Você está na página 1de 49

Escola Estadual Padre José Maria de Man

English Project

TEACHER: Edilene Otoni Pina


MUSIC, CULTURE
It is the history of a country

Componentes: Alexander, Charley, Danielly, Davi,


Emmanuelle, Fernanda, Gabrielle Soares Costa,
Guilherme, Haniel, Júlia, Letícia, Lucas, Maiara, Mateus
Morais, Matheus Abreu, Nicolas, Pedro, Priscila, Samuel.

Página | 2
Inglaterra

Página | 3
Introdução
O objetivo deste trabalho é mostrar um pouco das características da Inglaterra, seus
hábitos, costumes e um resumo de sua história. A Inglaterra é um país de uma cultura
muito rica, berço do futebol e de diversas bandas, as inúmeras guerras e conflitos nos
quais esteve envolvida foram temas de diversos filmes.

A família real britânica sempre será motivo de orgulho por parte dos cidadãos
britânicos e motivo de curiosidade por parte do resto do mundo, tendo diversos meios
de comunicação que são dedicados durante muito tempo a sua cobertura, cada
acontecimento repercute em toda a imprensa mundial, exemplos: A morte da princesa
Diana, o casamento de seus filhos e o nascimento de seus netos.

A libra esterlina, sua moeda oficial, é a mais valorizada do mundo, seu campeonato de
futebol esta entre os mais ricos e disputados do mundo todo. Seus pubs são famosos,
assim como os fanáticos torcedores dos clubes de futebol ingleses.

É um país com grande contribuição no campo da música com bandas como Rolling
Stones, Queen e a mais famosa de todas The Beatles, grandes cantores como Elthon
John, Adele, Ed Sheeran e muitos outros.

Não podemos deixar de lembrar de Shakespeare, grande escritor e no campo da


ciência temos o naturalista Charles Darwin que também merece ser lembrado.

Página | 4
Desenvolvimento
Inglaterra

Continente: Europa

Área: 130.395 km²

Capital: Londres

População: 55,9 milhões de habitantes (estimativa 2018)

Densidade demográfica: 428,7 hab/km2 (ano de 2018)

Nome Oficial: Inglaterra

Nacionalidade: Inglesa

Política: Monarquia Parlamentarista.

Divisão administrativa: Regiões, condados, distritos e paróquias.

Cidades Principais: Londres, Birmingham, Liverpool, Manchester, Leeds,


Southampton e Sheffield, York.

Clima: Temperado oceânico

Temperatura média anual: 13ºC

Principal rio: Rio Tâmisa (região sul da Inglaterra)

Extensão do litoral: 3.200 km

Religião: Cristianismo 80% , islamismo 11%, outras 9%.

Música ou ritmo predominante: Rock ‘n’ roll

PIB (Produto Interno Bruto): US$ 2,4 trilhões (estimativa 2017)

Renda per Capita: US$ 42.930 (estimativa 2017)

Principais atividades econômicas: Indústria, finanças, turismo e comércio


exterior.

Principais produtos exportados: Produtos químicos, automóveis, têxteis,


aeronaves, produtos de metal e máquinas.

Principais produtos agrícolas produzidos: cereais, trigo, aveia e centeio.

Moeda: Libra Esterlina

Página | 5
A Inglaterra faz fronteira com a Escócia ao norte e com o País de Gales ao oeste. A
Inglaterra juntamente com a Escócia e o País de Gales formam a Grã-Bretanha, que
por sua vez, juntamente com a Irlanda do Norte forma o Reino Unido.

Página | 6
Costumes e Tradições:

 Chá das cinco: a lista deve começar por esse hábito, já que é o mais
conhecido. O “five o’clock tea” é comum nas residências e nas cafeterias
inglesas, e nele são servidos sanduíches, pães doces e bolos com chá.
 Pontualidade: Os ingleses são muito pontuais aos horários marcados.
 Cumprimento por aperto de mão: Tanto entre homens quanto mulheres.
Beijo na bochecha somente entre pessoas próximas.
 Beber com amigos em pubs: As “public houses” são tão frequentadas
diariamente que há mais de 60 mil no Reino Unido. Só na Inglaterra, são mais
de 53 mil.
 Boas maneiras sempre: “Thank you” (obrigado), “please” (por favor), “good
morning” (bom dia), entre outros bons modos são sempre bem-vindos.
 No Reino Unido também se celebra um dos melhores festivais de música do
mundo, o Glastonbury, que reúne, anualmente, cerca de 150 mil pessoas.
 Os Bank Days: Na Inglaterra, os feriados normalmente não acontecem em um
dia determinado, e sim em uma segunda-feira para garantir o fim de semana
prolongado. Se algum feriado tiver um dia fixo no ano, ele pode ser
“substituído” por um dia de folga na segunda-feira seguinte. A maior parte dos
bancos e comércio fecham nos dias de feriado, e por isso eles são chamados
de bank holidays. O Dia do Trabalho é um desses feriados, comemorado
sempre na primeira segunda-feira do mês de maio e chamado de May Day. As
temperaturas costumam estar mais amenas no período e as celebrações da
data envolvem muitas atividades ao ar livre: uma delas é assistir (ou mesmo
dançar) a tradicional Morris Dancing, dança folclórica feita com lenços e
espadas de origem no século XV.

Danças: A Morris-dance é uma dança antiga tradicional do povo britânico. Dança


essencialmente estranha e masculina, ela consiste em saltos vigorosos de uma perna
para outra. Os dançarinos usam trajes fantásticos adornados com numerosas
campanilhas.

A Dança típica inglesa chama-se "Reel". Foi importada por Paris juntamente com as
contradanças. O ‘reel’ caracteriza-se pela formação de roda e utilizando a figura do 8.
Com o nome "ril" a dança foi apreciada nos salões brasileiros em meados do século
passado e daí chegou aos meios rurais rio-grandenses, onde a denominação foi
aportuguesada para ‘rilo’.

Strathspey é um tipo de música de dança 4/4. É semelhante a um hornpipe porém


mais lento e mais imponente, e contém muitos dot-cut 'encaixar'. A chamada pressão
Scotch uma pequena nota antes de uma nota pontilhada, que no jogo tradicional é
geralmente exagerado ritmicamente para a expressão musical.

Vestimentas: A Inglaterra não tem vestimenta oficial nacional. Algumas pessoas


pensam que homens na Inglaterra usam ternos e chapéus-coco, mas é muito raro hoje
em dia ver alguém usando um chapéu-coco. Um grupo de Inglês National Costume
estão tentando fazer as vestimentas nacionais da Inglaterra serem as roupas usadas
pelos anglo-saxões durante o século 7. Os anglo-saxões eram guerreiros-agricultores
e veio do noroeste da Europa. Eles começaram a invadir a Grã-Bretanha durante 450
DC. Uma escolha muito melhor para uma vestimenta de Inglês nacional seria a
escolha de costumes e tradições que temos na Inglaterra. Há uma grande variedade
de trajes das cerimônias espetaculares relacionados com a monarquia para os trajes
tradicionais usadas pelos dançarinos de morris e outros em feiras nacionais ingleses.

Página | 7
Os Reis Pearly eram os líderes dos vendedores de rua vitorianos. Eles têm o seu
nome porque usavam botões "pérola" em seus chapéus como sinal de autoridade.
Mais tarde começaram a usar roupas cobertas todo em botões.

Particularidades na Cultura: Competições inusitadas:

Muita gente ainda não sabe, mas acontecem pela Inglaterra algumas das competições
mais inusitadas do mundo. Uma delas é o Campeonato Mundial de Caretas (World
Gurning Championship), que acontece desde 1267 na cidade de Egremont, no
condado de Cumbria. A competição é parte de uma feira tradicional da cidade e tem
regras bem simples: o participante deve subir ao palco com um arreio de cavalo ao
redor do pescoço e fazer a sua “cara mais feia possível”, a ser analisada por uma
comissão julgadora local. Quem conseguir superar todos os outros competidores,
ganha um troféu pela sua careta.

E que tal correr e virar panquecas em uma frigideira ao mesmo tempo? Na cidade
inglesa de Olney, é assim que se celebra o Shrove Day desde 1445. Vamos explicar:
em toda terça-feira que precede a Quarta-feira de Cinzas é comemorado na Inglaterra
a Shrove Tuesday, ou “terça-feira gorda”, que marca o dia anterior ao início da
tradição cristã da Quaresma em que os fiéis deveriam confessar os seus pecados.
Após as confissões, banquetes eram feitos com os alimentos que não poderiam ser
consumidos durante o período, entre eles leite, ovos e manteiga, exatamente os
ingredientes necessários para fazer panquecas.

A tradição de comê-las nesse dia é levada ao extremo em Olney, onde acontece uma
corrida em que as mulheres da cidade devem correr com as panquecas na frigideira e
virá-las no mínimo 3 vezes durante o percurso determinado. As competidoras devem
usar aventais típicos para a corrida.

Já a capital do país levou o recorde no Guiness Book em uma outra competição um


tanto incomum: no norte do rio Tâmisa, em Londres, aconteceu a maior corrida de
patinhos de borracha já registrada: a Great British Duck Race. Em 2009, a competição
reuniu mais de 200 mil patinhos, conquistando o título de maior corrida de patos de
borracha do mundo. O evento aconteceu em prol de diversas instituições de caridade
da Inglaterra, com cada pato “competidor” vendido a uma libra, e ainda acontece em
diversas cidades pelo país

Comidas Típicas:

 Welsh rarebit: Uma torrada com ovo frito, cheddar, molho de mostarda e
cerveja e alguma verdura refogada.
 Peixe com batatas fritas: Prato que pode ser encontrado em qualquer
restaurante e pode incluir ervilhas, vinagre e sal.
 Scones: Bolacha levemente doce, servida com geleia e manteiga, geralmente
no chá das cinco.
 Bangers and mash: Muito popular, é composto por salsichas e purê de batata.
 Cottage pie (ou Sheperd’s pie): Torta fechada de carne à base de purê de
batata, com ingredientes que variam: vegetais, ovo, bacon, salsicha, peixes,
feijão, etc.
 Cornish Pasty: Uma das comidas preferidas dos ingleses é este pastel, que
teve origem na Cornualha, região sudeste do país. A massa é tradicionalmente
feita com farinha, batata e cebola. O recheio de carne, completa a receita.
Quem faz intercâmbio na Inglaterra encontra este prato com facilidade.

Página | 8
Principais curiosidades da Inglaterra:

- Enquanto no Brasil os motoristas dirigem veículos automotores (carros, caminhões,


ônibus, motocicletas, etc.) pela faixa da direita, na Inglaterra os motoristas devem
conduzir seus veículos pela faixa da esquerda.

- Uma importante tradição na Inglaterra é o chá da tarde, que ocorre pontualmente às


17 horas.

- O nome Inglaterra deriva da palavra "Englaland" (England), cujo significado é "Terra


dos Anglos". Os anglos, tribo germânica, ocuparam e colonizaram a região da atual
Inglaterra após a queda do Império Romano do Ocidente (século V).

- A maior cidade da Inglaterra é Londres com 7,8 milhões de habitantes.

- O rio mais importante da Inglaterra é o Tâmisa, que passa na região sul do país.

- A Inglaterra é considerada o país berço do futebol. Além do futebol, os ingleses


criaram o cricket, badminton, tênis, hockey de campo, rugby e tênis de mesa.

- Uma das datas mais importantes da Inglaterra é 23 de abril, dia de São Jorge
(padroeiro da Inglaterra).

- A maior parte da população inglesa é cristã, sendo que a Igreja Anglicana é a igreja
cristã oficial da Inglaterra.

- A Inglaterra foi apenas uma vez campeã mundial de futebol. O feito ocorreu em 1966,
na Copa do Mundo realizada no próprio país. Na final, a seleção inglesa venceu a
Alemanha por 4 a 2.

- O chá e a cerveja são as bebidas típicas da cultura inglesa.

- O rosbife é considerado um alimento típico da culinária da Inglaterra.

- Podemos citar como exemplos da culinária tradicional da Inglaterra os seguintes


pratos: Pudim de Yorkshire, Muffins, Purê de Batatas e Salsichas, Bolo Eccles e Torta
de maçã.

- O folclore inglês está muito ligado ao período da Idade Média, sendo que os
personagens folclóricos mais conhecidos no país são: Rei Arthur e Robin Hood. Uma
das tradições folclóricas mais populares na Inglaterra é a Dança Morris.

- Os sobrenomes mais comuns na Inglaterra são: Smith, Jones, Taylor e Brown.

- Os personagens históricos ingleses mais famosos são: William Shakespeare


(escritor), Charles Dickens (escritor), Charles Darwin (naturalista), Winston Churchill
(estadista) e John Lennon (músico).

- Você sabia que entre os anos de 1066 e 1362, a língua oficial da Inglaterra era o
francês? Sim! A explicação vem da invasão normanda ao país.

- É considerado vulgar furar a orelha das meninas quando elas nascem.

Página | 9
Monarquia na Inglaterra:

No início, a Família Real não tinha limites. O Rei podia aumentar impostos, gastar à
vontade e cortar cabeças de todo mundo que discordasse de suas opiniões.

A Carta Magna, assinada em 1215, foi o primeiro golpe no poder absoluto da Realeza.
A partir de então, começou a se instituir e fortalecer o Parlamento, que gradualmente
retirou poder dos monarcas. Em 1649, na guerra civil inglesa, a execução do Rei
Charles I, o exílio de seu filho e a implementação da República deixaram bem claro
que a Inglaterra não tinha mais espaço para uma monarca que não respeitasse seus
súditos.

Hoje a Inglaterra e o Reino Unido têm um regime de monarquia parlamentarista, em


que a Família Real e a Rainha Elizabeth II representam um papel muito mais simbólico
do que executivo. O poder de fato é exercido pelo Primeiro-Ministro, que é escolhido
pelo Parlamento.

A atual monarca é a Rainha Elizabeth II que subiu ao trono em 6 de fevereiro de 1952


após a morte de seu pai rei Jorge VI e permanece até os dias atuais.

A Rainha Elizabeth II tem 93 anos e é a monarca que, com 67 anos de reinado, é a


monarca que ocupou o trono por mais tempo.

Página | 10
QUEEN
Biografia

O Queen se formou em 1970 em Londres e dali traçou uma trajetória longa e bem-
sucedida que os levou a ser uma das bandas mais queridas do rock em todos os
tempos. E dotada de um dos melhores vocalistas que o rock já gerou.

A história do Queen e de seu icônico vocalista, Freddie Mercury, esteve nos cinemas
com o sucesso de Bohemian Rhapsody

O Queen se formou em 1970 em Londres e dali traçou uma trajetória longa e bem-
sucedida que os levou a ser uma das bandas mais queridas do rock em todos os
tempos. E dotada de um dos melhores vocalistas que o rock já gerou.

O Queen nasceu a partir de outra banda anterior, chamada Smile, mas antes, vamos
falar um pouco de seus membros.

Página | 11
Freddie Mercury nasceu com o nome de Farrokh Bulsara, em Zanzibar (protetorado
governado por um Sultão e sob influência britânica, que foi extinto em 1963 e hoje tem
seu antigo território divido entre o Quênia e Tanzânia), na África, em 05 de setembro
de 1946, numa família de etnia Parsi, que provinha da Índia. Ele vivia em Stone Town,
no protetorado britânico, sua família era da religião Zoroatrista e seu pai trabalhava no
Escritório do Governo Colonial Britânico, o que fez ele e sua família serem oficialmente
cidadãos britânicos.

Página | 12
Bulsara nasceu com quatro incisos a mais na boca, o que – segundo ele, pois não há
um estudo comprovando tal fato – teria aumentado sua cavidade bucal e, portanto, a
potência de sua voz, e sua família voltou para a Índia quando ele ainda era criança,
indo estudar na St. Peter’s School, uma escola de estilo britânico, em Bombai.
Começou a estudar piano aos sete anos e desenvolveu boas habilidades no
instrumento e no canto. Aos 12 anos, Bulsara já montou sua primeira banda de rock:
The Hectics, que tocava covers de rock and roll e do astro britânico da época, Cliff
Richards. Em 1963, sua família retornou para Zanzibar, mas tiveram que fugir no ano
seguinte, quando a Revolução levou ao fim do protetorado.

Freddie (centro) adolescente.

Sua família emigrou para a Grã-Bretanha, se fixando em Feltham, em Middlesex, onde


começou a mudar seu nome de Farrokh para Freddie, e terminando o Ensino Médio,
foi estudar desenho gráfico no Ealing Art College, uma faculdade de Belas Artes e se
graduaria em 1969. Nesta época, trabalhava vendendo roupas usadas no Mercado de
Kensington e já namorava a grande companheira de sua vida, Mary Austin.

Página | 13
Freddie Mercury mais velho ao lado de Mary Austin.

Desesperado para desenvolver uma carreira musical, Freddie Bulsara viveu


temporariamente em Liverpool, no Norte da Inglaterra, a terra dos Beatles. Lá, ele
ingressou numa banda chamada primeira Ibex, e depois, Wreckage, mas o grupo não
foi a lugar nenhum, formando outra chamada Sour Milk Sea (o título de uma canção do
beatle George Harrison que foi gravada pelo cantor – também de Liverpool – Jackie
Lomax) e, curiosamente, morou no apartamento que existia em cima do The Dovedale
Tower, um pub que, não sabemos se Freddie sabia, mas tinha sido um dos primeiros
palcos dos Beatles na cidade. De qualquer modo, o pub ficava em Penny Lane.

Como a banda também não foi para frente, Freddie retornou a Londres, onde
conseguiu um emprego como carregador de malas no Aeroporto de Heathrow e
conheceu uma banda nova nos pubs: Smile. O grupo havia sido fundado pelo
guitarrista Brian May e o baixista Tim Stafell, em 1968. Ambos eram estudantes do
Imperial College e May estudava Astrofísica. Ele também era parte do Comitê de
Entretenimento e se encarregou de contratar bandas e artistas para tocarem no hall da
universidade, agendando naquele mesmo ano o The Jimi Hendrix Experience. Isso
motivou May a ter sua própria banda. Ele e Stafell colocaram um anúncio no quadro
de avisos procurando um baterista no estilo de Mitch Mitchell (do Experience) e de
Ginger Baker (o baterista do Cream). Roger Taylor, estudante de Odontologia
respondeu e a banda nasceu.

Página | 14
A banda Smile.

Nos dois anos seguintes, o Smile tocou no circuito de pubs de Londres e no fim de
1969 até conseguiu gravar um single, com a canção Doing alright, que não fez
sucesso algum. Em maio de 1970, Stafell decidiu sair do grupo para ingressar na
banda Humpy Bong, que parecia que ia fazer sucesso. Freddie Bulsara era fã da
banda e amigo dos membros e se escalou para se tornar o novo vocalista do grupo,
mudando o nome deles para Queen e admitindo Mike Grose como novo baixista. A
nova banda fez sua estreia em 18 de julho de 1970, no hall do Imperial College onde
May agendava bandas. O baixista não ficou muito tempo e, pouco depois, foi
substituído por Barry Mitchell, que só ficou até o início de 1971, quando foi substituído
por Doug Bogie, que também saiu para a entrada de John Deacon em fevereiro de
1971, quando o Queen finalmente ganhou sua formação definitiva: Freddie Mercury
(vocais, piano e guitarra base ocasional), Brian May (guitarra, teclados e vocais), John
Deacon (baixo, teclados e vocais) e Roger Taylor (bateria, percussão, guitarra,
teclados e vocais); que estreou ao vivo em 02 de julho de 1971, no Surrey College,
fora de Londres.

O Queen passou a usar horas não usadas do De Lane Lea Studios, em Londres, para
fazer suas gravações demo, mas nenhuma gravadora se interessou até que Norman
Sheffield, do Trident Studios, os viu e decidiu empresariá-los pela nova empresa filiada
ao estúdio, Neptune Productions. O Trident era um estúdio conhecido por ser bastante
tecnológico e foi, provavelmente, o primeiro da Inglaterra a usar a tecnologia de 8
canais, quando a maioria, mesmo o lendário Abbey Road, ainda usavam apenas 4
canais. Os Beatles gravaram algumas de suas canções (Hey Jude, entre elas) no
Trident por causa desse diferencial (até que Abbey Road instalou uma mesa de 8
canais no verão de 1968).

Página | 15
Por serem agenciados pelo estúdio, o Queen tinha muita liberdade para gravar e
experimentaram bastante em seu primeiro álbum, com Sheffield conseguindo um
acordo de distribuição com EMI, a gravadora dos Beatles e do Pink Floyd. Em julho de
1973, o resultado disso veio à tona com Queen, o álbum de estreia da banda, com
uma sonoridade mais marcada pelo hard rock e por forte influência do rock
progressivo e bastante distinto do som pelo qual o grupo é famoso hoje. O disco
recebeu boas críticas, mas não aconteceu nas paradas nem o single Keep ourself
alive.

No início de 1974, Queen II,


trazendo uma icônica
fotografia de Mick Rock, por
sua vez não foi tão elogiado,
mas vendeu bem mais e
chegou ao impressionante 5º
lugar das paradas britânicas
e rendeu o primeiro hit:
Seven seas of rhye, que
chegou ao 10º lugar. A
experiência lhes permitiu sair
em sua primeira turnê nos
EUA, em fevereiro daquele
ano, abrindo os shows do
Mott the People, mas
infelizmente, com apenas um
mês de giro a banda foi
obrigada a voltar para casa,
porque Brian May contraiu hepatite. De volta para casa, a banda voltou ao estúdio
gravar seu terceiro álbum, com May só aparecendo na fase final para fazer suas
partes.

Sheen Heart Attack saiu ainda em 1974 e foi ainda melhor do que o anterior, rendendo
sucessos como Killer Queen e Now I’m here, o que gerou a primeira turnê mundial da
banda, voltando aos EUA, indo ao Canadá, Europa e Japão, numa estrutura com
figurinos e shows de luzes que embalaram as plateias e consolidaram o sucesso
internacional do grupo. Porém, a turnê serviu para mostrar que, apesar do sucesso, os
membros não estavam ganhando dinheiro, porque a grana passava da EMI para o
Trident e só depois pulverizada para Mercury, May, Deacon e Taylor.

Página | 16
Isso gerou o rompimento do Queen com a Trident. O Queen foi cortejado pela Swan
Records, do empresário Peter Grant, e que pertencia ao Led Zeppelin, mas preferiram
fechar contrato com John Reid, o empresário de Elton John. Embalados no sucesso
anterior, o quarto álbum do grupo se tornou uma maratona de seções e se tornaria o
disco mais caro já gravado até então: A Night at Opera, saiu em 1975, e foi o maior
sucesso do grupo até o momento, emplacando o incrível single Bohemian rhapsody,
com mais de 5 minutos de duração. Apesar do ceticismo da EMI, a insistência do
grupo valeu à pena e o compacto se tornou o terceiro mais vendido da história da Grã-
Bretanha e uma das canções mais poderosas da história do rock. O álbum também
rendeu a segunda turnê mundial da banda, um grande sucesso.

O disco rendeu um tipo de sequência com A Day at the Race, que saiu em 1976,
repetindo a mesma fórmula do anterior e fazendo tanto sucesso quanto, gerando outra
grande turnê, na qual se apresentaram para uma multidão de 150 mil pessoas no
Hyde Park, em Londres. Em 1977, o Queen conseguiu concertos esgotados tanto no
Madison Square Garden, nos EUA, quanto em Earls Court, na Inglaterra. O grupo
repetiu o ciclo de disco de sucesso e grandes turnês com News of the World (1977) e
Jazz (1978), o que os motivou a lançar seu primeiro álbum ao vivo, Live Killers (1979),
o que de certo modo, encerra o segundo ciclo na carreira da banda.

Página | 17
A virada para os anos 1980 trouxe uma banda mais disposta a experimentar com
ritmos fora de seu currículo, como a dance music e o rock’n’roll típico dos anos 1950,
que podem ser vistos em The Game (1980), mas isso não abalou o sucesso, ao
contrário: três concertos esgotados no Madison Square Garden; e a primeira viagem à
América do Sul, onde tocaram um concerto gratuito em Buenos Aires para 300 mil
pessoas; 150 mil pessoas no estádio de Monterrey, no México; e dois concertos no
Estádio do Morumbi, em São Paulo, o primeiro com 131 mil pessoas, que bateu o
recorde de maior público pagante para um concerto de música em todos os tempos.
Um dos shows dessa turnê viraria o disco Queen Rocks Montreal, que sairia em 2007.

Tamanha aclamação motivou a gravadora EMI a lançar a primeira coletânea do


Queen: Greatest Hits (1981) trazia um resumo da carreira do grupo desde a estreia.
Mas o ciclo de sucesso não se encerrou: Hot Space (1982) trouxe o single Under
pressure, composto e gravado em parceria com o lendário David Bowie e chegando ao
primeiro lugar das paradas do Reino Unido.

Página | 18
David Bowie e Freddie Mercury idealizaram Under pressure, que foi um grande sucesso.

Mas nem tudo eram rosas. Hot Space foi massacrado pela crítica e o álbum não
aconteceu nos EUA. A turnê de 1982 naquele país não foi boa e terminou sendo a
última que o Queen realizou por lá em sua formação oficial. As relações dentro da
banda também estavam péssimas: desde alguns anos, Freddie Mercury tinha um
assistente pessoal, Paul Prenter, que começou a isolar o cantor do restante do grupo,
dificultando até que tivessem acesso ao amigo.

Como resultado, os membros da banda começaram a investir em projetos paralelos.


Roger Taylor foi o primeiro a gravar um álbum solo: Fun in Space (1981) e já um
segundo com Strange Frontier (1983). Brian May também lançou um EP em parceria
com o guitarrista Eddie Van Halen: Star Fleet Project (1983). Freddie Mercury também
gravou seu único álbum solo nesse período, Mr. Bad Guy, embora o lançamento só
tenha vindo em 1985, em meio à futura turnê do Queen. O álbum atingiria o 6º lugar
das paradas do Reino Unido, e gerou um pequeno sucesso internacional com I was
born to love you, mas não aconteceu nos EUA.

Página | 19
O baterista Roger Taylor foi quem teve a carreira solo mais promissora.

Mas a carreira solo que decolou mesmo foi a de Roger Taylor, que inclusive, montou a
banda The Cross, que lançaria seu primeiro álbum em 1987, e até conseguiu um
pequeno sucesso com Heaven for everyone, canção que trazia participação especial
de Freddie Mercury nos backing vocals.

Página | 20
Ainda assim, mesmo com toda a tensão, o Queen foi para a Alemanha e gravou The
Works (1984), que trouxe Radio Ga-Ga, I want to break free e Hammer to fall. O álbum
fez sucesso na Europa, na América do Sul e vários países, mas não aconteceu nos
EUA.

Após três anos longe dos palcos, o Queen embarcou em uma turnê mundial (menos
os EUA) logo no início de 1985, tocando no Rock In Rio em janeiro, onde tocaram para
300 mil pessoas em cada uma das duas noites. As duas noites foram resumidas no
vídeo Live in Rio, lançado em VHS e exibido pela MTV.

Página | 21
Também em 1985, o Queen se apresentou no Live Aid, em 13 de julho, o maior
festival beneficente da história. A banda demorou demais a aceitar o convite e sequer
foi anunciada quando da venda dos ingressos para os shows no Wembley Stadium,
em Londres, mas terminou sendo o ponto mais alto de um evento que reuniu os
grandes nomes da música, como Paul McCartney, DAvid Bowie, Michael Jackson, Bob
Dylan, Elton John Phil Collins e muito mais. Duas bandas extintas se reuniram apenas
para este concerto: The Who e Led Zeppelin.

Mas o Queen roubou a cena, tocando às 15h com um set que deveria durar 15
minutos (mas se estendeu por cinco a mais) e seis músicas: uma versão curta de
Bohemian Rhapsody, as novas Radio Ga-Ga e Hammer to fall (com a brincadeira Ey-
Oh entre elas e a nota à capella de Mercury que foi batizada de The Note Heard
Round the World), os clássicos Crazy little thing called love, We will rock youe o
matador final com We are the champions. A banda teve não somente os 72 mil
espectadores de Wembley, mas os 1,9 bilhões de pessoas que assistiram ao vivo pela
TV ao redor do mundo.

A banda não parou e já lançou A Kind of Magic (1986) em seguida, que servia como
trilha sonora para o filme Highlander e trouxe sucessos como a faixa-título, Friends will
be friends, Who want’s to live forever e One vision, que de novo fez sucesso no Reino
Unido e grande parte do mundo, mas não foi bem nos EUA. O disco também trazia o
início de uma mudança de postura da banda: One vision era apenas a terceira canção
da história a ter a assinatura dos quatro membros do Queen, e logo em seguida, o
grupo entendeu que essa era uma boa forma de diminuir a tensão interna, distribuindo
os créditos entre todos para todas as canções, o que seria praticado no álbum
seguinte.

Página | 22
DVD Queen Live at Wembley Stadium 1986: clássico absoluto dos concertos.

Em seguida, veio aquela que seria a última turnê da banda com Freddie Mercury,
começando no verão do hemisfério norte de 1986 e que se tornou a mais lucrativa da
história do rock até aquela data. Como parte do giro, o Queen retornou ao Wembley
Stadium para um concerto solo que foi gravado e lançado como vídeo em VHS, Live at
Wembley.

A turnê terminou em 1987 e a banda deu outra pausa em suas atividades, nas quais
Freddie Mercury gravou o álbum Barcelona ao lado da tenora Monserrat Caballé, que
fez bastante sucesso (ao contrário da empreitada anterior), em canções como Golden
boy, How can I go on e a faixa título, chegando à 25ª posição das paradas britânicas, o
que é muito para um disco de teor orquestral e operístico. O disco ganharia ainda mais
significação apenas alguns anos mais tarde, quando da morte de Mercury e, em
seguida, quando a cidade do álbum, Barcelona, foi a sede dos Jogos Olímpicos de
1992, o que motivou um relançamento do disco – fazendo ainda mais sucesso, dessa
vez chegando ao 15º lugar das paradas – e motivando Monserrat Caballé apresentar a
canção título e How can I go on ao vivo na abertura dos jogos, ao lado de um vídeo
num telão com a gravação da voz de Mercury.

Página | 23
O Queen voltou ao estúdio e lançou The Miracle (1989), que foi o último da banda
gravado em condições “normais”, mas trazendo pela primeira vez a política de autoria
compartilhada em todas as canções. Àquela altura, Freddie Mercury estava bastante
doente: tinha sido diagnosticado com AIDs dois anos antes e sua saúde foi
deteriorando progressivamente. Por isso, não tinha condições de sair em turnê para
promover o novo disco. Isso somado à aparência esquálida do cantor começou a dar
origem aos boatos de que tinha a doença, o que ele negou em várias ocasiões.

Mercury fez sua última aparição pública com o Queen em fevereiro de 1990, quando o
grupo não tocou, mas foi receber uma premiação especial do Brit Awards por sua
grande contribuição à música. Em contrapartida, vendo que não tinha mais muito
tempo, o cantor incentivou a banda a voltar ao estúdio e gravar o máximo possível de
material para discos futuros. Nas sessões finais de Innuendo (1991), Mercury já
comparecia de cadeira de rodas às gravações, mas ainda assim, fez registros vocais
impressionantes.

Página | 24
Em outubro de 1991, o Queen lançou Greatest Hit’s II, que foi um enorme sucesso e
se tornaria no futuro o 8º álbum mais vendido da história do Reino Unido. Mas o
estado de Mercury era irreversível a esta altura.

No dia 23 de novembro, Mercury preparou seu testamento e, aproveitando a ocasião,


escreveu um comunicado onde assumia publicamente que tinha AIDS pela primeira
vez. Mas era tarde demais: o cantor morreu no dia seguinte, 24 de novembro de 1991.

Página | 25
Sua morte levou Innuendo ao 1º lugar das paradas e o Queen relançou Bohemian
Rhapsody em compacto num Duplo Lado A ao lado da nova These are the days of our
life, cujo vídeo foi o último trabalho de Mercury com a banda, gravado em abril daquele
mesmo ano.

Sua morte gerou comoção no mundo inteiro e uma série de homenagens, enquanto o
Queen se tornaria a segunda banda com maior vendagem de discos no Reino Unido,
atrás apenas dos Beatles.

O Queen lançou ainda um último álbum com Freddie Mercury nos vocais em 1995,
com Made in Heaven, que trazia as últimas gravações do artista, mas depois, Brian
May e Roger Taylor (sem John Deacon que se afastou do grupo e se aposentou)
começaram a se apresentar ao vivo e fazer algumas gravações sob a alcunha de
Queen + trazendo um vocalista convidado, o que gerou apresentações e sessões com
gente como Elton John, George Michael, Luciano Pavarotti, Zuchero e Robbie
Williams.

Em 2004, Queen + Paul Rodgers (o antigo vocalista do Free e do Bad Company)


iniciaram uma exitosa parceria durante cinco anos, e a partir de 2011 começou a se
apresentar com Queen + Adam Lambert, cantor que foi vencedor do reallity show X-
Factor.

Página | 26
Queen foi uma das mais populares bandas inglesas dos anos 1970 e 1980, sendo
precursora do rock tal como hoje o conhecemos, com magníficas produções dos seus
concertos e videoclipes das suas canções. Mesmo nunca tendo sido levada a sério
pelos críticos da sua época, que consideravam a sua música "comercial" (a crítica de
hoje considera os Queen como uma das melhores bandas de rock de todos os
tempos), a banda tornou-se a das mais famosas entre o público, graças à sua mistura
única entre as complexas e elaboradas apresentações ao vivo e o dinamismo e
carisma da sua estrela maior, o vocalista Freddie Mercury.

O início da banda remonta a 1967, quando Brian May, Tim Staffell e Roger Taylor
formaram o trio Smile, no Imperial College em Londres, onde todos estudavam. Após a
saída do baixista e vocalista do grupo, Tim Staffell, na Primavera de 1970, May e
Taylor foram apresentados por Staffell a Farrokh Bulsara em Abril do mesmo ano, o
qual viria a ser o vocalista da nova banda com o nome artístico Freddie Mercury,
batizando a banda com o nome Queen. Em 1971, John Deacon completou a formação
dos Queen como baixista.

Página | 27
Discografia

Álbuns de Estúdio

Queen - 1973

 Keep Yourself Alive


 Doing All Right
 Great King Rat
 My Fair King
 Liar
 The Night Comes Down
 Modern Times Rock ’n’ Roll
 Son & Daughter
 Jesus
 Seven Seas of Rhye

Queen II - 1974

 Procession
 Father to Son
 White Queen (As It Began)
 Some Day One Day
 The Loser in the End
 Ogre Battle
 The Fairy Feller's Master-
Stroke
 Nevermore
 The March of the Black Queen
 Funny How Love Is
 Seven Seas of Rhye

Página | 28
Sheer Heart Attack – 1974

 Brighton Rock
 Killer Queen
 Tenement Funster
 Flick Of The Wrist
 Lily Of The Valley
 Now I'm Here
 In The Lap Of The Gods
 Stone Cold Crazy
 Dear Friends
 Misfire
 Bring Back That Leroy Brown
 She Makes Me (Stormtrooper In
Stilettos)
 In the lap of the gods ... Revisited

A Night at the Opera – 1975 (Remastered 2011)

 Death On Two Legs


 Lazing On A Sunday Afternoon
 I'm In Love With My Car
 You're My Best Friend
 '39
 Sweet Lady
 Seaside Rendezvous
 The Prophet's Song
 Love Of My Life
 Good Company
 Bohemian Rhapsody
 God Save The Queen

Página | 29
A Day at the Races - 1976

 Tie Your Mother Down


 You Take My Breath Away
 Long Away
 Millionaire Waltz
 You And I
 Somebody to Love
 White Man
 Good Old Fashioned Lover Boy
 Drowse
 Teo Torriatte (Let us Cling
Together)

News of the World – 1977

 We Will Rock You


 We Are the Champions
 Sheer Heart Attack
 All Dead, All Dead
 Spread Your Wings
 Fight From the Inside
 Get Down, Make Love
 Sleeping On The Sidewalk
 Who Needs You
 It's Late
 My Melancholy Blues

Página | 30
Jazz – 1978

 Mustapha
 Fat Bottomed Girls
 Jealousy
 Bicycle Race
 If You Can't Beat Them
 Let Me Entertain You
 Dead On Time
 In Only Seven Days
 Dreamer's Ball
 Fun It
 Leaving Home Ain't Easy
 Don't Stop Me Now
 More Of That Jazz

The Game - 1980

 Play the Game


 Dragon Attack
 Another One Bites the Dust
 Need Your Loving Tonight
 Crazy Little Thing Called Love
 Rock It (Prime Jive)
 Don't Try Suicide
 Sail Away Sweet Sister
 Coming Soon
 Save Me

Página | 31
Flash Gordon (Trilha Sonora) – 1980

 Flash's Theme
 In The Space Capsule (The
Love Theme)
 Ming's Theme (In The Court Of
Ming The Merciless)
 The Ring (Hypnotic Seduction
Of Dale)
 Football Fight
 In The Death Cell (Love Theme
Reprise)
 Execution Of Flash
 The Kiss (Aura Resurrects
Flash)
 Arboria (Planet Of The Tree
Men)
 Escape From The Swamp
 Flash To The Rescue
 Vultan's Theme (Attack Of The
Hawk Men)
 Battle Theme
 The Wedding March
 15
 Marriage Of Dale And Ming (And Flash Approaching)
 Crash Dive On Mingo City
 Flash's Theme Reprise (Victory Celebrations)
 The Hero

Hot Space – 1982

 Staying Power
 Dancer
 Back Chat
 Body Language
 Action This Day
 Put Out The Fire
 Life Is Real (Song For Lennon)
 Calling All Girls
 Las Palabras De Amor (The Words
Of Love)
 Cool Cat
 Under Pressure

Página | 32
The Works – 1984

 Radio Ga Ga
 Tear It Up
 It's A Hard Life
 Man on the Prowl
 Machines (or 'Back To
Humans')
 I Want to Break Free
 Keep Passing the Open
Windows
 Hammer To Fall
 Is This The World We
Created...?

A Kind of Magic - 1986

 One Vision
 A Kind Of Magic
 One Year Of Love
 Pain Is So Close to Pleasure
 Friends Will Be Friends
 Who Wants To Live Forever
 Gimme The Prize (Kurgan's
Theme)
 Don't Lose Your Head
 Princes Of The Universe

Página | 33
The Miracle – 1989

 Party
 Khashoggi's Ship
 The Miracle
 I Want It All
 The Invisible Man
 Breakthru
 Rain Must Fall
 Scandal
 My Baby Does Me
 Was It All Worth It
 Hang On In There (B-Side)
 Chinese Torture

Innuendo – 1991

 Innuendo
 I'm Going Slightly Mad
 Headlong
 I Can’t Live With You
 Don’t Try So Hard
 Ride The Wild Wind
 All God's People
 These Are the Days of Our
Lives
 Delilah
 The Hitman
 11
 Bijou
 The Show Must Go On

Página | 34
Made in Heaven – 1995

 It's A Beautiful Day


 Made In Heaven
 Let Me Live
 Mother Love
 My Life Has Been Saved
 I Was Born To Love You
 Heaven For Everyone
 Too Much Love Will Kill You
 You Don't Fool Me
 A Winter's Tale
 It's A Beautiful Day (Reprise)
 Yeah
 Untitled

The Cosmos Rocks (com Paul Rodgers) – 2008

 Cosmos Rockin’
 Time to Shine
 Still Burnin’
 Small
 Warboys
 We Believe
 Call Me
 Voodoo
 Some Things That Glitter
 C-lebrity
 Through the Night
 Say It's Not True
 Surf’s Up… School’s Out!
 Small Reprise

Página | 35
Álbuns ao vivo

Live Killers – 1979

 We Will Rock You


 Let Me Entertain You
 Death On Two Legs
 Killer Queen
 Bicycle Race
 I'm in Love With My Car
 Get Down, Make Love
 You're My Best Friend (Live)
 Now I'm Here
 Dreamer's Ball
 Love of My Life
 ’39
 Keep Yourself Alive
 Don't Stop Me Now
 Spread Your Wings
 Brighton Rock
 God Save the Queen

Live Magic – 1986

 One Vision
 Tie Your Mother Down
 Seven Seas of Rhye
 A Kind of Magic (full
live version)
 Under Pressure
 Another One Bites the
Dust (full live version)
 I Want to Break Free
 Is This the World We
Created...?
 Bohemian Rhapsody
 Hammer to Fall (full
live version)
 Radio Ga Ga
 We Will Rock You
 Friends Will Be Friends
 We Are the Champions
 God Save the Queen

Página | 36
At the Beeb – 1989

 My Fairy King
 Keep Yourself Alive
 Doing All Right
 Liar
 Ogre Battle
 Great King Rat
 Modern Times Rock ’n’ Roll
 Son and Daughter

Página | 37
Live at Wembley '86 – 1992

 One Vision (Live At Wembley Stadium / July 1986)


 Tie Your Mother Down (Live At Wembley Stadium / July 1986)
 In the Lap of the Gods...Revisited (Live, Wembley Stadium, July 1986)
 Seven Seas of Rhye (Live At Wembley Stadium / July 1986)
 Tear It Up (Live At Wembley Stadium / July 1986)
 A Kind of Magic (Live At Wembley Stadium / July 1986)
 Under Pressure (Live At Wembley Stadium / July 1986)
 Another One Bites the Dust (Live At Wembley Stadium / July 1986)
 Who Wants to Live Forever (Live at Wembley '86)
 I Want to Break Free (Live At Wembley Stadium / July 1986)
 Impromptu (Live At Wembley Stadium / July 1986)
 Brighton Rock Solo (Live At Wembley Stadium / July 1986)
 Now I'm Here (Live At Wembley Stadium / July 1986)
 Love of My Life (Live at Wembley Stadium / July 1986)
 Is This the World We Created? (Live At Wembley Stadium / July 1986)
 (you're so square) Baby I don't Care (live at wembley stadium / july 1986)
 Hello Mary Lou (Goodbye Heart) (Live At Wembley Stadium / July 1986)
 Tutti Frutti (Live At Wembley Stadium / July 1986)
 Gimme Some Lovin' (Live At Wembley Stadium / July 1986)
 Bohemian Rhapsody (Live At Wembley Stadium / July 1986)
 Hammer to Fall (Live At Wembley Stadium / July 1986)
 Crazy Little Thing Called Love (Live At Wembley Stadium / July 1986)
 Big Spender (Live At Wembley Stadium / July 1986)
 Radio Ga Ga (Live At Wembley Stadium / July 1986)
 We Will Rock You (Live At Wembley Stadium / July 1986)
 Friends Will Be Friends (Live At Wembley Stadium / July 1986)
 We Are the Champions (Live At Wembley Stadium / July 1986)
 God Save the Queen (Live At Wembley Stadium / July 1986)

Página | 38
Queen on Fire - Live at the Bowl – 2004

 Flash
 The Hero
 We Will Rock You
 Action This Day
 Play the Game
 Staying Power
 Somebody to Love
 Now I'm Here
 Dragon Attack
 Now I'm Here (reprise)
 Love of My Life
 Save Me
 Back Chat
 Get Down, Make Love
 Guitar Solo
 Under Pressure
 Fat Bottomed Girls
 Crazy Little Thing Called Love
 Bohemian Rhapsody
 Tie Your Mother Down
 Another One Bites the Dust
 Sheer Heart Attack
 We Are the Champions
 God Save the Queen

Página | 39
Retun of the Champions – 2005

 Reaching Out
 Tie Your Mother Down
 I Want to Break Free
 Fat Bottomed Girls
 Wishing Well
 Another One Bites the Dust
 Crazy Little Thing Called Love (Live at the Hallam FM Arena / 2005)
 Say It's Not True
 '39
 Love of My Life
 Hammer to Fall
 Feel Like Makin' Love
 Let There Be Drums
 I'm in Love With My Car
 Guitar Solo
 Last Horizon
 These Are the Days of Our Lives
 Radio Ga Ga
 Can't Get Enough
 A Kind of Magic
 I Want It All
 Bohemian Rhapsody
 The Show Must Go On
 All Right Now
 We Will Rock You
 We Are the Champions
 God Save the Queen

Página | 40
Queen Rock Montreal – 2007

 Intro (Live)
 We Will Rock You (Fast) (Live)
 Let Me Entertain You (Live)
 Play The Game (Live)
 Somebody to Love (Live)
 Killer Queen (Live)
 I'm In Love With My Car (Live)
 Get Down, Make Love (Live)
 Save Me (Live)
 Now I'm Here (Live)
 Dragon Attack (Live)
 Now I'm Here (Reprise) (Live)
 Love of My Life (Live)
 Under Pressure (Live)
 Keep Yourself Alive (Live)
 Drum And Tympani Solo (Live)
 Guitar Solo (Live)
 Flash (Live)
 The Hero (Live)
 Crazy Little Thing Called Love (Live)
 Jailhouse Rock (Live)
 Bohemian Rhapsody (Live at Rock Montreal, 1981)
 Tie Your Mother Down (Live)
 Another One Bites the Dust (Live)
 Sheer Heart Attack (Live)
 We Will Rock You (Live) - Part One
 We Are The Champions (Live)
 God Save The Queen (Live)

Página | 41
Live in Ukraine (Com Paul Rodgers) – 2009

 One Vision
 Tie Your Mother Down
 The Show Must Go On
 Fat Bottomed Girls
 Another One Bites the Dust
 Hammer to Fall
 I Want It All
 I Want to Break Free
 Seagull
 Love of My Life
 '39
 Drum Solo
 I'm in Love With My Car
 Say It's Not True
 Shooting Star
 Bad Company
 Guitar Solo
 Bijou
 Last Horizon
 Crazy Little Thing Called Love
 C-Lebrity
 Feel Like Makin' Love
 Bohemian Rhapsody
 Cosmos Rockin'
 All Right Now
 We Will Rock You
 We Are the Champions
 God Save the Queen

Álbuns não oficiais:

 Live in Morumbi
 Final Live in Japan
 Live in Rock in Rio

Página | 42
Compilações:

Greatest Hits – 1981´

 Bohemian Rhapsody
 Another One Bites the Dust
 Killer Queen
 Fat Bottomed Girls
 Bicycle Race
 You're My Best Friend
 Don't Stop Me Now
 Save Me
 Crazy Little Thing Called Love
 Somebody to Love
 Now I'm Here
 Good Old Fashioned Lover Boy
 Play the Game
 Flash
 Seven Seas of Rhye
 We Will Rock You
 We Are the Champions

Greatest Hits II – 1991

 A Kind Of Magic
 Under Pressure
 I Want It All
 I Want to Break Free
 Innuendo
 It's A Hard Life
 Breakthru
 Who Wants to Live Forever
 Headlong
 The Miracle
 I'm Going Slightly Mad
 The Invisible Man
 Hammer to Fall
 Friends Will Be Friends
 The Show Must Go On
 One

Página | 43
Página | 44
Singles

Ano Canção Álbum


1974 Killer Queen Sheer Heart Attack
1975 Bohemian Rhapsody A Night At The Opera
1976 You're My Best Friend A Night At The Opera
1977 Somebody to Love A Day At The Races
1977 Tie Your Mother Down A Day At The Races
1978 It's Late News of the World
1978 We Are The Champions News of the World
1979 Bicycle Race Live Killers
1979 Don't Stop Me Now Live Killers
1979 Fat Bottomed Girls Jazz
1980 Another One Bites The Dust The Game
1980 Crazy Little Thing Called Love The Game
1980 Need Your Loving Tonight The Game
1980 Play The Game The Game
1981 Flash's Theme Flash Gordon
1982 Body Language Hot Space
1982 Calling All Girls Hot Space
Live Is Real (Song For
1982 Hot Space
Lennon)
1982 Put Out The Fire Hot Space
1984 I Want to Break Free The Works
1984 It's A Hard Life The Works
1984 Radio Ga Ga The Works
1985 One Vision A Kind of Magic
1986 A Kind of Magic A Kind of Magic
1989 I Want It All The Miracle
1991 Headlong Innuendo
1991 I Can’t Live With You Innuendo
1991 Innuendo Innuendo
1992 Bohemian Rhapsody Live At Wembley
1992 Hammer To Fall The Works
1992 We Will Rock You News of the World
1992 The Show Must Go On Innuendo
2005 Bohemian Rhapsody Return of the Champions
2006 Somebody to Love BBC Radio 2 Presentd to Playlist
2006 We Are The Champions Britishi Legends
2006 We Will Rock You Stone Cold Classics
2008 Bohemian Rhapsody Queen Rock Montreal
2008 We Will Rock You Queen Rock Montreal

Página | 45
Curiosidades

 O Queen foi uma banda de nível superior. Freddie era formado em Design,
Roger Taylor era formado em Biologia. John Deacon em engenharia eletrônica
e Brian May é PHD em astronomia.
 Cada um dos membros do Queen teve pelo menos uma canção que foi um
sucesso mundial. Todos compunham, tocavam e cantavam.
 Durante as gravações do disco Sheer Heart Attack, Brian teve hepatite, e só
depois do álbum estar gravado, ele colocou o som da guitarra.
 Another one bites the dust foi originalmente excluída do álbum The Game,
porque a banda não a achava boa. Mas Michael Jackson, amigo de Freddie na
época, convenceu o grupo de que a canção seria um hit.
 Brian e Roger escreveram as musicas These are days of Our Lives e The
Show Must Go On a pedido do Freddie. Ele disse: "Coloquem-se no meu lugar,
e escrevam canções como se, se despedissem dos fãs..."
 Em 1975 o carro da banda foi detido pela policia por “porte de drogas”. Nada
encontraram, a não ser um par de aspirinas.
 O primeiro título do álbum Queen I foi Deary me, uma expressão idiomática
muito usada por Roy T. Baker. Já Roger queria que fosse “Top fax, Pis and
Info” e Brian queria que fosse: “ Mad Band $ Dangerous to Know”.
 Já o Queen II, Brian queria porque queria “One the top”.
 Man on the prowl e Sleeping the sidewalk são gravações de estúdio ao vivo.
 Stone Cold Crazy foi a 1ª canção escrita por Freddie, quando ainda estava na
banda Wreckage, quando ele apresentou esta música a banda não gostou.
 Todos sabemos que Freddie sempre gostou de usar roupas chamativas e
extravagantes em cena, e que brigava com a banda pra fazer o mesmo.. certa
vez brigou feio com John, pois este queria entrar no palco apenas de jeans e
camiseta..
 No vídeo Breaktrhu, Freddie aparece com tarjas nos braços, como braceletes,
isso tudo porque ele estava com feridas no corpo por causa da Aids...
 Freddie era extremamente fã de Paul Rodgers.
 O maior sonho de Freddie era cantar ao lado de Montserrat Caballé,
realizando-o em 1988, com o álbum Barcelona.
 A Banda jamais viajava junto de avião. Dos quatro integrantes, viajam de dois
em dois em aviões separados, pois se o avião caísse, a banda poderia
continuar com os outros dois integrantes.
 Em 1970, Farrokh Bulsara muda seu nome, legalmente em cartório, para
Freddie Mercury.
 O guitarrista Brian May foi nomeado Comandante do Império Britânico.
 O Queen é um dos poucos grupos não americanos a ter uma estrela na
Calçada da Fama em Hollywood.
 Roger uma vez decidiu deixar seu cabelo mais loiro e resolveu pintar antes de
um show em 1979. Porém, ele não leu as instruções no pacote e o seu cabelo
ficou verde. O resto da banda ficou rindo e brincando com ele, especialmente
Freddie. Não há muitas fotos desse show, pois Roger tentou destruir todas
dele.

Página | 46
 Antes de ser cantor do Queen, Freddie Mercury foi campeão de tênis de mesa.
 A famosa guitarra Red Special de Brian May foi construída pelo próprio
guitarrista com a ajuda do pai, usando materiais como uma lareira e peças de
moto para construção. O som de sua guitarra é bem característica, pois ele não
usa palheta e sim uma moeda antiga.
 A partir do álbum The Miracle, todas as músicas do Queen davam créditos de
composição para a banda, não para só um integrante ou outro.
 Roger Taylor estava tão decidido em ter “I'm In Love With My Car" como b-side
do single Bohemian Rhapsody, que ele se trancou num armário até Freddie
concordar em coloca-la no single.
 Antes de Queen, Freddie Mercury foi vocalista das bandas Wreckage e Ibex,
ele também utilizava o nome Larry Lurex no início da carreira.
 No dia 24 de setembro de 1998, Roger Taylor entrou pro Guinness Book of
Records por tocar para a maior audiência via internet, acessado pelo site do
Queen, o qual estabeleceu o recorde de 595,000 hits durante o evento.
 Em 1976 o Queen iria tocar num programa de TV, mas acabam desistindo na
última hora. Quem se apresenta no lugar do Queen é então os desconhecidos
Sex Pistols que enchem de palavrões o programa. Alguns dias depois o
programa sai do ar.
 O álbum Greatest Hits I lançado em 1981 é o disco mais vendido do Reino
Unido, superando o Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band dos Beatles.
 Todos sabem que Freddie Mercury era gay, mas o que pouca gente sabe é que
o grande amor de sua vida foi uma mulher: Mary Austin. Dizem, inclusive, que
a música Love of my Life foi composta em homenagem a ela. Foi Mary quem
herdou a fortuna de Freddie.
 Em um dos primeiros shows na década de 70, a plateia estava chamando a
banda de "bichas", Roger Taylor e Freddie desceram do palco para brigar, mas
acabaram apanhando. Roger perdeu um dente e Freddie teve um corte no
supercilio.
 Segundo os próprios integrantes da banda, o melhor show de suas carreiras foi
o do primeiro Rock in Rio, em 1985.
 Freddie só assumiu que estava com AIDS cerca de 24 horas antes de sua
morte.
 We Will Rock You e We Are the Champions foram gravadas como se fossem
uma única música.
 O Queen compôs músicas para filmes como Highlander e Flash Gordon.
 O Queen é um dos recordistas mundiais de vendas de discos, com mais de
300 milhões de exemplares ao longo da carreira. Os únicos artistas/bandas a
atingirem essa marca foram: ABBA, Elvis Presley, Michael Jackson, Madonna
e The Beatles.
 O Queen foi a primeira banda a ter 4 álbuns no top 20 Britânico ao mesmo
tempo (Queen, Queen II, Shear Heart Attack, A Night At The Opera).
 O Queen foi a primeira banda a tocar 3 noites seguidas em um estádio na
mesma cidade (Buenos Aires).
 O Queen foi a primeira banda a entrar no livro dos recordes como a banda
mais bem paga do mundo.

Página | 47
We Will The Rock You

Buddy, you’re a boy, make a big noise

Playing in the street, gonna be a big man some day

You got mud on your face, you big disgrace

Kicking your can all over the place

We will, we will rock you

We will, we will rock you

Buddy, you’re a young man, hard man

Shouting in the street, gonna take on the world some day

You got blood on your face, you big disgrace

Waving your banner all over the place

We will, we will rock you

We will, we will rock you

Buddy, you’re an old man, poor man

Pleading with your eyes, gonna make you some peace some day

You got mud on your face, you big disgrace

Somebody better put you back into your place

We will, we will rock you

We will, we will rock you

We will, we will rock you

We will, we will rock you

Página | 48
Considerações Finais
O trabalho de Inglês realizado por uma parte da turma 806 é um trabalho muito bom e
de extrema importância para a vida escolar e profissional de todos os membros do
grupo porque nos permite trabalhar a pontualidade, a responsabilidade, o
comprometimento, a criatividade e ter uma maior interação com os outros alunos, o
trabalho nos permite aprender a trabalhar em grupo e ampliar o nosso conhecimento
sobre diversos assuntos e assim trabalhar não somente o inglês, mas também
português através da escrita e montagem do portfólio, cartazes, slide e outras mídias,
nos permite ter um maior conhecimento de historia através da pesquisa sobre a
cultura, os costumes, tradições e os acontecimentos de um modo geral sobre o país
escolhido pelo grupo, envolve a geografia também, através da pesquisa sobre a
localização do país e além de tudo melhorar a pronuncia do inglês através da musica.
O trabalho de inglês foi um trabalho que nos permitiu adquirir conhecimento em
diversas áreas e nós do grupo consideramos que é um trabalho realmente necessário
na vida dos alunos, um trabalho que requer a participação e o empenho de todos
mostrando assim que todos nós precisamos de ajuda e que a união faz a força.

Página | 49

Interesses relacionados