticabal – SP), FM Copling (Araraquara – SP) e
O Brasil possui um grande número de empresas que Husqvarna (São Paulo – SP).
comercializam Tratores, Adubadoras, Pulverizadoras e

124
2017

ADUBADORAS

A Adubadora é responsável por aplicar tanto o Fertilizante Distribuidoras de Fertilizantes Orgânicos Líquidos (DAOL);
Fluido quanto o Sólido. No Brasil, as adubações tracionadas por Distribuidoras de Fertilizantes Minerais e Distribuidoras de
tratores são as mais comuns. Fertilizantes Fluidos.

Os modelos de adubadoras mais conhecidos são:


Distribuidoras de Fertilizantes Orgânicos Sólidos (DAOS);

Foto: Adubadora Foto: Adubadora


Fonte: Herbimaq Fonte Kamaq

PULVERIZADOR

O Fertilizante Fluido também pode ser aplicado por meio de


pulverizadores, onde os líquidos são bombeados sob pressão
através de bicos e explodem ao serem lançados contra o ar, por
descompressão.

Além da função de adubação, os pulverizadores também


trabalham no controle de pragas, esterilização de aviários,
higienização de baias e limpeza de ambientes de suínos. Os
pulverizadores são divididos em tipos, como: manuais, costais,
motorizados, tratorizados e aéreos. Foto: Pulverizador
Fonte: CASE IH

Os pulverizadores aplicam os insumos líquidos em alto volume (500 a 3000 Litros/ha com gotas de 0,3 a 3 mm de diâmetro), baixo
volume (10 a 150 Litros/ha com gotas de 100 a 250 µ de diâmetro) e ultrabaixo volume (5,0 Litros/ha com gotas de diâmetro menor
que 100 µ).

125
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

Foto: Pulverizador costal motorizado Foto: Pulverizador tratorizado


Fonte: Stihl Fonte: KO Máquinas Agrícolas

ATOMIZADORES

Em culturas que suportam altas velocidades de ar


outra opção de aplicação de Fertilizantes Fluidos são os
Atomizadores, que são divididos em manuais, costais,
motorizados, tratorizados e aéreos.

Foto: Atomizador
Fonte: Jacto

Foto: Atomizador costal motorizado Foto: Atomizador


Fonte: Husqvarna Fonte: FM Copling

126
2017

GUIA DE MERCADO

127
?
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

COMO CONSULTAR O
GUIA DE MERCADO

Em sua 3ª edição, o Guia de Mercado é uma valiosa ferramenta de consulta das das empresas
fabricantes de produtos de Tecnologia em Nutrição Vegetal, além das associadas à ABISOLO. Entenda
como usá-lo da melhor forma!

GUIA DE MERCADO
Junho de 2017

Podemos detalhar em três partes:


Os dados de todas as empresas do setor de
2
RES
MP A
E

DA

1 Tecnologia em Nutrição Vegetal você


SS
OCI A
A

RES
MP A encontra aqui por ordem alfabética.
E

DA

SS
OCI A
A

As empresas com destaque especial no Guia


2
de Mercado são anunciantes do Anuário.
Empresas com este selo são associadas da
1 3 Abisolo. Confira como obter o seu no site da
Associação!
RES
MP A
3
E

DA

SS
OCI A
A

RES
MP A
E

DA

SS
OCI A
A

NÃO ENCONTROU SUA EMPRESA?


DESEJA ATUALIZAR SUAS INFORMAÇÕES?

Acesse o link abaixo e atualize seus dados


abisolo.com.br/guiamercado
128
2017

A
ADHUMUS - A TERRA MAGICA LTDA
3R INDUSTRIA E COMERCIO DE
Tel.: (19) 3444.3046 UF: SP
Tel.: (79) 3222.3310 UF: SE
Produtos registrados: Fertilizante
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Composto.
Orgânico Composto.

ADONAI FERTILIZANTES LTDA


A. A. AGROINDUSTRIAL LTDA
Tel.: (44) 3276.3511 UF: PR
Tel.: (33) 3326.6278 UF: MG
Site: adonaifertilizantes.com.br
Produtos registrados: Fertilizante Foliar.
Produtos registrados: Fertilizante Foliar.

A. AZEVEDO IND. COMÉRCIO DE ÓLEOS


ADUBASUL - INDUSTRIA DE FERTILIZANTES
Tel.: (11) 3806.4800 UF: SP
Tel.: (49) 3441.5520 UF: SC
Site: azevedooleos.com.br
Site: adubasul.com.br
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Simples. Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Simples, Fertilizante
AB BRASIL IND. E COMERCIO DE ALIMENTOS LTDA Organomineral.

Tel.: (11) 3038.1800 UF: SP


ADUBOS AGROVERDE LTDA - ME
Site: abbrasil.com.br
Tel.: (49) 3433.4731 UF: SC
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Simples. Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Simples.

ABRAFOL FERTILIZANTES LTDA - EPP


ADUBOS GUANO LTDA
Tel.: (16) 3664.5088 UF: SP
Tel.: (67) 3391.1044 UF: MS
Site: abrafol.com.br
Produtos registrados: Fertilizante
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Simples, Fertilizante
Organomineral.
Organomineral.

ADAMA BRASIL
ADUBOS MARISA S.A. IND., COMÉRCIO
RES
Tel.: (43) 3371.9000 UF: PR MP A
Tel.: (32) 3531.3977 UF: MG
E

DA

Site: adama.com
SS
O CI A
A

Site: adubosmarisa.com.br
Produtos registrados: Fertilizante
Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral, Fertilizante Foliar.
Orgânico Simples, Fertilizante
Organomineral.
ADECOAGRO VALE DO IVINHEMA SA
Tel.: (67) 3442.6700 UF: MS ADUBOS ORGANICOS NIORG LTDA - ME
Site: adecoagro.com.br Tel.: (48) 3436.9344 UF: SC
Produtos registrados: Fertilizante Site: niorg.com.br
Orgânico Simples.
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Simples.

129
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

ADUBOS OURO INDÚSTRIA E COMÉRCIO AGRICHEM


RES
Tel.: (49) 3555.1645 UF: SC Tel.: (16) 3969.9122 UF: SP MP A

DA
Produtos registrados: Fertilizante Site: agrichem.com.br
SS
O CI A

A
Orgânico Simples. Produtos registrados: Micronutriente,
Fertilizante Mineral, Fertilizante para
Fertirrigação, Fertilizante via Semente,
ADUCAT Fertilizante para Hidroponia, Fertilizante
RES Foliar.
Tel.: (64) 3411.1888 UF: GO MP A
E

DA
SS
Site: aducat.com.br O CI A
A

Produtos registrados: Fertilizante


AGRIFOL AGROINDUSTRIAL LTDA
Organomineral, Fertilizante Foliar.
Tel.: (55) 3372.1408 UF: RS

ADUMAT - ADUBOS E FERTLIZANTES Produtos registrados: Fertilizante


para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Tel.: (65) 3612.1680 UF: MT Fertilizante para Hidroponia, Fertilizante
Site: adumat.com.br Organomineral, Fertilizante via Semente.
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Simples, Fertilizante
Organomineral AGRINOR

Tel.: (11) 97515.6560 UF: SP


AGRÁRIA INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA Site: agrinor.com.br

Tel.: (16) 3690.2200 UF: SP Produtos registrados: Fertilizante Foliar,


Fertilizante Organomineral.
Site: agrariafert.com.br
Produtos registrados: Condicionador de
Solo, Fertilizante Organomineral. AGRINOS
RES
Tel.: (11) 2424.8600 UF: SP MP A

E
AGRI AGRICOLA COMÉRCIO E INDÚSTRIA

DA
SS
Site: agrinos.com A O CI A

Tel.: (81) 2101.5800 UF: PE Produtos registrados: Fertilizante


Produtos registrados: Condicionador Orgânico, Fertilizante Foliar.
de Solo, Fertilizante Foliar, Fertilizante
Orgânico Composto, Fertilizante
Orgânico Misto, Fertilizante AGRINOVA AGRONUTRIENTES EIRELI EPP
Organomineral.
Tel.: (16) 3252.5273 UF: SP
Produtos registrados: Fertilizante
AGRI HAUS DO BRASIL IND. PROD.
Organomineral.
Tel.: (37) 1344.4487 UF: RS
Site: agrihaus.com.br
Produtos registrados: Fertilizante Foliar. AGRIVALLE
RES
Tel.: (11) 4028.6437 UF: SP MP A
E

DA

SS
Site: agrivalle.com.br O CI A
A

AGRIBRAS AGROINDÚSTRIA LTDA Produtos registrados: Fertilizante


Tel.: (19) 3256.2411 UF: SP Orgânico Composto, Fertilizante
Orgânico Misto, Fertilizante Orgânico
Site: agribrasfert.com.br
Simples, Fertilizante Organomineral.
Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral.

130
2017

AGRO DIVEL IND. COM. E REPR. MAQ. AGRICOLAS LTDA AGROLINK

Tel.: (49) 3522.1848 UF: SC Tel.: (51) 3228.5100 UF: SP


Site: agrodivel.com.br Site: agrolink.com.br
Produtos registrados: Fertilizante Produtos registrados: Substrato para
Orgânico Simples, Fertilizante Plantas.
Organomineral.

AGROMETRIKA
AGRO FURIUʼS INDUSTRIA DE FERTILIZANTES LTDA
Tel.: (19) 3836.2722 UF: SP
Tel.: (31) 3713.6526 UF: MG
Site: agrometrika.com.br
Site: agrofurius.com.br
Produtos registrados: Setorial.
Produtos registrados: Fertilizante Foliar.

AGRO HUMUS IND. E COM. DE INSUMOS AGRI. LTDA - EPP AGROMIC - SISTEMAS BIOLÓGICOS

Tel.: (11) 4411.1544 UF: SP Tel.: (19) 3413.0802 UF: SP

Site: agrohumusorganicos.com Site: agromic.com.br

Produtos registrados: Fertilizante Produtos registrados: Condicionador


Orgânico Composto, Fertilizante de Solo.
Organomineral.
AGRONELLI IND. E COM. DE INSUMOS AGROPEC. LTDA

Tel.: (34) 3319.1398 UF: MG


AGROCETE
Site: agronelli.com.br
RES
Tel.: (42) 3228.1229 UF: PR MP A
Produtos registrados: Condicionador
E

DA

SS
Site: agrocete.com.br O CI A
A

de Solo.
Produtos registrados: Micronutriente,
Fertilizante Orgânico Misto, Fertilizante
Orgânico Simples, Fertilizante AGROPAULO AGROINDUSTRIAL S/A
Organomineral, Fertilizante Mineral, Tel.: (85) 4005.8888 UF: CE
Fertilizante para Fertirrigação,
Site: grupotelles.com
Fertilizante via Semente, Fertilizante
Foliar. Produtos registrados: Condicionador
de Solo.

AGRODUBO - ADUBOS E FERTILIZANTES LTDA


AGROPEX IND COM IMP E EXPORTACAO LTDA
Tel.: (16) 3332.1606 UF: SP
Tel.: (14) 3422.5293 UF: SP
Site: agrodubo.com.br
Produtos registrados: Fertilizante Foliar,
Produtos registrados: Condicionador Fertilizante Organomineral, Fertilizante
de Solo, Fertilizante Foliar, Fertilizante via Semente.
Orgânico Simples, Fertilizante
Organomineral.

AGROPLANTA FERTILIZANTES E INOVAÇÕES LTDA


AGROFENIX IND E COM DE PRODUTOS AGROPECUARIOS
Tel.: (16) 3512.6111 UF: SP
Tel.: (19) 3583.4690 UF: SP
Site: agroplanta.com.br
Site: agrofenix.com.br
Produtos registrados: Fertilizante Foliar,
Produtos registrados: Fertilizante Fertilizante Organomineral, Fertilizante
Organomineral. via Semente.

131
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

AGRO-SAFRA IND. E COM. DE ADUBOS LTDA. ALENCAR & PARENTE MINERAÇÃO LTDA

Tel.: (11) 3687.5766 UF: SP Tel.: (87) 3870.2129 UF: PE


Site: agro-safra.com.br Produtos registrados: Condicionador
Produtos registrados: Fertilizante de Solo.
Organomineral.

ALLPLANT
RES
AGROTECHNICA Tel.: (17) 3322.1930 UF: SP
MP A

DA
SS
O CI A

A
Tel.: (19) 3500.4210 UF: SP
RES
MP A Site: allplant.com.br
E

Produtos registrados: Fertilizante


DA

SS
Produtos registrados: Fertilizante O CI A
A

Organomineral, Fertilizante Foliar. Organomineral, Fertilizante Orgânico,


Fertilizante Foliar.

AGROVEG FERTILIZANTES LTDA EPP ALLTECH CROP SCIENCE


RES
Tel.: (16) 3251.5077 UF: SP Tel.: (41) 3888.0650 UF: PR MP A

DA
SS
Site: agroveg.com.br Site: alltechcropscience.com.br O CI A

A
Produtos registrados: Fertilizante Produtos registrados: Fertilizante Foliar,
para Fertirrigação, Fertilizante Foliar, Fertilizante Organomineral, Fertilizante
Fertilizante para Hidroponia, Fertilizante via Semente e Fertilizante Mineral.
via Semente.

AGROVIX SERVIÇOS AMBIENTAIS LTDA ALTEMILES LOPES DANTAS

Tel.: (27) 9272.0817 UF: ES Tel.: (84) 3217.7449 UF: RN


Produtos registrados: Condicionador de Produtos registrados: Fertilizante
Solo, Fertilizante Orgânico Composto, Orgânico Composto.
Fertilizante Organomineral.

ALTERNATIVA AGRICOLA
AJINOMOTO DO BRASIL Tel.: (19) 3861.6300 UF: SP RES
MP A
E

DA

Tel.: (11) 5080.6700 UF: SP


RES
MP A Site: alternativaagricola.com.br SS
O CI A
A
E

DA

SS
O CI A Produtos registrados: Fertilizante
A

Site: ajinomoto.com.br
Organomineral, Fertilizante Orgânico,
Produtos registrados: Fertilizante
Fertilizante Foliar.
para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Fertilizante Orgânico Composto,
Fertilizante Organomineral.
ALTO FERTIL FABRICAÇÃO DE ADUBOS

Tel.: (12) 3951.0995 UF: SP


AKSELL QUIMICA LTDA
Produtos registrados: Fertilizante
Tel.: (19) 3936.9936 UF: SP Orgânico Composto, Fertilizante Orgânico
Site: aksell.com.br Simples, Fertilizante Organomineral.
Produtos registrados: Fertilizante para
Fertirrigação, Fertilizante Foliar.
AMAFIBRA FIBRAS E SUBST. AGRÍCOLAS

Tel.: (91) 4006.3064 UF: PA


Site: amafibra.com.br
Produtos registrados: Substrato para
Plantas.

132
2017

AMAZON AGROSCIENCES LTDA - ME ARBI INDUSTRIAS QUIMICAS E BIOLOGICAS LTDA

Tel.: (16) 3415.7970 UF: SP Tel.: (19) 3832.6619 UF: SP


Site: nutriflorafertil.com.br Produtos registrados: Fertilizante
Produtos registrados: Fertilizante Orgânico Composto, Fertilizante
Organomineral. Organomineral.

AMAZONAS FABRICANTE DE ADUBOS E FERT. LTDA ARBORE IND. E COMERCIO DE FERTILIZANTES LTDA

Tel.: (92) 8137.9791 UF: AM Tel.: (19) 3895.1624 UF: SP


Produtos registrados: Fertilizante Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral. para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Fertilizante via Semente.

AMAZONIA FERTILIZANTES EIRELI - ME


ARYSTA LIFESCIENCE
Tel.: (69) 3536.1121 UF: RO Tel.: (11) 3054.5000 UF: SP RES
MP A

E
Produtos registrados: Fertilizante

DA
Site: arystalifescience.com SS
O CI A

A
Organomineral.
Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral, Fertilizante Orgânico,
Fertilizante Foliar.
AMBIENTAL LIXO ZERO LTDA

Tel.: (21) 3654.9430 UF: RJ AVA PRODUTOS E TECNOLOGIA LTDA


Site: lixozero.com.br Tel.: (15) 3344.3802 UF: SP
Produtos registrados: Condicionador de Produtos registrados: Condicionador
Solo, Fertilizante Orgânico Composto, de Solo.
Substrato para Plantas.

AMBITEC SERVIÇOS AMBIENTAIS AVANT AGROQUIMICA LTDA

Tel.: (47) 3380.4385 UF: SC Tel.: (34) 3312.0877 UF: MG

Site: ambitec.eng.br Site: avantagroquimica.com.br

Produtos registrados: Condicionador de Produtos registrados: Fertilizante


Solo, Fertilizante Orgânico Composto, para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Fertilizante Organomineral. Fertilizante via Semente.

AMINOAGRO AXIHUM FERTILIZANTES


RES
MP A
RES
MP A Tel.: (16) 3505.4584 UF: SP
Tel.: (41) 3078 9969 UF: GO
E
E

DA

SS
O CI A
Site: axihum.com.br
A
DA

SS
Site: aminoagro.agr.br O CI A
A

Produtos registrados: Condicionador


Produtos registrados: Fertilizante
de Solo, Fertilizante Foliar, Fertilizante
para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Orgânico Simples, Fertilizante
Fertilizante para Hidroponia, Fertilizante
Organomineral, Fertilizante via Semente.
Organomineral, Fertilizante via Semente.

ANTARES RECICLAGEM LTDA

Tel.: (43) 3423.3793 UF: PR


Site: antares.eco.br
Produtos registrados: Condicionador
de Solo.

133
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

B
BEIFIUR LIMITADA
BALLAGRO
RES Tel.: (54) 3388.9050 UF: RS
Tel.: (11) 4217.1208 UF: SP MP A

E
Site: beifiur.com.br

DA
SS
Site: ballagro.com.br O CI A

A
Produtos registrados: Condicionador
Produtos registrados: Fertilizante
de Solo, Fertilizante Foliar, Fertilizante
Orgânico Composto, Fertilizante
Orgânico Composto, Fertilizante
Orgânico Misto, Fertilizante Orgânico
Organomineral.
Simples, Fertilizante Organomineral.

BARAUNA COMERCIO E INDUSTRIA BFB IND. COM. DE FERT. ORGANOMINERAIS LTDA

Tel.: (17) 3523.2430 UF: SP Tel.: (34) 3832.1338 UF: MG


Site: barauna.agr.br Site: biofertilbrasil.com.br
Produtos registrados: Fertilizante Produtos registrados: Condicionador
Organomineral. de Solo, Fertilizante Orgânico Simples,
Fertilizante Organomineral.

BASE FERTIL RIBEIRÃO COMERCIAL BG BIO IND. E COM. LTDA - EPP

Tel.: (16) 3951.7169 UF: SP Tel.: (62) 3518.8600 UF: GO


Site: basefertilagricola.com.br Site: biogermany.com.br
Produtos registrados: Fertilizante Foliar. Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral.

BASE IND. E COM. DE INSUMOS AGRICOLAS LTDA


BINOVA AGROINDUSTRIAL LTDA
Tel.: (19) 3827.2246 UF: SP
Tel.: (16) 3615.8011 UF: SP
Site: basesubstratos.com.br
Site: binovafertilizantes.com.br
Produtos registrados: Condicionador de
Produtos registrados: Fertilizante
Solo, Fertilizante Foliar, Substrato para
Orgânico Simples, Fertilizante
Plantas, Fertilizante via Semente.
Organomineral.

BATROFF IND. E COM. INSUMOS AGRICOLAS LTDA

Tel.: (15) 99700.5321 UF: SP BIOSOJA


Produtos registrados: Condicionador de Tel.: (16) 3810.8000 UF: SP
RES
MP A
E

Solo, Fertilizante Organomineral.


DA

SS
Site: biosoja.com.br O CI A
A

Produtos registrados: Condicionador


BCG- GLOBAL MANAGEMENT CONSULTING de Solo, Fertilizante para Fertirrigação,
Fertilizante Foliar, Fertilizante Orgânico
Tel.: (11) 99441.3488 UF: SP
Composto, Fertilizante Orgânico
Misto, Fertilizante Orgânico Simples,
BEA BRASIL INDUSTRIA, COMERCIO, IMP. E EXP. LTDA Fertilizante Organomineral, Fertilizante
via Semente, Fertilizante Mineral,
Tel.: (11) 3804.5644 UF: SP
Matéria-Prima, Micronutriente.
Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral.

134
2017

BIOAGRO INDÚSTRIA E COMÉRCIO BIOLAND


RES
Tel.: (55) 3222.7022 UF: RS Tel.: (19) 3429.5000 UF: SP MP A

DA
Produtos registrados: Fertilizante Foliar, Site: grupoambipar.com.br
SS
O CI A

A
Fertilizante via Semente. Produtos registrados: Condicionador de
Solo, Fertilizante Orgânico Composto.

BIOCOMP SOLUÇÕES AMBIENTAIS LTDA - ME

Tel.: (31) 3772.0391 UF: MG BIOLCHIM


Site: biocomp.com.br Tel.: (11) 2589.9335 UF: SP
RES
MP A

E
Produtos registrados: Fertilizante

DA
SS
Site: biolchim.com.br O CI A

A
Orgânico Composto.
Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral, Fertilizante Orgânico,
BIOCROSS Fertilizante Foliar.

RES
Tel.: (16) 3242.3226 UF: SP MP A
E

BIOMAR PRODUTOS QUIMICOS LTDA - ME


DA

SS
Site: biocross.com.br O CI A
A

Produtos registrados: Fertilizante Tel.: (14) 3491.2025 UF: SP


Organomineral, Fertilizante Mineral, Site: biomarfert.com.br
Fertilizante via Semente, Fertilizante Foliar.
Produtos registrados: Fertilizante
para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Fertilizante Organomineral.
BIOFERTEC

Tel.: (19) 3872.1280 UF: SP BIOMIX INDÚSTRIA E COM. DE INSUMOS ORGÂNICOS


Site: biofertec.com.br
Tel.: (11) 4617.3001 UF: SP
Produtos registrados: Fertilizante
Site: biomix.com.br
Organomineral.
Produtos registrados: Condicionador de
Solo, Fertilizante Orgânico Composto,
BIOFOS AGRONEGOCIOS LTDA Substrato para Plantas.
Tel.: (67) 3421.1329 UF: MS
Produtos registrados: Fertilizante
BIONATUS ADUBO ORGANO FOSFATADO LTDA
Orgânico Composto, Fertilizante
Organomineral. Tel.: (75) 3622.4433 UF: BA
Produtos registrados: Fertilizante
BIOFOSFATOS DO BRASIL IND., COM. FERT. ORGANOMINERAIS Orgânico Simples.

Tel.: (19) 3551.6374 UF: SP


Produtos registrados: Fertilizante
BIOOLEO - INDUSTRIAL E COMERCIAL S/A
Orgânico Composto.
Tel.: (75) 2101.4999 UF: BA

BIOGROW BRASIL LIMITADO Site: biooleobahia.com.br


Produtos registrados: Fertilizante
Tel.: (11) 5182.0161 UF: SP
Orgânico Simples.
Site: biogrowcorp.com
Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral.

135
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

BIOPLANT MISTURADORA AGRICOLA LTDA BIOTRENDS SOLUÇÕES BIOTECNOLÓGICAS

Tel.: (34) 3356.0738 UF: MG Tel.: (85) 4042.2040 UF: CE


Site: bioplant.com.br Site: biotrends.com.br
Produtos registrados: Condicionador Produtos registrados: Condicionador
de Solo. de Solo.

BIOSAFRA FERTILIZANTES LTDA BIOTROPIC DO BRASIL COM. DE IMP. E EXP. LTDA

Tel.: (88) 3634.2152 UF: CE


Tel.: (16) 99796.3280 UF: SP
Produtos registrados: Fertilizante
Site: biosafrabrasil.com.br
Organomineral.
Produtos registrados: Condicionador de
Solo, Fertilizante Organomineral.
BIOVIDA INDÚSTRIA COMÉRCIO DE INSUMOS LTDA

BIO-SOIL FERTILIZANTES IND. E COM. LTDA - ME Tel.: (77) 3628.5276 UF: BA


Site: biovidaba.com.br
Tel.: (17) 3121.8317 UF: SP
Produtos registrados: Fertilizante
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Composto, Fertilizante
Orgânico Composto.
Organomineral.

BIOSOLOS COMPOSTOS ORGANICOS LTDA

Tel.: (54) 3454.1417 UF: RS BOM-BRASIL ÓLEO DE MAMONA LTDA


Site: adubare.com.br Tel.: (71) 3082.8933 UF: BA
Produtos registrados: Condicionador de Site: bombrasil.com.br
Solo, Fertilizante Orgânico Composto,
Produtos registrados: Fertilizante
Fertilizante Organomineral.
Orgânico Simples.

BONIGO INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA


BIOSON ORGANICS LTDA
Tel.: (11) 4039.2990 UF: SP
Tel.: (34) 3311.2260 UF: MG
Site: sempreverde.com.br
Site: bioson.com.br
Produtos registrados: Fertilizante
Produtos registrados: Fertilizante Foliar,
Orgânico Composto, Fertilizante
Fertilizante Organomineral.
Organomineral.

BIOSSOLO SERV. AGRONOMICOS E AMBIENTAIS LTDA BOTÂNICA FERTILIZANTES LTDA


Tel.: (19) 3432.6058 UF: SP Tel.: (19) 3415.2607 UF: SP
Site: biossolo.com.br Site: botanica.ind.br
Produtos registrados: Fertilizante Produtos registrados: Fertilizante Foliar,
Orgânico Composto. Fertilizante via Semente.

BIOSUL INDUSTRIA E COM. DE FERTILIZANTES LTDA BOZZANO TRANSPORTE LIMITADA ME

Tel.: (54) 3231.7600 UF: RS Tel.: (42) 3232.1351 UF: PR

Site: biosul.com Produtos registrados: Fertilizante


Orgânico Composto.
Produtos registrados: Fertilizante
para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Fertilizante para Hidroponia, Fertilizante
Organomineral, Fertilizante via Semente.

136
2017

BR. ORGAN FERTILIZANTES DO BRASIL LTDA. BRASNUTRI INDÚSTRIA E COMÉRCIO

Tel.: (44) 3023.8386 UF: PR Tel.: (34) 3014.6073 UF: MG


Site: brorgan.com.br Site: brasnutri.com
Produtos registrados: Fertilizante Produtos registrados: Condicionador de
Organomineral. Solo, Fertilizante Orgânico Composto,
Fertilizante Organomineral.
BRAGANÇA IND. COM. DE PROD. AGRI. E VETERINARIOS
BRASQUIMICA INDÚSTRIA E COMÉRCIO
Tel.: (11) 4033.3705 UF: SP
Produtos registrados: Fertilizante Tel.: (16) 3969.1519 UF: SP
para Fertirrigação, Fertilizante Foliar, Site: brasquimica.ind.br
Fertilizante para Hidroponia, Fertilizante
Produtos registrados: Fertilizante
via Semente.
Organomineral.

BRANDT BRENNTAG
RES
MP A
Tel.: (17) 3279.9044 UF: SP Tel.: (11) 5545.2100 UF: SP
RES
MP A
E

E
DA

SS

DA
Site: brandtbrasil.com.br O CI A SS
A

Site: brenntag.com O CI A

A
Produtos registrados: Fertilizante Foliar. Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Simples, Fertilizante
Organomineral, Fertilizante Foliar.
BRASFERTIL - BRASIL FERTILIZANTES

Tel.: (33) 8869.2515 UF: ES


BRF - INDUSTRIA E COMERCIO DE FERTILIZANTES LTDA
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Composto, Fertilizante Tel.: (41) 3311.2530 UF: PR
Organomineral. Site: brfertil.com.br
Produtos registrados: Condicionador de
BRASIL MINERIOS S/A Solo, Fertilizante Orgânico Composto.
Tel.: (62) 3523.5000 UF: GO
Site: brasilminerios.com.br
Produtos registrados: Condicionador
de Solo.

BRASILMINAS
C
Tel.: (11) 2488.4411 UF: SP
C&P FERTILIZANTES LTDA
Site: brasilminas.net
Produtos registrados: Matéria-Prima, Tel.: (34) 3235.0399 UF: MG
Micronutriente. Produtos registrados: Fertilizante Foliar,
Fertilizante via Semente.

BRASILQUÍMICA
Tel.: (16) 3660.6722 UF: SP
RES
MP A C. R. POLYDORI - ME
E

DA

SS
Site: brasilquimica.com.br O CI A Tel.: (11) 9992.4491 UF: SP
A

Produtos registrados: Fertilizante Foliar, Produtos registrados: Fertilizante


Matéria-Prima. Organomineral.

137
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

C.P. KELCO BRASIL S.A. CARBOM BRASIL FERTILIZANTES LTDA

Tel.: (19) 3404.4600 UF: SP Tel.: (55) 3224.1132 UF: RS


Site: cpkelco.com Site: carbombrasil.com.br
Produtos registrados: Fertilizante Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Composto, Fertilizante Orgânico Composto, Fertilizante
Organomineral. Orgânico Misto, Fertilizante Orgânico
Simples, Fertilizante Organomineral.

CACOAL ADUBOS ORGÂNICOS LTDA

Tel.: (69) 98112.9760 UF: RO CAROLINA SOIL DO BRASIL LTDA


Produtos registrados: Fertilizante Tel.: (51) 3711.7740 UF: RS
Orgânico Composto. Site: carolinasoil.com.br
Produtos registrados: Substrato para
CAFE BRASIL IND., COM., IMP. E EXPORTACAO LTDA Plantas.

Tel.: (35) 3292.3377 UF: MG


Site: cafebrasil.ind.br CASCAIS AGROINDÚSTRIA E COMÉRCIO
Produtos registrados: Fertilizante Foliar.
Tel.: (85) 3282.6080 UF: CE
Site: grupocascais.com
CALCÁRIO RIO VERDE MIRERAÇÃO
Produtos registrados: Fertilizante
Tel.: (62) 3215.1739 UF: GO Orgânico Composto.

Produtos registrados: Condicionador


de Solo. CBARD COM. E IND. DE ART. PARA JARDINAGEM LTDA

Tel.: (81) 3271.4480 UF: PE


CALMINA - CIA. INTEGRADA DE CALCINAÇÃO E MINERAÇÃO S/A
Produtos registrados: Fertilizante
Tel.: (81) 3231.0223 UF: PE Orgânico Composto, Fertilizante
Produtos registrados: Condicionador Orgânico Misto, Fertilizante Orgânico
de Solo. Simples, Fertilizante Organomineral.

CAMPO GRANDE FERTILIZANTES ORGÂNICOS CCGP - USINA COMPOSTAGEM LTDA

Tel.: (67) 9977.3311 UF: MS Tel.: (44) 8806.4619 UF: PR


Produtos registrados: Fertilizante Produtos registrado: Fertilizante
Orgânico Composto, Fertilizante Orgânico Composto.
Organomineral, Substrato para Plantas.

CEMA IND. E COM. DE PRODUTOS BIOLOGICOS LTDA


CANDINHEIRO INDUSTRIA, COMERCIO
Tel.: (54) 3217.7126 UF: RS
Tel.: (77) 3682.2003 UF: BA Site: cema.bio.br
Produtos registrados: Fertilizante Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Simples. Orgânico Composto, Fertilizante
Orgânico Misto, Fertilizante
CANOAS FERTILIZANTES INDUSTRIA Organomineral.

Tel.: (37) 3421.3777 UF: MG


CITRAL NUTRIENTES LTDA
Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral. Tel.: (81) 3479.1392 UF: PE
Produtos registrados: Fertilizante
para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Fertilizante para Hidroponia.

138
2017

CIAFERTIL SOCIEDADE IND. DE FERT. LTDA - EPP COMPANHIA ELETROQUÍMICA JARAGUÁ

Tel.: (19) 3541.7232 UF: SP Tel.: (11) 3255.6474 UF: MG


Produtos registrados: Condicionador de Site: jaragua.com.br
Solo, Fertilizante Orgânico Composto. Produtos registrados: Fertilizante
para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
CISBRA QUIMICA DO BRASIL LTDA Fertilizante para Hidroponia, Fertilizante
Organomineral.
Tel.: (61) 3632.2830 UF: GO
Site: cisbrafol.com.br COMPANHIA MATONENSE DE SANEAMENTO - CMS
Produtos registrados: Fertilizante
Tel.: (16) 3382.5855 UF: SP
para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Fertilizante para Hidroponia, Fertilizante Site: ciamatonense.com.br
Organomineral, Fertilizante via Semente. Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Composto.
CITROSUCO S/A AGROINDUSTRIA LTDA
COMPOSTEC SOLUÇÕES AMBIENTAIS LTDA
Tel.: (16) 3383.8500 UF: SP
Tel.: (45) 3379.2004 UF: PR
Site: citrosuco.com.br
Site: compostec.com.br
Produtos registrados: Fertilizante
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Composto.
Orgânico Composto, Fertilizante
Organomineral.
CJ DO BRASIL

Tel.: (19) 3415.9400 UF: SP


RES
MP A CONSTROESTE CONSTRUTORA E PARTICIPAÇÕES
E

DA

Site: cj.net SS
O CI A Tel.: (17) 2136.2200 UF: SP
A

Produtos registrados: Fertilizante Site: grupofaria.com.br


Organomineral, Fertilizante Foliar, Produtos registrados: Fertilizante
Matéria-Prima. Orgânico Composto.

COFERTIL INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE FERTILIZANTE


CONSUBE AGROPECUÁRIA LIMITADA
Tel.: (75) 3638.2128 UF: BA
Tel.: (34) 3334.7800 UF: MG
Site: cofertil.com.br
Site: consube.com.br
Produtos registrados: Fertilizante
Produtos registrados: Condicionador
Orgânico Simples, Fertilizante
de Solo.
Organomineral.

COIND COMPOSTAGEM DE RESÍDUOS COOP. DOS CITRICULTORES ECOLOG. DO VALE DO CAI LTDA

Tel.: (62) 3513. 2265 UF: GO Tel.: (74) 3657.1011 UF: BA

Produtos registrados: Condicionador de Site: ecocitrus.com.br


Solo, Fertilizante Orgânico Composto, Produtos registrados: Fertilizante
Fertilizante Organomineral. Orgânico Composto.

COMERCIAL ADUBAO LTDA COOP. DA AGRIC. FAMILIAR DO TERRITÓRIO DE IRECE


Tel.: (51) 3342.0815 UF: RS Tel.: (74) 3657.1759 UF: BA
Produtos registrados: Substrato para Produtos registrados: Fertilizante
Plantas. Orgânico Simples.

139
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

COOPAVEL COOPERATIVA DIASIL QUÍMICA LTDA ME

Tel.: (45) 3218.5068 UF: PR Tel.: (19) 3896.2629 UF: SP


Site: coopavel.com.br Produtos registrados: Fertilizante
Produtos registrados: Fertilizante Orgânico Composto, Fertilizante
Orgânico Composto. Orgânico Misto, Fertilizante Orgânico
Simples, Fertilizante Organomineral.

COOPERBIO VERDE - COOPERATIVA AGROINDUSTRIAL


DIATOM MINERAÇÃO LIMITADA
Tel.: (65) 3549.5622 UF: MT
Produtos registrados: Fertilizante Foliar. Tel.: (11) 3799.5200 UF: SP
Site: diatom.com.br
Produtos registrados: Fertilizante
CTR INDÚSTRIA DE FERTILIZANTES para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Tel.: (49) 3442.0422 UF: SC Fertilizante para Hidroponia.

Site: ctrfertilizantes.com.br
DIMICRON QUÍMICA DO BRASIL LTDA
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Composto. Tel.: (65) 3667.1004 UF: RS
Site: dimicron.com.br
Produtos registrados: Fertilizante Foliar,
Fertilizante Organomineral, Fertilizante

D
via Semente.

DIMY PRODUTOS PARA JARDINAGEM


DAG QUIMICA Tel.: (11) 4448.1186 UF: SP

Tel.: (11) 4741.6866 UF: SP Site: produtosdimy.com.br

Site: dagquimica.com.br Produtos registrados: Fertilizante


Orgânico Simples, Fertilizante
Produtos registrados: Condicionador de
Organomineral.
Solo, Fertilizante Organomineral.

DOMINISOLO INDÚSTRIA QUÍMICA LTDA


DE SANGOSSE
RES Tel.: (43) 3334.0084 UF: PR
Tel.: (41) 3346.5711 UF: PR MP A
E

Site: dominisolo.com.br
DA

SS
Site: desangosse.com.br O CI A
A

Produtos registrados: Fertilizante


Produtos registrados: Fertilizante Foliar.
Orgânico Composto.

DEFENSIVE
DUPLA SAFRA INDUSTRIA E COMERCIO LTDA
RES
MP A
Tel.: (16) 3204.1176 UF: SP
E

DA

SS
O CI A
Site: defensive.com.br
A

Tel.: (33) 3331.2953 UF: MG


Podutos registrados: Fertilizante Produtos registrados: Fertilizante Foliar.
Organomineral, Fertilizante Orgânico,
Fertilizante Foliar.

DESTEFANO E CIA LTDA

Tel.: (66) 3426.7778 UF: MT


Produtos registrados: Fertilizante Foliar,
Fertilizante Organomineral.

140
2017

E
ECOPLANET INDÚSTRIA E COMÉRCIO

Tel.: (48) 3244.8778 UF: SC


Site: ecoplanet.agr.br
EASY SPRAY BRASIL IND. E COM. DE FERTILIZANTES LTDA
Produtos registrados: Fertilizante Foliar.
Tel.: (62) 3597.2127 UF: GO
Site: easyspraybrasil.com ECOSEED FERTILIZANTES LTDA
Produtos registrados: Fertilizante
Tel.: (28) 3543.1374 UF: ES
Organomineral.
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Composto, Fertilizante
EASY TEC - IND E COM DE FERTILIZANTES LTDA
Orgânico Misto, Fertilizante Orgânico
Tel.: (66) 3545.0028 UF: MT Simples, Fertilizante Organomineral.
Produtos registrados: Fertilizante
para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Fertilizante para Hidroponia, Fertilizante ECOSOLUÇÃO AGROCIENCIAS E SOLUÇÕES AMBIENTAIS
via Semente.
Tel.: (31) 3892.6491 UF: SP

ECO NUTRI INDÚSTRIA QUÍMICA LTDA Site: ecosolucoes.net


Produtos registrados: Fertilizante
Tel.: (65) 3694.1718 UF: MT
para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Site: econutrifertilizantes.com.br Fertilizante para Hidroponia, Fertilizante
Produtos registrados: Fertilizante Foliar. Organomineral, Fertilizante via Semente.

ECOSUPER ADUBOS ORGÂNICOS LTDA


ECOFERTIL AGROPECUÁRIA LTDA
Tel.: (46) 3563.3706 UF: PR
Tel.: (84) 3317.2244 UF: CE
Produtos registrados: Fertilizante
Site: ecofertil.com.br
Orgânico Simples, Fertilizante
Produtos registrados: Fertilizante Organomineral.
para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Fertilizante Orgânico Composto, ELETRO MANGANES LTDA
Fertilizante Orgânico Simples,
Fertilizante Organomineral, Fertilizante Tel.: (37) 3341.8243 UF: MG
via Semente. Site: eletromanganes.com.br
Produtos registrados: Fertilizante para
ECOGESSO INDÚSTRIA E COMÉRCIO Fertirrigação, Fertilizante Foliar.

Tel.: (13) 3873.3302 UF: SP


EMBRAFOS INDUSTRIA E COM. DE FERTILIZANTES LTDA
Site: ecogesso.ind.br
Tel.: (17) 3323.6201 UF: SP
Produtos registrados: Condicionador
Site: embrafos.com.br
de Solo.
Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral.
ECOMARK IND. E COM. DE COMPOSTO

Tel.: (19) 3825.5050 UF: SP


Produtos registrados: Fertilizante
ENOVEL EMPRESA NACIONAL DE ÓLEOS
Orgânico Composto. Tel.: (14) 3662.5055 UF: SP
Site: natufert.com.br
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Simples.

141
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

ENZIMAC INDUSTRIA ORGÂNICA LTDA EXTRATUS INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE COMPOSTOS

Tel.: (11) 5041.4109 UF: SP Tel.: (54) 3831.1804 UF: RS


Site: enzimac.com Produtos registrados: Fertilizante
Produtos registrados: Condicionador de Orgânico Composto.
Solo, Fertilizante Orgânico Composto,
Fertilizante Organomineral.

EPA QUÍMICA

Tel.: (11) 2136.8000 UF: SP


RES
MP A F
E

DA

SS
Site: epaquimica.com.br O CI A
A

Produtos registrados: Matéria-Prima, FAROL INDÚSTRIA E COMÉRCIO S/A


Fertilizante Mineral, Fertilizante Foliar.
Tel.: (49) 3442.5022 UF: SC
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Composto.

EQUILÍBRIO INDÚSTRIA QUÍMICA LTDA


FAST AGRO
Tel.: (66) 3445.0876 UF: MT RES
Tel.: (66) 3422.0422 UF: SP MP A
Produtos registrados: Fertilizante

DA
SS
Site: fastagro.com.br O CI A

A
Organomineral.
Produtos registrados: Fertilizante
EUREKA RESEARCH DO BRASIL LTDA para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Fertilizante para Hidroponia, Fertilizante
Tel.: (15) 3239.4848 UF: SP
Organomineral, Fertilizante via Semente.
Site: eurekaag.com.br
Produtos registrados: Fertilizante Foliar,
FAZENDA AMWAY - NUTRILITE
Fertilizante Organomineral.
Tel.: (88) 3634.9800 UF: CE
EUROFORTE Site: amway.com.br
RES
MP A Produtos registrados: Fertilizante
Tel.: (34) 3313.9121 UF: MG
E

Orgânico Composto.
DA

SS
O CI A
Site: euroforte.com.br
A

Produtos registrados: Fertilizante


para Fertirrigação, Fertilizante Foliar, FELTRIN SEMENTES LTDA
Fertilizante para Hidroponia, Fertilizante Tel.: (54) 2109.4444 UF: RS
via Semente.
Site: sementesfeltrin.com.br

EUROPLANT INDÚSTRIA DE FERTILIZANTES Produtos registrados: Fertilizante


para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Tel.: (16) 8848.7881 UF: SP Fertilizante para Hidroponia, Fertilizante
Produtos registrados: Fertilizante Organomineral, Fertilizante via Semente.
Orgânico Misto, Fertilizante Orgânico
Simples, Fertilizante Organomineral.
FÊNIX AGRO
RES
EXATEC AGROBUSINESS PRODUTOS Tel.: (15) 3282.4366 UF: SP MP A
E

DA

SS
Site: quimifol.com.br O CI A
A

Tel.: (17) 3343.1497 UF: SP


Produtos registrados: Fertilizante Foliar. Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral, Fertilizante Foliar,
Matéria-Prima.

142
2017

FENIX IND E COMERCIO DE FERTILIZANTES LTDA - ME FERTIGATTO FERTILIZANTES LTDA EPP

Tel.: (17) 3266.1175 UF: SP Tel.: (45) 3277.1936 UF: PR


Produtos registrados: Fertilizante Foliar, Produtos registrados: Fertilizante
Fertilizante Orgânico Misto, Fertilizante Orgânico Composto.
Organomineral.
FERTILIZANTES DO NORDESTE LTDA
FERLAB Tel.: (41) 3026.9009 UF: PE

RES Site: fertipar.com.br


Tel.: (34) 3246.7526 UF: MG MP A
E
Produtos registrados: Fertilizante Foliar.
DA
SS
Site: ferlab.com.br O CI A
A

Produtos registrados: Setorial.


FERTILIZANTES LIMOEIRO LTDA

Tel.: (35) 9115.8988 UF: MG


FERMAVI ELETROQUÍMICA LTDA
Produtos registrados: Fertilizante
Tel.: (11) 3016.9600 UF: SP Orgânico Composto.
Site: fermavi.com.br
Produtos registrados: Fertilizante Foliar. FERTILIZANTES PELLEGRINI LTDA

Tel.: (54) 3477.1600 UF: RS


FERTALON FERTILIZANTES LONDRINA LTDA
Produtos registrados: Fertilizante
Tel.: (44) 3026.1907 UF: PR Orgânico Composto.

Site: aduborganicofertalon.web2311.uni5.net/
Produtos registrados: Fertilizante Orgânico FERTILIZANTES TANAKA INDUSTRIA E COM. LTDA - EPP
Simples.
Tel.: (15) 3282.3066 UF: SP
Produtos registrados: Fertilizante
FERTEC Orgânico Composto.
RES
Tel.: (17) 3324.1112 UF: SP MP A
E

FERTILIZARE LTDA
DA

SS
Site: fertec.ind.br O CI A
A

Produtos registrados: Fertilizante Foliar. Tel.: (45) 3054.0151 UF: PR


Produtos registrados: Condicionador de
Solo, Fertilizante Orgânico Composto,
FERTIBOM INDÚSTRIAS LTDA
Fertilizante Organomineral, Substrato
Tel.: (17) 3524.9141 UF: SP para Plantas.
Site: fertibom.com.br
Produtos registrados: Fertilizante FERTIMAX FERTILIZANTES ORGÂNICOS
Organomineral.
Tel.: (35) 3721.9021 UF: MG
Produtos registrados: Condicionador de
FERTICEL INDÚSTRIA DE FERTILIZANTES Solo, Fertilizante Orgânico Simples.

Tel.: (49) 3347.0183 UF: SC


FERTINOR FERTILIZANTES LTDA
Site: ferticel.com.br
Produtos registrados: Fertilizante Tel.: (79) 3275.2000 UF: SE
Orgânico Simples, Fertilizante Site: fertipar.com.br
Organomineral, Substrato para Plantas. Produtos registrados: Condicionador de
Solo, Fertilizante Foliar.

143
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

FERTION INDÚSTRIA DE FERTILIZANTES FLAMBOYANT PRODUTOS AGRÍCOLAS

Tel.: (41) 3652.8500 UF: PR Tel.: (61) 3272.1050 UF: DF


Produtos registrados: Condicionador Produtos registrados: Fertilizante
de Solo. Orgânico Composto.

FERTIQUIMICA AGROCIÊNCIAS LTDA FLOEMA NUTRIÇÃO VEGETAL LTDA

Tel.: (67) 3385.2383 UF: MS Tel.: (34) 3831.8626 UF: MG


Site: fertiquimica.com.br Site: floemavegetal.com.br
Produtos registrados: Fertilizante Produtos registrados: Fertilizante
para Fertirrigação, Fertilizante Foliar, para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Fertilizante para Hidroponia, Fertilizante Fertilizante Organomineral, Fertilizante
via Semente. via Semente.

FERTITOP FERTILIZANTES LTDA FLONNER INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA

Tel.: (44) 3031.0411 UF: PR Tel.: (14) 3475.1250 UF: SP


Site: fertitop.com.br Produtos registrados: Fertilizante
Produtos registrados: Fertilizante Foliar. Organomineral.

FLORAL ATLANTA INDUSTRIA E COMÉRCIO


FERTITRADING INDUSTRIA DE FERTILIZANTES LTDA
Tel.: (11) 4053.3233 UF: SP
Tel.: (34) 3661.5318 UF: MG
Site: floralatlanta.com.br
Site: ferti.com.br
Produtos registrados: Substrato para
Produtos registrados: Fertilizante Plantas.
para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Fertilizante para Hidroponia, Fertilizante
Organomineral, Fertilizante via Semente. FLORESTAL S/A

Tel.: (48) 2101.3535 UF: SC


FERTSANA-AR ESPECIALIDADES Site: turfafertil.com.br

Tel.: (19) 3805.4781 UF: SP Produtos registrados: Condicionador


de Solo, Fertilizante Foliar, Fertilizante
Produtos registrados: Fertilizante Foliar.
Orgânico Simples, Fertilizante
Organomineral, Substrato para Plantas,
FERTYBIO FERTILIZANTES LTDA Fertilizante via Semente.

Tel.: (43) 3158.2100 UF: PR


Produtos registrados: Fertilizante Foliar. FMC QUÍMICA
RES
Tel.: (19) 3115.4400 UF: SP MP A
E

DA

SS
FISH FÉRTIL INDÚSTRIA E COMÉRCIO Site: fmc.com O CI A
A

Produtos registrados: Fertilizante


Tel.: (19) 3814.4400 UF: SP
Organomineral, Fertilizante Foliar.
Site: fishfertil.com
Produtos registrados: Fertilizante
FMO FERTILIZANTES LTDA
Orgânico Composto, Fertilizante
Organomineral. Tel.: (82) 3231.5870 UF: AL
Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral.

144
2017

FOLHITO INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ADUBOS FRANKETAL ESPECIALIDADES

Tel.: (51) 3011.2222 UF: RS Tel.: (43) 3178.2222 UF: PR


Site: folhito.com.br Site: frankental.com.br
Produtos registrados: Fertilizante Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Composto. para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Fertilizante para Hidroponia, Fertilizante
FORMAX AGROCIÊNCIA LTDA Organomineral, Fertilizante via Semente.

Tel.: (43) 3432.9500 UF: PR


FUNDAÇÃO P/ PROT. AMBIENTAL DE STA CRUZ DO SUL
Produtos registrados: Fertilizante Foliar,
Fertilizante via Semente. Tel.: (51) 9681.4254 UF: RS
Site: fupasc.com.br
FORPLANT AGRÍCOLA LTDA Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Composto.
Tel.: (16) 3204.1777 UF: SP
Site: forplant.com.br

G
Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral.

FORQUÍMICA
G.M.I.D. INDUSTRIA E COM. DE FERTILIZANTES LTDA
RES
Tel.: (43) 3436.8350 UF: PR MP A
Tel.: (16) 3523.2939 UF: SP
E

DA

Site: forquimica.com.br SS
O CI A
A

Produtos registrados: Fertilizante Foliar,


Produtos registrados: Fertilizante
Fertilizante Organomineral.
Foliar, Fertilizante Orgânico Composto,
Fertilizante Orgânico Misto, Fertilizante
Orgânico Simples, Fertilizante GAVAZZI BIOTECNOLOGIA LTDA
Organomineral, Fertilizante via Semente.
Tel.: (18) 3502.3210 UF: SP
Produtos registrados: Fertilizante
FORTGREEN Orgânico Composto.
RES
Tel.: (44) 3127.2700 UF: PR MP A
GENERAL CHEMICALS & SERVICE LTDA
E

DA

SS
Site: fortgreen.com.br O CI A
A

Tel.: (11) 2421.0531 UF: SP


Produtos registrados: Micronutriente,
Fertilizante Organomineral, Fertilizante Site: galchemicals.com.br
Mineral, Fertilizante para Fertirrigação, Produtos registrados: Fertilizante Foliar.
Fertilizante via Semente, Fertilizante
para Hidroponia, Fertilizante Foliar,
GENFERTIL IND. E COM. FERTI. ORGANICOS LTDA
Condicionador de Solo.
Tel.: (19) 3806.9114 UF: SP

FORT INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE FERTILIZANTES LTDA Produtos registrados: Fertilizante


Orgânico Composto.
Tel.: (17) 522.6569 UF: SP
Site: forthfertilizantes.com.br
GEOCICLO
Produtos registrados: Fertilizante Foliar.
RES
Tel.: (34) 3293.5120 UF: MG MP A
E

DA

SS
Site: geociclo.com.br O CI A
A

FRANCISCO OSMARIO PEREIRA ALVES


Produtos registrados: Fertilizante
Tel.: (87) 3870.1722 UF: PE Orgânico Composto, Fertilizante
Produtos registrados: Condicionador Organomineral, Matéria-Prima.
de Solo.
145
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

GEOCLEAN GNUMUS PRODUÇÃO E COMÉRCIO


RES
Tel.: (16) 3332.3562 UF: SP MP A Tel.: (81) 3523.1457 UF: PE

DA
SS
Site: geoclean.ind.br O CI A Produtos registrados: Fertilizante

A
Produtos registrados: Fertilizante Orgânico Composto, Fertilizante
Organomineral, Fertilizante Foliar. Orgânico Simples.

GOFERT
GERAQUIMICA LTDA RES
MP A
Tel.: (62) 3273.8181 UF: GO

E
Tel.: (16) 3203.7300 UF: SP

DA
SS
Site: ifb.agr.br O CI A

A
Site: geraquimica.com.br
Produtos registrados: Fertilizante
Produtos registrados: Fertilizante Orgânico Composto, Fertilizante
Organomineral. Organomineral, Matéria-Prima.

GIGAMIX TECNOLOGIAS FUTURAS LTDA GREEN MIX FERTILIZANTES LTDA


Tel.: (24) 3477.1305 UF: SP Tel.: (16) 3252.3498 UF: SP
Site: gigamix.agr.br Site: greenmix.com.br
Produtos registrados: Fertilizante Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral. Organomineral.

GILBERTO GAMA GONÇALVES - ME GRENN HAS


Tel.: (19) 3301.3954 UF: SP Tel.: (11) 4561.6292 UF: SP
Produtos registrados: Fertilizante Site: greenhasbrasil.com.br
Orgânico Composto.
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Simples.
GIRO AGROBUSINESS
RES
Tel.: (35) 3295.6816 UF: MG MP A
GTS QUÍMICA LTDA
E

DA

SS
Site: giroagro.com.br O CI A
A

Tel.: (82) 3268.1443 UF: AL


Produtos registrados: Fertilizante
Site: gtsquimica.com.br
para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Fertilizante Organomineral, Fertilizante Produtos registrados: Fertilizante Foliar.
via Semente.

GLOBAL CROPS

H
RES
Tel.: (71) 3316.5621 UF: BA MP A
E

DA

SS
Site: globalcrops.com.br O CI A
A

Produtos registrados: Fertilizante


Organomineral, Fertilizante Foliar. HAIFA
RES
Tel.: (11) 3057.1239 UF: SP MP A
E

DA

GNUMUS PRODUÇAO E COMERCIO DE HUMUS LTDA


SS
Site: haifa-group.com O CI A
A

Produtos registrados: Fertilizante


Tel.: (81) 3523.1457 UF: PE
foliar, Fertilizante para Fertirrigação,
Produtos registros: Fertilizante Orgânico
Fertilizante para Hidroponia, Fertilizante
Composto, Fertilizante Orgânico
Mineral, Matéria-Prima, Micronutriente.
Simples.

146
2017

HERBIOESTE HERBICIDAS HYDRO FERT INDUSTRIA E COM. DE FERTILIZANTES LTDA


Tel.: (45) 2103.2284 UF: PR Tel.: (16) 3412.7576 UF: SP
Site: herbioeste.com.br Site: hydrofert.com.br
Produtos registrados: Fertilizante Produtos registrados: Fertilizante Foliar.
Orgânico Simples, Fertilizante
Organomineral.

HYDROMOL FERTILIZANTES LTDA - ME


HERBOTEC
Tel.: (16) 3202.5010 UF: SP
RES
MP A
Tel.: (14) 3666.2861 UF: SP Produtos registrados: Fertilizante
E

DA
SS
Site: herbotec.lwsite.com.br A
O CI A
Orgânico Misto, Fertilizante Orgânico
Simples, Fertilizante Organomineral.
Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral.

HERINGER
Tel.: (19) 3322.2200 UF: SP
RES
MP A I
E

DA

SS
O CI A
Site: heringer.com.br
A

Produtos registrados: Fertilizante para IANA INDUSTRIA E COM. DE ADUBOS FERTILIZANTES


Fertirrigação, Fertilizante Foliar.
Tel.: (35) 3363.9300 UF: MG
Site: ianaalimentos.com.br
HOLAMGROW COM. E BENEF.
Produtos registrados: Condicionador
Tel.: (19) 3802.4530 UF: PR de Solo.
Site: fibrasdecoco.com.br
Produtos registrados: Condicionador IBAR NORDESTE
de Solo.
Tel.: (11) 4634.6611 UF: SP
Site: ibarnordeste.com.br
HOMY INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE PRODUTOS QUÍMICOS
Produtos registrados: Fertilizante
Tel.: (16) 3690.1000 UF: SP Mineral.
Site: homyquimica.com.br
Produtos registrados: Condicionador
de Solo.
IBRA
RES
Tel.: (19) 3832.3679 UF: SP MP A
E

DA

HUMORGAN IND. E COM. DE FERTILIZANTES LTDA Site: ibra.com.br


SS
O CI A
A

Tel.: (43) 3342.9997 UF: PR Produtos registrados: Setorial.

Produtos registrados: Fertilizante


Orgânico Composto. ICASA
RES
Tel.: (19) 3744.3522 UF: SP MP A
E

HUMUSFERTIL PRODUTOS PARA JARDINAGEM LTDA


DA

SS
Site: icasa-lab.com.br O CI A
A

Tel.: (45) 3277.2626 UF: PR Produtos registrados: Setorial.


Site: humusfertil.com.br
Produtos registrados: Condicionador de
Solo, Fertilizante Orgânico Composto,
Fertilizante Orgânico Simples,
Fertilizante Organomineral.

147
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

ICL BRASIL INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ADUBOS BRASIL


RES
Tel.: (11) 2155.4551 UF: SP MP A Tel.: (11) 4412.4071 UF: SP

DA
SS
Site: iclbrasil.com.br O CI A Site: adubosbrasil.com.br

A
Produtos registrados: Fertilizante Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral, Fertilizante Foliar, Orgânico Misto, Fertilizante
Matéria-Prima. Organomineral.

INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE FERTILIZANTES DAMO LTDA


IFP INDUSTRIA DE FERTILIZANTES PLANTE CERTO LTDA
Tel.: (49) 3364.0180 UF: SC
Tel.: (67) 3291.2153 UF: MS
Produtos registrados: Fertilizante
Produtos registrados: Fertilizante Foliar,
Orgânico Composto, Fertilizante
Fertilizante via Semente.
Orgânico Simples, Fertilizante
Organomineral.
ILSA
Tel.: (51) 3500.3043 UF: RS
RES
MP A INDÚSTRIA SULFERTILIZANTES LTDA
E

DA

SS
Site: ilsabrasil.com.br O CI A Tel.: (49) 3233.1077 UF: SC
A

Produtos registrados: Matéria-Prima, Produtos registrados: Fertilizante Foliar.


Fertilizante Orgânico Composto,
Fertilizante Organomineral, Fertilizante
para Fertirrigação, Fertilizante via INGAL INDÚSTRIA GAUCHA DE ALIMENTOS LTDA.
Semente, Fertilizante Foliar. Tel.: (55) 3226.4439 UF: RS
Site: ingalalimentos.com.br
Produtos registrados: Fertilizante
INCASA
Foliar, Fertilizante Orgânico Composto,
Tel.: (47) 3205.7100 UF: SC Fertilizante Organomineral.
Site: incasa.ind.br
Produtos registrados: Fertilizante INGESEL MINERAÇÃO, CALCINAÇÃO E PREMOLDADOS
Mineral, Matéria-Prima, Micronutriente. Tel.: (87) 3873.3808 UF: PE
Produtos registrados: Condicionador
de Solo.
INCOA COMERCIO DE FERTILIZANTES E MAQUINAS LTDA

Tel.: (44) 3267.5757 UF: PR INNOVA AGROTECNOLOGIA


Produtos registrados: Fertilizante Tel.: (45) 3522.3309 UF: PR
RES
MP A
E

Orgânico Composto, Fertilizante


DA

SS
Site: innovaagro.com.br O CI A
A

Orgânico Misto, Fertilizante Orgânico


Produtos registrados: Fertilizante
Simples, Fertilizante Organomineral.
Orgânico Simples, Fertilizante Orgânico
Misto, Fertilizante Orgânico Composto,
INDUSTRIA E COM. DE FERTILIZANTES PRECIOSO LTDA Fertilizante Organomineral, Fertilizante
Mineral, Fertilizante Foliar, Fertilizante
Tel.: (35) 3551.1531 UF: MG
via Semente, Condicionador de Solo.
Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral.

INQUIMA LTDA
INDÚSTRIA DE PRODUTOS QUÍMICOS BARRACÃO
Tel.: (43) 3254.6826 UF: PR
Tel.: (54) 3356.1314 UF: RS Site: inquima.com.br
Produtos registrados: Fertilizante Foliar. Produtos registrados: Fertilizante Foliar.

148
2017

INTEGRAL AGROINDUSTRIAL DE MOSSORÓ J.A. MOURA GONCALVES FERTILIZANTES - EPP

Tel.: (84) 3316.1918 UF: RN Tel.: (14) 3732.1688 UF: SP


Site: integralagro.com.br Produtos registrados: Fertilizante
Produtos registrados: Condicionador Orgânico Misto, Fertilizante Orgânico
de Solo, Fertilizante Foliar, Fertilizante Simples, Fertilizante Organomineral.
Orgânico Misto, Fertilizante Orgânico
Simples, Fertilizante Organomineral. J.C.A. FERREIRA - ME

Tel.: (65) 9988.9579 UF: MT


INTEGRAL AGROINDUSTRIA LTDA
Site: rockall.com.br
Tel.: (85) 3216.1515 UF: CE Produtos registrados: Fertilizante
Site: integralagro.com.br Organomineral.

Produtos registrados: Fertilizante


Organomineral. J.M.J FERTILIZA INDÚSTRIA DE FERTILIZANTES LTDA

Tel.: (14) 3731.9505 UF: SP


INTERCUF
Produtos registrados: Fertilizante
RES
Tel.: (19) 2102.0027 UF: SP MP A
Organomineral.
E

DA

SS
Site: intercuf.com.br O CI A
A

Produtos registrados: Fertilizante Foliar.


JCM IND. E COM. DE FERTILIZANTES ORGANICOS LTDA

ISOENERGY SOLUÇÕES ENERGÉTICAS Tel.: (19) 3806.9141 UF: SP


Produtos registrados: Fertilizante
Tel.: (31) 3829.5475 UF: MG
Orgânico Composto, Fertilizante
Site: isoenergy.com.br Organomineral.
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Composto.
JGB SOLUÇOES AMBIENTAIS S/A

Tel.: (48) 3656.0191 UF: SC


ITALE
RES
Produtos registrados: Fertilizante
Tel.: (19) 3829.8811 UF: SP MP A
Orgânico Simples.
E

DA

SS
Site: itale.com.br O CI A
A

Produtos registrados: Fertilizante


Orgânico Composto, Fertilizante JOÃO ACIR MIRANDA TEIXEIRA SOARES
Organomineral.
Tel.: (42) 3460.1123 UF: PR
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Misto, Fertilizante Orgânico

J Simples, Fertilizante Organomineral.

J. MARCELINO VIEIRA ADUBOS - ME JOSAPAR - JOAQUIM OLIVEIRA S/A

Tel.: (51) 3536.1077 UF: RS Tel.: (53) 3284.1000 UF: RS

Produtos registrados: Condicionador Site: josapar.com.br


de Solo. Produtos registrados: Fertilizante
para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Fertilizante para Hidroponia, Fertilizante
Organomineral, Fertilizante via Semente.

149
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

L
JR INDUSTRIA E COM. DE INSUMOS AGRICOLAS LTDA

Tel.: (31) 3592.4324 UF: MG


Produtos registrados: Fertilizante Foliar,
Fertilizante Organomineral. LABOAGRO INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA - EPP

Tel.: (47) 3622.8899 UF: SC


JUMA-AGRO
Site: laboagro.com
RES
MP A
Tel.: (19) 3841.6631 UF: SP Produtos registrados: Fertilizante
E

DA
SS
Site: juma-agro.com.br O CI A Organomineral.
A

Produtos registrados: Fertilizante Foliar,


Fertilizante Organomineral, Fertilizante
LANZI FERTILIZANTES ORGÂNICOS LTDA
via Semente.
Tel.: (19) 3868.8701 UF: SP
Site: grupolanzi.com.br

K Produtos registrados: Condicionador de


Solo, Fertilizante Orgânico Composto,
Fertilizante Orgânico Simples,
KEROVOS ALIMENTOS LTDA Fertilizante Organomineral.

Tel.: (27) 3263. 2886 UF: ES


LATINA AGRO IND. E COM. DE FERTILIZANTES LTDA
Site: kerovosalimentos.com.br
Tel.: (44) 3226.5152 UF: PR
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Composto. Produtos registrados: Fertilizante Foliar.

KIFOL FERTILIZANTES LBE BIOTECNOLOGIA BRASIL LTDA


Tel.: (18) 3221.6618 UF: ES Tel.: (48) 3258.1725 UF: SC
Site: kifol.com.br Site: lbe.com.br
Produtos registrados: Fertilizante Foliar, Produtos registrados: Fertilizante
Fertilizante Organomineral. Organomineral.

KIMBERLIT LEVEN IND E COM DE PROD PARA AGRIC E JARD LTDA - EPP

Tel.: (17) 3279.1500 UF: SP


RES
MP A Tel.: (16) 3204.9316 UF: SP
E

DA

Site: kimberlit.com
SS
O CI A Site: levenvida.com.br
A

Produtos registrados: Fertilizante Foliar, Produtos registrados: Fertilizante Foliar.


Condicionador de Solo, Fertilizante
Organomineral.
LIBERFOS IND E COMERCIO DE FERTILIZANTES LTDA

Tel.: (17) 3323.1370 UF: SP


KORIN AGROPECUÁRIA LTDA Site: liberfos.com.br

Tel.: (19) 3576.9510 UF: SP Produtos registrados: Fertilizante


Orgânico Composto, Fertilizante
Site: korin.com.br
Organomineral.
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Composto. LITHO PLANT IND. E COM. DE FERTILIZANTES LTDA

Tel.: (27) 3373.8355 UF: ES


Site: lithoplant.com.br
Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral.

150
2017

LOTTUS BIOSOLUÇÕES LTDA MANUFATURAÇAO DE PROD. ALIM. ANIMAL PREMIX LTDA

Tel.: (41) 3622.1219 UF: PR Tel.: (34) 3311.2246 UF: SP


Produtos registrados: Fertilizante Foliar, Produtos registrados: Fertilizante
Fertilizante Organomineral. para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Fertilizante Orgânico Simples.

LOURENCI & LOURENCI LTDA


MARINGA LIXO ZERO TRATAMENTO DE RSU LTDA
Tel.: (43) 3242.1604 UF: PR
Tel.: (44) 3031.0814 UF: PR
Produtos registrados: Fertilizante Foliar.
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Composto.
LUPA INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE FERTILIZANTES

Tel.: (43) 3535.1427 UF: PR MASTER AGRO PRODUTOS AGRÍCOLAS LTDA


Site: lupasubstratos.com.br Tel.: (14) 3733.7876 UF: SP
Produtos registrados: Condicionador de Site: masteragro.com.br
Solo, Substrato para Plantas.
Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral.
LUXEMBOURG BRASIL
RES
Tel.: (11) 5090.6633 UF: SP MP A
MASTERFOL FERTILIZANTES LTDA
E

DA

SS
Site: luxembourg.com.br O CI A
A

Produtos registrados: Fertilizante Foliar. Tel.: (34) 3246.0562 UF: MG


Produtos registrados: Fertilizante Foliar.

LYS TECNOLOGIA AGRÍCOLA LTDA


MAX CROP FERTILIZANTES LTDA - ME
Tel.: (41) 3033.1082 UF: PR
Site: agrolys.com Tel.: (14) 3471.0220 UF: SP

Produtos registrados: Fertilizante Produtos registrados: Fertilizante


Organomineral. Organomineral.

MCM QUÍMICA

M
RES
Tel.: (15) 3246.8118 UF: SP MP A
E

DA

SS
Site: mcmindustrial.com.br O CI A
A

Produtos registrados: Fertilizante Foliar,


MACKENZIE FERTILIZANTES LTDA Matéria-Prima.

Tel.: (51) 3019.4838 UF: RS


Produtos registrados: Fertilizante MEC PREC INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA
Foliar, Fertilizante Orgânico Simples, Tel.: (42) 3271.4600 UF: PR
Fertilizante Organomineral, Fertilizante
Site: mecprec-blog.blogspot.com.br
via Semente.
Produtos registrados: Condicionador de
Solo, Substrato para Plantas.

MANTIQUEIRA AGRONEGÓCIOS LTDA


MERCOFERT INDÚSTRIA E COMÉRCIO
Tel.: (35) 3361.2155 UF: MG
Produtos registrados: Condicionador de Tel.: (16) 3953.5896 UF: SP
Solo, Fertilizante Orgânico Composto, Site: mecprec-blog.blogspot.com.br
Fertilizante Organomineral. Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral.

151
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

MICRO E MACRO AGRÍCOLA E PECUÁRIA LTDA MILLIKEN


Tel.: (66) 3422.2449 UF: MT Tel.: (11) 3043.7940 UF: SP
Produtos registrados: Fertilizante Foliar. Site: millikenchemical.com
Produtos registrados: Matéria-Prima.
MICRO-BIO SOLUÇÕES AMBIENTAIS

Tel.: (19) 2222.2955 UF: SP


MINAS ORGANIC USINA DE COMPOSTAGEM LTDA - ME
Site: microbio.ind.br
Tel.: (31) 3531.1826 UF: MG
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Misto, Fertilizante Site: minasorganic.com.br
Organomineral. Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Composto.
MICROFERTIL IND E COM DE MICRONUTRIENTES LTDA
MINERAÇÃO ALTO BONITO LTDA
Tel.: (16) 3969.3444 UF: SP
Produtos registrados: Fertilizante Tel.: (81) 3870.1015 UF: PE
Organomineral. Site: grupogeraldolins.com.br
Produtos registrados: Condicionador
MICROFOL IND. E COM. DE INSUMOS AGROPEC LTDA de Solo.

Tel.: (44) 3229.3333 UF: PR


Site: microfol.com.br MINERACAO CURIMBABA LTDA
Produtos registrados: Condicionador
Tel.: (35) 3729.7600 UF: MG
de Solo, Fertilizante Foliar, Fertilizante
Site: curimbaba.com.br
Orgânico Misto, Fertilizante
Organomineral, Fertilizante via Semente. Produtos registrados: Fertilizante Foliar.

MICROMIX MINERAÇAO PULUCA LTDA


RES
Tel.: (19) 2534.3624 UF: SP MP A
Tel.: (87) 3881.1199 UF: PE
E

DA

SS
Site: micromix.com O CI A
A

Produtos registrados: Condicionador


Produtos registrados: Fertilizante Foliar. de Solo.

MINERADORA RANCHARIA LTDA


MICROQUÍMICA
RES Tel.: (87) 3873.1330 UF: PE
Tel.: (19) 2137.8100 UF: SP MP A
E

Produtos registrados: Condicionador


DA

SS
Site: microquimica.com O CI A
A

de Solo.
Produtos registrados: Fertilizante
para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Fertilizante Orgânico Composto, MINERADORA SÃO JORGE SA
Fertilizante Organomineral, Fertilizante Tel.: (87) 3870.1226 UF: PE
via Semente.
Site: mineradorasaojorge.com.br
Produtos registrados: Condicionador
MICROXISTO de Solo.
RES
Tel.: (42) 3532.3631 UF: PR MP A
E

DA

SS
Site: microxisto.com.br O CI A
A

Produtos registrados: Fertilizante Foliar,


Fertilizante Organomineral.

152
2017

MINERADORA SOMBRA DA SERRA LTDA MONDIAL FERTILIZANTES

Tel.: (38) 7328.2829 UF: PE Tel.: (16) 3637.4088 UF: RS


Produtos registrados: Condicionador Site: mondialfertilizantes.com.br
de Solo. Produtos registrados: Fertilizante
para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
MINERAL MINAS FERTILIZANTES E NUTRIENTES Fertilizante para Hidroponia, Fertilizante
Organomineral, Fertilizante via Semente.
Tel.: (37) 3271.8063 UF: MG
Produtos registrados: Fertilizante Foliar.
MPGESSO AGRICOLA LTDA
MINERGEL - MINERAÇÃO GESSO BONITO LTDA. Tel.: (87) 3873.1003 UF: PE

Tel.: (87) 3870.1140 UF: PE Site: mpgesso.com.br

Produtos registrados: Condicionador Produtos registrados: Condicionador


de Solo. de Solo.

MINHO FERTIL IND. E COM. DE FERT. LTDA - EPP MPL - MINERAÇÃO PEDRA LAVRADA

Tel.: (19) 3492.5101 UF: SP Tel.: (11) 4412.0563 UF: SP

Site: minhofertil.com.br Produtos registrados: Condicionador


de Solo.
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Composto.
MRC FERTLIZANTES LTDA
MINHOCAL AGROINDUSTRIAL LTDA Tel.: (34) 3242.3454 UF: MG
Tel.: (45) 4106.0345 UF: PR Produtos registrados: Fertilizante
Site: minhocal.com.br para Fertirrigação, Fertilizante
Foliar, Fertilizante Orgânico Simples,
Produtos registrados: Condicionador
Fertilizante via Semente.
de Solo.

MINORGAN IND. E COM. DE FERTILIZANTES LTDA MULCHING SIX DO BRASIL INDÚSTRIA E COMÉRCIO

Tel.: (44) 3233.7774 UF: PR Tel.: (42) 3532.2872 UF: PR

Site: minorgan.com.br Produtos registrados: Fertilizante Foliar.

Produtos registrados: Fertilizante


Orgânico Simples, Fertilizante MULT MINAS INDUSTRIAL E COMÉRCIO
Organomineral.
Tel.: (35) 3265.3327 UF: MG

MIX PRODUTOS PARA AGRICULTURA LTDA Site: cpagricola.com.br


Produtos registrados: Fertilizante
Tel.: (34) 3336.8158 UF: MG
Organomineral.
Produtos registrados: Condicionador
de Solo.

ML BIORGÂNICO MULTITÉCNICA
RES
RES Tel.: (31) 3490.8500 UF: MG MP A
Tel.: (16) 3637.4088 UF: SP MP A
E
E

DA

SS
Site: multitecnica.com.br O CI A
A
DA

SS
Site: mlbiorganico.wixsite.com/ml-biorganico O CI A
A

Produtos registrados: Fertilizante


Produtos registrados: Condicionador de
para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Solo, Fertilizante Foliar, Fertilizante Orgânico
Fertilizante Organomineral.
Simples, Fertilizante Organomineral.

153
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

N
NITROBRAS INDÚSTRIA E COM. DE FERTILIZANTES LTDA

Tel.: (41) 3643.2080 UF: PR


Site: nitrobras.com.br
NATUFERTIL COMÉRCIO E PRODUÇÃO AGRÍCOLA LTDA
Produtos registrados: Fertilizante
Tel.: (88) 3423.2578 UF: CE para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Produtos registrados: Fertilizante Fertilizante para Hidroponia, Fertilizante
Orgânico Simples. Orgânico Simples.

NATURA IN VITA INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE INSUMOS NOBLE BRASIL S/A

Tel.: (11) 2954.2357 UF: SP Tel.: (11) 3566.8600 UF: SP

Produtos registrados: Condicionador Site: thisisnoble.com


de Solo. Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Simples, Fertilizante
NATURAL PLANT NUTRITION IND. COM. DE FERT. LTDA Organomineral.

Tel.: (54) 3471.1165 UF: RS


NORTOX S/A
Produtos registrados: Condicionador de
Solo, Fertilizante Orgânico Composto, Tel.: (43) 3274.8585 UF: PR
Fertilizante Orgânico Simples. Site: nortox.com.br
Produtos registrados: Fertilizante Foliar,
NATUS SOLOS DO BRASIL - EPP
Fertilizante Organomineral.
Tel.: (12) 3681.2919 UF: SP
Site: natussolos.com.br NOVATECH AGRO COMÉRCIAL LTDA
Produtos registrados: Condicionador
Tel.: (55) 3331.1769 UF: RS
de Solo.
Site: novatechagro.com.br
Produtos registrados: Fertilizante
NELL AGROQUIMICA LTDA Organomineral.
Tel.: (18) 3375.1095 UF: RS
NOVO HORIZ. IND. E COM DE INSU. AGRICOLAS LTDA
Produtos registrados: Fertilizante Foliar,
Fertilizante Organomineral, Fertilizante Tel.: (19) 3451.2822 UF: SP
via Semente. Site: nh.ind.br
Produtos registrados: Fertilizante
NETZSCH MOAGEM
Orgânico Simples, Fertilizante
Tel.: (47) 3387.7000 UF: SC
RES
MP A Organomineral.
E

DA

SS
Site: netzsch.com O CI A
A

Produtos registrados: Setorial


NPA - NÚCLEO DE PESQUISAS APLICADAS LTDA
Tel.: (16) 3202.9200 UF: SP
NITRO SOLO FERTILIZANTES ORGÂNICOS LTDA - ME Site: npa.ind.br
Tel.: (49) 3353.6090 UF: SC Produtos registrados: Fertilizante
Produtos registrados: Fertilizante Orgânico Simples, Fertilizante
Orgânico Simples. Organomineral.

154
2017

NPKS IND. E COMERCIALIZACAO DE FERTILIZANTES LTDA NUTRINS FERTILIZANTES LTDA

Tel.: (41) 3643.2153 UF: PR Tel.: (16) 3628.4144 UF: SP


Produtos registrados: Fertilizante Produtos registrados: Fertilizante Foliar,
Orgânico Misto, Fertilizante Fertilizante Organomineral, Fertilizante
Organomineral. via Semente, Fertilizante Mineral
Simples, Fertilizante Mineral Misto,
Micronutrientes.
NUCLEO IND. E COMÉRCIO DE FERTILIZANTES LTDA

Tel.: (65) 3326.1177 UF: MT


NUTRIORG FABRICAÇÃO DE ADUBOS
Site: nucleofertilizantes.com.br
Produtos registrados: Fertilizante Tel.: (35) 3295.7757 UF: MG
Orgânico Composto, Fertilizante Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Misto, Fertilizante Orgânico Orgânico Composto.
Simples, Fertilizante Organomineral.

NUTRIPLANT
NUTRA FERTILIZANTES LTDA RES
MP A
Tel.: (11) 4161.7600 UF: SP

DA
Tel.: (54) 3362.1123 UF: RS Site: nutriplant.com.br
SS
O CI A

A
Site: nutrafertilizantes.com.br Produtos registrados: Fertilizante Foliar,
Produtos registrados: Fertilizante Foliar, Fertilizante Organomineral.
Fertilizante via Semente.

NUTRISAFRA FERTILIZANTES LTDA


NUTRI FERT IND. E COM. DE FERTILIZANTES LTDA - ME
Tel.: (11) 3648.9100 UF: SP
Tel.: (47) 3622.5766 UF: SC
Site: nutrisafra.com.br
Site: fertiliza.ind.br
Produtos registrados: Fertilizante
Produtos registrados: Fertilizante Foliar, Orgânico Composto, Fertilizante
Fertilizante via Semente. Orgânico Misto, Fertilizante
Organomineral.
NUTRI FERTILIZANTES IND. COM. AGROP. LTDA

Tel.: (62) 3534.1110 UF: GO


Produtos registrados: Fertilizante
para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Fertilizante para Hidroponia, Fertilizante
Organomineral, Fertilizante via Semente.
O
OLMA INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ÓLEO
NUTRICELER
RES
Tel.: (71) 3106.5513 UF: BA
Tel.: (15) 3524.9494 UF: SP MP A
Site: olma.com.br
E

DA

SS
Site: nutriceler.com.br O CI A
A

Produtos registrados: Fertilizante


Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Simples.
Orgânico Misto, Fertilizante Orgânico
Simples, Fertilizante Organomineral.
OMEGA NUTRIÇÃO VEGETAL
NUTRINOVA
RES
RES
Tel.: (51) 3464.6030 UF: RS MP A
Tel.: (16) 3987.6678 UF: SP
E

MP A
DA

SS
Site: omegafertil.com.br
E

O CI A
A
DA

SS
Site: nutrinova.pt O CI A
A

Produtos registrados: Fertilizante Foliar,


Produtos registrados: Fertilizante Foliar.
Fertilizante para Hidroponia, Fertilizante
Organomineral, Fertilizante via Semente.

155
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

OMEX ORGANOMINAS IND. E COM. DE FERTILIZANTES LTDA


RES
Tel.: (19) 3414.2808 UF: SP MP A Tel.: (34) 3084.1243 UF: MG

DA
SS
Site: omex.com O CI A Produtos registrados: Fertilizante

A
Produtos registrados: Fertilizante Orgânico Composto.
Organomineral, Fertilizante Orgânico,
Fertilizante Foliar. ORGANO-NIPO-BRASIL ADUBOS LTDA

Tel.: (43) 3423.1388 UF: PR


OMNIA Site: organonipoadubos.com.br

Tel.: (19) 3554.1068 UF: SP


RES
MP A
Produtos registrados: Condicionador de
E

Solo, Fertilizante Orgânico Composto.


DA

SS
Site: omniabrasil.com.br O CI A
A

Produtos registrados: Matéria-Prima,


ORGANOSAFRA LTDA
Fertilizante Organomineral, Fertilizante
Mineral, Fertilizante para Fertirrigação, Tel.: (41) 3024.5529 UF: PR
Fertilizante via Semente, Fertilizante Site: organosafra.com.br
para Hidroponia, Fertilizante Foliar.
Produtos registrados: Condicionador de
Solo, Fertilizante Orgânico Composto.

OPHICINA ORGÂNICA INDÚSTRIA E COM FERT. LTDA ME


ORGANOSOLVI
Tel.: (11) 4411.9316 UF: SP RES
Tel.: (18) 3638.5050 UF: SP MP A
Site: ophicinaorganica.com.br

DA
SS
Site: organosolvi.com.br O CI A

A
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Composto, Fertilizante Produtos registrados: Condicionador de
Organomineral. Solo, Fertilizante Orgânico Composto,
Fertilizante Organomineral.

ORGA FERTILIZANTES ORGÂNICOS LTDA


ORGANOSUL INDÚSTRIA DE ADUBO ORGÂNICO LTDA
Tel.: (19) 3541.3940 UF: SP
Produtos registrados: Fertilizante Tel.: (55) 3332.1184 UF: RS
Orgânico Composto. Site: vidafertilizantes.com.br
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Composto.
ORGANICS BIOFERTILIZANTES IND. E COM. LTDA - EPP

Tel.: (62) 3247.3100 UF: GO ORGOLABS LABORATÓRIOS LTDA - EPP


Site: organicsbiofertilizantes.com.br
Tel.: (19) 3583.1986 UF: SP
Produtos registrados: Fertilizante
Site: orgolabsorganicos.com.br
Orgânico Composto, Fertilizante
Orgânico Simples, Fertilizante Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral. para Fertirrigação, Fertilizante
Foliar, Fertilizante Orgânico Simples,
Fertilizante Organomineral.
ORGANOESTE ARACRUZ IND E COM DE ADUBOS E FERT LTDA

Tel.: (27) 8111.3250 UF: ES ORO AGRI BRASIL


RES
Produtos registrados: Fertilizante Tel.: (43) 3278.2000 UF: PR MP A
E

Organomineral.
DA

SS
Site: oroagri.com O CI A
A

Produtos registrados: Fertilizante Foliar.

156
2017

OXIQUÍMICA AGROCIÊNCIA PHYTOHELP IND. E COM. DE FERTILIZ. E AGROQ. LTDA


RES
Tel.: (16) 3209.1313 UF: SP MP A Tel.: (67) 3391.1834 UF: MS

DA
SS
Site: oxiquimica.com.br O CI A Produtos registrados: Fertilizante Foliar.

A
Produtos registrados: Condicionador
de Solo e/ou Substrato, Fertilizante
Organomineral, Fertilizante Orgânico,
PIGMINAS FÁBRICA DE PIGMENTOS MG LTDA
Fertilizante Foliar.
Tel.: (31) 3712.1212 UF: MG
Site: pigminas.com.br
Produtos registrados: Fertilizante Foliar.

P PLANT DEFENDER
RES
Tel.: (19) 2114.2800 UF: SP MP A

E
PARANA HUMUS COMERCIO E EXPORTAÇAO LTDA

DA
SS
Site: plantdefender.com.br O CI A

A
Tel.: (41) 9949.9779 UF: PR Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral, Fertilizante Foliar.
Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral.

PLANTIVO
PAULIFERTIL INDÚSTRIA E COM. DE FERTILIZANTES LTDA RES
Tel.: (65) 3023.2731 UF: MT MP A

E
Tel.: (11) 4606.8090 UF: SP

DA
SS
Site: plantivo.com.br O CI A

A
Site: paulifertil.com.br Produtos registrados: Fertilizante
Produtos registrados: Fertilizante para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Orgânico Misto, Fertilizante Orgânico Fertilizante para Hidroponia, Fertilizante
Simples, Fertilizante Organomineral. Organomineral, Fertilizante via Semente.

PEGORARO HUMUS PARA AGRICULTURA LTDA - ME


POÇO VERDE MINERAÇÃO LTDA
Tel.: (45) 3225.2112 UF: PR
Tel.: (87) 3870.2142 UF: PE
Produtos registrados: Condicionador
Produtos registrados: Condicionador
de Solo.
de Solo.

PENERGETIC DO BRASIL POLAND QUÍMICA LTDA


RES
Tel.: (34) 3334.7500 UF: MG MP A
Tel.: (21) 2654.8488 UF: RJ
E

DA

SS
Site: penergetic.com.br O CI A
Produtos registrados: Fertilizante Foliar.
A

Produtos registrados: Condicionador de


Solo e/ou Substrato.

POLIFERTIL NUTRIÇÃO IMPORT. E EXPORT. LTDA - ME


PGG CHEMICAL
Tel.: (34) 3313.9357 UF: MG
RES
Tel.: (54) 3043.0400 UF: RS MP A
Site: polifertil.com.br
E

DA

SS
Site: pggchem.com O CI A
A

Produtos registrados: Fertilizante


Produtos registrados: Fertilizante para Fertirrigação, Fertilizante
Organomineral, Fertilizante Foliar, Foliar, Fertilizante para Hidroponia,
Matéria-Prima. Fertilizante Orgânico Misto, Fertilizante
Organomineral, Fertilizante via Semente.

157
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

PRECISION QUÍMICA PHOSFAZ

Tel.: (16) 3663.6599 UF: SP Tel.: (11) 3491.5345 UF: PA


Site: precisionquimica.com.br Site: www.phosfaz.com.br
Produtos registrados: Matéria-Prima, Produtos registrados: Fertilizante Mineral.
Fertilizante Organomineral, Fertilizante
Mineral, Fertilizante via Semente,
Fertilizante Foliar.
PULVERIZA IND. E COM. DE FERTILIZANTES LTDA

Tel.: (31) 3873.1643 UF: MG


PRODUQUÍMICA
RES
Produtos registrados: Fertilizante Foliar.
Tel.: (11) 3016.9600 UF: MG MP A
E

DA

SS
Site: produquimica.com.br O CI A
A

Q
Produtos registrados: Condicionador de
Solo, Fertilizante Orgânico, Fertilizante
Organomineral, Fertilizante para
Fertirrigação, Fertilizante via Semente,
Fertilizante Mineral, Fertilizante Foliar, QUÍMICA DINIZ INDÚSTRIA E COMÉRCIO
Matéria-Prima, Micronutriente.
Tel.: (44) 3266.2272 UF: PR
Produtos registrados: Fertilizante Foliar.
PRODUZA IND. E COM. DE FERTILIZANTES LTDA - EPP

Tel.: (55) 3313.4182 UF: RS


QUÍMICA NOVA BRASIL LTDA
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Composto, Fertilizante Tel.: (47) 3344.0990 UF: SC
Orgânico Misto, Fertilizante Orgânico Produtos registrados: Fertilizante
Simples. Organomineral.

PROJEBIO IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO QUINABRA QUÍMICA NATURAL

Tel.: (67) 3285.1181 UF: MS Tel.: (12) 3876.0400 UF: SP


Site: qualyquim.com.br Site: quinabra.com.br
Produtos registrados: Fertilizante Produtos registrados: Fertilizante Foliar,
Orgânico Simples, Fertilizante Fertilizante Organomineral.
Organomineral.

PROVADO - FERTILIZANTES ORGÂNICOS LTDA

Tel.: (27) 3762.4200 UF: ES


R
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Composto.
RADDI INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ADUBOS

Tel.: (19) 3608.1902 UF: SP


Produtos registrados: Fertilizante
PROVERDE FERTILIZANTES IND. E COM. LTDA - ME Orgânico Composto.

Tel.: (19) 3806.9104 UF: SP


Site: proverde.agr.br
Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral.

158
2017

RAFAEL NETTO M. GARCIA - ME RHAL IND. E COM. DE PROD. AGROPECUARIOS LTDA - ME

Tel.: (11) 4411.0118 UF: SP Tel.: (48) 3478.5876 UF: SC


Site: agrobiologica.com.br Site: rhal.com.br
Produtos registrados: Fertilizante Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Composto, Fertilizante Orgânico Simples, Fertilizante
Orgânico Misto, Fertilizante Organomineral.
Organomineral.

RIGRANTEC
RAIZEN ARARAQUARA AÇUCAR E ALCOOL LTDA
RES
Tel.: (51) 3341.3225 UF: RS MP A
Tel.: (16) 3301.4500 UF: SP

DA
SS
Site: rigrantec.com.br O CI A

A
Site: raizen.com.br
Produtos registrados: Fertilizante
Produtos registrados: Fertilizante
para Fertirrigação, Fertilizante
Orgânico Simples.
Foliar, Fertilizante para Hidroponia,
Fertilizante Orgânico Misto, Fertilizante
Organomineral, Fertilizante via Semente.
RAIZEN ENERGIA S/A

Tel.: (11) 2344.6200 UF: SP


Site: raizen.com.br RIOFERT FERTILIZANTES LTDA

Produtos registrados: Fertilizante Tel.: (19) 3896.3321 UF: SP


Orgânico Simples. Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Misto, Fertilizante Orgânico
RANKING ADUBO FOLIAR LTDA Simples, Fertilizante Organomineral.

Tel.: (66) 3421.1508 UF: MT


Site: rankingadubofoliar.com.br
RODA DʼAGUA LTDA
Produtos registrados: Fertilizante
para Fertirrigação, Fertilizante Foliar, Tel.: (31) 3537.3233 UF: MG
Fertilizante para Hidroponia, Fertilizante Site: rodadagua.com.br
via Semente.
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Composto.
RC ORGANIFOL PROD.ORG. E RECOND. DE SOLO LTDA

Tel.: (15) 3251.9353 UF: SP RSA INDÚSTRIA DE INSUMOS


Produtos registrados: Condicionador
Tel.: (11) 3834.9910 UF: SP
de Solo.
Site: rsa.ind.br
Produtos registrados: Fertilizante
REDI FERTILIZANTES Foliar, Fertilizante Orgânico Composto,
Tel.: (43) 3398.1719 UF: PR Fertilizante Orgânico Simples,
Fertilizante Organomineral, Fertilizante
Site: rediagro.com.br
via Semente.
Produtos registrados: Condicionador
de Solo, Fertilizante Foliar, Fertilizante
Orgânico Misto, Fertilizante Orgânico
Simples, Fertilizante Organomineral.

159
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

S
SELL INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE PRODUTOS

Tel.: (66) 3422.8723 UF: MT


Site: sellagro.com.br
SAFARI INDUSTRIA E COM. DE FERTILIZANTES LTDA EPP
Produtos registrados: Fertilizante Foliar.
Tel.: (16) 3253.3952 UF: SP
Site: safarifertilizantes.com.br SENDAPRO INDÚSTRIA E COMÉRCIO
Produtos registrados: Fertilizante
Tel.: (43) 3055.2040 UF: PR
Organomineral.
Site: sellagro.com.br

SALMIX INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA Produtos registrados: Fertilizante


Orgânico Simples.
Tel.: (15) 3299.9234 UF: SP
Produtos registrados: Fertilizante
para Fertirrigação, Fertilizante Foliar, SERQUIMICA IND. E COM.IMP.EXP. DE PROD. QUIM. LTDA
Fertilizante para Hidroponia, Fertilizante Tel.: (16) 2105.8222 UF: SP
via Semente.
Site: serquimica.com.br
Produtos registrados: Fertilizante Foliar.
SAMO FERTILIZANTES LTDA

Tel.: (51) 3631.3010 UF: RS


SHEMITON DO BRASIL INDÚSTRIA LTDA
Site: samofertilizantes.com.br
Produtos registrados: Fertilizante Foliar. Tel.: (16) 3203.5336 UF: SP
Site: shemiton.com.br

SANTA CLARA AGROCIÊNCIA INDUSTRIAL Produtos registrados: Fertilizante


Orgânico Simples, Fertilizante
Tel.: (16) 3620.3320 UF: SP Organomineral.
Site: santaclaraagro.com.br
Produtos registrados: Fertilizante SHIMIZU AGRO & QUÍMICA DO BRASIL LTDA
Organomineral.
Tel.: (61) 3631.7713 UF: GO
Site: shimizufertilizantes.com.br

SÃO LUCAS CENTRAL DE INSUMOS Produtos registrados: Fertilizante


para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Tel.: (61) 3434.2221 UF: DF Fertilizante Organomineral, Fertilizante
Produtos registrados: Fertilizante via Semente.
Orgânico Composto.

SINERGIA AGRO
RES
Tel.: (19) 3892.8534 UF: SP MP A
SATIS
E

DA

SS
Site: sinergia-agro.com.br O CI A
A

Tel.: (34) 3661.7089 UF: MG


Produtos registrados: Fertilizante
Site: satis.ind.br Orgânico Misto, Fertilizante Orgânico
Produtos registrados: Fertilizante Simples, Fertilizante Organomineral.
para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Fertilizante Organomineral, Fertilizante
SIQUEIRA MINERAÇÃO LTDA
via Semente.
Tel.: (87) 3881.1151 UF: PE
Sitte: siqueiramineracao.com.br
Produtos registrados: Condicionador
de Solo.

160
2017

SOHUMUS COMERCIAL LTDA ME SOLOS INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE FERTILIZANTES

Te.: (84) 3737.8973 UF: RN Tel.: (67) 3442.1822 UF: MS


Produtos registrados: Fertilizante Site: solosfertilizantes.com.br
Orgânico Composto. Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Simples, Fertilizante
SOLEFERT INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA Organomineral.

Tel.: (15) 3226.2834 UF: SP


Site: solefert.com.br SOLUÇÕES AMBIENTAIS ÁGUAS
Produtos registrados: Fertilizante
Tel.: (21) 2729.9247 UF: RJ
Organomineral.
Site: solosfertilizantes.com.br

SOLFERTI Produtos registrados: Fertilizante


RES
Orgânico Composto.
Tel.: (54) 3283.8700 UF: RS MP A
E

DA

SS
Site: solferti.com.br O CI A
A

SOLUÇÃO AGRÍCOLA INDÚSTRIA E COM. DE FERT. LTDA


Produtos registrados: Fertilizante
para Fertirrigação, Fertilizante Foliar, Tel.: (61) 9974.8636 UF: DF
Fertilizante Organomineral, Fertilizante Produtos registrados: Fertilizante
via Semente. Orgânico Composto.

SOLO FORTE INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE INSUMOS SOLUTECH-SOLUÇÕES TECNOL. PARA AGR. E PEC. LTDA
Tel.: (46) 3526.2258 UF: PR Tel.: (67) 3355.0210 UF: MS
Site: soloforteinsumos-com-br Produtos registrados: Fertilizante via
Produtos registrados: Fertilizante Semente.
Orgânico Simples.

SR TRATAMENTOS DE RESÍDUOS INDUSTRIAIS LTDA


SOLO RICO AGROCIÊNCIAS INDÚSTRIA E COMÉRCIO
Tel.: (35) 3826.8550 UF: MG
Tel.: (17) 3231.6000 UF: SP
Site: srtratamentos.com.br
Site: solorico.net.br
Produtos registrados: Condicionador
Produtos registrados: Condicionador de
de Solo.
Solo, Fertilizante Organomineral.

STEFANI FERTILIZANTES
SOLO VIVO IND. E COMERCIO DE FERTILIZANTES LTDA
RES
Tel.: (62) 3532.4600 UF: GO MP A
E

Te.: (41) 3614.3000 UF: PR


DA

SS
Site: stefani.net.br O CI A
A

Site: solovivo.com.br
Produtos registrados: Fertilizante Foliar.
Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral.
STOLLER DO BRASIL
RES
SOLOHUMICS FABRICAÇÃO Tel.: (19) 3707.1200 UF: SP MP A
E

DA

SS
Site: stoller.com.br O CI A
A

Tel.: (73) 2011.8045 UF: BA


Produtos registrados: Fertilizante
Site: solosfertilizantes.com.br
para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Produtos registrados: Fertilizante Fertilizante via Semente.
Organomineral.

161
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

T
SUBRAS SUBSTRATOS DO BRASIL LTDA
TACTO BIOTECNOLOGIA
Tel.: (43) 3557.1501 UF: PR
Tel.: (11) 2188.2143 UF: SP
Site: subras.com.br
Site: tactobiotec.ind.br
Produtos registrados: Substrato para
Produtos registrados: Fertilizante
Plantas.
Organomineral.

SUCOCÍTRICO CUTRALE LTDA

Tel.: (19) 3546.1396 UF: SP


TAGMA BRASIL
RES
Site: cutrale.com.br Tel.: (19) 3874.7000 UF: SP MP A

DA
SS
Produtos registrados: Fertilizante Site: tagma.com.br O CI A

A
Orgânico Composto. Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral, Fertilizante Orgânico,
SUL SOLO ADUBOS LTDA Fertilizante Foliar.
Tel.: (51) 3750.1131 UF: RS
TRADECORP
Produtos registrados: Fertilizante
RES
Orgânico Composto. Tel.: (19) 3709.3400 UF: SP MP A

DA
SS
Site: tradecorpbrasil.com.br O CI A

A
SULBORO INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE PRODUTOS Produtos registrados: Condicionador
Tel.: (51) 3019.0895 UF: RS de Solo e/ou Substrato, Fertilizante
Organomineral, Fertilizante Orgânico,
Site: sulboro.com.br
Fertilizante Foliar.
Produtos registrados: Fertilizante Foliar.

SULGESSO INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA TEC CONTROL IND. E COM. PROD. PARA AGROP LTDA

Tel.: (48) 3255.0550 UF: SC Site: teccontrol.com.br

Site: sulgesso.com Produtos registrados: Fertilizante Foliar.

Produtos registrados: Condicionador


de Solo. TECHNES AGRÍCOLA LTDA

Tel.: (11) 3643.5422 UF: SP


SULMAX INDUSTRIAL AGRÍCOLA LTDA
Site: technes.com.br
Tel.: (51) 9982.6612 UF: RS
Produtos registrados: Condicionador
Site: proverdefoliar.com de Solo, Fertilizante para Fertirrigação,
Produtos registrados: Fertilizante Foliar, Fertilizante Foliar, Fertilizante
Fertilizante via Semente. Organomineral, Substrato para Plantas.

SULPHURTEC
TECNO NUTRIÇÃO
Tel.: (16) 2132.2000 UF: SP RES
Tel.: (64) 3050.3275 UF: GO MP A
Site: sulphurtec.com.br
E

DA

SS
Site: tecnonutricao.com.br O CI A
A

Produtos registrados: Fertilizante


Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral.
Organomineral, Fertilizante Foliar,
Matéria-Prima.

SYNGENTA
RES
Tel.: (11) 5643.3944 UF: SP MP A
E

DA

SS
Site: syngenta.com O CI A
A

Produtos registrados: Fertilizante


Orgânico.

162
2017

TECNUTRI DO BRASIL TESSENDERLO KERLEY


RES
Tel.: (15) 3282.3444 UF: SP MP A Tel.: (11) 97524.9096 UF: MG
RES
MP A

E
DA

DA
SS
Site: forthjardim.com.br O CI A Site: tkinet.com
SS

A
O CI A

A
Produtos registrados: Condicionador Produtos registrados: Condicionador de
de Solo, Fertilizante Organomineral, Solo e/ou Substrato, Fertilizante Foliar.
Fertilizante Foliar.
TFERTIL FERTILIZANTES LTDA
TERA AMBIENTAL Tel.: (61) 9617.2401 UF: GO

Tel.: (11) 3963.6500 UF: SP


RES
MP A Produtos registrados: Fertilizante
E

SS DA Organomineral.
Site: teraambiental.com.br O CI A
A

Produtos registrados: Fertilizante


Orgânico Composto, Fertilizante TIMAC AGRO
Organomineral. Tel.: (51) 3382.8700 UF: RS
RES
MP A

DA
SS
Site: timacagro.com.br O CI A

A
TERRA DE CULTIVO Produtos registrados: Fertilizante
para Fertirrigação, Fertilizante
RES
Tel.: (35) 3295.0300 UF: MG MP A
Foliar, Fertilizante para Hidroponia,
E

DA

SS
Site: terradecultivo.com.br O CI A Fertilizante Orgânico Misto, Fertilizante
A

Produtos registrados: Fertilizante Organomineral, Fertilizante via Semente.


Orgânico Composto, Fertilizante
Organomineral. TQA INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA

Tel.: (11) 4034.1210 UF: SP


TERRA DO PARAÍSO LTDA
Produtos registrados: Fertilizante
Tel.: (19) 3802.1145 UF: SP para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Site: terradoparaiso.com.br Fertilizante para Hidroponia.

Produtos registrados: Substrato para


Plantas.
TRANSLUREAN TRANSPORTE LTDA
TERRA FORTE INDÚSTRIA E COMÉRCIO Tel.: (42) 3231.1229 UF: PR
Tel.: (18) 3641.1867 UF: SP Produtos registrados: Fertilizante
Produtos registrados: Fertilizante Orgânico Composto.
Organomineral.

TERRA MATER INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA TRIQUIMICA OLIMPIA

Tel.: (11) 4177.2591 UF: SP Tel.: (17) 3281.4943 UF: SP

Site: terramaterbrasil.com Produtos registrados: Fertilizante


Organomineral.
Produtos registrados: Condicionador de
Solo, Substrato para Plantas.
TROPICAL TECNICA AGRÍCOLA LTDA

TERRAPLANT INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA ME Tel.: (11) 3832.3590 UF: SP


Produtos registrados: Fertilizante Foliar.
Tel.: (49) 3329.7768 UF: SC
Site: terraplant.com.br
Produtos registrados: Condicionador
de Solo, Fertilizante Orgânico Simples,
Fertilizante Organomineral.

163
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

TSUZUKI FERTILIZANTES LTDA UNIVAR


RES
Tel.: (14) 3478.1374 UF: SP Tel.: (11) 3602.7222 UF: SP MP A

DA
SS
Site: univar.com/brazil O CI A

A
Produtos registrados: Condicionador de
Solo, Fertilizante Orgânico Composto, Produtos registrados: Matéria-Prima.
Fertilizante Orgânico Simples,
Fertilizante Organomineral.

UPL

U
RES
Tel.: (19) 3794.5600 UF: SP MP A

DA
SS
Site: uplcropnutrition.com.br O CI A

A
Produtos registrados: Fertilizante Foliar.
UBY AGROQUÍMICA
RES
URIMAMA MINERAÇÃO, IND., COM. E SERVIÇOS LTDA
Tel.: (34) 3319.9500 UF: MG MP A
E

Tel.: (87) 3863.2853 UF: PE


DA

SS
Site: ubyfol.com.br O CI A
A

Produtos registrados: Fertilizante Produtos registrados: Condicionador


para Fertirrigação, Fertilizante Foliar, de Solo.
Fertilizante para Hidroponia, Fertilizante
Organomineral, Fertilizante via Semente.
USINA AÇUCAREIRA SÃO MANUEL S/A

UNIÃO IND. E COM. DE INSUMOS AGRÍCOLAS LTDA EPP Tel.: (14) 3812.1100 UF: SP
Site: saomanoel.com.br
Tel.: (15) 3344.2727 UF: SP
Produtos registrados: Fertilizante
Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral.
Orgânico Composto, Fertilizante
Organomineral.
USINA RIO PARDO S/A
UNIÃO QUÍMICA PAULISTA TANATEX S/A Tel.: (14) 3711.1010 UF: SP
Tel.: (11) 3711.7777 UF: SP Site: usinariopardo.com.br
Site: uqp.com.br Produtos registrados: Fertilizante
Produtos registrados: Fertilizante Orgânico Simples.
Organomineral.

UNIÃO TIETE INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA

Tel.: (15) 3285.2244


Site: polifol.com.br
UF: SP
V
Produtos registrados: Fertilizante
para Fertirrigação, Fertilizante
VALAGRO
Organomineral. Tel.: (11) 5054.4222 UF: SP
RES
MP A
E

DA

SS
Site: valagro.com.br O CI A
A

UNION CHEMICAL Produtos registrados: Fertilizante Foliar e


Condicionador de Solo.
Tel.: (43) 3323.3350 UF: SP
Site: unionchemical.com.br
VALE FERTILIZANTES S/A
Produtos registrados: Matéria-Prima.
Tel.: (11) 2177.6000 UF: SP
Site: valefertilizantes.com
Produtos registrados: Condicionador
de Solo.
164
2017

VALERIA CRISTINA MONTEIRO BIRUEL - ME VIGNA BRASIL


RES
Tel.: (16) 3336.4278 UF: SP Tel.: (11) 3124.4455 UF: SP MP A

DA
SS
Produtos registrados: Fertilizante Site: vignabrasil.com.br O CI A

A
Orgânico Simples. Produtos registrados: Setorial.
grupo
Vigna Brasil
®

VALORIZA
RES
Tel.: (34) 3818.4000 UF: MG MP A

E
VIGOR AGRÍCOLA DO BRASIL IND. E COM. DE FERT LTDA

DA
SS
Site: valoriza.net A O CI A

Produtos registrados: Fertilizante Tel.: (17) 3572.2175 UF: SP


Orgânico Composto, Fertilizante Produtos registrados: Fertilizante Foliar,
Organomineral. Fertilizante Organomineral.

VANZELLA IND. E COMÉRCIO DE FERTILIZANTES LTDA VISAFERTIL


RES
Tel.: (46) 3533.1473 UF: PR Tel.: (19) 3806.4419 UF: SP MP A

DA
SS
Site: visafertil.com.br O CI A

A
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Simples, Fertilizante Produtos registrados: Condicionador de
Organomineral. Solo, Fertilizante Orgânico Composto.

VITORIA FERTILIZANTES LTDA


VECTORCONTROL IND. E COM. PRODS. AGROPEC. LTDA Tel.: (34) 3823.4211 UF: SP
Tel.: (19) 3826.2475 UF: SP Site: vitoriafertilizantes.com.br
Site: vectorcontrol.agr.br Produtos registrados: Fertilizante
Produtos registrados: Fertilizante Orgânico Composto, Fertilizante
Organomineral. Organomineral.

VERTGESSO MINERAÇÃO LTDA VOTORANTIM CIMENTOS N/NE SA

Tel.: (81) 99696.0060 UF: PE UF: PE

Site: vertgesso.com.br Site: vcimentos.com.br

Produtos registrados: Condicionador Produtos registrados: Condicionador


de Solo. de Solo.

VIDA PRODUTOS E SERVIÇOS EM DES. ECOLÓGICO LTDA

Tel.: (51) 3328.8060


Site: vida-e.com.br
UF: RS
W
Produtos registrados: Condicionador de
Solo, Fertilizante Orgânico Composto, WACKER QUÍMICA
Fertilizante Orgânico Simples, Substrato Tel.: (11) 4789.8300 UF: SP
para Plantas.
Site: wacker.com
Produtos registrados: Matéra-Prima.
VIDA VERDE IND.E COM. DE INSUMOS ORGÂNICOS LTDA

Tel.: (19) 3022.5500 UF: SP


Site: vidaverde.agr.br
Produtos registrados: Condicionador de
Solo, Substrato para Plantas.
165
ANUÁRIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA EM NUTRIÇÃO VEGETAL

WEST GARDEN INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA

Tel.: (11) 3992.3992 UF: SP


Site: westgarden.com.br
Produtos registrados: Fertilizante
Orgânico Misto, Fertilizante Orgânico
Simples, Fertilizante Organomineral.

WISER
RES
Tel.: (11) 4044.4300 UF: SP MP A
E

DA

SS
Site: agrowiser.com.br O CI A
A

Produtos registrados: Fertilizante


Organomineral, Fertilizante Foliar.

Y
YARA BRASIL
RES
MP A
Tel.: (51) 3230.1300 UF: RS
E

DA

SS
Site: yarabrasil.com.br O CI A
A

Produtos registrados: Fertilizante


para Fertirrigação, Fertilizante Foliar,
Fertilizante Organomineral.

Z
ZAP FERTILIZANTES LTDA - ME

Tel.: (44) 3040.8788 UF: PR


Site: zapfertilizantes.com.br
Produtos registrados: Fertilizante
Organomineral.

166
• INCASA • ILSA • MILLIKEN • PRECISION QUÍMICA • SATIS • UNION • UNIVAR • VIGNA • WACKER • AGRICHEM • AGROC
BIOSOJA • OMNIA • AGROMETRIKA • ALLTECH • BIOCROSS • BRASILMINAS • EPA • FORTGREEN • IBAR • INCASA 2017 •I
MILLIKEN • PRECISION QUÍMICA • SATIS • UNION • UNIVAR • VIGNA • WACKER • AGRICHEM • AGROCETE • BIOSOJA • OM
AGROMETRIKA • ALLTECH • BIOCROSS • BRASILMINAS • EPA • FORTGREEN • IBAR • INCASA • ILSA • MILLIKEN • PREC
QUÍMICA • SATIS • UNION • UNIVAR • VIGNA • WACKER • AGRICHEM • AGROCETE • BIOSOJA • OMNIA • AGROMETR
ALLTECH • BIOCROSS • BRASILMINAS • EPA • FORTGREEN • IBAR • INCASA • ILSA • MILLIKEN • PRECISION QUÍMICA • SA
UNION • UNIVAR • VIGNA • WACKER • AGRICHEM • AGROCETE • BIOSOJA • OMNIA • AGROMETRIKA • ALLTECH • BIOCR
BRASILMINAS • EPA • FORTGREEN • IBAR • INCASA • ILSA • MILLIKEN • PRECISION QUÍMICA • SATIS • UNION • UNIVAR • V
• WACKER • AGRICHEM • AGROCETE • BIOSOJA • OMNIA • AGROMETRIKA • ALLTECH • BIOCROSS • BRASILMINAS •
FORTGREEN • IBAR • INCASA • ILSA • MILLIKEN • PRECISION QUÍMICA • SATIS • UNION • UNIVAR • VIGNA • WACKER • AGRIC
• AGROCETE • BIOSOJA • OMNIA • AGROMETRIKA • ALLTECH • BIOCROSS • BRASILMINAS • EPA • FORTGREEN • IBAR • IN
• ILSA • MILLIKEN • PRECISION QUÍMICA • SATIS • UNION • UNIVAR • VIGNA • WACKER • AGRICHEM • AGROCETE • BIOS
OMNIA • AGROMETRIKA • ALLTECH • BIOCROSS • BRASILMINAS • EPA • FORTGREEN • IBAR • INCASA • ILSA • MILLIK
PRECISION QUÍMICA • SATIS • UNION • UNIVAR • VIGNA • WACKER • AGRICHEM • AGROCETE • BIOSOJA • OMN
AGROMETRIKA • ALLTECH • BIOCROSS • BRASILMINAS • EPA • FORTGREEN • IBAR • INCASA • ILSA • MILLIKEN • PREC
QUÍMICA • SATIS • UNION • UNIVAR • VIGNA • WACKER • AGRICHEM • AGROCETE • BIOSOJA • OMNIA • AGROMETR
ALLTECH • BIOCROSS • BRASILMINAS • EPA • FORTGREEN • IBAR • INCASA • ILSA • MILLIKEN • PRECISION QUÍMICA • SA
UNION • UNIVAR • VIGNA • WACKER • AGRICHEM • AGROCETE • BIOSOJA • OMNIA • AGROMETRIKA • ALLTECH • BIOCR
BRASILMINAS • EPA • FORTGREEN • IBAR • INCASA • ILSA • MILLIKEN • PRECISION QUÍMICA • SATIS • UNION • UNIVAR • V
• WACKER • AGRICHEM • AGROCETE • BIOSOJA • OMNIA • AGROMETRIKA • ALLTECH • BIOCROSS • BRASILMINAS •
FORTGREEN • IBAR • INCASA • ILSA • MILLIKEN • PRECISION QUÍMICA • SATIS • UNION • UNIVAR • VIGNA • WACKER • AGRIC
• AGROCETE • BIOSOJA • OMNIA • AGROMETRIKA • ALLTECH • BIOCROSS • BRASILMINAS • EPA • FORTGREEN • IBAR • IN
• ILSA • MILLIKEN • PRECISION QUÍMICA • SATIS • UNION • UNIVAR • VIGNA • WACKER • AGRICHEM • AGROCETE • BIOS
OMNIA • AGROMETRIKA • ALLTECH • BIOCROSS • BRASILMINAS • EPA • FORTGREEN • IBAR • INCASA • ILSA • MILLIK
PRECISION QUÍMICA • SATIS • UNION • UNIVAR • VIGNA • WACKER • AGRICHEM • AGROCETE • BIOSOJA • OMN
AGROMETRIKA • ALLTECH • BIOCROSS • BRASILMINAS • EPA • FORTGREEN • IBAR • INCASA • ILSA • MILLIKEN • PREC
QUÍMICA • SATIS • UNION • UNIVAR • VIGNA • WACKER • AGRICHEM • AGROCETE • BIOSOJA • OMNIA • AGROMETR
ALLTECH • BIOCROSS • BRASILMINAS • EPA • FORTGREEN • IBAR • INCASA • ILSA • MILLIKEN • PRECISION QUÍMICA • SA
UNION • UNIVAR • VIGNA • WACKER • AGRICHEM • AGROCETE • BIOSOJA • OMNIA • AGROMETRIKA • ALLTECH • BIOCR
BRASILMINAS • EPA • FORTGREEN • IBAR • INCASA • ILSA • MILLIKEN • PRECISION QUÍMICA • SATIS • UNION • UNIVAR • V
• WACKER • AGRICHEM • AGROCETE • BIOSOJA • OMNIA • AGROMETRIKA • ALLTECH • BIOCROSS • BRASILMINAS •
FORTGREEN • IBAR • INCASA • ILSA • MILLIKEN • PRECISION QUÍMICA • SATIS • UNION • UNIVAR • VIGNA • WACKER • AGRIC
• AGROCETE • BIOSOJA • OMNIA • AGROMETRIKA • ALLTECH • BIOCROSS • BRASILMINAS • EPA • FORTGREEN • IBAR • IN
• ILSA • MILLIKEN • PRECISION QUÍMICA • SATIS • UNION • UNIVAR • VIGNA • WACKER • AGRICHEM • AGROCETE • BIOS
OMNIA • AGROMETRIKA • ALLTECH • BIOCROSS • BRASILMINAS • EPA • FORTGREEN • IBAR • INCASA • ILSA • MILLIK
PRECISION QUÍMICA • SATIS • UNION • UNIVAR • VIGNA • WACKER • AGRICHEM • AGROCETE • BIOSOJA • OMN
AGROMETRIKA • ALLTECH • BIOCROSS • BRASILMINAS • EPA • FORTGREEN • IBAR • INCASA • ILSA • MILLIKEN • PRECI
QUÍMICA • SATIS • UNION • UNIVAR • VIGNA • WACKER •
Av. Paulista, 726 – Ed. Palácio 5ª Avenida - Conjunto 1307,
Bela Vista | CEP: 01.310-910 | São Paulo/SP
abisolo@abisolo.com.br
www.abisolo.com.br