Você está na página 1de 18

A supremacia de Cristo.

Colossenses 1.13-20:
13. Ele nos libertou do poder das trevas e nos transportou
para o Reino do seu Filho amado, 14. em quem temos a
redenção, a remissão dos pecados.
15. Ele é a imagem do Deus invisível, o primogênito de
toda a criação. 16. Pois nele foram criadas todas as coisas,
nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam
tronos, sejam soberanias, quer principados, quer
potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele. 17.
Ele é antes de todas as coisas. Nele tudo subsiste. 18. Ele é
a cabeça do corpo, que é a igreja. Ele é o princípio, o
primogênito dentre os mortos, para ter a primazia em todas
as coisas. 19. Porque Deus achou por bem que, nele,
residisse toda a plenitude 20. e que, havendo feito a
paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele,
reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, quer sobre a
terra, quer nos céus.
Introdução:
Sabe quando a gente se depara com alguma pessoa que a
gente não conhece muito bem, não conhece de onde a
pessoa veio e nem o que a pessoa faz?
O máximo de contato é um cumprimento que a gente faz.
Quando a gente encontra a pessoa em um supermercado,
shopping a gente não sabe se cumprimenta, se deve se
aproximar da pessoa, de deixa passar batido...

Quem é:
A gente não conhece muito bem os assuntos que a pessoa
gosta.
O que ela faz:
A gente não conhece o que a pessoa faz.
A gente não conhece muito bem as diversões da pessoa,
como ela passa o tempo livre dela.
Não conhecemos muito bem o que a pessoa já conquistou,
tudo o que a pessoa já realizou em sua vida.
Mostrar as consequências de se não conhecer a pessoa
corretamente:
 Imagine que essa pessoa que você se depara seja o
próximo Bill Gates, ou o próximo Steve Jobs.
Se a gente realmente conhecer essa pessoa, nossa
vida mudaria completamente.
Nos seriamos conhecidos e conheceríamos o homem que
fez algo que atingiu o mundo inteiro. A obra da pessoa que
mudou o mundo.
Nós estamos rodeados de pessoas que não conhecemos
muito muito bem e
Eu acredito que muitos cristãos hoje em dia passam
pela mesma situação com relação a Jesus.

*Não conhecem muito bem quem é Jesus;


*Não conhecem muito bem o que ele veio fazer aqui;
*E principalmente não conhecem muito bem os resultados
daquilo que ele fez.

É por esse motivo que eu escolhi este texto. Porque nele


Paulo vai falar o que Jesus veio fazer aqui (v.13-14)
Paulo vai falar quem é Jesus (v.15-18).
Paulo vai falar sobre os resultados daquilo que Jesus fez
(v.19-23).
1º Trouxe libertação aos homens a quem deu a redenção
dos pecados - o que ele veio fazer aqui (v.13-14).
13. Ele nos libertou do poder das trevas e nos transportou para o Reino do
seu Filho amado, 14. em quem temos a redenção, a remissão dos pecados.

 Ele nos livrou do poder das trevas:

Ele nos livrou do poder das trevas, isto é, estávamos


sob, estamos dominados, pelo poder das trevas.
Poder das trevas = O diabo e todo o sistema no
mundo que não comunga, não aceita, não se submete,
não gosta, que odeia Jesus Cristo e sua verdade.

Éramos dominados pelo poder de diabo e do mundo,


do sistema que odeia o Cristo.

Ilustração: C.S Lewis escreveu um livro chamado


Cartas de um diabo a seu aprendiz, nele C.S Lewis
descreve a orientação de um diabo mais velho a outro
jovem diabo e como este deve tentar, dominar as
pessoas que ele descreve na história. Na história ele
relata as artimanhas que o diabo mais velho ensina
para o diabo mais novo, para que este pudesse fazer
com que as pessoas andassem segundo o pecado,
segundo as tentações da carne, segundo o rumo que
este mundo toma contra Deus.
E nós, antes de sermos trazidos para a luz, estávamos
direcionados, conduzidos a andar dessa forma.
Aquele que domina as pessoas aí deste mundo, não é
visível, muitas vezes não é crido, não se demostra, mas
sorrateiramente, dirige todo o mundo. Ele atua em toda
a humanidade.

Cidadãos deste mundo tenebroso:


 Os que vivem sob o domínio do diabo, isto é, aqueles
que não foram transportados para o reino de Deus,
vivem neste sistema ante Jesus Cristo, não contrário a
tudo o que acontece no mundo, mas como cidadãos
amantes dessa cultura que existe no sistema que está
dominado pelo diabo.
Ou seja, os homens moram, vivem em um mundo em
que o governador é satanás e os cidadãos deste
sistema gosta do que se encontra neste mundo, não
são cidadãos que odeiam o mundo que o diabo
controla, pelo contrário, não cidadãos que amam
aquilo que se encontra neste mundo.
Ou seja, temos um sistema que é governado pelo
diabo que tem cidadãos confortáveis com a cultura
que se encontra neste sistema.
O cenário então é de um governador com cidadãos,
juntos pela mesma paixão, um amor por ser contra
tudo aquilo que se chama Deus.
Nem mesmo o domínio de um pai ou de uma mãe sobre
seu filho chega perto ao domínio, o controle que o diabo
tem sobre aqueles que estão debaixo do seu poder.

As pessoas que não se encontram em Cristo estão sob o


poder de satanás tanto quanto você está sobre o poder da
fome.

Mas aqueles que se encontram em Cristo, estes foram


transportados deste domínio de satanás, para estar sob
outro domínio, o domínio de Cristo.
Quando temos a remissão dos pecados, nós somos
colocados dentro de um Reino, cujo senhor é Jesus e isso
significa que aqueles que se encontram dentro deste reino
deve estar submetido ao Senhor do Reino, cumprindo a
sua vontade, seguindo os seus mandamentos.
Nesta mudança de domínio, nós deixamos de participar da
cultura do antigo império das trevas.
Se voce já foi transportado para o reino do Filho Amado
voce sabe como foi essa transação de um domínio do
império das trevas para o reino de Cristo.

Ilustração experiencial: Sabe quando você deixa de


mentir, mesmo que isto custe sua imagem ou algum
respeito?
Quando você tem uma tranquilidade mesmo em meio a
vários problemas, porque você tem uma confiança em
Deus?
Quando você abre mão de estar em primeiro lugar, abre
mão de ganhar algo, abre mão de alguma coisa que você
deseja pelo bem do próximo?
Quando alguém te faz algum mal e você não devolve na
mesma moeda, mas devolve o mal com um bem?

Tudo todas essas coisas começam aparecer em sua vida,


você prova que deixou de ser dominado pelo poder das
trevas e que agora voce está submetido ao senhorio de
Cristo.
Depois de Paulo falar sobre o que Cristo fez por nós,
ele passa a falar sobre a pessoa de Jesus.
2º A primazia de Cristo - quem é Jesus (v.15-18).
15. Ele é a imagem do Deus invisível, o primogênito de
toda a criação. 16. Pois nele foram criadas todas as coisas,
nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam
tronos, sejam soberanias, quer principados, quer
potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele. 17.
Ele é antes de todas as coisas. Nele tudo subsiste. 18. Ele é
a cabeça do corpo, que é a igreja. Ele é o princípio, o
primogênito dentre os mortos, para ter a primazia em todas
as coisas.
Ele é a imagem do Deus invisível
Eu já vi várias vezes dúvidas com relação a pessoa de
Deus. Como Deus é? Ele é um Deus bravo?
Na própria escritura temos essa questão,
Em João 14.8 Felipe diz:
“Mostra-nos o Pai, e isto nos basta!”
Mais o próprio Jesus respondeu “há tanto tempo estou
convosco, e não me tens conhecido?”
Se voce quer conhecer o Pai você precisa olhar para Jesus,
Toda a revelação de quem Deus o Pai é, de Genesis com
todos as manifestações de Deus em monte com chamas e
mandamentos de morte, em punições terríveis, até toda a
atitude de enviar o seu filho, narrado nos evangelho, a
pessoa do Pai encontra-se em Cristo.
Como Cristo revela a imagem do Deus invisível? (ler)
Cristo revela a imagem do Deus invisível ao mostrar seu
amor ao morrer por nós, sendo nós ainda pecadores.
Cristo é aquele que revela a imagem do Deus invisível,
tomando a nossa carne humana, algo que é visível e na
cruz perdoa o pecado do ladrão que estava ao seu lado e
toda a zombaria daqueles que o crucificaram.
Cristo é aquele que revela a imagem do Deus invisível
estando dentro de um barco, aqui na terra e ao revoltar-se
o mar ele se levanta e com autoridade da ordem as águas
e elas se acalmam.
Cristo é aquele que revela a imagem do Deus invisível
tendo autoridade sobre todos os poderes invisíveis como
demônios e anjos.
Cristo é aquele que revela a imagem do Deus invisível
quando diante de um morto com autoridade dá ordem
para que morto se levante e volte a viver. Como ele disse:
Lázaro venha para fora!
Cristo é aquele que revela a imagem do Deus invisível ao
demostrar ira e justiça aos escribas e fariseus que
transformaram a casa de oração em um covil de ladrões.
Se voce deseja conhecer a Deus voce deve olhar para
Cristo!
O primogênito de toda a criação (v.15)
Isto é, aquele que é favorecido, como um primogênito que
herda um patrimônio familiar e como aquele que como
um primogênito nas escrituras, não simplesmente recebe
algo, mas tem o mesmo papel, as mesmas obrigações
que o pai.
Ou seja, Cristo é aquele que tem a primazia sobre todas as
coisas, tudo pertence a ele e por ser o primogênito Cristo
tem o mesmo poder que o Pai para dirigir a criação.

Nele foram criadas todas as coisas


16. Pois nele foram criadas todas as coisas, nos céus e
sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos,
sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo
foi criado por meio dele e para ele.
Nele foi criado todas as coisas, isto é, por meio de Cristo e
para o Senhor Jesus Cristo tudo foi criado.
Desde a bola gigante no céu que clareia a noite, a bola de
fogo gigante no céu que clareia o dia, todas as criaturas
invisíveis que existe, com todo o seu poder, até as coisas
minúsculas como a flor no meio da floresta amazônica que
ninguém vai ver. Ela nasce por meio dele e para ele.
Como o apostolo Paulo diz em Atos 17.28:
“Pois nele vivemos, nos movemos e existimos”
Em nenhum momento, nada escapa da pessoa de Cristo,
cada coisa que existe, vive nele, se move nele e existe nele
e sem Cristo, tudo para, tudo morre, tudo deixa de existir.

Nele tudo subsiste.


17. Ele é antes de todas as coisas. Nele tudo subsiste.
A ideia de subsistir é de ter força, todas as coisas se
mantem porque tudo existe nele e por ele tudo mantem sua
força. O sol, as estrelas, essa bola gigante azul que
estamos agora, todas as galáxias, todas as pessoas, todos
os animais, todas as plantas, todas as montanhas, todas
as coisas se mantem, subsiste em Cristo, nada tem força,
nada se mantem, nada pode existir autonomamente sem
Cristo, pois nele tudo subsiste.

Ele é a cabeça do corpo e o primogênito dentre os mortos


18. Ele é a cabeça do corpo, que é a igreja. Ele é o
princípio, o primogênito dentre os mortos, para ter a
primazia em todas as coisas.
Por ser o cabeça, Cristo é aquele que tem toda a autoridade
e aquele que protege a igreja e por ser o primogênito
dentre os mortos ele é o primeiro que ressuscitou dos
mortos e foi glorificado, com isso ele se torna a nossa
garantia na nossa ressurreição.
Como disse o apostolo Paulo:
“Se o Espírito daquele que ressuscitou Jesus dentre os
mortos habita em vocês, aquele que ressuscitou a Cristo
dentre os mortos também dará vida a seus corpos mortais,
por meio do seu Espírito, que habita em vocês.” Romanos
8:11
Cristo é a garantia da nossa ressurreição por ser o
primogênito dentre os mortos.

3º A reconciliação de todas as coisas por


meio de Cristo - os resultados daquilo que ele
fez (v.19-23).
19. Porque Deus achou por bem que, nele, residisse toda a
plenitude 20. e que, havendo feito a paz pelo sangue da
sua cruz, por meio dele, reconciliasse consigo mesmo
todas as coisas, quer sobre a terra, quer nos céus.

A reconciliação de todas as coisas por meio de Cristo -


os resultados daquilo que ele fez.
19. Porque Deus achou por bem que, nele, residisse toda a
plenitude 20. e que, havendo feito a paz pelo sangue da
sua cruz, por meio dele, reconciliasse consigo mesmo
todas as coisas, quer sobre a terra, quer nos céus.

Depois de Paulo falar sobre o que Jesus veio fazer aqui e


quem é Jesus, neste momento ele começa a falar sobre o
resultado daquilo que ele fez, o resultado da reconciliação
de todas as coisas.

Eu acredito que a necessidade deste último ponto é o mais


necessário para a igreja de nossos dias.
Durante muito tempo a igreja se encontra com uma
compreensão errada ou limita do significado da obra
redentora ou reconciliadora de Cristo naquela cruz.

Explicação da totalidade da reconciliação.


A obra de Cristo na cruz foi para trazer a reconciliação
não somente dos seres humanos que se rebelam contra
Deus, mas para trazer a conciliação de todas as coisas que
o pecado afetou e isso inclui a humanidade.
A igreja vem limitando o trabalho de reconciliação de
todas as coisas para somente a salvação de vidas, tudo o
mais é deixado de lado, mas o nosso texto diz que Cristo
morreu para reconciliar todas as coisas.
Cristo derramou o seu sangue para que toda a criação
parasse de estar em rebelião e total destruição e inutilidade
para que voltasse a estar em paz com Deus, em harmonia
com toda a sua lei e em desenvolvimento, como ele
ordenou em Genesis, para que nós cultivássemos o jardim.
O evangelho, a obra de Cristo toda todas as coisas em que
o pecado afetou e ele afetou tudo o que existe.

O pecado invade o mundo, todas as áreas.


Quando o pecado invade o mundo, ele destrói todas as
coisas, ele traz resultados sobre o nosso trabalho, sobre
nossa mente sobre a criação e consequentemente sobre
tudo aquilo que fazemos, seja a educação que damos
para os nossos filhos, seja política, seja a tecnologia, as
músicas, a cultura de modo geral, todas as coisas estão
em pecado, afetas pelo pecado e isso inclui toda a
humanidade.

A reconciliação é feita através de nós.


A reconciliação de todas as coisas é feita através de nós,
Cristo morreu e ressuscitou para que tivéssemos a
salvação e temos a salvação através da pregação que é
feita por nós, ou seja, a obra da reconciliação é feita a
traves de nós e isso não se resume a pregação do
evangelho para salvação de vidas isso diz respeito a tudo.
Um teólogo chamado John Frame comenta sobre isso
dizendo:
“Todas as vezes que consertamos algo na criação
amaldiçoada, mesmo uma torneira vazando,
participamos da reconciliação divina de todas as coisas”.
Isso soa estranho para igreja em nossos dias porque
achamos que Cristo reconcilia somente pecadores consigo
mesmo, mas não o mundo inteiro e por causa dessa
limitação na compreensão da obra de Cristo é que
precisamos entender mais sobre ele e o que ele fez.
Exortação a não se limitar em pregação e oração.
Igreja não se restrinja a achar que seu trabalho de atuação
neste mundo é somente com relação a pregação do
evangelho e oração, se voce achar que se resume a isso,
provavelmente sua vida terá significado somente aos
domingos.
Sua obra é de restauração de todas as coisas e de
desenvolver aquilo que Deus nos deu.
Não são todos pastores, nem mestres, nem evangelistas
nem missionários, na verdade dentro de uma igreja a
maioria são pessoas comuns vivendo suas vidas durante a
semana como qualquer outra e se não entender a obra de
Cristo e a implicação dela pra nossas vidas, nos teremos
pouco significado dentro deste mundo, dentro de nossas
atividades durante nossos dias aqui na terra.

Aplicação:
Jovem – Você jovem que estuda, existe tanta matéria na
sua escola que esta distorcia por conta do pecado, existe
tanto trabalho e lição que vem cheia de distorção da
verdade, lembre-se o pecado toca todas as coisas e isso
inclui professores que estão sobre o poder das trevas que
tem suas mentes deturpadas e que estão ensinando nas
escolas aí fora. Lembre-se que seu papel é de trazer a
reconciliação de todas as coisas e isso incluí a educação as
ditas verdades que são ensinas, mas que na verdade são
falsas.

Trabalhadores e trabalhadores - Voce que trabalha talvez


concertando coisas, lembre-se que o pecado afetou a
criação e a deixou sobre maldição, como é falado em Rm
8.20. Seu papel é de restaurar aquilo que é destruído,
aquilo que é afetado por conta do pecado, lembre-se,
Cristo morreu e reconciliará todas as coisas, tudo aquilo
que foi afetado por conta do pecado ele no final das contas
terminará a obra, mas cabe a nós agir, atuar nessa
reconciliação.
Ou voce que trabalha criando coisas, esta é uma maneira
de atuação na obra de reconciliação de todas as coisas,
aquilo que foi sujeito a vaidade, aquilo que dado por Deus
a nós deve ser utilizado para se seja desenvolvido essa é
nossa obrigação, este também é o nosso papel, sempre
sobrepondo a atuação de satanás e toda a humanidade que
rejeita a Cristo e que utiliza aquilo que ele nos dá para
distorcer a vontade dele.
Muitos aí fora estão criando coisas ruins, vocês sabem
disso e tudo isso por conta do pecado, mas lembre-se o
evangelho deve trazer todas as coisas em harmonia com
Deus, Cristo morreu para reconciliar todas as coisas.
Concluindo – toda a igreja.
Igreja, lembre-se de toda a ação que o pecado causa, o
maltrato de uma mãe para com o filho bebê.
O descuidado com relação a criação de Deus, seja na
forma que utilizamos o lixo de casa ou desmatando da
floresta amazonas.
A corrupção na política, nas empresas e muitas vezes na
área em que trabalhamos.
O ensino anticristão nas escolas dentro da biologia com o
evolucionismo, na história com a ideia de que tudo é
moldado com o passar todos tempos, isso inclui a ideia de
família ou de gênero, voce pode ser homem ou mulher,
eles dizem.
As falsas esperanças que o mundo promete, salvação que a
tecnologia um dia pode nos trazer, a salvação que um dia o
próprio homem á de conseguir.
O pecado envenena todas as coisas pessoal.
O pecado de Adão trouxe destruição para todas as pessoas
e para toda a criação, mas o segundo Adão veio para trazer
todas as coisas de volta a plena vontade de Deus, tudo é
dele e tudo é para ele.
Com Abraham Kuyper disse:
Não há um único centímetro quadrado, em todos os
domínios de nossa existência, sobre os quais Cristo, que
é soberano sobretudo, não clame: “É meu!”