Você está na página 1de 184

TREINAMENTO AK-SC355

AK-SM880

2016
FOOD RETAIL - BRAZIL
TREINAMENTO AK-SM880
• INTRODUÇÃO A ELETRÔNICA BÁSICA;
• NÍVEIS DE AUTOMAÇÃO DE UM SISTEMA;
• PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS AK-SC355 e 850;
• ELABORANDO UM PROJETO;
• AUTORIZAÇÃO E TROCANDO O IDIOMA
UNIDADES DE MEDIDAS;
• PARAMETRIZANDO;
• EDITANDO O HISTÓRICO;
• MISCELÂNEOS;
• CONFIGURANDO OS ENDEREÇOS FÍSICOS DAS
PLACAS I/O;
• CONSTRUINDO REDES DE COMUNICAÇÃO;
• SISTEMA STAND-ALONE;
• INSTALAR E CONFIGURAR O MODEM ZOOM
FOOD RETAIL - BRAZIL
INTRODUÇÃO A
ELETRÔNICA BÁSICA

FOOD RETAIL - BRAZIL


Definições: Digital e Analógico;

Entradas de sinal (Digitais e Analógicas);

Saídas / Acionamentos (Digitais e Analógicos);

Hardware e suas configurações (Placas, sensores, etc);

Monitoramento - Controle – Supervisão;

Princípios de lógica de controle (Fundamentos);

Relação entre entradas e saídas (P, PI, PID, NZ, outros);

Software

FOOD RETAIL - BRAZIL


Digital;

Em Informática e Automação, digital é o nome


dado às entradas ou saídas que permitem
apenas duas condições, sempre opostas:

•Um ou Zero,
•Sim ou Não,
•Ligado ou Desligado (On ou Off),
•Aberto ou Fechado,
•Aceso ou Apagado

Entradas ou Saídas Digitais também são


conhecidas como Discretas, Binárias, Booleanas
ou On-Off.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Analógico;

Em Informática e Automação, analógico é o


nome dado às entradas ou saídas que permitem
variações de leituras:

•Temperaturas,
•Pressões,
•Frequência

FOOD RETAIL - BRAZIL


Entradas

Todos os sinais que são transmitidos para o sistema são


chamados de entradas.
Estes sinais são usados como base para que o sistema possa
interpretar o que ocorre com o equipamento e assim tomar as
ações adequadas.

Podemos comparar as entradas com nossos cinco sentidos:


Visão, Audição, Olfato, Paladar e Tato. Com eles nosso
cérebro interpreta o que ocorre à nossa volta.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Entradas Digitais

Entradas Digitais são aquelas do tipo Sim


ou Não.

Em geral os sistemas detectam a presença


ou ausência de um sinal elétrico.

Se há tensão temos: SIM, UM, ON, etc.


Se não há tensão: NÃO, ZERO, OFF, etc.

Exemplos típicos de entradas digitais em


sistemas de refrigeração:

•Pressostato acionado
•Termostato de Segurança acionado
•Relé térmico desarmado
•Porta da Câmara Aberta
•Confirmação de marcha do Compressor

FOOD RETAIL - BRAZIL


Analógico;

Entradas

Entradas Analógicas são os sinais


variáveis que o sistema recebe e
compara com a escala pré-programada.

Exemplos típicos de entradas


analógicas em sistemas de
refrigeração:
•Transmissores de Pressão,
•Sensores de Temperatura,
•Sensores de Umidade,
•Medidores de Nível
•Medidores de Vazão
•Transdutores de Corrente

FOOD RETAIL - BRAZIL


Saídas

Todos os sinais que o sistema envia


para o equipamento são chamados de
saídas.

As saídas são os acionamentos, ou


seja, as ações que o sistema de
controle toma, segundo uma
determinada programação.

Em geral, os acionamentos são


configurados como função de uma ou
mais entradas, quer sejam digitais ou
analógicas.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Saídas Digitais (Relés)

As Saídas Digitais também são conhecidas como


Saídas a Relé ou simplesmente Relés.

Os Relés são interruptores movimentados por um


campo magnético e podem acionar os equipamentos
diretamente no próprio contato, ou indiretamente,
por meio de um contator ou de um acoplador
quando a carga acionada é relativamente grande.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Saídas Digitais (Relés)

Exemplos típicos de saídas digitais em sistemas de


refrigeração:
•Acionamento dos Compressores
•Acionamento dos Ventiladores do Condensador
•Acionamento dos Ventiladores do Forçador / Evaporador
•Acionamento das Resistências de Degelo
•Acionamento das Válvulas de Degelo a gás quente

FOOD RETAIL - BRAZIL


Saídas Analógicas

Exemplos típicos de saídas analógicas em sistemas de


refrigeração:
•Acionamento do inversor para compressores
•Acionamento do inversore para ventiladores do condensador
•Umidificadores

FOOD RETAIL - BRAZIL


Software

Software é o nome dado às coisas que são virtuais, ou seja,


não podemos “tocar”. São programas, versões de programas,
documentos digitalizados e etc.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Hardware

Hardware é o nome que se dá a todo o equipamento envolvido


na automação de um sistema, ou seja, corresponde às peças
ou componentes deste sistema.
Processadores, cartões de rede, cartões de comunicação,
sensores, atuadores, válvulas, transdutores são alguns
exemplos de hardware.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Níveis de Intervenção

Monitoramento: Simples leitura e


armazenagem (registros) de dados.

Supervisão: Ação sobre componentes,


para manter os equipamentos
funcionando de acordo com
determinada função ou regra.

Controle & Supervisão: Integração das


leituras e ações de controle sob uma
interface homem-máquina. Em geral
usa-se um software específico que
permite a supervisão na tela de um
computador.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Lógica de Controle

Para cada ação de controle é necessário estabelecer as


“regras” da operação, ou seja, deve-se aplicar uma
sequência lógica de operações para obter o resultado
necessário.

Processamento

FOOD RETAIL - BRAZIL


NÍVEIS DE AUTOMAÇÃO
DE UM SISTEMA

FOOD RETAIL - BRAZIL


Grau de Automação de um sistema

1) Eletromecânico

2) Eletrônico “Low-End”

3) Eletrônico “High-End”

4) Sistema Integrado

FOOD RETAIL - BRAZIL


Sistemas Eletromecânicos

Apesar de operar de forma automática, ou seja,


sem intervenção humana, não há nenhum
processamento de informações neste sistema.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Sistemas Eletrônicos “Low-End”

Usa controladores micro processados para fazer os


acionamentos, com ação local em cada equipamento.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Sistemas Eletrônicos “High-End”

Integra todos os equipamentos de monitoramento e


controle, permitindo a supervisão centralizada de todas
as tarefas automáticas.

FOOD RETAIL - BRAZIL


SISTEMA INTEGRADO

O que posso controlar?

•Refrigeração:
•Casas de Máquina
•Compressores
•Condensadores
•Expositores e
Câmaras

•Ar-Condicionado
•Roof-tops
•Resfriamento
•Aquecimento
•Umidade Relativa
•Chillers

•Iluminação

•Consumo de Energia
FOOD RETAIL - BRAZIL
SISTEMA INTEGRADO

Controle integrado e visualização


rápida de todos o itens do site

FOOD RETAIL - BRAZIL


SISTEMA CENTRALIZADO

FOOD RETAIL - BRAZIL


Principais Características
AK-SC355 e 850

FOOD RETAIL - BRAZIL


A Evolução
A demanda de instalações cada vez mais exigentes
necessita de sistemas maiores e mais rápidos.

A evolução sempre fez parte da história do mundo.


Quem não evolui fica pra trás!

FOOD RETAIL - BRAZIL


A Evolução

1995 - 2002 2003 - 2011

2012 - 2013 2014


FOOD RETAIL - BRAZIL
Controlador AK-SC355 / AK-SM850

• Controle e monitoramento predial


completo:
– Refrigeração, HVAC, iluminação e outros
• Tecnologia ADAP-KOOL
– Condensação flutuante;
– Sucção Adaptativa;
• Comunicação padrão LONWORKS®
• Interface amigável
• Alta capacidade de coleta de dados.
• Carrega celular Samsumg

FOOD RETAIL - BRAZIL


Controlador AK-SC355 / AK-SM850

• 12 grupos de sucção com 99 evaporadores


por grupo;
• 45 sistemas de ar condicionado;
• 30 pontos de controle de iluminação
(On/Off e %);
• Mais de 90 algorítimos de controle
(Miscelâneos);
• Até 600 pontos de dados de história;

FOOD RETAIL - BRAZIL


Controlador AK-SC355

FOOD RETAIL - BRAZIL


Controlador AK-SM 850

Porta USB de fácil


Tampa de acesso removível acesso

Porta única de LonWorks e


Modbus

Entrada de fios com prensa-


cabo incorporado

FOOD RETAIL - BRAZIL


Sistema AK-SC355 e 850

1. Software Support
AK2-SC 355
Remote Management Tool (RMT) Refrigeration version
for remote configuration & 2. Comunicação adicional
Mimic view
•Serial cable Additional
•Ethernet IP connection AK2-SC’s
(max 10)

RMT GSM* / Analogue Modem

3. Capacidade da rede
AK2 I/O Modules
EKC SNMP TCP/IP EKC Modbus**
EKC / AK2 Lon RS485

*Support for GSM in development


**EKC Modbus support
FOOD RETAIL - BRAZIL
Sistema AK-SC355 e 850

FOOD RETAIL - BRAZIL


ELABORAÇÃO DE UM
PROJETO –
LEVANTAMENTO DE
MATERIAL

FOOD RETAIL - BRAZIL


XM – Módulos de Extensão

XM – Módulos de Extensão Nome


Módulo de comunicação AK2 – CM 101 A

8 entradas analógicas AK2 – XM 101 A

8 entradas digitais (Baixa tensão) AK2 – XM 102 A

8 entradas digitais (Alta tensão) AK2 – XM 102 B

8 saídas digitais(Reles) AK2 – XM 204 A

8 saídas digitais com switch AK2 – XM 204 B

8 entradas analógicas & 8 saídas digitais AK2 – XM 205 A

8 entradas analógicas & 8 saídas digitais AK2 – XM 205 B


com switch
8 entradas de pulso AK2 – XM 107 A
4 entradas analógicas e 4 saídas analógicas AK2 – XM 103 A
FOOD RETAIL - BRAZIL
DESCRIÇÃO DO PROJETO

• Antes de fazermos a análise da quantidade de pontos,


temos que levar em conta algumas considerações:

1. Para fazer a interligação das placas com o AK-SC355, é


necessário a utilização de uma placa de comunicação.
Cada placa de comunicação suporta 9 módulos.

2. Para selecionar a quantidade de placas de comunicação


primeiro temos que verificar quantos quadros elétricos
você terá na instalação. Isto e determinante para este
projeto. Geralmente usa-se 1 placa e 1 fonte por cada
quadro elétrico.

3. E para cada placa de comunicação você deve usar uma


fonte de alimentação.
FOOD RETAIL - BRAZIL
DESCRIÇÃO DO
PROJETO 2°


10°

10°

0° 10°
-20°
0° -20°

-20°
-25°
-25° -20°

-25°
8° 7°
-25°





8° 7°




FOOD RETAIL - BRAZIL


DESCRIÇÃO DO PROJETO

Rack de Média Temperatura:

• 3 Compressores.
• 5 Ventiladores no Condensador;
• Controle de temperatura de descarga dos compressores;
• Monitoramento do Superaquecimento do Rack;
• Quadro Elétrico Individual.

Rack de Baixa Temperatura:

• 2 Compressores.
• 2 Ventiladores no Condensador;
• Controle de temperatura de descarga dos compressores;
• Monitoramento do Superaquecimento do Rack;
• Quadro Elétrico Individual.

FOOD RETAIL - BRAZIL


DESCRIÇÃO DO PROJETO

Evaporadores:

• 1 Câmara de resfriados → 0° (2 evaporadores)


Somente uma solenóide controla os dois evaporadores com degelo natural;
• 1 Câmara de Resfriados → 7º (1 evaporador)
1 Solenóide com degelo Natural e 1 sensor de temperatura
• 1 Camara de Congelados → -25º (2 evaporadores)
Cada evaporador terá seu controle com degelo elétrico;

• Balcões de FLV / Laticínios -> 7° a 10°


5 Solenóides com degelo natural;

• Balcões de Carnes Resf. -> 0° a 2°


2 solenóides com degelo natural;

• Ilha de Congelados -> -20° a -25°


4 solenóides com degelo elétrico.
FOOD RETAIL - BRAZIL
LEVANTAMENTO DE MATERIAL

Evaporadores:

• 1 Câmaras de resfriados → 0° (2 evaporadores)


Somente uma solenóide controla os dois evaporadores com degelo natural;
= 1 relé para a solenóide + 1 sensor de temperatura.
• 1 Câmara de Resfriados → 7º (1 evaporador)
1 Solenóide com degelo Natural;
= 1 relé para a solenóide + 1 sensor de temperatura.
• 1 Camara de Congelados → -25º (2 evaporadores)
Cada evaporador terá seu controle com degelo elétrico;
= 2 relés um para cada solenóide + 2 relés um para cada resistência de degelo +
2 sensores de temperatura + 2 sensores de temperatura para o fim de degelo.

• Quadro Elétrico único para todos os evaporadores.

FOOD RETAIL - BRAZIL


LEVANTAMENTO DE MATERIAL

Evaporadores:
• Balcões de FLV / Laticínios -> 7° a 10°
5 Solenóides com degelo natural;
= 5 relés para as solenóides + 5 sensores de temperatura.
• Balcões de Carnes Resf. -> 0° a 2°
2 solenóides com degelo natural;
= 2 relés + 2 sensores.
• Ilha de Congelados -> -20° a -25°
4 solenóides com degelo elétrico.
= 4 reles para as solenóides + 4 relés para as resistências de degelo + 4
sensores de temperatura + sensores de temperatura para fim de degelo.

• Quadro Elétrico único para todos os evaporadores.


= 1 Fonte de alimentação + 1 placa AK2-CM 101A para comunicação das outras
placas.

FOOD RETAIL - BRAZIL


LEVANTAMENTO DE MATERIAL

Rack de Média Temperatura:

• 3 Compressores. =
3 reles um para cada compressor + 1 transdutor de pressão para baixa
• 5 Ventiladores no Condensador;
= 5 reles um para cada ventilador + 1 transdutor de pressão para alta
• Controle de temperatura de descarga dos compressores;
= 3 sensores de alta temperatura um para cada compressor.
• Monitoramento do Superaquecimento do Rack;
= 1 sensor de temperatura.
• Quadro Elétrico Individual.
= 1 fonte de alimentação + 1 placa AK2-CM 101A para comunicação de dados das
placas.

FOOD RETAIL - BRAZIL


LEVANTAMENTO DE MATERIAL

Rack de Baixa Temperatura:

• 2 Compressores.
= 2 reles um para cada compressor + 1 transdutor de baixa.
• 2 Ventiladores no Condensador;
= 2 reles um para cada ventilador.
• Controle de temperatura de descarga dos compressores;
= 2 sensores de alta temperatura.
• Monitoramento do Superaquecimento do Rack;
= 1 sensor de temperatura.
• Quadro Elétrico Individual.
1 Fonte de alimentação + 1 placa AK2-CM 101A para comunicação de dados das
placas.

FOOD RETAIL - BRAZIL


LEVANTAMENTO DE MATERIAL

TOTAL DE ENTRADAS E SAÍDAS


Total Total

Evaporadores Rack Resfriados

Saídas Digitais 21 Saídas Digitais 8


Entradas Entradas
Analógicas 21 Analógicas 8

Rack Congelados

Saídas Digitais 4
Entradas
Analógicas 5

FOOD RETAIL - BRAZIL


LEVANTAMENTO DE MATERIAL
CÓDIGO DESCRIÇÃO QUANTIDADE

080Z0061 AK2-CM 101A - PLACA DE COMUNICAÇÃO 1

080Z0055 AK-PS 250 - FONTE DE ALIMENTAÇÃO 100~220V / 24 Vcc 1

RACK 080Z0017 AK2-XM 205A - PLACA COM 8 SAÍDAS DE RELÉS + 8 ENTRADAS ANALÓGICAS 1
BAIXA
060G2069 AKS32 - TRANSDUTOR DE PRESSÃO DE -1 À 12 BAR (BAIXA) 1

060G2071 AKS32 - TRANSDUTOR DE PRESSÃO DE -1 À 34 BAR (BAIXA) 1

084N0028 AKS11 - SENSOR DE TEMPERATURA DE -40 À 100°C 1

084N2003 AKS-21M - SENSOR DE TEMPERATURA DE -20 À 180°C 2

CÓDIGO DESCRIÇÃO QUANTIDADE

080Z0061 AK2-CM 101A - PLACA DE COMUNICAÇÃO 1

080Z0055 AK-PS 250 - FONTE DE ALIMENTAÇÃO 100~220V / 24 Vcc 1

RACK 080Z0017 AK2-XM 205A - PLACA COM 8 SAÍDAS DE RELÉS + 8 ENTRADAS ANALÓGICAS 1
MÉDIA
060G2069 AKS32 - TRANSDUTOR DE PRESSÃO DE -1 À 12 BAR (BAIXA) 1

060G2071 AKS32 - TRANSDUTOR DE PRESSÃO DE -1 À 34 BAR (BAIXA) 1

084N0028 AKS11 - SENSOR DE TEMPERATURA DE -40 À 100°C 1

084N2003 AKS-21M - SENSOR DE TEMPERATURA DE -20 À 180°C 3

CÓDIGO DESCRIÇÃO QUANTIDADE

080Z0061 AK2-CM 101A - PLACA DE COMUNICAÇÃO 1


EVAPORAD
ORES 080Z0055 AK-PS 250 - FONTE DE ALIMENTAÇÃO 100~220V / 24 Vcc 1

080Z0017 AK2-XM 205A - PLACA COM 8 SAÍDAS DE RELÉS + 8 ENTRADAS ANALÓGICAS 2

084N0028 AKS11 - SENSOR DE TEMPERATURA DE -40 À 100°C 15


FOOD RETAIL - BRAZIL
AUTORIZAÇÃO
TROCANDO O IDIOMA
CONEXÃO

FOOD RETAIL - BRAZIL


REGRA N°1

ANTES DE INICIAR A CONFIGURAÇÃO, MOVA O JUMPER PARA


A POSIÇÃO CORRETA

FOOD RETAIL - BRAZIL


Inserindo a senha
Ao iniciar a configuração no AK-SC355, a senha padrão é solicitada.

User name: Supervisor


Password: 12345

FOOD RETAIL - BRAZIL


Ao iniciar, precisamos alterar o idioma do controlador,
bem como as preferências de unidade.

Localize o item Configuration


e em seguida entre em
System.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Neste local defina as unidades de sua preferência para
temperatura, pressão e outros itens

FOOD RETAIL - BRAZIL


Na aba Users, defina qual idioma será utilizado para cada usuário.
Além disso, aqui pode-se também definir a senha de acesso de
cada usuário.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Em “Auth Levels” defina o que cada usuário poderá ter acesso

FOOD RETAIL - BRAZIL


Para ter um histórico dos últimos logins, vá até Info  Audit Trail.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Determine o horário atual

Volte para Configuração e em “Tempo” edite as configurações


de hora do controlador.

FOOD RETAIL - BRAZIL


PARAMETRIZAÇÃO

FOOD RETAIL - BRAZIL


Para criar uma base de dados através do RMT, faça o seguinte:

1 – Execute o RMT como administrador:

2 – Defina “1” nesse local para iniciar uma base de dados e


depois pressione em Launch:

3 – Selecione “New Database” e escolha a opção “Full


Functionality”:

FOOD RETAIL - BRAZIL


Pronto! Agora você tem acesso à programação offline do 355!
Para salvar a base de dados, faça o seguinte:

1 – Vá até “Configuration”

2 –Entre em Save Database, escolha o local para salvar e


pressione em “Database Saved to”:

3 – Defina o nome:

FOOD RETAIL - BRAZIL


Agora que a base de dados está salva, você pode executá-la a
qualquer momento.

1 - Basta abrir o RMT e selecionar a versão correta e pressionar


Launch:

2 – Selecione a base de dados desejada:

FOOD RETAIL - BRAZIL


Para conectar ao AK-SC355/850 via cabo de rede:

1 – Conecte um cabo de rede comum ou cross-over entre o PC e o


850;

2 – Localize o menu “Central de Rede e Compartilhamento” de seu


computador. Entre nas propriedades da configuração local:

FOOD RETAIL - BRAZIL


Para conectar ao AK-SC355/850 via cabo de rede:

3 – Localize o item TCP/IPv4 e entre nas


propriedades:

4 – Digite um endereço IP parecido com o que


está no 850. Exemplo:

IP: 192.168.0.15 IP: 192.168.0.16


Sub Mask: 255.255.255.0 Sub Mask: 255.255.255.0
Gateway: 192.168.0.1 Gateway: 192.168.0.1

FOOD RETAIL - BRAZIL


Para enviar a base de dados ao 355 ou salvar em seu
PC, faça o seguinte:

1 – Abra o RMT e faça o Log On:

2 – Insira o endereço IP da unidade desejada. Após a conexão,


digite a senha

FOOD RETAIL - BRAZIL


3 - Com a unidade conectada, entre em Controller
Database Manager:

4 – Insira o endereço IP da unidade desejada e a ação que


deseja:

FOOD RETAIL - BRAZIL


Para enviar um novo arquivo EDF ou ED3 ao AK-SC355
ou AK-SM850 faça o seguinte:

1 – Conecte o AK-SM850 ao seu computador, como descrito nas


páginas anteriores;

2 – Abra o RMT e faça o Log On na unidade:

3 – Pressione sobre File Management:

FOOD RETAIL - BRAZIL


Vamos primeiramente criar um Rack de compressores. Após
isso veremos outras funções, tais como:

• Unidades HVAC;
• Pontos de Iluminação;
• Miscelâneos;
• Medição de energia;
• Detectores de vazamento.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Na tela inicial clicar em Configuração, e em seguida em
Controle

Insira o número
de racks nesse
local

FOOD RETAIL - BRAZIL


Assim que o número de racks for inserido, outras opções
pertinentes aos racks irão surgir.

Defina nesse local o tipo


do condensador

FOOD RETAIL - BRAZIL


OBSERVAÇÕES IMPORTANTES:
1- Caso você configure uma central dupla, insira o número
correspondente em Grupos de Sucção

2- O número de Grupos de Sucção NÃO é o número de compressores!

3– Se você inserir o número “0” em Grupos de sucção, o rack todo é


apagado

FOOD RETAIL - BRAZIL


ATENÇÃO!
Ventiladores

Compressores

N° de grupos N° de grupos
de sucção = 1 de sucção = 2
FOOD RETAIL - BRAZIL
Após isso, vá para “refrigeração”. Nesse local pode-se ajustar
os parâmetros referentes à esse rack

Ajuste aqui o número de evaporadores que o rack irá controlar

FOOD RETAIL - BRAZIL


DICA: Utilize sempre o rastreador para se localizar entre
os menus. Você pode também clicar sobre uma opção
para voltar aos menus anteriores.

FOOD RETAIL - BRAZIL


“No menu sucção ajuste parâmetros referentes à
sucção

FOOD RETAIL - BRAZIL


“No menu alarmes ao lado, configure os alarmes
referentes à sucção, conforme desejar.

FOOD RETAIL - BRAZIL


“No menu Circuitos edite os evaporadores do rack

Aqui é possível definir se o evaporador será controlado por I/O ou por


um genérico

FOOD RETAIL - BRAZIL


“No menu Setup ao lado, insira as demais informações
sobre os evaporadores

NOTA: alterne entre os evaporadores usando essa caixa

FOOD RETAIL - BRAZIL


Ao selecionar o tipo de degelo, o que corresponde a degelo
Natural é a opção “TIME OFF” e não a função “AR”. Se optar
pela a opção AR ele gera um relé para acionar algum dispositivo
que force o ar e pode gerar alarmes de falha de comunicação.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Na aba Alarmes, faça o ajuste de alguns alarmes referentes ao
evaporador

FOOD RETAIL - BRAZIL


Vamos agora configurar o
condensador. Pressione sobre
“Condensador”

FOOD RETAIL - BRAZIL


Para usar inversor de freqüência devemos selecionar “RAMP STAGES”
em tipo de controle e na próxima tela selecionar “VO” (Variable
Output). Altere também a velocidade mínima para 1.0%, pois se
deixar um valor maior que isto ele demora para reagir.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Na aba alarmes faça o ajuste de alguns alarmes referentes ao
condensador.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Na aba Drives, configure se necessário

FOOD RETAIL - BRAZIL


Na aba “Rail Heat” defina detalhes de aquecimento da resistencia de
orvalho

FOOD RETAIL - BRAZIL


Vamos agora configurar os endereços dos pontos. Pressione sobre
“Addresses”:

Na aba “controllers”, insira os endereços dos controladores genéricos

FOOD RETAIL - BRAZIL


Este menu é muito parecido com o item “Placa & Pontos”
do AK-SC255.

Em breve falaremos mais desse menu.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Pressione sobre “Horários” para definir ações por
horários programados:

Insira o número de horários que desejar e em seguida dê


um duplo clique sobre o item:

FOOD RETAIL - BRAZIL


Defina as ações do horário nesse local. Não esqueça de
habilitá-lo assim que estiver pronto.

FOOD RETAIL - BRAZIL


No menu “Controllers” defina os controladores
genéricos no qual será aplicado o horário:

FOOD RETAIL - BRAZIL


DICA: Usando a combo box de atalho você pode sempre
alternar entre itens, como circuitos, horários, racks, etc.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Criando pontos de iluminação:

Volte ao item Configuração e depois em Controle”.

Selecione o número de zonas que deseja configurar.


Depois pressione sobre “Luz”.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Defina nesse local as configurações dos ambientes de
iluminação. Pode-se alterar os nomes, hora de liga e desliga,
etc:

FOOD RETAIL - BRAZIL


No menu Addresses ao lado, pode-se definir os endereços dos
relés e sensores de iluminação

FOOD RETAIL - BRAZIL


Configurando medidores de energia:

Volte ao item Configuração e depois em Controle”.

Insira o número de medidores de energia que serão utilizados.


Depois pressione sobre “Energia”.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Defina nesse local as configurações dos medidores de energia.

Em “Setup” configure os dados do medidor de energia.

FOOD RETAIL - BRAZIL


ORGANIZANDO O
HISTÓRICO

FOOD RETAIL - BRAZIL


Para iniciar um histórico, vá até CONFIGURAÇÃO e em seguida
HISTÓRIA

FOOD RETAIL - BRAZIL


Pressione sobre CONFIG HISTÓRIA. Vamos primeiramente fazer o
método geral para coleta e análise das variáveis.

Dê um duplo clique em “Config


“automática hist” e informe uma taxa
de amostragem.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Para iniciar a coleta de dados, basta pressionar sobre
“Start History”

Observe o da coleta de dados para ter certeza de que o


histórico está sendo guardado.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Repare que na tela você pode ter um diagnóstico de todos os itens
que estão sendo monitorados

FOOD RETAIL - BRAZIL


Agora você já pode visualizar o histórico de qualquer variável.
Basta pressionar sobre ela.

Estando com o AK-SC355 pressione F2 e escolha uma variável. Se


estiver com o RMT, vá até Dashboard:

FOOD RETAIL - BRAZIL


Agora você já pode visualizar o histórico de qualquer variável.
Basta pressionar sobre ela.

FOOD RETAIL - BRAZIL


PERSONALIZAÇÃO DA
TELA

FOOD RETAIL - BRAZIL


Podemos editar os itens de visualização na tela principal.

O AK-SC355 pode ter 2 tipos de imagens: imagens WEB e


imagens locais.

Vamos aprender a configurar os 2 tipos de imagens

FOOD RETAIL - BRAZIL


Imagens do tipo .VIZ:

Insira o cabo de rede cross-over na porta ethernet do AK-


SC355. Defina um IP estático para seu computador, e outro IP
estático a mesma linha ao controlador 355.

Abra o RMT e pressione sobre “Log on”:

Insira o endereço IP e a senha, assim que a conexão for feita.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Pressione sobre File Management. Esse local é próprio para
edição de telas do 355.

Selecione “Screen Graphics” e pressione em NEW para iniciar


a criação de uma nova tela:

FOOD RETAIL - BRAZIL


Selecione um endereço para o projeto.

Recomenda-se deixá-lo no desktop ou em Meus Documentos.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Selecione o número de unidades na loja.

Defina o tipo do controlador – entre AK-SC355 e AK-SM850

FOOD RETAIL - BRAZIL


Escolha quantas figuras serão usadas – máximo de 5.

NOTA: as figuras precisam ser formato .BMP e ter resolução


de 632 x 408 pixels.

FOOD RETAIL - BRAZIL


No próximo passo confirme os dados que foram recentemente
criados e pressione em OK:

FOOD RETAIL - BRAZIL


A imagem agora já pode ser editada.

Pressione sobre “Retrieve Datapoints from Unit” e selecione a


unidade que deseja recuperar dados

FOOD RETAIL - BRAZIL


Selecione as variáveis que deseja monitorar pela tela do 355 e
arraste-as para o desenho.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Salve o projeto no disquete e em seguida pressione em
“Download project to Unit”:

Confirme as páginas que


deseja enviar ao controlador.

Você pode também apagar as


páginas já existentes.

Pressione em OK e aguarde a
página ser enviada.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Pronto! Agora você já pode visualizar a imagem pela tela do AK-
SC355!

Lembre-se que as imagens .VIZ só podem ser vistas localmente


pelo 355, pressionando F3 – Site View

FOOD RETAIL - BRAZIL


Imagens do tipo .FLP ou web:

Insira o cabo de rede cross-over na porta ethernet do AK-


SC355. Defina um IP estático para seu computador, e outro IP
estático a mesma linha ao controlador 355.

Abra o RMT e pressione sobre “Log on”:

Insira o endereço IP e a senha, assim que a conexão for feita.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Pressione sobre File Management. Esse local é próprio para
edição de telas do 355.

Selecione “Screen Graphics” e pressione em NEW para iniciar


a criação de uma nova tela:

FOOD RETAIL - BRAZIL


Selecione um endereço para o projeto.

Recomenda-se deixá-lo no desktop ou em Meus Documentos.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Selecione o número de unidades na loja.

Defina o tipo do controlador – entre AK-SC355 e AK-SM850

FOOD RETAIL - BRAZIL


Escolha quantas figuras serão usadas – máximo de 5.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Confirme os dados da tela web e pressione OK:

FOOD RETAIL - BRAZIL


Após a tela de confirmação da tela criada, pressione sobre
“Retrieve datapoints” para recuperar os pontos de dados:

FOOD RETAIL - BRAZIL


Insira as variáveis no local desejado. Você pode alocar da
maneira que quiser

Ao finalizar, envie o projeto ao 355:

FOOD RETAIL - BRAZIL


Salve o projeto no disquete e em seguida pressione em
“Download project to Unit”:

Confirme os dados do local a ser salvo e pressione OK:

FOOD RETAIL - BRAZIL


MISCELÂNEOS

FOOD RETAIL - BRAZIL


O “miscelâneos” é um recurso do AK-SC 355 que nos
permite editar o controle.

Podemos criar sensores, relés, entradas analógicas e


fazer cálculos para controlar estes relés captando os
sinais desses sensores independente do sistema de
refrigeração pré-configurado.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Vamos iniciar a construção de um cálculo
simples.

Iremos criar uma lógica de trabalho em que


o 355/850 deverá tomar atitudes em função
de uma regra.

Vamos criar uma solenóide que atua em


função de um temperatura.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Vamos iniciar a criação de um cálculo. Para isso, entre em
“Configuração” e depois em “Controle”:

O próximo passo é definir o número de entradas e saídas.


Para esse cálculo usaremos 1 entrada analógica e 1 saída
digital:

Feito isso, pressione sobre “Misc”:

FOOD RETAIL - BRAZIL


Na aba “relés”, defina o nome do relé como Compressor 1, o
endereço e demais informações.

Lembre-se de definir um nome sugestivo para esse relé e


demais itens, para manter o controle quando possuir muitos
I/O.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Na aba “sensors”, defina o nome, endereço, tipo e demais
informações sobre a entrada analógica:

FOOD RETAIL - BRAZIL


Definidos os sensores e saídas, vamos agora à lógica.
Pressione sobre “Cálculos” e depois sobre “Novo Calc”:

Uma nova janela irá se abrir. Selecione então o cálculo que


deseja criar. Recomenda-se seguir a ordem numérica.

Dê um duplo-clique no cálculo para editá-lo.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Bem vindo à tela de edição do cálculo! Aqui você pode criar o
que quiser!

Vamos começar pelo recurso que vamos usar. Defina “OI” em


Unids e logo depois “Liga/Desl” em Style:

FOOD RETAIL - BRAZIL


Em “Descrição” coloque o nome do cálculo.

Em “Datapoint type” vamos definir o ponto de referência do


cálculo. Nesse caso, vamos selecionar “SI °C” pois vamos
trabalhar com temperatura.

FOOD RETAIL - BRAZIL


O próximo passo é definir o sinal de entrada. No caso, vamos
utilizar uma sonda. Dê um duplo clique em “Entrd” e selecione
a sonda criada anteriormente:

Após selecionar a sonda correta,


pressione OK

FOOD RETAIL - BRAZIL


Nos números 2 e 3 solicitados, insira os valores que iremos
trabalhar. Para efeito de teste, vamos usar 26,0 e 21,0.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Uma vez declaradas as variáveis, vamos agora definir a lógica.
Dê um duplo clique na primeira condição para editá-la:

DICA: ao pressionar na primeira lógica, automaticamente


temos acesso às demais condições, como mostrado na página
a seguir.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Efeito: ON/OFF

Ponto de referência de
dados: nesse caso, SI1

Algorítmo Comparador

Sinal a ser comparado com


o ponto de referência

Repare que existe espaço para a segunda lógica e outras, se


houver necessidade

Volte para “Cálculos”.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Depois disso, vamos agora relacionar a saída que criamos
com o cálculo. Volte para “Misc” e depois “Relés”:

FOOD RETAIL - BRAZIL


Sobre o item “Entrada de Ctr”, pressione 2 vezes e selecione
o cálculo que criamos.

Isso faz com que o cálculo que foi criado esteja diretamente
ligado com o relé “Compressor 1”.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Pronto!

Agora nosso cálculo está pronto para ser utilizado! Pegue


um sensor, conecte à placa e mãos à obra!

Outros cálculos muito utilizados:

- Cópia de contato (confirmação de marcha)


- Configuração horária

FOOD RETAIL - BRAZIL


Vamos criar um contato virtual para a confirmação do inversor
de um compressor.

Para isso, vá até Configuração  Controle  Vários  Cálculos

Construa o seguinte cálculo do compressor que possui inversor:

FOOD RETAIL - BRAZIL


Agora volte ao menu Configuração  Controle 
Refrigeração  Endereços  entradas On/Off

Selecione o contato de confirmação de marcha do inversor e


anexe o cálculo que acabamos de criar à confirmação

Desse modo, sempre que o compressor partir, o 355 irá


interpretar automaticamente como uma confirmação.

FOOD RETAIL - BRAZIL


CONFIGURANDO OS
ENDEREÇOS FÍSICOS
DAS PLACAS I/O

FOOD RETAIL - BRAZIL


Endereçando os pontos

Entre em “addresses” e
selecione entre as entradas e
saídas já configuradas.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Nomenclatura.

AK2 - XM 2 05 B
A: configuração standard
B: configuração especial

Diferentes combinações de entradas e saídas.

1: módulo single com 75mm de largura


2: módulo duplo com 150mm de largura
XM: Extension Module / Módulo de extensão
CM: Comunication Module / Módulo de comunicação
OB: Option Boards / Cartões Opcionais
PC: Pack Controller / Controlador de Rack
CC: Case Controller / Controlador de Evaporadores

AK2 tipo: ADAP-KOOL® 2ª geração

FOOD RETAIL - BRAZIL


Seqüência de conexão.
Endereço

0 0 1

AK2-CM 101 A AK2 – XM 101 A AK2 – XM 205 B


FOOD RETAIL - BRAZIL
Endereçamento.

001 01-1 01-2 01-3 01-4 01-5

002 02-1 02-2 02-3 02-4 02-5 02-6 02-7

003 03-1 03-2 03-3 03-4 03-5 03-6

FOOD RETAIL - BRAZIL


Endereçando os pontos

No máximo 9 placas instaladas na mesmo módulo de comunicação


Módulo de Entradas de Sensores Entradas de Sensores Entradas de Sensores
Comunicação
1 2 3 4 5 6 7 8 1 2 3 4 5 6 7 8 1 2 3 4 5 6 7 8

Modulo Modulo Modulo


1 2 3

1 2 3 4 5 6 7 8 1 2 3 4 5 6 7 8 1 2 3 4 5 6 7 8
Saídas Saídas Digitais Saídas Digitais
Digitais(Relés) (Relés) (Relés)
Placa I/O #2

0 0 2 Placa - Pt
Inserir o endereço das
placas Módulo de
Comunicação #1 02 - 2.7 Saída Digital #7

FOOD RETAIL - BRAZIL


Endereçando os pontos

1 2 3 4 1 2 3 4 5 6 7 8 1 2 3 4

5 6 7 8 1 2 3 4 5 6 7 8 5 6 7 8
002 02-1 02-2 02-3

02-2.7
FOOD RETAIL - BRAZIL
PRESSURE TRANSDUCER
(AKS 32)

BLACK: GND
WHITE: SIG
RED: +12V
SHIELD: SHLD

TEMPERATURE SENSOR (NO POLARITY)


(AKS 11)

CONNECT LEADS TO
SIG AND GND
OUTDOOR RH SENSOR
(EMHS-4)

- TERMINAL: GND
Ø TERMINAL: SIG
+ TERMINAL: +12V

A1+ A1- A2+ A2- A3+ A3- A4+ A4- +12V +5V shld shld A5+ A5- A6+ A6- A7+ A7- A8+ A8- +12V +5V shld shld

RELAY
POWER OVERRIDE

COMM ERROR OVR1 INDOOR RH WITH TEMP SENSOR


1 1 OVR2 (EMHS-3)
2 2 OVR3

OVR4
RH:
3 3
G TERMINAL: GND
4 4 OVR5
H TERMINAL: SIG
5 5 OVR6
V TERMINAL: +12V
6 6 OVR7
R
ADAP-KOOL
7 7 AK2-XM 205B
OVR8 TEMP: T1 AND T2 (NO POLARITY)
8 8 No. 080Z0030 OFF - AUTO - ON CONNECT TO SIG AND GND
RELAY OVERRIDE Extension 8AI8DO

1C NO NC 2C NO NC 3C NO NC 4C NO NC
OUTDOOR PHOTO WITH TEMP SENSOR
(PHOTO-OD-1)

PHOTO:
12VAC OR DC:
12VAC OR DC: }
EXTERNALLY SUPPLIED

PHOTO OUT SIG: SIG


PHOTO OUT GND: GND

5C NO NC 6C NO NC 7C NO NC 8C NO NC
TEMP: BROWN AND WHITE LEADS (NO POLARITY)
NC Wire to normally CONNECT LEADS TO SIG AND GND
closed load.
MAX OUTPUT RATINGS
NO Wire to normally
open load. 1/4 HP @ 120-240VAC
5A RESISTIVE @ 24VDC OR 250VAC
C Wire to power for
FUSED @ 5A (SB) 250VAC
controlled load.

FOOD RETAIL - BRAZIL


RELAY
POWER OVERRIDE

COMM ERROR OVR1

1 1 OVR2

2 2 OVR3

3 3 OVR4

4 4 OVR5

5 5 OVR6

6 6 OVR7
R
ADAP-KOOL
7 7 OVR8
AK2-XM 205B
8 8 No. 080Z0030 OFF - AUTO - ON

RELAY OVERRIDE Extension 8AI8DO

NC Wire to normally
closed load.

NO Wire to normally
MAX OUTPUT RATINGS
open load.
1/4 HP @ 120-240VAC
5A RESISTIVE @ 24VDC OR 250VAC
C Wire to power for
controlled load.
FUSED @ 5A (SB) 250VAC

FOOD RETAIL - BRAZIL


CONSTRUINDO REDES DE
COMUNICAÇÃO

FOOD RETAIL - BRAZIL


AK-SC355 Rede de comunicação entre Controladores e placas
I/O

I/O
I/O

EKC
Conectar ponto a ponto
I/O

Limite máximo da rede de comunicação 1500 m. I/O

Terminar a rede com um resistor na


última placa ou controlador

FOOD RETAIL - BRAZIL


Conectar o
resistor
sempre na
última placa
da rede de
comunicação
que você
construiu.

POWER POWER POWER POWER

ERROR ERROR ERROR ERROR

STATUS 1 STATUS 1 STATUS 1 STATUS 1

STATUS 2 STATUS 2 STATUS 2 STATUS 2

STATUS 3 STATUS 3 STATUS 3 STATUS 3

RESET RESET RESET RESET

SERVICE SERVICE SERVICE SERVICE

R R
ADAP-KOOL ADAP-KOOL ADAP-KOOL
R
ADAP-KOOL
R

Alimentar as placas de
AK2-CM 101A AK2-CM 101A AK2-CM 101A AK2-CM 101A
No. 080Z0061 No. 080Z0061 No. 080Z0061 No. 080Z0061
RCO TP-78 RCO TP-78 RCO TP-78 RCO TP-78

comunicação com 24
VDC e aterrar todas as
entradas.

FOOD RETAIL - BRAZIL


SISTEMA STAND-ALONE
CONFIGURANDO O AK-SC355 PARA TRABALHAR COM
PACK CONTROLLERS

FOOD RETAIL - BRAZIL


SISTEMA STAND-ALONE

PARA UTILIZARMOS OS PACK CONTROLLERS COM O AK-SC355 PRECISAMOS MONTAR UMA


“REDE” ENTRE ELES. PARA ISTO FUNCIONAR TEMOS QUE USAR UMA PLACA LONWORK.
ABAIXO TEMOS UMA ILUSTRAÇÃO DE ONDE DEVEMOS INSTALAR A PLACA EKA179
LONWORK NO EKC.

FOOD RETAIL - BRAZIL


SISTEMA STAND-ALONE

ABAIXO ESTÁ UMA ILUSTRAÇÃO DE COMO DEVE SER FEITA A REDE LONWORK.
REPARE QUE AS POSIÇÕES DOS CABOS NÃO AFETAM A REDE.

FOOD RETAIL - BRAZIL


SISTEMA STAND-ALONE

IMPORTANTE: DEVE-SE OBRIGATORIAMENTE


COLOCAR UM RESISTOR NO ÚLTIMO
CONTROLADOR DA LINHA.

NO CASO DA AUSÊNCIA DESTE RESISTOR, O


GERENCIADOR PODE FICAR LENTO E PODE ATÉ
“TRAVAR”.

ESTE RESISTOR VEM DENTRO DO AK-SC355 ONDE


ESTÃO OS 5 BORNES DA REDE LONWORKS. SUA
RESISTÊNCIA É DE 120 ohms.

RESISTOR

FOOD RETAIL - BRAZIL


SISTEMA STAND-ALONE

DEPOIS DA REDE MONTADA TEMOS QUE CONFIGURAR OS CONTROLLERS QUE


ESTÃO EM REDE COM AK-SC355.
PARA QUE O AK-SC355 APRESENTE AS INFORMAÇÕES DOS PACK CONTROLLERS
TEMOS QUE CONFIGURAR ALGUNS ARQUIVOS.
NOS PRÓXIMOS SLIDES VEREMOS COMO CONFIGURAR ESTES ARQUIVOS PASSO
A PASSO.

FOOD RETAIL - BRAZIL


SISTEMA STAND-ALONE

Temos que identificar o tipo do controlador que está instalado.

Para isso, na tela inicial entre em “Configurações” e “Network


Nodes”;

FOOD RETAIL - BRAZIL


Na guia “Node Overview” pode-se selecionar o barramento de
dados a fazer a varredura.

Selecione Modbus ou LonWorks conforme sua aplicação.

Realize uma varredura neste local.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Neste menu podemos ter uma ampla visão dos itens configurados
no AK-SC355. Desde controladores à pontos de controle
Pressione sobre “Pontos”:

FOOD RETAIL - BRAZIL


Navegue pelas abas relés, sensores, etc e repare que é possível
ter um diagnóstico completo desses itens.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Repare que no menu “Sensors” podemos até mesmo verificar a
resistência ôhmica de cada sensor.

Com um duplo clique em qualquer sensor, você pode


configurá-lo como desejar.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Voltando para “Network Nodes”, entre em “Scan Status”

Em Scan Status podemos ter


acesso à todos os itens que foram
encontrados durante a varredura.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Em Controllers podemos ver os Controladores Stand Alone que
foram detectados

Anote cuidadosamente todos os dados do controlador genérico


que você está instalando

FOOD RETAIL - BRAZIL


Em I-O boards, pode-se visualizar todas as placas de extensão
que estão conectadas ao AK-SC 355.

Repare que é possível ter um diagnóstico somente ao observar os


itens detectados.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Vamos agora configurar este controlador no AK-SC355.

Vá para Configuração  Controle  Refrigeração.

Em seguida, entre em circuitos.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Selecione na lista o evaporador desejado e escolha o modelo
correspondente.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Depois de selecionar o modelo do controlador, pressione sobre
“Setup” para ter acesso à todos os parâmetros:

FOOD RETAIL - BRAZIL


Agora volte para Refrigeração  Addresses

Localize o controlador correto e insira o endereço (o mesmo do


parâmetro o03):

FOOD RETAIL - BRAZIL


RESUMO:

Como instalar um controlador genérico:

1 – Instalar o controlador fisicamente e endereçar (parâmetro o03);

2 - Realizar varredura em “Node Overview”

3 – Obter os dados do modelo em “Controllers;

4 – Selecionar configuração, rack e evaporador desejados e em


seguida localizar o código na lista

5 – Entrar na aba “addresses” e inserir o endereço do controlador

PRONTO! Agora o evaporador já está com controle integrado ao


genérico.

FOOD RETAIL - BRAZIL


Como transferir um arquivo EDF ou ED3:

EDF’s são os arquivos que o AK-SM850 utiliza para se


comunicar com os genéricos. Para inserir um novo EDF no
850 faça o seguinte:

1 – Conecte o seu PC ao 850 pela conexão de rede. Exemplo:

IP: 192.168.0.15 IP: 192.168.0.16


Sub Mask: 255.255.255.0 Sub Mask: 255.255.255.0
Gateway: 192.168.0.1 Gateway: 192.168.0.1

2 – Faça o logon utilizando o RMT. Insira o IP e a senha


corretos:

FOOD RETAIL - BRAZIL


3 – Ao realizar o login, pressione sobre File
Management:

4 – Localize o item EDF


do lado esquerdo e
entre na pasta. Do lado
direito, localize a pasta
que contém os EDF’s:

5 – Selecione o arquivo
EDF (ou ED3) junto com o
device.lst e transfira os 2
juntos, pressionando
sobre a seta -->

6 – Aguarde 2 minutos,
reinicie o 850 e faça o
scan novamente!

FOOD RETAIL - BRAZIL


CONTROLADOR AK-CC250

FOOD RETAIL - BRAZIL


SISTEMA STAND-ALONE

PRINCIPAIS FUNÇÕES DO AK-CC250:


- CONTROLE DA SOLENÓIDE
- CONTROLE DO DEGELO
- CONTROLE DO VENTILADOR
- COMUNICAÇÃO EM MODBUS
- FÁCIL INTEGRAÇÃO COM O AK-SC355

FOOD RETAIL - BRAZIL


LISTA DE PARÂMETROS

FOOD RETAIL - BRAZIL


LISTA DE PARÂMETROS

FOOD RETAIL - BRAZIL


LISTA DE PARÂMETROS

FOOD RETAIL - BRAZIL


LISTA DE PARÂMETROS

FOOD RETAIL - BRAZIL


LOCALIZAÇÃO DAS SONDAS

Cada aplicação possui um local


específico para localização das sondas.

A localização das sondas inlfuencia


muito no funcionamento do
controlador

FOOD RETAIL - BRAZIL


SISTEMA STAND-ALONE
Modo de funcionamento com 1
compressor e degelo

Modo de funcionamento com 2


compressores e degelo

FOOD RETAIL - BRAZIL


INSTALAR E CONFIGURAR
O MODEM ZOOM

FOOD RETAIL - BRAZIL


Instalação do Modem
• Conectar o cabo RJ-
45 Ethernet, no
adaptador e a outra
Linha Telefônica Modem ponta na entrada de
modem do AK-SC
355;
• O Adaptador do
Adaptador do Modem Modem e o cabo RJ-
45 é fornecido pela
Danfoss junto co
mo Modem;
Cabo Ethernet
para o modem • A ligação elétrica do
modem deve passar
pelo adaptador do
modem para que o
reset seja feito pelo
AK-SC-355.

Conectar a outra ponta do


cabo RJ-45 na entrada do
modem no AK-SC 355
FOOD RETAIL - BRAZIL
FOOD RETAIL - BRAZIL
FOOD RETAIL - BRAZIL
0800 701 0054
www.danfoss.com.br
sacrabrazil@danfoss.com
EDIVALDO CARLOS
11 9 7626 9101
edivaldo.brando@danfoss.com

ALEX PAGIATO
alex.pagiato@danfoss.com
011 9 93706783

FOOD RETAIL - BRAZIL