Resumo do Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa MUDANÇAS NO ALFABETO: ALFABETO: • As letras W, K e Y foram reintroduzidas e o alfabeto agora é composto

por 26 letras.

• E na prática? 1- A letra W: - será consoante quando pronunciada /v/. Ex: Walter, Wagner. - será vogal ou semivogal quando pronunciada /u/. Ex: Wallace, show, whisky. 2. A letra Y: - função de vogal ou semivogal, pronunciado /i/. Ex: yen, Paraty. 3. A letra K: - será uma consoante, como o c antes de a, o, u e o dígrafo qu de quero. Ex: Kennedy, km. O TREMA Não existe mais o trema em Língua Portuguesa, a não ser em palavras derivadas de nomes próprios estrangeiros (Müller, mülleriano). Ex: lingüiça -> linguiça conseqüência -> consequência tranqüilo -> tranquilo OBS: A pronúncia das palavras será mantida. ACENTUAÇÃO 1. Ditongos abertos éi e ói das palavras paroxítonas não possuem mais acento. Ex: assembleia (as-sem-blei-a) ideia (i-dei-a) jiboia (ji-boi-a) heroico (he-roi-co) apoio (a-poi-o) (verbo apoiar) OBS: Os ditongos abertos de palavras oxítonas e monossílabas continuam acentuados. Ex: herói, constrói, dói, anéis, papéis. EXCEÇÃO: Blêizer, contêiner, destróier, Méier, etc. continuam acentuados por são paroxítonas terminadas em r, prevalecendo a regra de acentuação já existente. 2. Os hiatos oo / ee não são mais acentuados. Ex: enjoo (en-jo-o) creem (cre-em) voo (vo-o) abençoo (a-ben-ço-o) leem (le-em) reveem (re-ve-em) 3. Não existem mais os acentos diferenciais de palavras que possuem a mesma grafia. Ex: - para (verbo) e para (preposição): “Para com isso, menino!” “Vou para o Mato Grosso amanhã.” - pelo (substantivo) e pelo (por + o) “Escolhi ir pelo caminho mais curto.” “O gato angorá possui o pelo curto.” Exceção: continuam acentuados os verbos pôr (para diferenciar da preposição por) e pôde (para diferenciar de pode, presente do indicativo). •

Ex: auto-observação.) /demos (pret. Ex: anti-higiênico. Usa-se o hífen se o prefixo for terminado por vogal + palavra seguinte iniciada por mesma vogal.A palavra fôrma. semiaberto. anti-ibérico. subj. super-realista. autoestrada. enxaguar. Ex: autopeça.Acento opcional: . apaziguar. OBS: Não ocorre hífen quando o prefixo for des ou in. o acento desses verbos não deve ser usado. geopolítica. etc. distinta de forma. -> Eles têm quatro amigos. Ex: boiuna (boi-u-na) feiura (fei-u-ra) 5. porém. Ex: antessala. antiaéreo. delinquir e afins podem ser conjugados de duas formas: Eu averiguo – Eu averíguo Que tu averigues – Que tu averígues Ele enxagua – Ele enxágua Que eles enxaguem – Que eles enxáguem HÍFEN 1.). 2. infraestrutura. Ex: antieducativo. 3. inter-relação. coautor. . Prevalecem: Os acentos que diferenciam o singular do plural dos verbos ter e vir e seus derivados (manter. superaquecimento.) OBS: No Brasil. dobrando-se essas letras. coordenação. antissocial. 6. seminovo. etc. contrassenha. coherdeiro. Ex: Ele tem quatro amigos. Você vem sempre aqui? -> Vocês vêm sempre aqui? 4.) louvámos (pret. micro-ônibus. Ind. etc. perf. semi-interno. inter-regional. cooptar. contra-ataque. intervir. reter. etc. infrassom. interestelar.ind. ultrassonografia. Exceção: subumano (a palavra humano perde o h). etc. superinteressante. etc. Usa-se sempre o hífen em palavras formadas por prefixo + palavra iniciada por H. Não se acentua mais o u tônico nas formas verbais arguir e redarguir do presente do indicativo ou subjuntivo. 5. Não se usa o hífen em palavras com prefixo terminado por vogal diferente da vogal que inicia a palavra seguinte. Não se usa o hífen quando o prefixo for acompanhado de palavras iniciadas por r ou s. etc. micro-ondas. convir. Ex: cooperar.perf. autorregulamentação.) /louvamos dêmos (pres. inter-racial.ind. Não se usa o hífen quando o prefixo terminado por vogal for acompanhado de palavras iniciadas por consoante ou quando o prefixo for terminado por consoante acompanhado por vogal. microcomputador. Ex: hiper-realístico. averiguar. hiperativo. extraescolar.Amámos (pret.perf. autorretrato. Usa-se o hífen em prefixo terminado por consoante + palavra iniciada por consoante. sub-bibliotecário. interestadual. super-homem. Ex: desumano (a palavra humano perde o h). .) /amamos(pres. ultramoderno. 4. superamigo. Os verbos do tipo aguar.ind. Não se usa mais o acento no i e u tônicos em palavras paroxítonas quando precedidas por ditongos. Exceção: O prefixo co se junta à palavra seguinte iniciada por mesma vogal. Ex: Eu arguo – Que eu argua Eles arguem – Que eles arguam 6.

pré-história. aquém. COMO SE ATUALIZAR: • • Jornais. eixo Rio-São Paulo. couve-flor. Folha-resumo da professora Marília Mendes. anajá-mirim. paraquedas. Usa-se o hífen em palavras compostas que designam espécies botânicas e zoológicas. ex-aluno. Deve-se usar o hífen com os sufixos de origem tupi-guarani: açu. supermercado. Atenção! • Para clareza gráfica. etc. 2008. 8. . supersônico. revistas e sites estão divulgando amplamente a nova ortografia. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. etc. como os presentes na bibliografia. capim-açu. se no final da linha a divisão de uma palavra for um hífen este deve se repetido na outra linha. circum / pan + palavra iniciada por m. Ex: amoré-guaçu. Não se usa o hífen quando o prefixo for terminado por consoante + palavra iniciada por consoante diferente. Exceções: sub + palavra iniciada por r: sub-raça. mandachuva. 9. pós. ela não aguentou vê-lo. O hífen sempre é usado com os prefixos ex. além. recém-casado. A mulher encontrou o ex-marido no hotel em que estava hospedada. pós-graduação. Não se usa o hífen em palavras que perderam a noção de composição. Ex: intermunicipal. Instituto Antônio Houaiss. Guia prático da nova ortografia. BIBLIOGRAFIA Bechara. Evanildo. pontapé. Tufano. 2008. 10. 11. etc. Douglas. Ex: além-mar. pan-americano. Ex: bem-te-vi. Contudo. sem-terra. 2008. como ponte Rio-Niterói. Escrevendo pela nova ortografia: como usar as regras do novo acordo ortográfico. Usa-se o hífen para ligar duas ou mais palavras que ocasionalmente se combinam. São Paulo: Publifolha. recém. etc. sem.7. mostrando o que muda e o que prevalece. Ex: girassol. 12. São Paulo: Melhoramentos. n ou vogal: circum-navegação. pré e pró. Há livros que explicam as mudanças ocorridas. guaçu e mirim. O que muda com o novo Acordo Ortográfico.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful