Você está na página 1de 13

1

A HIPÓTESE DE
CHURCH

UNIFESO - Projeto e Análise de Algoritmos – Grupo 3


A HIPÓTESE DE CHURCH 2

UNIFESO
Ciência da Computação 3º Ano
Projeto e Análise de Algoritmos
Professor: Rafael
Equipe: Rafael Telles
Patrick
Williams

UNIFESO - Projeto e Análise de Algoritmos - Grupo 3


A HIPÓTESE DE CHURCH 3

Histórico – David Hilbert


• 1900 - Congresso Internacional de Matemática, o
matemático David Hilbert propôs 10 problemas que
ainda não tinham solução.

• Outros 13 foram publicados mais tarde.

• Dos 23 problemas, ainda hoje, aparecem


5 em aberto e 2 parcialmente resolvidos.

UNIFESO - Projeto e Análise de Algoritmos - Grupo 3


A HIPÓTESE DE CHURCH 4

Histórico – Problema de Decisão


• Para tornar preciso o significado de indecidível é
necessário dispor de uma noção formal de
algoritmo.

• Tal noção foi introduzida por Alonzo Church (1936)


e Alan Turing (1936) de forma independente e
usando recursos distintos.

UNIFESO - Projeto e Análise de Algoritmos - Grupo 3


A HIPÓTESE DE CHURCH 5

Histórico – Cálculo-lambda
• 1932 / 33 - O cálculo-lambda, elaborado
por Church era inconsistente, como o mostraram
Kleene e Rosser (1935).

• A parte do cálculo-lambda que tratava de funções


recursivas estava correta e teve sucesso.

• Usando sua teoria, Church propôs a formalização


da noção de “efetivamente computável”.

UNIFESO - Projeto e Análise de Algoritmos - Grupo 3


A HIPÓTESE DE CHURCH 6

Definição – A Hipótese de Church


• “A computabilidade da máquina de Turing é o limite
máximo que pode ser atingido por qualquer dispositivo
de computação”.
• Versa sobre os tipos de algoritmos que um
computador pode executar.

• O poder computacional teórico de cada computador


é o “mesmo” para todos.

UNIFESO - Projeto e Análise de Algoritmos - Grupo 3


A HIPÓTESE DE CHURCH 7

Definição – O enunciado preciso:


• “Todo processo efetivo (i.e., para o qual existe um
algoritmo, ou um processo mecânico de computação)
pode ser efetuado por meio de uma máquina de
Turing”.

UNIFESO - Projeto e Análise de Algoritmos - Grupo 3


A HIPÓTESE DE CHURCH 8

Implicações

• A partir dos resultados de Turing e Church, pode-se


dizer que existem funções computáveis e não
computáveis.

• Descobrir as fronteiras entre funções computáveis e


não computáveis equivale a descobrir os limites do
computador em geral.

UNIFESO - Projeto e Análise de Algoritmos - Grupo 3


A HIPÓTESE DE CHURCH 9

Implicações

• Isso significa que para funções não computáveis, não


há nem haverá capacidade computacional suficiente
para resolvê-las.

• A hipótese de Church representa um importante passo


no sentido de estar ligada à noção de dedução em um
sistema formal (simbólico).

UNIFESO - Projeto e Análise de Algoritmos - Grupo 3


A HIPÓTESE DE CHURCH 10

Argumentos a favor da tese


• O matemático S.C.Kleene, no livro Introduction to
Mathematics, classifica as evidências em três
grandes grupos:

• A evidência heurística;
• A equivalência das diversas formulações;
• O conceito de Turing de máquinas
computáveis

UNIFESO - Projeto e Análise de Algoritmos - Grupo 3


A HIPÓTESE DE CHURCH 11

Argumentos contrários à tese


• Os contrários à tese baseiam-se na falsidade de
uma das hipóteses utilizadas por Turing, a de que os
“estados mentais” têm número finito e fixo.

• Na opinião de Godel: “a mente humana


é incapaz de formular todas as
intuições matemáticas;

UNIFESO - Projeto e Análise de Algoritmos - Grupo 3


A HIPÓTESE DE CHURCH 12

Curiosidades
• Poucos meses separaram a prova de Turing e a de
Church (seu orientador) que mostraram que o
problema da decisão não pode ser provado.

• Turing chegou à sua prova através de suas máquinas.

• Church utilizou as funções recursivas e as lambidas-


definíveis.

UNIFESO - Projeto e Análise de Algoritmos - Grupo 3


A HIPÓTESE DE CHURCH 13

Referências:
• Sobrinho, Jacob Zimbarg. Aspectos da Tese de
Church-Turing. Instituto da Matemática, USP. São
Paulo, 1987.

• Filho, Cléuzio Fonseca. História da Computação: O


caminho do pensamento e da tecnologia. Porto
Alegre: EDIPUCRS, 2007.

UNIFESO - Projeto e Análise de Algoritmos - Grupo 3