Você está na página 1de 8

UEB PRIMAVERA – PLANO DE CURSO

Turno: Vesp. Ensino Fundamental Série: 8º ANO – Turma 81 Etapa: 1ª Ciclo: 4º

Ano Letivo: 2018 Componente Curricular: Ensino Religioso Professora: DANIELLE CASTRO DA SILVA

CAPACIDADE E COMPONENTES CONTEÚDOS TIPOS DE SITUAÇÕES DE ENSINO E INSTRUMENTOS DE


CURRICULARES (O QUE PRECISAMOS ENSINAR PARA QUE OS/AS APRENDIZAGEM AVALIAÇÃO
(O QUE PRETENDEMOS QUE OS ALUNOS/AS DESENVOLVAM AS CAPACIDADES (TIPOS DE ATIVIDADES QUE FAVORECEM O
ALUNOS/AS DESENVOLVAM) PRETENDIDAS) DESENVOLVIMENTO DESSAS CAPACIDADES
1º PERÍODO

 Questões da existência humana;

 Ler produções literárias de  Por que estudar sobre religiosidade?  Leitura e discussão de textos;  Avaliação da
autores da literatura capacidade de
brasileira dos séculos XX e  Religião e tolerância: convivendo com a diversidade; socialização com os
XIX, percebendo a literatura  Leitura demais e do respeito
 A religião e o sagrado; e análise de textos
como produção recomendados; ao outro no ambiente
historicamente situada e,  As relações dos seres humanos com o fenômeno de sala de aula e no
ainda assim, atemporal e religioso: o que é ser ateu, agnóstico, deísta contexto escolar;
universal. (monoteísta e politeísta) e panteísta;

 Compreender a presença  Conceitos básicos nas relações da humanidade com


 Atividades pré-selecionadas a respeito  Participação das
do cânone ocidental, o fenômeno religioso: conceito de mundo; a criação
dos conteúdos trabalhados; atividades realizadas
principalmente da literatura da humanidade; compreensão da morte; cerimônias
portuguesa, no processo de em turma;
rituais; oração; sacrifício; oferenda; ritos de
constituição da literatura passagem;
brasileira, a partir da leitura
de autores dessas  Ética, organização religiosa, experiência e misticismo.  Análise da
 Realização de projetos pedagógicos
literaturas, percebendo capacidade de
2º PERÍODO interdisciplinares;
assimilações e rupturas, na oralização e de
busca de uma identidade argumentação em
nacional.
 Analisar a relação entre  Tipos de religião: religiões primais; religiões nacionais; debates e outros
gêneros literários em prosa religiões mundiais; religiões ocidentais; religiões momentos;
e em verso e seus contextos  Desenvolvimento de gêneros textuais
orientais;
de produção (ideologias, diversos;
vozes sociais, outros textos,  RELIGIÕES E FILOSOFIAS ORIENTAIS: hinduísmo e
 Avaliação teórica
tradições, movimentos jainismo; budismo; confucionismo; taoísmo;
formal envolvendo o
culturais etc.), xintoísmo; tenri-kyo; seicho-no-ie; igreja messiânica
que foi trabalhado em
considerando também o mundial.
 Realização de debates; sala de aula e em
modo como a obra dialoga 3º PERÍODO outros ambientes
com o presente. escolares.
 RELIGIÕES OCIDENTAIS E DO ORIENTE MÉDIO:
 Perceber aproximações religiões primais; judaísmo; islamismo; cristianismo
entre a literatura e outras (os primeiros cristãos, igreja católica romana; igreja
manifestações artísticas,  Realização de seminários;  Avaliação do
ortodoxa; protestantismo – igreja luterana,
como a música, as artes desempenho discente
metodistas, batistas, exército da salvação, quakers,
plásticas, a pintura e a em seminários,
adventistas, pentecostalismo, movimento ecumênico,
arquitetura, considerado projetos e outras
testemunhas de jeová e mórmons)
seu contexto de produção. atividades
4º PERÍODO  Interação verbal e escrita entre os programadas durante
 Analisar, na leitura de discentes inter-classes; o ano letivo.
gêneros literários em prosa,  Compreensão da realidade – atitude para com a
estratégias narrativas mais humanidade e valores éticos: humanismo,
complexas (como enredo materialismo, marxismo, secularização e nova
de cunho psicológico, espiritualidade;
tempo não linear,  Interação verbal e escrita com a
inovações nas formas de  Novas tendências religiosas: sincretismo; tendências
comunidade escolar em geral.
registrar as falas dos esotéricas (astrologia, espiritismo, ufologia);
personagens e vozes do  A ética na humanidade e a liberdade religiosa;
texto) e compreender a
relação entre essas escolhas  O panorama religioso no Brasil: diversidade cristã; o
e os efeitos de sentido protestantismo; pentecostalismo; religiões não cristãs
pretendidos. no Brasil (espiritismo, religiões afro-brasileiras –
candomblé, umbanda, xangô, mina e terecô);
 Identificar, em gêneros
literários em prosa e em  Ateus e agnósticos no Brasil.
verso, recursos sonoros,
ritmos (rimas, aliterações,
assonâncias, repetições) e
gráfico-visuais,
reconhecendo os efeitos de
sentido que esses recursos
podem envolver.

 Interpretar recursos
expressivos que envolvam a
dimensão imagética do
texto literário (comparação,
metáfora, metonímia,
personificação, antíteses) e
compreender a natureza
desses recursos, a partir da
leitura de textos em prosa
ou em verso.

 Aprofundar a compreensão
sobre a forma como as
orações se articulam na
formação do período
composto; analisar a
estrutura dessas sentenças
complexas, reconhecendo
diferenças entre os
processos de coordenação
e subordinação e entre
orações substantivas,
adjetivas e adverbiais.

 Compreender algumas
regras de uso da vírgula: uso
em sintagmas que sofrem
deslocamentos na sentença
e na marcação da elipse, na
articulação das orações
dentro do período
composto, na marcação de
expressões e orações
intercaladas.

 Compreender o
funcionamento do
pronome relativo como um
articulador de orações
dentro do período, seu
papel na referenciação;
comparar seu uso no
português brasileiro com as
prescrições da norma
padrão para fazer escolhas
adequadas à situação
comunicativa.

 Refletir sobre a relação


fala/escrita, consideradas
essas modalidades dentro
de um contínuo de
variações, relacionando
marcas específicas da
oralidade às marcas
correspondentes na escrita.

 Conhecer alguns recursos


discursivos de exposição
oral, como a utilização de
organizadores/ordenadores
da fala (em primeiro lugar,
uma segunda questão), ou a
apresentação prévia do
plano de exposição.

 Compreender a função das


aspas: no discurso citado,
na marcação de sentido
aproximado, metafórico, na
marcação da ironia.

REFERÊNCIAS

BARTHES, Roland. O prazer do texto. São Paulo: Perspectiva, 2012.

BECHARA, Evanildo. Moderna gramática portuguesa. 37.ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2013.

BERGAMIN, Cecília et all. Ser protagonista: Língua Portuguesa. São Paulo: SM, 2015.

BOSI, Alfredo. História concisa da literatura brasileira. São Paulo: Cultrix, 2010.

CEREJA, William Roberto et MAGALHÃES, Thereza Cochar. Português: linguagens. 9.ed. São Paulo: Saraiva, 2013.

FIORIN, José Luiz et SAVIOLI, Francisco Platão. Para entender o texto: leitura e redação. 16.ed. São Paulo: Ática, 2012.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler. Em três artigos que se completam. 29.ed. São Paulo: Cortez, 1992.

GERALDI, João Wanderley (org.). O texto na sala de aula. São Paulo: Ática, 2011.

KOCK, Ingedore Villaça et ELIAS, Vanda Maria. Ler e compreender: os sentidos do texto. São Paulo: Editora Contexto, 2012.

_____. Ler e escrever: estratégias de produção textual. São Paulo: Editora Contexto, 2012.

_____. Desvendando os segredos do texto. São Paulo: Cortez, 2013.

NICOLA, José de et INFANTE, Ulisses. Gramática contemporânea da Língua Portuguesa. São Paulo: Scipione, 2012.

TERRA, Ernani. Curso prático de gramática. São Paulo: Scipione, 2013.


CE MANOEL BECKMAN – PLANO DE CURSO

Turno: Mat. Ensino Médio Série: 2º ANO – Turmas 200, 201, 202 e 203

Ano Letivo: 2018 Componente Curricular: Língua Portuguesa – Leitura e Produção Textual Professora: DANIELLE CASTRO DA SILVA

CAPACIDADES CONTEÚDOS TIPOS E SITUAÇÕES INSTRUMENTOS DE


DE APRENDIZAGEM AVALIAÇÃO

1º PERÍODO

 Analisar, na leitura de gêneros literários em prosa, estratégias narrativas mais  Avaliação diagnóstica;  Leitura e discussão  Avaliação da
complexas (como enredo de cunho psicológico, tempo não linear, inovações
de textos; capacidade de
nas formas de registrar as falas dos personagens e vozes do texto) e  GÊNEROS TEXTUAIS:
conceituação e análise da socialização com
compreender a relação entre essas escolhas e os efeitos de sentido
pretendidos. função dos gêneros no  Leitura e análise os demais e do
panorama literário universal de textos respeito ao outro
 Avaliar, em gêneros que envolvam argumentação, o uso de recursos retóricos (narrar, relatar, expor e recomendados; no ambiente de
próprios da fala, como a repetição enfática, a entonação, gestos etc. argumentar) sala de aula e no
contexto escolar;
 Planejar a participação em debate sobre tema previamente definido, a partir  GÊNEROS TEXTUAIS
do levantamento de argumentos que sustentem estratégias de contestação CLÁSSICOS: lírico, épico e  Atividades pré-
do argumento do outro. dramático; selecionadas a  Participação
respeito dos das atividades
 Utilizar, na escrita de gêneros que envolvam contra-argumentação, recursos  GÊNEROS TEXTUAIS conteúdos realizadas em
que sinalizem os posicionamentos em confronto, como aqueles que denotam NARRATIVOS: elementos; trabalhados; turma;
oposição, ressalva, concessão etc. estrutura e tipos de gêneros
narrativos.
 Análise da
capacidade de
 Realização de oralização e de
 Revisar o texto, avaliando especialmente a eficácia da argumentação, através  PRODUÇÃO E ANÁLISE DE projetos argumentação
da utilização de recursos como a elaboração do título, a utilização de TEXTOS NARRATIVOS. em debates e
pedagógicos
perguntas retóricas, os recursos de ênfase etc.
interdisciplinares; outros
 Revisar o texto escrito, avaliando sua adequação a convenções normativas, a momentos;
partir da consideração de seu contexto de produção.
2º PERÍODO  Desenvolvimento  Avaliação teórica
 Tomar nota de aulas, palestras, seminários, produzindo sínteses, com de gêneros formal
reflexões próprias.  NARRAR: A crônica, o conto,
textuais diversos; envolvendo o
o romance, a novela, os
 Expor resultados de pesquisa e estudo em seminários e outros gêneros orais contos de fada, as lendas e os que foi
com essa finalidade, a partir de um planejamento que considere o conteúdo mitos; trabalhado em
da fala e sua ordenação.  Realização de sala de aula e em
 Produção e análise de textos debates; outros ambientes
 Selecionar informações relevantes de fontes diversas (inclusive digitais), narrativos trabalhados no escolares.
avaliando a qualidade e a utilidade dessas fontes para a realização de período.
pesquisas.
 Realização de  Avaliação do
3º PERÍODO
 Reconhecer traços da linguagem dos gêneros relacionados à produção de seminários; desempenho
conhecimento: uso de vocabulário técnico/especializado, registro formal de  RELATAR: a biografia e a discente em
linguagem, efeito discursivo de objetividade, recurso à citação. autobiografia; seminários,
 Interação verbal e projetos e outras
 Ser capaz de desenvolver projeto que contemple atividades como o  EXPOR: Artigo científico, escrita entre os atividades
levantamento de fontes de conhecimento, análise e relato dos resultados. resumo, seminário e sinopse.
discentes inter- programadas
 Produzir resumos de textos didáticos e de divulgação científica,  Produção e análise de textos classes; durante o ano
compreendendo que o resumo, além de diversos usos sociais, é uma narrativos trabalhados no letivo.
estratégia de leitura e de estudo. período.
 Interação verbal e
 Produzir resenhas de livros ou documentários de divulgação científica,
4º PERÍODO escrita com a
descrevendo e avaliando as obras resenhadas, com reflexão sobre as vozes
envolvidas (do resenhador, do autor da obra, dos autores dos textos citados comunidade
na obra).  ARGUMENTAR: editorial, escolar em geral.
resenha crítica, debate
 Produzir textos escritos voltados para a divulgação do conhecimento, regrado e artigo de opinião.
reconhecendo traços da linguagem desses textos e fazendo uso consciente
das estratégias de impessoalização da linguagem.  Produção e análise de textos
narrativos trabalhados no
período.
REFERÊNCIAS

ABAURRE, Maria Luiza M. et all. Português: contexto, interlocução e sentido. 2. Ed. São Paulo: Moderna, 2013.

BARTHES, Roland. O prazer do texto. São Paulo: Perspectiva, 2012.

BERGAMIN, Cecília et all. Ser protagonista: Língua Portuguesa. São Paulo: SM, 2015.

CEREJA, William Roberto et MAGALHÃES, Thereza Cochar. Português: linguagens. 9.ed. São Paulo: Saraiva, 2013.FIORIN, José Luiz et SAVIOLI, Francisco Platão.
Para entender o texto: leitura e redação. 16.ed. São Paulo: Ática, 2012.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler. Em três artigos que se completam. 29.ed. São Paulo: Cortez, 1992.

GERALDI, João Wanderley (org.). O texto na sala de aula. São Paulo: Ática, 2011.

KOCK, Ingedore Villaça et ELIAS, Vanda Maria. Ler e compreender: os sentidos do texto. São Paulo: Editora Contexto, 2012.

_____. Ler e escrever: estratégias de produção textual. São Paulo: Editora Contexto, 2012.

_____. Desvendando os segredos do texto. São Paulo: Cortez, 2013.