Você está na página 1de 26

GUIA DA REDAÇÃO NOTA 1000

PARTE

O QUE PRECISO SABER


PARA COMEÇAR A PRATICAR

Seu objetivo é uma boa nota na redação do ENEM? Se sim, é preciso convencer o avaliador de que
você merece isso. Isso pode soar óbvio, mas é exatamente essa a chave dessa prova: comprovar
uma ideia. Para avaliar essa defesa, a prova divide a nota em 5 competências: cada uma dessas
partes vale 200, de modo que atingir a nota máxima em cada um desses elementos chamados de
competência leva a tão desejada nota 100.

2
GUIA DA REDAÇÃO NOTA 1000

COMPETÊNCIAS

ESCRITA FORMAL DA LÍNGUA PORTUGUESA

Essa competência avalia o uso da gramática. Essa palavrinha pode parecer muito difícil, mas pode
ficar tranquilo que não é um bicho de sete cabeças. Se você não escrever da mesma forma como
escreve no Whats, é muito provável que de cara você garanta 120 pontos. O primeiro passo então é
deixar as informalidades de lado. Depois disso, a revisão de pontuação, crase e concordância vai dar
conta dos 80 pontos.

APLICAR CONCEITOS DAS VÁRIAS ÁREAS DE CONHECIMENTO PARA


DESENVOLVER O TEMA, DENTRO DOS LIMITES ESTRUTURAIS DO

Aqui é avaliado o tipo textual, a abordagem do tema e o uso de dados. Sim, são vários detalhes, mas
pode ter certeza que se você não escrever um poema e lembrar de não falar sobre batatas quando
perguntado sobre a educação, você atingirá uma boa nota.

Sobre o tipo de texto, a primeira coisa a ser observada é que a redação deve convencer alguém sobre
o seu ponto de vista. Então:

1º) Você precisa encontrar a sua opinião.

2º) Você precisa provar ela. Como? Justificando-a. Pense, se você


pedir R$10,00 para a sua mãe, ela possivelmente vai querer saber
por que você precisa de dinheiro. Saber justificar para conseguir o
valor carrega a mesma lógica que justificar o seu ponto de vista e
conseguir uma boa nota!

3º) Lembre-se que o texto precisa ter: Introdução, Desenvolvimento


e Conclusão.

Sobre a abordagem do tema: use todas as palavras apresentadas na frase que sintetiza a proposta. Se
a proposta falar, por exemplo, sobre a “manipulação do comportamento do usuário pelo controle de
dados na internet”, como no Enem de 2018, não adianta debater apenas a internet ou a manipulação
dos usuários, é preciso que TODO o texto fale sobre como o controle do que as pessoas fazem na
internet leva a sua manipulação.

3
GUIA DA REDAÇÃO NOTA 1000

Se você fizer um texto com início, meio e fim e escrever sobre o assunto solicitado, você já atingiu
120 pontos. Os 80 que faltam envolvem o uso de dados. Isso não quer dizer que você precisa citar
filósofos ou informações que parecem ser cultas, mas que você precisa encontrar informações
interessantes (por exemplo livros, dados estatísticos ou coisas que você aprendeu na escola) para
defender o seu ponto de vista.

INTERPRETAR INFORMAÇÕES, FATOS, OPINIÕES E ARGUMENTOS EM


DEFESA DE UM PONTO DE VISTA.

Nesse competência, o foco é organização do texto e autoria. O que isso quer dizer? Que a redação
precisa ter início meio e fim e que o senso comum deve ficar bem longe dela. Assim:

NUNCA use frases prontas, ditados populares e informações que


parecem MUITO óbvias.

Comece a organizar as ideias pelos desenvolvimentos. Uma


redação bem organizada consegue conectar a introdução e a
conclusão com exatamente o que é dito nos argumentos.

Por isso usar “A MINHA LIBERDADE TERMINA QUANDO COMEÇA A


DO OUTRO” faz com que o avaliador e a sua nota chorem juntos!

MECANISMOS LINGUÍSTICOS NECESSÁRIOS PARA A CONSTRUÇÃO


DA ARGUMENTAÇÃO.

A palavra chave dessa competência é coesão; ou seja, ligação das ideias. Pense em uma blusa: se
não houver costura para ligar as mangas à parte do peito, a blusa não existe. Essa mesma lógica
funciona na redação: se as frases não forem conectadas, o texto não vai funcionar.

4
GUIA DA REDAÇÃO NOTA 1000

O que é preciso para fazer essa costura?

CONJUNÇÕES PRONOMES SINÔNIMOS

PROBLEMA ABORDADO QUE RESPEITE OS DIREITOS HUMANOS.

Depois de ter defendido o seu ponto de vista, usando dados e argumentos, é preciso solucionar os
problemas debatidos. Como fazer isso? Crie uma proposta de intervenção que possa ser realizada
na prática e que tenha:

AGENTE
aquele que criará a ação

AÇÃO
o que deve ser feito para solucionar o problema

MODO DE REALIZAÇÃO
a forma de colocar a ação em prática

EFEITO
o que será atingido com a ação

DETALHAMENTO
algum aprofundamento de um trecho da proposta

5
GUIA DA REDAÇÃO NOTA 1000

REPERTÓRIO SOCIOCULTURAL:

Na sua redação, você precisa provar para o avaliador que a sua opinião está certa. Além de justificar
as suas afirmações, outro recurso é usar exemplos comprovados; ou seja, um repertório sociocultural.
Nele podemos incluir filmes, séries, livros, estatísticas, reportagens de jornal ou assuntos que
normalmente estudamos na escola. E lembre-se: a fonte é a chave para provar que a informação
realmente existe.

COMO COLOCAR ISSO NO TEXTO?


A parte da redação que servem para convencer o leitor são os desenvolvimentos, por isso esses são
os parágrafos que mais precisam de dados.

DICA PARA RETER CONHECIMENTO PARA O DIA DA PROVA


Algo muito importante a ser pensado é que no dia do ENEM você não poderá consultar nenhum
material, por isso, ter o conhecimento apenas na sua cabeça é fundamental. Dessa forma, ao invés de
decorar mil e um números e estatísticas que são fáceis de esquecer, temos uma dica para o estudo
dos assuntos:

01
Escolha o tema da redação e leia sobre ele na internet. Vale
notícias, conceitos teóricos, citações que se conectem e outras
coisas interessantes.

02
Ao longo da leitura, anote essas informações no seu caderno.
Escrever é um ótimo recurso para memorizar informações!

03
Deixe esse tema de redação de molho por três dias e, sem voltar ao
caderno, comece a escrita.

Pense: ao fazer isso, você estudará o assunto, se esforçará para reter informações e só colocará na
redação aquilo que você realmente aprendeu. Essa é a mesma situação que acontece no dia da prova
e, assim, você conseguirá conhecer mais sobre diferentes assuntos e treinar realmente como usar
esses conhecimentos amplos sem poder copiar os dados diretamente de algum lugar.

6
GUIA DA REDAÇÃO NOTA 1000

CONTEÚDOS GRAMATICAIS
IMPORTANTES

VÍRGULA CRASE CONCORDÂNCIA

Coloque uma vírgula para A crase acontece sempre O verbo concorda com o
isolar tudo o que vem antes antes de palavras femininas. núcleo do sujeito. O que isso
do sujeito.
quer dizer? Que se a palavra
Nunca use crase antes de mais importante do sujeito
Não separe termos verbos nem de “um“ ou é singular, o verbo também
essenciais da frase (sujeito “uma“.
deve ser.
+ verbo + objeto).

Tenho uma ideia que poderia Atenção: o verbo ter é


ser retirada da frase e ela parecido no singular e no
continuaria funcionando plural, mas existe um acento
sozinha? Isole isso com que os diferencia - ele tem
vírgulas.
(singular) - eles têm (plural).

Fugir completamente do tema. Ou seja, escrever sobre influências sociais quando o tema é sobre a
manipulação na internet.

Não escrever um texto que busque convencer o leitor sobre um ponto de vista. Narrar uma história,
escrever um poema ou uma receita são coisas que levam a esse problema.

Escrever um bilhetinho de até 7 linhas. “É verdade esse bilete”.

Copiar os textos de apoio.

Escrever piadas, fazer desenhos, comentários como # fora do texto. O ENEM considera isso formas
intencionais de anulação.

Assinar fora do lugar designado para isso na folha de redação.

Fazer uma parte que seja totalmente desconectada com o resto do texto.

Texto em outra língua que não seja o português.

Folha de redação em branco. Cuidado: isso não envolve apenas não escrever a redação. Se você
escrever seu texto apenas no caderno de prova e não passá-lo para a folha destinada a isso, ele
receberá zero.

7
GUIA DA REDAÇÃO NOTA 1000

PARTE

COMO PRATICAR E MELHORAR


OS MEUS TEXTOS

Você acordou tarde, atrasado para a aula. Abre o armário, ainda com a luz do quarto apagada, pega
as peças sem olhar e vai para a escola. O resultado: uma meia de cada par, uma blusa amarela, uma
calça verde fosforescente - uma combinação bastante bagunçada.

Essa mesma bagunça acontece na nossa redação quando não pensamos no que colocar do texto. Os
argumentos não se ligam, o início e o fim não têm relação nenhuma e, em casos extremos, o leitor
nem mesmo consegue entender o que está sendo defendido. Para evitar que isso aconteça, e que
você consiga escrever uma boa redação, o primeiro passo é planejá-la.

PLANEJAMENTO DO TEXTO
Depois de ler o tema da redação, a primeira coisa a ser feita é separar ideias sobre o assunto.
Escreva tudo o que vem na sua cabeça em tópicos, pois assim você conseguirá visualizar as opções
e selecionar as partes que se conectam melhor.

No dia do ENEM: faça isso enquanto lê as outras provas. Ter um tempo para processar o assunto da
redação e olhar os textos que abordam temas gerais nas provas de linguagens e humanidades pode
trazer ideias e só tem a beneficiar a sua escrita!

Como eu faço a seleção de ideias? A função do texto de ENEM é convencer o leitor de alguma coisa.
Assim, é sempre importante escolher argumentos que comprovem isso; ou seja, que justifiquem o
seu ponto de vista sobre o assunto.

Já separou os pontos que podem ser abordados? Monte então o esqueleto da redação:

8
GUIA DA REDAÇÃO NOTA 1000

Agora que o texto já está planejado, é hora de começar a escrever!


Desmembrando o texto:

A INTRODUÇÃO
Esse parágrafo apresenta, normalmente, o tema da redação, o que vai ser desenvolvido nos parágrafos
seguintes e a sua opinião sobre tudo isso. Assim, para que você consiga realmente apresentar o SEU
texto e não qualquer redação sobre o assunto, é preciso saber exatamente o que será abordado nos
desenvolvimentos.

DICA
Começar a escrever o seu texto pelos parágrafos de desenvolvimento
pode ajudar a saber o que realmente deve ser introduzido e fazer
com que sua introdução se ligue melhor com os argumentos.

Importante! Ao terminar de ler esse parágrafo, o leitor precisa saber qual a sua tese (ideia que você
vai defender).

OS DESENVOLVIMENTOS
Esses parágrafos são as partes que convencem o leitor do seu ponto de vista. Como o ENEM
adora temas polêmicos e exige a solução de alguma coisa, é necessário que os desenvolvimentos
apresentem problemas sobre o assunto. Mas lembre-se, só temos 30 linhas para a redação, por isso,
para que as nossas ideias sejam bem defendidas, um problema por parágrafo é o ideal.

1 é pouco, 2 é bom e três é demais!


de mais - muito maravilhoso*
demais - excesso*

9
GUIA DA REDAÇÃO NOTA 1000

Seguindo essa frasezinha pronta, pense que informações em excesso (no caso, os três parágrafos)
deixam o texto pouco explorado, pois você não terá espaço para aprofundar cada uma das discussões.
Por outro lado, apenas um parágrafo faz com que sua argumentação fique limitada a apenas uma
justificativa, o que não sustenta definitivamente a sua opinião. Ficamos então com o meio termo: 2
parágrafos oferece espaço suficiente!

A CONCLUSÃO
Esse parágrafo é o fechamento do texto e tem a função de mostrar para o leitor o que concluir em
relação ao que foi argumentado. A partir disso pensamos duas coisas: esse parágrafo apresenta,
normalmente a proposta de intervenção, mas isso não significa que apenas solucionar o problema
é suficiente para construir esse parágrafo. Como ele conclui algo do texto, ele não traz informações
novas. O resultado, ele só pode mencionar ideias que já foram apresentadas e solucionar exatamente
os problemas que foram debatidos

DICA

Comece-o com um fechamento dos argumentos anteriores, pois


isso ajudará a ligar a sua proposta de intervenção ao restante.

Depois disso, apresente a solução para o problema.

Terminar esse trecho com o efeito da ação sugerida é algo que


funciona muito bem, pois assim é difícil deixar o parágrafo com
cara de inacabado!

COMO CONSTRUIR UMA ARGUMENTAÇÃO COERENTE

Vimos que o tipo textual solicitado pela prova do ENEM busca convencer o leitor, mas como fazemos
isso para realmente defendermos alguma coisa?

01 Tenha uma tese clara! Saber o que está sendo defendido é fundamental.

02 Argumente ao invés de apenas afirmar! Para isso, mostre a sua opinião e o porquê de ter ela.

10
GUIA DA REDAÇÃO NOTA 1000

Para saber se você conseguiu fazer isso de maneira consistente, confira se cada um dos seus
parágrafos de desenvolvimento (aqueles que realmente defendem a sua opinião) conseguiu responder:

1º) Qual o problema?

2º) Por que ele acontece?

3º) Como ele prova o meu ponto de vista (tese)?

Ao fazer isso e responder cada uma dessas perguntas em pelo menos uma frase do parágrafo, você
está muito próximo de um modelo de argumentação consistente!

03 Tenha dados que provem a sua opinião

Além de mostrar os porquês de você acreditar em determinada coisa, é importante comprovar que
esse ponto de vista é realmente verdade. Para isso, você deve usar dados que comprovem o que
está sendo apresentado. Como assim? Traga informações de diferentes áreas do conhecimento para
sustentar seus argumentos. Isso não quer dizer que você precise citar filósofos ou informações que
parecem ser cultas, mas que você precisa encontrar informações interessantes (por exemplo, livros,
dados estatísticos ou coisas que você aprendeu na escola) para defender o seu ponto de vista.

Lembre-se então: os dados são importantes para provar a SUA opinião. Por isso, eles precisam se
conectar com os argumentos.

COMO ADICIONAR OS DADOS NA REDAÇÃO

Invista em usar informações externas nos desenvolvimentos, pois esse é o espaço que realmente
defende a sua opinião.

Explique como a informação se liga ao seu ponto de vista. Se você não explicar, o leitor não entenderá
as relações existentes!

Aqui vale a lógica menos é mais! Mais vale uma informação bem conectada com o parágrafo e
aprofundada do que muitas referências desconexas. Por isso, um dado por parágrafo é o suficiente!

11
GUIA DA REDAÇÃO NOTA 1000

01 Citação Direta

É exatamente o que o autor disse e, portanto, deve vir entre aspas.

Exemplo: De acordo com Sócrates, “o poder se torna mais forte quando ninguém pensa”, o que
demonstra que uma educação deficitária vulnerabiliza as pessoas e as torna passíveis à manipulação.

02 Citação indireta

É a adaptação do que o autor disse com as suas próprias palavras e não precisa ser colocada entre
aspas.

Exemplo: O filósofo Confúcio dizia que não corrigir nossas falhas é o mesmo que cometer novos
erros. Em virtude disso, há como consequência a permanência do caos no transporte público coletivo.

TREINANDO PARA O DIA DA PROVA

REESCREVO SOBRE O MESMO TEMA, CORRIGINDO OS ERROS


X
ESCREVO SOBRE TEMAS NOVOS

Mais do que apenas saber a nota da redação, a correção serve para que você entenda os seus pontos
fortes e fracos. Entretanto, se você apenas olhar por cima o que foi comentado e logo partir para
um novo texto, possivelmente você não terá absorvido as dicas dadas pelo corretor e o processo de
evolução será mais lento.

Pensando nisso, o processo de reescrita de um texto pode ser uma ótima maneira de melhorar a
redação. Pense que, ao fazer isso, você precisará dar uma atenção especial para cada uma das

12
GUIA DA REDAÇÃO NOTA 1000

marcações do corretor e terá que procurar estratégias para ter uma redação melhor.

Por causa disso, sugerimos que você busque reescrever as suas redações! Claro que você não precisa
escrever várias vezes a mesma coisa, pois isso seria bastante chato. Nossa dica é: reescreva uma vez
a sua redação. Assim, você terá explorado as sugestões que vieram e poderá, nos próximos textos,
saber com mais clareza o que precisa da sua maior atenção.

QUAL O TEMPO IDEAL PARA ESCREVER?

Cada um tem um tempo adequado para a escrita, por isso dizer que x ou y horas é certo para a redação
pode não funcionar. Ainda assim, sabemos que um ponto muito importante na prova do ENEM é lidar
com o tempo. Então, se não tem um valor exato, como planejo meu tempo? Testando a prova!

A redação é escrita no mesmo dia que acontecem as provas de Linguagens e Ciências Humanas.
Nesse dia, você terá cinco horas e meia para realizar a prova. Para treinar o tempo,

1º) Separe mais tempo para a prova que você tem mais dificuldade;

2º) Simule a situação do dia da prova, separando o mesmo tempo


disponível no primeiro dia para realizar as três provas;

3º) Quando você já tiver noção da sua divisão de tempo, treine


apenas a redação usando um cronômetro para que você consiga
adequar o tempo disponível com o que você levará para escrever.

Importante! Procure treinar algumas redações antes de se preocupar com o tempo, pois, se você não
está acostumado com o processo de escrita, ficar nervoso com esse detalhe só irá atrapalhar o seu
aprendizado!

TREINE ESCREVENDO À CANETA!

No dia do ENEM, a única ferramenta disponível para a escrita do seu texto será uma caneta preta.
Para que você esteja o mais preparado possível, é muito importante que seus treinos também
envolvam apenas essa caneta. Por isso, fuja do lápis ou dos textos digitados, pois assim você poderá
experimentar o que fazer quando existe uma rasura e inclusive treinar a musculatura da sua mão para
esse momento em que você precisará escrever por um tempo considerável.

13
GUIA DA REDAÇÃO NOTA 1000

PARTE

EXEMPLOS DE REDAÇÃO NOTA 1000

Agora que já conseguimos ver o que o ENEM quer de uma boa redação e como organizar esses
conceitos no texto, temos alguns exemplos de redações que conseguiram executar esses pontos
muito bem! Para essa seção, selecionamos textos que foram enviados pelos estudantes do MS! que
atingiram uma excelente nota.

Apesar de ser frequente a apresentação de modelos prontos de texto, isso nem sempre funciona. Os
temas são bastante particulares, assim, quando uma introdução que era sobre um assunto, se junta
com desenvolvimentos de outros, temos uma redação Frankenstein. O resultado disso não é um
notão, mas um texto com sérios descontos em relação à organização e à autoria.

Por isso, use à vontade os exemplos a seguir - não para retirar partes prontas -, mas para servir como
sementinha para a sua criatividade!

TEMA 01

(REDE15: ENEM 2018) Manipulação do comportamento do usuário pelo


controle de dados na internet

TEXTO I

Às segundas-feiras pela manhã, os usuários de um serviço de música digital recebem uma lista
personalizada de músicas que lhes permite descobrir novidades. Assim como os sistemas de outros
aplicativos e redes sociais, este cérebro artificial consegue traçar um retrato automatizado do gosto
de seus assinantes e constrói uma máquina de sugestões que não costuma falhar.

O sistema se baseia em um algoritmo cuja evolução e usos aplicados ao consumo cultural são
infinitos. De fato, plataformas de streaming de vídeo on-line começam a desenhar suas séries de
sucesso rastreando o banco de dados gerado por todos os movimentos dos usuários para analisar o
que os satisfaz.

O algoritmo constrói assim um universo cultural adequado e complacente com o gosto do consumidor,
que pode avançar até chegar sempre a lugares reconhecíveis. Dessa forma, a filtragem de informação
feita pelas redes sociais ou pelos sistemas de busca pode moldar nossa maneira de pensar. E esse
é o problema principal, a ilusão de liberdade de escolha que muitas vezes é gerada pelos algoritmos.

VERDÚ, Daniel. O Gosto na era do algoritimo. Disponível em https://brasil.elpais.


com/. Acesso em: 11 de jun. 2018 (adaptado).

14
GUIA DA REDAÇÃO NOTA 1000

TEXTO II

Nos sistemas dos gigantes da internet, a filtragem de dados é transferida para um exército de
moderadores em empresas localizadas do Oriente Médio ao Sul da Ásia, que têm um papel no
controle daquilo que deve ser eliminado da rede social, a partir de sinalizações dos usuários. Mas a
informação é então processada por um algoritmo, que tem a decisão final.

Os algoritmos são literais. Em poucas palavras, são uma opinião embrulhada em código. E estamos
caminhando para um estágio em que é a máquina decide qual notícia deve ou não ser lida.

PEPE ESCOBAR. A silenciosa ditadura do algoritmo. Disponível em https://


outraspalavras.net/. Acesso em: 5 jun. 2017 (adaptado).

TEXTO III

TEXTO IV

Mudanças sutis nas informações às quais somos expostos podem transformar nosso comportamento.
A redes têm selecionado as notícias sob títulos chamativos como “trending topics” ou critérios como
“relevância”. Mas nós praticamente não sabemos como isso tudo é filtrado. Quanto mais informações
relevantes tivermos nas pontas dos dedos, melhor equipados estamos para tomar decisões. No
entanto, surgem algumas tensões fundamentais: entre a conveniência e a deliberação; entre o que o
usuário deseja e o que é melhor para ele; entre a transparência e o lado comercial.

Quanto mais os “sistemas” souberem sobre você em comparação ao que você sabe sobre eles, há
mais riscos de suas escolhas se tornarem apenas uma série de reações a “cutucadas” invisíveis. O
que está em jogo não é tanto a questão “homem X máquina”, mas sim a disputa “decisão informada
X obediência influenciada”.

CHATFIELD, Tom. Como a internet influencia secretamente nossas escolhas.


Disponível em https://www.bbc.com/. Acesso em: 13 jun. 2017 (adaptado).

A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de
sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo em modalidade escrita formal da língua
portuguesa sobre o tema “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na
internet”, apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos humanos. Selecione, organize
e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

15
GUIA DA REDAÇÃO NOTA 1000

REDAÇÃO 01
NOTA: 1000

TEXTO DA REDAÇÃO 01

Quando Theodore Nelson criou o conceito e “hipertexto“, nos anos 1960, imaginava um espaço virtual
onde pudesse ser viável o armazenamento de todo conhecimento produzido no mundo, à moda dos
enciclopedistas iluministas franceses. Tal utopia tornou-se possível com os avanços da tecnologia,
nos anos 1990 que projetaram o mundo nas telas dos computadores, originando assim a internet.
O que Nelson não previa, no entanto, é que a internet ganharia centralidade no cotidiano do novo
milênio, trazendo consigo muitas problemáticas. Uma delas, a manipulação do comportamento do
usuário, é agravada por dois fatores: a crescente necessidade do uso; e a reconfiguração do mercado.

Com a popularização dos “smartphones“ e os baixos custos oferecidos pelas companhias telefônicas,
o acesso à internet tornou-se mais fácil de acordo com o IBGE, hodiernamente já são 85% dos jovens
que utilizam-na para diversos fins. Segundo o mesmo instituto, os brasileiros passam em média seis
horas conectados, sendo um dos povos mais dependentes do mundo. A consequência imediata desse
cenário é a reconfiguração de velhas dinâmicas sociais, principalmente pelas redes que adquirem
outros contornos para além do entretenimento: grupos se organizam para mobilizações “lives“

16
GUIA DA REDAÇÃO NOTA 1000

transmitem eventos, empresários marcam entrevistas por “direct“, e professores armazenam suas
aulas na nuvem, por exemplo. Isso gera, por conseguinte, um ciclo vicioso: quanto mais precisamos
da internet, mais a internet se encarrega que precisemos dela. Dessa forma, mesmo sabendo que
somos manipulados, torna-se cada vez mais difícil romper com tais barreiras e sair desse poderoso
sistema de vigília.

A internet, em pouco tempo, assimilou-se a uma oligarquia, já que suas ações se concentram nas
mãos de poucas empresas que detêm nossas informações. Ademais, o mercado foi rapidamente
atraído para a tela, moldando-se hipertextualmente, com anúncios publicitários intermitentes nos
cantos das páginas virtuais, definidos cuidadosamente pelos interesses demonstrados no histórico
de cada usuário. Em vista disso, nossa liberdade - um dos pilares dos direitos humanos - é limitada e
restringida, uma vez que não só temos a ilusão da privacidade, como também somos impedidos de
exercê-la. Outrossim, a possibilidade de encontrarmos novos interesses também fica comprometida.
Um exemplo disso é mostrado pela literatura distópica, com o Grande Irmão de “1984“, romance de
George Orwell, cujo poder controlador aniquila a subjetividde dos indivíduos.

Como a internet é um fator decisivo no mundo globalizado atual, medidas devem ser buscadas
para atenuar tal problemática. Assim, a ONU deve convocar os empresários e CEO’s de grandes
empresas, como Google e Facebook XXX meio de um acordo assinado, garantir a privacidade e a
não-manipulação dos conteúdos dos usuários. Espera-se, com isso, que a Internet seja o ambiente
democrático pensado por Theodore Nelson e que nos afastemos dos destinos distópicos criados por
Orwell.

COMENTÁRIO SOBRE A REDAÇÃO 01

O primeiro ponto a se pensar sobre a redação em questão é a abordagem do tema. No ano


passado, a prova pedia para que o candidato falasse sobre a manipulação do comportamento
do usuário pelo controle de dados na internet. Como é preciso que todos os pontos da
proposta sejam desenvolvidos, coisas como discutir apenas a internet ou a manipulação dos
usuários que não venha a partir do controle dos dados não poderiam acontecer. Ao invés
disso, era preciso, assim como fez o autor dessa redação, mostrar como o controle do que é
usado pelo usuário na internet leva à sua manipulação.

Para abordar o assunto, o autor do texto escolhe dois problemas: o vício pela internet e o
mercado atual. Repare que eles respondem exatamente o que é proposto na introdução,
mostrando que existe um planejamento textual. Outro ponto interessante nesse texto é a
organização do primeiro desenvolvimento. Repare que, até a penúltima frase, o argumento é
bastante amplo e não se volta especificamente para a manipulação, mas isso muda totalmente
na última frase, que, de maneira exemplar, retoma a tese e mostra exatamente que o vício faz
com que seja difícil acabarmos com a manipulação.

Além dessa questão de organização que afeta a competência III, outro grande destaque dessa
redação é o uso de dados. O autor consegue trazer diferentes informações e todas elas são
avaliadas.

O que faz com que esse texto atinja a nota máxima nas competências I e IV é o excelente
domínio da norma culta da língua portuguesa. Além dos conceitos de regra de gramática, o
amplo vocabulário também ajuda em ambos os pontos. Mas tenha atenção: vasto vocabulário
não significa apenas usar palavras bonitas, mas conseguir colocar diferentes termos em
lugares adequados.

Por fim, a proposta de intervenção consegue apresentar os 5 elementos fundamentais:


a ação (convocar os empresários e CEO’S de grandes empresas a garantir a privacidade e
não-manipulação dos conteúdos dos usuários), agente (a ONU), modo de realização (por
meio de um acordo assinado), efeito (espera-se, com isso, que a internet seja o ambiente
democrático pensado por Theodore Nelson…) e detalhamento (como Google e Facebook).

17
GUIA DA REDAÇÃO NOTA 1000

TEMA 02

(NPR37) Notícias Falsas

TEXTO I

O termo fake news é usado para se referir a notícias falsas ou imprecisas que são publicadas,
majoritariamente, na Internet. Essa expressão, que significa literalmente “notícias falsas”, em
português, já existe há bastante tempo. Entretanto, ganhou popularidade após ser usada repetidamente
pelo então candidato Donald Trump, durante as últimas eleições presidenciais dos Estados Unidos,
em 2016, e foi, inclusive, considerada a palavra do ano em 2017 pelo dicionário Collins.

No Brasil, não é difícil receber fake news no Feed de Notícias do Facebook ou em mensagens de
grupos no WhatsApp, onde são usadas, até mesmo, para espalhar vírus e aplicar golpes em usuários
do aplicativo. As notícias falsas, no entanto, vão além de brincadeiras inocentes na Internet e têm
feito vítimas reais.

[...] A situação é tão preocupante que as próprias redes sociais têm tomado providências para barrar
as fake news. Somente em 2017, o Facebook realizou diversas ações, como alterar o algoritmo para
que publicações suspeitas sejam automaticamente enviadas para checagem e impedir que certas
páginas alterem a miniatura de links publicados. Além disso, o site criou um botão de contexto junto
às postagens para ajudar o usuário a conhecer a reputação do veículo noticioso e entender melhor os
desdobramentos de determinada notícia.

Disponível em: https://www.techtudo.com.br/noticias/2018/01/o-que-sao-fake-news-ve-


ja-dicas-para-identificar-boatos-na-internet.ghtml. Acesso em: 25/04/2018.

TEXTO II

Senso crítico é arma para combater ‘fake news’

Para especialistas, sociedade deve fazer esforço coletivo pela alfabetização digital

Por Marina Dayrell, Matheus Riga e Pedro Ramos

A educação virtual é uma arma importante para detectar informações falsas no noticiário, segundo
especialistas. Essa “alfabetização” deve contar com esforços de vários setores da sociedade, para
evitar que as chamadas fake news tumultuem o debate público, como ocorreu na corrida eleitoral
americana e na votação pela saída do Reino Unido da União Europeia.

“Tem de vir da grande imprensa, do professor, da família, de todos os lados”, diz a diretora da Agência
Lupa, Cristina Tardáguila, que realiza checagem de informações do noticiário brasileiro. “Até porque
não há nenhum sinal de que a produção de notícias falsas vai diminuir.” Para ela, o entendimento
sobre como o noticiário é produzido deve ser uma prioridade no combate às fake news.

A dificuldade de identificar notícias falsas afeta até países com melhores índices de escolaridade.
Uma pesquisa da Universidade de Stanford apontou, em julho deste ano, que estudantes americanos
tiveram problema para checar a credibilidade das informações divulgadas na internet. Dentre 7.804
alunos dos ensinos fundamental, médio e superior, 40% não conseguiram detectar fake news.

A editora executiva da agência de checagem Aos Fatos, Tai Nalon, destaca a importância da criação
de políticas públicas com foco na análise crítica da mídia. “Acho que dificilmente conseguiremos uma
mudança cultural sem passar pela educação de massa da sociedade”, afirma.

18
GUIA DA REDAÇÃO NOTA 1000

Para o professor do Departamento de Informática da PUC-Rio, Daniel Schwabe, o público não conhece
os meios pelos quais pode ser manipulado na internet. “Em relação às mídias tradicionais, as pessoas
já aprenderam a identificar sinais de demagogia”, diz. “Nesse cenário de novos canais, há uma certa
vulnerabilidade porque não se sabe mediar a absorção da informação que se recebe.” Segundo ele, é
necessário criar uma cultura de questionamento.

Disponível em: http://infograficos.estadao.com.br/focas/politico-em-construcao/


materia/senso-critico-e-arma-para-combater-fake-news. Acesso em: 24/04/2018.

TEXTO III

No último domingo (18), a manchete do UOL era: “Marielle não foi casada com Marcinho VP nem
eleita pelo Comando Vermelho”. Uma não notícia como essa não deveria ser manchete do principal
notícia do país.

Foi, no entanto, fundamental veiculá-la com destaque, dada a avalanche de informação falsa que
passou a circular em contraposição à enorme comoção nacional e internacional diante do assassinato
da vereadora do PSOL Marielle Franco.

Mulher negra, bissexual, da favela da Maré, Marielle tinha vencido a improbabilidade de alguém com
qualquer dessas características ocupar espaços no poder.

No entanto, a improbabilidade que Marielle desafiou em vida lhe foi simbolicamente restaurada após
sua morte no último dia 14. Transformou-se a mulher nega da favela, que ocupou legitimamente
o poder, num personagem que a estrutura reinante de machismo, racismo e privilégios pudesse
suportar: a vereadora era uma aliada do tráfico. Afinal, no Rio de Janeiro, quem mora em favela só
pode ser ligado ao tráfico.

As notícias sobre Marielle são mais um exemplo de uma história comum aos moradores de favelas e
de todas as periferias brasileiras. É o fenômeno mais grave de “fake news” do Brasil contemporâneo,
porque ilustra a relação cruel do Estado com a parte mais vulnerável de sua população.

Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/ilustrissima/2018/03/noticias-falsas-so-


bre-marielle-mostram-como-o-estado-lida-com-a-favela.shtml. Acesso em: 25/04/2017.

Com base nos textos de apoio e em suas reflexões acerca deste tema, redija uma redação dissertati-
vo-argumentativa, em prosa, sobre o tema “A importância da educação tecnológica no combate às
fake news”. Ele deve ter entre 8 e 30 linhas, incluído o título. Lembre-se de que trechos com cópia
dos textos motivadores terão o número de linhas copiadas desconsiderado na correção.

19
GUIA DA REDAÇÃO NOTA 1000

REDAÇÃO 02
NOTA: 1000

TEXTO DA REDAÇÃO 02

Linguagem alarmante e rápida repercussão; essas são algumas características que acompanham as
“fake news“, termo em inglês para designar “notícias falsas“. Tal fenômeno não é atual, porém, com
o advento das novas tecnologias, a multiplicação de informações inverídicas ganhou força e impacta
negativamente a sociedade brasileira na medida em que elas podem manipular, enganar e iludir as
pessoas. Isso ocorre devido não só às facilidade da era da informação, como também aos interesses
políticos e econômicos da mídia. Assim, é necessário analisar as causas e os efeitos acerca do
termo, visando a orientação da população e, consequentemente, a atenuação do problema.

20
GUIA DA REDAÇÃO NOTA 1000

Deve-se pontuar, de início, que as novas tecnologias como a internet, as redes sociais e os
“smartphones“ potencializaram a divulgação de notícias falsas. O fenômeno das “fake news“ é antigo,
já que, no final do século XVIII, na França, já existiam, por exemplo, jornais chamados “Canards“
especializados em divulgar boatos. O termo em inglês surgiu para caracterizar o momento atual
quando tais tecnologias aumentaram a velocidade e o alcance da informação. Hoje, a internet permite
que qualquer pessoa possa criar, deturpar ou propagar notícias dificilmente verificadas. Dessa forma,
tal fenômeno vem trazendo danos, pois manipula pensamentos e influencia as decisões às notícias
falsas. Tem-se observado a veiculação de informações deturpadas de que as vacinas causam
doenças e, concomitantemente houve queda na taxa de imunização. É evidente, portanto, que as
“fake news“ podem gerar problemas graves.

Vale ressaltar, também, os interesses políticos e econômicos da mídia na veiculação de notícias


falsas. Muitas vezes, ela usa manchetes estratégicas para chamar a atenção do leitor, visando
objetivos políticos ou monetários. Aliado a isso, cabe destacar o conceito de pós-verdade, criado por
Hebermas, que sustenta essa postura. Segundo ele, a verdade dophatos é colocada em segundo plano
quando uma informação recorre à crença das massas, resultando em opiniões públicas manipuláveis.
Assim a mídia se aproveita da falta de necessidade do novo e do vínculo das pessoas como factual
para atingir seus objetivos. Um fato recente decorrente disso foi o processo de eleição do presidente
Trump que, ainda hoje, é motivo de estudos acerca de como notícias falsas o favoreceram.

Entende-se, portanto, que os impactos negativos das “fake news“ derivam das facilidades da era
da informação e dos interesses políticos e econômicos da mídia. A fim de atenuar o problema, o
Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovacão e Comunicação deve criar um órgão fiscalizador da
internet, por meio da contratação de profissionais capacitados na área de informática, para que
possa, identificar sites propagadores de notícias falsas e indiciá-los e retirá-los da rede. Desse modo,
espera-se diminuir os riscos da “fake news“ e assegurar a veracidade do que circula na internet.

COMENTÁRIO SOBRE A REDAÇÃO 02

Essa redação mostra um excelente domínio do autor dos conteúdos de gramática e coesão.
Vemos isso pela falta de desvios e pelo ótimo recursos de elementos de retomada, como,
por exemplo, o uso dos pronomes. Com essa classe de palavra, juntamente com o uso de
sinônimos, o texto não repete termos e ainda deixa claro o sujeitos das frases. Investir nesse
tipo de recurso faz toda a diferença na redação, pois mostra para o avaliador o conhecimento
do candidato dos chamados ‘recursos coesivos’ avaliados na competência IV.

Outra costura do texto que é muito bem feita nessa redação é a costura estrutural, que o
ENEM avalia na competência III. Repare que a introdução menciona primeiro o fato de as
‘fake news’ não serem algo recente, mas que atualmente são influenciadas pela velocidade
proposta pela tecnologia: esse é exatamente o primeiro argumento do texto. Logo em seguida,
na introdução, existe também a menção às questões políticas e econômicas: conteúdo esse
do segundo argumento. Assim, a representação exata do que será desenvolvido demonstra
um bom planejamento textual. Para conseguir fazer isso na sua redação, seguir a dica de
começar o planejamento pelos desenvolvimentos é uma excelente ideia!

O uso de dados externos nesse texto também é exemplar. Apesar de termos mais de um
dado dentro de um mesmo parágrafo, os desenvolvimentos conseguem estar voltados
para o mesmo objetivo: convencer o leitor sobre o argumento em si. Assim, ao opor, por
exemplo, os “Canards” e o movimento contra vacinas, o objetivo do autor é convencer sobre a
atemporalidade das ‘fake news’. Além disso, veja que os dados se concentram nos parágrafos
centrais, pois eles são o importante para a defesa, enquanto a introdução e a conclusão

21
GUIA DA REDAÇÃO NOTA 1000

funcionam para amarrar a defesa, o que faz com que não exista o excesso de informações ao
longo da redação.

Por fim, a proposta de intervenção também está excelente, pois consegue mostrar os 5
elementos necessários: ação (criar um órgão), agente (o Ministério da Ciência, Tecnologia,
Inovação e Comunicação), modo de realização (por meio da contratação de profissionais
capacitados), efeito (espera-se diminuir os riscos das ‘fake news’) e detalhamento (para que
possam identificar sites propagadores de notícias falsas).

Por fim, a proposta de intervenção consegue apresentar os 5 elementos fundamentais:


a ação (convocar os empresários e CEO’S de grandes empresas a garantir a privacidade e
não-manipulação dos conteúdos dos usuários), agente (a ONU), modo de realização (por
meio de um acordo assinado), efeito (espera-se, com isso, que a internet seja o ambiente
democrático pensado por Theodore Nelson…) e detalhamento (como Google e Facebook).

TEMA 03

(NP02) Padrões de Beleza

TEXTO I

Assita o vídeo abaixo:

Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=AKFRj20Ni3c

TEXTO II

22
GUIA DA REDAÇÃO NOTA 1000

TEXTO III

Latinidades: padrão de beleza é predominantemente branco, diz professora dos EUA

Mariana Tokarnia - Repórter da Agência Brasil

Diz um ditado popular que a beleza está nos olhos de quem vê. Será mesmo? Para a professora da
Universidade de Drexel, nos Estados Unidos, Yaba Blay, a beleza é algo construído socialmente, e
confere privilégios para quem a detém. Embora varie de local para local, ela diz que há um padrão
mundial de beleza. Basta colocar a palavra “beleza” no Google que aparecem páginas e páginas,
predominantemente de mulheres brancas. “No contexto da supremacia branca, vemos que o poder
funciona como hierarquia, onde o branco está no topo, associado ao belo, e a negritude, na base,
associada ao que é bárbaro, negativo e feio”, diz Yaba. “A beleza negra é uma questão política”,
completa.

Yaba Blay participou hoje (22) do Festival da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha (Latinidades),
em Brasília. A produção de Yaba é referência global em identidades negras, estéticas e práticas
culturais e políticas raciais. Ela é autora do livro One Drop: Shifting the Lens on Race (Uma Gota:
Ajustando as Lentes sobre a Raça, em tradução livre).

Na conferência, Yaba chamou a atenção para a apropriação da cultura negra, penteados e vestimentas,
que estão sendo usados e divulgados por pessoas brancas. “Um mesmo penteado em uma mulher
branca é chique e em uma mulher negra é largado ou não profissional. Por que quando uma mulher
branca usa um certo penteado que as mulheres negras sempre usaram elas recebem o crédito ou são
dadas como pioneiras, mas quando as negras o fazem são taxadas como desleixadas?”, questionou.

O tema do Festival Latinidades este ano é Cinema Negro. Essa área mostra que os diferentes tons de
pele brasileiros não são igualmente representados. Embora sejam mais da metade da população, as
mulheres negras são 4% das atrizes dos 218 filmes nacionais campeões de bilheteria entre 2002 e
2012, de acordo com pesquisa do Grupo de Estudos Multidisciplinares da Ação Afirmativa do Instituto
de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Entre as mulheres, a questão racial associada à beleza é mais evidente, segundo Yaba. O padrão
feminino de beleza é branco, mas o masculino, de força e virilidade, é negro. Alisar os cabelos
ou branquear a pele são efeitos desse contexto, segundo a pesquisadora. “O que isso faz com a
nossa autopercepção?”, indaga. Para dar visibilidade à beleza negra, ela criou a página PrettyPeriod
(BonitaPonto) na internet, na qual divulga imagens de mulheres negras.

O Festival Latinidades começou hoje (22) e vai até domingo (26). A programação, que inclui palestras,
exibições de filmes e shows, está disponível no site www.afrolatinas.com.br.

Fonte: http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2015-07/beleza-negra-e-u-
ma-questao-politica-para-professora-yaba-blay

Tendo como base a leitura dos textos motivadores e o seu conhecimento, desenvolva um texto
dissertativo-argumentativo, em modalidade escrita formal da língua portuguesa, a partir da seguinte
questão: Como os padrões de beleza impostos socialmente influenciam o cotidiano das pessoas?
Para escrever sua redação, mobilize saberes de diferentes áreas que auxiliem na construção de
um ponto de vista. Lembre-se também de que você, como cidadão, precisa propor soluções para a
discussão desenvolvida.

23
GUIA DA REDAÇÃO NOTA 1000

REDAÇÃO 03
NOTA: 960

TEXTO DA REDAÇÃO 03

Por uma saúde mais holística

Séculos antes de Cristo, no berço da sociedade ocidental, belo era o corpo que estivesse em harmonia
com a alma. Isto é, na Grécia, a estética almejada era o equilíbrio entre paz espiritual e um físico não

24
GUIA DA REDAÇÃO NOTA 1000

enfermo. Hodiernamente, na sociedade brasileira, essa tênue linha entre saúde e estética torna-se
alvo de polêmica por gerar impactos à população, seja diminuindo a cidadania, seja afetando a
autoestima do cidadão.

Em primeiro plano, faz-se presente ratificar que a marginalização daqueles que não se adequam
a padrões estéticos compromete a saúde democrática de uma sociedade. Conforme o filósofo
Aristóteles, a cidadania é o conjunto de ações que visam à mútua convivência no intuito de promover
a felicidade ao maior número de pessoas possível. Nesse âmbito, torna-se evidente que ao promover
um restrito senso de beleza, segregar-se-á a sociedade devido a pluralidade de beldades que essa
possui. Por conseguinte, preconceitos são gerados a esses marginalizados, ocasionando, assim, em
um culto não saudável a estética.

Além da questão da saúde social, o cenário insalubre ao qual os indivíduos se sujeitam - almejando
atingir padrões estéticos inalcansáveis - outrossim afeta negativamente a população. Devido à
insatisfação com o próprio corpo, doenças como o transtorno dismórfico corporal surgem, provocando
um quadro clínico de instabilidade emocional, suscetibilizando o aparecimento de doenças mais
graves como a depressão. Embora tratável psicologicamente, a maioria dos portadores - segundo
dados do ISAPS - recorrem a cirurgias plásticas. Sob tal ótica, faz-se notório que caso não se tome
alguma medida, deixar-se-á a doença ocasionar para além de danos mentais, danos psicológicos.

Diante dos argumentos supracitados, torna-se necessário estimular a cidadania, além de amparar
corretamente os marginalizados pela padronização estética. Urge, portanto, que ONGs organizem e
coordenem pedidos da população às empresas do ramo estético, por meio de petições noticiadas
pela mídia, no intuito de ampliar o conceito de beleza e estimular a cidadania. Ademais, torna-se
imperativo que o Ministério da Saúde crie, com auxílio monetário de instituições privadas, centros
de atendimento com vias telefônicas e online, afim de encaminhar os psicologicamente afetados à
suporte profissional e evitar o progresso da enfermidade. Pois, só assim voltar-se-á a cultivar uma
saúde holística, como na Grécia.

COMENTÁRIO SOBRE A REDAÇÃO 03

Nesse texto, assim como no anterior, também vemos uma argumentação muito bem
organizada, com conexão exata entre a introdução, a conclusão e os desenvolvimentos. Além
disso, os dados usados se conectam muito bem com os argumentos, de forma a mostrar que
o leitor entende o que está sendo explorado para sustentar a sua defesa. Repare, entretanto,
que essa redação não chega a atingir a nota 1000. Isso acontece por causa de alguns desvios
gramaticais.

Lembre-se que 200 pontos na competência I só é dado quando o autor do texto comete
apenas dois desvios gramaticais. Nessa redação, entretanto, a falta de uma vírgula na linha
13 - para isolar uma parte que poderia ser retirada da frase (ao promover um restrito senso
de beleza) - assim como a falta de uma crase na linha 14 (que estar presente em ‘devido à
pluralidade) e de uma outra vírgula que deveria isolar a oração subordinada deslocada (caso
não se tome alguma medida) na 23, fazem com que a nota da primeira competência dessa
redação seja de 160 pontos.

Ainda assim, temos as notas máximas em todas as demais competências. Isso é reflexo
tanto do bom desempenho na argumentação, quanto da boa conexão das ideias, por meio
de conjunções, e do bom desenvolvimento da proposta de intervenção. Essa última parte
do texto apresenta os elementos necessários: agente (ONGs), ação (coordenem pedidos da
população às empresas), modo de realização (por meio de petições noticiadas pela mídia),
efeito (no intuito de ampliar o conceito de beleza) e detalhamento (em um desdobramento
do efeito: pois, só assim, voltar-se-á a cultuar uma saúde holística). Dessa forma, levando
em conta esse pequeno desconta na competência I, essa redação é avaliada com a nota 960.

25
mesalva.com
@mesalvaoficial

/mesalva

/mesalva