Você está na página 1de 2

LESÕES ELEMENTARES

1) MODIFICAÇÃO DE COR
 Mancha/mácula – alteração circunscrita da cor da pele sem alteração do relevo;
A) PIGMENTARES
 Hipercrômicas (depósitos de pigmentos – mancha “café com leite”)
 Hipocrômicas
 Acrômicas – ausência de pigmento (vitiligo, p.ex)
B) VASCULOSSANGUÍNEAS TRANSITÓRIAS (ERITEMA)
 Exantemas (rubeoliforme – áreas de pele saudável entremeadas e escarlatiniforme
– contínuo)
 Enantema: eritema em mucosas
 Eritema figurado: margens bem delimitadas
C) VASCULOSSANGUÍNEAS PERMANENTES:
 Mancha angiomatosa: hiperproliferação vascular
 Telangiectasia: dilatações de capilares permanentes, presente na insuf. Hepática7
D) PÚRPURAS: extravasamento de sangue no espaço extra-vascular (VP negativa)
 Petéquia: lesões puntiformes (< 1cm)
 Equimose: > 1 cm
 Víbice: petéquias lineares.

2) FORMAÇÕES SÓLIDAS
A) Pápula: < 1 cm
B) Nódulo: 1-3 cm (eritema nodoso)
C) Tumoração: > 3 cm
D) Placa: lesão discoide, por extensão e coalescência de pápulas e nódulos;
E) Goma: nódulo com o centro ulcerado e/ou necrótico
F) Vegetação: crescimento exofítico – hipertrofia das papilas dérmicas

3) FORMAÇÕES COM CONTEÚDO LÍQUIDO


A) Vesículas: < 1cm
B) Bolhas: > 1cm
C) Pústulas: conteúdo purulento; < 1cm
D) Abcesso: purulento; > 1cm; sinais flogísticos associados
E) Cistos: lesões encapsuladas com conteúdo líquido
F) Hematomas: formação de uma COLEÇÃO de sangue (há relevo), diferente da
EQUIMOSE, que é apenas uma mancha
 Na unha é sempre hematoma!

4) ALTERAÇÕES DE ESPESSURA
A) Ceratose: espessamento da epiderme por aumento da camada córnea
B) Liquenificação: aumento dos sulcos e saliências por atrito
C) Esclerose: endurecimento da pele por proliferação do tecido colágeno ou do
subcutâneo; preguemanto difícil!!
D) Atrofia: diminuição da espessura, pode ser superficial (apergaminhada) ou
profunda; relacionada ao uso contínuo de CTC’s tópicos
E) Infiltração: espessamento difuso por infiltrado inflamatório, tumoral infeccioso ou
por doenças de depósito
5) SOLUÇÃO DE CONTINUIDADE DA PELE
A) Escoriação: lesão superficial linear traumática.
B) Erosão: acomete apenas a epiderme;
C) Exulceração: acomete até a derme papilar
D) Ulceração: acomete toda dereme e/ou hipoderme, podendo até atingir a camada
muscular
E) Fístula: formação de trajetos entre duas áreas que não se comunicavam
previamente; elimina substâncias (ex: hidradenite supurativa)
F) Fissuras: lesões lineares e estreitas; “rachaduras”

6) LESÕES CADUCAS:
A) Escamas: lâminas epidérmicas secas pelo excesso de ceratina normal ou
defeituosa; podem ser furfuráceas/ptiriásicas ou laminares.
B) Crostas: ressecamento de exsudato; podem ser serosas, purulentas/melicéricas ou
hemáticas.

7) LESÕES CICATRICIAIS
A) Atrofia: cicatrização ineficiente, a cicatriz fica mais profunda entre as margens da
lesão
B) Hipertrófica: excesso de deposição de colágeno; respeita as margens da lesão
C) Queloide: excesso de deposição de colágeno que não respeita as margens da
lesão.