Você está na página 1de 3

LÍNGUA PORTUGUESA

6ºANO

Nome: _____________________________________________________
Data: ___________________ Professor (a) _______________________

1. Reordena os parágrafos de modo a restituíres o sentido à história da «Bela


Adormecida». (Repara nas expressões temporais: elas vão ajudar-te!)

BELA ADORMECIDA

Ficou deslumbrada! Percorreu todas as alas e, numa delas, encontrou uma velha (a
bruxa MALÉFICA disfarçada!) que estava a fiar numa roca, e lhe pediu ajuda. Aurora,
boa como era, não foi capaz de dizer que não. Mas mal tocou na roca, picou-se, e caiu
no chão profundamente adormecida.

-Não tenho poderes para isso, apenas posso torná-lo mais suave, respondeu a fada.

Naquele grande reino, ao nascer um novo dia, nasceu também uma princesa, a quem
puseram o nome de Aurora.

O príncipe pediu Aurora em casamento. Foi o maior casamento de todos os tempos, e


foram muito felizes para sempre.

O feitiço desfez-se! Aurora acordou. E acordou o rei. E a rainha também. E acordou


toda a corte. E a alegria voltou ao castelo, e fizeram-se grandes festejos, com música e
danças por todo o lado.

E aproximando-se da princesa disse-lhe:


-Não morrerás...adormecerás profundamente, até que um beijo de amor te desperte!

Para o baptizado foram convidadas três fadas madrinhas: FLORA, FAUNA e


PRIMAVERA.

Quando as três fadas, que já haviam regressado ao bosque, souberam do sucedido,


resolveram encantar o castelo. Todos adormeceram nos lugares onde estavam, o rei, os
músicos, os cortesão, os criados, até o bobo da corte e as aias e os cavaleiros! O tempo
ali como que parou.

Estarrecidos, os reis suplicaram a PRIMAVERA que rompesse o feitiço.

Quando encontrou Aurora, o príncipe, maravilhado com tanta beleza e com o ar


bondoso dela, beijou-a com todo o amor.

Os anos passaram e Aurora cresceu e transformou-se numa bonita jovem, vivendo no


bosque, sempre sob os cuidados atentos das três fadas. Ao completar dezasseis anos,
estas levaram-na para o castelo, para junto dos pais.
A meio dos festejos, FLORA concedeu à princesa o dom da beleza; FAUNA, o da
música. E quando a fada PRIMAVERA se acercava do berço, para também fazer a sua
oferta, foi subitamente ultrapassada pela bruxa MALÉFICA, que ninguém tinha
convidado, e que gritou:

Decorridos cerca de cem anos, um dia, andando à caça, um belo príncipe calhou passar
na floresta e viu o castelo. Intrigado por não avistar ninguém, resolveu entrar.
Na torre mais alta a linda princesa dormia.

Quando fizeres dezasseis anos vais picar-te no fuso de uma roca e morrerás! E dando
uma enorme gargalhada desapareceu no ar...

I
Interpretação de Texto

1. Imagina a figura desta bruxa MALÉFICA.

1.1. Descreve-a num texto de 5 a 7 linhas.

______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________

2. Constrói um diálogo possível entre as três fadas quando souberam do "sucedido".

______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________

3. Utilizando os novos dados (descrição da bruxa MALÉFICA e o diálogo entre as


fadas), faz o reconto da história à turma.
II
Funcionamento da Língua

1. Identifica a regra que justifica a pontuação utilizada nas frases transcritas, fazendo
corresponder os elementos da coluna A com os da coluna B.

A B
1. Usa-se para exprimir admiração,
espanto, dor, ironia.
a) "E dando uma enorme gargalhada
desapareceu no ar... " 2. Este sinal pode significar hesitação,
dúvida ou ironia.
b) "… até que um beijo de amor te
desperte!" 3. Usam-se antes das falas (discurso
directo), depois de verbos declarativos
c) "Decorridos cerca de cem anos, um dia, como disse, respondeu, ou equivalentes.
…"
4. Empregam-se para deixar o sentido da
d) "… que ninguém tinha convidado, e que frase aberto à imaginação do leitor.
gritou:
- Quando fizeres dezasseis anos… " 5. Usa-se para separar expressões
temporais ou indicativas de lugar, quando
aparecem antes do sujeito.

1.1 Regista

a)____________________________________________________________________

b) ____________________________________________________________________

c)_____________________________________________________________________

d) ____________________________________________________________________