Você está na página 1de 30

HISTÓRIA DA

FISIOTERAPIA
Na antiguidade período
compreendido entre 4.000 a.C e
395 d.C, havia uma grande
preocupação com as chamadas
“diferenças incomodas”, termo
utilizado para abranger o que era
chamado na época de “doenças”.
 Os agentes físicos já eram utilizados para
tentar reduzir essas diferenças, médicos da
antiguidade conheciam agentes físicos e
utilizavam em terapias.
 O uso da ginástica estava sob o domínio dos
sacerdotes, e era empregada somente com
finalidade terapêutica, ou seja, os movimentos
do corpo humano, quando estudados e
racionalizados e planejados eram utilizados no
tratamento de disfunções orgânicas já
instaladas.
 No ano de 2698 a.C o Imperador chinês Hoong-
Ti criou um tipo de ginástica curativa que
continha exercícios respiratórios.
 Na medicina grega 130 a 199 d.C e terapia por
movimento constituía uma parte do tratamento
médico.
 Na idade média as “diferenças
incomodas” eram consideradas como algo
a ser exorcizado e até mesmo sacrificado.
Período este também onde aconteceu a
interrupção de estudos do corpo humano,
por ser considerado impuro e inferior a
alma, e o clero e a nobreza despertaram
interesse pela atividade física dirigida ao
aumento da potência física.
 As ordens eclesiásticas eram inimigas do corpo,
os hospitais localizavam-se juntos aos
mosteiros e suas salas de enfermos estavam ao
lado das capelas, havendo inclusive altares
dentro das salas dos doentes.
 No renascimento volta a aparecer alguma
preocupação com o corpo saudável. O
humanismo e as artes desenvolveram-se e
permitiram, paralelamente à retomada dos
estudos. Surgiu então a ginástica médica:
exercícios para conservar a saúde,para
enfermos e para sedentários.
 Na época da industrialização volta o
interesse pelas “diferenças incomodas”. O
novo sistema maquinizado otimizava a
crescente produção industrial, e trouxe
também o excesso de trabalho, onde a
população oprimida era submetida a
exaustiva e excessivas jornadas de
trabalho, as condições alimentares e
sanitárias eram precárias provocando
novas doenças como as epidemias de
cólera e tuberculose.
 A preocupação das classes dominantes
para não perder ou diminuir sua fonte de
riqueza e bem estar gerados pela força de
trabalho das classes baixas e a guerra,fez
surgir às primeiras escolas de
cinesioterapia para tratar ou reabilitar os
lesados ou mutilados que necessitavam
readquirir um mínimo de condições para
retornar a uma atividade social e
produtiva.
 A Fisioterapia passa a fazer parte da
chamada “área da saúde” e foi evoluindo
no decorrer da história, teve seus recursos
e formas de atuação quase que
exclusivamente voltado para atendimento
do indivíduo doente, para reabilitar ou
recuperar as boas condições que o
organismo perdeu.
As formas de atuação da
Fisioterapia evidenciam:
 - atuação terapêutica através do
movimento (cinesioterapia)
 - atuação terapêutica através da
eletricidade (eletroterapia)
 - atuação terapêutica através do calor
(termoterapia)
 - atuação terapêutica através do frio
(crioterapia)
 - atuação terapêutica através da
massagem (massoterapia)
No Brasil:
 A utilização desses recursos físicos na
assistência à saúde iniciou-se por volta de
1879, na época da industrialização, devido
ao grande número de acidentados do
trabalho, e seus objetivos eram voltados
para a assistência curativa e reabilitadora.
 Na década de 50 a incidência de
poliomielite atingia índices alarmantes e
como conseqüência o número de
indivíduos portadores de seqüelas
motoras e que necessitavam de uma
reabilitação para a sociedade.
 O número de pessoas acometidas pelos
acidentes de trabalho no Brasil se
apresentava como um dos maiores da
América do Sul, e essa expressiva faixa
populacional precisava ser reabilitada
para reintegrar o sistema produtivo do
país.
 EVOLUÇÃO HISTÓRICA DA
FISIOTERAPIA NO BRASIL:
1919

 Foi criado o Serviço de Eletroradiologia


na Faculdade de Medicina da USP
1929

 O médico Drº Waldo Rolim de Moraes,


instalou o serviço de fisioterapia do
Instituto Radium Arnaldo Vieira para
atender aos pacientes da Santa Casa de
Misericórdia de São Paulo.Criação e
instalação do Serviço de Fisioterapia do
Hospital das Clínicas em São Paulo
1945

 Inauguração do Hospital Municipal Barata


Ribeiro, assim começando um novo ciclo
na história da Fisioterapia no Rio de
Janeiro.
1947

 O Dr Camilo M. Abud organiza um


moderno Serviço de Fisioterapia no
Hospital Carlos Chagas em Marechal
Hermes - Rio de Janeiro.
1949
 O Dr Camilo M. Abud faz sua defesa de
tese - que se tornou um marco na história
da Fisioterapia - na Universidade do
Brasil, para ser admitido como Professor
Catedrático da cadeira de Fisioterapia
Aplicada, na então Escola Nacional de
Educação Física e Desportos
1950

 Reabertura do Serviço de Fisioterapia da


Santa casa de Misericórdia, Criação da
APAE ; Através de uma Portaria do
Ministério da Saúde, foi regulamentada a
profissão de massagista.
1951
 Surge no Brasil o primeiro curso para
formação de técnicos em fisioterapia, com
período integral e duração de um ano
(USP).
1952
 Inclusão da Cadeira de Fisioterapia na
Faculdade de Ciências Médicas no Estado
do Rio de Janeiro.
1954
 Os Doutores Valdemar Bianchi, Élvio
Fuser e outros fundaram a Sociedade
Brasileira de Fisioterapia; Último ano em
que a Escola Nacional de Educação
Física e Desportos ofereciam o curso para
formação de Massagistas; Fernando
Lemos funda no Jardim Botânico (Rio de
Janeiro) a Associação Brasileira
Beneficente de Reabilitação (ABBR).
1955
 A Escola Nacional de Educação Física e
Desportos criam um curso de formação de
Técnico em Reabilitação com a duração
de dois anos, período integral. Esses
técnicos seriam hoje chamados de
Fisioterapeutas.
1956
 Osvaldo Pinheiro de Campos, Jorge Faria
e Antonio Caio do Amaral, criam a
primeira escola de reabilitação do Rio de
Janeiro, com a finalidade de formar
especialistas em Fisioterapia e em
Terapia Ocupacional. Surge o primeiro
curso com duração de dois anos, para
atuar na reabilitação.
1969
 O Presidente Costa e Silva sofre
um(AVE)Sensibilizados com o bom
tratamento dado ao Presidente pelos
Fisioterapeutas, a Junta Militar resolve
decretar a criação da profissão; Os
Ministros da Marinha, do Exército e da
Aeronáutica, decretam a criação das
profissões de FISIOTERAPIA e T. O. e
seus auxiliares em 13 de outubro de
1969.
1975
 O Presidente Ernesto Geisel cria o Conselho Federal de
Fisioterapia e T. O (COFFITO) e o Conselho Regional
de Fisioterapia e T.O. (CREFITO), através da Lei 6316
de 17/12/1975. A criação desses Conselhos se deve a
implantação, meses antes, do Plano de Classificação de
Cargos no Serviço Público Federal, que num artifício
para tentar diminuir cargos e carreiras, englobavam
diferentes profissionais com a mesma denominação. Por
isso, que desde essa época, os Fisioterapeutas, T.O. e
Fonoaudiólogos ficaram sob a denominação de
Técnicos de Reabilitação, perdurando assim até 1984.
1984
 Surge a primeira unidade de Fisioterapia
da América do Sul, com a criação do
Serviço de Fisioterapia do Hospital da
Santa Casa de Misericórdia, equipado
com equipamentos de Hidroterapia e
Eletricidade Média;O Presidente
Figueiredo teve hérnia de disco e viu a
valorização da Fisioterapia. Nos retirou da
condição de Técnicos de Reabilitação e
colocou como Fisioterapeutas.
1994
 Através do Decreto 90.640 de 19/12/1994,
tivemos a identidade profissional
reconhecida no Serviço Público Federal.E
mais, essa Lei nos dá o direito de
AVALIAR, ORIENTAR, PRESCREVER E
COORDENAR A FISIOTERAPIA na
saúde pública em geral.