Você está na página 1de 3

CABEÇALHO DA ESCOLA – Ficha de avaliação – 7.

º ano

Objetivos gerais das metas curriculares:


4. Compreender os fundamentos da estrutura e da dinâmica da Terra.
5. Aplicar conceitos relativos à deformação das rochas.

Formação de montanhas
As montanhas são enormes formas de relevo que se erguem acima da superfície da Terra. Compõem cerca
de 25% da massa terrestre e mais de 60% encontram-se na Ásia. Albergam 12% da população da Terra e
não garantem apenas beleza e diversão. Mais de metade das pessoas na Terra depende da água doce que
flui das montanhas para alimentar riachos e rios. Apresentam ainda uma biodiversidade incrível, com
ecossistemas únicos dependentes da sua elevação e clima.
As montanhas são originadas por um ou mais processos geológicos. As que resultam da atividade associada
às placas litosféricas (fig.1A) apresentam rochas deformadas (fig. 1B e 1C) e formam-se muito lentamente,
ao longo de milhões de anos. Embora nos pareçam sólidas e imóveis, as montanhas estão em permanente
alteração. Em muitos casos, as placas que inicialmente interagiram para formar as montanhas continuam a
elevá-las até 2 cm por ano. Os Himalaias (fig. 1A), por exemplo, crescem cerca de 1 cm por ano.
Adaptado da revista Quero Saber – Especial Ambiente, 2012

Fig. 1. A – Cadeia de montanhas dos Himalaias e movimento entre as placas litosféricas Indo-Australiana
e Euro-Asiática; B e C – Deformações das rochas.

Nas questões de 1 a 9, transcreve a letra da opção correta.

1. A formação de montanhas, como os Himalaias, é uma evidência que


(A) comprova a ação dos agentes geológicos externos sobre as rochas.
(B) comprova o aumento do volume da Terra.
(C) apoia a existência do paleomagnetismo terrestre.
(D) apoia a Teoria da Tectónica de Placas.

Viva a Terra! Ficha de avaliação – 7.o ano Página 1 de 3


2. Na figura 1B observam-se _____ e na figura 1C _____.
(A) dobras … uma falha inversa
(B) dobras … uma falha normal
(C) dobras … também
(D) falhas normais … uma falha inversa

3. O “motor” da mobilidade das placas litosféricas Indo-Australiana e Euro-Asiática são


(A) os ventos fortes e as tempestades.
(B) as subidas das marés.
(C) as forças de atração entre a Lua e a Terra.
(D) as correntes de convecção do manto.

4. Um dos argumentos paleontológicos apresentados por Wegener para defender a Teoria da Deriva
Continental foi
(A) a distribuição de fósseis de Mesosaurus em regiões hoje totalmente separadas.
(B) a semelhança de encaixe entre as margens dos continentes.
(C) a reconstituição dos climas do passado.
(D) a existência de rochas semelhantes em continentes diferentes.

5. O tipo de limite entre as placas litosféricas Indo-Australiana e Euro-Asiática é


(A) transformante.
(B) convergente.
(C) divergente, com reduzida ocorrência de sismos.
(D) divergente, com grande ocorrência de sismos.

6. O facto de Wegener nunca ter conseguido explicar qual era a força que fazia movimentar os continentes
(A) fragilizou a Teoria da Tectónica de Placas.
(B) fragilizou a Teoria da Deriva dos Continentes.
(C) foi essencial para mais tarde se perceber a formação das montanhas.
(D) foi essencial para mais tarde se perceber a morfologia dos fundos oceânicos.

7. As deformações nas rochas ilustradas na figura 1B e 1C resultaram da ação de forças


(A) compressivas e distensivas, respetivamente.
(B) compressivas e de cisalhamento, respetivamente.
(C) distensivas e compressivas, respetivamente.
(D) compressivas.

8. O desenvolvimento dos navios oceanográficos permitiu aos cientistas propor que os fundos oceânicos se
formavam continuamente. Esta afirmação é
(A) falsa, pois os fundos oceânicos não se formam continuamente.
(B) falsa, pois os navios oceanográficos são utilizados apenas para estudar os seres vivos dos oceanos.
(C) verdadeira, pois o desenvolvimento tecnológico foi essencial para o conhecimento da expansão dos
fundos oceânicos.
(D) verdadeira, pois sabe-se hoje que os fundos oceânicos se formam continuamente a partir das fossas.

9. A formação da cadeia de montanhas dos Himalaias foi um processo


(A) muito lento, na ordem dos milhões de anos.
(B) muito lento, na ordem dos 100 a 200 anos.
(C) muito lento, na ordem dos 40 a 50 anos.
(D) lento, na ordem de uma dezena de anos.

10. Transcreve do texto uma frase que evidencie a existência do dinamismo interno da Terra na atualidade.

11. Refere três evidências que fundamentam a Teoria da Tectónica de Placas.

Viva a Terra! Ficha de avaliação – 7.o ano Página 2 de 3


12. O esquema da figura 2 pretende representar a morfologia do fundo dos oceanos, mas está incompleto.

Fig. 2. Morfologia do fundo dos oceanos.

12.1. Copia e completa, na tua folha de prova, o esquema da figura 2, de modo a representares corretamente
a morfologia do fundo dos oceanos.
12.2. Faz a legenda do esquema que desenhaste, utilizando os termos. Segue o exemplo.
– Plataforma – Planície
– Continente – Talude – Fossa – Rifte
continental abissal

13. Comenta a seguinte afirmação: “No oceano Atlântico, as rochas que se encontram a 200 km do rifte são
mais antigas do que as que se encontram a 400 km.”

14. Faz corresponder a cada contributo da coluna A o respetivo cientista que consta na coluna B. Utiliza cada
número e cada letra apenas uma vez.

Coluna A Coluna B
(a) Hipótese de que os continentes se deslocavam das altas
para as baixas latitudes, devido ao movimento de rotação da (1) Arthur Holmes
Terra. (2) Jason Morgan e Dan McKenzie
(b) Hipótese dos fundos oceânicos serem formados nas dorsais.
(c) Hipótese de que no passado geológico existiu um único (3) Harry Hess
continente (Pangeia) rodeado por um único oceano (4) Frank Taylor
(Pantalassa).
(d) Primeiro modelo explicativo do movimento das placas (5) Alfred Wegener
litosféricas.

15. Classifica cada uma das afirmações seguintes em verdadeira (V) ou falsa (F).
(A) Uma placa é uma enorme porção de litosfera.
(B) O aumento do volume da Terra deve-se à expansão do fundo dos oceanos.
(C) Nos limites transformantes, ocorre grande atividade vulcânica.
(D) A formação de novos fundos oceânicos ocorre nos riftes.
(E) A deformação das rochas ilustradas nas imagens 1B e 1C está relacionada com o movimento das
placas litosféricas.
(F) A deformação visível na imagem 1C evidencia um comportamento dúctil da rocha.

16. Explica os acontecimentos que originaram a deformação da rocha ilustrada na figura 1B.

Viva a Terra! Ficha de avaliação – 7.o ano Página 3 de 3