Você está na página 1de 2

Aula 13- Português para Enem e vestibulares – Literatura: José de Alencar

Questões
“Ele era o inimigo do rei”, nas palavras de seu biógrafo, lhe rendiam. Por isso mesmo considerava ela o ouro um
Lira Neto. Ou, ainda, “um romancista que colecionava vil metal que rebaixava os homens; e no íntimo sentia-
desafetos, azucrinava D. Pedro II e acabou inventando o se profundamente humilhada pensando que para toda
Brasil”. Assim era José de Alencar (1829-1877), o essa gente que a cercava, ela, a sua pessoa, não merecia
conhecido autor de O guarani e Iracema, tido como o uma só das bajulações que tributavam a cada um de seus
pai do romance no Brasil. Além de criar clássicos da mil contos de réis. (José de Alencar, Senhora)
literatura brasileira com temas nativistas, indianistas e 4. (MODELO ENEM) – Das expressões abaixo, qual a
históricos, ele foi também folhetinista, diretor de jornal, que conserva o sentido de “apesar de suas prendas”?
autor de peças de teatro, advogado, deputado federal e a) a despeito de suas prendas.
até ministro da Justiça. Para ajudar na descoberta das b) além de suas prendas.
múltiplas facetas desse personagem do século XIX, c) em vista de suas prendas.
parte de seu acervo inédito será digitalizada. História Viva, d) a par de suas prendas.
n.° 99, 2011. e) graças a suas prendas.
1. (Enem) Com base no texto, que trata do papel do 5. (MODELO ENEM) – Segundo o sentido geral do
escritor José de Alencar e da futura digitalização de sua texto, o ouro rebaixa os homens porque
obra, depreendesse que a) restringe seu interesse ao econômico, constituindo
a) a digitalização dos textos é importante para que os causa de aviltamento da condição humana.
leitores possam compreender seus romances. b) não lhes dá tempo de lazer, para contemplar a beleza.
b) o conhecido autor de O guarani e Iracema foi c) os torna causa das revoltas impetuosas de Aurélia.
importante porque deixou uma vasta obra literária com d) provoca a humilhação das pessoas de nobre caráter,
temática atemporal. como Aurélia.
c) a divulgação das obras de José de Alencar, por meio e) é a causa de se tornarem eles desdenhados por pessoas
da digitalização, demonstra sua importância para a orgulhosas, como Aurélia.
história do Brasil Imperial. 6. (MODELO ENEM) – Quando alude às “revoltas
d) a digitalização dos textos de José de Alencar terá mais impetuosas de Aurélia”, o texto caracteriza
importante papel na preservação da memória linguística implicitamente a personagem como
e da identidade nacional. a) impiedosa. b) arrebatada.
e) o grande romancista José de Alencar é importante c) instável. d) sentimental.
porque se destacou por sua temática indianista. e) vingativa.
O fidalgo os recebia como um rico-homem que devia 7. (MODELO ENEM) –A motivação estabelecida pelo
proteção e asilo aos vassalos. (José de Alencar, O Guarani) texto, como origem da humilhação de Aurélia, pode ser
2. (MODELO ENEM) – O trecho apresentado classificada como
evidencia uma característica do indianismo romântico a) egoísta. b) individualista.
alencariano. Assinale a alternativa correta. c) social. d) econômica.
a) Registro da sociedade carioca no século XVI. e) mórbida.
b) Descrição da cultura regional do Brasil. Texto para os testes 8 e 9
c) Preocupação com temas sociais e políticos. A alvorada abriu o dia e os olhos do guerreiro branco.
d) Apropriação da hierarquia social própria da Idade A luz da manhã dissipou os sonhos da noite, e arrancou
Média. de sua alma a lembrança do que sonhara. Ficou apenas
e) Idealização do indígena, o “bom selvagem” de um vago sentir, como fica na mouta o perfume da flor
Rousseau. que o vento da serra desfolha na madrugada.
Era o cavaleiro moço de vinte e dois anos quando muito, Não sabia onde estava.
alto, detalhe delgado, mas robusto. Tinha a face tostada À saída do bosque sagrado encontrou Iracema: a
pelo sol e sombreada por um buço negro e já espesso. virgem reclinava num tronco áspero do arvoredo; tinha
Cobria-lhe a fronte larga um chapéu desabado de baeta os olhos no chão; o sangue fugira das faces; o coração
preta. O rosto comprido, o nariz adunco, os olhos vivos lhe tremia nos lábios, como gota de orvalho nas folhas
e cintilantes davam à sua fisionomia a expressão brusca do bambu.
e alerta das aves de altaneria. Essa alma devia ter o Não tinha sorrisos, nem cores, a virgem indiana; não
arrojo e a velocidade do voo do gavião. (José de Alencar, O tem borbulhas, nem rosas, a acácia que o sol crestou; não
Gaúcho) tem azul, nem estrelas, a noite que enlutam os ventos.
3. (MODELO ENEM) – O trecho transcrito, extraído — As flores da mata já abriram aos raios do sol; as aves
de O Gaúcho, é exemplo de uma das vertentes da prosa já cantaram: disse o guerreiro. Por que só Iracema curva
romântica de José de Alencar. Trata-se da vertente a fronte e emudece?
a) urbana. b) historicista. A filha do Pajé estremeceu. Assim estremece a verde
c) regionalista. d) indianista. palma, quando a haste frágil foi abalada; rorejam de
e) memorialista. espanto as lágrimas da chuva, e os leques ciciam
Texto para as questões de 4 a 7
brandamente.
...As revoltas mais impetuosas de Aurélia eram — O guerreiro Caubi vai chegar à taba de seus irmãos.
justamente contra a riqueza que lhe servia de trono, e O estrangeiro poderá partir com o sol que vem nascendo.
sem a qual nunca por certo, apesar de suas prendas, — Iracema quer ver o estrangeiro fora dos campos dos
receberia, como rainha desdenhosa, a vassalagem que tabajaras; então a alegria voltará a seu seio.
— A juruti, quando a árvore seca, foge do ninho em I. Chegou no verão, em janeiro, quando soube que
que nasceu. Nunca mais a alegria voltará ao seio de Geraldo cancelara o contrato de locação da casa, nos
Iracema: ela vai ficar, como o tronco nu, sem ramas, Barris. Primeiro, e logo que se deu a Geraldo como uma
nem sombras. (José de Alencar, Iracema) escrava, foi o Jardim da Piedade com a casa tão perto da
8. (MODELO ENEM) É uma característica igreja que acordava com o sino batendo forte todas as
comprovável no texto: manhãs. O Campo Grande, a seguir, lugar de grandes
a) Vassalagem amorosa. árvores e muitos pássaros. Depois, o prédio magro de
b) Comunhão mundo interior/natureza. três andares na ruazinha da ladeira, no Rio Vermelho,
c) Personagem movida pelo racional. onde permaneceria os últimos quinze anos ao lado do
d) Prosa poética. mar e de Geraldo. E dali, após vender os móveis para
e) Evasionismo para a morte. apurar um pouco mais de dinheiro, dali saiu enxotada
9. (MODELO ENEM) Todas as afirmativas são para o Bângala. FILHO, Adonias. O Largo da Palma. Novelas. Rio
verdadeiras quanto à obra Iracema, exceto: de Janeiro: Civilização Brasileira, 1981. p. 29.
a) O título da obra pode ser considerado anagrama de II. No momento de ajoelhar aos pés do celebrante, e de
América, indício de caráter indianista. pronunciar o voto perpétuo que a ligava ao destino do
b) Iracema e Martim representam, respectivamente, o homem por ela escolhido, Aurélia, com o decoro que
mundo selvagem e o mundo civilizado. revestia seus menores gestos e movimentos, curvara a
c) A amostragem da formação da nação brasileira é fronte, envolvendo-se pudicamente nas sombras
propósito da construção da narrativa. diáfanas dos cândidos véus de noiva.
d) O nome da personagem Moacir, filho de Iracema e Malgrado seu, porém, o contentamento que lhe enchia o
Martim, significa o “filho do sofrimento”. coração e estava a borbotar nos olhos cintilantes e nos
e) Poti, como “bom selvagem”, mostra a integridade do lábios aljofrados de sorrisos, erigia-lhe aquela fronte
indígena. gentil, cingida nesse instante por uma auréola de júbilo.
À direita do terreiro, adumbra-se* na escuridão um No altivo realce da cabeça e no enlevo das feições cuja
maciço de construções, ao qual às vezes recortam no formosura se toucava de lumes esplêndidos, estava-se
azul do céu os trêmulos vislumbres das labaredas debuxando a soberba expressão do triunfo, que exalta a
fustigadas pelo vento. mulher quando consegue a realidade de um desejo
(...) férvido e longamente ansiado. ALENCAR, José de. Senhora.
É aí o quartel ou quadrado da fazenda, nome que tem 11. (Uneb) O texto II faz parte do romance Senhora, de
um grande pátio cercado de senzalas, às vezes com José de Alencar, obra representativa do Romantismo no
alpendrada corrida em volta, e um ou dois portões que o Brasil. Comparando-o com o texto I, inserido na
fecham como praça d’armas. narrativa O Largo da Palma, sobre as figuras femininas
Em torno da fogueira, já esbarrondada pelo chão, que em foco está correto o que se afirma na alternativa
ela cobriu de brasido e cinzas, dançam os pretos o samba a) Os perfis de Aurélia e Eliane atendem ao gosto
com um frenesi que toca o delírio. Não se descreve, nem estético romântico.
se imagina esse desesperado saracoteio, no qual todo o b) Aurélia e Eliane são enfocadas como estereótipos da
corpo estremece, pula, sacode, gira, bamboleia, como se mulher presa a convenções sociais.
quisesse desgrudar-se. c) Aurélia e Eliane são personagens — cada uma em sua
Tudo salta, até os crioulinhos que esperneiam no época — representativas de um ideal de mulher a ser
cangote das mães, ou se enrolam nas saias das raparigas. atingido.
Os mais taludos viram cambalhotas e pincham à guisa d) Os textos, embora se enquadrem em épocas literárias
de sapos em roda do terreiro. Um desses corta jaca no distintas, apresentam o ser feminino como vítima de um
espinhaço do pai, negro fornido, que não sabendo mais destino previamente traçado.
como desconjuntar-se, atirou consigo ao chão e e) Aurélia é apresentada sob uma perspectiva de
começou de rabanar como um peixe em seco. (...) idealização; já Eliane é mostrada como uma mulher
José de Alencar, Til. carente, que se frustra nas relações amorosas.
(*) “adumbra-se” = delineia-se, esboça-se. 12. (FUVEST-SP) Sobre o romance indianista de José
10. (Fuvest) Considerada no contexto histórico a que se de Alencar, pode-se afirmar que:
refere Til, a desenvoltura com que os escravos, no a) analisa as reações psicológicas da personagem como
excerto, se entregam à dança é representativa do fato de um efeito das influências sociais.
que b) é um composto resultante de formas originais do
a) a escravidão, no Brasil, tal como ocorreu na América conto.
do Norte e no Caribe, foi branda. c) dá forma ao herói amalgamando-o à vida da natureza.
b) se permitia a eles, em ocasiões especiais e sob d) representa contestação política ao domínio português.
vigilância, que festejassem a seu modo. e) mantém-se preso aos modelos legados pelos
c) teve início nas fazendas de café o sincretismo das clássicos.
culturas negra e branca, que viria a caracterizar a cultura
brasileira.
d) o narrador entendia que o samba de terreiro era, em
realidade, um ritual umbandista disfarçado.
e) foi a generalização, entre eles, do alcoolismo, que
tornou antieconômica a exploração da mão de obra
escrava nos cafezais paulistas.