Você está na página 1de 19

CONCEITOS: Avalie os conceitos e classi que-os.

I - Um bem é considerado de excepcional valor por suas características. Representa um período histórico, arquitetônico, ou de costume (vida, hábitos, modo de morar da cidade),
conferindo identidade cultural a um grupo social (nacional, regional ou municipal).
II - Um bem que pertence a um conjunto arquitetônico cujas características representem a identidade cultural de um bairro, localidade ou entorno de um bem tombado. Neste
caso, são mantidos fachadas, telhados e volumetria.
III- É o imóvel renovado, situado no entorno dos bens preservados. Ele pode ser substituído ou modi cado após análise e aprovação dos órgãos competentes.
 
Os conceitos acima se referem, respectivamente, a bem:

A tombado, tutelado e preservado.

B tombado, preservado e tutelado.

C tutelado, tombado e preservado.

D preservado, tombado e tutelado.

E tutelado, preservado e tombado.

 Você já respondeu e acertou esse exercício. A resposta correta é: B.


LEGISLAÇÃO: Acerca dos preceitos constitucionais na área de Patrimônio Cultural, assinale a alternativa correta.

Cabe Ação Direta de Inconstitucionalidade em face de artigo de Constituição estadual que declare integrantes do patrimônio cientí co-cultural do estado-membro os sítios paleontológicos e
A arqueológicos localizados em municípios do referido estado.

É competência concorrente da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios a proteção dos documentos, das obras e de outros bens de valor histórico, artístico e cultural, bem como dos
B monumentos, das paisagens naturais notáveis e dos sítios arqueológicos. 

C Compete à União, com a colaboração da sociedade civil, promover e proteger o patrimônio cultural brasileiro. 

D Lei complementar estabelecerá incentivos para a produção e o conhecimento de bens e valores culturais. 

E O tombamento dos sítios detentores de reminiscências históricas dos antigos quilombos deverá ser determinado por lei federal.

 Você já respondeu e acertou esse exercício. A resposta correta é: A.


(/Arquivo?id=51025.PDF)CONCEITOS: No que diz respeito à transformação do conceito de patrimônio ao longo do tempo, julgue os itens abaixo e assinale a alternativa correta.
I - O Decreto-lei n.° 25, de 1937, de niu o patrimônio histórico e artístico nacional como o conjunto de bens móveis e imóveis existentes no Brasil cuja conservação seja de interesse
público, em razão da excepcionalidade ou da signi cação cultural, mesmo no caso de obras modestas.
II - A Carta de Veneza, de 1964, rede niu o conceito de patrimônio, até então associado à gura do monumento excepcional, incluindo a visão de sítio urbano ou rural e
estabelecendo a ideia de entorno.
III - A Carta de Nairóbi, de 1976, ampliou o conceito de patrimônio, recomendando a salvaguarda de sítios ou conjuntos históricos e de sua ambiência, isto é, o quadro natural ou o
construído que in ui na percepção estática ou dinâmica dos conjuntos históricos ou tradicionais, ou a eles se vincula de maneira imediata no espaço ou por laços sociais,
econômicos ou culturais.

A Apenas o item I está certo.

B Apenas o item II está certo.

C Apenas o item III está certo.

D Apenas os itens II e III estão certos.

E Todos os itens estão certos.

 Você já respondeu e acertou esse exercício. A resposta correta é: D.


TÉCNICAS CONSTRUTIVAS: Segundo o Centro de Estudos Avançados da Conservação Integrada (CECI), “no âmbito do patrimônio cultural, as técnicas construtivas tradicionais luso-brasileiras são os
processos e procedimentos de utilização dos materiais de construção, transmitidos pelo costume e práticas pela via oral, por narrativas ou por hábitos, passados de geração em geração. A denominação
luso-brasileira remete ao período histórico colonial e imperial do Brasil - 1534/1889”. Não é exemplo de técnica construtiva tradicional luso-brasileira o(a):

A taipa de pilão.

B parede de adobe.

C concreto protendido.

D taipa de mão.

E cantaria.

 Você já respondeu e acertou esse exercício. A resposta correta é: C.


A respeito de planejamento e gestão do território, bem como de ações de mobilidade vinculadas à salvaguarda de cidades e bairros históricos, julgue os itens seguintes e assinale a
alternativa correta.
I - A interpretação de que a salvaguarda das cidades e dos bairros históricos, para ser e caz, deve integrar políticas de desenvolvimento econômico e social, bem como planos de
ordenamento e de urbanismo em todos os níveis, é recomendação expressa na Carta de
Washington.
II - O sistema viário em cidades e bairros históricos, para garantia de acessibilidade e melhoria nas condições de circulação, deve ser reformulado, permitindo a penetração de
grandes vias de importância global para a cidade.
III - Áreas de estacionamento devem ser eliminadas de cidades e bairros históricos, de modo a não degradar o aspecto nem o entorno de tais lugares.

A Nenhum item está certo.

B Apenas o item I está certo.

C Apenas o item II está certo.

D Apenas o item III está certo.

E Todos os itens estão certos.

 Você já respondeu e acertou esse exercício. A resposta correta é: B.


(/Arquivo?id=51024.PDF)“Um dos problemas com que se defrontam os países no mundo moderno é a perda de identidade cultural, isto é, a progressiva redução dos valores que
lhes são próprios, de peculiaridades que lhes diferenciam as culturas.” (Aloísio Magalhães. Apud. GONÇALVES, José Reginaldo dos Santos. A retórica da perda. Os discursos do patrimônio cultural no Brasil. 2ed. Rio de Janeiro: Editora da UFRJ, Ministério da
Cultura- IPHAN, 2002.)

Essa a rmação de Aloísio Magalhães sinaliza para algumas das transformações por que passou a política de patrimônio quando esteve à frente de suas iniciativas. Indique a
alternativa que apresenta aquelas mudanças que mais expressam esse processo:

A partir de um diagnóstico que responsabilizava o acelerado desenvolvimento econômico-industrial resultado da política desenvolvimentista posta em prática pelos governos militares como
A destruidor do patrimônio nacional, sua política centrava-se numa profunda crítica a esta forma de desenvolvimento, propondo uma volta às verdadeiras raízes da cultura nacional.

Seu discurso funda uma nova visão de patrimônio pensado, sobretudo, a partir do conceito antropológico de cultura e de sua diversidade, resultando num alargamento de critérios para a de nição de
B um bem a ser objeto de uma política de patrimônio.

A política de patrimônio que passa a defender visa a uma valorização dos bens culturais como forma de luta política dos países menos desenvolvidos frente às ameaças dos países altamente
C industrializados e representava o discurso cultural das esquerdas que chegavam ao poder com a redemocratização após o regime militar.

Seu discurso expressa uma concepção mais democrática no tocante à política de patrimônio que passou a se voltar para a valorização da diversidade cultural nacional, o que resultou numa perda de
D importância dos tombamentos como estratégia institucional de preservação.

Ao centrar a de nição de uma política de patrimônio a partir do conceito de cultura, Aloísio Magalhães deixava de considerar a história como aspecto relevante para suas considerações em torno de
E políticas públicas e estatais para a proteção do patrimônio, atitude que re etia o desinteresse por este campo por parte dos governos militares, tendo em vista o potencial crítico da disciplina.

 Você já respondeu e acertou esse exercício. A resposta correta é: B.


Excluem-se do patrimônio histórico e artístico nacional as obras de origem estrangeira, EXCETO:

A que pertençam às representações diplomáticas ou consulares acreditadas no país;

B que adornem quaisquer veículos pertencentes a empresas estrangeiras, que façam carreira no país;

C que pertençam a casas de comércio de objetos históricos ou artísticos;

D que sejam importadas por pessoas estrangeiras expressamente para adorno de suas residências;

E que sejam trazidas para exposições comemorativas, educativas ou comerciais.

 Você já respondeu e acertou esse exercício. A resposta correta é: D.


TOMBAMENTO: No tocante ao tombamento assinale a alternativa INCORRETA:

dos bens pertencentes à União, aos Estados e aos Municípios se fará de ofício, por ordem do diretor do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, independente de noti cação à entidade a
A quem pertencer, ou sob cuja guarda estiver a coisa tombada, a m de produzir os necessários efeitos;

B de coisa pertencente à pessoa natural ou à pessoa jurídica de direito privado se fará voluntária ou compulsoriamente;

C será voluntário sempre que o proprietário o pedir e a coisa se revestir dos requisitos necessários para constituir parte integrante do Patrimônio histórico e artístico nacional;

será compulsório quando o proprietário se recusar a anuir à inscrição da coisa podendo oferecer impugnação a ser decidida pelo Conselho Consultivo do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico
D Nacional;

E a coisa tombada não poderá sair do país, senão por curto prazo, sem transferência de domínio e para m de intercâmbio cultural.

 Você já respondeu e acertou esse exercício. A resposta correta é: A.


(/Arquivo?id=51023.PDF)LEGISLAÇÃO: O registro de bens culturais de natureza imaterial que constituem patrimônio cultural brasileiro, nos termos do Decreto nº 3551/2000, se fará em um dos
seguintes livros, EXCETO:

A de Registro dos Saberes;

B de Registro das Celebrações;

C de Registro de Datas;

D de Registro das Formas de Expressão;

E de Registro dos Lugares.

 Você já respondeu e acertou esse exercício. A resposta correta é: C.


(/Arquivo?id=51022.PDF)Quanto às propostas para registro de bens culturais de natureza imaterial, assinale a alternativa INCORRETA:

A serão dirigidas ao Presidente do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural;

B o IPHAN supervisionará a instrução dos processos de registro;

C a instrução dos processos poderá ser feita por outro órgão do Ministério da Cultura que detenha conhecimentos especí cos sobre a matéria;

D ultimada a instrução, o IPHAN emitirá parecer acerca da proposta, publicado no Diário O cial da União;

E a decisão nal competirá ao Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural.

 Você já respondeu e acertou esse exercício. A resposta correta é: A.


“Estimando que a garantia mais e caz de conservação dos monumentos e obras do passado reside no respeito e dedicação que lhes consagram os próprios povos e certa de que tais sentimentos podem ser
enormemente favorecidos por uma ação apropriada, inspirada na vontade dos Estados Membros de desenvolver as ciências e as relações internacionais,convencida de que os sentimentos que dão origem à
contemplação e ao conhecimento das obras do passado podem facilitar grandemente a compreensão mútua entre os povos e que, para isso, é preciso bene ciá-los com uma cooperação internacional e
favorecer por todos os meios a execução da missão social que lhes cabe (...).”
Esse texto refere-se à:
 

A Carta do Restauro, de 1972.

B Carta de Brasília, de 1995.

C Recomendação de Nova Delhi, de 1956.

D Carta de Atenas, de 1931.

E Carta de Veneza, de 1964

 Você já respondeu e acertou esse exercício. A resposta correta é: C.


LEGISLAÇÃO: O instrumento jurídico criado por intelectuais, artistas e autoridades para tombar e, assim, proteger os bens de caráter extraordinário, reconhecidos como patrimônio no Brasil é:

A Decreto no 22 928/33;

B Decreto-lei 25/37;

C Lei no 3.924/61;

D Lei 6.292/75;

E Decreto no 3.551/2000.

 Você já respondeu e acertou esse exercício. A resposta correta é: B.


O IPHAN tem como nalidades as alternativas abaixo discriminadas, EXCETO:

A proteger, scalizar, promover, estudar e pesquisar o patrimônio cultural brasileiro;

B exercer a vigilância e preservação vedado o uso do poder de polícia administrativa para a proteção deste patrimônio;

C coordenar a execução da política de preservação, promoção e proteção do patrimônio cultural, em consonância com as diretrizes do Ministério da Cultura;

D desenvolver estudos e pesquisas, visando a geração e incorporação de metodologias, normas e procedimentos para preservação do patrimônio cultural;

E promover a identi cação, o inventário, a documentação, o registro, a difusão, o tombamento, a conservação, a devolução, o uso e a revitalização do patrimônio cultural.

 Você já respondeu e acertou esse exercício. A resposta correta é: B.


(/Arquivo?id=51021.PDF)TOMBAMENTO: Assinale a acepção que o Tombamento NÃO confere à instituição competente:

A a obrigação de scalizar o uso adequado do bem tombado;

B o dever de agir na proteção das coisas classi cadas na condição de patrimônio cultural;

C o poder de polícia para tratar do interesse público geral, restringindo direitos de particulares;

D o direito próprio ou titularidade sobre o domínio das coisas tombadas;

E o direito de impor aos prédios vizinhos, em função do bem imóvel tombado, a conservação da ambiência.

 Você já respondeu e acertou esse exercício. A resposta correta é: D.


CARTAS PATRIMONIAIS: A Carta Patrimonial, também reconhecida como “Carta internacional sobre conservação e restauração de monumentos e sítios” é a:

A Carta do Restauro;

B Carta de Veneza;

C Carta de Florença;

D Carta de Quito;

E Carta de Cabo Frio.

 Você já respondeu e acertou esse exercício. A resposta correta é: B.


(/Arquivo?id=51020.PDF)De acordo com a Constituição Federal de 1988, no tocante ao patrimônio histórico, não é competência da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios,

A preservar a fauna e a ora.

B proteger documentos, obras e outros bens de valor histórico, artístico e cultural.

C impedir a saída de obras de arte nacionais para outros países.

D promover a cultura.

E zelar pela guarda do patrimônio público.

 Você já respondeu e acertou esse exercício. A resposta correta é: C.


(/Arquivo?id=51019.PDF)Assinale a alternativa que melhor caracteriza a política de patrimônio inaugurada com a criação do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional pelo decreto-lei n° 25
de 30 de novembro de 1937:

Essa política re etia as novas demandas formuladas ao campo da cultura pelo Estado Novo, signi cando a vitória dos grupos mais conservadores em termos de de nição de uma política cultural,
A segundo a qual a volta ao passado deveria fundamentar uma identidade forjada a partir dos heróis da Nação brasileira.

A política de patrimônio inaugurada por Rodrigo Melo Franco bens a serem objeto de tombamento a partir de seu valor artístico, segundo os cânones internacionais formulados por uma história da
B arte, de viés profundamente esteticizante.

A política de patrimônio implementada por Rodrigo Melo Franco de Andrade à frente do Serviço Nacional do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional representou uma vitória dos modernistas e
C signi cou uma concepção bastante democrática do patrimônio, preocupada com o acesso aos bens culturais tidos como patrimônio de uma coletividade nacional.

A política inaugurada com o decreto-lei n° 25 manteve-se inalterada em suas linhas até à redemocratização plena do país após a Constituinte de 1988, atestando a permanência de um projeto
D excludente com relação à cultura que caracterizou tanto o Estado Novo quanto os governos militares.

A política de patrimônio implementada na gestão de Rodrigo Melo Franco de Andrade trazia a marca dos modernistas assim como de uma nova forma de tratar os monumentos a partir de sua
E consideração como expressões concretas de uma nacionalidade, que se dava a conhecer pelo exame desses signos.

 Você já respondeu e acertou esse exercício. A resposta correta é: E.


(/Arquivo?id=51018.PDF)LEGISLAÇÃO: O artigo 216 da Constituição Federal de 1988 explicita, entre outros, a condição de patrimônio cultural brasileiro para:

A os objetos de interesse arqueológico ou pré-histórico, numismático ou artístico;

B o patrimônio histórico e artístico nacional inscrito nos Livros do Tombo;

C as obras de arte e os ofícios produzidos por brasileiros;

D as áreas especiais e locais de interesse turístico;

E os conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, paisagístico, artístico, arqueológico, paleontológico, ecológico e cienti co.

 Você já respondeu e acertou esse exercício. A resposta correta é: E.


São legitimados para provocar a instauração do processo de registro de bens culturais de natureza imaterial, EXCETO:

A o Ministério Público;

B o Ministro de Estado da Cultura;

C instituições vinculadas ao Ministério da Cultura;

D Secretarias de Estado, de Município e do Distrito Federal;

E sociedades ou associações civis.

 Você já respondeu e acertou esse exercício. A resposta correta é: A.