Você está na página 1de 4
QUESTÕES – CIVIL IX MP7 1 – Assinale a alternativa INCORRETA. a) Nas obrigações com

QUESTÕES CIVIL IX

MP7

1 Assinale a alternativa INCORRETA.

a) Nas obrigações com eficácia real, sem perder seu caráter de direito a uma prestação, há a

possibilidade de oponibilidade a terceiros, quando houver anotação preventiva no registro

imobiliário, como, por exemplo, nos casos de locação e compromisso de venda.

b) Ao Direito das Obrigações interessa apenas o estudo das relações jurídicas obrigacionais

(pessoais) entre um credor (titular do direito de crédito) e um devedor (incumbido do dever de

prestar), deixando-se para o Direito das Coisas as relações e direitos de natureza real.

c) Existem obrigações, em sentido estrito, que decorrem de um direito real sobre determinada

coisa, aderindo a essa e, por isso, acompanhando-a nas modificações do seu titular. São as chamadas obrigações reais ou mistas.

d) A obrigação do condômino de contribuir para a conservação da coisa comum (art. 1.315 do

CC/2002) ou a dos vizinhos de proceder à demarcação das divisas de seus prédios (art. 1.297 do CC/2002), são consideradas obrigações com eficácia real.

e) Ao contrário das obrigações em geral, que se referem ao indivíduo que as contraiu, as

obrigações propter rem se transmitem automaticamente para o novo titular da coisa a que se relacionam.

2- A respeito do Direito das Obrigações, assinale a alternativa INCORRETA.

a) O objeto mediato da obrigação é a própria atividade positiva (ação) ou negativa (omissão) do

devedor, satisfativa do interesse do credor. Tecnicamente, essa atividade denomina-se prestação,

que terá sempre conteúdo patrimonial.

b) Poderá haver uma indeterminação subjetiva na relação obrigacional quando um devedor assina

um cheque ao portador, não sabendo quem irá recebê-lo no banco.

indeterminabilidade subjetiva passiva da relação

obrigacional.

d) Sempre que a indeterminabilidade do credor ou do devedor participar do destino natural dos

direitos oriundos da relação estaremos diante do que se convencionou chamar de obrigação ambulatória.

c)

Nas

obrigações

propter

rem

uma

Facebook: CP IURIS Instagram: @cpiuris Email: contato@cpiuris.com.br www.cpiuris.com.br
Facebook: CP IURIS
Instagram: @cpiuris
Email: contato@cpiuris.com.br
www.cpiuris.com.br
e) Os núncios são considerados figuras secundárias ou coadjuvantes da relação obrigacional. 3- São características

e) Os núncios são considerados figuras secundárias ou coadjuvantes da relação obrigacional.

3- São características fundamentais das obrigações, EXCETO:

a) Patrimonialidade

b) Relatividade

c) Autonomia

d) Mediação

e) Perpetuidade

4- Jugue as assertivas abaixo e assinale a alternativa CORRETA.

I - A dívida de jogo contraída em casa de bingo é inexigível, ainda que seu funcionamento tenha sido autorizado pelo Poder Judiciário.

II - A cobrança de dívida de jogo contraída por brasileiro em cassino que funciona legalmente no

exterior é juridicamente possível e não ofende a ordem pública, os bons costumes e a soberania

nacional.

III - Quanto ao elemento imaterial obrigacional, adota-se a teoria monista ou unitária da

obrigação, pela qual essa é consubstanciada por um único elemento: o vínculo jurídico que une

a prestação e os elementos subjetivos.

a) Todas estão corretas.

b) Apenas I está incorreta.

c) Apenas II está incorreta.

d) Apenas III está incorreta.

e) Todas estão incorretas.

5 - Assinale a alternativa INCORRETA

a) Código Civil brasileiro não traz todas as espécies de obrigações.

b) Hodiernamente predominam as hipóteses fáticas em que as partes são, ao mesmo tempo,

credoras e devedoras entre si, havendo proporcionalidade de prestações.

c) A classificação básica das obrigações, que foi

nonfacere), foi adotada pela legislação brasileira.

d) A

em

praticamente todos os Países que seguem tal modelo.

e) O pagamento de obrigação prescrita gera direito à repetição de indébito, tratando-se de

hipótese de obrigação natural.

inspirada no Direito Romano (dare, facere,

clássica

divisão

tripartida

das

obrigações

remonta

ao

Direito

Romano,

surgindo

6 - Caso a coisa, objeto de obrigação, se perca: a) por culpa do devedor,

6 - Caso a coisa, objeto de obrigação, se perca:

a) por culpa do devedor, nas obrigações de entrega de coisa incerta, responderá este pelo

equivalente, mais perdas e danos.

b) por caso fortuito ou força maior, antes da escolha, nas obrigações de coisa incerta, o devedor

continua obrigado.

c) sem culpa do devedor, responderá este por perdas e danos.

d) por culpa do devedor, antes da tradição, na obrigação da dar coisa incerta, fica resolvida a

obrigação para ambas as partes.

e)

haja ou não culpa do devedor este sempre estará obrigado as perdas e danos.

7

- Assinale a alternativa CORRETA quanto às modalidades de obrigações.

a)

Não abrange os acessórios, salvo se mencionados, a obrigação de dar coisa certa.

b)

Quando a obrigação foi de entregar coisa incerta, esta deverá ser indicada ao menos pelo

gênero e qualidade.

c) Se a coisa se perder, sem culpa do devedor, pendente a condição suspensiva, fica resolvida a

obrigação para ambas as partes caso a obrigação seja de dar coisa certa.

d) Caso a obrigação seja de restituir e esta se perder, por culpa do devedor, este responderá pelo

equivalente, mais perdas e danos.

e) Se o contrário não resultar do título da obrigação, no caso de entrega de coisa incerta, a escolha

pertence ao credor.

8 - Tratando-se de obrigações alternativas, assinale a alternativa INCORRETA.

a) Se outra coisa não foi estipulada entre as partes, a escolha cabe devedor.

b) Após a escolha, mesmo tratando-se de prestações periódicas, não pode o devedor mudar o

objeto escolhido em cada período.

c) Quando a escolha couber a vários optantes, caberá a decisão ao juiz, sempre que entre eles não

houver acordo unânime.

d) Compete a escolha ao juiz, quando o título deferir a opção a terceiro, e este não quiser, ou não

puder exercê-la.

9 - Quanto a solidariedade, assinale a alternativa CORRETA.

a) A obrigação indivisível com pluralidade de credores gera sempre obrigação solidária ativa.

pelos juros

moratórios.

c) O regime jurídico da obrigação solidária é idêntico para todos os credores ou devedores, de

modo que todos eles necessariamente terão os mesmos prazos e o mesmo o lugar de pagamento.

d) Havendo solidariedade passiva, o objeto da obrigação é sempre indivisível.

e) Se a prestação da obrigação solidária se converter em perdas e danos, extingue-se o vínculo

solidário.

b) Na

solidariedade

passiva,

todos os devedores respondem

frente

ao

credor

10 - Assinale a alternativa INCORRETA. a) Se a dívida solidária interessar exclusivamente a um

10 - Assinale a alternativa INCORRETA.

a) Se a dívida solidária interessar exclusivamente a um dos devedores, responderá este por toda

ela para com aquele que pagar.

b) Importa renúncia da solidariedade a propositura de ação pelo credor contra um ou alguns dos

devedores.

c) Todos os devedores respondem pelos juros da mora, ainda que a ação tenha sido proposta

somente contra um; mas o culpado responde aos outros pela obrigação acrescida.

d) Impossibilitando-se a prestação por culpa de um dos devedores solidários, subsiste para todos o

encargo de pagar o equivalente; mas pelas perdas e danos só responde o culpado.

e) A remissão obtida por um dos devedores não aproveita aos outros devedores, senão até a

concorrência da quantia paga ou relevada.