Você está na página 1de 4

ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR NELSON DE SENA

DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA


NOME: __________________________________________________ Nº: ___ TURMA: ______
NOME: ___________________________________________________ Nº: ___ _
DATA: ___ / ___ / 16 PROF: ___________________________ NOTA:

Projeto Institucional – Diversidade, Inclusão e Mundo do Trabalho. – Eu Faço Parte!

AVALIAÇÃO SOBRE O LIVRO LITERÁRIO VIDAS SECAS (GRACILIANO RAMOS)

1. (UFLA) Sobre a obra Vidas Secas, de Graciliano


Ramos, todas as alternativas estão corretas, 2. Quanto à estrutura da narrativa, assinale V para
EXCETO: as alternativas verdadeiras e F para as falsas.
( ) A narrativa se passa no litoral nordestino.
a) O romance focaliza uma família de retirantes, que ( )Há uma evidente zoomorfização dos personagens.
vive numa espécie de mudez introspectiva, em ( ) Prosa em 1ª pessoa, narrador-personagem: Fabiano.
precárias condições físicas e num degradante estado ( ) O que predomina na narrativa é o discurso indireto
de condição humana. livre.
b) O relato dos fatos e a análise psicológica dos ( ) A ação ocorre entre dois períodos de estiagem
personagens articulam-se com grande coesão ao longo (primeiro e último capítulo).
da obra, colocando o narrador como decifrador dos
comportamentos animalescos dos personagens. 3. "Baleia queria dormir. Acordaria feliz, num
c) O ambiente seco e retorcido da caatinga é como um mundo cheio de preás". Como se dá a morte da
personagem presente em todos os momentos, agindo cachorra de estimação?
de forma contínua sobre os seres vivos. a) Ela toma banho em pet shop pela primeira vez na
d) A narrativa faz-se em capítulos curtos, quase vida e se intoxica com a espuma do xampu importado
totalmente independentes e sem ligação cronológica e b) Baleia está doente, o dono tenta apressar a morte
o narrador é incisivo, direto, coerente com a realidade mas erra o tiro de espingarda; o bicho sangra e
que fixou. agoniza, 'os queixos desgovernados', delirando com as
e) O narrador preocupa-se exclusivamente com a cabras que precisam ser vigiadas
tragédia natural (a seca) e a descrição do espaço não é c) A cachorra se perde da família numa festa e é
minuciosa; pelo contrário, revela o espírito de síntese esmagada pela multidão que sai da igreja
do autor. d) Morre de sede e fome, como os retirantes do sertão.
4. No primeiro capítulo, denominado “Mudança”, Fabiano chega a considerar a hipótese de
abandonar o filho à própria sorte, mas desistiu de levar à frente essa ideia.
a) “O pirralho não se mexeu. Fabiano desejou matá-lo.” Esse desejo do vaqueiro não se concretizou.
Por quê? Isso tem alguma relação com os urubus e as ossadas? Explique.
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
____________
b) Que decisão Fabiano tomou? Sua mulher aprovou-a? Em que passagem do capítulo você se apoiou
para dar sua resposta?
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
____________

5. “Tinha o coração grosso.” Explique o significado desta oração, relacionando-a às


características de Fabiano.
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
____________

6. (UNICAMP 1998) Em Vidas Secas, após ter vencido as dificuldades, postas no início da
narrativa, Fabiano afirma: “Fabiano, você é um homem...”. Corrige-se logo depois: “Você é um
bicho, Fabiano”. Em seguida, encontrando-se com a cadelinha, diz: “Você é um bicho, Baleia”.
Ao chamar a si mesmo e a Baleia de “bicho”, Fabiano estabelece uma identificação com ela. Na
leitura de Vidas Secas, podem-se perceber vários motivos para essa identificação. Cite dois desses
motivos.
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
____________

7. (UNICAMP 2008) Leia o seguinte trecho do capítulo “Contas”, de Vidas Secas.


“Tinha a obrigação de trabalhar para os outros, naturalmente, conhecia do seu lugar. Bem. Nascera com
esse destino, ninguém tinha culpa de ele haver nascido com um destino ruim. Que fazer? Podia mudar a
sorte? Se lhe dissessem que era possível melhorar de situação, espantar-se-ia. (...) Era a sina. O pai
vivera assim, o avô também. E para trás não existia família. Cortar mandacaru, ensebar látegos – aquilo
estava no sangue. Conformava-se, não pretendia mais nada. Se lhe dessem o que era dele, estava certo.
Não davam. Era um desgraçado, era como um cachorro, só recebia ossos. Por que seria que os homens
ricos ainda lhe tomavam uma parte dos ossos? Fazia até nojo pessoas importantes se ocuparem com
semelhantes porcarias.”
Que visão Fabiano tem de sua própria condição? Justifique.
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
____________

8. (FUVEST 2009) Leia a afirmação a seguir e responda: “A dureza do clima, que se manifesta
principalmente nas grandes secas periódicas, explica todas as aflições de Fabiano, ao longo da narrativa
de Vidas secas, de Graciliano Ramos.”
Você concorda com essa afirmação? Justifique sucintamente sua resposta.
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
____________

9. A partir da leitura do livro, dê pelo menos três características de cada personagem:


a)
Fabiano____________________________________________________________________________
__
b) Sinhá Vitória
_________________________________________________________________________
c) O menino mais
novo____________________________________________________________________
d) O menino mais
velho___________________________________________________________________
e)
Baleia_____________________________________________________________________________
___

10. Explique o nome dado à cachorra Baleia e narre, com suas próprias palavras, como foi a
morte do animal. (NÃO COPIE DO TEXTO)
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
____________

11. Qual o capítulo do livro você mais gostou? Resuma-o e explique por quê.
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
____________

12. Diante do contexto apresentado em “Vidas Secas” percebe-se que um número considerável de
brasileiros são forçados a deixar sua terra natal, em busca de uma vida melhor. Nesse caso, o que
você considera viável para evitar o êxodo forçado?
Responda esta pergunta, criando um texto dissertativo-argumentativo, em 3ª pessoa, observando
a ortografia, a acentuação e a pontuação. O texto deve ter no mínimo 5 linhas.
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
____________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
____________
___________________________________________________________________________________
____
Respostas:

1–e
2 - F/ V/ F/ V/ V
3–b
4 – a)
b)
5–
6 - Fabiano chega a afirmar que se sente resistente como um bicho, por sobreviver à seca, do
mesmo modo que Baleia; ele também tem enorme dificuldade para se expressar, fazendo-o por meio de
gestos e de sons guturais como “Hum!”, “An!”, o que poderia ser comparados aos latidosde Baleia.
Fabiano também tem dificuldades para elaborar idéias mais complexas; quase sempre fica confuso, o
que pode se relacionar à irracionalidade de Baleia.
7 - Trata-se de uma visão extremamente alienada e conformista (“Conformava-se, não pretendia mais
nada”, diz ele), justificada, inclusive, por uma lógica determinista. Fabiano aceita a exploração e a
condição social miserável em que vive como se fossem naturais, produtos de uma sina (“Nascera com
esse destino, ninguém tinha culpa de ele haver nascido com um destino ruim. Que fazer? Podia mudar a
sorte? [...] Era a sina.”), ou mesmo de uma herança genética, pois, segundo ele, o “pai vivera assim, o
avô também [...] aquilo estava no sangue”.
8 - Não é possível concordar com a afirmação, uma vez que todas as aflições de Fabiano não se
explicam apenas pela dureza do clima: ele é oprimido também por fatores do meio social em que vive;
basta lembrar os episódios do soldado amarelo e de suas relações com o patrão.
9 - Fabiano – é um homem que apesar das adversidades é capaz de se analisar, mesmo possuindo
dificuldades de comunicação. Na maioria das vezes se comunica por meio de sons e interjeições,
portanto percebe-se que tal fato assemelha-se ao mundo animal (zoomorfização). Fabiano tem
complexo de inferioridade, por isso submete-se às autoridades e aos poderosos. É conformado com
vida que ele e sua família têm e atribui isso ao destino. Na obra é a representação alegórica da seca.
Sinhá Vitória – mulher de Fabiano, é determinada e forte. É impaciente com os cuidados da casa e dos
filhos. Tem uma percepção superior a do esposo e é capaz de pensar com clareza e objetividade. Além
de tudo, sabe contar. Tem a habilidade de manter acesa a esperança de um futuro melhor para ela e sua
família.
O menino mais novo – esse filho quase não se comunica, mas adora pensar que um dia quando crescer
será admirado e respeitado pelo irmão e pela cachorra. Sonha em ser vaqueiro, tal qual ao pai.
O menino mais velho – sem amigos e solitário, vê na cachorra a única amizade possível. É bastante
curioso e adora fazer perguntas, entretanto, é sempre repreendido. Sonha em ter um amigo.
Baleia – é uma cachorra que possui sentimentos e pensamentos humanos, daí a antropomorfização. No
início da narrativa, ela salva a família da fome ao caçar preás. É morta por Fabiano, pois apresentava
sintomas de raiva. Baleia é a representatividade da fidelidade ao dono e sua família; não entende as
atitudes humanas e não compreende os pontapés que ganha sem motivo. Os meninos transformaram-na
numa irmã. Seu nome é uma compensação a sua magreza de vira-lata.

Sinhá Vitória: mulher de Fabiano, sofrida, mãe de dois meninos, lutadora e inconformada com a
miséria em que vivem, trabalha muito.Não é tão ignorante quanto Fabiano e é menos vulnerável que o
mesmo. Possuí um sonho de Ter uma cama com estrado igual a de Tomás da Bolandeira.

Fabiano: vaqueiro nordestino, marido de Sinhá Vitória, pai dos dois meninos, ignorante que
desesperadamente procura trabalho.Bebe muito e perde dinheiro no jogo.É muito supersticioso.

Filhos: dois meninos, um tratado como menino mais velhos e o outro menino mais novo.Essa ausência
de nomes revela o processo de despersonificação a que foram submetidos devido as injustiças
sociais.São crianças sofridas e que não tem noção da própria miséria que vivem, são a esperança de um
futuro melhor.