Você está na página 1de 28

Anatomia do Crâ nio e tó rax

Fta. Érica Martinez


Crâ nio
• Pode-se dividir o crânio em duas porções:

 Crânio neural: maior, superior e posterior e abriga o encefálo, as


meninges, partes superior dos nervos cranianos.

 Crânio visceral: menor, anterior e inferior, relação com sistema


digestivo e respiratório. Forma o esqueleto da face.

• A caixa craniana é constituída de 22 ossos:

 14 formam o esqueleto facial

 8 formam o crânio neural


• O neurocrânio é constituído
na sua totalidade por oito
ossos.

• Calota craniana: osso frontal,


parietais, parte do occipital,
parte dos temporais.

• Base do crânio:
etmóide,esfenóide, parte do
occipital e parte dos
temporais
Osso frontal
 O osso frontal é um osso
chato, situado para
frente e para cima .
Possui a face externa e
interna.

 Face Externa: glabela,


escama do frontal, sutura
frontal, crista orbitonasal,
borda supraorbitária, borda
nasal, eminência frontal,
espinha nasal
Osso Frontal
 Face Interna:

 * Crista Frontal
 * Forame Cego - localiza-se na
terminação da crista frontal e
é nele que a dura máter se
insere

 O frontal articula-se com doze


ossos: esfenóide, etmóide,
parietais (2), nasais (2),
maxilares (2), lacrimais (2) e
zigomáticos (2).
Osso Parietal

• Formam os lados e o teto da


calota craniana

• Articulam-se: frontal, occipital


e temporais e entre si.
Occipital
 É perfurado por uma abertura
grande e oval, o forame
magno, através do qual a
cavidade craniana comunica-
se com o canal vertebral.
Apresenta duas porções:
escamosa e basilar.

       a) Escamosa - lâmina


curvada que se estende
posteriormente ao forame
occipital.
       b) Basilar - anterior ao
forame occipital e espessa.
• Face interna: Possui 2
concavidades ( fossas) estão ao
lado do forame magno e
separadas pela crista occipital
interna

• Face externa: possui a


protuberância occipital externa
• Face lateral: lateralmente ao
forame magno ( côndilo occipital)

• Face basilar: frente e acima do


forame magno, fundida no corpo
do osso esfenóide
Esfenó ide
 É um osso irregular, ímpar e
situa-se na base do crânio
anteriormente aos temporais
e à porção basilar do osso
occipital.

 O osso esfenóide é dividido


em: corpo (1), asas menores
(2), asas maiores (2) e
processos pterigóideos (2).

 Corpo: sela turca, que abriga a


glândula pineal.
Temporal
• É um osso par, muito
complexo, é importante
porque no seu interior
encontra-se o aparelho
auditivo

• Divide-se em 3 partes:
• Escamosa
• Timpânica
• Petrosa ( possui os
ossículos da audição)
Etmó ide
 Um osso leve, esponjoso,
irregular, ímpar e situa-se na
parte anterior do crânio.

 Apresenta 4 partes: 1 lâmina


horizontal (crivosa), 1 lâmina
perpendicular e 2 massas
laterais (labirintos)
Articulaçã o da Cabeça
• Sutura coronal: junção do osso
frontal e parietais.

• Sutura Sagital: junção entre os


ossos parietais

• Sutura lambdóide: osso occipital


e os parietais.

• Sutura escamosa: borda inferior


do parietal com borda superior da
parte escamosa do osso temporal
Pontos anatô micos de
referâ ncia
• 1.Násio

• 2.Glabela

• 3.Borda lateral da órbita

• 4.Poro acústico externo

• 5.Trago
Radiografias do crâ nio
Anatomia do tó rax

• É uma caixa osteocartilagínea que contém os principais órgãos


da respiração e circulação e cobre parte dos órgãos
abdominais.

• A face dorsal é formado pelas doze vértebras torácicas, e a


parte dorsal das doze costelas.

• A face ventral é constituída pelo esterno e cartilagens costais.


As faces laterais são compostas pelas costelas e separadas
umas das outras pelos onze espaços intercostais, ocupados
pelos músculos e membranas intercostais.
Vista anterior e posterior
Costelas
• São ossos alongados, em forma
de semi-arcos, ligando as
vértebras torácicas ao esterno.

As costelas são classificadas em:

•  7 Pares Verdadeiras:
Articulam se diretamente ao
esterno
•  3 Pares Falsas Propriamente
Ditas: Articulam-se
indiretamente (cartilagens)
•  2 Pares Falsas Flutuantes:
São livres
1ª Costela
• Face Superior
• 
• Sulco Ventral – passagem
da veia subclávia

• Tubérculo Escaleno –
inserção do músculo
escaleno anterior

• Sulco Dorsal – passagem


da artéria subclávia

• Tubérculo do Músculo
Escaleno Médio
2ª a 12ª Costelas
• Extremidade Posterior
• Cabeça da Costela – parte da costela que articula-se com a coluna
vertebral (vértebras torácicas)

• Fóvea da Cabeça da Costela

• Colo da Costela – porção achatada que se estende lateralmente à


cabeça

• Tubérculo da Costela – eminência na face posterior da junção do


colo com o corpo

• Fóvea do Tubérculo da Costela

• Ângulo Costal
Externo
• É um osso chato, plano e
ímpar. É um importante osso
hematopoético. Apresenta 3
partes: manúbrio, corpo e
processo xifóide.

• É dividido em 3 partes:
• Manubrio
• Corpo do esterno
• Processo xifóide

• O esterno articula-se com as


clavículas e as cartilagens das
sete primeiras costelas.
Manúbrio
• Face Anterior
•  Externa ou Peitoral
•  Lisa
• Face Posterior
•  Interna ou Pleural
•  Côncava e Lisa
• Borda Superior
•  Incisura Jugular
•  Incisuras Claviculares Direita
e Esquerda
• Borda Lateral
•  Apresenta uma incisura
costal para a 1ª cartilagem
costal e 1/2 para a 2ª
• Borda Inferior
•  Articula-se com o corpo
•  Ângulo Esternal – entre o
Manúbrio e o Corpo
Corpo
• Face Externa: Anterior ou
peitoral (plana)

• Face Interna: Posterior ou


pleural (côncava)

• Borda Superior: Articula-se


com o manúbrio

• Borda Inferior: Articula-se


como processo xifoide

• Borda Lateral: 1/2 incisura


costal para a 2ª cartilagem
costal e incisuras costais para
3ª a 7ª cartilagem costal
Processo xifó ide
• É fino e alongado. É a
menor das três
porções.

• Forame do processo
xifoide

• O Esterno articula-se
com as Clavículas e as
Cartilagens das Sete
(7) Primeiras Costelas.