Você está na página 1de 31

Sistema Respiratório

1. Ventilação Pulmonar
2. Troca de Gases
3. Transporte de Gases
4. Regulação da Ventilação

Prof. Marcos Neto


Função do sistema respiratório

• Atender às necessidades metabólicas de O2 e CO2

Sistema respiratório Sistema muscular, etc

Capilar pulmonar e Capilar muscular e


alvéolos fibras musculares
Coração, veias e
artérias

Sistema circulatório
O Pulmão também:
1. Defesa do organismo.
2. Filtra matérias tóxicas da circulação.
3. Reservatório de sangue.
Componentes do trato respiratório

1. Células Ciliadas:
- Esta localizada nos bronquíolos
- Proteção

2. Células Produtoras de Muco:


- Células Secretoras de Superfície
- Glândulas Submucosas
- Células Claras (bronquíolos)

3. Células Alveolares:
- Célula tipo I (95% da superf. Alv.)
- Célula tipo II (síntese de surfact.)
- Pneumócito tipo III (quimiocept)
Surfactante

Células Alveolares Tipo II:


- substâncias anti-adesivas (lipídeos).
- diminuem a tensão superficial:
- facilitam a ventilação.
- lei de La Place:
P = 2T
r

Doença da Membrana Hialina /


Síndrome do Desconforto Respiratório
Tensão Superficial

Surfactante

sem Surfactante com Surfactante

2T
= r P= 2T
r
Mecânica da Ventilação Pulmonar

• Mecânica Pulmonar – Propriedades Mecânicas do pulmão e


da parede torácica
• Ventilação – Como o ar chega aos Alvéolos
Mecânica da Ventilação Pulmonar

Os pulmões podem ser expandido e contraído pelo:


1. Movimento do diafragma para baixo e para cima
2. Elevação e depressão das costelas (movimento em alça de balde)
Expiração e Inspiração

Expiração Inspiração
Inspiração

Depende da contração de músculos

Músculos Inspiratórios

- Elevam a Caixa Torácica:

1. Intercostais Externos
2. Serátil Anterior
3. Esternocleidomastóideo
4. Escaleno

- Diafragma (principal)
Expiração

Passiva durante a respiração Normal

Músculos Expiratórios

- Retos Abdominais

- Intercostais Internos
Pressões Respiratórias

Pulmões e Pleuras
Pressões Respiratórias
1. Pressão Pleural (PP)
- Pressão entre a pleura
pulmonar e a pleura da cavidade
torácica.

2. Pressão Alveolar (PA)


- Pressão no interior do
alvéolo.

3. Pressão Transmural (PT).


- PP - PA
Pressões Respiratórias

Por que a
Pressão Pleural
é negativa?
Pressões Respiratórias

Pneumotórax: Pressão Intrapleural = Pressão Atmosférica


Pressões Respiratórias
Ciclo Respiratório

Eventos durante a inspiração:


Diafragma e intercostais externos contraem

Aumento o volume da cavidade torácica

Pressão intra-pleural mais negativa

Expansão Pulmonar

Pressão intra-alveolar negativa

Fluxo de ar para os pulmões


Ciclo Respiratório

Eventos durante a expiração:


Diafragma e intercostais externos relaxam

Diminui o volume da cavidade torácica

Pressão intra-pleural menos negativa

Contração Pulmonar

Pressão intra-alveolar positiva

Fluxo de ar para o meio externo


Volumes Pulmonares
Volumes Pulmonares

Fig. 26-2 Espirômetro simples selado com água. Berne et al., 2004
Volumes Pulmonares

Volume Corrente (Vc):


volume de ar inspirado e
expirado em cada ciclo
ventilatório normal.
(~500ml)
Volumes Pulmonares

Volume de Reserva
Inspiratória (VRI):
volume de ar que ainda pode
ser inspirado ao final da
inspiração do volume corrente
normal (~3.000ml)
Volumes Pulmonares

Volume de Reserva
Expiratória (VRE):
volume de ar que, por meio
de uma expiração forçada,
ainda pode ser exalado ao
final da expiração do volume
corrente normal (~1,100ml)
Volumes Pulmonares

Volume Residual (VR):


volume de ar que permanece
nos pulmões mesmo ao final
da expiração máxima (1,2L).
Volumes Pulmonares

Capacidade Inspiratória
(CI): Vc + VRI
Essa quantidade de ar é aquela
que uma pessoa pode inspirar,
partindo do nível expiratório basal
e enchendo ao máximo os
pulmões (~3.500ml).
Volumes Pulmonares

Capacidade Residual
Funcional (CRF):
VRE + VR
Essa quantidade de ar (~2.300ml)
é a que permanece nos pulmões
ao final da expiração normal.
Volumes Pulmonares

Capacidade Vital (CV):


VRI + Vc + VRE
É a maior quantidade de ar que
uma pessoa pode expelir dos
pulmões após tê-los enchido ao
máximo e, em seguida, expirado
completamente (~4.600ml)
Volumes Pulmonares

Capacidade Pulmonar
Total (CPT):
VRI + Vc + VRE + VR
É o maior volume que os
pulmões podem alcançar
(~5.800ml) ao final do maior
esforço inspiratório possível.
Ventilação

Ventilação Pulmonar

Ventilação Pulmonar (VP) = volume corrente x freqüência respiratória


VP = 500 ml/incursão resp. x 12 ciclos/minuto = 6,0 litros/minuto
Ventilação

Vias Aéreas de Condução

Espaço Morto Anatômico


(150ml)

Nem todo o ar mobilizado na


ventilação pulmonar será eficaz para
a troca gasosa = espaço morto
Ventilação

Ventilação Alveolar

Vm
Vc VA = Vc- Vm
VA
Vc volume corrente
VA: volume alveolar
Vm: espaço morto anatômico
(não participa da troca gasosa)

Ventilação Alveolar (VA) = (VC-VM) x freqüência respiratória


VP = (500 ml - 150 ml) x 12 ciclos/minuto = 5,25 litros/minuto
Volumes Pulmonares

Ventilação Total (Pulmonar)

Ventilação Total = Volume corrente * Freqüência Respiratória

VT = 500ml * 15 resp/min = 7500 ml/min

Ventilação Alveolar (OBJETIVO DE TUDO)

Ventilação Alveolar = (Vol Exalado-Vol Morto) * Freq Resp

VA = (500ml-150) * 15 resp/min = 5250 ml/min

Representa a quantidade de ar inspirado fresco disponível para


troca gasosa