Você está na página 1de 2

ATIVAÇÃO DA MARCA

Como é que se ativa uma marca? O que faz com que o


consumidor se lembre da marca? 
quando abre um negócio, ninguém o conhece, nem ninguém conhece a sua
marca. No início, a sua marca não tem vida. Precisa de ser “ativada” para que
possa existir para o mundo. A ativação da marca refere-se a ações de
marketing pensadas especificamente para dar início e alavancar a sua marca,
enquanto que o marketing é o processo contínuo de fazer a promoção e
manutenção da mesma. Hoje em dia, a ativação de uma marca é um desafio.
Os meios de publicidade já não provocam o mesmo efeito que provocavam há
anos. O consumidor atual é muito mais evoluído, informado, seletivo e
defensivo – já criou as suas próprias barreiras para filtrar a informação que
interessa daquela que não interessa. E as barreiras são cada vez mais fortes.
Por isso, não há estratégia que não comece pela identificação dos seus
consumidores, e por conhecer a forma como eles vivem as marcas, em vez de
arrancar logo com uma comunicação indiferenciada e em massa. As pessoas
vão reparar em si, não porque gritou mais alto, mas porque lhe proporcionou
uma experiência inesquecível. A marca tem de ser ativada na mente dos
consumidores. E isto vale tanto para o início de um negócio, como para
um rebranding ou lançamento de novo produto.

Como posso, então, ativar a minha marca? Pela experiência


Nada melhor que permitir que o público tenha uma experiência direta e em
primeira mão com a sua marca. Porquê? Os nossos 5 sentidos estão em
permanente utilização. Se não gostamos de um cheiro, franzimos a testa. Se o
toque é áspero, recuamos. Os sentidos levam-nos para onde existem mais
benefícios, para onde o nosso corpo quer estar. É importante que, qualquer
que seja a ação tomada, seja integrada nos vários canais de comunicação de
forma estratégica e coordenada, e não apenas uma série de execuções
desligadas entre si.

Assim, faça uma seleção das redes sociais onde vai trabalhar. Não esteja em
todas para não desperdiçar tempo e recursos com balas perdidas. Da mesma
forma, não tem de publicar a toda a hora para obter mais resultados. Claro que
é bom ter conteúdo, mas é preciso garantir que tenha elevada qualidade, para
não sobrecarregar os seus seguidores. Prefira a qualidade em detrimento da
quantidade.

Integre também o e-mail marketing. Apesar da predominância das redes


sociais, o e-mail é um canal vivo e valioso se usado de forma correta.

Monitorize o desempenho. Não avalie a eficácia apenas em termos de aumento


de vendas. É claro que o objetivo de qualquer empresa é o lucro, mas uma
ativação tem mais a ver com o aumento daquilo a que, em marketing, se
chama awareness e com a criação de um canal de diálogo bidirecional com
potenciais clientes. Trata-se de criar um elo emocional, de forma a que a sua
marca esteja presente na mente do público, gerando maior probabilidade de
recorrer a si no momento de compra.
O público está esgotado com marcas. Brinde-o com uma experiência única –
estará a dar a oportunidade de ele se lembrar de si e voltar!