Você está na página 1de 2

Avaliando Aprend.: CCJ0011_SM_201403384134 V.

Aluno(a): JOAO WILSON DE ARAUJO Matrícula: 201403384134

Desemp.: 0,4 de 0,5 19/04/2018 18:31:08 (Finalizada)

1a Questão (Ref.:201403642925) Pontos: 0,1 / 0,1

(OAB-FGV-) Assinale a alternativa correta.

O decreto que declarar o imóvel como de interesse social, para os fins de reforma
agrária, autoriza desde já ao Município propor a ação de desapropriação.
As desapropriações de imóveis urbanos serão feitas com prévia e justa indenização. No
entanto, caso o imóvel não esteja cumprindo sua função social, poderá o Poder Público
Municipal, após a aplicação de outras medidas previstas na Constituição Federal,
desapropriar o imóvel com pagamento mediante títulos da dívida pública de emissão
prévia, aprovada pelo Senado Federal, com prazo de resgate de até 10 anos, em
parcelas anuais, iguais e sucessivas, assegurados o valor real da indenização e os juros
legais.
A declaração expropriatória, nas desapropriações por utilidade pública, é o marco para a
indenização das benfeitorias necessárias. Essas serão indenizadas se realizadas até a
data da publicação da declaração.
Segundo comando constitucional, nos casos de "desapropriação confisco", as terras
desapropriadas devem integrar, de forma permanente, o patrimônio do ente federativo
expropriante, que deverá utilizá-las para o cultivo de produtos alimentícios e
medicamentosos.
Segundo jurisprudência dos Tribunais Superiores, a imissão provisória do Poder Público
no bem, em procedimento expropriatório, na desapropriação por utilidade pública, é
inconstitucional à luz da Constituição Federal de 1988.

2a Questão (Ref.:201403505922) Pontos: 0,1 / 0,1

(OAB) A respeito do instituto da servidão administrativa, assinale a opção correta.

A servidão administrativa dispensa, em sua instituição, autorização legal.


Cabe direito a indenização em qualquer das hipóteses de servidão administrativa.
Somente mediante lei pode ser extinta uma servidão administrativa
As servidões administrativas podem decorrer diretamente da lei, de acordo ou de
sentença judicial.

3a Questão (Ref.:201403505929) Pontos: 0,0 / 0,1

(OAB/CESPE) - Com relação à intervenção do Estado na propriedade, é correto afirmar que:

os bens públicos, por serem imprescritíveis, não podem ser desapropriados


a desapropriação de bens públicos efetiva-se sempre mediante justa indenização em
títulos da dívida pública de emissão previamente aprovada pelo Senado Federal.
os Estados não podem desapropriar bens do domínio da União Federal, mas podem
desapropriar, independente de prévia autorização legislativa, bens do domínio dos
Municípios.
o prazo de caducidade do decreto expropriatório nas desapropriações por interesse social
é de cinco anos, contados da data de sua expedição.
o prazo de caducidade do decreto expropriatório nas desapropriações por utilidade
pública é de cinco anos, contados da data de sua expedição.

4a Questão (Ref.:201403994028) Pontos: 0,1 / 0,1

Genivaldo, ingressou em um ônibus de uma concessionária prestadora de serviço de transporte


coletivo urbano com a finalidade de chegar em tempo em seu trabalho. No meio do percurso, o
condutor foi obrigado a aplicar frenagem brusca, pois chovia bastante e fortes ventos causaram
a queda de uma mangueira em frente ao veículo. Com a frenagem, Genivaldo sofreu fratura de
fêmur e entorse no tornozelo, sendo necessário o atendimento emergencial em hospital
particular, que estava mais próximo do local do acidente, obrigando a vítima a desembolsar
quantia considerável pelo atendimento. Inconformado com o acidente e com a necessidade de
gastar seu dinheiro com atendimento de saúde, Genivaldo ingressou com ação de reparação de
danos contra a concessionária. Com base no relato anterior assinale a alternativa correta.

O condutor será acionado pela concessionária para recompor os gastos com a


indenização, pois, a comprovação do dolo e da culpa é desnecessária para a
responsabilização objetiva do agente.
A concessionária e o condutor responderão subjetivamente, havendo a necessidade de
comprovação de dolo ou culpa de ambos.
A concessionária será responsabilizada de forma objetiva com fundamento na Teoria
do Risco Integral.
A concessionária responde objetivamente, porém, em sua defesa poderá alegar caso
de força maior com base na Teoria do Risco Administrativo.

5a Questão (Ref.:201404166356) Pontos: 0,1 / 0,1

Os empregados públicos estão submetidos a qual regime?

São contratados e submetidos ao regime da legislação trabalhista (CLT) e ocupam


emprego público.
Estão sujeitos ao regime estatutário e ocupam emprego público.
Não estão vinculados a nenhum regime.
São contratados por tempo determinado, em caráter excepcional, para atender eventual
necessidade (urgência) de interesse público.