ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS ORGANIZAÇÃO SISTEMAS E MÉTODOS PROFESSOR

:

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL

KARLO GUILHERME CAVALCANTE PEREIRA

Fortaleza - Ceará 2011

.....................................4 Vantagens da Estrutura Informal............................................................................................................................................................................................................. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS................................................ 1............................................................................. 1........................... 2..3 Estrutura Funcional.2 Estrutura Informal...........1 Estrutura Linear..............................................3 Características do Grupo Informal.................................................. 1........................................................................................ ............................................. 2.......................1 Estrutura Formal.............................. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL..................................2 Estrutura Linear Staff................................................................................... 2.................. 2.......... 1......................... 1.............................................................. 1.................. MODELOS DE ESTRUTURA ORGANIZACIONAL...........................SUMÁRIO INTRODUÇÃO...............................5 Desvatagens..........

. principais vantagens e desvantagens. seus modelos estruturais. E não de acordo com sua estratégia adotadas. As organizações têm sido estruturadas de acordo com as funções exercidas pelos seus respectivos órgãos e do relacionamento hierárquico e funcional entre eles.INTRODUÇÃO Este trabalho apresentará de forma abrangente a Estrutura Organizacional. o que seria mais correto.

não existe uma estrutura organizacional acabada e nem perfeita. organizadas e coordenadas. que implica que cada órgão ou cargo passe a ter funções e tarefas específicas e especializadas. que divide a organização em camadas ou escalas ou níveis de autoridade. sistema de comunicação. a especialização. definição do nível de descentralização de autoridade. pode ser caracterizada através de quatro princípios básicos: a divisão do trabalho. localização de assessorias.230 Estrutura Organizacional é a forma pela qual as organizações são divididas. segundo CHIAVENATO (1997). A Estrutura Organizacional é a forma como as empresas se articulam para desenvolver as suas atividades. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL A organização. p. . decisão quanto à amplitude de controle.1. o importante é que ela funcione de maneira eficaz. a hierarquia. tendo os superiores uma certa autoridade sobre os inferiores. atingindo os objetivos e cumprindo a missão da organização. e a distribuição da autoridade e da responsabilidade. que nada mais é do que a maneira pela qual um processo complexo pode ser decomposto em uma série de pequenas tarefas que o constituem. 1992. processos e resultados já VASCONCELLOS & HEMSLEY (1986) entendem que a estrutura organizacional é o resultado da interação entre os seguintes aspectos: escolha dos critérios de departamentalização. definição quanto à centralização ou descentralização de áreas de apoio. Conforme afirma Stoner. A tendência atual são organizações horizontalizadas compostas por órgãos temporários. A estruturação dos serviços de uma organização não implica adotar os mesmos critérios de agrupamento de funções para todas as unidades. Toda organização é composta por estrutura. A estrutura mais recomendável para cada organização vai depender de sua realidade (interior e exterior). e definição quanto ao grau de formalização. existe uma estrutura organizacional que se adapte adequadamente às mudanças.

pelo fato das empresas sempre estarem se transformando em busca de constantes melhorias. • O ambiente turbulento. o meio ambiente em que opera. em que as tendências de mudanças são visíveis e constantes. legislação ou tecnologia. num ambiente em transformação. a tecnologia de que dispõe e as características de seus participantes. Existem variáveis que contribuem para isso: a sua estratégia. quando se aprovam leis sem que se seja prevenido e quando avanços tecnológicos revolucionam projetos de produtos ou métodos de produção. as tem pouca ou nenhuma mudança imprevista ou podem ser planejadas com bastante modificações antecedência. • O ambiente em transformação. pode haver inovação em produto. Mas estas mudanças provavelmente não pegarão os diretores da organização completamente de surpresa. oportunistas e. estas geralmente passam por um período apenas temporário de turbulência antes de se ajustarem.1 Estrutura Formal .A estrutura depende das circunstâncias de cada organização em determinado momento". eles existem. mercado. Outra condição muito importante é o ambiente em que a organização atua e que é caracterizado por três tipos: • O ambiente estável: repentina. Poucas organizações operam constantemente em turbulência. Esse tipo de ambiente é o mais comum entre as organizações. Mesmo assim. não raro. Quando concorrentes lançam produtos novos inesperadamente. a organização está num ambiente turbulento. É provável que as tendências sejam visíveis e previsíveis e as organizações se ajustam com facilidade. é difícil encontrar-se ambientes organizacionais estáveis. A estrutura organizacional dentro de um contexto geral se subdivide em duas: Estrutura Formal e informal. 1. Ocorrendo uma mudança rápida e radical. surpreendentes. Devido ao ritmo crescente de mudança tecnológica. em que as mudanças são velozes.

como estas são agrupadas em unidades e co.br . Organização formal é a organização oficialmente adotada e é geralmente caracterizada pelo organograma e pelos manuais de organização.com. segundo OLIVEIRA (1994).É uma estrutura que é planejada. e formalmente representada. o fluxo de autoridade é descendente. em alguns aspectos. p. retrata fielmente a divisão do trabalho e exibe de forma clara quais posições existem na organização. 161): Dá-se o nome de organização formal à estrutura de relações profissionais entre pessoas.gruposervis. ela é a mais estável. é oficial. Essa estrutura que a grande maioria das empresas adotam. em organogramas. conforme modelo abaixo. é aquela deliberadamente planejada.mo a autoridade formal flui entre elas. dependendo da organização. é sujeita ao controle da direção e pode crescer a um tamanho imenso. planejada no sentido de facilitar o alcance dos objetivos globais da organização. apesar de não mostrar os relacionamentos informais. Segundo Chiavenato (2004. segundo MINTZBERG (1995). O organograma. Figura 1: Organograma do grupo Fonte: www.

• Realizar atividades que podem chegar nesses objetivos. seus condicionantes e seus vários níveis de influência. a definição de suas atribuições se torna mais criteriosa. a partir de uma estrutura bem implementada que uma empresa irá alcançar seus objetivos estabelecidos. No desenvolvimento da estrutura formal deve-se considerar os seus componentes. Pois será. a definição de suas atribuições se torna mais criteriosa. Os principais fatores para a criação de uma estrutura formal empresarial são: Nessa fase. Pois será. aqui a estrutura formal pode alcançar proporções imensas. .Fonte: Criação própria Nessa fase. ou seja. No desenvolvimento da estrutura formal deve-se considerar os seus componentes. a partir de uma estrutura bem implementada que uma empresa irá alcançar seus objetivos estabelecidos. Os principais fatores para a criação de uma estrutura formal empresarial são: • Focar os objetivos estabelecidos pela empresa. seus condicionantes e seus vários níveis de influência. aqui a estrutura formal pode alcançar proporções imensas. ou seja.

Portanto. Para Rebouças (2002. Traduz as relações que habitualmente não surgem no organograma. o que significa que se desenvolve. Não está sujeita a controle. pois ela conhece de maneira melhor a forma como os grupos pensam e agem para assim alcançarem seus objetivos. Esses grupos geralmente são estimulados fora do ambiente de trabalho.• Distribuir as funções administrativas para cada funcionário desempenhar. quando as pessoas se reúnem. aparecendo inevitavelmente em decorrência das necessidades pessoais e grupais dos empregados. 1.3 Características do Grupo Informal • • • • • Presente nos indivíduos. • Levar em consideração habilidades e limitações tecnológicas. A organização informal é o meio onde os funcionários expõem suas idéias e se relacionam dentro da organização. É instável. usualmente. Sempre existirão. A autoridade flui na maioria das vezes na horizontal. progride espontaneamente no momento que as pessoas se reúnem. p.2 Estrutura Informal São identificadas com a interação social estabelecidas entre as pessoas. Tamanho da Empresa 1. apresenta relações que. 86): Estrutura informal é a rede de relações sociais e pessoais que não é estabelecida ou requerida pela estrutura formal. Está sujeita aos sentimentos. desse modo. Essa relação ajuda a empresa quando é de seu conhecimento. São comportamentos pessoais e sociais que não são documentados e reconhecidos oficialmente entre os membros organizacionais. espontaneamente. na tomada de decisão. não aparecem no organograma. . Surge da interação social das pessoas. caracterizado por um relacionamento espontâneo.

Dificuldade de controle. Possibilidade de atritos entre pessoas . Desenvolve sistemas e canais de comunicação.• • Líder informal.5 Desvantagens • • • Desconhecimento das chefias. Complementa e estrutura formal. Reduz a carga de comunicação dos chefes. 1. 1.4 Vantagens da estrutura informal • • • • • Proporciona maior rapidez no processo. Perspectivas próprias para um melhor desempenho. Motiva e integra as pessoas na empresa.

A Organização linha-staff apresenta características mais complexas.2 Estrutura Linear Staff A organização linha-staff é o resultado da combinação dos tipos de organização linear e funcional. onde não há diversificação do trabalho. A organização linear ou estrutura linear tem suas origens na organização dos antigos exércitos e na organização eclesiástica dos tempos medievais. . Cada unidade de trabalho executa tarefas especificas e bem definidas. geralmente com fluxo descendente. A autoridade linear é uma decorrência do princípio da unidade de comando: significa que cada superior tem autoridade única e absoluta sobre seus subordinados e que não a reparte com ninguém. Todos os órgãos são estruturados sob uma única linha de subordinação. as linhas formais de comunicação. pouca especialização e trabalhos menos complexos.2. Modelos de Estrutura Organizacional 2. Entre o superior e os subordinados existem linhas diretas e únicas de autoridade (que significa o direito organizacional de exigir o cumprimento de ordens e execução de tarefas) e de responsabilidade (que significa o dever ou incumbência de seguir ordens e executar tarefas). Facilita a utilização de especialistas e Possibilita a concentração de problemas específicos nos órgãos staff. baseada na autoridade linear. 2. buscando-se incrementar as vantagens desses dois tipos de organização e reduzir as suas desvantagens. É comum em empresas pequenas. Devido a estas linhas de autoridade e responsabilidade ocorre à cadeia escalar. corresponde a uma estrutura simples.1 Estrutura Linear É a estrutura organizacional mais simples e antiga. Suas principais características são: agregar conhecimento novo e especializado a organização. Há centralização das decisões.

2. dessa forma cada órgão atua na sua especialidade. Atividade conjunta entre os órgãos: enquanto os de linha se dedicam as atividades básicas. “as mudanças no ambiente dos negócios desafiam as premissas do desenho organizacional. na opinião de NADLER e TUSHMAN (2000: 69). p. visando ao alcance de objetivos e resultados estabelecidos. 84): Organização da empresa é a ordenação e o agrupamento de atividades e recursos. os de staff responsabilizam-se pela execução de serviços especializados.3 Estrutura Funcional Para Djalma (2002. mantendo-se dessa forma. . Para ROBBINS (2000:171). o principio da autoridade única. “nenhum tópico em administração sofreu mais mudanças nas últimas décadas do que a área de estrutura organizacional”.Vantagens: A assessoria especializada não pode interferir nos órgãos em que presta serviços.

2000. Criando organizações eficazes – estruturas em cinco configurações. ed.. M. OLIVEIRA. estrutura matricial. J. R.REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS OLIVEIRA. 919p. R. de Sistemas. 501p. n. . Djalma de Pinto Rebouças de. Sistemas. Administração. CHIAVENATO. VASCONCELLOS. p. 18.fev. 524 p.ª edição. 5º ed. estruturas para inovação. HSM Management.67. São Paulo: Atlas. São Paulo: Pioneira: Editora da Universidade de São Paulo. TUSHMAN. 2000. 1992. 2002. 58. São Paulo: Atlas. São Paulo: Atlas. Introdução à teoria geral da administração. 208 p. 1986. organização e métodos: uma abordagem gerencial. FREEMAN. Sistemas.. S. jan. 5. São Paulo: Makron Books. São Paulo: HSM Cultura e Desenvolvimento. Disponível em: www.com. 5. Estrutura das organizações: estruturas tradicionais. STONER. OLIVEIRA. 1994. organizações e métodos: uma abordagem gerencial. Rio de Janeiro: PHB. 2002. Djalma de Pinho Rebouças de. D. 13º ed. D. Edward.. HEMSLEY. NADLER. 1997. organização & métodos: uma abordagem gerencial. de P. 304 p.gruposervis.br acessado em 26/03/2011. A organização do futuro: as lições importantes do século XX e os próximos desafios que levarão ao novo desenho da empresa. R. 13. Administração: mudanças e perspectivas. 1995. H. São Paulo: Saraiva. I. F. MINTZBERG.ª edição. São Paulo: Atlas. E. ROBBINS. James A.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful