Você está na página 1de 2

Padrões culturais

A cultura é um elemento inescapável do ambiente de qualquer pessoa, pelo que, ao longo da vida,
se traduz em múltiplas e variadas consequências na forma como
como cada um pensa, sente e se
comporta. Para além de produtos da cultura, somos também os seus produtores.
A cultura varia no tempo e no espaço, varia com as épocas e momentos históricos, assim como
varia de lugar para lugar, pelo que não há nunca uma única cultura, mas múltiplas culturas.

Ao conjunto de comportamentos, práticas, crenças e valores comuns aos membros de uma


determinada cultura dá-
dá-se o nome de padrão cultural.
Existem diferentes padrões culturais devido à necessidade que os diferentes povos têm de se
adaptar ao meio envolvente. A cultura de cada comunidade ou grupo social especifica, portanto,
formas particulares e padronizadas de ser e de viver.
viver.
Os padrões culturais desempenham um importante papel no enquadramento da construção de
significados em muitos domínios da vida social.
Cada padrão cultural muda permanentemente, não só pela acção criadora, produtora de cultura, de
cada um dos seus membros,
membros, mas também através do contacto com outras culturas, com elementos
culturais até aí estranhos.

Seguidamente, temos a aculturação que diz respeito ao conjunto dos fenómenos resultantes do
contacto contínuo entre grupos de indivíduos pertencentes a diferentes culturas, assim como as
mudanças nos padrões culturais de ambos
ambos os grupos que decorrem desse contacto. É importante
sublinhar que a aculturação é um fenómeno que leva a mudanças culturais, quer as culturas sejam
maioritárias, quer sejam minoritárias. Tanto umas como outras têm permanentemente que reagir e
adaptar-
adaptar-se àquilo que de novo as desafia.

Finalmente, temos a socialização que é o processo através do qual cada um de nós aprende e
interioriza os padrões de comportamento, as normas, as práticas e os valores da comunidade em
que se insere.
O conceito de socialização
socialização está dividido em dois tipos: a primária que é responsável pelas
aprendizagens mais básicas da vida comum. Traduz-
Traduz-se na aprendizagem dos comportamentos
considerados adequados e reconhecidos como formas de pensar, sentir, fazer e exprimir próprias
de um determinado grupo social; e secundária que ocorre sempre que a pessoa tem de se adaptar
e integrar em situações sociais específicas novas para o indivíduo. Ao longo de toda a vida das
pessoas, diferentes acontecimentos, diferentes contextos, diferentes tipos
tipos de relações, implicam
intensificações no processo contínuo de socialização, isto é, a adaptação dos novos contextos
socioculturais e experiências de vida que neles surgem.

http://psicob.blogspot.com/2008/05/como-
http://psicob.blogspot.com/2008/05/como-nos-
nos-tornamos-
tornamos-humanos.html
Tipos/Exemplos de padrões culturais

Como já referimos os padrões culturais são conjuntos


conjuntos de comportamentos, práticas, crenças e
valores comuns aos membros de uma determinada cultura.
cultura.
Estes padrões, são diferentes de cultura para cultura, pois ele existem como uma forma de as
populações se conseguirem
conseguirem adaptar ao mundo em que vivem.
Essas diferenças residem em grande parte dos aspectos que nos rodeiam, alimentação, roupa,
maneira de pensar e até na forma como nos relacionamos com os outros.
Por exemplo, em certos países mais orientais os homens cumprimentão
cumprimentão-
primentão-se com um beijo na face, e
na nossa cultura (portuguesa), os homens para se cumprimentares dão um apertoaperto--de-
de-mão, pois se
um homem beijar outro na face pode levar
levar a más interpretações,
interpretações, e aqui ocorre mais um fenómeno
dos padrões culturais.
Os padrões
padrões culturais aparecem por todos os lados, logo após o nascimento, por exemplo:
A forma como a grávida é tratada, a forma como é cortado o cordão
cordão umbilical, a palmada para o
bebe chorar, e isto ocorre até ao fim dos nossos dias.