Você está na página 1de 2

RESENHA DE LIVRO

Guilherme de Freitas Silva1

1. TÍTULO
A TEOLOGIA FRENTE À MODERNIDADE

2. REFERÊNCIA DA OBRA
BRUNNER, Emil. Teologia da crise. São Paulo, SP: Fonte Editorial, 2010. 108 p.

3. CREDENCIAIS DO AUTOR
Heinrich Emil Brunner (1889 - 1966) foi um teólogo protestante suíço. Foi ordenado pela Igreja
Reformada da Suíça e foi professor de Teologia Sistemática na Universidade de Zurique, onde
sempre ensinou, exceto por longas turnês de palestras nos Estados Unidos e na Ásia. Ele, junto
com Karl Barth, buscou reafirmar os temas centrais da reforma protestante contra o clima
predominante de teologia liberal, desenvolvendo a chamada teologia neo-ortodoxa ou teologia
dialética.

4. RESUMO DA OBRA
Teologia da crise é um compilado de cinco ensaios proferidos por Brunner no Seminário
Teológico da Igreja Reformada dos Estados Unidos, no outono de 1928. A edição brasileira tem
o prefácio de Ricardo Quadros Gouvêa, em que aponta a relevância de ler Teologia da Crise,
uma obra dos anos 20, atualmente. Conforme apontado pelo autor do livro na introdução, o
objetivo do livro é distinguir o entendimento cristão da vida, do entendimento idealista ou
naturalista. O primeiro ensaio tem como título A crise da teologia e a teologia da crise e fala
sobre como a fé cristã está em um estágio de decomposição e como a teologia se comporta frente
ao desenvolvimento da ciência moderna. Na segunda palestra o autor fala da importância para fé
cristã de um deus que se revela em contraposição ao deus imanente. A terceira palestra fala sobre
a contradição básica da vida que é a questão da maldade humana. Na quarta palestra o autor
afirma a impossibilidade de um cristianismo feito apenas com ideias religiosas e ideais éticos, é
necessária a fé que vem pela Palavra. Por fim, Brunner tece críticas a concepção da teologia
moderna de que o progresso e a evolução culminará no estabelecimento do Reino de Deus, pois a
vinda do Reino é uma ação de Deus.

5. CONCLUSÃO DO RESENHISTA
A escolha do título desta resenha, A teologia frente à modernidade, está relacionada à ideia do
autor sobre o comportamento da teologia e da fé cristã frente ao desenvolvimento da ciência
moderna. Segundo o autor, "o esforço para harmonizar a fé cristã com a mente moderna acabou
numa substituição da fé cristã por uma filosofia moderna e uma religião de imanência; em
primeiro lugar, de fato, com um uso evasivo da terminologia cristã tradicional e aceita." (p.30)
Esta postura teológica é chamada pelo autor ora de liberalismo teológico, ora de modernismo,
ora de teologia moderna. Outra resposta dada a ciência pela teologia está no fundamentalismo
1
Turma: 2018/1. Matrícula: 3038815. Esta resenha refere-se ao cumprimento de tarefa das Atividades Acadêmicas
Complementares .
FACULDADE UNIDA DE VITÓRIA - Credenciada pela Portaria MEC nº 918 de 17/08/2016 – DOU de 18/08/2016
Rua Engenheiro Fábio Ruschi, 161, Bento Ferreira, Vitória/ES - CEP 29.050-670
Fone: (27) 3325-2071 - site: www.faculdadeunida.com.br - e-mail: contato@faculdadeunida.com.br
(ou ortodoxia), que é erroneamente confundido como idêntico ao cristianismo bíblico. Para o
autor, o fundamentalismo, não renuncia a substância do cristianismo como o liberalismo, mas
erra na rigidez e falta de discernimento crítico. "[...] a ortodoxia nunca tomou seriamente o fato
da encarnação. A revelação de Deus nunca pode ser uma verdadeira revelação sem ser, ao
mesmo tempo, um desfarçe, uma kénosis [...] A ortodoxia tem continuamente tentado provar, por
argumentos históricos, que Jesus era o Deus-homem. É uma tentativa para mitigar a suspeita do
cético que ele pode ter sido um mero homem. Esta tentativa de prova histórica tem conduzido a
ortodoxia ao conflito com a ciência." (p. 38). Em contraposição a essas duas concepções,
liberalismo e fundamentalismo, Emil Brunner propõe que a teologia assuma a radicalidade da
Revelação.

6. CRÍTICA DO RESENHISTA
A obra oferece um entendimento panorâmico da Teologia da Crise desenvolvida em resposta a
teologia liberal do século XIX e que início do século XX, especialmente nos Estados Unidos
estava em decadência, frente ao surgimento do movimento fundamentalista.
A presente edição do livro merece correção no que tange a diversos erros de digitação e
pontuação ao longo do texto.

7. INDICAÇÕES DO RESENHISTA
O livro é indicado principalmente a teólogos e estudantes de teologia interessados no
pensamento cristão contemporâneo e na chamada teologia neo-ortodoxa ou teologia dialética.
Em comparação com Karl Barth, Brunner escreve de forma mais simples e didática, facilitando
para o leitor que está se aproximando do tema.

FACULDADE UNIDA DE VITÓRIA - Credenciada pela Portaria MEC nº 918 de 17/08/2016 – DOU de 18/08/2016
Rua Engenheiro Fábio Ruschi, 161, Bento Ferreira, Vitória/ES - CEP 29.050-670
Fone: (27) 3325-2071 - site: www.faculdadeunida.com.br - e-mail: contato@faculdadeunida.com.br