Você está na página 1de 29

Gênesis da Bíblia

Revelada Di Nelson
 
Os Inícios e os
Princípios da Civilização
Humana
 
 

Gênesis Da Bíblia Revelada Di Nelson

 2000  Todos os Direitos Reservados a Aldery Nelson da Silva Rocha

Livraria do Congresso - USA

Versão Di Nelson © Logobible – De acordo com os melhores textos de Aramaico, Hebraico e


Grego.            

 
(11) 5933-6338, São Paulo, Brasil.
 
 
Categoria: Comentário Expositivo da Epístola de Judas.
 
Capa: Aldery Rocha
 
IBN No. 7656.980.35-90
 
 
A obra aqui impressa está dedicada ao estudo devocional e ao estudo coletivo de Seminários ou
Institutos Teológicos na língua portuguesa. Está proibida a reprodução dos textos aqui registrados, 
quer seja por instrumento de fotocópia ou outro meio de comunicação escrita ou eletrônica, sem
autorização dos seus Editores.
 
 
 
Pedidos : Seminário Hosanna Internacional
Rua Francisco da Veiga, 29
Jd. Shangrilá, São Paulo, SP CEP 04846-030
 
 
 

 
O Dr. Aldery Nelson Rocha, natural de Belém do Pará, nasceu em junho de 1962,
desde 7 anos de idade prega a Palavra de Deus por influência de seus pais, Maria e
Aldery. Desde seus 14 anos foi matriculado do Seminário Amazônico, uma
extensão do Intintuto Pentecostal de Pindamonhangaba, e em 1978 logrou a sua
primeira graduação teológica, e depois vieram muitas outras, como o seu bacharel e
mestrado pela Escola de Preparação de Obreiros Evangélicos, Campo de São
Cristóvão, em 1980, e seu primeiro Doutorado pelo LLCollege, Illinóis, USA, 1987
Escreveu dois best sellers, Cavalos de Fogo, 1991, e Patrulheiros do Hades, 1994, e
depois outros grande temas:  “Meu amigo, Espírito Santo”, “Templos e
Tabernáculos”, “Conhecendo a Deus”, “Crentes Piratas”, “A Mulher Etíope de
Moisés”, “Embreagai-vos de Amor”, “Quando a Consagração é o voto da
falência”, entre outros. Tem graduado através de seu SeminárioTeológico,
International Seminary Hosanna and Bible Schoool, Corp., Flórida, USA, mais de
20.000 líderes ao redor do mundo. Agora lança esta Coletância Da Bíblia Revelada
Di Nelson para servir de forma especial à obra de Deus latina. As palavras desta
Enciclopédia estão ungidas e muitos têm escrito e agradecido as mensagens que
têm explorado para glória de Deus em seus ministérios. O pastor Aldery Nelson
Rocha é membro da Assembléia de Deus, Ministério do Belém, São Paulo, cujo
líder e pastor é o Dr. José Wellington da Costa, São Paulo, Brasil.

Como estudar esta Bíblia?  Estudar a Bíblia


Revelada é muito fácil, não tem complicações:
             Antes de ler a Bíblia:
o             Acompanhe os símbolos suas linhas: Através
dos símbolos das linhas poderá explorar o assunto de
forma geral.  Cada linha terá um símbolo que o
ajudará. Veja os assuntos completos em suas linhas
da Bíblia Revelada.
                    Linha Tipologia
                    Linha Hades – Mundo dos mortos
                    Linha Messias – Cristo
                    Linha Deus – Divindade de três pessoas
                    Linha do Espírito Santo
                    Linha dos Anjos
                    Linha dos Anjos Caídos
                    Linha dos Tipos Escatológicos
                    Linha da Escatologia
                    Linha das Setenta Semanas de Daniel
                    Linha do Sacerdócio Universal
                    Linha da Antropologia
                    Linha do Pecado
                    Linha dos três elementos do Reino (Israel,
Nações e a Igreja)
                    Linha dos princípios da Hermenêutica
                    Linha da História de Israel
                    Linha dos Modelos (Família, Patriarcas,
Profetas, Sacerdotes, Juízes, Reis e Apóstolos)
                    Observe as cores do texto:
                    O Antigo Testamento tem como texto a cor
vermelha
                    O Novo Testamento tem como cor o texto
azul escuro
                    As explicações estão em cor negra, sempre.
                    As Explicação separam o texto da
Bíblia e dentro das setas você terá a explicação do
texto. A Bíblia Revelada é a Bíblia que tem mais
textos explicados do mundo.
 
 
 
 
Antes de entrar no Estudo da Bíblia Revelada Di
Nelson, saiba que Deus se moveu em três
dispensações.
 
As três dispensações são, segundo a ordem:
 
1. A Dispensação do Mistério (Ef. 3:9).
2. A Dispensação da Graça (Ef. 3:2).
3. A Dispensação da Plenitude dos Tempos (Ef. 1:10).
 
Na primeira dispensação Paulo inclui o mistério do
Filho, de Deus conhecido hoje como Filho.
 
a. No seio do Pai (Jo. 1:8).
b. Revelado entre os homens (atua na ocasião da eleição dos
anjos) por ocasião da rebelião de Lúcifer.
c. Revelado entre os homens (atua na redenção deles),
quando se introduziu a dispensação da graça.
 
A Bíblia fala  dos aspectos da revelação do Filho. O
Filho se revevelou na dispensação do mistério como
Anjo do Senhor, como anjo que luta com Jacó, como
anjo do Senhor que fala com Hagar, como anjo do
Senhor que fala a Moisés, como o Anjo de Araúna
que fala com Davi. Ainda se revelou como rocha,
como penha através da qual Deus revelou sua
bondade a Moisés, como a rocha que verteu água e
foi ferida três vezes, uma vez e duas vezes.  A rocha
era Cristo. Ele se revelou como nuvem, como fogo,
como luz, como juízo. Mas depois da sua encarnação
se revela através de seu próprio corpo.
 
A Bíblia fala do mistério escondido. Este mistério
escontido no seio do Pai era Cristo (João 1:18). Este
mistério se deu a conhecer pela Igreja (E’fesios 1,2 e
3). Nem os principados e postestades o conheciam e
ele foi um mistério bem guardado. Paul teve uma
compreensão profunda deste mistério. O Verbo de
Deus era Cristo, estava no seio do Pai, é a palavra que
procede da boca de Deus.  Este mistério nasceu nos
dias da festa dos tabernáculos. Tabernaculou entre
nós (Jo 1:14). Este mistério escondido se revelou e
assuniu um corpo. Agora ascoisas vão mudar, o Pai
vai estar no seio do Filho no fim de tudo (1 co 15:26–
28).
 
A Bíblia fala da dispensação do mistério. Esta
dispensação abrange desde os tempos da eternidade
passada e vem até a revelação de Cristo encarnado no
ventre de Maria. Esta dispensação tem duas fases, a
fase A – desde os tempos antes da criação dos anjos
até o in;icio de Gênesis 1:1; a fase B – desde a criação
dos Céus e da Terra (Gêneis 1:1) até avinda de Jesus
em Maria.
 
A Bíblia fala dos tempos da unidade absoluta. Antes
da morte do Cordeiro que foi imolado antes da
fundação do mundo, havia um só Deus em um só
espírito. A essência era espiritual, de natureza
espiritual. Não existia Filho, nem Pai. Eram um só
Senhor, um só Deus na unidade do espírito, assim
como somos uma pessoa  mesmo tendo em nós
espírito, alma e corpo, sem interferência e
contradição.
 
O que aconteceu com a dispensação do mistério?
 
a. Efésios 3 – O mistério – A cidade arquitetada após a
rebelião de Lucifer.
b. João 1:1–5 – O Cordeiro imolado antes da fundação do
mundo.
c. Criação dos anjos.
d.  Rebelião de Lucifer.
e.  Plano da cidade.
f. A criação do mundo (Mistério).
g. Adão
h. A coexistência da imagem. A imagem não é a
semelhança. A semelhança é espiritual, a imagem é
física (Gênesis 1:26). A imagem é o corpo do Filho
que foi preparada antes da fundação do mundo, mas
ela foi criada. Por isso Paulo diz que ele, na imagem,
no seu corpo, é o primogênido da criação. A imagem
de seu corpo foi o p[rincípio da criação, a primeira
coisa a ser criada. Por issoAdão não foi criado, foi
formado, pois a imagem de seu corpo já havia sido
criada. O corpo de Adão foi formado a partir da
imagem que já existia.
JOÃO 1:1 É ANTES DE GÊNESIS 1:1
 

i. Manifestação do Anjo de Jeová

j. Criação e inauguração do Hades


 
A dispensação do mistério – Sua função.
a. Revelar o mistério oculto em Deus.
b. O Verbo não era obra criada, separado de Deus.
c. Esperou em silêncio (Rom. 16:25,26).
d. Revelado pelas escrituras.
e. A doutrina deste mistério foi revelada por Paulo através
da Igreja.
f. Salmo 24 – A revelação do Capitão dos Exércitos do
Senhor e o reconhecimento angelical (1Tm. 3:16).
 
Os destinatários da revelação
a. As nações – Rm. 16:25–26
b. Os principados e as potestades (Ef. 3:10)
Trindade e divindade
a. Trindade – Dá a entender "três deuses". Evite falar
“trindade de Deus”, mas pode–se dizer “trindade de
almas”, “trindade de pessoas da divindade”. Mas é
melhor usar esta nomenclatura; é moderna e
verdadeira, bíblica, e é como o apóstolo Paulo usa:
“divindade”.
b. Divindade – É uma palavra bíblica que inspira o
conhecimento de um só Deus.
c. Os nomes "Pai" e "Filho" são nomes usados após a
encarnação e nunca antes dela.                      
d. Qual é o conhecimento que Paulo revela sobre
este mistério?
Efésios 3: 4–12: “pelo que, quando ledes, podeis perceber
a minha compreensão do mistério de Cristo,
5. o qual em outras gerações não foi manifestado aos
filhos dos homens, como se revelou agora no Espírito
aos seus santos apóstolos e profetas,
6. a saber, que os gentios são co–herdeiros e membros do
mesmo corpo e co–participantes da promessa em Cristo
Jesus por meio do evangelho;
7. do qual fui feito ministro, segundo o dom da graça de
Deus, que me foi dada conforme a operação do seu poder.
8. A mim, o mínimo de todos os santos, me foi dada esta
graça de anunciar aos gentios as riquezas
inescrutáveis de Cristo,
9. e demonstrar a todos qual seja a dispensação do
mistério que desde os séculos esteve oculto em Deus,
que tudo criou,
10. para que agora seja manifestada, por meio da igreja,
aos principados e potestades nas regiões celestes,
11. segundo o eterno propósito que fez em Cristo Jesus
nosso Senhor,
12. no qual temos ousadia e acesso em confiança, pela
nossa fé nele.”
 
O conhecimento de Paulo:
a. Ele, nos tempos eternos:
b. Não havia corpo para impedir esta unidade.
 
Três almas (pessoas), um só Espírito para um só
corpo.
––––––––––––––––––––––––
EFÉSIOS 4:4
––––––––––––––––––––––––
18. Seu corpo –
 
1) É o triunfo de sua revelação.
2) O diabo sempre o negará. Por que nem Deus o
considerou inimigo na condição de Satanás. Ele preferiu
enviar a seu Filho em forma de carne humana para vencê–
lo. Isto é uma grande humilhação para Satanás.
3) Quando Deus criou o homem, o criou espírito, alma e
corpo. Isto importunou muito a Satanás, pois o homem
passou a ter algo a mais que nem mesmo os anjos tinham, o
corpo físico para atuar no mundo dos homens.
4) O homem tinha algo mais, o corpo que Deus
mesmo não tinha, o corpo humano.
5) As partes imateriais (espirituais) têm capacidade
de compartilhar do mesmo espaço ao mesmo tempo,
sem perder sua identidade. É por isso que os
demônios tomar possessão de uma só pessoa?
Na segunda dispensação (da graça), Paulo revela o
trabalho do redentor alcançando a todos os homens e
revelando o desejo de Deus, que quer que todos os
homens sejam salvos.
Na terceira dispensação (da Plenitude dos tempos),
Paulo revela o que sucederia na ocasião da vinda de
Cristo.
 
a. O arrebatamento e ressurreição dos mortos.
b. A transformação dos vivos.
c. Israel (1Ts. 1:1,2)
d. Igreja (1Ts. 1:3...)
 
A dispensação do cumprimento dos tempos é um
problema para os principados e potestades, quando é
revelada à Igreja.
Um Exemplo de Gênesis 1-5:
Acontecimentos anteriores: Início da Dispensação do
Mistério, Efésios 3:9 Criação dos Anjos, Rebelião de
Lúcifer, Cordeiro Imolado, Cordeiro Receptado,
Planejamento da Imagem, Projeto da Nova Jerusalém,
Projeto do Sacerdócio Universal.
Textos Anteriores: Ezequiel 28; João 1:1-5, 18; Ap
13;8b; Efésios 1-3; Gn 1:26.
Eternidade / Eras até o verso 3. Tempo não existe
ainda.
Leis:
1. A lei da Biogêneses – Na união de espécies
distintas o código genético do fruto é bloqueado e
não tem poder de auto-reproduzir-se. O que é
nascido da carne é carne, o que é nascido do espírito é
Espírito.
2. 1a. E 2a. Leis da termodinâmica:  A energia nunca
teve princípio, nunca se expandirá e nunca terá fim.
O universo foi criado perfeito e caminha para uma
desorganização geral.
3.As mutações são sempre negativas e não se
organizam e nem podem organizar.
4. Toda a afirmação científica da Bíblia pode ser
comprovada cientificamente.
5.Não existe nenhuma prova de transição fóssil entre
as espécies. Os fosseis sempre terão a natureza eterna
da terra, impedindo o cálculos imaginários de falsos
cientistas. A forma dos fósseis nunca terão a mesma
idade geológica do material de onde foram formados,
a terra.
 
O Cristo em cada livro da Bíblia
Em Gênesis ele é o Cordeiro Imolado desde a
fundação do mundo para expiar Adão e vesti-lo de
justiça a fim de enfrentar o mundo fora do Éden com
a esperança de regressar. É a semente da mulher que
trava uma luta sem trégua com Satanás .

Em Êxodo ele é nosso libertador e maior que o


profeta Moisés. É o Cordeiro que derrama o seu
sangue para ser aplicado na porta dos corações de
cada um daqueles que crêem, que marca os umbrais
de suas portas para que o anjo da morte não destrua a
primogenitura de sua semente.

Levítico – Em Levítico ele é a oferta completa de


Abraão e o Bode Expiatório que morre e o bode
emissário que vive para levar nossos pecados e
iniquidades para o deserto e, junto com ele, nossas
dores, a fim de fazer-nos ver o fruto de nosso
trabalho e ficar satisfeito.

Números – Em Números ele revela que é a estrela de


Jacó e o sumo-sacerdote que morre para livrar os
justos da Cidade Refúgio do Hades, é o
intransponível peitoral de Juízo de Arão que o
mantêm vivo mesmo depois de sentenciado à morte.

Deuteronômio – Em Deuteronômio ele é a nossa


vitrine exemplar na qual nos inspira a entrar na
Terra. É a nova geração que como renovo nasce no
deserto para possuir a herança, em contradição à
antiga geração.

Em Josué – Em Josué,  é o Cristo teofânico que


aparece a Josué e diz “agora vim como capitão dos
exércitos do Senhor”.
Em Juízes –É o anjo de Manoá que respeita a mulher
como mensageira de Deus e autentica diante de seu
marido a sua esperança de ter um filho na
esterilidade e confirma a sua missão.

Em Rute – É o Deus de Noemi que atrai os gentios e


aquele que é melhor do que sete. É o parente que vem
para remir os seus familiares suprindo pelo caminho
com as espigas proféticas da nossa provisão.

Em 1Samuel – É a pedra da funda de Davi, é o nosso


rei perseguido por Saul e coroado em Jerusalém. É
amigo dos profetas e a razão da canção de Davi. É a
semente e a Arca aberta de Deus repousando no
tabernáculo aberto de Jerusalém recebendo louvores
e gritos de júbilo.

Em 2Samuel – Ele é o Anjo de Araúna que não aceita


dividir a glória com homem orgulhoso nenhum. É a
Arca de Davi.

Em 1 e 2 Reyes -  Ele o Caminho de Davi e o Rei dos


reis; é a Vida graciosa de Ezequias, o Deus que
Senaqueribe não pôde por na sua prateleira, é a
resposta ao Falso Profeta Rabsaqué, é a Palavra que
Josias descobre no Templo.

Em 1 e 2 Crônicas – Ele é o nome que está no nome


de Salomão, é a Sabedoria que influiu em Salomão e
que surpreende a rainha de Sabá. É o templo de
Salomão na sua glória.

Em Esdras – É o grito dos jovens humildes que o


vêem como o templo pobre de pedra,mas que o
cercam de júbilo por causa da esperança da nova
casa, cujos fundamentos são lançados na graça. É o
motivo de vergonha dos anciãos velhos que viram a
primeira casa, mas não creram na glória da segunda.
Em Neemias – É a resposta de nossas tristezas, é o
Rei que nos observa e nos pergunta se nos falta algo,
que nos confia ouro e prata para reerguermos nossos
muros e nossos sonhos. É o que ouve nossa oração e
perdoa os pecados de nossos antepassados.

Em Ester – É o nosso Mardoqueu que observa os


movimentos corruptos do palácio, que sabe
interceder junto ao Pai. É o Cristo coroado pelo
inimigo diante de todos, é o nosso novo decreto que
nos autoriza a defender nossos direitos na terra dos
nossos inimigos.

Em Jó – É o Cristo de Jó, é a santificação de seus


filhos. É o sacrifício perfeito que alcança a ele e seus
amigos. É o doador de nossos bens e a recompensa
dobrada daquele que o adora na hora da blasfêmia. É
aquele que por um tempo se revela de ouvido, mas
que algum dia se revela cara-a-cara, e nossos olhos o
contemplam.

Em Salmos – É o Senhor que reina entre as nações, é


o  Servo do Ungido que é salvo pelo Senhor, é aquele
que se assenta à sua direita, é a destra do Altíssimo
que não deixa marcas; é a mão de Deus que
transporta o seu povo pelo deserto; é o Filho do
homem, é a Árvore justa, cujas as folhas não caem, é
abatido, perseguido e exaltado que entra na cidade
gloriosa como Rei da Glória. Quem é este o Rei da
Glória? É o Senhor dos exércitos. É o Senhor forte e
poderoso na guerra, é a voz de Deus que faz parir as
brenhas. É o esconderijo do Altíssimo, é a sua
habitação. É o que dá ordem a teu respeito, é o alto
refúgio onde somos postos.

Em Provérbios – É a sabedoria que se pode encarnar.


É a sabedoria que clama nos altos dos muros que sai
pelos valados, é a resposta correta para o homem sem
caráter. É resposta ao tolo e a inspiração da mulher
virtuosa.

Em Eclesiastes – É o Criador que todo jovem deve


honrar e lembrar, é o Pão que lançamos sobre as
águas, é o guardião de nossos pés, a semente que
produz, se semeada de manhã, ou se semeada a
tarde.

Em Cantares – É o Valente dos 60 valentes, é o


palanquim de ouro, é a macieira que dá sombra e
inspira confiança, é a vinha que produz 1000 talentos
de prata. É a nossa sala do banquete e a nossa
bandeira, é o lírio dos vales e a rosa de Saron.

Em Isaías - É o menino que nos nasceu, mas é o


homem de cinco nomes de glória, é o rejeitado, sem
aparência, de quem viramos o rosto, mas é o servo
glorioso que toma o nosso lugar nas dores, na vida e
na morte; é o Cristo satisfeito pelo seu trabalho; é o
Cristo que não pode contar sua geração. É o renovo
de justiça que merece o nome Maravilhoso,
Conselheiro, Deus forte, Pai eterno e Príncipe da paz.

Em Jeremias – É o renovo que sai da terra seca, é a


palavra que passa pelo fogo e triunfa; é a profecia que
é doce no paladar e amarga no ventre. É a fidelidade
dos recabitas.

Em Lamentações – É o varão de dores que lamenta


nos muros de nossas desobediências, mas que bebe o
cálice que passa por ele.

Em Ezequiel – É a razão do mover do trono, são os


olhos que se espalham pelos querubins. É o Rei que
há de vir, é o renovo de Davi. É o Senhor que pisa o
monte das Oliveiras e abre o rio de águas vivas da
cidade santa.
Em Daniel – É pedra que fere os pés dos poderes dos
gentios. É o Cristo glorioso vestido de bronze
refulgente; é o que toca a Daniel e lhe transmite força
para estar de pé.

Em Oséias – É esposo fiel que prepara e espera sua


esposa.

Em Joel – É o motivo de glória de seu exército. É o


batizador com Espírito Santo.

Em Amós – É o Deus de Israel e o que revela o seu


segredo aos seus servos.

Em Obadias – É o Senhor em seu reino eterno.

Em Jonas – É a salvação de Jonas, a vida de sua


mensagem. É o caminho de volta para a sua missão. É
o vento que sopra quando desobedecemos. A sorte
que nos denuncia a fazer a sua obra, as algas do
livramento que nos tornam indigestos para o inimigo.

Em Miquéias – É o Deus pelo qual andaremos para


sempre e o belemita que anuncia boas novas.

Em Naum – É o portador de boas novas.

Em Habacuque – É o Senhor no seu santo templo e o


vencedor do Assírio, o Anticristo.

Em Sofonias – É o verdadeiro sacrifício que jamais


será cortado pelo Anticristo. É o consolo dos
ministros do altar. É o remanescente que se salva no
deserto.

Em Hageo – É o desejado das nações e aquele que é


maior do que a primeira casa, é a glória da segunda
casa.
Em Zacarias – É o profeta, o sacerdote e o Rei
coroado em Josué, o sumo-sacerdote dos bens
futuros.

Em Malaquias - O sol da Justiça que nasce nos dias


de luto. É o Deus da fidelidade familiar.

Em Mateus - É o Rei dos judeus, maior que o templo,


maior que Salomão, maior que o altar. É o poderoso
que abre as sepulturas quando morre e volta para
dizer-nos o caminho de sua casa, quando ressuscita. É
o Senhor que nos manda fazer novos discípulos.

Em Marcos – É o sacerdote que declara limpo, que se


aproxima do leproso, é o que batiza com Espírito
Santo e com fogo. É o abençoador do pão que se
multiplica nas mãos daqueles que o obedecem.

Em Lucas – É o filho do homem que confunde a


Satanás. É o temido dos demônios mais fortes e
poderosos como os de Gadara. É Senhor do Caminho
de Emaús.

Em João – É o verdo de Deus e a luz do mundo, é o


levantado da Terra e o amigo dos pecadoares, que
come com publicanos. É o Primeiro entre muitos
irmãos e as primícias dos que dormem. É a semente
do novo nascido, é maior que João Batista.

Em Atos – Ele é a nova mensagem de Ressurreição, é


ingrediente vivo que faz nossa mensagem ser
pregada no poder da cruz com demonstração de
Espírito e de poder. É a mensagem que chega ao
mundo sem exércitos nos dias dos Imperadores.

Em Romanos – É o nosso batismo, nossa morte e


nossa ressurreição; é a nossa novidade de vida e
quem nos livra do poder “dessa morte”.
Em 1Coríntios – É as primícias dos que dormem e o
ressuscitado. O assentado à destra do pai até que seus
inimigos sejam postos debaixo de seus pés. É o dom
excelente de Deus. É a revelação das diversidades de
dons, de ministérios, e de operações.

Em 2 Coríntios – É a suficiência de seus apóstolos.

Em Gálatas – É a nossa liberdade na graça poderosa.

Em Efésios – É o mistério revelado e a cabeça da


Igreja sobre todos as potestades que se nomeiam.

Em Filipenses – É o exemplo de humildade e o


motivo de glória, é o possuidor de um nome que é
sobre todos os nomes, Jesus, diante de quem todos os
joelhos se dobrarão e o confessarão como Senhor.

Em Colosenses – É habitação da plenitude de Deus,


cujo corpo é o princípio da criação de Deus.

Em 1Tessalonicenses – É o sumo-pastor que tem


saudade de sua igreja que ficou para trás. É o Paulo
impedido de estar em Tessalônica, tipo de  Cristo, 
que envia o Timóteo, o Espírito Santo,  para saber
como vai a nossa fé e nos fortalecer para que o diabo
não nos tente e o seu trabalho na cruz se torne em
vão.

Em 2Tessalonicenses – É o Senhor e Rei que vem nas


nuvens e todo olho verá. É a trombeta de Deus que
levanta os mortos. É aquele que toca todo nosso ser
espírito, alma e corpo.

Em I Timóteo – É Cristo do bom combate e da


carreira final. É o bispo dos bispos. É o grande
mistério manifestado na carne, justificado em
espírito, pregado entre os gentios, crido no mundo e
recebida na glória. É o Senhor das viúvas, dos
presbíteros, dos senhores e dos servos, dos ricos e dos
pobres.

Em 2Timóteo – É nosso estímulo no combate da fé. A


primícias do trabalhador que primeiro participa dos
frutos. É Cristo do meu evangelho, e da palavra que
não está algemada. É o Senhor que nos assegura que
a palavra é fiel e que confirma que é certo que se com
ele morrermos, com certeza com ele seremos
ressuscitados, mas se o negarmos, ele nos negará.
Mas se somos fiéis, ele permanece fiel. É o inspirador
da escritura que nos habilita para toda boa obra. É o
Senhor que nos assiste quando todos nos deixam e
que nos ajuda a completar a missão e nos livra da
boca do leão.

Em Tito – É o que nos capacita gerar filhos no nosso


ministério. É a qualificação verdadeira dos ministros.
É aquele que nos dá poder para fazer calar os
enganadores e falsos profetas de Creta. É sabedoria
das mulheres idosas, a submissão das jovens esposas,
padrão de linguagem dos novos obreiros, a
obediência dos servos e o poder que nos faz sujeitos
às autoridades constituídas por Deus.

Em Filemom – O Pagador de nossas dívidas e o


intercessor diante de nossos acusadores. A restituição
de nossas ofensas e o único que nos pode restituir à
confiança. 

Em Hebreos – O nosso melhor, o nosso melhor sumo


sacerdote, o melhor de nossas coisas, maior que
Abraão, maior que Melquisedeque, nossa melhor
esperança, fiador de nosso melhor pacto, o ministério
mais excelente, mediador de um melhor pacto, o
sangue que fala mais do que o de Abel, o Jesus Cristo,
o sangue de nossa Aliança. A nossa cidade, a nossa
pátria celestial.
Em Tiago – A nossa boa dádiva e nosso dom perfeito
que vem do alto e que desceu do pai das luzes; a
nossa fé que não duvida. Nossa religião sem mácula:
a visita ilustre dos órfãos e viúvas. A obra perfeita
para o mundo. O varão que não tropeça no falar. A
sabedora do alto que é pura, pacífica, indulgente,
tratável, plena de misericórdia e de bons frutos,
imparcial e sem fingimento.

Em 1Pedro – A indagação dos profetas do Antigo 


Testamento, o Evangelho que os anjos desejam
atentar e investigar. O princípio da raça eleita, aquele
que nos chamou das trevas para a sua maravilhosa
luz. Aquele que nos fez povo e por ele alcançamos a
misericórdia. 

Em 2Pedro – O Deus que não poupa os anjos e que os


entrega às prisões eternas.Aquele que livrou o justo
Ló. Que livra os piedosos da provação e reserva sob
castigo os injustos para o Dia do Juízo. Aquele que
reservou para o dia do juízo e destruição os homens
ímpios.

Em 1João – É Luz e nele não trevas alguma. É ele que


nos purifica de todo pecado se andarmos na luz como
ele na luz está. É o advogado que temos junto ao Pai
quando pecamos. É o mandamento antigo. É aquele
que existe desde o princípio. É a palavra que
permanece em nós. É o grande amor que nos
concedeu o Pai e de quem somos filhos. É por causa
dele que a unção do Santo permanece em nós. É Filho
de Deus que se manifestou para destruir as obras do
diabo. É o amor que procede de Deus. É a fé que
vence o mundo.

Em 2João – é o Filho de Deus, pelo qual vivemos. É a


verdade na qual andamos. É o mandamento no qual
nos movemos. É doutrina que deve trazer todos os
santos.  É o Cristo confessado que veio em carne.
Em 3João – A verdade, o testemunho da verdade.
Aquele que se alegra que seus filhos andem na
verdade. É o Nome. Aquele que pratica o bem.

Em Judas -  É misericórdia, a Paz e o Amor que se


multiplicam. O único e soberano Senhor Jesus Cristo.
O Senhor que vem com suas santas miríades.  Aquele
que é poderoso para nos guardar sem tropeço com
exultação e imaculados na sua glória. O único Deus,
nosso Salvador, Senhor Nosso. Glória, majestade,
Império, soberania antes de todas as eras, Amém.
Apocalipse – É o Cristo revelado, aquele que
conserva na sua mão direita as sete estrelas e que
anda no meio dos sete candeeiros de ouro; o Primeiro
e o último, que esteve morto e tornou a viver; aquele
que tem a espada afiada de dois gumes na boca; o
Filho de Deus que tem os olhos como chama de fogo
e os pés reluzentes como bronze polido; aquele que
tem os sete espíritos de Deus e as sete estrelas e que
conhece as nossas obras; o Santo, o Verdadeiro,
aquele que tem a chave de Davi, que abre e ninguém
fecha, e que fecha e ninguém abrirá. O Amém, a
testemunha fiel e Verdadeira, o princípio da criação
de Deus. O Cordeiro, o Leão da tribo de Judá, a Raiz
de Davi, aquele que tem as chaves da morte e do
Hades; o Cordeiro que abre os selos; O cavaleiro  Fiel
e Verdadeiro, que julga e que peleja com justiça; os
seus olhos são como chamas de fogo e na sua cabeça
há muitos diademas; aquele que tem um nome que
ninguém conhece, senão ele mesmo; aquele que está
vestido com um manto tinto de sangue, e o seu nome
se chama Verbo de Deus. Ele tem um nome na sua
coxa inscrito Rei dos Reis e Senhor dos Senhores.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Gênesis – Todos os inícios e seus princípios chaves
da Civilização Humana
Capítulo 1:1-25:
Gênesis 1 – Gênesis 1 – No princípio criou
 ...Continuação da Primeira Dispensação do
Mistério Efésios 3:9. Cordeiro Imolado (Sexta-Feira na
Eternidade). Este princípio é depois de João 1:1
 Deus (Elohim)
Deus pluralizado nas suas pessoas Ancião de Dias,
Verbo  e Espírito; também aqui no primeiro verso da
Bíblia temos os cinco elementos absolutos: O Tempo
eterno, Energia, Espaço, a Massa 
 os céus e a Terra.
Atributos são parte da natureza da pessoa, aquilo que
vacacional e naturalmente a pessoa é capaz de fazer
sem esforço.
 
Genesis 1 -  ...Continuação da Primeira Dispensação do
Mistério Efésios 3:9
1. Cordeiro Imolado (Sexta-Feira na Eternidade) No
Este princípio é depois de João 1:1princípio criou 
Eloim Deus pluralizado nas suas pessoas Ancião de
Dias, Verbo Espírito os céus e a Terra.2. Primeiro
dia: Dia e Noite A Terra Cordeiro sepultado (Sábado)
 estava desordenada e vaziaDeus não a criou
imediatamente sem que primeiro o Espírito Santo a
preparasse para a vida; e havia trevas estavam O
Cordeiro visita o Hadessobre a face do abismo, mas o
EspíritoEspecialista Elementos vazios, sem forma Em
trevas de  Eloim pairavaMover-se rapidamente com
calor, esse é trabalho fundamental do Espírito Santo,
preparar para a palavra criadora, aquecer para Deus,
chocar para a vida sobre A sepultura sem forma e
vazia, mas tem fé para mover-se ali, deixar que Ele se mova
é um princípio de féa face das águaselas nem pareciam
águas, eram lamas, mas ele cria numa separação de terra e
água.3. E falou Eloim: É o primeiro Dia dos homens,
Deus (Cristo) se fez homem no tempo dos homens, é
ressurreição! EternidadE tempo se tornam num!haja
Primeira lei da termodinâmica, energia não se cria, não
se acaba, não sem amplia, existe  luz Todo o evangelho
aqui nos três primeiros versículos da Bíblia . E houve
luz.
 
Vejamos alguns dos grande atributos do Pai:
A.        O Pai é pre-existente (Ex 3:3-14).
B.          O Pai é suficiente (Sl 50:10-12).
C.         O Pai é eterno (Dt 33:27; Sl 90:2).
D.        O Pai é infinito (1 Rs 8:22-27; Jr 23:24).
E.          O pai é onipresente (Sl 139:7-12).
F.          O Pai é onipotente (Gn 18:14; Ap 19:6).
G.        O pai é onisciente (Sl 139:2-6; Is 40:13-14).
H.        O Pai é sábio arquiteto (Pv 3:19; 1 Tm 1:17).
I.             O Pai é Imutável (Hb 1:10-12; 13:8).
J.             O pai é Único (Is 46:9-11).
K.         O pai é incompreensível (Jó 11:7-19; Rm 11:33).
L.          O Pai é Santo (Lv 19:2; 1 Pd 1:15).
M.       O Pai é justo (Sl 119:137).
N.        O Pai é Verdade (Jo 17:3); Tt 1:1-2).
O.        O Pai é confiável (Dt 7:9; Sl 89:1-2).
P.          O Pai é Luz (Tg 1:17; 1 Jo 1:5).
Q.        O Pai é bom (Sl 107;8).
R.         O Pai é misericordioso (Sl 103:8-17).
S.           O Pai é gracioso (Sl 111:4; 1 Pd 5:10).
T.          O Pai é Amor (Jo 3:16; Rm 5:8).
U.        O Pai é Espírito (Jo 4:24).
 
O Pai onisciente:
A.        O Pai conhece todas as coisas (Pv 15:3).
B.          Ele sabe a medida do Universo (Sl 147:4).
C.         Ele sabe tudo sobre os animais que criou (Mt
10:29).
D.        Ele conhece nossos problemas (Sl 139:2; 44:21).
E.          Ele nos conhece (Sl 139:2b).
F.          Ele conhece nossas palavras (Sl 139:4).
G.        Ele conhece nossos sofrimetnos (Ex 3:7).
H.        Ele conhece nossas necessidades (Mt 6:32).
I. Ele conhece nossas devoções (Gn 18:17-19).
J. Ele conhece nossas fragilidades (Sal 103:14).
K.         Ele conhece a ele próprio (Jo 10:14; 2 Tm 2:19).
Ele conhece nosso passado, presente e futuro (At
15:18).
 
Os nomes do Pai
 
Os nomes falam das diversas manifestações da
personalidade, vejamos os nomes do Pai, e aquilo que
por seu amor ou juízo pode manifestar:
 
A.        Eloim (Gn 1:1; Sl 19:1). O Deus criador e
poderoso.
B.          Adonai, meu Senhor, senhorio de Deus (Ml 1:6).
C.         Jeova (as vezes chamado YHWH (Yahwe), o
Deus Salvador (Gn 2:4).
D.        Jeová-Macadeshem, o Senhor que santifica (Ex
31:13).
E.          Jeová-Rohi, o Senhor meu pastor (Sl 23:1).
F.          Jeová Samá, O Senhor está ali, ou presente (Ez
48:35).
G.        Jeová-Rafá, o Senhor que sara (Ex 16:26).
H.        Jeová-Tsidkenu, o Senhor nossa justiça (Jr 23:6).
I.             Jeová-Jiré, o Senhor provedor (Gn 22”13-14).
J.             Jeová-Nissi, o Senhor, nossa bandeira (Ex 17:15).
K.         Jeová-Shalom, o Senhor é a nossa paz (Jz 6:24).
L.          Joevá Sabaoth, o Senhor das hostes de seu
exército (Is 6:1-3).
M.       El-Elyon, o mais poderoso Deus (Gn 14:17-20: Is
14:13-14).
N.        El-Roi, quem é tão forte como o nosso Deus? (Gn
16:12).
O.        El-Shadai, o Deus das montanhas, Todo-
Poderoso (Gn 17:1; Sl 91:1).
P.          El-Olam, o Deus eterno (Is 40:28-31).
 
Realizações exclusivas do Pai
 
1.           Ele é o pai de toda a vida (Sl 19:1; 36:9).
2.           Ele cuida da vegetação da terra (Sl 104:14; Mt
6:28-30).
3.           Ele cuida da natureza (Sl 104:14; Mt 6:26).
4.           Ele cuida das estações (Sl 13:6-7; 147:8; Gn 8:22;
At 14:17).
5.           Ele é chamado Pai de nosso Senhor Jesus Cristo
(Hb 1:4-6).
6.           Ele enviou a seu Filho (Jo 6:57; 8:18; Gl 4:4).
7.           Ele ordenou que os anjos adorassem a seu Filho
(Hb 1:6; Lc 2:8-15).
8.           Ele selou a seu Filho como nascido do Espírito
(Jo 6:27).
9.           Ele honrou a seu Filho (Jo 8:54).
10.      Ele tornou-se testemunho de seu Filho (Jo 8:18).
11.      Ele ama a seu Filho (Jo 10:17).
12.      Ele glorificou a seu Filho (Jo 12:27; 17:1,5).
13.      Ele ensinou a seu Filho (Jo 8:28).
14.      Ele anunciou a seu Filho (Lc 4:16-21; 3:34).
15.      Ele ungiu a seu Filho (Lc 4:16-21).
16.      Ele dedicou a seu Filho (Is 42:1; Mt 3:17; 17:5).
17.      Ele ouviu a seu Filho ( Jo 11:41-42).
18.      Ele ofereceu a seu Filho (Jo 18:11; Rm 8:32; 1 Jo
4:9-10).
19.      Ele está satisfeito com a obra do Filho (Jo 8:29).
20.      Ele ressuscitou a seu Fiho (Gl 1:1; Ef 1:20).
21.      Ele exaltou a seu Filho Fp 2:9-11; Ef 1:21).
22.      Ele tornou a seu Filho Cabeça da Igreja (Ef 1:22).
23.      Ele julgou a favor do seu Fiho (Jo 3:35; 5:22, 27).
24.      Ele elegeu os que creram nele (Rm 8:29; 1 Pd 1:2).
25.      Ele predestinou a seus filhos em Cristo (Ef 1:4; 2
Ts 2:13; 1 Pd 1:1-2).
26.      Ele elegeu aos seus filhos (Ef1:4; 2 ts 2:13; 1 Pd
1:1-2; 2:9).
27.      Ele entregou todos os seus eleitos a Cristo (Jo
6:37,44; 10:29; 13:3).
28.      Ele chamou a todos os que creram nele (Rm
8:30).
29.      Ele fez todos os que crerem conforme a imagem
de  Cristo (Rm 8:29).
30.      Ele redimiu os que creram (Ef 1:7).
31.      Ele juestificou aos que creram (Rm 8:33).
32.      Ele selou a todos os que creram com o Espírito
Santo (Ef 1:13; 4:30).
33.      Ele segura os que creram nele (Jo 10:29; 17:11).
34.      Ele honraos que creram nele (Jo 12:26).
35.      Ele abençoa a todos os que creram (Ef 1:3).
36.      Ele ama a todos os que creram (2 Ts 2:16; Jo
14:21).
37.      Ele conforma a todos os que creram nele (2 Cr
1:3; Ap 21:4; 2 Ts 2:16).
38.      Ele santifica os que creram nele (Jd 1; Jo 17:17).
39.      Ele enche de paz os que creram nele (Rm 1:7; 1
co 1:3; gl 1:3; Ef 1:2; 1 Ts 1;1; 2 ts 1:2; Tt 1:4).
40.      Ele glorifica os que dão frutos (Jo15:8).
41.      Ele revela a verdade aos seus filhos (Mt 11:25;
16:17; Ef 1:17).
42.      Ele supre as nossas necessidades (Mt 6:32; Ef
4:19).
43.      Ele procura adoradores (Jo 4:23).
44.      Ele corrige a seus filhos (Hb 12:5-10).
45.      Ele restaura a seus filhos (Sl 23:3; 51:12; Lc 15:21-
24).
46.      Ele reunirá a todos os seus filhos em Cristo (Ef
1:10).
47.      Ele há de glorificar a cada um de seus fihos (Rm
8:29,30).
 
O pai é a primeira pessoa da divindade
 
A.        Evidências de sua divindade plural em pessoas,
uma essência espiritual, diversa em suas
manifetações quer por shekina, quer por teofania.
 
1.           Na criação do homem eles falaram de uma
imagem para os três (Gn 1:26).
2.           Quando Adão foi expulso do Eden, eles flaram
“o homem se tornou como cada um de nós” (Gn
3:22).
3.           Quandohouve a confusão em Babel, veja que
Deus falou no plura “desçamos e confundamos ali a
sua linguagem”.
4.           Sujestão em frases que mais de uma pessoa, não
mais de um Deus (Gn 2:24; Dt 6:4).
5.           O Rei Agur por revelação fala que ele tinha um
filho com nome desconhecido (Pv 30:4).
6.           As formas plurais usadas para se referir a Deus (
Is 54:5).
a.           O Criador, o Pai.
b.          O Senhor dos Exércitos, o nome do Filho.
c.            O Santo de Israel, o que executa a redençao, o
Espírito Santo.
O total de tudo: “O Deus de toda a terra.”
 
7.           A conversação divina usando a forma plural (Is
6:8: 48:16-17; 63:9-16): Pai, Redendor, Senhor,
Salvador, Espírito Santo, etc.
8.           A conversação entre eles nos livros de Salmos,
usando o plural (Sl 2:1-9; 45:6-8; 110:1-5).
9.           No bastismo de Jesus Cristo quando as três
pessoas da divindade estavam presentes (Jo 14:16), o
Pai, o Filho e o Espírito Santo.
10.      Os ensinamentos de Jesus a respeito do Pai, e do
Espírito Santo (Jo 14:16), de forma clara.
11.      A triunitária ordem batismal (Mt 28:19-20).
12.      A triunitária e apostólica bênção (2 Co 13:14).
13.      A visão do trono com as tres pessoas
definitivamente manifestas em posições totalmente
diferentes (1 Co 15:26-28; Ap 4; Ap 5; Dn 7:9,10; 13).
 
2 2. Primeiro dia: Dia e Noite A Terra
 Cordeiro sepultado (Sábado) 
 estava desordenada e vazia
Deus não a criou imediatamente sem que primeiro
o Espírito Santo a preparasse para a vida
; e  trevas estavam
Cristo morre - o Cordeiro visita o Hades
sobre a face do abismo, mas o Espírito
Especialista Elementos vazios, sem forma Em
trevas
 de  Deus (Elohim) pairava
Mover-se rapidamente com calor, esse é trabalho
fundamental do Espírito Santo, preparar para a
palavra criadora, aquecer para Deus, chocar para a
vida
 sobre
A sepultura sem forma e vazia, mas tem fé para
mover-se ali, deixar que Ele se mova é um princípio
de fé
a face das águas
elas nem pareciam águas, eram lamas, mas ele cria
numa separação de terra e água.
3. E falou Deus (Elohim):
 É o primeiro Dia dos homens, Deus (Cristo) se fez
homem no tempo dos homens, é ressurreição!
EternidadE tempo se tornam num!
haja
 Primeira lei da termodinâmica, energia não se cria,
não se acaba, não sem amplia, existe
luz
Todo o evangelho aqui nos três primeiros
versículos da Bíblia
E houve luz.
Novo Nascimento – Nova Criação – Princípio do
tempo dos homens
4. Viu  Deus (Elohim) que a luz era boa; e  separou
Primeiro princípio de vida, separação das trevas
a luz das trevas.
5. E  Deus (Elohim) chamou
Segundo princípio de vida ressusrreta: dar nome às
verdades da vida: chamar pelo nome luz e trevas
 à Luz Dia; e as trevas chamou NoiteDiga o nome certo
para as coisas
. E foi a tarde
Aprenda a trabalhar com Deus começando pelo
turno da  noite
e a manhã: o dia primeiro.
6. Segundo dia: Águas E logo Falou Deus (Elohim): haja
um
Terceiro princípio do Novo Nascimento: tem haver
expansão no meio das águas. Até as águas são
diferentes na sua função
firmamento no meio das águas, e haja separação
Haverá coisas que procurarão nos confundir na
nossa vida cristã, nesse caso devemos saber a
diferença entre estas águas e aquelas águas
entre águas e águas
nuvens, rios, águas doces, amargas, salgadas,
Compre a sua Bíblia
fontes, e mares
Revelada Di Nelson!
O Livro de Gênesis está a sua
disposição.
R$ 89.00 Mias de 340 páginas,
tamanho carta.