Você está na página 1de 3

ESTUDO DIRIGIDO

1 – Responda as questões sobre doação do estudo dirigido anterior.

2 – Diferencie doação simples de doação de encargo:

R: A doação simples é quando o doador não impõe nenhuma restrição ou encargo ao


beneficiário, nem subordina a sua eficácia a qualquer condição, já a doação de encargo o doador
impõe ao donatário uma incumbência ou dever podendo ser em seu beneficio, de terceiros ou do
interesse geral, como exposto no art. 553, cc.

3 – Marque V ou F referente a doação:

(F) A doação simples comporta aceitação tácita.

(V) A doação por merecimento do donatário pode ser regovada por ingratidão.

(F) A doação verbal não é permitida na ordem jurídica brasileira.

(F) A doação ao nascituro é inválida.

(V) Doação pura a absolutamente incapaz dispensa aceitação.

(V) A doação de ascendente a descendente caracteriza adiantamento de legitima.

(F) A doação e, forma de subvenção periódica perdurará mesmo em caso de morte do donatário.

(V) A doação beneficiando casamento futuro ficará sem efeito se o mesmo não se confirmar.

() É permitida cláusula de reversão da doação em favor de terceiro.

(V) A doação do cônjuge adúltero ao seu cúmplice é anulável.

4 – Explique os possíveis casos de revogação da doação.

R: Conforme o código civil a doação pode ser revogado por vários motivos entre eles, por
ingratidão do donatário, mas essa ingratidão somente será aceita quando o donatário atentar
contra a vida do doador ou cometer crime de homicídio doloso contra ele; se cometer contra ele
ofensa física; o injuriar gravemente ou o caluniar; e se, podendo ministrá-los, recusou ao doador
os alimentos de que esse necessitava. Essas hipóteses também se aplicam aos seus ascendentes
descendentes, ainda que adotivo, ou irmão do doador.

5 - Diferencie mútuo de comodato.

R: O comodato é o empréstimo gratuito de coisas não fungíveis sua diferença do mútuo é que
esse transfere o domínio da coisa emprestada que não é o caso do comodato. No mútuo se
assume todos os riscos deste a tradição e o mutuário é obrigado a restituir o que dele recebeu em
coisa o mesmo gênero, qualidade ou quantidade, em quanto no comodato o comodatário é
obrigado a conservar a coisa emprestada não podendo usá-la para coisa adversa do combinado.

6 – Marque V ou F relativo ao contrato de empréstimo:


(F) Tutores, curadores e administradores podem dar em comodato quaisquer bens de sues
representados/assistidos com procuração contendo poderes de administração.

(V) O contrato de comodato poderá ter prazo certo ou prazo de acordo com a natureza do “NJ”.

(V) O comodatário poderá responder por perdas e danos se não der a destinação ao bem para o
qual o contrato de empréstimo foi firmado.

(V) Constituído em mora o comodatário poderá a vir pagar aluguel ao comodante.

(V) Sob risco conjunto bens do comodante e do comodatário, este preferirá salvar os bens
daquele em virtude da gratuidade e proteção devidas dados em comodato.

(F) O mútuo é empréstimo de coisa infungíveis.

(F) No mútuo não se transfere o domínio da coisa emprestada.

7 – Explique e de exemplo de cada modalidade de contrato de depósito.

R:

8 – Em somente uma linha detalhe cada um dos arts. 627 a 652 CC/02. (Uma linha por artigo).

R:

9- Quais são as formas de extinção, da doação, do empréstimo, da locação de coisas, da


prestação de serviço, da empreitada e do depósito? Explique.

R: Na prestação de serviço o contrato se extingue com a morte de qualquer uma das partes ,
pelo escoamento do prazo, pela conclusão do serviço, pela rescisão do contrato mediante aviso
prévio, por inadimplemento de qualquer das partes ou pela impossibilidade da continuação do
contrato, motivada por força maior.

10 – Explique as formas de constituição e término do mútuo e do comodato.

R: Os empréstimos mútuos e comodato são constituídos a partir da tradição. O término do


mútuo se da pela restituição da coisa em mesmo gênero, qualidade e quantidade no prazo
estipulado pela mutuante ou pelo prazo expresso em lei, em quanto o término do comodato se
da pela devolução do objeto que foi emprestado.

11 – Explique as formas de revogação das doações.

R:

12 – Sobre a locação de coisas responda:

A – Como funciona a fixação de prazo no contrato? E sobre seu descumprimento? Explique.

R:

B – Explique ao menos 3 direitos e deveres do locador e locatário.

R:

C – Como se dá a responsabilidade civil no caso de danificação do objeto? Explique.


R:

D – Há possibilidade de se verificar evicção e vício redibitório na locação de coisas? Explique.

R: