Você está na página 1de 8

REVISÃO Revista Brasileira de Ciências da Saúde

Revision DOI:10.4034/RBCS.2017.21.02.11 Volume 21 Número 2 Páginas 173-180 2017


ISSN 1415-2177

Abordagem Terapêutica em Lesões Cariosas:


Quando e Como Tratar
Therapeutic Approach to Carious Lesions: When and How to Treat

EVERTON LINDOLFO DA SILVA1


MARCUS VINÍCIUS SOUSA JANUÁRIO1
MARCELO GADELHA VASCONCELOS2
RODRIGO GADELHA VASCONCELOS2

RESUMO ABSTRACT
Objetivo:O presente trabalho se propõe a discutir, asformas Objective:This literature review discussesthe treatment
de tratamento para cada tipo de lesão cariosa após seu modalities for each type of carious lesion after their correct
correto diagnóstico. Material e Métodos: foi realizada uma diagnosis. Materials and Methods: We performed a search
busca de estudos relevantes publicados nas bases de dados of relevant studies published in PUBMED, LILACS, SciELO,
PUBMED, LILACS, SCIELO e MEDLINEaté junho de and MEDLINE,up toJune 2014. Results:Occlusal pits and
2014.Resultados:Os sulcos e fissuras oclusais são regiões fissures are high-risk areas for the development of carious
de elevado risco para o desenvolvimento de lesões cariosas, lesions due to theirvery retentive surface, which favors
por ser uma superfície bastante retentiva para o acúmulo de biofilm buildup. These lesionscan also affect interproximal
biofilme. Essas lesões podem ocorrer também nas and smooth surfaces of the tooth, the first located in the
superfícies interproximais e nas superfícies lisas, sendo a cervical regionbelow the contact point, and the second
primeira localizada rotineiramente mais na cervical abaixo do surroundingthe buccal and lingual/palatal surfaces.Fluoride,
ponto de contato, e a segunda na superfícievestibular ou such as fluoride varnishes and gels, have been used
lingual/palatina. Para o tratamento das lesões incipientes,os effectively and safelyin theprevention and control ofincipient
fluoretos, como os vernizes e géis fluoretados, vêm sendo caries lesions. Thus, fluoride therapyconstitutesan important
utilizados como instrumentos eficazes e seguros na approach tothe prevention of tooth decay. Conclusion: the
prevenção e no controle da cárie dentária. Desse modo, a dental professional should adopt a correct therapeutic
fluorterapiaconsiste em um importante elemento dos sistemas approach to intervene with minimal tooth wear and maximum
de prevenção à cárie dentária. Conclusão: O profissional effectiveness in the control of the disease. In case one is
deve adotar uma correta conduta terapêutica de modo a unsureof the most appropriate conduct to be followed in a
intervir com o mínimo de desgaste dentário e que seja efetiva given situation, it is advised to employ health promotion
no controle e paralisação da doença. Na dúvida quanto à measures, follow-up and then reassess the case.Tooth wear
conduta a ser empregada a melhor opção é empregar should beperformed only when extremely needed.
medidas de promoção de saúde, esperar monitorando o caso
e reavaliar posteriormente o quadro; visto que desgastes na
estrutura dental devem ser feitos apenas quando for de
extrema necessidade.

DESCRITORES DESCRIPTORS
Odontologia. Cárie Dentária.Diagnóstico.Terapêutica. Dentistry.Dental Caries.Diagnostics.Therapeutics.

1 Acadêmico de Odontologia da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Campus VIII. Araruna. Paraíba. Brasil.
2 Professor Doutor do curso de Odontologia da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Campus VIII. Araruna. Paraíba. Brasil.

http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rbcs
SILVA et al.

A
cárie dentaria é uma doença oral de cariosa, aliado ao correto diagnóstico, torna-se
etiologiamultifatorial, que se desenvolve em um importante no estabelecimento do plano de tratamento
hospedeiro susceptível, colonizado por uma e também no prognóstico em longo prazo daquela lesão,
microbiota composta predominantemente por sendo necessário diferenciar as lesões que precisam de
microrganismos acidúricos e acidogênicos; tal intervenção restauradora, daquelas que podem ser
patologiapodeser prevenida, detida e controlada1. A preservadas por meio de métodos não-invasivos, ou
ação da saliva, do tempo e de ácidos orgânicos, seja, métodos preventivos3.
principalmente o ácido lático, produzidos com O diagnóstico de lesões de cárie pode tornar-
frequência em pacientes que tem uma dieta rica em se difícil em determinadas circunstâncias, e, após o
carboidratos (especialmente a sacarose), pode levar à correto diagnóstico deve-se estabelecer o correto plano
dissolução da estrutura dental2. O desenvolvimento e a de tratamento com a escolha da melhor opção para tratar
progressão da cárie dentária dependem da presençado cada caso. Diante do exposto, o presente trabalho se
biofilme na superfície do dente. Sendo assim, a atividade propõe a discutir as condutas terapêuticas para cada
metabólica deste biofilme é o fator principal para o início tipo de lesão cariosa, após seu correto diagnósti-
da desmineralização, que ocorre como resultado do co.
desequilíbrio, entre a capacidade tampão da saliva e a
ação dos ácidos produzidos pelos microorganismos
presentes no biofilme, tendo como consequência o MATERIALE MÉTODOS
início e o estabelecimento de tal patologia3.
Esta patologia apresenta uma elevada A principal questão utilizada nessa revisão foi:
prevalência em nível mundial, apesar da disponibilidade “Diante do diagnóstico de uma lesão de cárie, quando
de vários meios profiláticos, incluindo o uso diário de se deve intervir e como deve ser o tratamento?”. Para
dentifrícios fluoretados, água fluoretada, selantes tanto, foi realizada uma revisão da literatura por meio de
dentários, programas educativos em saúde bucal e uma busca bibliográfica de estudos clínicos e estudos
bochechos com anti-sépticos4. A sua ocorrênciaestá originais, publicados nas bases de dados PUBMED/
relacionada a diferentes determinantes: socioeco- MEDLINE, LILACS e SCIELO, sendo utilizados estudos
nômicos, culturais e biológicos. Além desses, outros publicados no período entre janeiro de 2006 até
fatores como a idade do paciente, o estilo de vida, a dezembro de 2014. A estratégia de busca foi por meio da
existência de programas e iniciativas de promoção à utilização dos seguintes descritores: tratamento de
saúde bucal e prevenção das doenças bucais, as lesões cariosas, lesões de cárie em superfícies livres,
mudanças no padrão alimentar da população com o lesões de cárie em cicatrículas e fissuras, lesões de cárie
aumento da ingestão de alimentos industrializados ricos em superfícies proximais e tratamento de cárie em
em carboidratos, e a descontinuidade de assistência à dentina, como descritos no Quadro 1. Foram incluídos
saúde bucal, também estão relacionados com a nesse estudo, trabalhos completos publicados em
ocorrência da doença cárie5. Embora ela possa ser inglês, espanhol e português, que tratavam da
prevenida, o tratamento restaurador, e substituição por terapêutica da cárie dentária e de quando e comointervir
restaurações, ainda, são as condutas mais comuns6. na mesma, após a seleção dos artigos, os mesmos foram
Nesse contexto, infere-se que acariologiaé a avaliados e classificados em elegíveis (estudos que
área da odontologia que se dedica ao estudo da cárie apresentaram relevância clínica e tinham possibilidade
dentária e dos fatores que estão relacionados com a de serem incluídos na revisão) e não elegíveis (estudos
mesma. A base do conhecimento sobre cariologia tem sem relevância, sem possibilidade de inclusão na
se expandido ao longo do tempo, marcado por uma revisão). Dentre os critérios observados para a escolha
separação entre a linha restauradora e a linha preven- dos artigos foram considerados os seguintes aspectos:
tiva7. Na odontologia restauradora, o tratamento das disponibilidade do texto integral do estudo de forma
lesões cariosas foi revisto várias vezes. A odontologia gratuita a e clareza no detalhamento metodológico
minimamente invasiva tem como objetivo a preservação utilizado do mesmo, os trabalhos que não se
da maior quantidade possível do remanescente dental. enquadravam nesses critérios foram excluídos da
Um dos fatores que contribuiu com a odontologia revisão. Também foram utilizados como forma de
minimamente invasiva foi o advento das restaurações consulta, livrosespecíficos que tratam da temática da
adesivas, nas quais não é mais necessário a realização pesquisa, que podem ser observados no Quadro 2.
de preparos cavitários com grandes extensões, Portanto, dos 704 produtos bibliográficos
limitando-se apenas a remoção do tecido cariado8. encontrados, 22 foram selecionados, além de 8 livros
A detecção precoce de uma pequena lesão que tratavam da temática abordada.

174 R bras ci Saúde 21(2):173-180, 2017


Abordagem Terapêutica em Lesões Cariosas: Quando e Como Tratar

REVISÃO DE LITERATURAPREVENÇÃO DACÁRIE remineralização, que ocorre entre a estrutura dental e o


meio ambiente bucal quando há mudanças no pH bucal.
Os fluoretos vêm sendo utilizados como A utilização do flúor podeser coletivaouindividual. Os
instrumento eficaz e seguro na prevenção e controle da meios coletivos constam da fluoretação das águas de
cárie dentária. Desse modo, a fluorterapia consiste em abastecimento ou do uso de dentifrícios e bochechos
um importante elemento dos sistemas de prevenção à fluoretadoscomdiferentes concentrações de fluoreto em
cárie dentária. O flúor além de atuar reduzindo a sua composição. Os meios individuais consistem na
prevalência da cárie dentária, também age reduzindo a aplicação tópica de vernizes fluoretados,bochechos a
velocidade da progressão de lesões já estabelecidas9- 0,05% ou 0,2% e uso de materiais dentários que liberam
11
. flúor, como ocorre no caso do cimento de ionômero de
O objetivo da utilização de fluoretos é manter vidro3,11.
o íon flúor sempre presente na cavidade oral, para que o O dentifrício é considerado um dos métodos
mesmo possa interferir no desenvolvimento do processo mais racionais de prevenção à cárie, esse método alia a
carioso e possa também participar no processo de des e remoção do biofilme dental à exposição constante ao

R bras ci Saúde 21(2):173-180, 2017 175


SILVA et al.

176 R bras ci Saúde 21(2):173-180, 2017


Abordagem Terapêutica em Lesões Cariosas: Quando e Como Tratar

flúor, ele mantém a concentração de flúor alta na saliva estejam paralisadas, uma vez que os poros da camada
por, pelo menos, 40 minutos após a escovação.Os superficial se fecham, o que naÞo permite que os minerais
dentifrícios fluoretados são indicados para toda a se depositem homogeneamente no corpo da lesaÞo15.
população, em especial crianças abaixo dos nove anos
de idade.Elasdevem usar em pequenas quantidades o CONDUTA TERAPÊUTICA NA CÁRIE DE
equivalente a um grão de arroz, devido ao risco no CICATRÍCULAS E FISSURAS
desenvolvimento dafluorose dentária11.
A solução concentrada de fluoreto de sódio, Os sulcos e fissuras oclusais, constituem
também poder ser empregada na prevenção da cárie regiões de maior risco para odesenvolvimentodas lesões
dentária. Essa solução pode ser bochechada diariamente cariosas, por ser uma superfície de predileção para o
(NaF a 0,05%), semanalmente ou quinzenalmente (NaF acúmulo de biofilme devido à sua anatomia. A detecção
a 0,2%). Essa forma de prevenção pode ser tanto para precoceda lesão cariosa torna-se importante frente
uso individual (domiciliar)comocoletivo através dos àpossibilidade deum tratamento preventivo, pois
programas de saúde pública, situação em que o uso recursos que interferem no mecanismo de
ocorre semanal ou quinzenal3,11. desenvolvimento da lesão e/ou impedem sua evolução,
O gelfluoretadogeralmente é utilizado em são fundamentais dentro de uma abordagem não
populações onde métodos de alta frequência são restauradora emedidas preventivas de saúde para o
difíceis, por exemplo, populações isoladas ou distantes indivíduo2.
dos centros urbanos. Os vernizes fluoretados são Cerca de 50% das cáries dentais ocorrem em
materiais aderentes à superfície dentária, que objetiva superfícies oclusais, sendo de difícil diagnóstico devido
reagir com a mesma e manter uma liberação constante à anatomiadas cicatrículas e fissuras. Aproximadamente
de flúor, para o ambiente bucal por um período maior de 90% das lesões cariosas em dentes posteriores iniciam-
tempo.Custose questões operacionais devem ser se nestas regiões, seguindo as direções dos prismas de
considerados para aplicação do verniz fluoretado3,11. esmalte, e se apresentando internamente em forma de
Materiais dentários, à base de cimento de cone, com ápice voltado pra a região oclusal2.
ionômero de vidro, que liberam flúor,também, podem O correto diagnóstico dessas lesões é essencial
ser utilizados como selantes de sulcos e fissuras12. Tal para que se estabeleça o tratamento com melhor
conduta previne não só a iniciação como a progressão prognóstico em longo prazo, sendo necessário
da cárie1,13,14.Agrande vantagem desses materiaisé a diferenciar as lesões que precisam de intervenção
liberação de flúor constante. Assim,asbaixas restauradora, daquelas que podem ser preservadas por
concentrações de flúor no meio bucal controlam a cárie, meio de métodos não-invasivos2, incluindo o uso de
independentemente do uso de flúor pelos indivíduos, fluoretos tópicos, dentifrícios, aplicação de selantes,
por exemplo, na forma de dentifrício fluoretado.Esses melhorias na dieta, educação em saúde bucal e
materiais são particularmente indicados para indivíduos assistência odontológica, de preferência preventiva16.
de alto risco de cárie (experiência passada de cárie) e As indicações para tratamento restaurador em
para aqueles que não usam regulamente dentifrícios uma área de cicatrícula e fissura relaciona-se com a
fluoretados12. probabilidade de haver lesão de cárie significante na
Todo o esforço deve ser focado no sentido de dentina.Geralmente lesões cariosas não cavitadas,
diagnosticar e paralisar a lesaÞo ainda no estágio de restritas a esmalte e terço superficial da dentina e sem a
mancha branca, sendo necessaìrio apenas o tratamento presença de sintomatologia dolorosa,nãonecessitam de
preventivo atraveìs da desorganizac’aÞo do biofilme na intervenção operatória restauradora, a menos que a
superfiìcie da lesão, uma vez que ainda naÞo existem lesãoesteja progredindo para porções mais internas da
bacteìrias dentro da lesaÞo. Contudo,caso a camada dentina17.
superficial seja rompida, por exemplo, pela sondagem O procedimento clínico restaurador, deixou de
da superfiìcie com um instrumento odontoloìgico, ocorre ser a única forma de tratamento para se tornar parte de
uma invasaÞo bacteriana do corpo da lesaÞo, um conjunto de medidas que visem à orientação e
impossibilitando o controle da placa, sendo necessária instrução de saúde bucal, podendo ser utilizado ou não
uma conduta restauradora.Quando a lesão cariosasub- no tratamento da doença cárie, dependendo do estágio
superficial em esmalte eì detectada antes que a de comprometimento da estrutura dentária. O
cavitac’aÞo ocorra, o tratamento da doenc’a caìrie é aparecimento de tecido dentinário escurecido em
realizada pelo uso de medidas preventivas e fluorterapia. processos cariosos crônicos, é indicativo de
Tal conduta promoveraì a deposição de sais de caìlcio procedimento conservador para o complexo dentina-
na superfiìcie e dentro da lesaÞo. As lesoÞes pequenas, polpa, isto é, a camada dentinária escura é formada por
em geral, desaparecem completamente. Contudo, dentina esclerosada, essa camada deve ser preser-
lesoÞes maiores, em geral, permanecem visiìveis, embora vada,visto queela é uma forma de proteção biológica,

177
R bras ci Saúde 21(2):173-180, 2017
SILVA et al.

produzida pelos odontoblastos para proteger a polpa CONDUTA TERAPÊUTICA NA CÁRIE DE


dos agentes agressores. A remoção da dentina reacional SURPEFÍCIES LISAS E LIVRES
escurecida constitui-se em uma agressão adicional, cuja
magnitude ultrapassa a do ataque ácido, uma vez que As lesões de superfícies lisas sejam elas
envolve o aquecimento gerado pela ação dos localizadas nas superfícies vestibulares ou linguais,
instrumentos rotatórios, somando à remoção cirúrgica permitem acesso fácil e direto para observação e
de tecido vital18. higienização por parte do paciente, dessa forma, o
Os tratamentos invasivosdevem ser tratamento restaurador pode ser apropriado apenas para
reservados somente para casos em que as intervenções lesões relativamente avançadas, e que apresentem
preventivas não sejam aplicáveis, pois qualquer cavitação, em casos nos quais essa condição não
restauração apresenta um período de duração, exigindo- ocorra, medidas orientação e instrução de saúde bucal
sesubstituições periódicas por novas restaurações são suficientes como tratamento para essas lesões
entrando, assim, em um ciclo restaurador, as novas cariosas, portanto, em lesões de mancha branca ativa
restaurações serão inevitavelmente maiores, em esmalte, isoladamente, não é recomendado o
contribuindo-se para uma diminuição da expectativa de tratamento restaurador, pois a terapia com fluoretos é
vida do dente, um fato que contribui para a progressão capaz de promover a remineralização dessa área de
desse ciclo, é que, ao ser confeccionada uma esmalte afetada.Mesmo onde há cavitação significante
restauração, estará sendo tratada a lesão de cárie que é envolvendo a dentina, a lesão, frequentemente, pode
a consequência da doença cárie, e não ascausasda ser controlada pelo paciente, de modo que o processo
doença propriamente dita, o que não impede que o carioso seja detido17, 25.
paciente venha a desenvolver novas lesões de cárie, Quando a indicação recai sobre o tratamento
precisando assim da realização de novas restau- restaurador de lesões cariosas em superfície livre, o
rações15,19. cimento de ionômero de vidro e as resinas compostas
O selamento de cicatrículas e fissuras também são os materiais de escolha. Estes materiais podem ser
usados isoladamente ou em associação. Quando existe
é uma alternativa que pode ser usada para deter lesões
tecido cariado é necessária a remoção da dentina
de cárie iniciais em cicatrículas e fissuras12,15. A abor-
infectada, porém tal conduta deve ser realizada com
dagem restauradora invasiva pode ser substituídapela
cautela visando apenas à remoção deste tecido alterado,
técnica de selamento das cicatrículas e fissuras como
que já não é mais passível de remineralização, após a
forma de tratamento para lesões de cárie não cavitada
sua remoção, a restauração é executada15,26.
em dentina;essa abordagem parece eficaz tanto em
É pertinente ressaltar que o procedimento
molares decíduos, como em molares permanentes22.
restaurador é, portanto, apenas uma parte do tratamento,
A aplicação de selante em cicatrículas e
quando realizado de forma isolada ele não impede o
fissuras com lesões de cárie em esmalte e dentina
surgimento de outras lesões e nem promove saúde bucal.
superficial (lesões cariosas incipientes de dentina) tem
Quanto maior o risco de cárie mais urgente será o
o efeito de reduzir consideravelmente a flora bacteriana
tratamento preventivo, e menos eficaz será o tratamento
viável, bem como a atividade metabólica do tecido restaurador3,17,27.
cariado, impedindo a progressão da lesão, desde que o As lesoÞes ativas em esmalte e em dentina,
selante permaneça sem a presença de sinais de poderaÞo ser paralisadas quando o fator etioloìgico for
infiltração17. removido. Para isso, constitui-se de grande importancia
A eficácia clínica doselamento depende da o controle do biofilme, da dieta do paciente e da
manutenção do vedamento e da integridade do selante presenc’a de fluìor na cavidade oral, principalmente
nas lesões cariosas não-cavitadas20. O cimento de visando aÌ manutenc’aÞo do pH do biofilme acima de
ionômero de vidro pode ser usado como material para um niìvel criìtico de 4,5 ou 5,527.
realizar o vedamento das cicatrículas e fissuras, selantes
à base desse materialmostraram altas taxas de perdada CONDUTA TERAPÊUTICA NA CÁRIE DE
superfície oclusal, os autores observaram ainda o SURPEFÍCIES INTERPROXIMAIS
surgimento de cavidades no esmalte quando o cimento
era perdido24. Os selantes resinososexibiram maiores Lesões de cárie proximais localizam-
taxas de retenção21,22,23.Essa taxa de resistência do segeralmentena região cervical e vestibular do ponto
selamento sugere que materiaisà base de resina são de contato, devido ao maior acúmulo de biofilme nessas
preferíveis em relação aos selantes à base de cimento áreas. A progressão de cáries proximais é um processo
de ionômero de vidro12. lento, e um grande número de lesões permanece

178 R bras ci Saúde 21(2):173-180, 2017


Abordagem Terapêutica em Lesões Cariosas: Quando e Como Tratar

inalterada por longos períodos de tempo, o que favorece casos que: exista lesão em dentina que não permita
uma abordagem não invasiva para tratar tais lesões, mas desorganização do biofilme; lesão envolvendo a dentina
cabe ressaltar ainda, que a velocidade da progressão e colocando em risco a vitalidade dental; casos em que
varia de indivíduo para indivíduo, pois os mesmos estão se constate uma sensibilidade persistente; casos em
submetidos a oscilações na dieta e na exposição ao flúor, que a polpa esteja exposta ou corra o risco de vir a ficar;
o que interfere diretamente no mecanismo de des e quando a funçãodo dente estiver prejudicada ou correr
remineralização da área onde está se desenvolvendo a o risco de vir a ficar; quando a lesão estiver progredindo;
cárie 27. As lesões em esmalte não necessitam de quando houver possibilidade de movimentação do dente
intervenção restauradora, geralmente elas levam cerca vizinho; casos em que a estética esteja comprometida;
de 4 anos para atingir a dentina, assim, preconiza-se presença de cáries secundárias e lesões não-
medidas de orientação e instrução de saúde bucal15,17. cariosascavitadas.Estes critérios devem estar
Nas superfícies lisas proximais, dados radio- associados sempre ao bom senso. Preconiza-se avaliar
gráficos que avaliam o aparecimento e desenvolvimento a qualidade das restaurações existentes, antes de indicar
de cáries em esmalte, indicam que essas podem ser a sua substituição. Um acabamento seguido do
paralisadas ou inativadas sem a necessidade de polimento ou até mesmo o reparo da restauração podem
realização de um tratamento restaurador. Em cáries ser a melhor opção.
proximais o exame clínico é de fundamental importância Para o tratamento nas cáries de superfícies lisas,
no processo de tomada de decisão terapêutica, podendo livres e interproximal o profissional deve usar medidas
determinar a real condição destas lesões e seu preventivas de saúde para lesões que ainda não
prognóstico28. Do ponto de vista da necessidade de apresentam cavitação, pois a terapia com fluoretos é
intervenc’aÞo, as lesoÞes proximais naÞo devem ser capaz de promover a remineralização dessa área de
tratadas de forma invasiva enquanto naÞo existir esmalte afetada. Mesmo onde há cavitação significante
cavitac’aÞo, podendo ser completamente paralisadas envolvendo a dentina, a lesão,frequentemente, pode ser
se o biofilme for desorganizado regular-mente e os controlada pelo paciente, de modo que o processo
haìbitos alimentares forem modificados15. carioso seja detido, neste caso a restauração de forma
A profundidade das lesões cariosas proximais, complementar ao tratamento objetivando o selamento
observada radiograficamente, pode influenciar da cavidade bem como o restabelecimento da sua forma,
nadecisão terapêutica29,30. Evidências que demonstram função e estética é indicado.
comprometimento estrutural além da dentina superficial Em lesões oclusaisque envolvam esmalte,
associado a uma sintomatologia dolorosa são um bom ativas ou inativas (paralizadas), cuja imagem radiográfica
indicativo para a realização do tratamento restaurador17. da lesão não ultrapasse a região do limite amelo-
Caso a cárieesteja ativa e se estendade forma dentinário (JAD), não necessitam de intervenção
significativa além da dentina superficial,o tratamento restauradora. As paralizadas precisam ser mantidas sob
restaurador será indicado. Lesões que ultrapassarem observação clínica e radiográfica, requerendo controles
metade da espessura dentinária serão restauradas, a não de 4 em 4 meses ou, em casos especiais, anaualmente.
ser que ela estejaparalisada. Neste caso, procedimentos Caso a lesão esteja cavitada preconiza-se um selamento
não invasivos e acompanhamento clínico podem ser invasivo ou tratamento restaurador convencional.
executados. Ressalta-se que a presença de uma Lesões que envolvam dentina, cavitadas ou não, cuja
cavidade ou o fato da lesão se estender ao ponto de imagem radiográfica da lesão ultrapassa a JAD, e que
envolver a dentina, não significa que necessariamente apresentem sensibilidade dolorosa necessitam de
deva ser realizado o tratamento restaurador naquela intervenção restauradora.
lesão, mas se houver cavitação significa que medidas Para todos os pacientes independente do tipo
de orientação e instrução de saúde bucal para deter tal e da localização da lesão cariosa preconiza-se a utilização
lesão precisarão ser localizadas e serem efetivas. medidas preventivas de saúde além da orientação de
Contudo, lesões rasas no esmalte/dentina não devem higiene oral e instruções sobre a dieta, uma vez que a
ser normalmente restauradas, já em caso de lesões ativas restauração restabelece a integridade da superfície
que mostram um envolvimento significativo da dentina dentária, tornando possível sua limpeza profissional,
devem ser normalmente restauradas17. porém ela de forma isolada não trata, não cura, previne
ou controla a doença, não promove saúde e seu índice
de falha ainda é bastante elevado. Portando,medidas de
CONCLUSÃO educação,orientação e instrução de saúde bucalsempre
devem ser adotadas associadas aos procedimentos
O procedimento restaurador é indicado para restauradores.

R bras ci Saúde 21(2):173-180, 2017 179


SILVA et al.

REFERÊNCIAS

1. Beauchamp J, Caufield PW, Crall JJ, Donly K, Feigal R, 19. Maltz M, Jardim JJ, Alves LS. Decisão de tratamento
Gooch B, et al. Evidence-based clinical restaurador baseada em evidências científicas. In:
recommendations for the use of pit-and-fissure Busato ALS, Maltz M. Cariologia: Aspectos de dentística
sealants: a report of the American Dental Association restauradora. 1º.ed.São Paulo: Artesmédicas, 2014.
Council on Scientific Affairs. J Am Dent Assoc. 20. Assunção IV, Costa GFA, Borges BCD. Systematic
2008;139(3):257-68. review of noninvasive treatments to arrest dentin non-
2. Oliveira M, Resende TPA, Cazetta GL, Chaves MGAM, cavitated caries lesions. World J Clin Cases. 2014;
Chaves Filho HDM. Avaliação clínica, radiográfica e 2(5):137-41.
histológica de cáries de fissura. Odonto. 2011; 19(37): 21. Bakhshandeh A, Qvist V, Ekstrand KR. Sealing occlusal
79-87. caries lesions in adults referred for restorative treatment:
3. Fejerskov O, Kidd, E. Cárie dentária: a doença e seu 2-3 years of follow-up. Clin Oral Investig.
tratamento clínico. 2ª ed. São Paulo: Santos; 2011. 2012;16(2):521-29.
4. Kalesinskas P, Kaèergius T, Ambrozaitis A, Peèiulienë 22. Borges BC, Campos GB, Da Silveira AD, De Lima KC,
V, Ericson D. Reducing dental plaque formation and Pinheiro IV. Efficacy of a pit and fissure sealant in
caries development. A review of current methods and arresting dentin non-cavitated caries: a 1-year follow-
implications for novel pharmaceuticals. Stomatologija. up, randomized, singleblind, controlled clinical trial. Am
2014; 16(2):44-52. J Dent. 2010; 23(6):311-16.
5. Arantes R, Santos RV, Frazão P, Coimbra Jr CEA. Caries, 23. Borges BC, De Souza Bezerra Araújo RF, Dantas RF,
genderandsocio-economic change in the Xavante De Araújo Lucena A, De Assunção Pinheiro IV. Efficacy
Indians from Central Brazil. Ann of Hum Biol. 2009; of a non-drilling approach to manage non-cavitated
36(2):162-75. dentin occlusal caries in primary molars: a 12-month
6. SöderströmU, Johansson I, Sunnegardh-Grönberg. K. randomized controlled clinical trial. Int J Paediatr
A retrospective analysis of caries treatment and Dent.2012; 22(1): 44–51.
development in relation to assessed caries risk in an 24. Da Silveira AD,Borges BC, De Almeida Varela H, De
adult population in sweden. BMC Oral Health. 2014; Lima KC, Pinheiro IV. Progression of non-cavitated
14(126): 2-11. lesions in dentin through a non surgical approach: a
7. Cury JA, Tenuta LMA, Serra MC. Paradigms in Teaching preliminary 12-month clinical observation. Eur J
Cariology. In: Fernandes CP (Org). A worldclassdentistry. Dent.2012; 6(1):34-42.
FDI 2010 Brazil. São Paulo: Santos, 2010. 25. Marcotti AR, Macedo CT, Kotaka CR. Influência da
8. Bader JD,Shugars DA. The evidence supporting estocagem da solução de ácido clorídrico na
alternative management strategies for early occlusal determinação da capacidade tampão da saliva. Revista
caries and suspected occlusal dentinal caries. J Evid Uningá. 2014; (1):69-76.
Based Dent Pract.2006;6(1):91-100. 26. Saldini B, Busato ALS, Giuriato JB, Broliato G, Reston
9. Armfield JM. Community effectiveness of public water EG, Sato C, et al.Tratamento restaurador em lesões
fluoridation in reducing children’s dental disease. Public cervicais cariosas e não-cariosas. In: Busato ALS, Maltz
Health Rep. 2010; 125(5):655–64. M. Cariologia: Aspectos de dentística restauradora. 1º.
10. Cury JA, Tenuta LMA. How drinking water or dentifrice ed. São Paulo: Artes médicas, 2014.
maintain a cariostatic fluoride concentration in the oral 27. Burnett Jr LH, Conceição EN. Doença cárie:
environment.Adv Dent Res. 2008; 20(1):13-16. manifestações clínicas, diagnóstico e terapêutica. In:
11. Ministério da Saúde. Guia de recomendações para o Conceição ENet al. Dentística saúde e estética. 2º.ed.
uso de fluoretos no Brasil. 1º. ed.Brasília – DF: Editora Porto Alegre: Artmed, 2007.
MS, 2009. 28. Chaves LP, Fernandes CV, Wang L, Esteves Barata TJ,
12. Araújo IDT, Cunha MMF, Vasconcelos MG, Vasconcelos Walter LRF. Cárie proximal – Fundamentos e recursos
RG.Selantes: uma técnica eficaz na prevenção da para diagnóstico precoce. Odontol. Clín. Cientí. 2010;
cárie.Comun. ciênc saúde.2014;24(3):259-66. 9(1):33-7.
13. Azarpazhooh A, Main PA. Pit and fissure sealants in 29. Pimentel S, Alves L, Tostes M. Comparação Clínica e
the prevention of dental caries in children and Radiográfica de Diagnóstico de Cárie nas Sup.
adolescents: a systematic review. J Can Dent Assoc. Interproximais de Molares Decíduos. Pesq Bras Odonto
2008; 74(2):171-77. ped Clin Integr. 2012; 12(3):325-30.
14. Griffin SO, Oong E, Kohn W, Vidakovic B, Gooch B.The 30. SansareK,Raghav M, Sontakke S, Karjodkar F, Wenzel
effectiveness of sealants in managing caries lesions. J A. Clinical cavitation and radiographic lesion depth in
Dent Res. 2008; 87(2):169-74. proximal surfaces in an Indian population.
15. Torres CRG. Odontologia Restauradora Estética e Acta odontolscand. 2014; 72(8):1084-88.
Funcional: princípios para a prática clínica. 1ª. ed. São
Paulo: Santos, 2013.
16. Juriæ H. Current possibilities in oclusal caries
management. Operative control of dental caries. Correspondência
Acta Med Acad. 2013; 42(2):216-22. Nome completo: Rodrigo Gadelha Vasconcelos
17. Elderton RJ. Quando restaurar e quando deter a doença Endereço: Rua Antônio Madruga, 1982. Apartamento 202.
cárie. In: Baratieri LN et al.Odontologia restauradora: Capim Macio.
fundamentos e possibilidades. 2º.ed. São Paulo: CEP: 59082-120
Santos, 2015. Natal – RN – Brasil
18. Medeiros E, Rosenblatt A. Considerações atuais sobre E-mail:rodrigogadelhavasconcelos@yahoo.com.br
cárie crônica. Revgauch odontol. 2007; 55(2):203-08.

180 R bras ci Saúde 21(2):173-180, 2017