Você está na página 1de 11

Texto

poético
Texto poético

Texto criativo que exprime


Texto poético sentimentos, emoções, pensamentos
e maneiras de ver e sentir o mundo.

Tem como objetivo


procurar a beleza através
das palavras.
Texto poético

Texto geralmente escrito em


verso.

Valoriza o ritmo e a
musicalidade.
Texto poético
Características Apresenta recursos
expressivos variados.

Utiliza as palavras num


sentido figurado e simbólico
(sentido conotativo).
Texto poético

A “voz” que revela as suas emoções no texto poético


denomina-se

Sujeito poético
Texto poético

A borboleta conjunto de estrofes


Poema que compõem o texto.
De manhã bem cedo
uma borboleta
saiu do casulo.
Era parda e preta. Estrofe: conjunto de versos que se
Foi beber ao açude. encontram separados uns dos outros por
Viu -se dentro de água. um espaço.
E se achou tão feia
que morreu de mágoa.

Ela não sabia


– boba! – que Deus deu
Verso: cada linha do poema.
para cada bicho
a cor que escolheu.

Um anjo a levou,
Rima: semelhança de sons no final dos
Deus ralhou com ela, versos, que confere musicalidade ao
mas deu roupa nova poema.
azul e amarela.
Odylo Costa, Filho, in op. cit., p. 16
Texto poético

Estrofe
Cada estrofe tem um nome consoante o número de versos que a
constitui:

1 verso monóstico
2 versos dístico
3 versos terceto
4 versos quadra
5 versos quintilha
Texto poético

Exemplo:
Canção de Leonoreta
Borboleta, borboleta,
flor do ar,
onde vais, que me não levas? quadra
Onde vais tu, Leonoreta?

Vou ao rio, e tenho pressa,


não te ponhas no caminho.
Vou ver o jacarandá, quadra
que já deve estar florido.

Leonoreta, Leonoreta,
que me não levas contigo. dístico
Eugénio de Andrade, in Sophia de Mello Breyner Andresen (seleção),
Primeiro livro de poesia, 14ª ed., Porto, Porto Editora, 2015, p. 23
Texto poético

Rima
Quando dois ou mais versos terminam com o mesmo som,
diz-se que rimam.

Mas os versos nem sempre rimam.


Nesse caso, chamam-se soltos ou brancos.
Texto poético

A rima pode ser classificada como:


O pastor
Pastor, pastorinho, Consoante: rima em que todos os sons
onde vais sozinho? (vogais e consoantes) correspondem.
Vou àquela serra Toante: rima em que apenas os sons
buscar uma ovelha. vocálicos correspondem.
Porque vais sozinho
pastor, pastorinho?

Não tenho ninguém


que me queira bem.

Não tens um amigo?


Deixa‑me ir contigo.
Eugénio de Andrade, in op. cit., p. 14
Texto poético

Esquema rimático
A identificação da rima num poema é feita com letras.
Pastor, pastorinho, A Quando a rima se repete, repete-se
onde vais sozinho? A a letra.
Vou àquela serra B
buscar uma ovelha. B Quando a rima é nova, atribui-se
uma nova letra.
Porque vais sozinho A
pastor, pastorinho? A

Não tenho ninguém C


que me queira bem. C

Não tens um amigo? D


Deixa‑me ir contigo. D
Eugénio de Andrade, in op. cit., p. 14
Texto poético

Tipos de rima
Amor é fogo que arde sem se ver, A Rima interpolada
é ferida que dói e não se sente; B Quando há pelo menos dois
versos a separar a rima.
é contentamento descontente B
é dor que desatina sem doer A Rima emparelhada
(Luís de Camões) Os versos rimam dois a dois.

Embevecida, A
A mãe ovelha deixa de remoer B Rima cruzada
E a vida A Os versos rimam
alternadamente.
Para também a ver B

(Miguel Torga)