Você está na página 1de 5

5.

Antero de Quental

A poesia de Antero de
Quental
Outras Expressões, 11.º ano
A poesia de Antero de Quental

A tendência diurna, luminosa, ou apolínea


A configuração de um ideal

- Sonetos otimistas;
- Presença da Razão;
- Racionalidade confiante;
- Romantismo humanitarista;
- Crença na luta por uma sociedade
melhor, enquanto “soldado do
Futuro”.
Outras Expressões, 11.º ano
A poesia de Antero de Quental

A tendência noturna ou romântica


A angústia existencial
- Sonetos pessimistas;
- Presença do desencanto, da angústia,
da dor, da desilusão, da morbidez, da
frustração e do cansaço;
- Interiorização reflexiva;
- Inquietação filosófica e desassossego;
- Refúgio na desistência, no sonho e na

Outras Expressões, 11.º ano


transcendência religiosa.
LINGUAGEM, ESTILO E ESTRUTURA

Soneto Composição poética de regras fixas

Discurso de conceitos filosóficos


Discurso Personagens alegóricas (Ideia, Razão, Noite)
conceptual Relação Eu/Mundo e Eu/Deus

Pontuação: interrogações, reticências,


Linguagem exclamações, etc.
e estilo Recursos de estilo: personificação,alegoria
apóstrofe, metáfora, etc.
A poesia de Antero de Quental

Outras Expressões, 11.º ano