Você está na página 1de 18

ESTUDO DA NATUREZA

Nº 78
Ano 8/2020
1ª Edição

VÍRUS
EN - 095
Ministério dos Desbravadores
Igreja Adventista do Sétimo Dia

1
EXPEDIENTE
1ª Edição: Disponível em
www.mundodasespecialidades.com.br
Direção Geral:
Pedro Paz
Rossalles Freitas
Victor Ariel
Diagramação e Edição:
Rossalles Freitas
Coord. de Guias das Especialidades:
Gabriel Silveira
Editoração e Revisão: Maira Cardoso
Autor: Natália dos Santos Freitas

SITE MUNDO DAS ESPECIALIDADES


Telefones:(81) 9 9835-8482
E-mail:mundodasespecialidades@gmail.com
Site: www.mundodasespecialidades.com
Febre, tosse, coriza, dores no corpo... com certeza você Facebook:Facebook.com/mundodasespecialidades
já sentiu algum desses sintomas e precisou ficar deitado por
um bom tempo sem conseguir sentir o gosto dos alimentos DIREITOS RESERVADOS:
A reprodução deste material seja de forma total ou
e tomando remédios de sabor e aparência duvidosas. parcial de seus textos ou imagens é permitida, desde
Se, por alguma razão, você se sentia excluído de algum que seja referenciado o Mundo das Especialidades
e seus autores pela nova autoria ao fim de seu
lugar ou grupo, essa já não é mais a sua realidade! Isso, material. Todos os direitos reservados para Mundo
porque a maioria das pessoas, assim como você, também das Especialidades

já passou por essa situação desagradável, vítima de uma UNIÃO LESTE BRASILEIRA
coisinha insignificante chamada Vírus. Vou profetizar aqui: UNIÃO NORDESTE BRASILEIRA
UNIÃO SUL BRASILEIRA
se você perguntar no clube quantos já tiveram gripe, todos
responderão “EU”, inclusive o pessoal da diretoria! Se não IGREJA ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA
MINISTÉRIO DOS DESBRAVADORES
acredita, faça esse teste, depois me diga se eu estava certa. Recife, PE, Março de 2020
Mas então se é assim, parece que o Vírus não merece ser
chamado de “coisinha”, não é mesmo? Que superpoder é Formada em Biologia-
esse de afetar tanta gente e de causar tanto estrago? Por Licenciatura, professora
de ciências, sempre
que Deus criaria algo que nos causa tanto mal? Como fazer fui apaixonada pela
para se livrar dele e não ser atacado? Se já se perguntou natureza e suas formas
de vida. Faço pós em
sobre isso e ainda possui dúvidas, vem comigo explorar Neuropsicopedagogia e
esse misterioso “ser” através deste guia. Metodologia do Ensino
de Ciências Biológicas.
Líder de Aventureiros
e trabalhei no clube desde os 16 anos até 2019.
Gosto de ler, música e lettering. Meu livro preferido
da bíblia é Romanos e gosto de personagens
como Daniel e Paulo, mas nenhum outro me
inspira tanto quanto Jesus. Com Ele, aprendo um
pouquinho a cada dia e espero poder seguí-lo e
viver por Ele durante toda minha vida, até o dia
em que verei Sua face quando voltar nas nuvens
do céu.

mundodasespecialidades@gmail.com mundodasespecialidades @mundodasespecialidades


Vilão Invisível
O termo “vírus” vem do latim (vírus)
Os vírus foram descobertos no final do e significa veneno ou toxina.
século XIX, mas a primeira visualização desses
organismos ocorreu apenas no século seguinte.
Desde então, a ciência já conseguiu identificar
cerca de 3.600 espécies. São considerados
formas especiais de vida, pois não apresentam
estrutura celular como os demais seres vivos. Fique ligado!
Essa é a característica que os torna únicos. Por
esta razão, os vírus não foram classificados em
nenhum dos Reinos conhecidos até hoje. A Tenha sempre em mente que: para ser
estrutura de um vírus é extremamente simples. considerado vivo, um organismo precisa ser
Basicamente, ele possui uma cápsula na parte constituído de células que o torne capaz de
externa, que pode ter diferentes formatos e realizar todas as funções básicas e fisiológicas,
tamanhos. Essa cápsula serve de proteção para como: respirar, se alimentar, se reproduzir e
excretar. Um vírus não possui células, logo, não
seu material de reprodução que fica guardado pode ser considerado ser vivo.
na parte interna. Esse material pode ser uma
molécula de RNA ou DNA. Guarde muito
bem essa informação, pois existem diferenças
importantes entre um vírus de RNA e um vírus
de DNA. Falaremos sobre isso daqui a pouco. Os
cientistas se referem ao vírus como um parasita
obrigatório de células. Isso quer dizer que fora do
organismo ele não tem poder algum. Para que
consiga colocar em prática seus planos malignos,
NECESSITA ESTAR, OBRIGATORIAMENTE, dentro
Você sabia? Um parasita é um
de uma célula. Existem tipos diferentes de vírus ser que vive às custas de outro,
que têm preferências por cada uma de nossas sem conseguir sobreviver ou fazer
células causando assim, variadas doenças. E atividades sozinho.
não apenas por células humanas, mas também
por células animais, plantas e até bactérias! Sim,
nem mesmo as bactérias estão livres desses
vilões. Apresentaremos alguns deles a seguir.

HIV Hepatite B Ebola Adenovírus Influenza

Bacteriófago Raiva Herpes HPV Rotavírus


(papilomavírus humano)

3
Invasor
de primeira!
O vírus tem a incrível capacidade de
infiltração. Ele consegue entrar no seu corpo
através da pele, olhos, boca e nariz. Alguns
se infiltram apenas em contato com feridas
abertas, sangue ou fluídos corporais.
Uma vez no organismo, ele irá procurar
uma célula para usar como “lar” e se
reproduzir. Para fazer isso, primeiro ele se fixa
na membrana plasmática da célula. Depois,
ele perfura essa membrana e injeta todo o seu
material genético (RNA ou DNA) dentro dela.
O material genético do vírus vai em busca do
núcleo para tomar o lugar do DNA celular.
O núcleo de uma célula é como se fosse
toda a cabine de comando de uma nave. No
momento que o vírus consegue entrar nele,
destrói o comandante, toma seu lugar e passa
a reorganizar todas as funções celulares.
A partir desse momento, é como se a
célula virasse um zumbi, sem função alguma.
Ela se torna apenas um centro de fabricação
de vírus. Eles se reproduzem tão rápido dentro
dela e em tão grande número que ela acaba Ciclo de invasão de
explodindo, liberando todos os novos vírus que um vírus. No exemplo
acabaram de “nascer”. Então, o ciclo recomeça temos o vírus do HIV.
com um número bem maior de células sendo
afetadas e destruídas, e assim sucessivamente.
Por isso que ficamos tão mal quando
estamos com uma doença viral. E também é
por causa disso que infectamos outras pessoas
com facilidade.

4
Guerra
brutal

Mas e o nosso organismo? Ele apenas


observa enquanto o vírus comete esses
absurdos contra as células? Não! O exército de
soldados defensores sempre estará pronto para
combater qualquer ser que tente causar danos
ao corpo. Esses soldados são os ANTICORPOS.
Eles protegem nosso organismo e lutam para
combater os invasores – como os vírus.
Lutarão com eles até todos serem
eliminados por completo. Durante esse período,
Lembre-se: para que seu
prepare-se, pois você enfrentará sintomas corpo produza anticorpos em
desagradáveis. O tempo que essa guerra vai boa quantidade, é preciso ter
durar também vai depender do tipo de vírus uma alimentação saudável e
que se instalou em seu corpo. balanceada.

Super dica!
Alguns alimentos que ajudam na produção de
anticorpos e no aumento da imunidade:
• frutas cítricas como laranja, acerola, tomate e limão
possuem vitamina C, que aumenta a resistência do corpo
e elimina toxinas;
• vegetais verdes escuros como brócolis, couve e
espinafre auxiliam na produção dos anticorpos;
• alho, um super aliado;
• óleo de coco ajuda a forjar a armadura da imunidade,
agindo diretamente contra vírus e outros seres invasores,
como as bactérias.

Você sabia?

A imunidade é como se fosse uma armadura


especial que nos blinda contra possíveis
doenças. São os anticorpos que forjam essa
armadura e por isso precisam estar sempre
ativos e fortes.

5
Vírus
mutante?
Como vimos, existem voltando sempre com
muitos tipos de vírus uma constituição básica
por aí, cada um com sua diferente, e cada vez mais
peculiaridade. Mas, de agressivos e resistentes. É
forma geral, podemos como se depois de certo
classificá-los de duas período o vírus voltasse
maneiras: vírus de DNA e com um novo disfarce. Um
vírus de RNA. exemplo é o vírus da gripe.
Os vírus de DNA são Por isso, todos os anos
aqueles com estrutura fixa, criam-se campanhas de
que não se modificam com prevenção contra a gripe:
o tempo. Eles continuarão o vírus sofre mutações,
tendo a mesma constituição causando epidemias
básica ontem, hoje e periódicas. Podemos ser
sempre. Exemplos desse “agraciados” com uma das
tipo são o vírus da catapora, várias modificações desse
do sarampo e da varíola. vírus como a gripe aviária,
Já os vírus de RNA são gripe espanhola, gripe A, ou
mais astutos e se modificam alguma outra que ele ainda
constantemente. Eles não inventou. Criatividade
sofrem várias mutações para se disfarçar não falta
depois de um período, nesse vírus!

Gripe X Resfriado

Não confunda sintomas de gripe com um simples resfriado.


Veja as principais diferenças entre ambos.

Gripe: dura de 7 a
10 dias; febre alta; dor
muscular intensa e fortes
dores de cabeça; fadiga
Resfriado: dura de 2 a
constante; nariz escorrendo
4 dias; febre baixa ou sem
e dor de garganta;
febre; alguma dor muscular
e leve dor de cabeça; sem
fadiga; leve mal-estar, nariz
escorrendo e um pouco de
rouquidão, mas sem dor.

6
Se liga aí!
É importante saber identificar os sintomas de
algumas doenças virais para proceder da forma
correta quanto ao seu tratamento. Também é preciso
conhecer as formas de contágio para buscar sempre
a prevenção. Destacamos as seguintes doenças
para você aprofundar seus conhecimentos:
Raiva
Transmissão - é transmitida ao homem pela
saliva de animais infectados. Geralmente através Vírus da Raiva
de mordidas, arranhaduras e/ou lambidas desses
animais.
Sintomas – podem durar de 2 a 10 dias,
apresentando durante esse período: mal-estar geral;
febre branda; anorexia; dores de cabeça; náuseas;
dor de garganta; irritabilidade; inquietude; sensação
de angústia.
A infecção da raiva pode progredir, surgindo
manifestações mais graves e complicadas, como:
ansiedade e hiperexcitabilidade; delírios; espasmos
musculares involuntários e/ou convulsões.
Prevenção - A vacinação anual de cães e gatos é
eficaz na prevenção da raiva e, consequentemente,
previne também a raiva humana. Deve-se sempre Vírus da Herpes
evitar de se aproximar de cães e gatos sem
donos, não mexer ou tocá-los quando estiverem
se alimentando, com crias ou mesmo dormindo.
No caso de agressão por parte de algum animal,
a assistência médica deve ser procurada o mais
rápido possível. Quanto ao ferimento, deve-se
lavar abundantemente com água e sabão e aplicar
produto antisséptico.
Herpes
Transmissão – através de gotículas de saliva,
Vírus da AIDS
beijo, objetos contaminados levados à boca e por aí
vai. Por isso, é bem comum que o primeiro contato
com esse vírus aconteça ainda na infância.
Sintomas – Formigamento na pele; coceira;
ardor; dor; vermelhidão; bolhas; feridas.
Geralmente, esse vírus irá se manifestar apenas
quando as defesas do indivíduo estão enfraquecidas
– em função de estresse, muita exposição ao sol
ou quando o organismo está debilitado por gripe e
resfriado, por exemplo. Em situações normais, ele
costuma ficar no organismo sem causar incômodo.
Vírus da Caxumba
Prevenção – evitar compartilhar copos, talheres
e itens de maquiagem. Cuidados ao se expor ao sol.
A alimentação também influencia na prevenção.
Evitar comer muitas nozes, amêndoas, chocolate

7
e uva, pois a substância presente nesses
alimentos costuma atiçar o vírus. Cuidados
emocionais para evitar tensões e estresse
também auxiliam na prevenção.
AIDS
Transmissão – transmitido principalmente
por relações sexuais (vaginais, anais ou
orais) desprotegidas, isto é, sem o uso do Vírus da Pólio
preservativo; e compartilhamento de seringas
e agulhas contaminadas com sangue.
Sintomas – Os primeiros sintomas
observáveis são: fraqueza, febre,
emagrecimento, diarreia prolongada sem
causa aparente. A doença se agrava aos
poucos. Se não for tratada, passa por fases
de evolução apresentando sintomas como:
cansaço excessivo, faringite, feridas na área da Vírus da Meningite
boca, esôfago e órgãos genitais, ínguas e dor
de cabeça. Poliomielite
Vale ressaltar que nem todas as pessoas Transmissão – contato direto de pessoa
infectadas pelo vírus da AIDS apresentam para pessoa e por contato com muco, catarro
sintomas. Como é uma doença que ataca ou fezes infectadas.
especialmente as células de proteção do Sintomas – geralmente são muito
corpo (anticorpos), caso o indivíduo seja similares aos sintomas da gripe e de outras
acometido por outra doença, por mais branda doenças virais leves ou moderadas: febre,
que seja, pode causar complicações severas. garganta inflamada, dor de cabeça, vômitos,
Prevenção – não se colocar em situação fadiga, dor nas costas ou rigidez muscular,
de risco para a infecção pelo vírus, ou seja: dor ou rigidez nos braços e nas pernas. Em
relações sexuais protegidas; não compartilhe casos raros, a infecção desse vírus pode levar
agulhas e seringas; não se relacione com mais à poliomielite paralítica, a forma mais grave
de uma pessoa. da doença.
Prevenção - Vacina.
Caxumba
Transmissão – Através de gotículas de Meningite
saliva do doente expelidas no ar. Na maior Transmissão – Contatos casuais ou
parte das vezes, a infecção se manifesta na breves dificilmente vão passar a meningite
infância. para frente. Ambientes fechados e lotados
Sintomas – febre, dor na face e aumento contribuem para a transmissão e potenciais
do volume das glândulas salivares (no surtos.
pescoço). Ela também pode provocar dor no Sintomas – como é uma infecção
corpo e na cabeça. Complicações mais graves das membranas que recobrem o cérebro
são raras, mas podem ocorrer. Entre elas (chamadas meninges), pode ocasionar: dor
estão: inflamação nos testículos, inflamação de cabeça e na nuca, rigidez no pescoço,
nos ovários, inflamação do pâncreas, etc. febre, vômito e confusão mental. Em casos
Prevenção – Vacina. mais avançados da doença podem surgir
gangrena de pés, pernas, braços e mãos,
paralisia e surdez.
Prevenção - evite ambientes fechados,
com grande número de pessoas e vacine-se.
Hepatite
Transmissão – Contágio fecal-oral:
condições precárias de saneamento
básico e água, de higiene pessoal e dos

8
alimentos (hepatite A e E); transmissão pessoa está sendo infectada pela segunda
por contato com sangue, por meio de ou terceira vez. Se a doença não for tratada
compartilhamento de seringas, agulhas, com rapidez nesse estágio, pode levar à
lâminas de barbear, alicates de unha e morte.
outros objetos que perfuram ou cortam Prevenção - evite o acúmulo de água
(hepatite B, C e D); transmissão vertical: em pneus, vasos de plantas, etc.; coloque
pode ocorrer durante a gravidez e o parto tela nas janelas. Ponha areia nos vasos de
(hepatite B, C e D). plantas. Seja consciente com seu lixo e
Sintomas – existem diferentes tipos mantenha limpas as calhas. Use inseticidas
de hepatites, mas dentro de um quadro e larvicidas. Use repelente.
geral, elas apresentam muitos sintomas
semelhantes, como: dor ou desconforto Além destas citadas anteriormente,
abdominal, dor muscular, fadiga, náusea existe um grupo específico de doenças
e vômitos, perda de apetite, febre, urina virais chamado de exantemáticas. São
escura, amarelamento da pele e olhos. bastante conhecidas pela população e é
Prevenção – todos os tipos de possível que alguém da sua família já deva
hepatite podem ser evitados através de ter sido acometido por pelo menos uma.
vacinação. São elas: sarampo, rubéola e catapora.

Dengue Sarampo
Transmissão – não é transmitida de É uma doença causada pelo vírus
pessoa para pessoa. A transmissão se dá Morbillivirus, e que pode levar à morte.
pelo mosquito Aedes aegypti. Raramente Caracteriza-se por febre alta (às vezes,
a transmissão irá ocorrer em temperaturas acima de 40º C) e manchas vermelhas no
abaixo de 16° C, sendo que a mais propícia corpo. Altamente contagioso, o sarampo
gira em torno de 30° a 32° C, pois esse é é propagado por meio das secreções
um mosquito que se desenvolve em áreas mucosas (como a saliva, por exemplo) de
tropicais e subtropicais, ou seja, gosta do indivíduos doentes para outros que ainda
calor! não foram imunizados.
Sintomas – existem dois tipos de Os sintomas iniciais do sarampo
dengue e cada uma apresenta sintomas são: febre, tosse persistente, conjuntivite,
distintos. A dengue clássica provoca coriza e fotofobia. Depois de alguns dias,
febre alta (39° a 40°C), dor de cabeça, podem surgir manchas vermelhas que
cansaço, dor muscular e nas articulações, não coçam e podem aparecer atrás das
indisposição, enjoos e vômitos. orelhas, e prostração. A melhor prevenção
Já a dengue hemorrágica pode contra o sarampo é a vacinação.
começar com os sintomas semelhantes
aos da versão clássica. Produz manchas
vermelhas na pele e em pouco tempo
ocasiona hemorragias causadas pelo
sangramento de pequenos vasos da pele
e outros órgãos, podendo ocorrer uma
queda na pressão arterial do paciente,
gerando tonturas. No geral, a dengue
hemorrágica é mais comum quando a
Vírus do Sarampo

Vírus da Dengue

9
Rubéola
É causada pelo Rubella virus e é transmitida de
pessoa para pessoa por meio de tosse e/ou espirro,
sendo altamente contagiosa.
Os sintomas costumam ser leves e difíceis de serem
notados. O mais característico é o surgimento de erupções
vermelhas na pelo que aparecem primeiramente no rosto
espalhando-se por tronco, braços e pernas. Entre outros
sintomas estão: febre leve, dor de cabeça, congestão
Vírus da Rubéola nasal, inflamação nos olhos, surgimento de nódulos na
região da nuca e atrás das orelhas, desconforto geral,
sensação de mal-estar constante, dor muscular e nas
articulações.
Apesar da rubéola ser uma doença considerada
branda, ela pode acarretar complicações como otite
média e encefalite. A vacinação é o meio mais seguro e
eficaz de prevenção contra a rubéola.
Catapora
É uma doença infecciosa e altamente contagiosa
Vírus da Catapora causada pelo Varicela-Zoster que se manifesta com
maior frequência em crianças. A principal característica
clínica são as lesões na pele acompanhadas de coceira.
É facilmente transmitida para outras pessoas. O
contágio acontece por meio do contato com o líquido
das bolhas, pela tosse, espirro, saliva ou por objetos
contaminados pelo vírus.
Os sintomas em geral começam entre 10 e 21 dias
após o contágio. Os principais são: manchas vermelhas
e bolhas pelo corpo; mal-estar; cansaço; dor de cabeça;
perda de apetite; febre baixa.
As bolhas surgem na face, no tronco ou no couro
cabeludo, se espalham e se transformam em pequenas
vesículas cheias de um líquido claro. Em poucos dias,
o líquido escurece e as bolhas começam a secar e
cicatrizam. Este processo causa muita coceira.
As principais medidas de prevenção são: vacinação;
lavar as mãos após tocar nas lesões; isolamento: crianças
com catapora só devem retornar à escola após todas as
lesões terem evoluído para crostas.

Que raios é uma DOENÇA EXANTEMÁTICA??


São doenças que possuem como principal
característica o surgimento de feridas na pele.

10
Pandemias Históricas
Diferentes momentos históricos
marcaram épocas importantes. Entre esses Sarampo - 6 milhões de mortos por ano
momentos, encontramos pandemias virais – Até 1963
que assolaram o planeta matando milhares História – Foi uma das principais causas
em pouco tempo. Doenças como essas nunca de mortalidade infantil até a descoberta da
serão esquecidas. Dentre elas podemos primeira vacina, em 1963. Com o passar dos
destacar as seguintes: anos, a vacina foi aperfeiçoada e a doença foi
erradicada em vários países, apesar de alguns
Gripe espanhola - 20 milhões de mortos surtos estarem voltando, devido à população
– 1918 a 1919 relutar diante da vacinação.
História – O vírus Influenza é um Contaminação – Altamente contagioso,
dos maiores carrascos da humanidade. A o sarampo é causado pelo vírus Morbillivirus,
mais grave epidemia foi batizada de gripe propagado por meio das secreções mucosas
espanhola, embora tenha feito vítimas no (como a saliva, por exemplo) de indivíduos
mundo todo. No Brasil, matou o presidente doentes.
Rodrigues Alves. Sintomas – Pequenas erupções
Contaminação – Propaga-se pelo ar, por avermelhadas na pele, febre alta, dor de
meio de gotículas de saliva e espirros. cabeça, mal-estar e inflamação das vias
Sintomas – Fortes dores de cabeça e no respiratórias.
corpo, calafrios e inchaço dos pulmões.
Varíola - 300 milhões de mortos – 1896
Febre amarela – 30.000 mortos (Etiópia) a 1980
– 1960 a 1962 História – A doença atormentou a
História – O Flavivírus, que tem uma humanidade por mais de 3000 anos. Figurões
versão urbana e outra silvestre, já causou como o faraó egípcio Ramsés II, a rainha
grandes epidemias na África e nas Américas. Maria II, da Inglaterra e o rei Luís XV, da
Contaminação – A vítima é picada pelo França tiveram a temida “Bixiga”. A vacina foi
mosquito transmissor, que picou uma pessoa descoberta em 1796.
infectada com o vírus. Contaminação – O Orthopoxvírus variolae
Sintomas – Febre alta, mal-estar, era transmitido de pessoa para pessoa,
cansaço, calafrios, náuseas, vômitos e diarreia. geralmente por meio das vias respiratórias.
85% dos pacientes recupera-se em três ou Sintomas – Febre, seguida de
quatro dias. erupções na garganta, na boca e no rosto.
Posteriormente, pústulas que podiam deixar
cicatrizes no corpo.

A ideia foi apresentar um breve histórico de alguns dos vírus mais temidos
do século, para que você faça uma pesquisa completa e detalhada.

11
Uma vaca Variolae vaccinae, pois vaccinae é a palavra
latina para vaca. Então, o processo de se
me salvou? imunizar a partir da varíola bovina veio a ser
chamado de VACINA.
A primeira vacina foi descoberta no Hoje, temos diversas vacinas para
século XVIII, por um homem chamado combater outras doenças, mas elas não são
Edward Jenner. Na época, estavam feitas da varíola bovina.
acontecendo vários surtos de varíola. Essa As vacinas são feitas de vírus
doença confundia as pessoas, pois no início enfraquecidos ou mortos, ou até pedaços
os sintomas eram parecidos com os de uma desses micro-organismos. O objetivo é
gripe muito forte. Porém, depois de alguns ativar os seus anticorpos para que eles
dias, o vírus começava a atacar a pele, estudem e aprendam como combater
causando bolhas que, em pouco tempo, aquele tipo de vírus. Como é apenas uma
estouravam e se tornavam feridas horríveis “amostra” do vírus que está sendo colocado
pelo corpo. Os poucos que sobreviviam, no corpo, fica um pouco mais fácil para os
ficavam desfigurados por conta das anticorpos eliminarem.
cicatrizes de feridas. A vacina funciona como uma espécie
Como todo bom médico e cientista, de professora que ensina o seu corpo à
Edward Jenner era muito observador. Ele se proteger do vírus. Quando o vilão de
percebeu que um grupo de mulheres que verdade chegar, você já terá imunidade e
trabalhavam ordenhando leite não eram anticorpos preparados para que ele não
contaminadas com a mesma varíola que faça festa dentro do seu organismo. Ou seja,
matava outras pessoas, mas sim com uma o vírus não tem nem chance de encontrar
versão “mais leve” da doença. Elas tinham uma célula para destruir e provocar seus
apenas algumas bolhas nas mãos e nada sintomas, pois é eliminado rapidamente.
mais. Isso chama-se memória imunológica, pois
Além disso, Jenner notou que as vacas seu corpo tem a capacidade incrível de
ordenhadas também apresentavam essa lembrar de cada vírus que estudou através
versão “light” da doença. Então, concluiu das vacinas que você já tomou.
que nessa coincidência estava a razão pela Por isso que, por exemplo, pessoas que
qual a varíola não se desenvolvia de forma já tiveram catapora nunca irão ter de novo,
agressiva nas mulheres. pois o corpo já foi imunizado, os anticorpos
Para comprovar sua teoria, ele colheu já conheceram esse vírus e lutaram contra
amostras das bolhas das mãos de uma ele para aprender a combatê-lo, então
das mulheres e contaminou o próprio filho conseguem eliminá-lo com rapidez.
com o material das amostras. O menino A maneira mais eficaz de ser proteger
apresentou algumas bolhas e um pouco contra um vírus é tomando a vacina
de febre, mas logo melhorou. Depois de específica, pois, uma vez que o vírus estiver
algumas semanas, Jenner resolveu expor dentro do organismo, o que podemos fazer
o filho à varíola de verdade, aquela que é apenas esperar que o ciclo dele chegue ao
matava todo mundo. E o menino não pegou fim e os anticorpos consigam eliminá-lo. Por
a doença! esta razão, é mais difícil tratar doenças virais,
Após fazer outros testes parecidos porque não há muito o que fazer além de
com mais garotos, o cientista concluiu repousar, tomar bastante líquido e amenizar
que aqueles que eram expostos à versão os sintomas com uso de medicação.
mais leve da varíola, podiam desenvolver
imunidade à doença. Essa versão leve da
doença era a varíola bovina, chamada de

12
Bye, Bye, Doença!
Por conta da descoberta da vacina, diversas doenças
que foram causa da morte de inúmeras pessoas durante
Erradicar significa extinguir, eliminar.
anos, foram erradicadas. Basta a pessoa ir até uma unidade
de saúde para se imunizar contra doenças antes tidas como
mortais.
Hoje, nós também podemos perpetuar essa extinção de
doenças, se continuarmos tendo a responsabilidade de nos
vacinarmos nas épocas corretas e levando as crianças e idosos
para também estarem protegidas. Algumas das doenças que
foram erradicadas: sarampo, poliomielite, rubéola e varíola.

Mais Seres Estranhos...


Além dos vírus existem também extremamente resistentes. Após
doenças causadas por príons, que chegarem ao intestino, eles são
não são formados por nenhum tipo de absorvidos passando, imediatamente,
material genético (seja RNA ou DNA). para a corrente sanguínea do animal.
Na verdade, eles são PROTEÍNAS Uma vez na corrente sanguínea,
INFECTANTES, bem diferentes poderão ter acesso a qualquer órgão,
daquelas que já conhecemos. mas eles geralmente preferem
Uma diferença peculiar dessas nervos e neurônios. Ao chegarem
proteínas estranhas é que elas nessas células, começarão a alterar
são extremamente resistentes às as proteínas boas e saudáveis,
condições do ambiente (como transformando-as em príons. Em
mudanças de temperatura) que pouco tempo, as células nervosas
poderiam provocar a perda de sua não terão mais as proteínas normais,
forma e função. sendo destruídas por completo. A
Se os príons se aproximarem morte das células nervosas provoca
de proteínas normais, conseguem os sintomas da doença.
alterar completamente a forma O mesmo pode acontecer em
delas, transformando-as em novos humanos que são contaminados com
príons. Assim eles se multiplicam príons. Uma das doenças que afetam
no organismo do hospedeiro com as pessoas é a Creutzfeldt-Jakob.
grande velocidade. Infelizmente, doenças
Uma doença causada por príon provocadas por príons não possuem
muito famosa é a doença da vaca cura e os afetados morrem em
louca (encefalopatia espongiforme um período relativamente curto.
bovina). A medicação serve apenas para
Sua infecção ocorre assim: os controlar os sintomas.
bovinos comem ração produzida
com carne contaminada e acabam PARA LEMBRAR
se contaminando. Quando os príons
Apenas vírus de DNA podem ser erradicados através
passam pelo processo de digestão, das vacinas, pois estes não modificam sua constituição
eles não são alterados, já que são básica ao longo do tempo. Existem vacinas contra vírus
de RNA também, mas essas são refeitas sempre que o
vírus sofre mutação e precisam ser tomadas todos os
anos para que o corpo fique imune contra o novo vírus.

13
Deus criou os Vírus
em laboratório?
O plano original de Deus era que o ser humano
vivesse eternamente feliz. Infelizmente, o homem
decidiu se revoltar e desobedecer. Então, o ser que
antes era perfeito, passou a ser mortal e se degenerar
ao longo dos anos.
Toda a criação também sofreu o peso da
desobediência: animais que eram dóceis ficaram
agressivos, ariscos e temerosos, as plantas criaram
espinhos, começaram a murchar e morrer; formas
minúsculas de vida como os vírus, surgiram trazendo
doenças, morte e pânico à humanidade. O pecado não
nos trouxe nenhum benefício. Deus avisou, mas não foi
ouvido.
Lembre-se: nosso Criador sofre ao nos ver a
mercê de micro-organismos perigosos, mas estamos
vivendo as consequências daquilo que nós mesmos
escolhemos: nos afastarmos do Pai, desde o início da
nossa história aqui na Terra. Ele não pode interferir em
nossas escolhas, pois foi nosso livre arbítrio que nos
permitiu escolher a decadência do pecado. Pela graça
de Deus, temos a esperança de que na segunda vinda
de Jesus tudo irá se renovar e voltar a ser tão perfeito
como era antes.

14
O pior “Vírus”
de todos
O pecado pode ser considerado como o maior
e pior vírus que pode nos afetar. Assim como um
vírus, ele toma conta de nós muito rapidamente e
quando invade nossa vida, só nos causa prejuízo,
tristeza, dor, angústia e decepção. Destrói por
completo.
Mas Deus nos deixou uma armadura
protetora que nos deixa imunes à esse vírus.
Podemos encontrá-la em Efésios 6:13-17, em que
diz: “Por isso, vistam toda a armadura de Deus,
para que possam resistir no dia mal e permanecer
inabaláveis, depois de terem feito tudo. Assim,
mantenham-se firmes, cingindo-se com o cinto da
verdade, vestindo a couraça da justiça e tendo os
pés calçados com a prontidão do evangelho da
paz. Além disso, usem o escudo da fé, com o qual
vocês poderão apagar todas as setas inflamadas
do Maligno. Usem o capacete da salvação e a
espada do Espírito, que é a palavra de Deus.”
Se estivermos com essa armadura, estaremos
seguros do terrível vírus chamado pecado.
Como precisamos buscar a vacina para criarmos
imunidade, assim também só conseguimos nos
revestir da armadura buscando ao Senhor todos
os dias de nossas vidas e praticando o que Ele nos
ensinou.
Que essa seja a sua realidade a partir de
hoje para que esteja protegido de todo mal que o
pecado possa causar.
Que Deus te abençoe. Maranata!

15
Bônus
Round
A maior inimiga dos vírus (além da vacina)
Métodos preventivos
é a HIGIENE. Quando temos bons hábitos de
higiene, juntamente com uma boa alimentação,
dificilmente algum vírus irá nos encontrar.
Adotando alguns princípios básicos podemos
nos prevenir contra esses micro-organismos:

• lavar sempre as mãos após ir ao banheiro,


antes de comer e quando chegar da rua;
• usar álcool em gel;
• não compartilhar objetos de uso pessoal
como copos, garrafas, talheres, material
escolar e maquiagens;
• tossir ou espirrar utilizando lenço
descartável, braço ou a roupa;
• evitar levar as mãos à boca, olhos
ou nariz. Somente se as mãos estiverem
devidamente limpas;
• tomar as vacinas preventivas na época
certa e também os reforços daquelas que já
foram tomadas.

Responsabilidade, educação e respeito


são palavras-chave para impedir a proliferação
desses seres indesejáveis.

16
Requisitos
acompanhe seu desenvolvimento
1. O que significa a palavra vírus? Explique porque há uma controvérsia se ele é um ser
vivo ou não.
2. Cite as características distintivas dos vírus e porque eles não são incluídos em nenhum
reino.
3. Cite algumas formas morfológicas de vírus e um exemplo de cada.
4. Explique a importância das vacinas no combate aos vírus. Como elas funcionam?
5. Descreva as formas de reprodução viral e como pode ocorrer a diferenciação genética
que promove as mutações e resistência viral.
6. Alguma doença viral já foi erradicada? Por que é tão difícil o tratamento de doenças
virais?
7. Diferencie as seguintes doenças exantemáticas:
a) Rubéola
b)Sarampo
c) Catapora (Varicela)
8. Escolha três das doenças virais abaixo e descreva a forma de contágio, sintomas e
prevenção:
a) Raiva
b) Herpes
c) AIDS
d) Caxumba
e) Poliomielite
f) Meningite
g) Hepatite
h) Dengue
9. Diferencie gripe e resfriado. Porque o vírus Influenza causa epidemias periódicas (como
a gripe espanhola, gripe aviária, gripe A, etc.).
10. Qual a diferença entre vírus e príon? Cite uma doença causada por um príon.
11. Faça um breve relatório sobre uma pandemia viral e impacto que causou ao mundo.

Referências:
RETAMERO, Alex A. Costa -et al- Ciências (ensino fundamental) 6° ano. Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 2019.

https://saude.gov.br/saude-de-a-z/raiva

https://saude.abril.com.br/medicina/herpes-tratamentos-sintomas-e-o-que-e-essa-doenca/

https://www.minhavida.com.br/saude/temas/aids

https://www.einstein.br/doencas-sintomas/caxumba

https://www.minhavida.com.br/saude/temas/poliomielite

https://saude.abril.com.br/medicina/o-que-e-meningite-causas-sintomas-tratamentos-e-a-vacina/

https://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/hepatite

https://www.minhavida.com.br/saude/temas/dengue

https://www.minhavida.com.br/saude/temas/sarampo

https://www.minhavida.com.br/saude/temas/rubeola

https://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/varicela-catapora

https://super.abril.com.br/saude/as-grandes-epidemias-ao-longo-da-historia/

17